SlideShare uma empresa Scribd logo
Múmias: o que são elas?
Você com certeza já deve ter visto por aí alguma múmia como está ao lado, em um filme, em um desenho, em
um museu ou no Dia das Bruxas. Mas você sabe o que são as múmias e qual sua origem?
As múmias são corpos de pessoas ou animais que após a morte ficaram preservados por ação da
natureza ou por ação humana. Em locais muito secos, muito frios ou com pouco oxigênio, os cadáveres podem
ficar preservados porque os pequeninos organismos que se alimentam dos corpos mortos não têm condições
de agir nesses ambientes. Nesse caso, ocorre o que chamamos de mumificação natural.
Já as múmias como aquelas que vemos em filmes, enroladas em tiras de tecido, têm sua origem no Antigo
Egito e foram feitas entre 5.000 e 2.000 anos atrás, aproximada mente. Os egípcios acreditavam que a vida
continuava após a morte do corpo, em um outro mundo e, para que o morto pudesse viver bem essa outra
vida, seu corpo precisava ficar preservado. Dessa forma, os egípcios desenvolveram um complicado, longo e
caro processo de mumificação.
Exatamente pelo fato de ser difícil produzir uma múmia, nem todas as pessoas que morriam no Antigo Egito
eram mumificadas. No início, apenas os corpos dos faraós (como eram chamados os reis-deuses no Antigo
Egito) eram preservados desta forma. Com o passar do tempo, outras pessoas de destaque na sociedade
egípcia, como sacerdotes e altos funcionários do governo também passaram a ser mumificados. Para as
pessoas mais simples, no entanto, o processo de mumificação sempre foi muito c aro, como explicam os
arqueólogos: “Os camponeses enterravam seus mortos direto na areia”. Talvez eles fizessem isso na
esperança de que seus corpos ficassem preservados de maneira natural, por causa do ambiente extremamente
seco.
Para aquelas famílias que podiam pagar pela mumificação de seus mortos, o processo era realizado por
sacerdotes especialistas. “Havia um sacerdote responsável por cada etapa da preparação de uma múmia e os
mais importantes eram aqueles que faziam as rezas finais”. Durante todo o processo de mumificação eram
realizados rituais sagrados que ajudavam a preparar o morto para sua nova vida.
Como parte da preparação para a vida após a morte, junto com as múmias eram guardados tesouros,
amuletos de proteção e objetos pessoais que pudessem ajudar a pessoa em sua nova vida. Para preservar
esses objetos e a própria múmia de ladrões e curiosos, as tumbas egípcias costumavam ser lacradas, algumas
tinham suas entradas escondidas e muitas delas pareciam um labirinto. As conhecidas pirâmides egípcias são
apenas um dos tipos de tumbas, geralmente reservadas aos grandes faraós.
Outras múmias
Além dos egípcios, havia outros povos que tinham o costume de mumificar seus mortos, como os Incas.
Um cemitério Inca, com cerca de 500 anos de idade, encontrado enterrado embaixo de uma favela, em Lima,
no Peru, revelou centenas de múmias enroladas em camadas de algodão, formando uma espécie de casulo,
como aqueles produzidos pelas lagartas. Em cada casulo podia haver uma ou mais múmias, além dos objetos
pessoais dos mortos.
Um dos casulos encontrados na favela de Lima chamou a atenção dos arqueólogos pela grande quantida de
de algodão utilizada para enrolar as duas múmias que descansavam lá dentro: um bebê e um homem,
apelidado de “O Rei do Algodão”. Os pesquisadores acreditam que os dois eram parentes e provavelmente
eram pessoas ricas, pela variedade de objetos enterrados junto com eles. Assim como os egípcios, os Incas
acreditavam na vida após a morte. Esse povo pensava que as almas dos mortos mantinham contato com os
vivos e, por isso, cuidavam bem daqueles que se foram dessa vida mumificando seus corpos para preserva-
los.
A maldição das múmias
Se mesmo depois de conhecer tantas informações interessantes sobre as múmias você ainda sentir medo
de encontrar uma delas andando por aí, saiba que as múmias egípcias não costumavam abandonar suas
tumbas: “Ao contrário do que muita gente pensa, os egípcios não acreditavam que as múmias iriam se levantar
e sair andando. Na verdade, eles acreditavam que a pessoa era feita de vários elementos e todos eles deveriam
ser preservados para que aquela pessoa pudesse viver no além. Isso não quer dizer que o corpo mumific ado
seria usado novamente e sairia passeando por aí”.
Mas de onde então vem a história da maldição das múmias e o medo que elas costumam causar?
Provavelmente vem do fato de que as tumbas egípcias guardavam inscrições dizendo que aqueles que
perturbassem o morto seriam amaldiçoados. Os egípcios faziam essas inscrições para afastar os ladrões e
impedir que o corpo mumificado fosse mexido. Além disso, como ficam muito tempo fechadas dentro das
tumbas, as múmias podem desenvolver fungos (parecidos com aquele bolor que aparece no pão velho) que
são venenosos para as pessoas. Nesses casos, ao abrir os sarcófagos (uma espécie de caixão onde as múmias
eram colocadas), os fungos espalham-se pelo ar e podem realmente matar aqueles que perturbaram o sono
do morto.
Você quer ter certeza de que um corpo se preservará para a vida após a morte? Então junte-se a nós para descobrir como os antigos
egípcios preparavamsuas múmias!
1.Para começar, lave o corpo do morto com vinho e água do rio Nilo (principal rio do Egito). Faça um pequeno corte na parte
lateral da barriga e retire os órgãos internos.Para retirar o cérebro, enfie um gancho pelo nariz e torça-o até que o cérebro se
desfaça e seja possívelpuxá-lo para fora. Desfaça-se desse órgão
.
2. Limpe o fígado, os pulmões, o intestino e o estômago e guarde-os em vasos especiais,chamados de canopos, cujas tampas
representam as cabeças dos deuses protetores de cada órgão. O coração deve permanecer no corpo, pois, para os antigos egípcio s, esse
órgão era o centro da inteligência.
3. Use um sal egípcio especial, chamado natrão, para preencher as cavidades do corpo e cobri-lo. O natrão irá retirar toda a umidade do
corpo, porém, esse processo deverá durar cerca de 40 dias para estarcompleto.
4. Passados os 40 dias, retire o natrão e encha as cavidades (buracos) do corpo com pedaços de tecido de
linho encharcados em resina, com especiarias e com plantas, para que ele não perca sua forma.
5. Enrole o corpo com ataduras de fino tecido de linho. Não se esqueça de colocar alguns amuletos da sorte
entre as ataduras e diga as magias que irão ativar seus poderes mágicos de proteção. Coloque a múmia
dentro de um sarcófago e esse sarcófago dentro de outro sarcófago, para que o corpo fique bem protegido.
Coloque todo o conjunto em uma tumba.
EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO:
NOME:____________________________________ TURMA:________
01- O que são múmias?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
02- Qual a origem das múmias com faixas, como vemos nos filmes?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
03-Como é o processo de mumificação natural?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
04- Todas as pessoas que morriam no Antigo Egito eram mumificadas? Justifique.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
05 – Que outro povo fora os egípcios mumificava seus mortos? Por que os dois povos mumificavam seus mortos?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
06– Os egípcios acreditavam que as suas múmias iriam levantar dos mortos como nos filmes?Justifique
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
07– De onde vem as histórias de maldiçoes e múmias que levantam da tumba?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
08– Qual parte do processo de mumificação te deixa mais espantado? Por que?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Grécia Antiga
 Grécia Antiga Grécia Antiga
Grécia Antiga
Luis Silva
 
Palavras cruzadas - feudalimso
Palavras cruzadas  - feudalimso  Palavras cruzadas  - feudalimso
Palavras cruzadas - feudalimso
Mary Alvarenga
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Nivea Neves
 
Pré-Historia e Mesopotâmia
 Pré-Historia e Mesopotâmia Pré-Historia e Mesopotâmia
Pré-Historia e Mesopotâmia
Luis Silva
 
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdfAtividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Wenderson Santos Couto
 
Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades Diversas Cláudia
 
Caça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonialCaça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonial
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdfAtividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Wenderson Santos Couto
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Tópico 5 historia 6 ano1
Tópico 5 historia 6 ano1Tópico 5 historia 6 ano1
Tópico 5 historia 6 ano1
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
Acrópole - História & Educação
 
Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.
Jean Carlos Nunes Paixão
 
8 ano revolução industrial e revolução francesa 2018
8 ano revolução industrial e revolução francesa 20188 ano revolução industrial e revolução francesa 2018
8 ano revolução industrial e revolução francesa 2018
ingarac
 
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma AntigaAVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
Acrópole - História & Educação
 
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)
Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)
Mary Alvarenga
 
Avaliação Era Vargas
Avaliação Era VargasAvaliação Era Vargas
Avaliação Era Vargas
Acrópole - História & Educação
 
Atividades feudalismo na idade média
Atividades   feudalismo na idade médiaAtividades   feudalismo na idade média
Atividades feudalismo na idade média
Atividades Diversas Cláudia
 
Cruzadinha - A Grécia Antiga
Cruzadinha  - A Grécia AntigaCruzadinha  - A Grécia Antiga
Cruzadinha - A Grécia Antiga
Mary Alvarenga
 
Prova de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil coloniaProva de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil colonia
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades Revolução Francesa
Atividades   Revolução FrancesaAtividades   Revolução Francesa
Atividades Revolução Francesa
Eduardo Mariño Rial
 

Mais procurados (20)

Grécia Antiga
 Grécia Antiga Grécia Antiga
Grécia Antiga
 
Palavras cruzadas - feudalimso
Palavras cruzadas  - feudalimso  Palavras cruzadas  - feudalimso
Palavras cruzadas - feudalimso
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Pré-Historia e Mesopotâmia
 Pré-Historia e Mesopotâmia Pré-Historia e Mesopotâmia
Pré-Historia e Mesopotâmia
 
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdfAtividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdf
 
Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013
 
Caça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonialCaça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonial
 
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdfAtividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
Atividades adaptadas- História.6º ano - Cópia.1.pdf
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
 
Tópico 5 historia 6 ano1
Tópico 5 historia 6 ano1Tópico 5 historia 6 ano1
Tópico 5 historia 6 ano1
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
 
Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.
 
8 ano revolução industrial e revolução francesa 2018
8 ano revolução industrial e revolução francesa 20188 ano revolução industrial e revolução francesa 2018
8 ano revolução industrial e revolução francesa 2018
 
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma AntigaAVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
AVALIAÇÃO 6º ANO - Roma Antiga
 
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)
Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)Cruzadinha  de História  (A ocupação humana na América)
Cruzadinha de História (A ocupação humana na América)
 
Avaliação Era Vargas
Avaliação Era VargasAvaliação Era Vargas
Avaliação Era Vargas
 
Atividades feudalismo na idade média
Atividades   feudalismo na idade médiaAtividades   feudalismo na idade média
Atividades feudalismo na idade média
 
Cruzadinha - A Grécia Antiga
Cruzadinha  - A Grécia AntigaCruzadinha  - A Grécia Antiga
Cruzadinha - A Grécia Antiga
 
Prova de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil coloniaProva de historia 1 ano brasil colonia
Prova de historia 1 ano brasil colonia
 
Atividades Revolução Francesa
Atividades   Revolução FrancesaAtividades   Revolução Francesa
Atividades Revolução Francesa
 

Semelhante a AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO

Mumias
MumiasMumias
Arte egípcia: os mistérios da mumificação. parte 3
Arte egípcia: os mistérios da mumificação.  parte 3Arte egípcia: os mistérios da mumificação.  parte 3
Arte egípcia: os mistérios da mumificação. parte 3
Professor Gilson Nunes
 
O Egito
O EgitoO Egito
O Egito
Jean Carvalho
 
MumificaçãO
MumificaçãOMumificaçãO
MumificaçãO
Sílvia Mendonça
 
MúMias
MúMiasMúMias
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
Nelia Salles Nantes
 
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
Nelia Salles Nantes
 
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
historiando
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
primeiroasenai
 
Mh7 ppt explorar_figuras_votivas
Mh7 ppt explorar_figuras_votivasMh7 ppt explorar_figuras_votivas
Mh7 ppt explorar_figuras_votivas
David Leça
 
O Egito antigo a mumifição dos faraós
O Egito antigo a mumifição dos faraósO Egito antigo a mumifição dos faraós
O Egito antigo a mumifição dos faraós
Humberto Keppler
 
O egito antigo processo de mumificao
O egito antigo processo de mumificaoO egito antigo processo de mumificao
O egito antigo processo de mumificao
Humberto Keppler
 
Piramides x extra terrestres
Piramides x extra terrestres Piramides x extra terrestres
Piramides x extra terrestres
siaromjo
 
PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!
PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!
PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!
Fátima Trindade
 
Órion e as Piramides.
Órion e as Piramides.Órion e as Piramides.
Órion e as Piramides.
Claudio Duarte Sá
 
Tanatologia Necrósia
Tanatologia Necrósia Tanatologia Necrósia
Tanatologia Necrósia
Zeca Ribeiro
 
Antigo Egito
Antigo EgitoAntigo Egito
Antigo Egito
Josefa Libório
 
Pirâmides, ao redor do mundo.
Pirâmides, ao redor do mundo.Pirâmides, ao redor do mundo.
Pirâmides, ao redor do mundo.
Ibs Web
 
Os Mistérios das Pirâmides!
Os Mistérios das Pirâmides!Os Mistérios das Pirâmides!
Os Mistérios das Pirâmides!
Aristides Monteiro
 
PIRÂMIDES
PIRÂMIDESPIRÂMIDES
PIRÂMIDES
GazetadoBrasil
 

Semelhante a AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO (20)

Mumias
MumiasMumias
Mumias
 
Arte egípcia: os mistérios da mumificação. parte 3
Arte egípcia: os mistérios da mumificação.  parte 3Arte egípcia: os mistérios da mumificação.  parte 3
Arte egípcia: os mistérios da mumificação. parte 3
 
O Egito
O EgitoO Egito
O Egito
 
MumificaçãO
MumificaçãOMumificaçãO
MumificaçãO
 
MúMias
MúMiasMúMias
MúMias
 
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
 
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
 
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
 
Mh7 ppt explorar_figuras_votivas
Mh7 ppt explorar_figuras_votivasMh7 ppt explorar_figuras_votivas
Mh7 ppt explorar_figuras_votivas
 
O Egito antigo a mumifição dos faraós
O Egito antigo a mumifição dos faraósO Egito antigo a mumifição dos faraós
O Egito antigo a mumifição dos faraós
 
O egito antigo processo de mumificao
O egito antigo processo de mumificaoO egito antigo processo de mumificao
O egito antigo processo de mumificao
 
Piramides x extra terrestres
Piramides x extra terrestres Piramides x extra terrestres
Piramides x extra terrestres
 
PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!
PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!
PIRÂMIDES - DETALHES IMPRESSIONANTES !!
 
Órion e as Piramides.
Órion e as Piramides.Órion e as Piramides.
Órion e as Piramides.
 
Tanatologia Necrósia
Tanatologia Necrósia Tanatologia Necrósia
Tanatologia Necrósia
 
Antigo Egito
Antigo EgitoAntigo Egito
Antigo Egito
 
Pirâmides, ao redor do mundo.
Pirâmides, ao redor do mundo.Pirâmides, ao redor do mundo.
Pirâmides, ao redor do mundo.
 
Os Mistérios das Pirâmides!
Os Mistérios das Pirâmides!Os Mistérios das Pirâmides!
Os Mistérios das Pirâmides!
 
PIRÂMIDES
PIRÂMIDESPIRÂMIDES
PIRÂMIDES
 

Mais de Diego Bian Filo Moreira

Revolta federalista
Revolta federalistaRevolta federalista
Revolta federalista
Diego Bian Filo Moreira
 
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRAGUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
Diego Bian Filo Moreira
 
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
Diego Bian Filo Moreira
 
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICAERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
Diego Bian Filo Moreira
 
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTALREVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
Diego Bian Filo Moreira
 
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITAINFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
Diego Bian Filo Moreira
 
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIAINFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
Diego Bian Filo Moreira
 
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOSINFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
Diego Bian Filo Moreira
 
Filosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia ModernaFilosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia Moderna
Diego Bian Filo Moreira
 
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANOÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
Diego Bian Filo Moreira
 
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIALINFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
Diego Bian Filo Moreira
 
Pré História - Ensino Médio
Pré História - Ensino MédioPré História - Ensino Médio
Pré História - Ensino Médio
Diego Bian Filo Moreira
 
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANOPRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
Diego Bian Filo Moreira
 
O Tempo e a Historia - Ensino Médio
O Tempo e a Historia - Ensino MédioO Tempo e a Historia - Ensino Médio
O Tempo e a Historia - Ensino Médio
Diego Bian Filo Moreira
 
O Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANOO Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANO
Diego Bian Filo Moreira
 
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANOFILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
Diego Bian Filo Moreira
 
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASILBRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
Diego Bian Filo Moreira
 
Filosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - HelenismoFilosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - Helenismo
Diego Bian Filo Moreira
 
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros FilósofosFilosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Diego Bian Filo Moreira
 
IDADE MÉDIA OCIDENTAL
 IDADE MÉDIA OCIDENTAL IDADE MÉDIA OCIDENTAL
IDADE MÉDIA OCIDENTAL
Diego Bian Filo Moreira
 

Mais de Diego Bian Filo Moreira (20)

Revolta federalista
Revolta federalistaRevolta federalista
Revolta federalista
 
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRAGUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
GUERRAS MUNDIAIS - SEGUNDA GUERRA
 
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
BRASIL 04- PRIMEIRA REPÚBLICA
 
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICAERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
ERA DAS REVOLUÇÕES - REVOLUÇÃO FRANCESA E ERA NAPOLEÔNICA
 
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTALREVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
REVOLUÇÃO FRANCESA - ENSINO FUNDAMENTAL
 
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITAINFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
INFOGRÁFICO- HISTÓRIA DA ESCRITA
 
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIAINFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
INFOGRÁFICO - PRÉ-HISTÓRIA
 
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOSINFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
INFOGRÁFICO - ESTADOS MODERNOS
 
Filosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia ModernaFilosofia 05- Filosofia Moderna
Filosofia 05- Filosofia Moderna
 
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANOÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
 
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIALINFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
INFOGRÁFICO - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 
Pré História - Ensino Médio
Pré História - Ensino MédioPré História - Ensino Médio
Pré História - Ensino Médio
 
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANOPRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
PRÉ HISTÓRIA - Os Primeiros Homens - 6 ANO
 
O Tempo e a Historia - Ensino Médio
O Tempo e a Historia - Ensino MédioO Tempo e a Historia - Ensino Médio
O Tempo e a Historia - Ensino Médio
 
O Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANOO Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANO
 
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANOFILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
 
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASILBRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
BRASIL 07- DITADURA MILITAR NO BRASIL
 
Filosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - HelenismoFilosofia 03 - Helenismo
Filosofia 03 - Helenismo
 
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros FilósofosFilosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
Filosofia 01 - Do mito aos Primeiros Filósofos
 
IDADE MÉDIA OCIDENTAL
 IDADE MÉDIA OCIDENTAL IDADE MÉDIA OCIDENTAL
IDADE MÉDIA OCIDENTAL
 

Último

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 

AS MÚMIAS - TEXTO COM EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO

  • 1. Múmias: o que são elas? Você com certeza já deve ter visto por aí alguma múmia como está ao lado, em um filme, em um desenho, em um museu ou no Dia das Bruxas. Mas você sabe o que são as múmias e qual sua origem? As múmias são corpos de pessoas ou animais que após a morte ficaram preservados por ação da natureza ou por ação humana. Em locais muito secos, muito frios ou com pouco oxigênio, os cadáveres podem ficar preservados porque os pequeninos organismos que se alimentam dos corpos mortos não têm condições de agir nesses ambientes. Nesse caso, ocorre o que chamamos de mumificação natural. Já as múmias como aquelas que vemos em filmes, enroladas em tiras de tecido, têm sua origem no Antigo Egito e foram feitas entre 5.000 e 2.000 anos atrás, aproximada mente. Os egípcios acreditavam que a vida continuava após a morte do corpo, em um outro mundo e, para que o morto pudesse viver bem essa outra vida, seu corpo precisava ficar preservado. Dessa forma, os egípcios desenvolveram um complicado, longo e caro processo de mumificação. Exatamente pelo fato de ser difícil produzir uma múmia, nem todas as pessoas que morriam no Antigo Egito eram mumificadas. No início, apenas os corpos dos faraós (como eram chamados os reis-deuses no Antigo Egito) eram preservados desta forma. Com o passar do tempo, outras pessoas de destaque na sociedade egípcia, como sacerdotes e altos funcionários do governo também passaram a ser mumificados. Para as pessoas mais simples, no entanto, o processo de mumificação sempre foi muito c aro, como explicam os arqueólogos: “Os camponeses enterravam seus mortos direto na areia”. Talvez eles fizessem isso na esperança de que seus corpos ficassem preservados de maneira natural, por causa do ambiente extremamente seco. Para aquelas famílias que podiam pagar pela mumificação de seus mortos, o processo era realizado por sacerdotes especialistas. “Havia um sacerdote responsável por cada etapa da preparação de uma múmia e os mais importantes eram aqueles que faziam as rezas finais”. Durante todo o processo de mumificação eram realizados rituais sagrados que ajudavam a preparar o morto para sua nova vida. Como parte da preparação para a vida após a morte, junto com as múmias eram guardados tesouros, amuletos de proteção e objetos pessoais que pudessem ajudar a pessoa em sua nova vida. Para preservar esses objetos e a própria múmia de ladrões e curiosos, as tumbas egípcias costumavam ser lacradas, algumas tinham suas entradas escondidas e muitas delas pareciam um labirinto. As conhecidas pirâmides egípcias são apenas um dos tipos de tumbas, geralmente reservadas aos grandes faraós. Outras múmias Além dos egípcios, havia outros povos que tinham o costume de mumificar seus mortos, como os Incas. Um cemitério Inca, com cerca de 500 anos de idade, encontrado enterrado embaixo de uma favela, em Lima, no Peru, revelou centenas de múmias enroladas em camadas de algodão, formando uma espécie de casulo, como aqueles produzidos pelas lagartas. Em cada casulo podia haver uma ou mais múmias, além dos objetos pessoais dos mortos. Um dos casulos encontrados na favela de Lima chamou a atenção dos arqueólogos pela grande quantida de de algodão utilizada para enrolar as duas múmias que descansavam lá dentro: um bebê e um homem, apelidado de “O Rei do Algodão”. Os pesquisadores acreditam que os dois eram parentes e provavelmente eram pessoas ricas, pela variedade de objetos enterrados junto com eles. Assim como os egípcios, os Incas acreditavam na vida após a morte. Esse povo pensava que as almas dos mortos mantinham contato com os vivos e, por isso, cuidavam bem daqueles que se foram dessa vida mumificando seus corpos para preserva- los. A maldição das múmias Se mesmo depois de conhecer tantas informações interessantes sobre as múmias você ainda sentir medo de encontrar uma delas andando por aí, saiba que as múmias egípcias não costumavam abandonar suas tumbas: “Ao contrário do que muita gente pensa, os egípcios não acreditavam que as múmias iriam se levantar e sair andando. Na verdade, eles acreditavam que a pessoa era feita de vários elementos e todos eles deveriam ser preservados para que aquela pessoa pudesse viver no além. Isso não quer dizer que o corpo mumific ado seria usado novamente e sairia passeando por aí”. Mas de onde então vem a história da maldição das múmias e o medo que elas costumam causar? Provavelmente vem do fato de que as tumbas egípcias guardavam inscrições dizendo que aqueles que perturbassem o morto seriam amaldiçoados. Os egípcios faziam essas inscrições para afastar os ladrões e impedir que o corpo mumificado fosse mexido. Além disso, como ficam muito tempo fechadas dentro das tumbas, as múmias podem desenvolver fungos (parecidos com aquele bolor que aparece no pão velho) que são venenosos para as pessoas. Nesses casos, ao abrir os sarcófagos (uma espécie de caixão onde as múmias eram colocadas), os fungos espalham-se pelo ar e podem realmente matar aqueles que perturbaram o sono do morto.
  • 2. Você quer ter certeza de que um corpo se preservará para a vida após a morte? Então junte-se a nós para descobrir como os antigos egípcios preparavamsuas múmias! 1.Para começar, lave o corpo do morto com vinho e água do rio Nilo (principal rio do Egito). Faça um pequeno corte na parte lateral da barriga e retire os órgãos internos.Para retirar o cérebro, enfie um gancho pelo nariz e torça-o até que o cérebro se desfaça e seja possívelpuxá-lo para fora. Desfaça-se desse órgão . 2. Limpe o fígado, os pulmões, o intestino e o estômago e guarde-os em vasos especiais,chamados de canopos, cujas tampas representam as cabeças dos deuses protetores de cada órgão. O coração deve permanecer no corpo, pois, para os antigos egípcio s, esse órgão era o centro da inteligência. 3. Use um sal egípcio especial, chamado natrão, para preencher as cavidades do corpo e cobri-lo. O natrão irá retirar toda a umidade do corpo, porém, esse processo deverá durar cerca de 40 dias para estarcompleto. 4. Passados os 40 dias, retire o natrão e encha as cavidades (buracos) do corpo com pedaços de tecido de linho encharcados em resina, com especiarias e com plantas, para que ele não perca sua forma. 5. Enrole o corpo com ataduras de fino tecido de linho. Não se esqueça de colocar alguns amuletos da sorte entre as ataduras e diga as magias que irão ativar seus poderes mágicos de proteção. Coloque a múmia dentro de um sarcófago e esse sarcófago dentro de outro sarcófago, para que o corpo fique bem protegido. Coloque todo o conjunto em uma tumba.
  • 3. EXERCÍCIOS DE INTERPRETAÇÃO: NOME:____________________________________ TURMA:________ 01- O que são múmias? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 02- Qual a origem das múmias com faixas, como vemos nos filmes? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 03-Como é o processo de mumificação natural? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 04- Todas as pessoas que morriam no Antigo Egito eram mumificadas? Justifique. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 05 – Que outro povo fora os egípcios mumificava seus mortos? Por que os dois povos mumificavam seus mortos? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 06– Os egípcios acreditavam que as suas múmias iriam levantar dos mortos como nos filmes?Justifique ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 07– De onde vem as histórias de maldiçoes e múmias que levantam da tumba? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 08– Qual parte do processo de mumificação te deixa mais espantado? Por que? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________