O slideshow foi denunciado.

O conhecimento mítico

3.965 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

O conhecimento mítico

  1. 1. O Conhecimento mítico. Prof. Ítalo Colares.
  2. 2. • É uma forma de o ser humano se situar no mundo, isto é, de encontrar o seu lugar entre os demais seres da natureza. • É um modo ingênuo, fantasioso, anterior a toda reflexão e não-crítico de estabelecer algumas verdades que não só explicam parte dos fenômenos naturais, ou mesmo a construção cultural, mas que dão, também, as diretrizes da ação humana. 1. O QUE É MITO?
  3. 3. • O mito nasce do desejo de estender o mundo para afugentar o medo e a insegurança. • O ritual é o mito tornando-se ação.
  4. 4. 2. FUNÇÕES DO MITO. • Acomodar e tranquilizar. • O mito também fixa modelos exemplares de todas as funções e atividades humanas. • O ritual é a repetição dos atos executados pelos deuses no início dos tempos e que devem ser imitados e repetidos para que as forças do bem e do mal sejam mantidas sob controle. • O mito é uma primeira fala sobre o mundo.
  5. 5. 3. Características do Mito: • É Coletivo. • É Dogmático. • Não reflexivo. • Baseia-se no senso comum.
  6. 6. 4. O MITO HOJE. • A própria ciência pode virar um mito. Quando somos levados a acreditar que ela se constitui à margem da sociedade e de seus interesses, que mantém total objetividade e que é neutra. • Negar o mito é negar uma das expressões fundamentais da existência humana. O mito é a primeira forma de dar significado ao mundo.
  7. 7. • Os meios de comunicação de massa estimulam os desejos e os anseios que existem na nossa natureza inconsciente e primitiva.
  8. 8. • Dentre os mitos fabricados estão: as figuras heróicas dos desenhos animados e dos quadrinhos; as personagens de filmes em série, que, apesar de também encarnarem valores míticos como o bem e o mal, não fazem parte do mundo vivido e não podem ser imitadas.
  9. 9. 5. A FABRICAÇÃO DOS MITOS CONTEMPORÂNEOS: • Para Roland Barthes, filósofo francês contemporâneo, o mito hoje organiza um mundo sem contradições, porque sem profundidade, um mundo de uma clareza feliz que possa se compreendido por todos sem maiores esforços reflexivos.
  10. 10. • Omissão da história; • Identificação. • Quantificação da qualidade. • Constatação.

×