SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
REFORMA INTIMA
COMO REALIZAR ?
Visão Espiritualista
2- Segundo a Mentora Joana, o
autoconhecimento é o grande desafio
contemporâneo de todos os tempos.
Existe uma sede muito grande pela
realização externa, pelas metas do ego,
e normalmente são negligenciadas a
metas internas do crescimento.
É exatamente esse foco, essa forma de
olhar a vida, que se pode mudar
através do autoconhecimento.
É como se saíssemos da percepção
limitada, focada na base de
“necessidades” do ego, ao invés das
necessidades da Alma que, enquanto
esquecidas ou não abordadas em
nossa jornada existencial, continuam
sendo motivo de conflitos e neuroses.
3 – Por isso mesmo, “o autoconhecimento ,
tem por finalidade conscientizar a pessoa a
respeito do que necessita, de como realizá-
lo e quando dar inicio a “nova fase”, a sua
transformação pessoal.”
A pergunta natural que ocorre quando se
fala em autoconhecimento é:
“Mas de que forma fazê-lo?”
Segundo a mentora, há inúmeras
ferramentas que podem propiciar o auto
encontro , porem, nos diz que, todo
processo significa “..nao apenas
identificação das suas necessidades, mas,
principalmente, da sua realidade
EMOCIONAL, das suas aspirações legítimas
e REAÇÕES diante das ocorrências do
cotidiano”.
Psiquiatra Carl Gustav Jung comenta:
“ A OBSERVAÇÃO da realidade emocional
que se vive revela-se fundamental para a
jornada do autoconhecimento, sendo de vital
importância para SAUDE MENTAL “.
Não raro nós tendemos a desmerecer o que
sentimos, principalmente, quando se trata de
sentimentos desagradáveis como: raiva,
tristeza, medo, mágoa, vergonha...
Quem nunca disse para si mesmo:
“ Não deveria estar triste com isso”, ou
“Isso é besteira, como posso me estressar?
Esses são reflexos das diversas
invalidações que sofremos no dia a dia.
Estamos tão acostumados a ouvir que
nossas emoções são inadequadas ou
erradas perante as situações que vivemos
que, acabamos reproduzindo esse discurso
por nós mesmos.
5 – NOSSAS SOMBRAS
Segundo a mentora, um dos maiores
desafios no processo de autoconhecimento
é o encontro com a nossa Sombra – aquela
parte negada, assim como desconhecida da
personalidade.
Tudo o que negamos em nós, mas que
permanece atuante de forma inconsciente,
tudo o que não aceitamos, mas que a nossa
natureza teima em revelar, mas também as
potencialidades nem sequer imaginadas,
que ainda não forma ativadas na
personalidade, constituem nossa Sombra,
cujo grande desafio não é derrota-la,
mas integrá-la de forma consciente e
harmônica a nossa personalidade..
6 – Recordemos de PAULO DE TARSO
que, reconhecendo sua SOMBRA atuante,
irá dizer:
“ IRMÃOS: Eu sei que em mim, isto é, na
minha natureza, não habita o bem, pois
querer o bem está ao meu alcance, mas
realiza-lo não está. Na verdade, não faço
o bem, que quero, mas pratico o mal, que
não quero”. ( Paulo- Romanos.-7-18).
Certamente que Paulo deve ter sido
muito crítico em relação a si mesmo,
tendo em vista os feitos notáveis de que
foi capaz.
Mas, certamente ele se recordava dos
atos de Saulo, que não muito distante
houvera cometido graves crimes, que
pesavam em sua consciência.
7  Mas tal qual Saulo, todos temos a
oportunidade de encontrarmos essa parcela do
nosso EU que nos é desconhecida.
Saulo teve a coragem de abraçar o encontro
com a personalidade maior, de integrar-se a
sua sombra, o desconhecido.
Ficou CEGO, para o MUNDO DO EGO abrindo
os olhos para uma nova realidade.
Foi ao deserto para encontrar consigo e
através da introspecção conseguiu se
harmonizar para fazer surgir PAULO o homem
novo, que aguardava o DESPERTAR DA
CONSCIENCIA para viver seu PROPÓSITO
MAIOR.
Mais tarde, quando consegue superar a sombra
densa, o Saulo que ainda nele existia
proclamou:
“ JÁ NÃO SOU EU QUEM VIVE, MAS O CRISTO
QUE VIVE EM MIM”.
APRENDER A SE
CONHECER
APRENDER A SER
APRENDER A AMAR
APRENDER A VIVER
O caminho para o
encontro com o
DIVINO passa por
estes 4 pilares ,
resgatado pelo
espiritismo,
permeando toda
psicologia espirita,
propondo ferramentas
para um projeto
CONSCIENTE DE
CRESCIMENTO ,onde
cada um torna-se
RESPONSAVEL por
analisar e desenvolver
as POTENCIALIDADES
que lhe são inerentes.
Segundo a Mentora Joana de Angelis...
“... O encontro com a religiosidade, trata-se de
uma saudável busca de si mesmo, do
desenvolvimento de uma percepção e
inteligência que servem não somente ao ego,
mas a uma busca transpessoal de realização.”
O caminho para o encontro com o divino,
passa por 4 pilares do Autoconhecimento,
resgatado pelo Espiritismo, permeando toda a
Psicologia Espirita, propondo ferramentas
para que um projeto consciente de
crescimento, em que cada qual se torna
responsável por analisar e desenvolver as
potencialidades que lhe são inerentes.
- APRENDER A SE CONHECER
- APRENDER A VIVER
- APRENDER A SER
- APRENDER A AMAR
- APRENDER A SE CONHECER
A velha máxima proposta por Sócrates na
antiguidade, representa até hoje, a fórmula
para o progresso moral do homem.
Conhecer a si mesmo é o princípio
regenerador que deve nortear a busca do
nosso desenvolvimento pessoal e por
consequência, a transformação do meio em
que vivemos, buscando através da Reforma
intima enfrentarmos nossas culpas, medos...
A INTROSPECÇÃO para o autoconhecer-se
nos proporciona uma avaliação do
comportamento, que exterioriza nossa forma
de ser, permitindo que encontremos no nosso
mundo intimo, o discernimento que nos fara
eleger uma conduta saudável para a vida..
APRENDER A VIVER
A INTROSPECÇÃO para o autoconhecer-se
nos proporciona uma avaliação do
comportamento, que exterioriza nossa
forma de ser, permitindo que encontremos
no nosso mundo intimo, o discernimento
que nos fara eleger uma conduta saudável
para a vida..
Adquirindo as ferramentas para se conhecer
melhor, o desafio vai além do “VIVER BEM”,
no sentido de acumular recursos, fruir
comodidades, gozar sensações tão de
agrado do ego.
Isso ocorre porque as metas existenciais
passam a ser pautadas por valores
profundos. Se com autoconhecimento
passamos a “olhar” mais profundamente a
ALMA, é natural que se viva de forma
compatível com essa perspectiva.
APRENDER A SER
- A partir do momento em que decidimos pautar nossa vida
nos valores intrínsecos da alma, partimos para o grande
desafio de SER.
- Saímos da condição de “pessoa espelho”, definida por
Joana de Angelis como todo aquele que reflete as
conveniências dos outros, para refletir a nossa própria
essência.
- O maior desafio neste quesito é “aprender a conviver com
a própria solidão, no sentido de que nem sempre será
possível esperar que outros nos compreendam,
compartilhando conosco deste processo.
- Por este motivo a Mentora Joana de Angelis, reforça:
“O homem deve ser educado para conviver consigo próprio,
com a sua solidão, seus momentâneos limites e ansiedades,
administrando-os em proveito pessoal, de modo a poder
compartir emoções e reparti-las..(2006)”.
13- APRENDER SER
Como diz o autor James Hollis :
O que conheço de mim mesmo é muito
pouco para saber quem sou efetivamente
 “ o EU que conheço não conhece o
suficiente para saber que não conhece o
suficiente”. (2010).
Necessitamos compreender a influencia no
processo coletivo em nós, em especial de
tudo aquilo que se encontra distante do
SELF, da essência que sou, e aprofundar a
busca do Ser.
É comum verificarmos um grande impulso
externo para TER , em vez do SER.
Se isso ocorre, precisamos questionar:
- QUANTO DE MINHA BUSCA PESSOAL É
FEITA NO TER?
APRENDER A SER
Quando buscamos SER, passamos a
lidar melhor com as habilidades
ainda não desenvolvidas, com
nossos medos e limites, e por isso
não precisamos exacerbá-los ou
escondê-los por trás de mascaras
bem construídas.
Por consequência, a conquista do SER
nos liberta da tentativa de parecer algo
diferente do que somos – ou estamos.
AUTOACEITAÇÃO – aceitar quem somos
Saindo do estado de alienação, deste
distanciamento do nosso mundo intimo,
podemos conviver melhor com os
outros, pois não nos espantaremos
mais com as sombras alheias, por ter
aprendido a conviver com as nossas.
15 - REFLETINDO A ALMA – Joana de Angelis - (2003 p.45).
O exercício de APRENDER A SER, finalmente, liberta-me para
viver de uma forma PROFUNDA O APRENDIZADO essencial
da criatura humana: APRENDER A AMAR...
 Na visão da Mentora , dentro da Psicologia Espirita,
“APRENDER A AMAR”, torna-se uma necessidade para
estruturação saudável do psiquismo, porquanto amar
também se aprende, ressignificando eventos.
(ex. A porta )
16 – NUNCA É TARDE PARA
APRENDER A AMAR
“Trata-se da mais alta conquista do
desenvolvimento psicológico, porquanto
a vigência do amor surge como
experiência do sentimento que se
concretiza em emoções profundamente
libertadoras, que facultam a
compreensão dos objetivos essenciais
da existência humana”.
“ É no mínimo enigmático constatar que
a força que pode nos curar fica
escondida nos recantos sombrios do
nosso psiquismo, simplesmente porque
não aprendemos a expressá-la de forma
saudável”.
17 - No livro “ Em busca da Iluminação
Interior”, Iris Sinoti comenta:
“ Sem olhar para dentro, não conseguiremos
ir além da aparência das coisas, o que
lembra a frase: “ O essencial é invisível aos
olhos”.
- Estamos perdendo a nossa capacidade de
CATIVAR, CRIAR LAÇOS e de nos
comprometer com a vida.
Somos singularidades e precisamos
amadurecer através da construção de elos
conscientes com a nossa realidade interna,
cativar, buscando o auto amor ...
Na história do pequeno príncipe:
“ A RAPOSA explica-lhe com cativa-la,
dizendo que é preciso ter paciência, chegar
perto e a cada dia, aproximar-se mais um
pouco”.
(Redação Momento Espirita – ler)
Saint-Exupéry, obra-prima “O pequeno
príncipe” , apresenta questões existenciais
de fundamental importância.
Uma delas diz respeito ao CATIVAR -
ao criar laços. Numa época em que muitas
de nossas relações ainda não saíram de uma
superficialidade pálida e cômoda, faz bem
poder pensar sobre o criar laços.
Criar laços é, antes de tudo, entregar-se a
uma relação de coração aberto.
É também estar disposto a se doar ao outro,
sem exigir nada em troca.
A troca, numa relação, é consequência e
combustível, mas jamais poderá ser
condição.
COM O CATIVAR vem a RESPONSABILIDADE
“Seremos eternamente responsáveis por
aquele que cativamos”.
19 - “SOMOS RESPONSÁVEIS PELO QUE CATIVAMOS”!
Quando olhamos para dentro e
descobrimos nossas imperfeições, ao
olharmos para fora já não precisaremos
mais PROJETAR no outro o que não
reconhecemos ou não aceitamos como
nosso, porquanto foi o tempo que
gastamos com nossas feridas que nos
torna importantes e, é no exercício do
AUTO AMOR que começamos a amar o
outro.
REFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a REFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptx

Projeto de vida (aula 1)
Projeto de vida (aula 1)Projeto de vida (aula 1)
Projeto de vida (aula 1)Maritza Cirilo
 
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Leonardo Pereira
 
Conceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalConceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalProfessorRogerioSant
 
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptxCOMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptxARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
AutoconhecimentoDalila Melo
 
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorConhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorAdão Salles
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Liviamandelli
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Liviamandelli
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfAnaBressane
 
Curso de Gnosis - Lição3
Curso de Gnosis - Lição3Curso de Gnosis - Lição3
Curso de Gnosis - Lição3Jeferson Dias
 
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interiorMódulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interiorJocilaine Moreira
 
Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12Fatoze
 
Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalBruno Carrasco
 
Annie besant-o-poder-do-pensamento
Annie besant-o-poder-do-pensamentoAnnie besant-o-poder-do-pensamento
Annie besant-o-poder-do-pensamentoVeraBoff
 
Annie Besant - O Poder do Pensamento
Annie Besant - O Poder do PensamentoAnnie Besant - O Poder do Pensamento
Annie Besant - O Poder do Pensamentouniversalismo-7
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )PatiSousa1
 

Semelhante a REFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptx (20)

Projeto de vida (aula 1)
Projeto de vida (aula 1)Projeto de vida (aula 1)
Projeto de vida (aula 1)
 
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
 
Conceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalConceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoal
 
REFORMA INTERIOR
REFORMA INTERIORREFORMA INTERIOR
REFORMA INTERIOR
 
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptxCOMO ANDA SUA AUTOESTIMA  na visão Espiritualistalideshare.pptx
COMO ANDA SUA AUTOESTIMA na visão Espiritualistalideshare.pptx
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
 
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhorConhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
Conhece-te a Ti mesmo e relacione-se melhor
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
 
VOCÊ SE CONHECE?
VOCÊ SE CONHECE?VOCÊ SE CONHECE?
VOCÊ SE CONHECE?
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdf
 
Curso de Gnosis - Lição3
Curso de Gnosis - Lição3Curso de Gnosis - Lição3
Curso de Gnosis - Lição3
 
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interiorMódulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
 
Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12Desenvolvimento da autoconsciência 12
Desenvolvimento da autoconsciência 12
 
SERÁ QUE NOS CONHECEMOS?
SERÁ QUE NOS CONHECEMOS?SERÁ QUE NOS CONHECEMOS?
SERÁ QUE NOS CONHECEMOS?
 
Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoal
 
Annie besant-o-poder-do-pensamento
Annie besant-o-poder-do-pensamentoAnnie besant-o-poder-do-pensamento
Annie besant-o-poder-do-pensamento
 
Annie Besant - O Poder do Pensamento
Annie Besant - O Poder do PensamentoAnnie Besant - O Poder do Pensamento
Annie Besant - O Poder do Pensamento
 
Do eu Inferior ao Eu Superior.pdf
Do eu Inferior ao Eu Superior.pdfDo eu Inferior ao Eu Superior.pdf
Do eu Inferior ao Eu Superior.pdf
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
 

Mais de ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ

Mais de ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ (20)

ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.
ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.
ESTUDAR A SI MESMO - A ARTE MAIS DIFICIL.
 
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICASDOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
 
AS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMAAS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMA
 
AUTOCONHECIMENTO - O CORPO FALA.pdf
AUTOCONHECIMENTO  - O CORPO FALA.pdfAUTOCONHECIMENTO  - O CORPO FALA.pdf
AUTOCONHECIMENTO - O CORPO FALA.pdf
 
A PAZ QUE VEM DE DENTRO.docx
A PAZ QUE VEM DE DENTRO.docxA PAZ QUE VEM DE DENTRO.docx
A PAZ QUE VEM DE DENTRO.docx
 
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITASONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
SONO E SONHOS VISÃO ESPIRITA
 
IMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docx
IMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docxIMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docx
IMPORTANCIA DO SILENCIO JOANA DE ANGELIS.docx
 
DROGAS VISÃO ESPIRITA
DROGAS VISÃO ESPIRITADROGAS VISÃO ESPIRITA
DROGAS VISÃO ESPIRITA
 
BUDA - HERMANN HESSE.pptx
 BUDA  - HERMANN HESSE.pptx BUDA  - HERMANN HESSE.pptx
BUDA - HERMANN HESSE.pptx
 
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃOO FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
 
NOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docx
NOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docxNOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docx
NOSSO DIAMANTE ADORMECIDO.docx
 
PROJEÇÕES e a LEI DO ESPELHO .
PROJEÇÕES e a  LEI DO ESPELHO . PROJEÇÕES e a  LEI DO ESPELHO .
PROJEÇÕES e a LEI DO ESPELHO .
 
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMADEPRESSÃO -  A DOENÇA DA ALMA
DEPRESSÃO - A DOENÇA DA ALMA
 
PP ESTUDA-TE A TI MESMO!
PP ESTUDA-TE A TI MESMO!PP ESTUDA-TE A TI MESMO!
PP ESTUDA-TE A TI MESMO!
 
AUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADE
AUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADEAUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADE
AUTOCONSCIENCIA E AUTORRESPONSABILIDADE
 
Somos como um uma pedra preciosa adormecida.
Somos como um  uma pedra preciosa adormecida. Somos como um  uma pedra preciosa adormecida.
Somos como um uma pedra preciosa adormecida.
 
DEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTA
DEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTADEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTA
DEPRESSAO X ATUALIDADE VISÃO ESPIRITUALISTA
 
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.pptAMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
 
VIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docx
VIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docxVIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docx
VIDA: ETERNO CICLO DE COMEÇOS E RECOMEÇOS.docx
 
VOCÊ É UMA PESSOA IMPULSIVA?
VOCÊ É UMA PESSOA IMPULSIVA?VOCÊ É UMA PESSOA IMPULSIVA?
VOCÊ É UMA PESSOA IMPULSIVA?
 

Último

RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 

Último (11)

RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 

REFORMA INTIMA DE QUE FORMA FAZE-LA.pptx

  • 1. REFORMA INTIMA COMO REALIZAR ? Visão Espiritualista
  • 2. 2- Segundo a Mentora Joana, o autoconhecimento é o grande desafio contemporâneo de todos os tempos. Existe uma sede muito grande pela realização externa, pelas metas do ego, e normalmente são negligenciadas a metas internas do crescimento. É exatamente esse foco, essa forma de olhar a vida, que se pode mudar através do autoconhecimento. É como se saíssemos da percepção limitada, focada na base de “necessidades” do ego, ao invés das necessidades da Alma que, enquanto esquecidas ou não abordadas em nossa jornada existencial, continuam sendo motivo de conflitos e neuroses.
  • 3. 3 – Por isso mesmo, “o autoconhecimento , tem por finalidade conscientizar a pessoa a respeito do que necessita, de como realizá- lo e quando dar inicio a “nova fase”, a sua transformação pessoal.” A pergunta natural que ocorre quando se fala em autoconhecimento é: “Mas de que forma fazê-lo?” Segundo a mentora, há inúmeras ferramentas que podem propiciar o auto encontro , porem, nos diz que, todo processo significa “..nao apenas identificação das suas necessidades, mas, principalmente, da sua realidade EMOCIONAL, das suas aspirações legítimas e REAÇÕES diante das ocorrências do cotidiano”.
  • 4. Psiquiatra Carl Gustav Jung comenta: “ A OBSERVAÇÃO da realidade emocional que se vive revela-se fundamental para a jornada do autoconhecimento, sendo de vital importância para SAUDE MENTAL “. Não raro nós tendemos a desmerecer o que sentimos, principalmente, quando se trata de sentimentos desagradáveis como: raiva, tristeza, medo, mágoa, vergonha... Quem nunca disse para si mesmo: “ Não deveria estar triste com isso”, ou “Isso é besteira, como posso me estressar? Esses são reflexos das diversas invalidações que sofremos no dia a dia. Estamos tão acostumados a ouvir que nossas emoções são inadequadas ou erradas perante as situações que vivemos que, acabamos reproduzindo esse discurso por nós mesmos.
  • 5. 5 – NOSSAS SOMBRAS Segundo a mentora, um dos maiores desafios no processo de autoconhecimento é o encontro com a nossa Sombra – aquela parte negada, assim como desconhecida da personalidade. Tudo o que negamos em nós, mas que permanece atuante de forma inconsciente, tudo o que não aceitamos, mas que a nossa natureza teima em revelar, mas também as potencialidades nem sequer imaginadas, que ainda não forma ativadas na personalidade, constituem nossa Sombra, cujo grande desafio não é derrota-la, mas integrá-la de forma consciente e harmônica a nossa personalidade..
  • 6. 6 – Recordemos de PAULO DE TARSO que, reconhecendo sua SOMBRA atuante, irá dizer: “ IRMÃOS: Eu sei que em mim, isto é, na minha natureza, não habita o bem, pois querer o bem está ao meu alcance, mas realiza-lo não está. Na verdade, não faço o bem, que quero, mas pratico o mal, que não quero”. ( Paulo- Romanos.-7-18). Certamente que Paulo deve ter sido muito crítico em relação a si mesmo, tendo em vista os feitos notáveis de que foi capaz. Mas, certamente ele se recordava dos atos de Saulo, que não muito distante houvera cometido graves crimes, que pesavam em sua consciência.
  • 7. 7  Mas tal qual Saulo, todos temos a oportunidade de encontrarmos essa parcela do nosso EU que nos é desconhecida. Saulo teve a coragem de abraçar o encontro com a personalidade maior, de integrar-se a sua sombra, o desconhecido. Ficou CEGO, para o MUNDO DO EGO abrindo os olhos para uma nova realidade. Foi ao deserto para encontrar consigo e através da introspecção conseguiu se harmonizar para fazer surgir PAULO o homem novo, que aguardava o DESPERTAR DA CONSCIENCIA para viver seu PROPÓSITO MAIOR. Mais tarde, quando consegue superar a sombra densa, o Saulo que ainda nele existia proclamou: “ JÁ NÃO SOU EU QUEM VIVE, MAS O CRISTO QUE VIVE EM MIM”.
  • 8. APRENDER A SE CONHECER APRENDER A SER APRENDER A AMAR APRENDER A VIVER O caminho para o encontro com o DIVINO passa por estes 4 pilares , resgatado pelo espiritismo, permeando toda psicologia espirita, propondo ferramentas para um projeto CONSCIENTE DE CRESCIMENTO ,onde cada um torna-se RESPONSAVEL por analisar e desenvolver as POTENCIALIDADES que lhe são inerentes.
  • 9. Segundo a Mentora Joana de Angelis... “... O encontro com a religiosidade, trata-se de uma saudável busca de si mesmo, do desenvolvimento de uma percepção e inteligência que servem não somente ao ego, mas a uma busca transpessoal de realização.” O caminho para o encontro com o divino, passa por 4 pilares do Autoconhecimento, resgatado pelo Espiritismo, permeando toda a Psicologia Espirita, propondo ferramentas para que um projeto consciente de crescimento, em que cada qual se torna responsável por analisar e desenvolver as potencialidades que lhe são inerentes. - APRENDER A SE CONHECER - APRENDER A VIVER - APRENDER A SER - APRENDER A AMAR
  • 10. - APRENDER A SE CONHECER A velha máxima proposta por Sócrates na antiguidade, representa até hoje, a fórmula para o progresso moral do homem. Conhecer a si mesmo é o princípio regenerador que deve nortear a busca do nosso desenvolvimento pessoal e por consequência, a transformação do meio em que vivemos, buscando através da Reforma intima enfrentarmos nossas culpas, medos... A INTROSPECÇÃO para o autoconhecer-se nos proporciona uma avaliação do comportamento, que exterioriza nossa forma de ser, permitindo que encontremos no nosso mundo intimo, o discernimento que nos fara eleger uma conduta saudável para a vida..
  • 11. APRENDER A VIVER A INTROSPECÇÃO para o autoconhecer-se nos proporciona uma avaliação do comportamento, que exterioriza nossa forma de ser, permitindo que encontremos no nosso mundo intimo, o discernimento que nos fara eleger uma conduta saudável para a vida.. Adquirindo as ferramentas para se conhecer melhor, o desafio vai além do “VIVER BEM”, no sentido de acumular recursos, fruir comodidades, gozar sensações tão de agrado do ego. Isso ocorre porque as metas existenciais passam a ser pautadas por valores profundos. Se com autoconhecimento passamos a “olhar” mais profundamente a ALMA, é natural que se viva de forma compatível com essa perspectiva.
  • 12. APRENDER A SER - A partir do momento em que decidimos pautar nossa vida nos valores intrínsecos da alma, partimos para o grande desafio de SER. - Saímos da condição de “pessoa espelho”, definida por Joana de Angelis como todo aquele que reflete as conveniências dos outros, para refletir a nossa própria essência. - O maior desafio neste quesito é “aprender a conviver com a própria solidão, no sentido de que nem sempre será possível esperar que outros nos compreendam, compartilhando conosco deste processo. - Por este motivo a Mentora Joana de Angelis, reforça: “O homem deve ser educado para conviver consigo próprio, com a sua solidão, seus momentâneos limites e ansiedades, administrando-os em proveito pessoal, de modo a poder compartir emoções e reparti-las..(2006)”.
  • 13. 13- APRENDER SER Como diz o autor James Hollis : O que conheço de mim mesmo é muito pouco para saber quem sou efetivamente  “ o EU que conheço não conhece o suficiente para saber que não conhece o suficiente”. (2010). Necessitamos compreender a influencia no processo coletivo em nós, em especial de tudo aquilo que se encontra distante do SELF, da essência que sou, e aprofundar a busca do Ser. É comum verificarmos um grande impulso externo para TER , em vez do SER. Se isso ocorre, precisamos questionar: - QUANTO DE MINHA BUSCA PESSOAL É FEITA NO TER?
  • 14. APRENDER A SER Quando buscamos SER, passamos a lidar melhor com as habilidades ainda não desenvolvidas, com nossos medos e limites, e por isso não precisamos exacerbá-los ou escondê-los por trás de mascaras bem construídas. Por consequência, a conquista do SER nos liberta da tentativa de parecer algo diferente do que somos – ou estamos. AUTOACEITAÇÃO – aceitar quem somos Saindo do estado de alienação, deste distanciamento do nosso mundo intimo, podemos conviver melhor com os outros, pois não nos espantaremos mais com as sombras alheias, por ter aprendido a conviver com as nossas.
  • 15. 15 - REFLETINDO A ALMA – Joana de Angelis - (2003 p.45). O exercício de APRENDER A SER, finalmente, liberta-me para viver de uma forma PROFUNDA O APRENDIZADO essencial da criatura humana: APRENDER A AMAR...  Na visão da Mentora , dentro da Psicologia Espirita, “APRENDER A AMAR”, torna-se uma necessidade para estruturação saudável do psiquismo, porquanto amar também se aprende, ressignificando eventos. (ex. A porta )
  • 16. 16 – NUNCA É TARDE PARA APRENDER A AMAR “Trata-se da mais alta conquista do desenvolvimento psicológico, porquanto a vigência do amor surge como experiência do sentimento que se concretiza em emoções profundamente libertadoras, que facultam a compreensão dos objetivos essenciais da existência humana”. “ É no mínimo enigmático constatar que a força que pode nos curar fica escondida nos recantos sombrios do nosso psiquismo, simplesmente porque não aprendemos a expressá-la de forma saudável”.
  • 17. 17 - No livro “ Em busca da Iluminação Interior”, Iris Sinoti comenta: “ Sem olhar para dentro, não conseguiremos ir além da aparência das coisas, o que lembra a frase: “ O essencial é invisível aos olhos”. - Estamos perdendo a nossa capacidade de CATIVAR, CRIAR LAÇOS e de nos comprometer com a vida. Somos singularidades e precisamos amadurecer através da construção de elos conscientes com a nossa realidade interna, cativar, buscando o auto amor ... Na história do pequeno príncipe: “ A RAPOSA explica-lhe com cativa-la, dizendo que é preciso ter paciência, chegar perto e a cada dia, aproximar-se mais um pouco”. (Redação Momento Espirita – ler)
  • 18. Saint-Exupéry, obra-prima “O pequeno príncipe” , apresenta questões existenciais de fundamental importância. Uma delas diz respeito ao CATIVAR - ao criar laços. Numa época em que muitas de nossas relações ainda não saíram de uma superficialidade pálida e cômoda, faz bem poder pensar sobre o criar laços. Criar laços é, antes de tudo, entregar-se a uma relação de coração aberto. É também estar disposto a se doar ao outro, sem exigir nada em troca. A troca, numa relação, é consequência e combustível, mas jamais poderá ser condição. COM O CATIVAR vem a RESPONSABILIDADE “Seremos eternamente responsáveis por aquele que cativamos”.
  • 19. 19 - “SOMOS RESPONSÁVEIS PELO QUE CATIVAMOS”! Quando olhamos para dentro e descobrimos nossas imperfeições, ao olharmos para fora já não precisaremos mais PROJETAR no outro o que não reconhecemos ou não aceitamos como nosso, porquanto foi o tempo que gastamos com nossas feridas que nos torna importantes e, é no exercício do AUTO AMOR que começamos a amar o outro.