SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
O PÚBLICO E O PRIVADO.
Prof. Douglas Gregorio – agosto de 2009.
O Público e o privado.
1 – Duas abordagens filosóficas do
tema: Hannah Arendt e Cícero.
2 – A ética na política.
3 - Os desvios institucionais.
Hannah Arendt.
Filósofa alemã.
1906 – 1975.
Autora de:
“A Condição Humana”

Há uma diferença entre:
- Viver a vida e...
- Viver no mundo.
VIVER A VIDA: existência
biológica individual,
necessidades como alimentação,
proteção e reprodução, como
qualquer outro animal
VIVER NO MUNDO: criar o mundo
é um artifício humano que se faz
através das ciências, das artes e
da política, diferente dos demais
animais.
POLÍTICA: é onde ocorrem as decisões coletivas, de
interesse geral, comum a todos.
A RES PUBLICA
representa o bem e o
interesse comum.
Monarquia, ditadura,
democracia, aristocracia,
seja qual for o tipo de
governo, o “bem” e o
“interesse comum” deve
ser concretizado no
âmbito da ação política.

Marco Tulio Cícero.
Filósofo e político
romano.
106 – 43 a.C.
A questão do
interesse público
X
interesse privado
é a essência da
ética na política.
Na ação política,
quando o privado é
prioridade ante o
público ocorrem os
chamados DESVIOS
INSTITUICIONAIS.

Os desvios institucionais constituem a
essência da CORRUPÇÃO.
Os desvios institucionais mais comuns são:
O nepotismo – favorecimento
de familiares e apadrinhados.
O clientelismo
é a troca de
favores do
patrono com
sua rede de
contatos,
visando apoio
político e
tolerância à
prevaricação.

A patronagem
ocorre quando o
grupo hegemônico
faz concessões em
troca de apoio
governamental.
A corrupção é o
não cumprimento
do dever oficial em
troca de algum tipo
de vantagem,
geralmente
financeira.
Patronagem: denúncias
comprovadas de nepotismo
e corrupção, o senado
arquiva 11 processos contra
o senador Sarney, com o
apoio do partido do
governo.

Motivo: sem o apoio
do PMDB, partido de
Sarney, o PT não
conseguiria aprovar
seus projetos no
senado.
O PSDB, oposição ao PT e
PMDB, decide reativar os
processos contra Sarney.
O PMDB responde: o senador
Artur Virgílio (PSDB AM)
também está envolvido em
práticas corruptas; abriremos
processo imediato.

Após um acordo entre o PT, o PMDB e o PSDB,
todos os processos permanecem arquivados,
mesmo mediante provas irrefutáveis e o
conhecimento geral do Brasil e do mundo.
Fatos de agosto de 2009.
Para refletir:
CADA POVO TEM O GOVERNO QUE
MERECE, diz a sabedoria popular.
Vote em quem ROUBA, MAS FAZ!
Roteiro e produção e editoração: Prof. Douglas Gregorio.
Assessoria pedagógica: Colégio Anchieta e Laboratório de
Linguagens Digitais – LLD, da ECA, USP.
Imagens: Corbis e Google.

www.kafenacoca.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estéticaFilosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estéticaRaphael Lanzillotte
 
Teoria institucional da arte
Teoria institucional da arteTeoria institucional da arte
Teoria institucional da arteJoão Martins
 
Dogmatismo, Ceticismo e Criticismo
Dogmatismo, Ceticismo e CriticismoDogmatismo, Ceticismo e Criticismo
Dogmatismo, Ceticismo e CriticismoMariana Couto
 
David hume e a critica à causalidade
David hume e a critica à causalidadeDavid hume e a critica à causalidade
David hume e a critica à causalidadeFrancis Mary Rosa
 
Conhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - KuhnConhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - KuhnJorge Barbosa
 
A legitimidade da experimentação animal
A legitimidade da experimentação animalA legitimidade da experimentação animal
A legitimidade da experimentação animaltecnico default
 
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos HumanosMINV
 
Crítica, cartoon e crónica
Crítica, cartoon e crónicaCrítica, cartoon e crónica
Crítica, cartoon e crónicaFernanda Monteiro
 
Trabalho de filosofia_John Rawls
Trabalho de filosofia_John RawlsTrabalho de filosofia_John Rawls
Trabalho de filosofia_John RawlsMatilde Rebelo
 
Teorias Explicativas do Conhecimento - Hume
Teorias Explicativas do Conhecimento - HumeTeorias Explicativas do Conhecimento - Hume
Teorias Explicativas do Conhecimento - HumeJorge Barbosa
 
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 anoEsquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 anoericahomemmelo
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesPaula Oliveira Cruz
 
Juízo de fato e Juízo de valor
Juízo de fato e Juízo de valorJuízo de fato e Juízo de valor
Juízo de fato e Juízo de valorDanilo Pires
 
Teoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de DescartesTeoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de DescartesElisabete Silva
 
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)guest9578d1
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesGijasilvelitz 2
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"gracacruz
 

Mais procurados (20)

Filosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estéticaFilosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estética
 
Teoria institucional da arte
Teoria institucional da arteTeoria institucional da arte
Teoria institucional da arte
 
Thomas kuhn
Thomas kuhnThomas kuhn
Thomas kuhn
 
Dogmatismo, Ceticismo e Criticismo
Dogmatismo, Ceticismo e CriticismoDogmatismo, Ceticismo e Criticismo
Dogmatismo, Ceticismo e Criticismo
 
David hume e a critica à causalidade
David hume e a critica à causalidadeDavid hume e a critica à causalidade
David hume e a critica à causalidade
 
Conhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - KuhnConhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - Kuhn
 
A legitimidade da experimentação animal
A legitimidade da experimentação animalA legitimidade da experimentação animal
A legitimidade da experimentação animal
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos Humanos
 
Crítica, cartoon e crónica
Crítica, cartoon e crónicaCrítica, cartoon e crónica
Crítica, cartoon e crónica
 
Trabalho de filosofia_John Rawls
Trabalho de filosofia_John RawlsTrabalho de filosofia_John Rawls
Trabalho de filosofia_John Rawls
 
DESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANODESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANO
 
Teorias Explicativas do Conhecimento - Hume
Teorias Explicativas do Conhecimento - HumeTeorias Explicativas do Conhecimento - Hume
Teorias Explicativas do Conhecimento - Hume
 
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 anoEsquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Juízo de fato e Juízo de valor
Juízo de fato e Juízo de valorJuízo de fato e Juízo de valor
Juízo de fato e Juízo de valor
 
Teoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de DescartesTeoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de Descartes
 
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"
 

Destaque

Gestão pública x privada semelhanças e diferenças
Gestão pública x privada  semelhanças e diferençasGestão pública x privada  semelhanças e diferenças
Gestão pública x privada semelhanças e diferençasRafael Parente
 
O público e o privado na esfera pública
O público e o privado na esfera públicaO público e o privado na esfera pública
O público e o privado na esfera públicaGiovana Soares Carneiro
 
Gestão Pública x Gestão Privada
Gestão Pública x Gestão PrivadaGestão Pública x Gestão Privada
Gestão Pública x Gestão PrivadaEnio Verri
 
Política social III - O público e o privado nas Políticas Sociais
Política social III -  O público e o privado nas Políticas SociaisPolítica social III -  O público e o privado nas Políticas Sociais
Política social III - O público e o privado nas Políticas SociaisEducação
 
Entre o público e o privado
Entre o público e o privadoEntre o público e o privado
Entre o público e o privadoPaulo Mierjam
 
Administração pública e privada
Administração pública e privadaAdministração pública e privada
Administração pública e privadaLowrrayny Franchesca
 
Apresentação Estado, Governo e Mercado
Apresentação Estado, Governo e MercadoApresentação Estado, Governo e Mercado
Apresentação Estado, Governo e MercadoVilsione Serra
 
Apostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICA
Apostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICAApostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICA
Apostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICAHelio Alves
 
Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008
Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008
Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008guest8854ec
 
Bens públicos
Bens públicosBens públicos
Bens públicosGian Silva
 
Principais características da agências reguladoras palestra aluno scoty souza
Principais características da agências reguladoras   palestra aluno scoty souzaPrincipais características da agências reguladoras   palestra aluno scoty souza
Principais características da agências reguladoras palestra aluno scoty souzaJosé Rogério de Sousa Mendes Júnior
 
Trabalho prisional
Trabalho prisionalTrabalho prisional
Trabalho prisionalLucas Muniz
 
Agências reguladoras - Resumo
Agências reguladoras - ResumoAgências reguladoras - Resumo
Agências reguladoras - Resumomercedesmariablog
 

Destaque (20)

Gestão pública x privada semelhanças e diferenças
Gestão pública x privada  semelhanças e diferençasGestão pública x privada  semelhanças e diferenças
Gestão pública x privada semelhanças e diferenças
 
O público e o privado na esfera pública
O público e o privado na esfera públicaO público e o privado na esfera pública
O público e o privado na esfera pública
 
Gestão Pública x Gestão Privada
Gestão Pública x Gestão PrivadaGestão Pública x Gestão Privada
Gestão Pública x Gestão Privada
 
Política social III - O público e o privado nas Políticas Sociais
Política social III -  O público e o privado nas Políticas SociaisPolítica social III -  O público e o privado nas Políticas Sociais
Política social III - O público e o privado nas Políticas Sociais
 
Entre o público e o privado
Entre o público e o privadoEntre o público e o privado
Entre o público e o privado
 
Administração pública e privada
Administração pública e privadaAdministração pública e privada
Administração pública e privada
 
Apresentação Estado, Governo e Mercado
Apresentação Estado, Governo e MercadoApresentação Estado, Governo e Mercado
Apresentação Estado, Governo e Mercado
 
Apostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICA
Apostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICAApostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICA
Apostila do curso O PÚBLICO E O PRIVADO NA GESTÃO PÚBLICA
 
Aulas 7,8
Aulas 7,8Aulas 7,8
Aulas 7,8
 
Aula bens públicos
Aula bens públicosAula bens públicos
Aula bens públicos
 
Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008
Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008
Las PolíTicas Sociales E IntervencióN Social De Base Territorial 2008
 
Bens públicos
Bens públicosBens públicos
Bens públicos
 
Bens públicos
Bens públicosBens públicos
Bens públicos
 
Principais características da agências reguladoras palestra aluno scoty souza
Principais características da agências reguladoras   palestra aluno scoty souzaPrincipais características da agências reguladoras   palestra aluno scoty souza
Principais características da agências reguladoras palestra aluno scoty souza
 
Trabalho prisional
Trabalho prisionalTrabalho prisional
Trabalho prisional
 
Regulação e agências reguladoras
Regulação e agências reguladorasRegulação e agências reguladoras
Regulação e agências reguladoras
 
Agências reguladoras - Resumo
Agências reguladoras - ResumoAgências reguladoras - Resumo
Agências reguladoras - Resumo
 
Empresa privada
Empresa privada Empresa privada
Empresa privada
 
Políticas públicas
Políticas públicasPolíticas públicas
Políticas públicas
 
Avaliação de políticas sociais
Avaliação de políticas sociaisAvaliação de políticas sociais
Avaliação de políticas sociais
 

Semelhante a O Público versus Privado na Política

Sociologia 3as-cidadania-direitos
Sociologia 3as-cidadania-direitosSociologia 3as-cidadania-direitos
Sociologia 3as-cidadania-direitosgisele75
 
Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏
Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏
Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏Lucio Borges
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptRafaelyLeite1
 
O papel do terceiro e as interrogações do conflito social
O papel do terceiro e as interrogações do conflito socialO papel do terceiro e as interrogações do conflito social
O papel do terceiro e as interrogações do conflito socialAna Priscila Marinho
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptMateusSoares325300
 
Cidadania e-democracia
Cidadania e-democraciaCidadania e-democracia
Cidadania e-democraciaSilvania souza
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade vjoao paulo
 
Ética e cidadania.pptx
Ética e cidadania.pptxÉtica e cidadania.pptx
Ética e cidadania.pptxAnderson Cezar
 
A Ideologia do "Cidadão de Bem"
A Ideologia do "Cidadão de Bem"A Ideologia do "Cidadão de Bem"
A Ideologia do "Cidadão de Bem"samuel Jesus
 

Semelhante a O Público versus Privado na Política (20)

Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Sociologia 3as-cidadania-direitos
Sociologia 3as-cidadania-direitosSociologia 3as-cidadania-direitos
Sociologia 3as-cidadania-direitos
 
Política.pdf
Política.pdfPolítica.pdf
Política.pdf
 
Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏
Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏
Jornal Inconfidência nº 226 de 30 de abril/2016‏
 
Exercicios sociologia 3
Exercicios sociologia 3Exercicios sociologia 3
Exercicios sociologia 3
 
Exercicios sociologia 3
Exercicios sociologia 3Exercicios sociologia 3
Exercicios sociologia 3
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
 
O papel do terceiro e as interrogações do conflito social
O papel do terceiro e as interrogações do conflito socialO papel do terceiro e as interrogações do conflito social
O papel do terceiro e as interrogações do conflito social
 
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.pptOs Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
Os Direitos Humanos e a Cidadania.ppt
 
DEMOCRACIA DIRETA E SUAS IMPLICAÇÕES
DEMOCRACIA DIRETA E SUAS IMPLICAÇÕESDEMOCRACIA DIRETA E SUAS IMPLICAÇÕES
DEMOCRACIA DIRETA E SUAS IMPLICAÇÕES
 
Cidadania e-democracia
Cidadania e-democraciaCidadania e-democracia
Cidadania e-democracia
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade v
 
Palestra Globalização e Cidadania
Palestra Globalização e CidadaniaPalestra Globalização e Cidadania
Palestra Globalização e Cidadania
 
Ética e cidadania.pptx
Ética e cidadania.pptxÉtica e cidadania.pptx
Ética e cidadania.pptx
 
Corrupção na política e no cotidiano
Corrupção na política e no cotidianoCorrupção na política e no cotidiano
Corrupção na política e no cotidiano
 
Direitos humanos prova
Direitos humanos provaDireitos humanos prova
Direitos humanos prova
 
Cidadania moderna direitos civis
Cidadania moderna   direitos civisCidadania moderna   direitos civis
Cidadania moderna direitos civis
 
Jornalismo político
Jornalismo políticoJornalismo político
Jornalismo político
 
Direitos humanos dudh
Direitos humanos   dudhDireitos humanos   dudh
Direitos humanos dudh
 
A Ideologia do "Cidadão de Bem"
A Ideologia do "Cidadão de Bem"A Ideologia do "Cidadão de Bem"
A Ideologia do "Cidadão de Bem"
 

Mais de Douglas Gregorio

Mais de Douglas Gregorio (20)

MOOC - o que é?
MOOC - o que é?MOOC - o que é?
MOOC - o que é?
 
A Cultura Underground.
A Cultura Underground.A Cultura Underground.
A Cultura Underground.
 
Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.Micromacroeconomia.
Micromacroeconomia.
 
A Virtude.
A Virtude.A Virtude.
A Virtude.
 
A Revolução Digital.
A Revolução Digital.A Revolução Digital.
A Revolução Digital.
 
A sociedade em rede.
A sociedade em rede.A sociedade em rede.
A sociedade em rede.
 
Questão ambiental.
Questão ambiental.Questão ambiental.
Questão ambiental.
 
Cultura, o que é.
Cultura, o que é.Cultura, o que é.
Cultura, o que é.
 
Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.
 
Ciência, introdução.
Ciência, introdução.Ciência, introdução.
Ciência, introdução.
 
Sociologia, introdução.
Sociologia, introdução.Sociologia, introdução.
Sociologia, introdução.
 
Comunidade, sociologia.
Comunidade, sociologia.Comunidade, sociologia.
Comunidade, sociologia.
 
Conhecimento mítico
Conhecimento míticoConhecimento mítico
Conhecimento mítico
 
Subdesenvolvimento.
Subdesenvolvimento.Subdesenvolvimento.
Subdesenvolvimento.
 
A natureza humana.
A natureza humana. A natureza humana.
A natureza humana.
 
Walter Benjamin e o conceito de história.
Walter Benjamin e o conceito de história.Walter Benjamin e o conceito de história.
Walter Benjamin e o conceito de história.
 
Socialização
SocializaçãoSocialização
Socialização
 
Antropologia.
Antropologia.Antropologia.
Antropologia.
 
Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.
Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.
Marketing - análise ambiental - tecnologia e competitividade.
 
Marketing - análise ambiental - ambiente social.
Marketing - análise ambiental - ambiente social.Marketing - análise ambiental - ambiente social.
Marketing - análise ambiental - ambiente social.
 

Último

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 

Último (20)

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 

O Público versus Privado na Política

  • 1. O PÚBLICO E O PRIVADO. Prof. Douglas Gregorio – agosto de 2009.
  • 2. O Público e o privado. 1 – Duas abordagens filosóficas do tema: Hannah Arendt e Cícero. 2 – A ética na política. 3 - Os desvios institucionais.
  • 3. Hannah Arendt. Filósofa alemã. 1906 – 1975. Autora de: “A Condição Humana” Há uma diferença entre: - Viver a vida e... - Viver no mundo.
  • 4. VIVER A VIDA: existência biológica individual, necessidades como alimentação, proteção e reprodução, como qualquer outro animal VIVER NO MUNDO: criar o mundo é um artifício humano que se faz através das ciências, das artes e da política, diferente dos demais animais. POLÍTICA: é onde ocorrem as decisões coletivas, de interesse geral, comum a todos.
  • 5. A RES PUBLICA representa o bem e o interesse comum. Monarquia, ditadura, democracia, aristocracia, seja qual for o tipo de governo, o “bem” e o “interesse comum” deve ser concretizado no âmbito da ação política. Marco Tulio Cícero. Filósofo e político romano. 106 – 43 a.C.
  • 6. A questão do interesse público X interesse privado é a essência da ética na política.
  • 7. Na ação política, quando o privado é prioridade ante o público ocorrem os chamados DESVIOS INSTITUICIONAIS. Os desvios institucionais constituem a essência da CORRUPÇÃO.
  • 8. Os desvios institucionais mais comuns são: O nepotismo – favorecimento de familiares e apadrinhados. O clientelismo é a troca de favores do patrono com sua rede de contatos, visando apoio político e tolerância à prevaricação. A patronagem ocorre quando o grupo hegemônico faz concessões em troca de apoio governamental. A corrupção é o não cumprimento do dever oficial em troca de algum tipo de vantagem, geralmente financeira.
  • 9. Patronagem: denúncias comprovadas de nepotismo e corrupção, o senado arquiva 11 processos contra o senador Sarney, com o apoio do partido do governo. Motivo: sem o apoio do PMDB, partido de Sarney, o PT não conseguiria aprovar seus projetos no senado.
  • 10. O PSDB, oposição ao PT e PMDB, decide reativar os processos contra Sarney. O PMDB responde: o senador Artur Virgílio (PSDB AM) também está envolvido em práticas corruptas; abriremos processo imediato. Após um acordo entre o PT, o PMDB e o PSDB, todos os processos permanecem arquivados, mesmo mediante provas irrefutáveis e o conhecimento geral do Brasil e do mundo. Fatos de agosto de 2009.
  • 11.
  • 12.
  • 13. Para refletir: CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE, diz a sabedoria popular. Vote em quem ROUBA, MAS FAZ!
  • 14. Roteiro e produção e editoração: Prof. Douglas Gregorio. Assessoria pedagógica: Colégio Anchieta e Laboratório de Linguagens Digitais – LLD, da ECA, USP. Imagens: Corbis e Google. www.kafenacoca.blogspot.com