SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
O TRABALHO EM NOSSA VIDA.
Prof. Ítalo Colares.
• O Trabalho auxiliou a ideia de formação da
SOCIEDADE DE CLASSES.
KARL MARX MAX WEBER
A divisão social do trabalho
segue todo um arranjo de tal
forma que sempre hajam
classes dominantes e
classes dominadas, e que
necessariamente essas
classes estão em conflito entre
si. Marx entende que as
instituições das sociedades
são criadas e estabelecidas
pelas classes dominantes, que
se legitimam dessa forma.
A sociedade era composta de
partes cuja constituição depende
fundamentalmente do indivíduo. As
relações entre esses indivíduos
seguiriam suas formas de ação
social. Essas relações acabariam
por caracterizar a sociedade como
um todo, à medida que fossem
incorporadas à legislação, à
constituição, à religiosidade e
outras manifestações culturais,
legais, valorativas e administrativas
dessa sociedade.
ALIENAÇÃO DO TRABALHO?
• A alienação do trabalho ocorre quando temos uma
inapropriada divisão do trabalho com uma massa de
trabalhadores. Quando há divisões do tipo, ou seja,
quando a produção é “fatiada” em vários momentos
e o trabalhador conhece apenas um destes,
podemos dizer que o trabalhador inserido nesse
contexto é alienado.
A organização do trabalho na
sociedade capitalista
• Para Marx, a forma como a sociedade se
organiza para produzir os seus bens
materiais, ou seja, a forma de organização
do trabalho vai exercer forte influência
sobre a forma como as pessoas pensam.
• Grande parte das
pessoas trabalham para
sobreviver e atingir
níveis específicos de
satisfação.
Características do trabalho
• Organização do tempo.
O cotidiano é determinado
pela jornada de trabalho.
• Ruptura de Vínculos.
O capitalismo rompe com
a sociedade estamental.
O trabalho como valor social
positivo
• A atividade produtiva tornou-se um meio de
ascensão social.
• O trabalho ajuda a definir a identidade
coletiva.
DIVISÃO DO TRABALHO E
ESTRUTURA SOCIAL
• O modo de produção que predomina hoje é
caracterizado por uma intensa
especialização.
• Essa especialização promove
por sua vez, uma expansão
das classes sociais.
Alienação do trabalho.
• Para Marx, que analisou esse conceito básico, a
alienação não é puramente teórica, porque se
manifesta na vida real quando o produto do
trabalho deixa de pertencer a quem o produziu.
• Isso ocorre porque na economia capitalista
prevalece a lógica do mercado, em que tudo
tem um preço, ou seja, ao vender sua força de
trabalho mediante salário, o operário também se
transforma em mercadoria. Ocorre então o que
Marx chama de fetichismo da mercadoria e
reificação do trabalhador.
• Fetichismo: é o processo pelo qual a mercadoria, um
ser inanimado, adquire "vida“ porque os valores de troca
tornam-se superiores aos valores de uso e passam a
determinar as relações humanas, ao contrário do que
deveria acontecer. Desse modo, a relação entre
produtores não se faz entre eles próprios, mas entre os
produtos do seu trabalho.
• A reificação ou coisificação: é a
transformação dos seres humanos em coisas.
Em consequência, a "humanização" da
mercadoria leva à desumanização da pessoa, à
sua coisificação, isto é, o indivíduo é
transformado em mercadoria.
• ESTRANHAMENTO: Segundo Bottomore e
Outhwaite – “[...] o termo refere-se a uma
sensação de estranhamento da sociedade,
grupo, cultura ou do eu individual, que as
pessoas comumente experimentam quando
vivem em sociedades industriais
complexas, em particular nas grandes
cidades. A alienação evoca experiências
como a DESPERSONALIZAÇÃO diante da
burocracia, sensações de impotência para
influir nos eventos e processos sociais e um
senso de falta de coesão nas vidas
pessoais.”
Por que existem diferentes
classes sociais?
• Essencial à
sociedade capitalista
moderna, o trabalho
relaciona-se a outro
importante conceito
presente também
nesta sociedade e
nascido com ela, AS
CLASSES SOCIAS.
Caracterização das Classes
Sociais
• A moderna sociedade capitalista divide-se em
vários grupos sociais que se organizam em boa
medida de forma hierárquica, possuindo
importância e posições distintas, compondo
uma forma de estratificação social.
• O sistema de classes sociais é uma das formas
de ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL. As mais
conhecidas são: a escravidão, as castas e os
estamentos.
• O sistema de classes que existe com base nas
INTERAÇÕES entre as pessoas, permite maior
mobilidade porque o fato que determina o status
na sociedade capitalista é a riqueza, levando os
indivíduos a procurar acumulá-la.
Estratificação social e modos
de produção
• Segundo MARX, todas as
formações sociais
estruturaram-se em torno de
um MODO DE PRODUÇÃO
predominante.
• No Ocidente, o predomínio
de três modos de produção:
O ESCRAVISTA, O FEUDAL
e o CAPITALISTA.
• ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL NAS SOCIEDADES
ESCRAVISTAS: O senhor e o escravo, é a base da
relação social.
• O escravo não possuía direito algum e era
considerado propriedade privada do senhor. O
resultado do seu trabalho era apropriado diretamente
pelo senhor.
• ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL NA SOCIEDADE
ESTAMENTAL: Ou servil, originária no modo de
produção feudal, verificou-se a formação de três
estratos principais. Cada um desses estamentos ou
ordens possuía diferentes obrigações e direitos.
• Era composto pelos senhores feudais que exerciam
controle sobre o clero e os camponeses.
• Os senhores ou nobres obtinham sua renda do
excedente da produção rural.
• O trabalho dos camponeses era explorado ao
máximo de tudo que produziam.
As Teorias das Classes
Sociais
• MARX considerava que a
burguesia e o proletariado
não eram as únicas classes
existentes. No entanto, das
as condições da produção
capitalista, havia uma
tendência à pauperização
da sociedade, que faria que
ela fosse polarizada nessas
duas classes.
• EXPLORAÇÃO DO TRABALHO E ACUMULAÇÃO
DO CAPITAL________________________________
• A grande contradição identificada por Marx, é que
para produzir riqueza a burguesia necessita do
proletariado, o qual possui a única mercadoria capaz
de criar valor: a força do trabalho.
Relações de trabalho:
Escravidão
Servidão
Trabalho assalariado
Propriedade
Vende o trabalho
Também não é livre
• O emprego da força de trabalho é
fundamental para a burguesia extrair a mais-
valia responsável pelo seu enriquecimento.
Forma máxima de alienação
Propriedade Privada
Perda de algo, privação
O Operário é um apêndice da máquina
ALIENAÇÃO:
• FALSA CONSCIÊNCIA:_______________________
• A alienação do proletariado é reforçada ainda pela
ideologia liberal que procura naturalizar as posições
de classes, contrariando a própria lógica capitalista,
que afirma a mobilidade social como uma de suas
principais características, o que na visão de Marx, é
FALACIOSO.
• IDENTIDADE COLETIVA:______________________
• A partir da conscientização, que Marx chama
de consciência de classe, seria possível
estabelecer uma identidade coletiva que
permitisse ao operariado atuar contra a
burguesia em uma revolução armada e
violenta que abriria caminho para a tomada
do poder.
Abordagem de Weber
• Max Weber acreditava que o
conflito de classes não era
predominante na moderna
sociedade capitalista,
existindo outras importantes
formas de transformação e
de controle dela: o status e o
partido.
• STATUS SEGUNDO WEBER:___________________
• Ou prestígio social pode ser obtido ou reconhecido
através de três elementos:
• A OCUPAÇÃO;
• O CONSUMO;
• ESTILO DE VIDA.
• É graças à conquista dessa posição que é possível
consumir determinados produtos que reforçam o
status perante o grupo.
• PARTIDO SEGUNDO WEBER:__________________
• Agremiações políticas que disputam o poder (controle
do Estado) dentro da sociedade.
• Os partidos podem organizar-se por meios distintos
do econômico, ou por defender uma ideologia, plano
de governo, ou tendência religiosa, entre outros
motivos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A divisão social do trabalho émile durkheim
A divisão social do trabalho  émile durkheimA divisão social do trabalho  émile durkheim
A divisão social do trabalho émile durkheim
Lucio Braga
 
Movimentos Sociais
Movimentos SociaisMovimentos Sociais
Movimentos Sociais
marifonseca
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
Marcelo Freitas
 

Mais procurados (20)

Trabalho e Sociedade
Trabalho e SociedadeTrabalho e Sociedade
Trabalho e Sociedade
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
 
Os modos de produção
Os modos de produçãoOs modos de produção
Os modos de produção
 
A divisão social do trabalho émile durkheim
A divisão social do trabalho  émile durkheimA divisão social do trabalho  émile durkheim
A divisão social do trabalho émile durkheim
 
Movimentos Sociais
Movimentos SociaisMovimentos Sociais
Movimentos Sociais
 
As Transformações no Mundo do Trabalho
As Transformações no Mundo do TrabalhoAs Transformações no Mundo do Trabalho
As Transformações no Mundo do Trabalho
 
Aula 15 - Estado e Governo
Aula 15 - Estado e GovernoAula 15 - Estado e Governo
Aula 15 - Estado e Governo
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do TrabalhoCapítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
 
Instituições sociais
Instituições sociaisInstituições sociais
Instituições sociais
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Karl marx
 Karl marx Karl marx
Karl marx
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
 
01 historia do trabalho
01 historia do trabalho01 historia do trabalho
01 historia do trabalho
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 
Indivíduo e sociedade
Indivíduo e sociedadeIndivíduo e sociedade
Indivíduo e sociedade
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 

Destaque

Aula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalhoAula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalho
Daniel Alves
 
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismoA organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
Jorge Miklos
 
Noção de Trabalho
Noção de TrabalhoNoção de Trabalho
Noção de Trabalho
Luisa Lamas
 
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedadeDesigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Italo Colares
 

Destaque (20)

Aula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalhoAula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalho
 
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 1
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 1Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 1
Taylorismo, fordismo e toyotismo 3 1
 
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismoA organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
 
Unificações europeias
Unificações europeias Unificações europeias
Unificações europeias
 
Cultura no Plural
Cultura no PluralCultura no Plural
Cultura no Plural
 
Violência e concórdia
Violência e concórdiaViolência e concórdia
Violência e concórdia
 
O que são valores?
O que são valores?O que são valores?
O que são valores?
 
Noção de Trabalho
Noção de TrabalhoNoção de Trabalho
Noção de Trabalho
 
O estado contemporaneo
O estado contemporaneoO estado contemporaneo
O estado contemporaneo
 
Filosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula PalestraFilosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula Palestra
 
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedadeDesigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
 
Samba e a mpb
Samba e a mpbSamba e a mpb
Samba e a mpb
 
Filosofia introdução
Filosofia   introduçãoFilosofia   introdução
Filosofia introdução
 
Frases de Pensadores
Frases de PensadoresFrases de Pensadores
Frases de Pensadores
 
Desafio democrático
Desafio democráticoDesafio democrático
Desafio democrático
 
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
 
Fascimo e nazismo
Fascimo e nazismoFascimo e nazismo
Fascimo e nazismo
 
Periodo entre guerras
Periodo entre guerrasPeriodo entre guerras
Periodo entre guerras
 
A condição humana
A condição humanaA condição humana
A condição humana
 
Industria cultural
Industria culturalIndustria cultural
Industria cultural
 

Semelhante a O trabalho em nossa vida.

2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx
Felipe Hiago
 
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
Karl  Marx E A  História Da  Exploração AtualizadoKarl  Marx E A  História Da  Exploração Atualizado
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
roberto mosca junior
 
Karl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociaisKarl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociais
Italo Colares
 
Marx Classe Sociais
Marx Classe SociaisMarx Classe Sociais
Marx Classe Sociais
Andy
 

Semelhante a O trabalho em nossa vida. (20)

Ideologia - karl marx
Ideologia - karl marxIdeologia - karl marx
Ideologia - karl marx
 
Karlmarx engenharias
Karlmarx   engenhariasKarlmarx   engenharias
Karlmarx engenharias
 
DIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO.pptx
DIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO.pptxDIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO.pptx
DIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO.pptx
 
2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx
 
A Estratificação Social
A Estratificação SocialA Estratificação Social
A Estratificação Social
 
Cap 17 Marxismo
Cap 17   MarxismoCap 17   Marxismo
Cap 17 Marxismo
 
Karl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de SociologiaKarl Marx. Aula de Sociologia
Karl Marx. Aula de Sociologia
 
Durkheim e Marx
Durkheim e MarxDurkheim e Marx
Durkheim e Marx
 
Karl marx slides
Karl marx slidesKarl marx slides
Karl marx slides
 
2ano_sociologia.pptx
2ano_sociologia.pptx2ano_sociologia.pptx
2ano_sociologia.pptx
 
Trabalho e sociedade- Estudo remoto- 3 anos-2021.pptx
Trabalho e sociedade- Estudo remoto- 3 anos-2021.pptxTrabalho e sociedade- Estudo remoto- 3 anos-2021.pptx
Trabalho e sociedade- Estudo remoto- 3 anos-2021.pptx
 
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
Karl  Marx E A  História Da  Exploração AtualizadoKarl  Marx E A  História Da  Exploração Atualizado
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
 
Slides soc ger_soc_classica
Slides soc ger_soc_classicaSlides soc ger_soc_classica
Slides soc ger_soc_classica
 
Teoria Marxista
Teoria MarxistaTeoria Marxista
Teoria Marxista
 
Teoria marxista ênfase profissionalizante ii
Teoria marxista   ênfase profissionalizante iiTeoria marxista   ênfase profissionalizante ii
Teoria marxista ênfase profissionalizante ii
 
Karl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociaisKarl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociais
 
Pdf vds dvdp_an_c09_m
Pdf vds dvdp_an_c09_mPdf vds dvdp_an_c09_m
Pdf vds dvdp_an_c09_m
 
Marx Classe Sociais
Marx Classe SociaisMarx Classe Sociais
Marx Classe Sociais
 
3EM_Aula 5 - Materialismo histórico de Karl Marx (Capítulo 11).pptx
3EM_Aula 5 - Materialismo histórico de Karl Marx (Capítulo 11).pptx3EM_Aula 5 - Materialismo histórico de Karl Marx (Capítulo 11).pptx
3EM_Aula 5 - Materialismo histórico de Karl Marx (Capítulo 11).pptx
 
As bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismoAs bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismo
 

Mais de Italo Colares (16)

Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
 
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
 
Sociologia. Tribos.
Sociologia. Tribos.Sociologia. Tribos.
Sociologia. Tribos.
 
Trabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoTrabalho e alienação
Trabalho e alienação
 
O conhecimento mítico
O conhecimento míticoO conhecimento mítico
O conhecimento mítico
 
Instituicoes Sociais
Instituicoes SociaisInstituicoes Sociais
Instituicoes Sociais
 
A sociologia aplicada ao cotidiano
A sociologia aplicada ao cotidianoA sociologia aplicada ao cotidiano
A sociologia aplicada ao cotidiano
 
Cultura e arte
Cultura e arteCultura e arte
Cultura e arte
 
O que é ciência
O que é ciênciaO que é ciência
O que é ciência
 
Lógica filosófica
Lógica filosóficaLógica filosófica
Lógica filosófica
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
 
Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.
 
Platão e a teoria das ideias
Platão e a teoria das ideiasPlatão e a teoria das ideias
Platão e a teoria das ideias
 
Feio ou bonito
Feio ou bonitoFeio ou bonito
Feio ou bonito
 
O que é a natureza humana
O que é a natureza humanaO que é a natureza humana
O que é a natureza humana
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 

Último (20)

prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 

O trabalho em nossa vida.

  • 1. O TRABALHO EM NOSSA VIDA. Prof. Ítalo Colares.
  • 2. • O Trabalho auxiliou a ideia de formação da SOCIEDADE DE CLASSES. KARL MARX MAX WEBER A divisão social do trabalho segue todo um arranjo de tal forma que sempre hajam classes dominantes e classes dominadas, e que necessariamente essas classes estão em conflito entre si. Marx entende que as instituições das sociedades são criadas e estabelecidas pelas classes dominantes, que se legitimam dessa forma. A sociedade era composta de partes cuja constituição depende fundamentalmente do indivíduo. As relações entre esses indivíduos seguiriam suas formas de ação social. Essas relações acabariam por caracterizar a sociedade como um todo, à medida que fossem incorporadas à legislação, à constituição, à religiosidade e outras manifestações culturais, legais, valorativas e administrativas dessa sociedade.
  • 3. ALIENAÇÃO DO TRABALHO? • A alienação do trabalho ocorre quando temos uma inapropriada divisão do trabalho com uma massa de trabalhadores. Quando há divisões do tipo, ou seja, quando a produção é “fatiada” em vários momentos e o trabalhador conhece apenas um destes, podemos dizer que o trabalhador inserido nesse contexto é alienado.
  • 4. A organização do trabalho na sociedade capitalista • Para Marx, a forma como a sociedade se organiza para produzir os seus bens materiais, ou seja, a forma de organização do trabalho vai exercer forte influência sobre a forma como as pessoas pensam. • Grande parte das pessoas trabalham para sobreviver e atingir níveis específicos de satisfação.
  • 5. Características do trabalho • Organização do tempo. O cotidiano é determinado pela jornada de trabalho. • Ruptura de Vínculos. O capitalismo rompe com a sociedade estamental.
  • 6. O trabalho como valor social positivo • A atividade produtiva tornou-se um meio de ascensão social.
  • 7. • O trabalho ajuda a definir a identidade coletiva.
  • 8. DIVISÃO DO TRABALHO E ESTRUTURA SOCIAL • O modo de produção que predomina hoje é caracterizado por uma intensa especialização. • Essa especialização promove por sua vez, uma expansão das classes sociais.
  • 9. Alienação do trabalho. • Para Marx, que analisou esse conceito básico, a alienação não é puramente teórica, porque se manifesta na vida real quando o produto do trabalho deixa de pertencer a quem o produziu. • Isso ocorre porque na economia capitalista prevalece a lógica do mercado, em que tudo tem um preço, ou seja, ao vender sua força de trabalho mediante salário, o operário também se transforma em mercadoria. Ocorre então o que Marx chama de fetichismo da mercadoria e reificação do trabalhador.
  • 10. • Fetichismo: é o processo pelo qual a mercadoria, um ser inanimado, adquire "vida“ porque os valores de troca tornam-se superiores aos valores de uso e passam a determinar as relações humanas, ao contrário do que deveria acontecer. Desse modo, a relação entre produtores não se faz entre eles próprios, mas entre os produtos do seu trabalho.
  • 11. • A reificação ou coisificação: é a transformação dos seres humanos em coisas. Em consequência, a "humanização" da mercadoria leva à desumanização da pessoa, à sua coisificação, isto é, o indivíduo é transformado em mercadoria.
  • 12. • ESTRANHAMENTO: Segundo Bottomore e Outhwaite – “[...] o termo refere-se a uma sensação de estranhamento da sociedade, grupo, cultura ou do eu individual, que as pessoas comumente experimentam quando vivem em sociedades industriais complexas, em particular nas grandes cidades. A alienação evoca experiências como a DESPERSONALIZAÇÃO diante da burocracia, sensações de impotência para influir nos eventos e processos sociais e um senso de falta de coesão nas vidas pessoais.”
  • 13. Por que existem diferentes classes sociais? • Essencial à sociedade capitalista moderna, o trabalho relaciona-se a outro importante conceito presente também nesta sociedade e nascido com ela, AS CLASSES SOCIAS.
  • 14. Caracterização das Classes Sociais • A moderna sociedade capitalista divide-se em vários grupos sociais que se organizam em boa medida de forma hierárquica, possuindo importância e posições distintas, compondo uma forma de estratificação social. • O sistema de classes sociais é uma das formas de ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL. As mais conhecidas são: a escravidão, as castas e os estamentos.
  • 15. • O sistema de classes que existe com base nas INTERAÇÕES entre as pessoas, permite maior mobilidade porque o fato que determina o status na sociedade capitalista é a riqueza, levando os indivíduos a procurar acumulá-la.
  • 16. Estratificação social e modos de produção • Segundo MARX, todas as formações sociais estruturaram-se em torno de um MODO DE PRODUÇÃO predominante. • No Ocidente, o predomínio de três modos de produção: O ESCRAVISTA, O FEUDAL e o CAPITALISTA.
  • 17. • ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL NAS SOCIEDADES ESCRAVISTAS: O senhor e o escravo, é a base da relação social. • O escravo não possuía direito algum e era considerado propriedade privada do senhor. O resultado do seu trabalho era apropriado diretamente pelo senhor.
  • 18. • ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL NA SOCIEDADE ESTAMENTAL: Ou servil, originária no modo de produção feudal, verificou-se a formação de três estratos principais. Cada um desses estamentos ou ordens possuía diferentes obrigações e direitos. • Era composto pelos senhores feudais que exerciam controle sobre o clero e os camponeses. • Os senhores ou nobres obtinham sua renda do excedente da produção rural. • O trabalho dos camponeses era explorado ao máximo de tudo que produziam.
  • 19.
  • 20. As Teorias das Classes Sociais • MARX considerava que a burguesia e o proletariado não eram as únicas classes existentes. No entanto, das as condições da produção capitalista, havia uma tendência à pauperização da sociedade, que faria que ela fosse polarizada nessas duas classes.
  • 21. • EXPLORAÇÃO DO TRABALHO E ACUMULAÇÃO DO CAPITAL________________________________ • A grande contradição identificada por Marx, é que para produzir riqueza a burguesia necessita do proletariado, o qual possui a única mercadoria capaz de criar valor: a força do trabalho. Relações de trabalho: Escravidão Servidão Trabalho assalariado Propriedade Vende o trabalho Também não é livre
  • 22. • O emprego da força de trabalho é fundamental para a burguesia extrair a mais- valia responsável pelo seu enriquecimento.
  • 23.
  • 24.
  • 25. Forma máxima de alienação Propriedade Privada Perda de algo, privação O Operário é um apêndice da máquina ALIENAÇÃO:
  • 26. • FALSA CONSCIÊNCIA:_______________________ • A alienação do proletariado é reforçada ainda pela ideologia liberal que procura naturalizar as posições de classes, contrariando a própria lógica capitalista, que afirma a mobilidade social como uma de suas principais características, o que na visão de Marx, é FALACIOSO.
  • 27. • IDENTIDADE COLETIVA:______________________ • A partir da conscientização, que Marx chama de consciência de classe, seria possível estabelecer uma identidade coletiva que permitisse ao operariado atuar contra a burguesia em uma revolução armada e violenta que abriria caminho para a tomada do poder.
  • 28. Abordagem de Weber • Max Weber acreditava que o conflito de classes não era predominante na moderna sociedade capitalista, existindo outras importantes formas de transformação e de controle dela: o status e o partido.
  • 29. • STATUS SEGUNDO WEBER:___________________ • Ou prestígio social pode ser obtido ou reconhecido através de três elementos: • A OCUPAÇÃO; • O CONSUMO; • ESTILO DE VIDA. • É graças à conquista dessa posição que é possível consumir determinados produtos que reforçam o status perante o grupo.
  • 30. • PARTIDO SEGUNDO WEBER:__________________ • Agremiações políticas que disputam o poder (controle do Estado) dentro da sociedade. • Os partidos podem organizar-se por meios distintos do econômico, ou por defender uma ideologia, plano de governo, ou tendência religiosa, entre outros motivos.