SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Tpaupitz
DEFININDO O SEFL
Há varias teorias que definem o SELF, desde Williams James no
final do século XIX, que distinguiu entre o “eu” como objeto da
experiência e o “eu” como observador, até a psicanálise mais
ortodoxa, sendo que o self é a parte auto referencial do nosso
ser.
Esta parte representa o sentido da nossa identidade e depende
de vermos a nós mesmos como protagonistas de nossa própria
historia pessoal, diante das experiências da vida.
SEGUNDO CARL GUSTAV JUNG :
“O Self, é percebido como o produto da individuação, que na
sua opinião é o processo de integração da personalidade.
Para ele o self seria a soma de tudo o que nós somos agora, de
tudo o que já fomos um dia, e tudo que poderíamos
potencialmente nos tornar.
O self é o símbolo de DEUS (divino) dentro de nós, aquilo que
somos em totalidade”.
É o SELF que traz a tona o que Jung chamou de
O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO , que começa
desde o potencial da infância ate a viagem
expansiva de AUTODESCOBRIMENTO, pelo qual
uma pessoa conscientemente e gradativamente
integra aspectos inconscientes, as partes que nós
mesmos recusamos a confrontar(nossas sombras)
– de uma personalidade individual para o TODO.
- JUNG acreditava que o PROPOSITO FINAL DA
VIDA HUMANA, seria experenciarmos essa união
com o TODO, de integrar-se totalmente, tornando
CONSCIENTE tudo o que estaria escondido de nós
através de nossas sombras.
Esse OBJETIVO FINAL é a máxima expressão do caráter de
alguém, permitindo que possamos nos segurar firme em
nossa INDIVIDUALIDADE em frente ao INCONSCIENTE
COLETIVO DAS MASSAS.
Segundo Jung, o processo de individuação é um processo que
estimula a pessoa criar condições para que cada um DESPERTE
o MELHOR DE SI E DO OUTRO, o tempo todo, fazendo-o sair do
isolamento e empreender uma convivência mais ampla e coletiva,
por estar mais próximo, conscientemente da totalidade, mas
ainda mantendo sua individualidade.
A individuação consiste em confrontar os vários aspectos
sombrios, reconhecendo-os, despindo-se da Persona e das
imagens primordiais.
A INDIVIDUAÇÃO, em geral, é o processo de formação e
particularização do ser individual e, em especial, é o
desenvolvimento do individuo psicológico como ser distinto do
conjunto, da psicologia coletiva.
É portanto um processo de diferenciação que objetiva o
desenvolvimento da personalidade individual.
Uma vez que o individuo não é um ser único mas pressupõe
também um relacionamento coletivo para sua existência, também
o processo de individuação não leva ao isolamento, mas a um
relacionamento coletivo mais intenso e mais abrangente (Jung
2009).
No livro “O MAPA DA ALMA” de James Hollis , a respeito do
Processo de Individuação :
“As pessoas desenvolvem-se sob muitos aspectos ao longo de
suas vidas, e passam por múltiplas mudanças em muitos níveis.
A experiência total de integridade ao longo de uma vida inteira –
o surgimento do SI MESMO na estrutura psicológica e na
consciência – é conceituada por Jung e denominada por
Individuação.
O Espírito Joana de Angelis, através do Médium Divaldo de
Franco, no Livro “Espelhos da Alma” e Em busca da
Iluminação Interior , faz a seguinte reflexão:
“O sapato é um símbolo muito importante, porque ele nos
protege no caminhar, indicando que é hora de seguirmos o
caminho que pertence unicamente a nós.
Esse é o início do processo de individuação CONSCIENTE, no
qual deixamos de lado as reclamações e tomamos as rédeas da
vida em nossas mãos.
Viver a realidade da vida, pôr os pé s no chão, com todo ônus e
bônus, reconhecendo que, se ainda não estamos vivendo como
gostaríamos, é muito provável que não estejamos fazendo o que
é preciso ser feito.
Segue JOANA DE ANGELIS , comentando sobre o
PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO CONSCIENTE:
“Quando começamos uma nova trajetória, damos início a nova
fase evolutiva e, o primeiro passo consiste em dar fim a
comportamentos escravizadores, ou seja, deveremos encontrar
em que parte da nossa psique mantemos aspectos criativos
reprimidos por complexos castradores.
É dentro desta jornada do processo de individuação que muitas
vezes os sintomas aparecem, porque se resistimos às mudanças
necessárias, toda energia disponível se volta contra nós.
Alguns desistem por acreditarem que não merecem ter uma vida
melhor ou uma pessoa melhor; ou desistem por medo do
fracasso, o que mostra também grande orgulho, pois que tem
dificuldade de reconhecer os erros, e de qualquer maneira os
sintomas físicos ou emocionais irão aparecer
Por isso Jung alertava que a neurose é o sofrimentos de uma
alma que não descobriu o seu significado.
Não entendemos aqui a NEUROSE como uma patologia, mas
como uma desconexão, ter perdido o endereço de si mesmo.
Quando nos unimos aos nossos aspectos nobres, sentimo-nos
engrandecido e protegido por forças que nem sabíamos possuir.
Esse é o momento de começarmos a caminhada, com esperança
de que tudo pode ser melhor.
Livro “Espelhos da Alma”, Espirito Joana de Angelis/Divaldo Franco:
“Quando o mestre suíço (Jung) diz que: a meta da individuação não é
outra senão a de despojar o si mesmo dos invólucros falsos da
persona”.
Joana comenta: “Enquanto acreditamos que a felicidade está na
realização de nossas fantasias materiais, e que o objetivo da vida é
adaptar-se bem ao mundo e adequar-se as exigências da aparência,
estamos agindo como materialistas.
O estudo da individuação vem atestar que enquanto não ouvirmos,
constatarmos e atendermos o chamado de nossa Alma, mesmo
possuindo tudo no mundo, nos sentiremos vazios: vazios de nós
mesmos.
Desde o início de nossas vidas terrenas, a sociedade nos incentiva ao
materialismo. As crianças tem aprendido desde cedo a cuidar do
corpo, se preocupar com as marcas e status, inspiradas por modelos
da atualidade neurótica.
Os jovens se sentem cada vez mais empurrados para as profissões de
sucesso.
As propagandas também usam deste filão, convencendo as massas,
por meio da mídia, que feliz é aquele que tem poder aquisitivo para
desfrutar, que faz uso de determinados alcoólicos, que tem aquela
roupa ou aquele carro, que assim seremos alguém.
Atualmente, vivemos a febre das viagens ao exterior, das roupas de
grife, boas comidas e alta gastronomia, mesmo que para usufruir de
tudo isso seja necessário vender a nossa alma....
Muitos de nós não arrumamos mais tempo para os filhos, para
meditar, para orar e fazer uma leitura edificante, para trabalhar pelo
próximo de maneira significativa ou para nos dedicarmos a uma
instituição religiosa ou um pouco mais do que o convencional, afinal
de contas, precisamos fazer a manutenção do mundo adoecido, de
necessidade ilusórias.
O SI MESMO nos faz um chamado.
Ali se encontram as respostas mais profundas e verdadeiras a nosso
respeito, aquilo que efetivamente nos realizara, tornando-nos plenos –
tudo o que a ilusão do materialismo promete, mas não cumpre.
Livro:. ESPELHOS DA ALMA
Esp. Joana de Angelis &
Médium Divaldo Franco
A INDIVIDUAÇÃO é oposição ao materialismo porque privilegia o
cuidado interior, o desenvolvimento da transcendência, da superação do
convencional e do supostamente adequado para atendimento das
necessidades da alma.
O ENCONTRO COM SI MESMO é transcendência do ego, assim como
a vivencia espiritual é transcendência da matéria.
TRANSCENDER não pode ser entendido como negar ou anular, mas
sim como não deixar essa dimensão impermanente se torne
finalidade única ou última.
Segundo Buda – O SELF que defendemos todos os dias, como nosso
ponto de vista ímpar (ego), é uma ficção conveniente que faz com
que o EGO se sinta bem.
O que ele não percebe é que se sentiria muito melhor se abrisse mão
da parte limitada e egoísta do mundo.
Quando isso acontece, o verdadeiro SELF (Alma, Deus, Espírito)
pode emergir – então a PLENITUDE será possível.
A plenitude somente será possível de viver quando abrimos mão do
EGO.
O AUTOCONHECIMENTO é o caminho para promover as necessárias
quebras de padrões comportamentais que atravancam o processo de
individuação.
Este caminho segue uma dinâmica, aparentemente, descontinuada e
desconexa, do ponto de vista egóico, mas absolutamente simétrico e
coerente para o SELF.
Para isto, portanto, é inevitável a revisão minuciosa destes padrões
comportamentais e de preconceitos explícitos e velados, assim como dos
conceitos equivocados, gerando com isto, toda ordem de desarranjo,
desarmando os mecanismos de pseudo- segurança.
Quando nos comprometemos com processo de autoconhecimento, de
individuação, “descendo” em nós mesmos, passamos a escutar as vozes do
nosso interior e é nesse exato momento que percebemos que é preciso uma
transformação urgente.
O vazio existencial, dará lugar a uma vida pessoal repleta de dignidade e
propósito e, por mais difícil que seja a descida, descobriremos no final a
generosidade e misericórdia infinitas do Pai.
Buscamos a perfeição, devemos ser bons, complacentes, humildes,
tolerantes, pacientes...
Como iremos encontrar DEUS-SELF tentando ser PERFEITOS?
A perfeição é um conceito abstrato demais para seres imperfeitos,
e não encontraremos nosso SI MESMO, tentando ser o que é
impossível para o homem.
O processo de individuação não é uma busca por perfeição, não
como o EGO a entende, mas pela totalidade, ser INTEIRO com
LUZ E SOMBRA, unido.
Nós não nos perdemos de DEUS e sim, de nós mesmos e, o
desconhecimento de quem somos nos tornou estranhos uns aos
outros: se não reconheço Deus em mim, também não posso
reconhece-lo no outro – ELE não desiste de nós, somos nós que
desistimos de encontra-lo.
Sendo assim, precisamos retirar a MÁSCARA (persona) que nos
colocaram e aceitamos usar, pois não nos reconheceremos
usando-as; não temos que fingir que somos perfeitos, precisamos
nos despir das injunções externas e começar o caminho de
retorno ao Pai, encontrando a Plenitude.
O caminho para o auto encontro é repleto de dificuldades, e
para fazê-lo precisamos nos desapegar das sacolas da
arrogância, do orgulho e dos achismos.
Esse caminho de encontro de si mesmo, nos tornará mais
humildes, pois a sombra precisa ser integrada.
Para alguns esse caminho leva ao fundo do poço.
Por isso precisamos reconhecer que ainda escolhemos errado,
mesmo tendo conhecimento do melhor caminho a seguir.
Erramos, e reconhecer isso pode parecer assustador, mas
reconhecer o erro é o primeiro passo para integrarmos a
sombra e começarmos o exercício da humildade.
Só aceitando descer em si mesmo é que a ALMA se revelará e
poderemos compreender até mesmo o sentido do sofrimento,
purificando-nos e revelando nossa natureza divina.
É na noite escura, no silencio da alma que
poderemos ouvir DEUS. (Self)
CARACTERÍSTICA DO SELF IDEAL:
Parte do processo de AUTO ACEITAÇÃO, da nossa realidade
intrínseca, porque a partir do momento em que reconhecemos
nossas verdades internas, nos desenvolvemos eficazmente.
É o anseio natural por PLENITUDE que nos torna aptos a viver
um verdadeiro encontro NUMINOSO, com Deus em nós.
(Joana de Angelis – Espelhos da Alma – Série Psicológica).
Somos homens e mulheres vivendo no tumulto dos nossos
pensamentos, na confusão da vida, conectados com o mundo e
desconectados de Deus (self), porque estamos buscando
restaurar fora o que quebrou por dentro.
JUNG, conclui dizendo:
Tudo o que no Inconsciente repousa aspira a tornar-se
acontecimento, e a personalidade, por seu lado, quer evoluir a
partir de suas condições inconscientes e experimentar-se como
totalidade.
O SELF, dentro da visão junguiana é a META da nossa
existência, por ser ele a mais completa expressão da
combinação a que estamos fadados e que denominamos
INDIVIDUALIDADE – o processo de individuação.
A busca através do processo de AUTOCONHECIMENTO,
poderá ser uma das ferramentas que, ira nos conferir a
possibilidade de desvendarmos e interpretarmos, o que
parece inconsciente e desconhecido, trazendo a luz da
consciência.
Lembrando de Santo Agostinho:
“Não é um caminho fácil mas, é um caminho
seguro.”, sendo um dos maiores desafios que o ser
humano encontra em toda sua existência, tarefa
esta que exige esforço, disciplina, estudo
constante e, acima de tudo, sabedoria aliada a
intensa responsabilidade.
Segundo JUNG:
“O homem só poderá viver em harmonia com a
própria natureza a partir do momento em que
tornar consciente aquilo que é inconsciente”,
pois é através do desenvolvimento desse
Arquétipo (o Self), que o ser humano se torna
motivado e impulsionado a uma ampliação de
consciência, começando a perceber o rumo de
sua própria vida.
Complementa:
“ O Ego de uma pessoa altamente
individuada permite que um maior número
de elementos psíquicos se torne consciente,
gerando assim um equilíbrio fundamental
em sua estrutura.
ENCONTRANDO O TESOURO ( Espelhos da Alma – Joana de Angelis)
“O verdadeiro tesouro é a PLENITUDE que deve ser conseguida por todos
indivíduos, mediante a libertação da sombra, a sublimação dos arquétipos
perturbadores, disso resultando a HARMONIA INTERIOR que propicia a
visão cósmica da vida em que se deve integrar.
O trabalho auto iluminativo é de libertação do ego e das suas heranças
arquetípicas, encarregadas do poder e do prazer, que aparentemente
proporcionam essa felicidade ligeira que passa da alegria à tristeza, da
exaltação do jubilo à depressão profunda, da abundancia do ter ao vazio
existencial.
A jornada saudável na busca do tesouro tem que ser direcionada para as
metas transcendentes, aquelas que impõem a AUTOCONSCIENCIA, não
impedindo nem a posse , nem o prazer, mas tornando-os de secundaria
importância, de modo que a cada superação de uma ocorrência imediata,
nenhuma nuvem impeça a visão do objetivo da evolução à frente.
Somente aqueles que estejam em nível superior de consciência
– a consciência cósmica, lograrão alcançar o patamar da plenitude,
totalmente livres das injunções penosas da busca infatigável.
ENCONTRANDO O TESOURO (Joana de Angelis)
O mapa que nos levara ao tesouro da plenitude é o da
CONSCIENCIA LIVRE de culpas e de mazelas do
comportamento, traçando linhas de integração na
Realidade do Arquétipo Primordial.
Através da conquista da AUTOCONSCIENCIA, nesse
esforço auto iluminativo de discernimento e de razão ,
lapidam-se as pedras brutas das necessidades
humanas e faculta-se-lhes o brilho estelar de que se
fazem portadoras ao contato de qualquer réstia de luz.
PLENITUDE, portanto, ou ESTADO NUMINOSO, é o
tesouro escondido nas profundezas do SELF, que
absorverá a sombra, sem sacrifício nem aflições,
dourando-a.
ESPELHOS DA ALMA – Joana
Angelis/ Divaldo Franco
Livro: “ Memórias, Sonhos e Reflexões”:
“Minha vida é uma história de um
INCONSCIENTE que se realizou”. (Jung)
Portanto, o que Jung compreende por meio
do processo de INDIVIDUAÇÃO, não é
uma realização no nível do ego, como uma
carreira profissional respeitável, um
casamento bem sucedido, sucesso
profissional e financeiro, etc., mas uma
atualização “completa” do potencial do
inconsciente , que ultrapassa os limites da
vida social, em direção a realização
psíquica do homem , alcançando a
PLENITUDE.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosAntonino Silva
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaDivulgador do Espiritismo
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepçõeshamletcrs
 
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
Roteiro  2   origem e natureza do espíritoRoteiro  2   origem e natureza do espírito
Roteiro 2 origem e natureza do espíritoBruno Cechinel Filho
 
Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa
Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa
Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa Rosana De Rosa
 
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticosMarta Gomes
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituaisLisete B.
 
Motivos de resignação 05 05-17
Motivos de resignação 05 05-17Motivos de resignação 05 05-17
Motivos de resignação 05 05-17Unesp
 
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15Vilmar Vilaça
 

Mais procurados (20)

Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
 
Temor da morte – Livro dos Espíritos
Temor  da  morte – Livro dos EspíritosTemor  da  morte – Livro dos Espíritos
Temor da morte – Livro dos Espíritos
 
Livre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espíritaLivre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espírita
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepções
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
 
Doenças da alma
Doenças da almaDoenças da alma
Doenças da alma
 
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
Roteiro  2   origem e natureza do espíritoRoteiro  2   origem e natureza do espírito
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
 
Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa
Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa
Aula - Reencarnação como Processo Educativo - Rosana De Rosa
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessão
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
 
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITAAUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
 
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITAA INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
 
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
 
Motivos de resignação 05 05-17
Motivos de resignação 05 05-17Motivos de resignação 05 05-17
Motivos de resignação 05 05-17
 
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15
 

Semelhante a O processo de individuação segundo Jung e sua importância para o autoconhecimento

Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15Candice Gunther
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1Leonardo Pereira
 
Jung vida e_obra_4_5_0
Jung vida e_obra_4_5_0Jung vida e_obra_4_5_0
Jung vida e_obra_4_5_0Nahama Baldo
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxMatildePaulo1
 
O despertar da consciência mirtzi
O despertar da consciência   mirtziO despertar da consciência   mirtzi
O despertar da consciência mirtzicrismchmg
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução Leonardo Pereira
 
Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12Fatoze
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )PatiSousa1
 
Osho - Psicologia do Esotérico.pdf
Osho - Psicologia do Esotérico.pdfOsho - Psicologia do Esotérico.pdf
Osho - Psicologia do Esotérico.pdfHubertoRohden2
 
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Leonardo Pereira
 
Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalBruno Carrasco
 
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorConhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorAdão Salles
 

Semelhante a O processo de individuação segundo Jung e sua importância para o autoconhecimento (20)

REFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptx
REFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptxREFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptx
REFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptx
 
Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
 
Jung vida e_obra_4_5_0
Jung vida e_obra_4_5_0Jung vida e_obra_4_5_0
Jung vida e_obra_4_5_0
 
O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO SEGUNDO JUNG
O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO SEGUNDO JUNGO PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO SEGUNDO JUNG
O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO SEGUNDO JUNG
 
Roteiro lição 31
Roteiro lição 31Roteiro lição 31
Roteiro lição 31
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
 
O despertar da consciência mirtzi
O despertar da consciência   mirtziO despertar da consciência   mirtzi
O despertar da consciência mirtzi
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
 
O EGO & MECANISMOS DA PROJEÇÃO
O EGO & MECANISMOS DA PROJEÇÃOO EGO & MECANISMOS DA PROJEÇÃO
O EGO & MECANISMOS DA PROJEÇÃO
 
AUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADE
AUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADEAUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADE
AUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADE
 
UMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTROUMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTRO
 
Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12
 
Psic doc5 m1
Psic doc5 m1Psic doc5 m1
Psic doc5 m1
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
 
Osho - Psicologia do Esotérico.pdf
Osho - Psicologia do Esotérico.pdfOsho - Psicologia do Esotérico.pdf
Osho - Psicologia do Esotérico.pdf
 
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
 
Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoal
 
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorConhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
 

Mais de ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ

COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptxCOMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptxARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 

Mais de ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ (20)

ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.
ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.
ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.
 
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICASDOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
 
AS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMAAS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMA
 
AUTOCONHECIMENTO - O CORPO FALA.pdf
AUTOCONHECIMENTO  - O CORPO FALA.pdfAUTOCONHECIMENTO  - O CORPO FALA.pdf
AUTOCONHECIMENTO - O CORPO FALA.pdf
 
A PAZ QUE VEM DE DENTRO.docx
A PAZ QUE VEM DE DENTRO.docxA PAZ QUE VEM DE DENTRO.docx
A PAZ QUE VEM DE DENTRO.docx
 
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITASONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
 
IMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docx
IMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docxIMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docx
IMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docx
 
DROGAS VISÃO ESPIRITA
DROGAS VISÃO ESPIRITADROGAS VISÃO ESPIRITA
DROGAS VISÃO ESPIRITA
 
BUDA - HERMANN HESSE.pptx
 BUDA  - HERMANN HESSE.pptx BUDA  - HERMANN HESSE.pptx
BUDA - HERMANN HESSE.pptx
 
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃOO FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
 
NOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docx
NOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docxNOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docx
NOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docx
 
PROJEÇÕES e a LEI DO ESPELHO .
PROJEÇÕES e a  LEI DO ESPELHO . PROJEÇÕES e a  LEI DO ESPELHO .
PROJEÇÕES e a LEI DO ESPELHO .
 
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMADEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
 
PP ESTUDA-TE A TI MESMO!
PP ESTUDA-TE A TI MESMO!PP ESTUDA-TE A TI MESMO!
PP ESTUDA-TE A TI MESMO!
 
Somos como um uma pedra preciosa adormecida.
Somos como um  uma pedra preciosa adormecida. Somos como um  uma pedra preciosa adormecida.
Somos como um uma pedra preciosa adormecida.
 
REFORMA INTERIOR
REFORMA INTERIORREFORMA INTERIOR
REFORMA INTERIOR
 
DEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTA
DEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTADEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTA
DEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTA
 
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptxCOMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptx
 
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.pptAMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
 
VIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docx
VIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docxVIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docx
VIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docx
 

Último

Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 

Último (14)

Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 

O processo de individuação segundo Jung e sua importância para o autoconhecimento

  • 2. DEFININDO O SEFL Há varias teorias que definem o SELF, desde Williams James no final do século XIX, que distinguiu entre o “eu” como objeto da experiência e o “eu” como observador, até a psicanálise mais ortodoxa, sendo que o self é a parte auto referencial do nosso ser. Esta parte representa o sentido da nossa identidade e depende de vermos a nós mesmos como protagonistas de nossa própria historia pessoal, diante das experiências da vida. SEGUNDO CARL GUSTAV JUNG : “O Self, é percebido como o produto da individuação, que na sua opinião é o processo de integração da personalidade. Para ele o self seria a soma de tudo o que nós somos agora, de tudo o que já fomos um dia, e tudo que poderíamos potencialmente nos tornar. O self é o símbolo de DEUS (divino) dentro de nós, aquilo que somos em totalidade”.
  • 3. É o SELF que traz a tona o que Jung chamou de O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO , que começa desde o potencial da infância ate a viagem expansiva de AUTODESCOBRIMENTO, pelo qual uma pessoa conscientemente e gradativamente integra aspectos inconscientes, as partes que nós mesmos recusamos a confrontar(nossas sombras) – de uma personalidade individual para o TODO. - JUNG acreditava que o PROPOSITO FINAL DA VIDA HUMANA, seria experenciarmos essa união com o TODO, de integrar-se totalmente, tornando CONSCIENTE tudo o que estaria escondido de nós através de nossas sombras. Esse OBJETIVO FINAL é a máxima expressão do caráter de alguém, permitindo que possamos nos segurar firme em nossa INDIVIDUALIDADE em frente ao INCONSCIENTE COLETIVO DAS MASSAS.
  • 4. Segundo Jung, o processo de individuação é um processo que estimula a pessoa criar condições para que cada um DESPERTE o MELHOR DE SI E DO OUTRO, o tempo todo, fazendo-o sair do isolamento e empreender uma convivência mais ampla e coletiva, por estar mais próximo, conscientemente da totalidade, mas ainda mantendo sua individualidade. A individuação consiste em confrontar os vários aspectos sombrios, reconhecendo-os, despindo-se da Persona e das imagens primordiais. A INDIVIDUAÇÃO, em geral, é o processo de formação e particularização do ser individual e, em especial, é o desenvolvimento do individuo psicológico como ser distinto do conjunto, da psicologia coletiva. É portanto um processo de diferenciação que objetiva o desenvolvimento da personalidade individual. Uma vez que o individuo não é um ser único mas pressupõe também um relacionamento coletivo para sua existência, também o processo de individuação não leva ao isolamento, mas a um relacionamento coletivo mais intenso e mais abrangente (Jung 2009).
  • 5. No livro “O MAPA DA ALMA” de James Hollis , a respeito do Processo de Individuação : “As pessoas desenvolvem-se sob muitos aspectos ao longo de suas vidas, e passam por múltiplas mudanças em muitos níveis. A experiência total de integridade ao longo de uma vida inteira – o surgimento do SI MESMO na estrutura psicológica e na consciência – é conceituada por Jung e denominada por Individuação. O Espírito Joana de Angelis, através do Médium Divaldo de Franco, no Livro “Espelhos da Alma” e Em busca da Iluminação Interior , faz a seguinte reflexão: “O sapato é um símbolo muito importante, porque ele nos protege no caminhar, indicando que é hora de seguirmos o caminho que pertence unicamente a nós. Esse é o início do processo de individuação CONSCIENTE, no qual deixamos de lado as reclamações e tomamos as rédeas da vida em nossas mãos. Viver a realidade da vida, pôr os pé s no chão, com todo ônus e bônus, reconhecendo que, se ainda não estamos vivendo como gostaríamos, é muito provável que não estejamos fazendo o que é preciso ser feito.
  • 6. Segue JOANA DE ANGELIS , comentando sobre o PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO CONSCIENTE: “Quando começamos uma nova trajetória, damos início a nova fase evolutiva e, o primeiro passo consiste em dar fim a comportamentos escravizadores, ou seja, deveremos encontrar em que parte da nossa psique mantemos aspectos criativos reprimidos por complexos castradores. É dentro desta jornada do processo de individuação que muitas vezes os sintomas aparecem, porque se resistimos às mudanças necessárias, toda energia disponível se volta contra nós. Alguns desistem por acreditarem que não merecem ter uma vida melhor ou uma pessoa melhor; ou desistem por medo do fracasso, o que mostra também grande orgulho, pois que tem dificuldade de reconhecer os erros, e de qualquer maneira os sintomas físicos ou emocionais irão aparecer Por isso Jung alertava que a neurose é o sofrimentos de uma alma que não descobriu o seu significado. Não entendemos aqui a NEUROSE como uma patologia, mas como uma desconexão, ter perdido o endereço de si mesmo. Quando nos unimos aos nossos aspectos nobres, sentimo-nos engrandecido e protegido por forças que nem sabíamos possuir. Esse é o momento de começarmos a caminhada, com esperança de que tudo pode ser melhor.
  • 7. Livro “Espelhos da Alma”, Espirito Joana de Angelis/Divaldo Franco: “Quando o mestre suíço (Jung) diz que: a meta da individuação não é outra senão a de despojar o si mesmo dos invólucros falsos da persona”. Joana comenta: “Enquanto acreditamos que a felicidade está na realização de nossas fantasias materiais, e que o objetivo da vida é adaptar-se bem ao mundo e adequar-se as exigências da aparência, estamos agindo como materialistas. O estudo da individuação vem atestar que enquanto não ouvirmos, constatarmos e atendermos o chamado de nossa Alma, mesmo possuindo tudo no mundo, nos sentiremos vazios: vazios de nós mesmos. Desde o início de nossas vidas terrenas, a sociedade nos incentiva ao materialismo. As crianças tem aprendido desde cedo a cuidar do corpo, se preocupar com as marcas e status, inspiradas por modelos da atualidade neurótica. Os jovens se sentem cada vez mais empurrados para as profissões de sucesso.
  • 8. As propagandas também usam deste filão, convencendo as massas, por meio da mídia, que feliz é aquele que tem poder aquisitivo para desfrutar, que faz uso de determinados alcoólicos, que tem aquela roupa ou aquele carro, que assim seremos alguém. Atualmente, vivemos a febre das viagens ao exterior, das roupas de grife, boas comidas e alta gastronomia, mesmo que para usufruir de tudo isso seja necessário vender a nossa alma.... Muitos de nós não arrumamos mais tempo para os filhos, para meditar, para orar e fazer uma leitura edificante, para trabalhar pelo próximo de maneira significativa ou para nos dedicarmos a uma instituição religiosa ou um pouco mais do que o convencional, afinal de contas, precisamos fazer a manutenção do mundo adoecido, de necessidade ilusórias. O SI MESMO nos faz um chamado. Ali se encontram as respostas mais profundas e verdadeiras a nosso respeito, aquilo que efetivamente nos realizara, tornando-nos plenos – tudo o que a ilusão do materialismo promete, mas não cumpre. Livro:. ESPELHOS DA ALMA Esp. Joana de Angelis & Médium Divaldo Franco
  • 9. A INDIVIDUAÇÃO é oposição ao materialismo porque privilegia o cuidado interior, o desenvolvimento da transcendência, da superação do convencional e do supostamente adequado para atendimento das necessidades da alma. O ENCONTRO COM SI MESMO é transcendência do ego, assim como a vivencia espiritual é transcendência da matéria. TRANSCENDER não pode ser entendido como negar ou anular, mas sim como não deixar essa dimensão impermanente se torne finalidade única ou última. Segundo Buda – O SELF que defendemos todos os dias, como nosso ponto de vista ímpar (ego), é uma ficção conveniente que faz com que o EGO se sinta bem. O que ele não percebe é que se sentiria muito melhor se abrisse mão da parte limitada e egoísta do mundo. Quando isso acontece, o verdadeiro SELF (Alma, Deus, Espírito) pode emergir – então a PLENITUDE será possível. A plenitude somente será possível de viver quando abrimos mão do EGO.
  • 10.
  • 11. O AUTOCONHECIMENTO é o caminho para promover as necessárias quebras de padrões comportamentais que atravancam o processo de individuação. Este caminho segue uma dinâmica, aparentemente, descontinuada e desconexa, do ponto de vista egóico, mas absolutamente simétrico e coerente para o SELF. Para isto, portanto, é inevitável a revisão minuciosa destes padrões comportamentais e de preconceitos explícitos e velados, assim como dos conceitos equivocados, gerando com isto, toda ordem de desarranjo, desarmando os mecanismos de pseudo- segurança. Quando nos comprometemos com processo de autoconhecimento, de individuação, “descendo” em nós mesmos, passamos a escutar as vozes do nosso interior e é nesse exato momento que percebemos que é preciso uma transformação urgente. O vazio existencial, dará lugar a uma vida pessoal repleta de dignidade e propósito e, por mais difícil que seja a descida, descobriremos no final a generosidade e misericórdia infinitas do Pai. Buscamos a perfeição, devemos ser bons, complacentes, humildes, tolerantes, pacientes...
  • 12. Como iremos encontrar DEUS-SELF tentando ser PERFEITOS? A perfeição é um conceito abstrato demais para seres imperfeitos, e não encontraremos nosso SI MESMO, tentando ser o que é impossível para o homem. O processo de individuação não é uma busca por perfeição, não como o EGO a entende, mas pela totalidade, ser INTEIRO com LUZ E SOMBRA, unido. Nós não nos perdemos de DEUS e sim, de nós mesmos e, o desconhecimento de quem somos nos tornou estranhos uns aos outros: se não reconheço Deus em mim, também não posso reconhece-lo no outro – ELE não desiste de nós, somos nós que desistimos de encontra-lo. Sendo assim, precisamos retirar a MÁSCARA (persona) que nos colocaram e aceitamos usar, pois não nos reconheceremos usando-as; não temos que fingir que somos perfeitos, precisamos nos despir das injunções externas e começar o caminho de retorno ao Pai, encontrando a Plenitude.
  • 13. O caminho para o auto encontro é repleto de dificuldades, e para fazê-lo precisamos nos desapegar das sacolas da arrogância, do orgulho e dos achismos. Esse caminho de encontro de si mesmo, nos tornará mais humildes, pois a sombra precisa ser integrada. Para alguns esse caminho leva ao fundo do poço. Por isso precisamos reconhecer que ainda escolhemos errado, mesmo tendo conhecimento do melhor caminho a seguir. Erramos, e reconhecer isso pode parecer assustador, mas reconhecer o erro é o primeiro passo para integrarmos a sombra e começarmos o exercício da humildade. Só aceitando descer em si mesmo é que a ALMA se revelará e poderemos compreender até mesmo o sentido do sofrimento, purificando-nos e revelando nossa natureza divina. É na noite escura, no silencio da alma que poderemos ouvir DEUS. (Self)
  • 14. CARACTERÍSTICA DO SELF IDEAL: Parte do processo de AUTO ACEITAÇÃO, da nossa realidade intrínseca, porque a partir do momento em que reconhecemos nossas verdades internas, nos desenvolvemos eficazmente. É o anseio natural por PLENITUDE que nos torna aptos a viver um verdadeiro encontro NUMINOSO, com Deus em nós. (Joana de Angelis – Espelhos da Alma – Série Psicológica). Somos homens e mulheres vivendo no tumulto dos nossos pensamentos, na confusão da vida, conectados com o mundo e desconectados de Deus (self), porque estamos buscando restaurar fora o que quebrou por dentro. JUNG, conclui dizendo: Tudo o que no Inconsciente repousa aspira a tornar-se acontecimento, e a personalidade, por seu lado, quer evoluir a partir de suas condições inconscientes e experimentar-se como totalidade.
  • 15. O SELF, dentro da visão junguiana é a META da nossa existência, por ser ele a mais completa expressão da combinação a que estamos fadados e que denominamos INDIVIDUALIDADE – o processo de individuação. A busca através do processo de AUTOCONHECIMENTO, poderá ser uma das ferramentas que, ira nos conferir a possibilidade de desvendarmos e interpretarmos, o que parece inconsciente e desconhecido, trazendo a luz da consciência. Lembrando de Santo Agostinho: “Não é um caminho fácil mas, é um caminho seguro.”, sendo um dos maiores desafios que o ser humano encontra em toda sua existência, tarefa esta que exige esforço, disciplina, estudo constante e, acima de tudo, sabedoria aliada a intensa responsabilidade.
  • 16. Segundo JUNG: “O homem só poderá viver em harmonia com a própria natureza a partir do momento em que tornar consciente aquilo que é inconsciente”, pois é através do desenvolvimento desse Arquétipo (o Self), que o ser humano se torna motivado e impulsionado a uma ampliação de consciência, começando a perceber o rumo de sua própria vida. Complementa: “ O Ego de uma pessoa altamente individuada permite que um maior número de elementos psíquicos se torne consciente, gerando assim um equilíbrio fundamental em sua estrutura.
  • 17. ENCONTRANDO O TESOURO ( Espelhos da Alma – Joana de Angelis) “O verdadeiro tesouro é a PLENITUDE que deve ser conseguida por todos indivíduos, mediante a libertação da sombra, a sublimação dos arquétipos perturbadores, disso resultando a HARMONIA INTERIOR que propicia a visão cósmica da vida em que se deve integrar. O trabalho auto iluminativo é de libertação do ego e das suas heranças arquetípicas, encarregadas do poder e do prazer, que aparentemente proporcionam essa felicidade ligeira que passa da alegria à tristeza, da exaltação do jubilo à depressão profunda, da abundancia do ter ao vazio existencial. A jornada saudável na busca do tesouro tem que ser direcionada para as metas transcendentes, aquelas que impõem a AUTOCONSCIENCIA, não impedindo nem a posse , nem o prazer, mas tornando-os de secundaria importância, de modo que a cada superação de uma ocorrência imediata, nenhuma nuvem impeça a visão do objetivo da evolução à frente. Somente aqueles que estejam em nível superior de consciência – a consciência cósmica, lograrão alcançar o patamar da plenitude, totalmente livres das injunções penosas da busca infatigável.
  • 18. ENCONTRANDO O TESOURO (Joana de Angelis) O mapa que nos levara ao tesouro da plenitude é o da CONSCIENCIA LIVRE de culpas e de mazelas do comportamento, traçando linhas de integração na Realidade do Arquétipo Primordial. Através da conquista da AUTOCONSCIENCIA, nesse esforço auto iluminativo de discernimento e de razão , lapidam-se as pedras brutas das necessidades humanas e faculta-se-lhes o brilho estelar de que se fazem portadoras ao contato de qualquer réstia de luz. PLENITUDE, portanto, ou ESTADO NUMINOSO, é o tesouro escondido nas profundezas do SELF, que absorverá a sombra, sem sacrifício nem aflições, dourando-a. ESPELHOS DA ALMA – Joana Angelis/ Divaldo Franco
  • 19. Livro: “ Memórias, Sonhos e Reflexões”: “Minha vida é uma história de um INCONSCIENTE que se realizou”. (Jung) Portanto, o que Jung compreende por meio do processo de INDIVIDUAÇÃO, não é uma realização no nível do ego, como uma carreira profissional respeitável, um casamento bem sucedido, sucesso profissional e financeiro, etc., mas uma atualização “completa” do potencial do inconsciente , que ultrapassa os limites da vida social, em direção a realização psíquica do homem , alcançando a PLENITUDE.