SlideShare uma empresa Scribd logo
PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA
GREGA
Prof. Douglas Barraqui
A) O que é o mito?
I – Etimologia:
1.1 A MITOLOGIA GREGA
B) A função do mito:
Cosmogonia:
CAOS Vs COSMO
1.1 A MITOLOGIA GREGA
C) O nascimento da filosofia:
I – Teses:
 Tese do Milagre Grego:
 Tese do Orientalismo:
1.1 A MITOLOGIA GREGA
II – Condições históricas da Grécia:
1) Navegação:
2) Desenvolvimento do comércio:
3) Desenvolvimento dos centros urbanos:
4) Desenvolvimento da matemática:
5) Desenvolvimento da escrita:
6) Invenção do calendário:
7) Desenvolvimento da Política:
1.1 A MITOLOGIA GREGA
A) O QUE BUSCAVAM OS PRIMEIROS FILÓSOFOS:
I –Objetivo:
 Physis
 Razão
 Logos
II – Teoria: Universo é...
 Ordenação de “causa” e “efeito”
MITO Vs LOGOS
CAOS Vs COSMO
1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
III – A “Causa Primeira” (arché)
Significados:
1) Origem, começo e princípio de tudo.
2) O que está à frente e, por isso, comanda todo o restante.
1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS:
I - Escola Jônica
II - Escola Italiana (Eleata)
III - Escola Pluralista
1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS:
I - Escola Jônica
1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS: OS FILÓSOFOS DA NATUREZA
TALES
ANAXIMANDRO
ANAXÍMENES
HERÁCLITO
ÁGUA
ÁPEIRON
PNEUMA
FOGO
B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS:
II - Escola Italiana (Eleata)
1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
PITÁGORAS NÚMEROS
PARMÉNIDES
“TUDO QUE
EXISTE SEMPRE
EXISTIU”
(Monista)
B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS:
III - Escola Pluralista
1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
ANAXÁGORAS
HOMEOMERIAS
4 elementos
+
Opostos
DEMÓCRITO ÁTOMO
(Não Divisível)
EMPÉDOCLES 4 ELEMENTOS
Amizade e
discórdia
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
• ARANHA, Maria Lúcia. Filosofando: Introdução á Filosofia. São Paulo:
Moderna, 1993.
• BUZZI, Arcângelo. Introdução ao Pensar. Petrópolis; ed. Vozes, 1997.
• CHAUÍ, Marilena. Convite á Filosofia. São Paulo,10ª. Ed.,Ática,1998.
• CONTIM, Gilberto. Fundamentos de Filosofia -História e Grandes Temas. São
Paulo;Editora Saraiva, 2000.
• GAARDEr, Jostein. O Mundo de Sofia. São Paulo; Cia. Das Letras, 1995.
• GILES, Thomas Ransom. Introdução á Filosofia. São Paulo; Epu, 1979.
• LICKESI, C. Carlos. Introdução á Filosofia - Aprendendo a Pensar.2ª. Ed. São
Paulo;
• Cortez,1996. MONDIM, Battista. Curso de Filosofia. 8ªEd. São Paulo;
Paulus,1981 - Volume I, II e III.
• MORENTE, Manuel Garcia. Fundamentos de Filosofia - Lições Preliminares.
São Paulo; Mestre Jou,1980.
• POLITZER, G. Princípios. Fundamentais de Filosofia. São Paulo; Hemus, 1995.
Nota do autor:
•Muitos dos slides aqui postados estão disponíveis para dowloading.
Outros, porém, por questões de direitos autorais e direitos de imagens, não
estão disponíveis para serem baixados gratuitamente.
•Caso você queira algum desses arquivos, ou mesmo encomendar alguma
apresentação com um tema em especial, entre em contato comigo pelo E-
mail (ambientalhistoria@gmail.com).
•Visite minha página na internet:
www.dougnahistoria.blogspot.com.br
Prof. Douglas Barraqui
_______________________
PROF. DE HISTÓRIA
(ENSINO FUNDAMENTAL / MÉDIO / PREPARATÓRIOS PARA CONCURSO,
PRÉ-VESTIBULAR E PRÉ-IFES)
TEL: (27) 99732-1315
E-Mail: ambientalhistoria@gmail.com
Páginas na internet:
www.dougnahistoria.blogspot.com
www.ambietalhistoria.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
Cruzadinha de filosofia - A ciência
Cruzadinha de filosofia -    A ciênciaCruzadinha de filosofia -    A ciência
Cruzadinha de filosofia - A ciência
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Aula 1- O que e alienação? Prof. Noe Assunção
Aula 1-  O que e alienação? Prof. Noe AssunçãoAula 1-  O que e alienação? Prof. Noe Assunção
Aula 1- O que e alienação? Prof. Noe Assunção
 
PLANO DE AULA I - ENSINO FUNDAMENTAL II - A Segunda Guerra Mundial e a bipola...
PLANO DE AULA I - ENSINO FUNDAMENTAL II - A Segunda Guerra Mundial e a bipola...PLANO DE AULA I - ENSINO FUNDAMENTAL II - A Segunda Guerra Mundial e a bipola...
PLANO DE AULA I - ENSINO FUNDAMENTAL II - A Segunda Guerra Mundial e a bipola...
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
HISTÓRIA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13CHS103) D1/D4
HISTÓRIA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13CHS103) D1/D4HISTÓRIA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13CHS103) D1/D4
HISTÓRIA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13CHS103) D1/D4
 
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdfAtividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdf
 
Atitudes filosóficas
Atitudes filosóficasAtitudes filosóficas
Atitudes filosóficas
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
 
Apostila de Filosofia
Apostila de FilosofiaApostila de Filosofia
Apostila de Filosofia
 
Lista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestanteLista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestante
 
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º anoIluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
 
O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)
 
O Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANOO Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANO
 

Semelhante a OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA

Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012
Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012
Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012
Rafael Oliveira
 
ATIVIDADE DE FILOSOFIA 2.docx
ATIVIDADE DE FILOSOFIA  2.docxATIVIDADE DE FILOSOFIA  2.docx
ATIVIDADE DE FILOSOFIA 2.docx
Elieidw
 
1º ano filosofia - atividade 18092012
1º ano   filosofia - atividade 180920121º ano   filosofia - atividade 18092012
1º ano filosofia - atividade 18092012
Jorge Marcos Oliveira
 
Humberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdf
Humberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdfHumberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdf
Humberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdf
ejsst2017
 
Lista de exercicios da 1ª série com gabarito em agosto
Lista de exercicios da 1ª série com gabarito em agostoLista de exercicios da 1ª série com gabarito em agosto
Lista de exercicios da 1ª série com gabarito em agosto
Gleycilene Garcia Lima
 
Construção do Texto Cientifico
Construção do Texto CientificoConstrução do Texto Cientifico
Construção do Texto Cientifico
megainfoin
 
A FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptx
A FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptxA FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptx
A FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptx
JosKleberFernandes
 

Semelhante a OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA (20)

FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
 
Filos rute hk
Filos rute hkFilos rute hk
Filos rute hk
 
Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012
Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012
Avaliação filosofia 1o_bimestre_1oano_2012
 
ATIVIDADE DE FILOSOFIA 2.docx
ATIVIDADE DE FILOSOFIA  2.docxATIVIDADE DE FILOSOFIA  2.docx
ATIVIDADE DE FILOSOFIA 2.docx
 
O que perguntavam os primeiros filósofos
O que perguntavam os primeiros filósofosO que perguntavam os primeiros filósofos
O que perguntavam os primeiros filósofos
 
1º ano filosofia - atividade 18092012
1º ano   filosofia - atividade 180920121º ano   filosofia - atividade 18092012
1º ano filosofia - atividade 18092012
 
FILOSOFIA SOCRÁTICA
FILOSOFIA SOCRÁTICA FILOSOFIA SOCRÁTICA
FILOSOFIA SOCRÁTICA
 
Surgimento da Filosofia e os primeiros filósofos
Surgimento da Filosofia e os primeiros filósofosSurgimento da Filosofia e os primeiros filósofos
Surgimento da Filosofia e os primeiros filósofos
 
Filosofia Para Leigos - Martin Cohen.pdf
Filosofia Para Leigos - Martin Cohen.pdfFilosofia Para Leigos - Martin Cohen.pdf
Filosofia Para Leigos - Martin Cohen.pdf
 
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
 
Humberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdf
Humberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdfHumberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdf
Humberto Rohden.historia-da-filosofia-antiga.pdf
 
CORREÇÃO ATIVIDADE PERÍODOS DA FILOSOFIA.pptx
CORREÇÃO ATIVIDADE PERÍODOS DA FILOSOFIA.pptxCORREÇÃO ATIVIDADE PERÍODOS DA FILOSOFIA.pptx
CORREÇÃO ATIVIDADE PERÍODOS DA FILOSOFIA.pptx
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
 
Aula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
Aula 04 e 05 - Os Pré-SocráticosAula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
Aula 04 e 05 - Os Pré-Socráticos
 
Aula dia 29 01
Aula dia 29 01Aula dia 29 01
Aula dia 29 01
 
Lista de exercicios da 1ª série com gabarito em agosto
Lista de exercicios da 1ª série com gabarito em agostoLista de exercicios da 1ª série com gabarito em agosto
Lista de exercicios da 1ª série com gabarito em agosto
 
Construção do Texto Cientifico
Construção do Texto CientificoConstrução do Texto Cientifico
Construção do Texto Cientifico
 
A FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptx
A FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptxA FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptx
A FILOSOFIA - INICIAÇÃO A FILOSOFIA - MARILENA CHAUI.pptx
 
O que é a Filosofia.pptx
O que é a Filosofia.pptxO que é a Filosofia.pptx
O que é a Filosofia.pptx
 
Aula 02 - Os sofistas e Sócrates.pdf
Aula 02 - Os sofistas e Sócrates.pdfAula 02 - Os sofistas e Sócrates.pdf
Aula 02 - Os sofistas e Sócrates.pdf
 

Mais de Douglas Barraqui

Mais de Douglas Barraqui (20)

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
 
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADESOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
 
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃOA BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
 
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTASFORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
 
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBERSOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIALMÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
 
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINAHIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
 
SEGUNDA GRANDE GUERRA
SEGUNDA GRANDE GUERRASEGUNDA GRANDE GUERRA
SEGUNDA GRANDE GUERRA
 
História da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônicaHistória da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônica
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do VietnãRevolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Grandes Navegações
Grandes NavegaçõesGrandes Navegações
Grandes Navegações
 
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento AvanzaReleitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
rarakey779
 
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
ESCRIBA DE CRISTO
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
LisaneWerlang
 

Último (20)

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
 
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessDesastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
 
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao AssédioApresentação Formação em Prevenção ao Assédio
Apresentação Formação em Prevenção ao Assédio
 
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdfmanual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
manual-de-direito-civil-flacc81vio-tartuce-2015-11.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados NacionaisAmérica Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
América Latina: Da Independência à Consolidação dos Estados Nacionais
 
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
INTRODUÇÃO A ARQUEOLOGIA BÍBLICA [BIBLIOLOGIA]]
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40
 

OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA

  • 2. A) O que é o mito? I – Etimologia: 1.1 A MITOLOGIA GREGA
  • 3. B) A função do mito: Cosmogonia: CAOS Vs COSMO 1.1 A MITOLOGIA GREGA
  • 4. C) O nascimento da filosofia: I – Teses:  Tese do Milagre Grego:  Tese do Orientalismo: 1.1 A MITOLOGIA GREGA
  • 5. II – Condições históricas da Grécia: 1) Navegação: 2) Desenvolvimento do comércio: 3) Desenvolvimento dos centros urbanos: 4) Desenvolvimento da matemática: 5) Desenvolvimento da escrita: 6) Invenção do calendário: 7) Desenvolvimento da Política: 1.1 A MITOLOGIA GREGA
  • 6. A) O QUE BUSCAVAM OS PRIMEIROS FILÓSOFOS: I –Objetivo:  Physis  Razão  Logos II – Teoria: Universo é...  Ordenação de “causa” e “efeito” MITO Vs LOGOS CAOS Vs COSMO 1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
  • 7. III – A “Causa Primeira” (arché) Significados: 1) Origem, começo e princípio de tudo. 2) O que está à frente e, por isso, comanda todo o restante. 1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
  • 8. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: I - Escola Jônica II - Escola Italiana (Eleata) III - Escola Pluralista 1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS
  • 9. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: I - Escola Jônica 1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS: OS FILÓSOFOS DA NATUREZA TALES ANAXIMANDRO ANAXÍMENES HERÁCLITO ÁGUA ÁPEIRON PNEUMA FOGO
  • 10. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: II - Escola Italiana (Eleata) 1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS PITÁGORAS NÚMEROS PARMÉNIDES “TUDO QUE EXISTE SEMPRE EXISTIU” (Monista)
  • 11. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: III - Escola Pluralista 1.2 PRÉ-SOCRÁTICOS ANAXÁGORAS HOMEOMERIAS 4 elementos + Opostos DEMÓCRITO ÁTOMO (Não Divisível) EMPÉDOCLES 4 ELEMENTOS Amizade e discórdia
  • 12. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • ARANHA, Maria Lúcia. Filosofando: Introdução á Filosofia. São Paulo: Moderna, 1993. • BUZZI, Arcângelo. Introdução ao Pensar. Petrópolis; ed. Vozes, 1997. • CHAUÍ, Marilena. Convite á Filosofia. São Paulo,10ª. Ed.,Ática,1998. • CONTIM, Gilberto. Fundamentos de Filosofia -História e Grandes Temas. São Paulo;Editora Saraiva, 2000. • GAARDEr, Jostein. O Mundo de Sofia. São Paulo; Cia. Das Letras, 1995. • GILES, Thomas Ransom. Introdução á Filosofia. São Paulo; Epu, 1979. • LICKESI, C. Carlos. Introdução á Filosofia - Aprendendo a Pensar.2ª. Ed. São Paulo; • Cortez,1996. MONDIM, Battista. Curso de Filosofia. 8ªEd. São Paulo; Paulus,1981 - Volume I, II e III. • MORENTE, Manuel Garcia. Fundamentos de Filosofia - Lições Preliminares. São Paulo; Mestre Jou,1980. • POLITZER, G. Princípios. Fundamentais de Filosofia. São Paulo; Hemus, 1995.
  • 13. Nota do autor: •Muitos dos slides aqui postados estão disponíveis para dowloading. Outros, porém, por questões de direitos autorais e direitos de imagens, não estão disponíveis para serem baixados gratuitamente. •Caso você queira algum desses arquivos, ou mesmo encomendar alguma apresentação com um tema em especial, entre em contato comigo pelo E- mail (ambientalhistoria@gmail.com). •Visite minha página na internet: www.dougnahistoria.blogspot.com.br Prof. Douglas Barraqui _______________________ PROF. DE HISTÓRIA (ENSINO FUNDAMENTAL / MÉDIO / PREPARATÓRIOS PARA CONCURSO, PRÉ-VESTIBULAR E PRÉ-IFES) TEL: (27) 99732-1315 E-Mail: ambientalhistoria@gmail.com Páginas na internet: www.dougnahistoria.blogspot.com www.ambietalhistoria.blogspot.com

Notas do Editor

  1. A mitologia Grega: I – Etimologia: Mythos (grego)= narrativa (imaginação) Fábula (latim)= narrativa (imaginação) antes do surgimento da filosofia os gregos respondiam às perguntas sobre a origem do mundo por meio dos mitos.
  2. A mitologia Grega: I – O mito para explicar o Universo: Cosmogonia = tentativa de explicar o universo (cosmo) por meio de narrativas imaginárias. Função do mito: tranquilizar, acomodar o ser humano diante de um mundo que lhe parecia misterioso. Ex: da mitologia grega Caos (diferente de) cosmo. Do caos surgiu Gaia, Nix, Érebo e Eros. Gaia deu a luz a Urano (céu) com quem teve 6 filhos (titãs) e 6 filhas (Titanídeas). Um dos titãs era Cronos que com Reia (sua irmã titã do compromisso) teve Zeus, Poseidon e Hades.
  3. B) O nascimento da filosofia: I – Teses: Tese do Milagre Grego: filosofia surgiu na Grécia como um verdadeiro milagre de forma espontânea. Tese do Orientalismo: filosofia surgiu na Grécia a partir de influências de outros povos (egípcios, babilônicos)
  4. B) O nascimento da filosofia: II – Condições históricas da Grécia: Viagens marítimas: pouca fertilidade do solo grego, relevo acidentado (80% maciços rochosos); existência de portos favoráveis a navegação e desenvolvimento naval. Desenvolvimento do comércio: navegação permitiu contato com outros povos, Desenvolvimento dos centros urbanos: ágora como local de debate. Desenvolvimento da matemática: Necessidade de realizar registros do comércio; Desenvolvimento da escrita: Escrita alfabética criada pelos fenícios (gregos e romanos adicionaram as vogais), mitos passaram a ser registrados. Invenção do calendário: identificar a regularidade de mares e das estações do ano. Política: um dos fatores que mais contribuiram para o surgimento da filosofia, as leis eram expressão da racionalidade na organização da vida em sociedade.
  5. Filósofos da natureza ou fisiólogos ou filósofos pré-socráticos Considerados como fundadores da filosofia O QUE BUSCAVAM OS PRIMEIROS FILÓSOFOS: I –Objetivo: Compreender a natureza (physis) Explicar o mundo por meio da razão Buscavam elaborar o logos (explicação racional) II – Teoria: O universo (cosmo) é uma ordenação de causa e efeito Toda natureza era fruto dessa relação de causa e efeito Causa foi efeito de alguma outra causa anterior, o que consiste em um processo infinito.
  6. III – A “Causa Primeira”: Os filósofos da natureza (pré-socráticos) buscavam encontrar a “causa primeira” (arché): Significados: Origem, aquilo que está à frente, começo e princípio de tudo. O que está a frente e, por isso, comanda todo o restante.
  7. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: I - Escola Jônica – buscava a arché nos elementos de natureza física, perceptíveis aos sentidos (Tales, Anaximandro, Anaxínenes e Heráclito) II - Escola Italiana – buscava a arché não em substâncias materiais, mas em conceitos abstratos não perceptíveis pelos sentidos. (Pitágoras e Parménides) III - Escola Pluralista – Consideravam que não havia apenas uma arché (causa primeira) para o universo. (Anaxágoras, Demócrito e Empédocles)
  8. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: I - Escola Jônica 1) TALES DE MILETO “O primeiro filósofo” (previu eclipse solar / descobriu constelação da ursa maior) Viagem para o Egito (importância da água para a vida em uma região desértica) Arché = água Tudo aquilo que é úmido Fato de que a água se encontra em todos os estados físicos (sólido, líquido e gasoso) 2) ANAXIMANDRO Discípulo de Tales Obra: “sobre a natureza” (1ª obra filosófica, só restam fragmentos) Arché = Ápeiron (indefinido, ilimitado e indeterminado) Não é nenhum elemento da natureza Não era nenhuma qualidade da physis Algo totalmente abstrato Crítica: a explicação de Anaximandro se aproximava do caos Teoria: o universo (o mundo) teria surgido do movimento circular de ápeiron que fez surgir: 1° quente (fogo) 2° frio (ar) 3° seco (terra) 4° umido (água) 3) ANAXÍMENES Arché = AR (pneuma) O ar está presente em toda parte; Sendo o primeiro e último movimento da vida. 4) HERÁCLITO “O obscuro” – devido sua escrita de difícil compreensão Arché = fogo (elemento primordial) que tudo molda e tudo transforma Tudo era fruto da unidade dos opostos: Frio /quente Dia / noite Vida / morte Realidade só pode ser compreendida pelos sentidos
  9. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: II - Escola Italiana PITÁGORAS: Alguns filósofos dizem que ele nunca existiu ARCHÉ = NÚMEROS Afirmava que os números e suas proporções harmoniosas constituía a origem de tudo. 2) PARMÉNIDES: “O filósofo do ser” (inaugurou a metafísica - do grego antigo (metà) = depois de, além de tudo; e [physis] = natureza ou física) ARCHÉ = “TUDO QUE EXISTE SEMPRE EXISTIU” Defensor da concepção monista (NADA SE MOVE) contrário a concepção mobilista (TUDO NO MUNDO ESTÁ EM CONSTANTE MOVIMENTO).
  10. B) ESCOLAS PRÉ-SOCRÁTICAS: III - Escola Pluralista ANAXÁGORAS Afirmou que o sol era um pedra incandescente e não um deus Hélio. Foi acusado de descrença e precisou fugir de Atenas. ARCHÉ = HOMEOMERIAS (INFINIDADE DE PEQUENOS ELEMENTOS FORMARIA TUDO QUE EXISTE NO UNIVERSO) Tanto os elementos da natureza (terra, fogo, água e o ar) Como as oposições (quente / frio; vida / morte; dia / noite) estariam presentes em tudo que existe (physis). 2) DEMÓCRITO “O filósofo que ri” Um dos filósofos que mais produziu (viajou pelo Egito, Mesopotâmia, Pérsia) ARCHÉ = ÁTOMO (NÃO DIVISÍVEL) Defendia que o universo era formado por átomos (partículas não divisíveis) Átomo seria a menor parte de todas as coisas, que era impossível de se dividir. 3) EMPÉDOCLES ARCHÉ = 4 ELEMENTOS (JUNTOS TERRA, FOGO, ÁGUA E AR) A origem de tudo estaria nos quatro elementos somados à amizade (ou amor) que os unia e à discórdia (ódio) que os separava.