Aula 01 sociologia do trabalho

33.085 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
3 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
33.085
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
903
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
929
Comentários
3
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 01 sociologia do trabalho

  1. 1. Sociologia do TrabalhoDaniel AlvesAula 01 – Introdução a Sociologiado Trabalho
  2. 2. Sociologia do Trabalho• Sociologia do trabalho é o ramo da SOCIOLOGIA voltado ao estudo das relações sociais no mundo do TRABALHO - a princípio, incluindo basicamente empresas e sindicatos- e às implicações sociais da relação entre trabalho e técnica.• Últimas décadas do século XX - novos temas - para a investigação sociológica: impactos das novas tecnologias, as novas formas de organização da produção, a flexibilização das relações de trabalho e o acirramento dos mecanismos de exclusão etc.
  3. 3. O que o trabalho?
  4. 4. Trabalhos• “A mulher entrou em trabalho de parto.”• “O trabalho do pintor é maravilhoso!”• “Os trabalhos da assembleia de trabalhadores tiveram bons resultados.”• “O aluno entregou o trabalho ao professor em dia”• “A enchente do ano passado deu muito trabalho”
  5. 5. O Trabalho hoje• Esforço valorizado pela família, amigos e sociedade como um todo;• Construtivo de nossa identidade;• É importante para o cidadão;• A discriminação, desconfiança, baixa auto- estima de quem não tem emprego;• Trabalhos dignos e indignos.
  6. 6. Etimologia da palavra Trabalho• “tripalium intrumento feito de três paus aguçados, algumas vezes ainda munidos de ponta de ferro , no qual os agricultores bateriam o trigo (...)” (ALBORNOZ, 2008. p. 10)• Depois o tripalium passou a ser um instrumento de tortura romana, onde os escravos era torturados.• “tripalium se ligar o verbo do latim vulgar tripaliare, que significa justamente torturar.” (ALBORNOZ, 2008. p. 10)
  7. 7. O trabalho na Grécia• Sociedade Grega • Os homens livres deviam ▫ Homens Livres (Cidadãos) dedicar seu tempo para a Pólis ▫ Escravos (homens indignos) e se sustentavam das colheita• O trabalho, para os gregos, era de fruta e da caça feitas pelos uma atividade indigna. escravos.• A distinção social era feita pelo • Os escravos produziam para o trabalho. seus donos e para si próprio.
  8. 8. Relações de trabalho na Grécia• A vida na Grécia era divida • A busca pela liberdade entre esfera privada e esfera ▫ Não tinha como fim a pública. mesma, mas uma forma de• A esfera doméstica participar da vida ▫ O labor, a afirmação de sua pública, torna-se um cidadão. mortalidade; Tornar-se imortal• A esfera pública • A escravidão ▫ A superação da sujeição às ▫ Laborar significava ser necessidades vitais, tinha-se a escravizado, pois os homens liberdade que garantia a que faziam atividades para entrada na vida pública. sua existência eram comparados com animais, ou seja, inumano.
  9. 9. Na Era Cristã• Na tradição judaíca-cristã, o trabalho associa-se também a noção de punição, maldição.• Na Bíblia, o trabalho é apresentado como uma necessidade que leva a fadiga e que resulta de uma maldição.• “comeras o pão com o suor do teu rosto (...)“ (Gn. 3,19)• Esse sentido bíblico leva a ideia de responsabilidade, obrigação, dever impregnado ao trabalho.
  10. 10. Idade Média • Clero ▫ Os membros da Igreja Católica • Nobreza ▫ Os donos das terras • Camponeses e Servos ▫ Produziam para ambas as classes. Cultivam a terra que arrendavam em troca de proteção militar e espiritual.
  11. 11. Renascimento• Momento de transição entre a • Durante muito tempo o Idade Média e Idade Moderna. trabalho era reservado aos• O trabalho dava seus destituídos. primeiros passos para a ▫ Era a pior humilhação para o valorização. nobre decaído;• A hegemonia dos preceitos ▫ As pessoas só aceitavam a católicos tem ganhas as condição de assalariado criticas do protestantismo. quando sua situação se degradava.• O trabalho começou a adquirir  Artesão arruinado um sentido religioso de vocação e serviço a Deus.  Agricultor expulso do campo  Pobres sem posses.
  12. 12. Idade Moderna• Revolução Industrial • Trabalho e a Religião ▫ Máquinas a vapor; ▫ A ética protestante e o ▫ Máquinas a eletricidades; Espírito do Capitalismo. ▫ Máquinas informatizadas. ▫ O protestante tem o trabalho• Valorização do Trabalho com uma dádiva de Deus, sendo isso objeto de valorização do trabalho.
  13. 13. A mudança social• Divisão social do trabalho • Divisão social do trabalho (antes) (modernidade) ▫ Homens ▫ Homens  Trabalhos braçais e  Trabalho nas astuciosos; industrias, com ate 18 horas ▫ Mulheres de trabalho;  Trabalho do lar, colher, ▫ Muheres lavar.  Trabalho nas industrias, com ate 16h de trabalho, mais a casa e família para cuidar. Com o aumento da produção, aumenta o consumo. A ideia de valor é (re)inventada. O consumo dita o modo de vida da sociedade moderna.
  14. 14. Idade Contemporânea• Século XX • O trabalhador ▫ A descobertas de formas de ▫ Passou a trabalhar junto com energias, que são exploradas máquinas; pelo homem; ▫ Teve que se adaptar a ser um ▫ O sugimento da classe operador de motor ou proletária; empregados em escritórios; ▫ O uso de máquinas na produção; ▫ O trabalhador tem que se especializar cada vez mais.
  15. 15. O trabalho hoje• O trabalho passa a ser • Surge uma outra visão do referencia pessoal; mundo.• Passa a ter importância social; • O trabalho passa a gerir as• E trabalhar vai identificar o relações sociais, a identidades cidadão, integrando o sujeito a de grupos. um grupo social. • O trabalho confundi-se com a vida do sujeito, ou a vida tornou-se trabalho.
  16. 16. Bibliografia• ALBORNOZ, S. O que é o trabalho. 8 reimpr., 6 ed. São Paulo: Brasiliense, 2008.• BIBLIA SAGRADA ON LINE. Disponível em:< http://www.bibliaonline.com.br/acf/gn/3 >. Acessado em: 15 fev. 2012• WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. 2 ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learing, 2003.

×