Mundo do trabalho - parte 1

4.535 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Mundo do trabalho - parte 1

  1. 1. Distinguir duas dimensões do trabalho: Sentido filosófico Sentido Econômico(corrente materialismo histórico): Capitalista (atual)• Criação da vida humana; • Emprego;• Condição constitutiva dos seres • Trabalho assalariado;humanos em relação entre os seus •Sobrevivência/ sustento;iguais; •Inserção social;• Transformação da natureza: •Ocupação.satisfazer as múltiplasnecessidades humanas (materiais eimateriais).
  2. 2. Mas o que é ser humano? Compreensão histórica: três diferentes dimensões SER HUMANO Individualidade Natureza (constituído e dependente de ar, água, comida, vitaminas, sais minerais, etc.) Ser Social: • Produz sua individualidade e natureza em relação aos demais seres humanos através do trabalho. • A individualidade que possuímos e a natureza que desenvolvemos estão condicionadas às relações sociais que os seres humanos assumem HISTORICAMENTE.
  3. 3. Processo pelo qual certos recursos naturais sofrem transformações deliberadas pela intervenção do trabalho humano, resultando daí bens e serviços voltados para a satisfação de necessidades dos indivíduos, dos grupos sociais e de uma sociedade inteira. Modo De ProduçãoÉ a forma de organização socioeconômica associada auma determinada etapa de desenvolvimento das forçasprodutivas e das relações de produção. HEIN?
  4. 4. Forças Produtivas• Combinação da força de trabalho humana com os meios deprodução- isto é, instrumentos e objetos de trabalho, tais comotecnologia, incluindo infra-estrutura, ferramentas, máquinas,técnicas, materiais, conhecimento técnico; a terra edemais recursos naturais.• São, portanto, todas as forças usadas para controlar outransformar a Natureza, com vistas à produção de bensmateriais. Mas a principal força produtiva é o própriohomem - seu corpo, sua energia, sua inteligência, seuconhecimento.
  5. 5. Relações de Produção• São as formas como os sereshumanos desenvolvem suasrelações de trabalho edistribuição no processo deprodução e reprodução da vidamaterial.
  6. 6. Modo de produção “Primitiva”: Caça e coletaGrupo de pessoas ligadas por laços de sangue e sentimentos,motivadas por lendas, mitos, crenças e conhecimentoscomuns, e que provêm à sua subsistência por um esforçocoletivo (todos trabalham) O trabalho neste tipo de economia isolada e extrativa é um esforço apenas complementar ao trabalho da natureza: o homem colhe o fruto produzido pela árvore da mata virgem; extrai do rio o peixe; caça animais da floresta.Os homens apropriavam-se coletivamente dos meiosde produção (armas, ferramentas, etc.). Não havia adivisão em classes. Tudo era feito em comum. Na unidade da tribo dava-se a apropriação coletiva da terra, constituindo a propriedade tribal na qual os homens produziam sua existência em comum.
  7. 7. Modo de Produção “Primitiva”: Agricultura e pecuáriaO homem fixa-se a terra. Maior divisão dotrabalho: Enquanto alguns plantam, outroscaçam, e ainda outros criam animais. Descobrindo na agricultura e na pecuária uma nova fonte de alimento para si e seus filhos, os homens se multiplicam. A expansão numérica leva a conquistar novas áreas de floresta para o cultivo. A selva vai sendo destruída e transformada em mato rasteiro ou terra de pastagens. Com o trabalho da terra deve ter surgido ao mesmo tempo a noção de propriedade e o produto excedente, ou seja, o produto não imediatamente consumido.
  8. 8. Os homens trabalhando com as próprias mãos,e com as forças dos seus músculos, têm asensação de que lhes pertence o grão delacolhido. Reivindicarão a posse ou o direito dedomínio e determinação sobre o produtodeste pedaço de terra que cultivam. E se sobra alguma coisa, troca-se com as tribos vizinhas: “minha sobra de milho por sua sobra de trigo ou leite de cabra”. Mas se o vizinho domina um território mais vasto, e as suas sobras superam as de toda a vizinhança, as trocas se tornam desiguais e geram um novo excedente, Com intuito de conquistar novas de onde se instala uma relação deterras, a guerra torna-se um meio efetivo desigualdade entre as tribos.para tal ganho. Frequentemente, o povoconquistado permaneceu para trabalhar eentregar seus excedentes aos novossenhores.
  9. 9. Modo de produção asiático Comunidades de camponeses presos à terra deviam tributos e serviços ao Estado (único proprietário do solo) ao qual estavam submetidas, representado pelas figuras do imperador, rei ou faraó, que se apropriavam do excedente agrícola, distribuindo-o entre a nobreza, formada por sacerdotes e guerreiros. A produção de excedente em Este Estado todo-poderoso benefício do Estado é o que intervinha diretamente no controle proporcionou a constituição de da produção. grandes exércitos e de obras monumentais, como pirâmides, templos e canais de irrigação.A apropriação privada da terra, então o principal meiode produção, gerou a divisão dos homens em classes.Configuram-se, em conseqüência, duas classes sociaisfundamentais: a classe dos proprietários e a dos não-proprietários.
  10. 10. Modo de produção escravistaPela guerra são capturados escravos que vieramconstituir a base da força de trabalho, ficandosubmetidos sob a categoria mais baixa dahierarquia social do povo conquistador. Ninguém pode viver sem trabalhar. Sem trabalho o homem não pode viver. No entanto, o advento da propriedade privada tornou possível à classe dos proprietários viver sem trabalhar. O controle privado da terra onde os homens vivem coletivamente tornou possível aos proprietários viver do trabalho alheio; do trabalho dos não-proprietários que passaram a ter a obrigação de manterem-se a si mesmos e ao dono da terra (o seu Senhor).
  11. 11. Os senhores eram proprietários das forças produtivas (os escravos), dos meios de produção (terra, instrumentos de produção, etc) e do produto do trabalho. Diferença na educação/formação entre os cidadãos livres e os escravosEducação centrada nas atividadesintelectuais, na arte da palavra e Educação assimilada ao próprionos exercícios físicos de caráter processo de trabalho.lúdico ou militar. Ou seja, Ao cidadão livre, sua atividadeOrigem da escola. A palavra escola deriva do seria a de discutir e procurargrego e significa ‘o lugar do ócio’, tempo livre. soluções para os problemas daEra o lugar para onde iam os que dispunham cidade.de tempo livre. Ao escravo, o trabalho braçal.
  12. 12. CONTINUA...

×