SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO EDUCACIONAL SANTA TERESINHA
                                                   ENSINO FUNDAMENTAL II
                            Professora: Simone Helen Drumond – http://simonehelendrumond.blogspot.com
                              Disciplina: ARTE - Série: 6, 7º, 8º e 9º Anos - Período: 3° Trimestre de 2010

                 Projeto Interdisciplinar com Educação Física

 Projeto        NOS PASSOS DA DANÇA do CEST
              dialogando com o corpo, a arte e a educação
JUSTIFICATIVA

      Em 1996, da nova Lei de Diretrizes e Bases (LDB) do Brasil institui o ensino obrigatório de Arte em território nacional e,
finalmente, em 1997, foram publicados os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) que incluem, pela primeira vez na
história do país, a dança em seu rol de disciplinas.

      As relações que se processam entre: corpo, dança e sociedade são fundamentais para a compreensão e eventual
transformação da realidade social. A dança, enquanto ARTE e EDUCAÇÃO FÍSICA tem o potencial de trabalhar a
capacidade de criação, imaginação, sensação e percepção, integrando o conhecimento corporal ao intelectual, valoriza a
dimensão do sonho e da criação, da força comunicativa, das expressões, da sonoridade instigante da arte do corpo e da
mente, dos movimentos, da cor, da forma, dos gestos, das luzes e da produção que busca um novo sentido para a vida.

      Como educadoras Salesianas, pretendemos com este projeto educar, estimular a criatividade, e aperfeiçoar as
expressões de comunicação social e liberdade. Além de manifestar o nosso compromisso nas práticas educativas de
intercâmbio cultural, para simplesmente encantar por meio da dança. Aguçar o amor pela arte do movimento é encantador, e
vale à pena enquanto houver pessoas capazes de fazer ponte de parcerias, gestos que transformem a vida de nossos
educandos. Nossos educandos possuem olhos atentos para a realidade e mãos graciosas que embalam e defendem a vida
por meio da ARTE e dos movimentos da EDUCAÇÃO FÍSICA.
OBJETIVO GERAL

      Oferecer aos educandos atividades de dança, despertando um maior interesse pelas expressões artísticas e culturais,
a fim de resgatar e valorizar a música e a dança, para o reconhecimento da identidade cultural, que integrando o fazer, a
apreciação e a contextualização artísticas do cenário nacional e internacional.

OBJETIVOS ESPECIFICOS

     Contribuir no resgate da identidade por meio das expressões artístico-culturais, visando oferecer oficinas da dança,
desenvolvendo as capacidades expressivas na valorização cultural.

     Realizar as Artes Cênicas, a partir do contexto das danças, com atividades teóricas e práticas, a fim de fortalecer a
autoestima e descobrir novos talentos.

     Valorizar as várias manifestações musicais no intuito de relacionar com o cotidiano, buscando uma interação com as
danças como expressão de sentimentos.

     Oferecer técnicas de danças teatrais, por meio de vídeos, trabalhando de maneira prazerosa e criativa, as atividades
desenvolvidas no aspecto físico-psico-sociais em uma nova proposta metodológica de intervenção na realidade.

     Confecção de recursos necessários para a execução e montagem de espetáculos, com ênfase na expressão corporal,
por meio da dança, contribuindo assim, no desenvolvimento da percepção e imaginação.

     Contribuir de forma coletiva na formação de cidadãos esclarecidos e conscientes, e enquanto protagonistas de seu
papel na sociedade abordado através das artes musicais.

     Propor a educação teatro-musical como multiplicidade dos talentos individuais, valorizando as inúmeras manifestações
da sociedade em que vivemos.

      Realizar mini-espetáculos artísticos e culturais, desencadeando um processo de sensibilização e promovendo o
entretenimento ao público alvo.

     Oportunizar o contato com profissionais da dança locais, para compartilhar as experiências, histórias de vida e valorizar
a nossa região.
CONTEÚDOS GERAIS DE ARTES E EDUCAÇÃO FÍSICA
1 - Princípios do movimento respiração, equilíbrio, apoios, dinâmica postural.
2 - Elementos do movimento o quê, como, onde e com que nos movemos.
3 - Processos da dança improvisação, composição coreográfica, repertórios.
4 - Dimensões sócio-histórico-culturais da dança e aspectos estéticos história, estudos étnicos, música, crítica e estética
5 - Relações entre o ensino de dança nas escolas e a sociedade contemporânea conceitos de tempo, espaço, corpo e novas
tecnologias, interdisciplinaridade

PROCEDIMENTOS METODOLOGICOS

1. Grupo Cooperativo e o contexto do trabalho
   O trabalho com os grupos cooperativos do 6º ao 9º ano irá oportunizar ações que visem valorizar o potencial de criar e
apreender, contribuindo com a formação do coletivo, proporcionando assim a superação de suas dificuldades em
socialização, despertando as habilidades psicomotoras, aguçando a memória e o ritmo, na produção artística e na dança
como expressão mais sublime tornando-se a forma de se comunicar e de expor experiências cotidianas.

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
                             1ª Etapa                                        2ª Etapa                     3ª Etapa
- Estudo e pesquisa dos aspectos artísticos e culturais.          - Adaptação de ritmo e som.     - Seleção de músicas e
- A expressão corporal desenvolvida por gestos e formas.                                               montagem de
- Adaptação ao ritmo no intercâmbio com a música e a dança.        - Aprendendo vários ritmos          coreografias.
- Desenvolvimento de exercício de coordenação motora.                       culturais
- Realização de ensaios                                                                                 - Ensaios e
                                                                    - Realização de ensaios.          apresentações.
APRESENTAÇÃO DE TODS AS DANÇAS


      Dia ............./................... /2010 do 1º ao 5º tempo o auditório ficará ocupado com as apresentações.


OBS. Para o dia das apresentações iremos contar com a colaboração dos demais professores destas séries, no
sentido de:
  1. Não marcar atividades avaliativas.
  2. Não marcar atividades no auditório para o mesmo dia.
  3. Permitir que os alunos prestigiem as apresentações dos colegas.
  4. Permitam que os alunos organizem-se quanto ao contexto da atividade (arrumando-se com as roupas das
apresentações).
  5. Incentivem a boa participação de todos, valorizando o trabalho de cada um.




CONVIDADOS PARA PRESTIGIAR O EVENTO


                             1º Ano           2º Ano           3º Ano            4º Ano           5º Ano




      Local: Auditório
      Material: CDS com músicas de cada dança – responsável: equipes do 6º ao 9º ano
               Microfone, rádio toca CD, equipamento de som do próprio auditório.
AVALIAÇÃO (critérios norteadores):

              Participação nas discussões e reflexões a partir das questões norteadoras (oralidade);
              Capricho, criatividade e ligação com os conceitos trabalhos durante a aula para elaboração do roteiro teatral, que
 poderá ser descritivo ou narrativo (uma situação real ou fictícia);
              Trabalho colaborativo na criação das frases para as faixas, sugestão de idéias, criatividade e integração com o
 grupo;
              Participação efetiva na dramatização.
              Auto-avaliação no processo de desenvolvimento e desempenho nas apresentações e no processo das
atividades.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guia de aprendizagem arte
Guia de aprendizagem   arteGuia de aprendizagem   arte
Guia de aprendizagem arte
LANCIATIAGO
 
Projeto de arte
Projeto de arteProjeto de arte
Projeto de arte
SimoneHelenDrumond
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escola
Venicio Borges
 
Projeto de Dança de Salão
Projeto de Dança de SalãoProjeto de Dança de Salão
Projeto de Dança de Salão
EMEF JOÃO DA SILVA
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
ANA MARIA DE PAULA E SILVA
 
Plano de aula artes - 3ª avaliação
Plano de aula   artes - 3ª avaliaçãoPlano de aula   artes - 3ª avaliação
Plano de aula artes - 3ª avaliação
Renato Lima
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
Andreza Andrade
 
Atividade de Arte - Música
Atividade de Arte  - MúsicaAtividade de Arte  - Música
Atividade de Arte - Música
Mary Alvarenga
 
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Ana Beatriz Cargnin
 
Prova Artes 6° ano
Prova Artes 6° anoProva Artes 6° ano
Prova Artes 6° ano
Geo Honório
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
Josycrissantos
 
Banco de Projetos Culturais
Banco de Projetos CulturaisBanco de Projetos Culturais
Banco de Projetos Culturais
dramaturgiacarioca
 
Caça palavras sobre teatro atividade
Caça palavras sobre teatro atividadeCaça palavras sobre teatro atividade
Caça palavras sobre teatro atividade
josenmd
 
23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula
Eduardo Lopes
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
Adriana Vieira
 
Sequencia didatica arte
Sequencia didatica arteSequencia didatica arte
Sequencia didatica arte
Emanoel Jackson Lisboa
 
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide CarvalhoP rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
Leoneide Carvalho
 
Prova 1.ª elementos do teatro a
Prova 1.ª elementos do teatro   aProva 1.ª elementos do teatro   a
Prova 1.ª elementos do teatro a
Denise Compasso
 
Artes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 anoArtes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 ano
Luciene Moreira
 
Plano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º anoPlano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º ano
Nildemar Lago
 

Mais procurados (20)

Guia de aprendizagem arte
Guia de aprendizagem   arteGuia de aprendizagem   arte
Guia de aprendizagem arte
 
Projeto de arte
Projeto de arteProjeto de arte
Projeto de arte
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escola
 
Projeto de Dança de Salão
Projeto de Dança de SalãoProjeto de Dança de Salão
Projeto de Dança de Salão
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
 
Plano de aula artes - 3ª avaliação
Plano de aula   artes - 3ª avaliaçãoPlano de aula   artes - 3ª avaliação
Plano de aula artes - 3ª avaliação
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
 
Atividade de Arte - Música
Atividade de Arte  - MúsicaAtividade de Arte  - Música
Atividade de Arte - Música
 
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
Plano de aula 1: Pinturas que Contam Histórias I: Arte Rupestre, Arte Egípcia...
 
Prova Artes 6° ano
Prova Artes 6° anoProva Artes 6° ano
Prova Artes 6° ano
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
 
Banco de Projetos Culturais
Banco de Projetos CulturaisBanco de Projetos Culturais
Banco de Projetos Culturais
 
Caça palavras sobre teatro atividade
Caça palavras sobre teatro atividadeCaça palavras sobre teatro atividade
Caça palavras sobre teatro atividade
 
23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula23416525 arte-planos-de-aula
23416525 arte-planos-de-aula
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Sequencia didatica arte
Sequencia didatica arteSequencia didatica arte
Sequencia didatica arte
 
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide CarvalhoP rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
 
Prova 1.ª elementos do teatro a
Prova 1.ª elementos do teatro   aProva 1.ª elementos do teatro   a
Prova 1.ª elementos do teatro a
 
Artes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 anoArtes 1 ao 5 ano
Artes 1 ao 5 ano
 
Plano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º anoPlano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º ano
 

Destaque

Plano de curso oitavo ano artes (1)
Plano de curso oitavo ano artes (1)Plano de curso oitavo ano artes (1)
Plano de curso oitavo ano artes (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
PLANO DE AULA
PLANO DE AULA PLANO DE AULA
PLANO DE AULA
anabeatrizsa
 
Projeto Dança e Saúde
Projeto Dança e SaúdeProjeto Dança e Saúde
Projeto Dança e Saúde
Leandro Martins
 
Projeto dança
Projeto   dançaProjeto   dança
Projeto dança
Patricia Aguirre
 
Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Planejamento educação infantil
Planejamento educação infantilPlanejamento educação infantil
Planejamento educação infantil
Claudia Ramos
 

Destaque (6)

Plano de curso oitavo ano artes (1)
Plano de curso oitavo ano artes (1)Plano de curso oitavo ano artes (1)
Plano de curso oitavo ano artes (1)
 
PLANO DE AULA
PLANO DE AULA PLANO DE AULA
PLANO DE AULA
 
Projeto Dança e Saúde
Projeto Dança e SaúdeProjeto Dança e Saúde
Projeto Dança e Saúde
 
Projeto dança
Projeto   dançaProjeto   dança
Projeto dança
 
Projeto música
Projeto músicaProjeto música
Projeto música
 
Planejamento educação infantil
Planejamento educação infantilPlanejamento educação infantil
Planejamento educação infantil
 

Semelhante a Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest

PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
 PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre
PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
Ivete Diniz
 
Plano de curso de teatro Ensino Médio
Plano de curso de teatro Ensino MédioPlano de curso de teatro Ensino Médio
Plano de curso de teatro Ensino Médio
Gliciane S. Aragão
 
4ª etapa 2° ciclo.docx
4ª etapa 2° ciclo.docx4ª etapa 2° ciclo.docx
4ª etapa 2° ciclo.docx
Ivete Diniz
 
Dança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimentoDança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimento
Marleila Barros
 
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
pibiduergsmontenegro
 
Pcn Arte
Pcn ArtePcn Arte
Pcn Arte
Beatriz
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Seduc MT
 
ARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docx
ARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docxARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docx
ARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docx
BRENDAMAYLASOARES
 
Ot música 2012
Ot música 2012Ot música 2012
Ot música 2012
Marilia.torres
 
A musica em sala de aula
A musica em sala de aula A musica em sala de aula
A musica em sala de aula
claricesagg
 
2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc
2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc
2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc
Ricardo Agra
 
3ª etapa 1° ciclo.docx
3ª etapa 1° ciclo.docx3ª etapa 1° ciclo.docx
3ª etapa 1° ciclo.docx
Ivete Diniz
 
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
pibiduergsmontenegro
 
Atv74
Atv74Atv74
Arte - plano de curso-2016
Arte  - plano de curso-2016Arte  - plano de curso-2016
Arte - plano de curso-2016
Mary Alvarenga
 
Met. do ens. de arte
Met. do ens. de arteMet. do ens. de arte
Met. do ens. de arte
Fabio dos Santos Oliveira
 
Boletim informativo ano i (oficial)
Boletim informativo ano i  (oficial)Boletim informativo ano i  (oficial)
Boletim informativo ano i (oficial)
Engenho da Música
 
Boletim informativo ano I (oficial)
Boletim informativo ano I (oficial)Boletim informativo ano I (oficial)
Boletim informativo ano I (oficial)
Clauzer Oliveira
 
A música em sala de aula
A música em sala de aulaA música em sala de aula
A música em sala de aula
Francisco Carlos Palosque
 
PdfFile(22).PDF
PdfFile(22).PDFPdfFile(22).PDF
PdfFile(22).PDF
JoaoAlves319493
 

Semelhante a Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest (20)

PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
 PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre
PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
 
Plano de curso de teatro Ensino Médio
Plano de curso de teatro Ensino MédioPlano de curso de teatro Ensino Médio
Plano de curso de teatro Ensino Médio
 
4ª etapa 2° ciclo.docx
4ª etapa 2° ciclo.docx4ª etapa 2° ciclo.docx
4ª etapa 2° ciclo.docx
 
Dança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimentoDança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimento
 
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
Pauta da reuniao de 2 de julho de 2013
 
Pcn Arte
Pcn ArtePcn Arte
Pcn Arte
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
 
ARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docx
ARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docxARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docx
ARTES - 3° ANO - ALINHADO A BNCC.docx
 
Ot música 2012
Ot música 2012Ot música 2012
Ot música 2012
 
A musica em sala de aula
A musica em sala de aula A musica em sala de aula
A musica em sala de aula
 
2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc
2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc
2º BIMESTRE - 2022 - Plano de ensino - ARTE.doc
 
3ª etapa 1° ciclo.docx
3ª etapa 1° ciclo.docx3ª etapa 1° ciclo.docx
3ª etapa 1° ciclo.docx
 
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
Pauta da reuniao de 25 de junho de 2013
 
Atv74
Atv74Atv74
Atv74
 
Arte - plano de curso-2016
Arte  - plano de curso-2016Arte  - plano de curso-2016
Arte - plano de curso-2016
 
Met. do ens. de arte
Met. do ens. de arteMet. do ens. de arte
Met. do ens. de arte
 
Boletim informativo ano i (oficial)
Boletim informativo ano i  (oficial)Boletim informativo ano i  (oficial)
Boletim informativo ano i (oficial)
 
Boletim informativo ano I (oficial)
Boletim informativo ano I (oficial)Boletim informativo ano I (oficial)
Boletim informativo ano I (oficial)
 
A música em sala de aula
A música em sala de aulaA música em sala de aula
A música em sala de aula
 
PdfFile(22).PDF
PdfFile(22).PDFPdfFile(22).PDF
PdfFile(22).PDF
 

Mais de SimoneHelenDrumond

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
SimoneHelenDrumond
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
SimoneHelenDrumond
 

Mais de SimoneHelenDrumond (20)

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 

Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest

  • 1. CENTRO EDUCACIONAL SANTA TERESINHA ENSINO FUNDAMENTAL II Professora: Simone Helen Drumond – http://simonehelendrumond.blogspot.com Disciplina: ARTE - Série: 6, 7º, 8º e 9º Anos - Período: 3° Trimestre de 2010 Projeto Interdisciplinar com Educação Física Projeto NOS PASSOS DA DANÇA do CEST dialogando com o corpo, a arte e a educação JUSTIFICATIVA Em 1996, da nova Lei de Diretrizes e Bases (LDB) do Brasil institui o ensino obrigatório de Arte em território nacional e, finalmente, em 1997, foram publicados os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) que incluem, pela primeira vez na história do país, a dança em seu rol de disciplinas. As relações que se processam entre: corpo, dança e sociedade são fundamentais para a compreensão e eventual transformação da realidade social. A dança, enquanto ARTE e EDUCAÇÃO FÍSICA tem o potencial de trabalhar a capacidade de criação, imaginação, sensação e percepção, integrando o conhecimento corporal ao intelectual, valoriza a dimensão do sonho e da criação, da força comunicativa, das expressões, da sonoridade instigante da arte do corpo e da mente, dos movimentos, da cor, da forma, dos gestos, das luzes e da produção que busca um novo sentido para a vida. Como educadoras Salesianas, pretendemos com este projeto educar, estimular a criatividade, e aperfeiçoar as expressões de comunicação social e liberdade. Além de manifestar o nosso compromisso nas práticas educativas de intercâmbio cultural, para simplesmente encantar por meio da dança. Aguçar o amor pela arte do movimento é encantador, e vale à pena enquanto houver pessoas capazes de fazer ponte de parcerias, gestos que transformem a vida de nossos educandos. Nossos educandos possuem olhos atentos para a realidade e mãos graciosas que embalam e defendem a vida por meio da ARTE e dos movimentos da EDUCAÇÃO FÍSICA.
  • 2. OBJETIVO GERAL Oferecer aos educandos atividades de dança, despertando um maior interesse pelas expressões artísticas e culturais, a fim de resgatar e valorizar a música e a dança, para o reconhecimento da identidade cultural, que integrando o fazer, a apreciação e a contextualização artísticas do cenário nacional e internacional. OBJETIVOS ESPECIFICOS Contribuir no resgate da identidade por meio das expressões artístico-culturais, visando oferecer oficinas da dança, desenvolvendo as capacidades expressivas na valorização cultural. Realizar as Artes Cênicas, a partir do contexto das danças, com atividades teóricas e práticas, a fim de fortalecer a autoestima e descobrir novos talentos. Valorizar as várias manifestações musicais no intuito de relacionar com o cotidiano, buscando uma interação com as danças como expressão de sentimentos. Oferecer técnicas de danças teatrais, por meio de vídeos, trabalhando de maneira prazerosa e criativa, as atividades desenvolvidas no aspecto físico-psico-sociais em uma nova proposta metodológica de intervenção na realidade. Confecção de recursos necessários para a execução e montagem de espetáculos, com ênfase na expressão corporal, por meio da dança, contribuindo assim, no desenvolvimento da percepção e imaginação. Contribuir de forma coletiva na formação de cidadãos esclarecidos e conscientes, e enquanto protagonistas de seu papel na sociedade abordado através das artes musicais. Propor a educação teatro-musical como multiplicidade dos talentos individuais, valorizando as inúmeras manifestações da sociedade em que vivemos. Realizar mini-espetáculos artísticos e culturais, desencadeando um processo de sensibilização e promovendo o entretenimento ao público alvo. Oportunizar o contato com profissionais da dança locais, para compartilhar as experiências, histórias de vida e valorizar a nossa região.
  • 3. CONTEÚDOS GERAIS DE ARTES E EDUCAÇÃO FÍSICA 1 - Princípios do movimento respiração, equilíbrio, apoios, dinâmica postural. 2 - Elementos do movimento o quê, como, onde e com que nos movemos. 3 - Processos da dança improvisação, composição coreográfica, repertórios. 4 - Dimensões sócio-histórico-culturais da dança e aspectos estéticos história, estudos étnicos, música, crítica e estética 5 - Relações entre o ensino de dança nas escolas e a sociedade contemporânea conceitos de tempo, espaço, corpo e novas tecnologias, interdisciplinaridade PROCEDIMENTOS METODOLOGICOS 1. Grupo Cooperativo e o contexto do trabalho O trabalho com os grupos cooperativos do 6º ao 9º ano irá oportunizar ações que visem valorizar o potencial de criar e apreender, contribuindo com a formação do coletivo, proporcionando assim a superação de suas dificuldades em socialização, despertando as habilidades psicomotoras, aguçando a memória e o ritmo, na produção artística e na dança como expressão mais sublime tornando-se a forma de se comunicar e de expor experiências cotidianas. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES 1ª Etapa 2ª Etapa 3ª Etapa - Estudo e pesquisa dos aspectos artísticos e culturais. - Adaptação de ritmo e som. - Seleção de músicas e - A expressão corporal desenvolvida por gestos e formas. montagem de - Adaptação ao ritmo no intercâmbio com a música e a dança. - Aprendendo vários ritmos coreografias. - Desenvolvimento de exercício de coordenação motora. culturais - Realização de ensaios - Ensaios e - Realização de ensaios. apresentações.
  • 4. APRESENTAÇÃO DE TODS AS DANÇAS Dia ............./................... /2010 do 1º ao 5º tempo o auditório ficará ocupado com as apresentações. OBS. Para o dia das apresentações iremos contar com a colaboração dos demais professores destas séries, no sentido de: 1. Não marcar atividades avaliativas. 2. Não marcar atividades no auditório para o mesmo dia. 3. Permitir que os alunos prestigiem as apresentações dos colegas. 4. Permitam que os alunos organizem-se quanto ao contexto da atividade (arrumando-se com as roupas das apresentações). 5. Incentivem a boa participação de todos, valorizando o trabalho de cada um. CONVIDADOS PARA PRESTIGIAR O EVENTO 1º Ano 2º Ano 3º Ano 4º Ano 5º Ano Local: Auditório Material: CDS com músicas de cada dança – responsável: equipes do 6º ao 9º ano Microfone, rádio toca CD, equipamento de som do próprio auditório.
  • 5. AVALIAÇÃO (critérios norteadores): Participação nas discussões e reflexões a partir das questões norteadoras (oralidade); Capricho, criatividade e ligação com os conceitos trabalhos durante a aula para elaboração do roteiro teatral, que poderá ser descritivo ou narrativo (uma situação real ou fictícia); Trabalho colaborativo na criação das frases para as faixas, sugestão de idéias, criatividade e integração com o grupo; Participação efetiva na dramatização. Auto-avaliação no processo de desenvolvimento e desempenho nas apresentações e no processo das atividades.