SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
Baixar para ler offline
O TEMPO E A HISTÓRIA
PROF. DIEGO BIAN
O TEMPO
“Os seres humanos percebiam a passagem do tempo observandoa natureza.”
No início:
HUM!
“Perceberam que depoisdo dia vinha a noite:que os animais e os seres humanos
nasciam,cresciam,reproduziam-se e Morriam;que haviam época dechuvas e de seca.”
E então:
“...Organizar as tarefas do dia a dia os seres humanos criaram as Unidade de medida do
tempo como: a Hora dia,mês,ano e século”
E para:
Os Calendários
Os calendáriossão um sistemausadopara contar e dividiro tempo.
“Não existeum únicocalendáriopara Todos os povos.
Cada povo tem a sua forma de marcaro tempo”
Vimos que aos poucos o ser humano
passouorganizar as tarefas do dia a dia
criandoas Unidade demedida do tempo
como: a Hora dia,mês,ano e século”
Os especialistas acreditam que o primeiro
calendário surgiu com os sumérios - povo
da Mesopotâmia – há mais ou menos 5000
anos atrás.e era baseadona Lua.
Os Sumériosdeixaram de existir,mas sua
observaçãodas fases da lua é usadaaté
hoje.
Os primeiros calendários
O calendário chinês é lunissolar,ou seja,ele
considera tanto o ciclosolarcomo o ciclo lunar.É
formado por ciclos de12 anos,que têm inícioem
Fevereiro - mês,portanto,que marca a entrada do
novo ano chinês.
Ao contrário do calendário ocidentalque atribui
um signo a cada mês,os animais do horóscopo
chinês não estão relacionados aos meses do ano,
mas sim aos anos.
A Chinase encontra hojeno ano
4716D.H ( depois de Huang DI)
Calendário Chinês
O Calendário Judaicofoi estabelecido peloshebreus na
época do Êxodo,aproximadamenteno ano 1447 a.C.
Também é lunissolar,já que leva em consideração o
ciclolunare o ciclo solar.
É usadopelo povode Israel há maisde três milênios
para a determinaçãode datas festivas,aniversários,
mortese serviçosreligiosos.
Atualmente,está no ano 5779 D.A (depois de Adão)
Calendário Judaico
Esse é lunar e recebetambém o nomede hegírico pelo
fato de a fuga de Maomé(ProfetaIslâmico)para Medina
no ano de 622 ser denominada Hégira (Hégiraé o
primeiro ano da era muçulmana)
O atual ano islâmico é o
1440 D. H (depoisda Hégira)
Calendário Islâmico
Os povos cristãosbaseiam seu calendáriono ano do
nascimentode cristo.Esse Acontecimentomarca o
primeiro ano do Calendáriocristão,ou início da era
Cristã.
Anos anteriores ao do nascimento de Cristo são
contados deformaDecrescentee vêm acompanhados
da SiglaA.C
(antes de cristo). Os anos posteriores ao nascimento de
Cristo são identificados com a siglaD.C (Depois de
cristo).No entanto não é Necessáriocolocar a sigla após
o ano.
Atualmenteestamosem 2019D.C
Calendário Cristão
Como a Europa era a maiorexportadorade culturana Idade
Média,convencionou-se usara marcação de dias
estabelecida noVaticanopara facilitar o relacionamento
entre as nações.
Hoje é considerado o calendáriointernacionalpadrão.
Sendo o calendário usadono Brasil.
A partirde 1600,definiu o dia 1º de
Janeirocomoinício do ano para toda a
Cristandade.
Nasciaa comemoraçãodo Ano Novo
Calendário Cristão
.
Os Séculos
Vimosque o calendário e uma forma de contar e dividiro
tempo.No Brasil usamos o calendárioCristão.Esse
calendáriodivide o tempo em dia,semana,mês,ano,
década(10 anos),e século(100 anos).
O século é uma forma demediro tempo muito usada no
estudo da História.
Geralmente,escrevemos o séculoem algarismos
romanos:século I (1), séculoII (2), século III (3), X (10),XIV
(14), etc.
Atualmente estamosno século XXI (21)
A HISTÓRIA
Olhe e compare as duas fotos
AVÔ NETO
Percebeu as mudanças?Quais
As mudançassão muito maiores se você voltar ao
bisavô,tataravô...etc
As mudanças
“O tempo sempretraz mudanças e transformações
em tudo”
As coisas mudam porque...
E o que fica?
“A histórianão vive só de mudanças e transformações”
“Ela também estudaas permanências,ou seja, aquilo que
permanece,que fica e passa dos nossos avóse bisavós apara nós e
que um dia vamostentar passaraos nossos filhos.”
“chamamos issode herançacultural e histórica”
O que herdamos
E para que estudamos
história afinal professor(a)?
“Para saber respostas como onde podemos chegar,de onde viemos e
principalmente por que vivemos comovivemos hoje”
“Para saber o que foi inventado,mudado e destruído.Assim
podemos saber de onde vem nossomodode vida,e como nossos
antepassados viveram”
Entendi foi
Nada...
OU SEJA...
MELHORE SEUS CONHECIMENTOS...
“Vimosque a históriaestudatudo que foi criado e destruídopelohomem”.
Tentem descobrirquandocada item foi inventado
Quando cada
um
foi inventado?
1. SURGIU NO EGITO, POR VOLTA DE 2100 A.C,
2. EM 1969 COMO EXPERIMENTO MILITAR
3. NA GRÉCIA ANTIGA PARA SER USADO PELOS
ATLETAS DEPOIS DAS COMPETIÇOES.
4. NO SÉCULO XIII, PARA SER USADO POR
NOBRES. SÓ MAIS TARDE TODOS PUDERAM USAR.
( ) ( )
( ) ( )
E quem faz a História?
“Aqueles que estudam a históriasão chamados de Historiadores”
“Também são eles que ajudam a criaros filmese novelas que
contam histórias do passadocomoJesus,os Romanos,os Índios,
os Chineses e etc...”
“São eles que buscam nas chamadas fontes históricas, a verdade
do que aconteceu no passadoe escrevem os livros sobreesses
fatos”
A ciência na história
Método Investigativo
Para fazer suas investigações os historiadores usam o que?
O método investigativo é procurar metódica e
conscientemente descobrir algo,através de exame e
observaçãominuciosos e pesquisas.
Como um detetive:
Ex.: a causa deum assassinato
1- seguir osvestígios, 2- Fazer Perguntas.3. Chegara uma
provável causae assassino.
ELEMENTARMEUSCAROS...
Para tal eles usam as fontes históricas,que
falamosa pouco.”Vejamos...
25
26
27
28
MELHORE SEUS CONHECIMENTOS...
QUE TAL INVESTIGAR UM POUCO DA SUA
HISTÓRIA?
PROCURE EM SUA CASA AS FONTES
HISTÓRICAS DE SUA FAMÍLIA (FOTOS,
VIDEOS, OBJETOS, ETC.
ENTREVISTE SEUS RESPONSÁVEIS E PEÇA
QUE CONTEM SOBRE A HISTÓRIA DESSAS
FONTES.
DEPOIS ESCREVA EM UM PEQUENO ETTXO O
RESUMO DA HISTÓRIA QUE VOCÊ
CONSEGUIU OBTER DE SUAS FONTES.
ESSE SERÁ UM PEDAÇÕ DA SUA HISTÓRIA E
DE SUA FAMILIA.... ECREVA BEM!
FONTE ESCRITA FONTE VISUAL
FONTE ORAL FONTE MATERIAL
FONTES QUE VOCÊ PODE PESQUISAR
A História a ser estudada
“Desdeo surgimentoda humanidade muita coisaaconteceuem diferenteslugares
do mundo:a Descoberta do fogo e da roda,o desenvolvimento da agricultura e da
escrita, revoluções e Guerras,a invençãodas máquinas e etc.
A Divisão
“Para compreendere facilitar o Estudo da história foi organizado o Tempo históricoem períodos”
Segundo essaperiodização,a história Divide-se em doisgrandes períodos:
PRÉ-HISTÓRIA E HISTÓRIA.
A Divisão
“Cada um desse grandesPeríodostambém é subdividido”
“A Pré-História teriainício com o surgimentodo homem até a invenção da
escrita”
PALEOLÍTICO:
do surgimento do Homem a 2 milhões
de anos até 10 mil anos atrás
NEOLÍTICO:
De 10 anos atrás
até a descoberta dos metais
IDADE DOS METAIS:
De 6.000 anos atrás até o
desenvolvimento da escrita por volta
de 4000 anos atrás.
A Divisão
“A históriateria iníciocom a Invenção da escrita por volta de 4000 A.C até os dias atuais.”
IDADE
ANTIGA
Do desenvolvimento da escrita em 4 mil A.C até o
fim do Império Romano em 476 D.C
T
IDADE MÉDIA
Do fim do Império romano até o
início das grandes navegações por
volta de 1453.
Do inicio das grandesnavegações que
chagaram a América até a Revolução
Francesa em 1789,que deu fim aos reinados
absolutos.
IDADE
MODERNA
Da RevoluçãoFrancesa até os dias atuais,
quando inventamos o avião e já fomos ao
espaço...
IDADE
CONTENPORÃNEA
A partir de agora vamos estudar todos esses períodos
da História humana. Vamos estudar desde os primeiros
homens e rever as guerras e conquistas, vamos ver o
que mudou e que permaneceu até hoje, e conhecer reis,
deuses e heróis até nossa chegada a Lua e a revolução
da Internet!
LEIA TAMBÉM OS LIVROS:
A História do Mundo para quem
tem pressa
Autor: Ema Marriott
Como Chegamos até aqui
Autor: Steven Jhonson
MELHORE SEUS CONHECIMENTOS:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar HistóriaLiz Prates
 
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento
Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento Mary Alvarenga
 
Palavras cruzadas - feudalimso
Palavras cruzadas  - feudalimso  Palavras cruzadas  - feudalimso
Palavras cruzadas - feudalimso Mary Alvarenga
 
Cruzadinha - A Grécia Antiga
Cruzadinha  - A Grécia AntigaCruzadinha  - A Grécia Antiga
Cruzadinha - A Grécia AntigaMary Alvarenga
 
O Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o anoO Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o anoLucas Degiovani
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempodmflores21
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosCarlos Néri
 
Caça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade MédiaCaça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade MédiaMary Alvarenga
 
Pré-Historia e Mesopotâmia
 Pré-Historia e Mesopotâmia Pré-Historia e Mesopotâmia
Pré-Historia e MesopotâmiaLuis Silva
 
9º ano história rafa - era vargas
9º ano   história   rafa  - era vargas9º ano   história   rafa  - era vargas
9º ano história rafa - era vargasRafael Noronha
 
Cruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrialCruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrialÓcio do Ofício
 
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)
Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar História
 
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento
Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento
 
Palavras cruzadas - feudalimso
Palavras cruzadas  - feudalimso  Palavras cruzadas  - feudalimso
Palavras cruzadas - feudalimso
 
Cruzadinha - A Grécia Antiga
Cruzadinha  - A Grécia AntigaCruzadinha  - A Grécia Antiga
Cruzadinha - A Grécia Antiga
 
O Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o anoO Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o ano
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempo
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
 
O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anos
 
Pré História
Pré   História Pré   História
Pré História
 
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano  - Renascimento CulturalProva de História 7º Ano  - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
 
Caça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade MédiaCaça palavras sobre a Idade Média
Caça palavras sobre a Idade Média
 
Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013
 
Pré-Historia e Mesopotâmia
 Pré-Historia e Mesopotâmia Pré-Historia e Mesopotâmia
Pré-Historia e Mesopotâmia
 
9º ano história rafa - era vargas
9º ano   história   rafa  - era vargas9º ano   história   rafa  - era vargas
9º ano história rafa - era vargas
 
Cruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrialCruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrial
 
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)
Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)
 
Atividades discursivas grécia antiga
Atividades discursivas grécia antigaAtividades discursivas grécia antiga
Atividades discursivas grécia antiga
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
 

Semelhante a O Tempo e a História - 6 ANO

Aula introdutória de História
Aula introdutória de HistóriaAula introdutória de História
Aula introdutória de Históriavivas85
 
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdfTrabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdfVinciusKusma
 
Objetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 marçoObjetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 marçobrubialet
 
Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014Vitor Ferreira
 
História 6º ano
História 6º anoHistória 6º ano
História 6º anoEloy Souza
 
Introdução à história 6 ano.pdf
Introdução à história 6 ano.pdfIntrodução à história 6 ano.pdf
Introdução à história 6 ano.pdfAlineAugusto9
 
Prevupe - Pré-História Geral
Prevupe - Pré-História GeralPrevupe - Pré-História Geral
Prevupe - Pré-História GeralRodrigo Ferreira
 
1 capítulos 1, 2, 3 e 4
1 capítulos 1, 2, 3 e 41 capítulos 1, 2, 3 e 4
1 capítulos 1, 2, 3 e 4Welda Fonseca
 
Aula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na TerraAula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na TerraLeonardo Kaplan
 
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1  problematizando a pré-históriaSit 1 vol 1  problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-históriaSS Sites
 

Semelhante a O Tempo e a História - 6 ANO (20)

O Tempo e a Historia - Ensino Médio
O Tempo e a Historia - Ensino MédioO Tempo e a Historia - Ensino Médio
O Tempo e a Historia - Ensino Médio
 
Aula introdutória de História
Aula introdutória de HistóriaAula introdutória de História
Aula introdutória de História
 
Introdução ao estudo da história pps
Introdução ao estudo da história ppsIntrodução ao estudo da história pps
Introdução ao estudo da história pps
 
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdfTrabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
 
Objetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 marçoObjetivos da aula dia 04 março
Objetivos da aula dia 04 março
 
Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014
 
Conceito de História
Conceito de HistóriaConceito de História
Conceito de História
 
História 6º ano
História 6º anoHistória 6º ano
História 6º ano
 
Introdução à história 6 ano.pdf
Introdução à história 6 ano.pdfIntrodução à história 6 ano.pdf
Introdução à história 6 ano.pdf
 
Cultura e tempo
Cultura e tempoCultura e tempo
Cultura e tempo
 
Histor 01
Histor 01Histor 01
Histor 01
 
Introdução à história em
Introdução à história emIntrodução à história em
Introdução à história em
 
Prevupe - Pré-História Geral
Prevupe - Pré-História GeralPrevupe - Pré-História Geral
Prevupe - Pré-História Geral
 
O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
 
1 capítulos 1, 2, 3 e 4
1 capítulos 1, 2, 3 e 41 capítulos 1, 2, 3 e 4
1 capítulos 1, 2, 3 e 4
 
Aula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na TerraAula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na Terra
 
Historia vol1
Historia vol1Historia vol1
Historia vol1
 
História i módulo
História i móduloHistória i módulo
História i módulo
 
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1  problematizando a pré-históriaSit 1 vol 1  problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
 
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1  problematizando a pré-históriaSit 1 vol 1  problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
 

Mais de Diego Bian Filo Moreira

ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICAERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICADiego Bian Filo Moreira
 
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTALREVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTALDiego Bian Filo Moreira
 
AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO
AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃOAS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO
AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃODiego Bian Filo Moreira
 
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANOPRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANODiego Bian Filo Moreira
 
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros FilósofosFilosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros FilósofosDiego Bian Filo Moreira
 
CIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECAS
CIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECASCIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECAS
CIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECASDiego Bian Filo Moreira
 

Mais de Diego Bian Filo Moreira (20)

Revolta federalista
Revolta federalistaRevolta federalista
Revolta federalista
 
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRAGUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
 
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICAERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
 
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTALREVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
 
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITAINFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
 
AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO
AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃOAS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO
AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO
 
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIAINFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
 
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOSINFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
 
Filosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia ModernaFilosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia Moderna
 
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANOÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
 
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIALINFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 
Pré História - Ensino Médio
Pré História - Ensino MédioPré História - Ensino Médio
Pré História - Ensino Médio
 
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANOPRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
 
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANOFILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
 
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASILBRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
 
Filosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - HelenismoFilosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - Helenismo
 
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros FilósofosFilosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
 
IDADE MÉDIA OCIDENTAL
 IDADE MÉDIA OCIDENTAL IDADE MÉDIA OCIDENTAL
IDADE MÉDIA OCIDENTAL
 
CIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECAS
CIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECASCIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECAS
CIVILIZAÇÕES AMERICANAS -INCAS, MAIAS E ASTECAS
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 

Último (20)

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 

O Tempo e a História - 6 ANO

  • 1. O TEMPO E A HISTÓRIA PROF. DIEGO BIAN
  • 3. “Os seres humanos percebiam a passagem do tempo observandoa natureza.” No início: HUM!
  • 4. “Perceberam que depoisdo dia vinha a noite:que os animais e os seres humanos nasciam,cresciam,reproduziam-se e Morriam;que haviam época dechuvas e de seca.” E então:
  • 5. “...Organizar as tarefas do dia a dia os seres humanos criaram as Unidade de medida do tempo como: a Hora dia,mês,ano e século” E para:
  • 6. Os Calendários Os calendáriossão um sistemausadopara contar e dividiro tempo. “Não existeum únicocalendáriopara Todos os povos. Cada povo tem a sua forma de marcaro tempo”
  • 7. Vimos que aos poucos o ser humano passouorganizar as tarefas do dia a dia criandoas Unidade demedida do tempo como: a Hora dia,mês,ano e século” Os especialistas acreditam que o primeiro calendário surgiu com os sumérios - povo da Mesopotâmia – há mais ou menos 5000 anos atrás.e era baseadona Lua. Os Sumériosdeixaram de existir,mas sua observaçãodas fases da lua é usadaaté hoje. Os primeiros calendários
  • 8. O calendário chinês é lunissolar,ou seja,ele considera tanto o ciclosolarcomo o ciclo lunar.É formado por ciclos de12 anos,que têm inícioem Fevereiro - mês,portanto,que marca a entrada do novo ano chinês. Ao contrário do calendário ocidentalque atribui um signo a cada mês,os animais do horóscopo chinês não estão relacionados aos meses do ano, mas sim aos anos. A Chinase encontra hojeno ano 4716D.H ( depois de Huang DI) Calendário Chinês
  • 9. O Calendário Judaicofoi estabelecido peloshebreus na época do Êxodo,aproximadamenteno ano 1447 a.C. Também é lunissolar,já que leva em consideração o ciclolunare o ciclo solar. É usadopelo povode Israel há maisde três milênios para a determinaçãode datas festivas,aniversários, mortese serviçosreligiosos. Atualmente,está no ano 5779 D.A (depois de Adão) Calendário Judaico
  • 10. Esse é lunar e recebetambém o nomede hegírico pelo fato de a fuga de Maomé(ProfetaIslâmico)para Medina no ano de 622 ser denominada Hégira (Hégiraé o primeiro ano da era muçulmana) O atual ano islâmico é o 1440 D. H (depoisda Hégira) Calendário Islâmico
  • 11. Os povos cristãosbaseiam seu calendáriono ano do nascimentode cristo.Esse Acontecimentomarca o primeiro ano do Calendáriocristão,ou início da era Cristã. Anos anteriores ao do nascimento de Cristo são contados deformaDecrescentee vêm acompanhados da SiglaA.C (antes de cristo). Os anos posteriores ao nascimento de Cristo são identificados com a siglaD.C (Depois de cristo).No entanto não é Necessáriocolocar a sigla após o ano. Atualmenteestamosem 2019D.C Calendário Cristão
  • 12. Como a Europa era a maiorexportadorade culturana Idade Média,convencionou-se usara marcação de dias estabelecida noVaticanopara facilitar o relacionamento entre as nações. Hoje é considerado o calendáriointernacionalpadrão. Sendo o calendário usadono Brasil. A partirde 1600,definiu o dia 1º de Janeirocomoinício do ano para toda a Cristandade. Nasciaa comemoraçãodo Ano Novo Calendário Cristão .
  • 13. Os Séculos Vimosque o calendário e uma forma de contar e dividiro tempo.No Brasil usamos o calendárioCristão.Esse calendáriodivide o tempo em dia,semana,mês,ano, década(10 anos),e século(100 anos). O século é uma forma demediro tempo muito usada no estudo da História. Geralmente,escrevemos o séculoem algarismos romanos:século I (1), séculoII (2), século III (3), X (10),XIV (14), etc. Atualmente estamosno século XXI (21)
  • 15. Olhe e compare as duas fotos AVÔ NETO Percebeu as mudanças?Quais As mudançassão muito maiores se você voltar ao bisavô,tataravô...etc As mudanças
  • 16. “O tempo sempretraz mudanças e transformações em tudo” As coisas mudam porque...
  • 17. E o que fica? “A histórianão vive só de mudanças e transformações” “Ela também estudaas permanências,ou seja, aquilo que permanece,que fica e passa dos nossos avóse bisavós apara nós e que um dia vamostentar passaraos nossos filhos.” “chamamos issode herançacultural e histórica” O que herdamos
  • 18. E para que estudamos história afinal professor(a)? “Para saber respostas como onde podemos chegar,de onde viemos e principalmente por que vivemos comovivemos hoje” “Para saber o que foi inventado,mudado e destruído.Assim podemos saber de onde vem nossomodode vida,e como nossos antepassados viveram” Entendi foi Nada... OU SEJA...
  • 19. MELHORE SEUS CONHECIMENTOS... “Vimosque a históriaestudatudo que foi criado e destruídopelohomem”. Tentem descobrirquandocada item foi inventado Quando cada um foi inventado? 1. SURGIU NO EGITO, POR VOLTA DE 2100 A.C, 2. EM 1969 COMO EXPERIMENTO MILITAR 3. NA GRÉCIA ANTIGA PARA SER USADO PELOS ATLETAS DEPOIS DAS COMPETIÇOES. 4. NO SÉCULO XIII, PARA SER USADO POR NOBRES. SÓ MAIS TARDE TODOS PUDERAM USAR. ( ) ( ) ( ) ( )
  • 20.
  • 21. E quem faz a História? “Aqueles que estudam a históriasão chamados de Historiadores” “Também são eles que ajudam a criaros filmese novelas que contam histórias do passadocomoJesus,os Romanos,os Índios, os Chineses e etc...” “São eles que buscam nas chamadas fontes históricas, a verdade do que aconteceu no passadoe escrevem os livros sobreesses fatos”
  • 22. A ciência na história
  • 23. Método Investigativo Para fazer suas investigações os historiadores usam o que? O método investigativo é procurar metódica e conscientemente descobrir algo,através de exame e observaçãominuciosos e pesquisas. Como um detetive: Ex.: a causa deum assassinato 1- seguir osvestígios, 2- Fazer Perguntas.3. Chegara uma provável causae assassino. ELEMENTARMEUSCAROS... Para tal eles usam as fontes históricas,que falamosa pouco.”Vejamos...
  • 24.
  • 25. 25
  • 26. 26
  • 27. 27
  • 28. 28
  • 29. MELHORE SEUS CONHECIMENTOS... QUE TAL INVESTIGAR UM POUCO DA SUA HISTÓRIA? PROCURE EM SUA CASA AS FONTES HISTÓRICAS DE SUA FAMÍLIA (FOTOS, VIDEOS, OBJETOS, ETC. ENTREVISTE SEUS RESPONSÁVEIS E PEÇA QUE CONTEM SOBRE A HISTÓRIA DESSAS FONTES. DEPOIS ESCREVA EM UM PEQUENO ETTXO O RESUMO DA HISTÓRIA QUE VOCÊ CONSEGUIU OBTER DE SUAS FONTES. ESSE SERÁ UM PEDAÇÕ DA SUA HISTÓRIA E DE SUA FAMILIA.... ECREVA BEM! FONTE ESCRITA FONTE VISUAL FONTE ORAL FONTE MATERIAL FONTES QUE VOCÊ PODE PESQUISAR
  • 30. A História a ser estudada “Desdeo surgimentoda humanidade muita coisaaconteceuem diferenteslugares do mundo:a Descoberta do fogo e da roda,o desenvolvimento da agricultura e da escrita, revoluções e Guerras,a invençãodas máquinas e etc.
  • 31. A Divisão “Para compreendere facilitar o Estudo da história foi organizado o Tempo históricoem períodos” Segundo essaperiodização,a história Divide-se em doisgrandes períodos: PRÉ-HISTÓRIA E HISTÓRIA.
  • 32. A Divisão “Cada um desse grandesPeríodostambém é subdividido” “A Pré-História teriainício com o surgimentodo homem até a invenção da escrita” PALEOLÍTICO: do surgimento do Homem a 2 milhões de anos até 10 mil anos atrás NEOLÍTICO: De 10 anos atrás até a descoberta dos metais IDADE DOS METAIS: De 6.000 anos atrás até o desenvolvimento da escrita por volta de 4000 anos atrás.
  • 33. A Divisão “A históriateria iníciocom a Invenção da escrita por volta de 4000 A.C até os dias atuais.”
  • 34. IDADE ANTIGA Do desenvolvimento da escrita em 4 mil A.C até o fim do Império Romano em 476 D.C T
  • 35. IDADE MÉDIA Do fim do Império romano até o início das grandes navegações por volta de 1453.
  • 36. Do inicio das grandesnavegações que chagaram a América até a Revolução Francesa em 1789,que deu fim aos reinados absolutos. IDADE MODERNA
  • 37. Da RevoluçãoFrancesa até os dias atuais, quando inventamos o avião e já fomos ao espaço... IDADE CONTENPORÃNEA
  • 38. A partir de agora vamos estudar todos esses períodos da História humana. Vamos estudar desde os primeiros homens e rever as guerras e conquistas, vamos ver o que mudou e que permaneceu até hoje, e conhecer reis, deuses e heróis até nossa chegada a Lua e a revolução da Internet!
  • 39. LEIA TAMBÉM OS LIVROS: A História do Mundo para quem tem pressa Autor: Ema Marriott Como Chegamos até aqui Autor: Steven Jhonson MELHORE SEUS CONHECIMENTOS: