SlideShare uma empresa Scribd logo
à prova de erros Por Pânmela e Rafael
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
[object Object]
[object Object],[object Object]
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Mauro Enrique
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
Denis Carlos Sodré
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
Raylson Rabelo
 
Gestão de Armazens
Gestão de ArmazensGestão de Armazens
Gestão de Armazens
guestbdad729
 
Aula de controle de estoques
Aula de controle de estoquesAula de controle de estoques
Aula de controle de estoques
Moises Ribeiro
 
08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii
Homero Alves de Lima
 
Processo administrativo: organização
Processo administrativo: organizaçãoProcesso administrativo: organização
Processo administrativo: organização
Patrícia Cruz Rodrigues Marion
 
1 slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)
1   slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)1   slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)
1 slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)
Caio Roberto de Souza Filho
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
Willian dos Santos Abreu
 
Capacidade de produção
Capacidade de produçãoCapacidade de produção
Capacidade de produção
Mauro Enrique
 
Kaizen
KaizenKaizen
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
Daisy Marschalk
 
Jogo da logistica
Jogo da logisticaJogo da logistica
Jogo da logistica
André Augusto Toneti
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
Mauro Enrique
 
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Caderno de Atividades Gestão de Processos e Qualidade
Caderno de Atividades Gestão de Processos e QualidadeCaderno de Atividades Gestão de Processos e Qualidade
Caderno de Atividades Gestão de Processos e Qualidade
Gerisval Pessoa
 
Gestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaGestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - Logística
Adeildo Caboclo
 
5W1H
5W1H5W1H
Logística - princípios básicos
Logística - princípios básicosLogística - princípios básicos
Logística - princípios básicos
Nara Oliveira
 
O Sistema Kanban
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
O Sistema Kanban
CLT Valuebased Services
 

Mais procurados (20)

Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
 
Gestão de Armazens
Gestão de ArmazensGestão de Armazens
Gestão de Armazens
 
Aula de controle de estoques
Aula de controle de estoquesAula de controle de estoques
Aula de controle de estoques
 
08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii08 aula armazenagem ii
08 aula armazenagem ii
 
Processo administrativo: organização
Processo administrativo: organizaçãoProcesso administrativo: organização
Processo administrativo: organização
 
1 slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)
1   slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)1   slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)
1 slides - diagrama de causa e efeito (ishikawa)
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
 
Capacidade de produção
Capacidade de produçãoCapacidade de produção
Capacidade de produção
 
Kaizen
KaizenKaizen
Kaizen
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
 
Jogo da logistica
Jogo da logisticaJogo da logistica
Jogo da logistica
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
 
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
 
Caderno de Atividades Gestão de Processos e Qualidade
Caderno de Atividades Gestão de Processos e QualidadeCaderno de Atividades Gestão de Processos e Qualidade
Caderno de Atividades Gestão de Processos e Qualidade
 
Gestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - LogísticaGestão da Qualidade - Logística
Gestão da Qualidade - Logística
 
5W1H
5W1H5W1H
5W1H
 
Logística - princípios básicos
Logística - princípios básicosLogística - princípios básicos
Logística - princípios básicos
 
O Sistema Kanban
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
O Sistema Kanban
 

Destaque

Poka Yoke Final Ppt
Poka Yoke  Final PptPoka Yoke  Final Ppt
Poka Yoke Final Ppt
JAGJITSINGH25
 
Poka yoke - Lean TI
Poka yoke - Lean TIPoka yoke - Lean TI
Poka yoke - Lean TI
Ademar Leal da Silva
 
Poka yoke
Poka yokePoka yoke
Poka yoke
Ashish Gupta
 
Erros de conexão misconnection
Erros de conexão   misconnectionErros de conexão   misconnection
Erros de conexão misconnection
Elaine Koda
 
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Fernando Leme
 
Gerenciamento de risco - Parte2
Gerenciamento de risco - Parte2Gerenciamento de risco - Parte2
Gerenciamento de risco - Parte2
Elaine Koda
 
Gerenciamento de risco - Parte1
Gerenciamento de risco - Parte1Gerenciamento de risco - Parte1
Gerenciamento de risco - Parte1
Elaine Koda
 
Aula pcp lean parte II - Unoesc São Miguel do Oeste
Aula pcp lean parte II -  Unoesc São Miguel do OesteAula pcp lean parte II -  Unoesc São Miguel do Oeste
Aula pcp lean parte II - Unoesc São Miguel do Oeste
Luiz Felipe Cherem
 
(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3
(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3
(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3
Valor Agregado Consulting
 
Takt time calculo e avaliações
Takt time calculo e avaliaçõesTakt time calculo e avaliações
Takt time calculo e avaliações
Engenharia Produção
 
Poka yoke
Poka yokePoka yoke
Poka yoke
Amit Shrivastava
 
SMED (Single Minute Exchange of Die) v3
SMED (Single Minute Exchange of Die) v3SMED (Single Minute Exchange of Die) v3
SMED (Single Minute Exchange of Die) v3
Valor Agregado Consulting
 
Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...
Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...
Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...
Vanessa de Oliveira
 
Estratégia em Serviços
Estratégia em ServiçosEstratégia em Serviços
Estratégia em Serviços
Marcel Gois
 
Sistema de Produção Puxada
Sistema de Produção PuxadaSistema de Produção Puxada
Sistema de Produção Puxada
マルセロ 白井
 
Projeto dos Processos de Serviço
Projeto dos Processos de ServiçoProjeto dos Processos de Serviço
Projeto dos Processos de Serviço
Jaqueline dos Santos
 
Resolução 03 2007 Conselho Federal de Psicologia
Resolução 03 2007 Conselho Federal de PsicologiaResolução 03 2007 Conselho Federal de Psicologia
Resolução 03 2007 Conselho Federal de Psicologia
Jaqueline dos Santos
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
Homero Alves de Lima
 
Smed colocando o conceito em prática
Smed colocando o conceito em práticaSmed colocando o conceito em prática
Smed colocando o conceito em prática
Jose Donizetti Moraes
 
Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
Lean manufacturing   3-técnicas e  ferramentasLean manufacturing   3-técnicas e  ferramentas
Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
jparsilva
 

Destaque (20)

Poka Yoke Final Ppt
Poka Yoke  Final PptPoka Yoke  Final Ppt
Poka Yoke Final Ppt
 
Poka yoke - Lean TI
Poka yoke - Lean TIPoka yoke - Lean TI
Poka yoke - Lean TI
 
Poka yoke
Poka yokePoka yoke
Poka yoke
 
Erros de conexão misconnection
Erros de conexão   misconnectionErros de conexão   misconnection
Erros de conexão misconnection
 
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
Gerenciamento+de+risco tecno equipos_dez2010
 
Gerenciamento de risco - Parte2
Gerenciamento de risco - Parte2Gerenciamento de risco - Parte2
Gerenciamento de risco - Parte2
 
Gerenciamento de risco - Parte1
Gerenciamento de risco - Parte1Gerenciamento de risco - Parte1
Gerenciamento de risco - Parte1
 
Aula pcp lean parte II - Unoesc São Miguel do Oeste
Aula pcp lean parte II -  Unoesc São Miguel do OesteAula pcp lean parte II -  Unoesc São Miguel do Oeste
Aula pcp lean parte II - Unoesc São Miguel do Oeste
 
(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3
(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3
(SMED) Check List Operações Externas e Internas v3
 
Takt time calculo e avaliações
Takt time calculo e avaliaçõesTakt time calculo e avaliações
Takt time calculo e avaliações
 
Poka yoke
Poka yokePoka yoke
Poka yoke
 
SMED (Single Minute Exchange of Die) v3
SMED (Single Minute Exchange of Die) v3SMED (Single Minute Exchange of Die) v3
SMED (Single Minute Exchange of Die) v3
 
Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...
Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...
Mapeamento Do Ciclo De ServiçO Como Ponto De Partida Para O Marketing De Rela...
 
Estratégia em Serviços
Estratégia em ServiçosEstratégia em Serviços
Estratégia em Serviços
 
Sistema de Produção Puxada
Sistema de Produção PuxadaSistema de Produção Puxada
Sistema de Produção Puxada
 
Projeto dos Processos de Serviço
Projeto dos Processos de ServiçoProjeto dos Processos de Serviço
Projeto dos Processos de Serviço
 
Resolução 03 2007 Conselho Federal de Psicologia
Resolução 03 2007 Conselho Federal de PsicologiaResolução 03 2007 Conselho Federal de Psicologia
Resolução 03 2007 Conselho Federal de Psicologia
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
 
Smed colocando o conceito em prática
Smed colocando o conceito em práticaSmed colocando o conceito em prática
Smed colocando o conceito em prática
 
Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
Lean manufacturing   3-técnicas e  ferramentasLean manufacturing   3-técnicas e  ferramentas
Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
 

Mais de Rafael Souza

Sistemas de assistência ao condutor - VW
Sistemas de assistência ao condutor - VWSistemas de assistência ao condutor - VW
Sistemas de assistência ao condutor - VW
Rafael Souza
 
Treinamento joao
Treinamento joaoTreinamento joao
Treinamento joao
Rafael Souza
 
Eventos Formatura FTEC 2012
Eventos Formatura FTEC 2012Eventos Formatura FTEC 2012
Eventos Formatura FTEC 2012
Rafael Souza
 
Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1
Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1
Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1
Rafael Souza
 
CrowdSourcing
CrowdSourcingCrowdSourcing
CrowdSourcing
Rafael Souza
 
Rh2 Higiene Seguranca Trabalho
Rh2 Higiene Seguranca TrabalhoRh2 Higiene Seguranca Trabalho
Rh2 Higiene Seguranca Trabalho
Rafael Souza
 
Adote Uma Arvore
Adote Uma ArvoreAdote Uma Arvore
Adote Uma Arvore
Rafael Souza
 

Mais de Rafael Souza (7)

Sistemas de assistência ao condutor - VW
Sistemas de assistência ao condutor - VWSistemas de assistência ao condutor - VW
Sistemas de assistência ao condutor - VW
 
Treinamento joao
Treinamento joaoTreinamento joao
Treinamento joao
 
Eventos Formatura FTEC 2012
Eventos Formatura FTEC 2012Eventos Formatura FTEC 2012
Eventos Formatura FTEC 2012
 
Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1
Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1
Apresentação assembleia formandos FTEC 2012/1
 
CrowdSourcing
CrowdSourcingCrowdSourcing
CrowdSourcing
 
Rh2 Higiene Seguranca Trabalho
Rh2 Higiene Seguranca TrabalhoRh2 Higiene Seguranca Trabalho
Rh2 Higiene Seguranca Trabalho
 
Adote Uma Arvore
Adote Uma ArvoreAdote Uma Arvore
Adote Uma Arvore
 

Poka Yoke

Notas do Editor

  1. Eliminar os erros ou corrigi-los antes que se tornem defeitos. Fundamento básico do POKA Yoke.
  2. Defeito misterioso atinge motor de Gol, Fox e Voyage Montadora admite falhas em pelo menos 300 automóveis 1.0 fabricados desde o ano passado. Concessionários dizem que pode haver milhares de carros afetados. Um dos primeiros sinais é a baixa do nível do óleo e ruídos Um problema misterioso nos motores 1.0 flexível 1.0 VHT, da Volkswagen, está afetando modelos como Gol G5 (nova geração), Voyage e Fox. A fabricante admite a existência de defeito, mas informa que ainda não conseguiu identificar sua origem. “Divulgaremos um parecer em dois ou três meses”, diz João Alvarez  Filho , gerente-executivo de Engenharia da empresa. “Temos conhecimento de 300 casos, todos de carros equipados com o motor 1.0, nenhum com o 1.6.” Segundo concessionários da marca, pode haver milhares de veículos com o problema. Consumidores relataram queda no nível de óleo do motor, que passa a apresentar um barulho constante. “Parece ruído de tucho (peça do cabeçote) batendo ou virabrequim (parte inferior do motor) rajando”, diz Alvarez. Esses depoimentos são constantes em páginas da internet e comunidades de sites de relacionamento dedicadas à VW. A maioria das queixas é em relação ao Gol 1.0, mas Alvarez diz que há casos também com Voyage e Fox, os outros carros equipados com o 1.0 VHT. A maior parte dos veículos com problemas tem entre 10 mil e 15 mil km rodados, mas há relatos de modelos mais recentes. “O meu Gol foi para a concessionária com barulho no motor aos 700 km”, diz Fábio Vieira. Nas autorizadas, se constata redução no nível de óleo. E em decorrência disso, surgem problemas em diversos componentes. Uma das peças que mais tem sido afetada - e trocada - é o cabeçote. Mas são comuns os casos em que é preciso substituir todo o motor. Foi o que ocorreu com Hugo Barros, cujo Gol com 10 mil km teve o motor 1.0 trocado. “O carro começou a fazer barulho de válvula batendo e disseram que era problema no bloco e no cabeçote”, conta. “O meu foi entregue em 18 dias e, na autorizada, vi que os motores de outros cinco Gol estavam sendo substituídos.” Já no Gol de Rafael Iwata, apenas o cabeçote foi substituído, mas quando o carro tinha somente 500 km rodados. “Me entregaram o Gol reparado em 30 dias e hoje, aos 14 mil km, ele não apresenta mais problemas.” O que falta à Volks identificar é a origem do problema. “Por não se tratar de um defeito que compromete a segurança, não faremos recall”, diz Alvarez. Nas autorizadas, reclamações começaram a aparecer há cerca de três meses. Se o defeito for em todos os Gol, Fox e Voyage com o 1.0 VHT, e não apenas num lote, mais de 420 mil carros podem estar ameaçados. Seus  direitos Márcia Oliveira, técnica do Procon-SP, diz que o  cliente  pode exigir a troca de todo o motor, não apenas de uma peça, se provar que a substituição parcial desvalorizará o veículo. “A troca do carro eu acho improvável”, afirma. “É preciso entrar na Justiça, o que é caro e demorado. As montadoras vencem pelo cansaço.” Josué Rios,  advogado  e consultor do JT, diz que se o caso não for solucionado definitivamente em 30 dias, a fabricante tem de trocar o veículo do cliente por um novo. Gerente do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Carlos Thadeu de Oliveira afirma que se for constatado risco à segurança, a VW terá de fazer recall. “Mas desde já tem de alertar sobre a necessidade do reparo, sem esperar que o cliente procure uma concessionária.” Fonte:  Estadão TAGS:  DEFEITOS ,  FOX ,  GOL ,  RECALL ,  VOLKS ,  VOYAGE
  3. Eliminar os erros ou corrigi-los antes que se tornem defeitos. Fundamento básico do POKA Yoke.