SlideShare uma empresa Scribd logo
Crateús/CE
LITERATURA DE CORDEL
Disciplina: Língua Portuguesa
Educador: Edson Alves
Literatura de cordel
O cordel como Gênero Textual
• Ela pode ser conceituada como
poesia de cunho/teor popular,
construída, linguisticamente,
com base na cultura da raça
humana. (FONSÊCA; FONSÊCA,
2008)
ORIGEM - HISTÓRICO
Há notícias da existência do cordel em
Portugal, Espanha, França muito antes do
descobrimento do Brasil.
Aqui, chegou com os colonizadores por volta
do século XVI.
No Brasil, começou a ser editado por volta de
1893/1895 com o poeta de Pombal-PB,
Leandro Gomes de Barros.
Características do Cordel
• Linguagem: Vocábulos simples;
• Livretos com poucas páginas;
• Histórias contadas em rimas;
• Ilustrações (xilogravuras) nas capas;
• Pode ser declamada ou cantada em voz alta;
• Folhetos podem ser: bibliográficos, didáticos,
descritivos.
Estrutura do Cordel
• Quadra: estrofe de quatro versos.
• Sextilha: estrofe de seis versos.
• Septilha: é a mais rara, pois é composta por sete
versos.
• Oitava: estrofe de oito versos.
• Quadrão: os três primeiros versos rimam entre si,
o quarto com o oitavo, e o quinto, o sexto e o
sétimo também entre si.
• Décima: estrofe de dez versos.
• Martelo: estrofes formadas por decassílabos
(comuns em desafios e versos heroicos).
Temas mais abordados
Hilário (Comédias)
Romance
Texto Reportagem
Histórias Verídicas
Histórias de Trancoso
Religiosidade
Situação Social
Cordel Educativo
Cordel Engajado
COLETA SELETIVA
Tiago Monteiro
Nosso meio-ambiente
Necessita de cuidado
Pois sua situação
Já me deixa preocupado
Como se pode notar
Tá tudo descontrolado
O homem nem tá ligando
No que pode acontecer
Derrubando as florestas
Piorando o viver
Do jeito que a coisa anda
Nosso mundo vai morrer
Para mudar esse mundo
Deixemos de ser ingratos
Existem várias maneiras
De mudar esse retrato
Basta que a consciência
Exista em nós de fato
O lixo que produzimos
Todo ele é reciclável
Separando direitinho
Ele é reutilizável
E nosso mundo se torna
Uma lugar mais agradável
Pra cada material
Existe um recipiente
E cada um é criado
Com uma cor diferente
Pra ser identificado
Facilitando pra gente
No VERDE coloque vidro
No AMARELO o metal
O papel vai no AZUL
Com papelão e jornal
Usamos a cesta BRANCA
Pra lixo de hospital.
O plástico vai no VERMELHO
E no PRETO a madeira
Pra resíduos perigosos
O LARANJA é primeira
No ROXO, radiativos
E isso não é brincadeira.
O lixo que é impossível
De fazer separação
Que não vai ser reciclado
Ou com contaminação
Se coloca ele no CINZA
Basta ter muita atenção.
E para finalizar
O MARRON é moradia
De todo lixo orgânico
Que sobrou naquele dia
Todo o lixo separado
No arco-íris da alegria.
Se essa ação for feita
E o lixo separado
Com certeza todo ele
Vai ser reaproveitado
Além de diminuir
O lixo acumulado.
Surgirão outros produtos
Desse lixo de outrora
Que sem dúvida alguma
Ia ser jogado fora
E só ia fazer mal
No nosso país a fora.
Espero que esse cordel
Ajude a implantar
A coleta seletiva
Para a vida melhorar
Pois com a nossa ação
Nosso mundo vai mudar.
Principais Autores
• Leandro Gomes de Barros
• João Martins de Athayde
• Patativa do Assaré (Antônio Gonçalves da
Silva)
LITERATURA DE CORDEL
Francisco Diniz
Literatura de Cordel
É poesia popular,
É história contada em versos
Em estrofes a rimar,
Escrita em papel comum
Feita pra ler ou cantar.
A capa é em xilogravura,
Trabalho de artesão,
Que esculpe em madeira
Um desenho com ponção
Preparando a matriz
Pra fazer reprodução.
Mas pode ser um desenho,
Uma foto, uma pintura,
Cujo título, bem à mostra,
Resume a escritura.
É uma bela tradição,
Que exprime nossa cultura.
Os folhetos de cordel,
Nas feiras eram vendidos,
Pendurados num cordão
Falando do acontecido,
De amor, luta e mistério,
Os folhetos de cordel,
Nas feiras eram vendidos,
Pendurados num cordão
Falando do acontecido,
De amor, luta e mistério,
De fé e do desassistido
A minha literatura
De cordel é reflexão
Sobre a questão social
E orienta o cidadão
A valorizar a cultura
E também a educação.
Mas trata de outros temas:
Da luta do bem contra o mal,
Da crença do nosso povo,
Do hilário, coisa e tal
E você acha nas bancas
Por apenas um real.
O cordel é uma expressão
Da autêntica poesia
Do povo da minha terra
Que luta pra que um dia
Acabem a fome e miséria,
Haja paz e harmonia.
Ai Se Sêsse
Cordel do Fogo Encantado
Se um dia nois se gostasse
Se um dia nois se queresse
Se nois dois se empareasse
Se juntim nois dois vivesse
Se juntim nois dois morasse
Se juntim nois dois drumisse
Se juntim nois dois morresse
Se pro céu nois assubisse
Mas porém acontecesse de São
Pedro não abrisse
a porta do céu e fosse te dizer
qualquer tulice
E se eu me arriminasse
E tu cum eu insistisse pra que eu me
arresolvesse
E a minha faca puxasse
E o bucho do céu furasse
Tarvês que nois dois ficasse
Tarvês que nois dois caisse
E o céu furado arriasse e as virgi toda
fugisse
XILOGRAVURA
Xilogravura ou xilografia é a técnica
de gravura na qual se utiliza madeira como
matriz e possibilita a reprodução da imagem
gravada sobre papel ou outro suporte
adequado. É um processo muito parecido
com um carimbo.
É uma técnica em que se entalha na madeira, com ajuda
de um instrumento cortante, a figura ou forma (matriz)
que se pretende imprimir. Após este procedimento, usa-se
um rolo de borracha embebida em tinta, tocando só as
partes elevadas do entalhe. O final do processo é a
impressão em alto relevo
em papel ou pano especial, que fica impregnado com a
tinta, revelando a figura. Entre as suas variações do
suporte pode-se gravar em linóleo (linoleogravura) ou
qualquer outra superfície plana. Além de variações dentro
da técnica, como a "xilogravura de topo".
Literatura de cordel

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividade adjetivo - 6 ano
Atividade   adjetivo - 6 anoAtividade   adjetivo - 6 ano
Atividade adjetivo - 6 ano
Fabiola Cerqueira
 
O que é literatura de cordel
O que é literatura de cordelO que é literatura de cordel
O que é literatura de cordel
Adriana Leite Campos
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Geo Honório
 
SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.
Tissiane Gomes
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
Carolina Loçasso Pereira
 
Literatura de Cordel
Literatura de Cordel Literatura de Cordel
Literatura de Cordel
Amélia Luiz de Lima
 
Conto
ContoConto
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
Natália Moura
 
Gênero textual: teatro
Gênero textual: teatroGênero textual: teatro
Gênero textual: teatro
Karen Olivan
 
Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
Joyce Micielle
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
CDIM Daniel
 
Gênero poesia
Gênero poesiaGênero poesia
Gênero poesia
Edson Alves
 
Charge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, CaricaturaCharge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, Caricatura
projetoassis
 
Pronomes Possessivos atividade portugues PLE
Pronomes Possessivos atividade portugues PLEPronomes Possessivos atividade portugues PLE
Pronomes Possessivos atividade portugues PLE
Luisa Cristina Rothe Mayer
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
IedaSantana
 
SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.
SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.
SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.
Tissiane Gomes
 
Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
GêNero Textual Carta
GêNero Textual CartaGêNero Textual Carta
GêNero Textual Carta
guest4f8ac9b
 
Poema 6º ano
Poema 6º anoPoema 6º ano
Poema 6º ano
Andrea Dutra
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
Andreza Andrade
 

Mais procurados (20)

Atividade adjetivo - 6 ano
Atividade   adjetivo - 6 anoAtividade   adjetivo - 6 ano
Atividade adjetivo - 6 ano
 
O que é literatura de cordel
O que é literatura de cordelO que é literatura de cordel
O que é literatura de cordel
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Literatura de Cordel
Literatura de Cordel Literatura de Cordel
Literatura de Cordel
 
Conto
ContoConto
Conto
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
 
Gênero textual: teatro
Gênero textual: teatroGênero textual: teatro
Gênero textual: teatro
 
Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
 
Gênero poesia
Gênero poesiaGênero poesia
Gênero poesia
 
Charge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, CaricaturaCharge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, Caricatura
 
Pronomes Possessivos atividade portugues PLE
Pronomes Possessivos atividade portugues PLEPronomes Possessivos atividade portugues PLE
Pronomes Possessivos atividade portugues PLE
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.
SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.
SLIDES – A LITERATURA DE CORDEL.
 
Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)Atividades cordel (1)
Atividades cordel (1)
 
GêNero Textual Carta
GêNero Textual CartaGêNero Textual Carta
GêNero Textual Carta
 
Poema 6º ano
Poema 6º anoPoema 6º ano
Poema 6º ano
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
 

Destaque

A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
Universidade Federal de Roraima
 
Projeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordelProjeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordel
Marinelda B. da Silva
 
Literatura de Cordel
Literatura de CordelLiteratura de Cordel
Literatura de Cordel
Jaqueline Murta
 
Atividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordelAtividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordel
juditholima
 
Literatura de cordel 4º ano
Literatura de cordel 4º anoLiteratura de cordel 4º ano
Literatura de cordel 4º ano
Cirleide Nascimento
 
Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!
Lucimeire Lima
 
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Tânia Regina
 
Slide projeto
Slide projetoSlide projeto
Slide projeto
Ivanete Silva Ferreira
 
Cartilha cordel completa
Cartilha cordel completaCartilha cordel completa
Cartilha cordel completa
Gabriela Cristina Sganzerla
 
Cordel casamento
Cordel casamentoCordel casamento
Cordel casamento
Anne Karolynne
 
Sentando Catedra Manuel Carpio
Sentando Catedra Manuel CarpioSentando Catedra Manuel Carpio
Sentando Catedra Manuel Carpio
InternetNG DIT UPM
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
Janicemconte
 
O que é literatura de cordel
O que é literatura de cordelO que é literatura de cordel
O que é literatura de cordel
Jorge Marcos Oliveira
 
Projeto cordel
Projeto cordelProjeto cordel
Projeto cordel
samuelluz
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
Sandra68
 
Projeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordelProjeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordel
Arianna Gonçalves
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
klauddia
 
Aprendendo através dos recursos tecnológicos
Aprendendo através dos recursos tecnológicosAprendendo através dos recursos tecnológicos
Aprendendo através dos recursos tecnológicos
JaneteNTE2013
 

Destaque (20)

A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
A Literatura de Cordel em Sala (Projeto Pibid 2013)
 
Projeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordelProjeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordel
 
Literatura de Cordel
Literatura de CordelLiteratura de Cordel
Literatura de Cordel
 
Atividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordelAtividade literatura de cordel
Atividade literatura de cordel
 
Literatura de cordel 4º ano
Literatura de cordel 4º anoLiteratura de cordel 4º ano
Literatura de cordel 4º ano
 
Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!
 
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
Língua Portuguesa - Literatura de Cordel (6º ano)
 
Slide projeto
Slide projetoSlide projeto
Slide projeto
 
Cartilha cordel completa
Cartilha cordel completaCartilha cordel completa
Cartilha cordel completa
 
Cordel casamento
Cordel casamentoCordel casamento
Cordel casamento
 
Sentando Catedra Manuel Carpio
Sentando Catedra Manuel CarpioSentando Catedra Manuel Carpio
Sentando Catedra Manuel Carpio
 
Cordel ambiental
Cordel ambientalCordel ambiental
Cordel ambiental
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
O que é literatura de cordel
O que é literatura de cordelO que é literatura de cordel
O que é literatura de cordel
 
Projeto cordel
Projeto cordelProjeto cordel
Projeto cordel
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Projeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordelProjeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordel
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Projeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordelProjeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordel
 
Aprendendo através dos recursos tecnológicos
Aprendendo através dos recursos tecnológicosAprendendo através dos recursos tecnológicos
Aprendendo através dos recursos tecnológicos
 

Semelhante a Literatura de cordel

slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdfslide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
MichelleFernandaMont1
 
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdfslide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
MichelleFernandaMont1
 
Poesia 8 1
Poesia 8 1Poesia 8 1
Poesia 8 1
bibliotecaagansiao
 
cordel - histórico e características.pptx
cordel - histórico e características.pptxcordel - histórico e características.pptx
cordel - histórico e características.pptx
CeaspOliveira
 
Boletim da Bibliotea 2
Boletim da Bibliotea 2Boletim da Bibliotea 2
Boletim da Bibliotea 2
Gracinda Maria Pinto
 
Conceito generos-e-poetica
Conceito generos-e-poeticaConceito generos-e-poetica
Conceito generos-e-poetica
Ludmiilaa
 
Ameopoema 074 fevereiro 2021
Ameopoema 074 fevereiro 2021Ameopoema 074 fevereiro 2021
Ameopoema 074 fevereiro 2021
AMEOPOEMA Editora
 
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaPoemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Sammis Reachers
 
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Ana Fonseca
 
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...
AMEOPOEMA Editora
 
Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012
 Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012 Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012
Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012
AMEOPOEMA Editora
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Oficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aula
Oficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aulaOficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aula
Oficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aula
japquimica
 
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo PaesPoetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Paula Back
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
Rosário Cunha
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
Lidiane Lima
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
Isabel Martins
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
Isabel Martins
 
Manoel de Barros
Manoel de BarrosManoel de Barros
Pro letramento
Pro letramentoPro letramento
Pro letramento
Jardel Berti
 

Semelhante a Literatura de cordel (20)

slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdfslide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
 
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdfslide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
slide1-litdecordel-1304250019002125-phpapp01.pdf
 
Poesia 8 1
Poesia 8 1Poesia 8 1
Poesia 8 1
 
cordel - histórico e características.pptx
cordel - histórico e características.pptxcordel - histórico e características.pptx
cordel - histórico e características.pptx
 
Boletim da Bibliotea 2
Boletim da Bibliotea 2Boletim da Bibliotea 2
Boletim da Bibliotea 2
 
Conceito generos-e-poetica
Conceito generos-e-poeticaConceito generos-e-poetica
Conceito generos-e-poetica
 
Ameopoema 074 fevereiro 2021
Ameopoema 074 fevereiro 2021Ameopoema 074 fevereiro 2021
Ameopoema 074 fevereiro 2021
 
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaPoemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
 
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
 
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...
 
Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012
 Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012 Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012
Suplemento Acre 1ª edição janeiro março 2012
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Arcadismo
 
Oficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aula
Oficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aulaOficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aula
Oficina interdisciplinarizando com o cordel na sala de aula
 
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo PaesPoetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
Poetas da contemporaneidade: Adélia Prado, Manoel de Barros e José Paulo Paes
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
 
Manoel de Barros
Manoel de BarrosManoel de Barros
Manoel de Barros
 
Pro letramento
Pro letramentoPro letramento
Pro letramento
 

Mais de Edson Alves

Gênero editorial
Gênero editorialGênero editorial
Gênero editorial
Edson Alves
 
Crase
CraseCrase
Regência
RegênciaRegência
Regência
Edson Alves
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
Edson Alves
 
Artigo de opnião
Artigo de opniãoArtigo de opnião
Artigo de opnião
Edson Alves
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Ortografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss xOrtografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss x
Edson Alves
 
Orientações de redação
Orientações de redaçãoOrientações de redação
Orientações de redação
Edson Alves
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
Edson Alves
 
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Edson Alves
 
Dissertação
DissertaçãoDissertação
Dissertação
Edson Alves
 
Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8
Edson Alves
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
Edson Alves
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Edson Alves
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
Edson Alves
 
Figuras de sintaxe
Figuras de sintaxeFiguras de sintaxe
Figuras de sintaxe
Edson Alves
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
Edson Alves
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
Edson Alves
 
Adjetivos pátrios
Adjetivos pátriosAdjetivos pátrios
Adjetivos pátrios
Edson Alves
 

Mais de Edson Alves (20)

Gênero editorial
Gênero editorialGênero editorial
Gênero editorial
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Artigo de opnião
Artigo de opniãoArtigo de opnião
Artigo de opnião
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Ortografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss xOrtografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss x
 
Orientações de redação
Orientações de redaçãoOrientações de redação
Orientações de redação
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
 
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
 
Dissertação
DissertaçãoDissertação
Dissertação
 
Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8Cronicas 1208643843442340-8
Cronicas 1208643843442340-8
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
Aula01 textodissertativo-argumentativo-estrutura-130529182019-phpapp02
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Figuras de sintaxe
Figuras de sintaxeFiguras de sintaxe
Figuras de sintaxe
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
 
Adjetivos pátrios
Adjetivos pátriosAdjetivos pátrios
Adjetivos pátrios
 

Último

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 

Literatura de cordel

  • 1. Crateús/CE LITERATURA DE CORDEL Disciplina: Língua Portuguesa Educador: Edson Alves
  • 3. O cordel como Gênero Textual • Ela pode ser conceituada como poesia de cunho/teor popular, construída, linguisticamente, com base na cultura da raça humana. (FONSÊCA; FONSÊCA, 2008)
  • 4. ORIGEM - HISTÓRICO Há notícias da existência do cordel em Portugal, Espanha, França muito antes do descobrimento do Brasil. Aqui, chegou com os colonizadores por volta do século XVI. No Brasil, começou a ser editado por volta de 1893/1895 com o poeta de Pombal-PB, Leandro Gomes de Barros.
  • 5. Características do Cordel • Linguagem: Vocábulos simples; • Livretos com poucas páginas; • Histórias contadas em rimas; • Ilustrações (xilogravuras) nas capas; • Pode ser declamada ou cantada em voz alta; • Folhetos podem ser: bibliográficos, didáticos, descritivos.
  • 6. Estrutura do Cordel • Quadra: estrofe de quatro versos. • Sextilha: estrofe de seis versos. • Septilha: é a mais rara, pois é composta por sete versos. • Oitava: estrofe de oito versos. • Quadrão: os três primeiros versos rimam entre si, o quarto com o oitavo, e o quinto, o sexto e o sétimo também entre si.
  • 7. • Décima: estrofe de dez versos. • Martelo: estrofes formadas por decassílabos (comuns em desafios e versos heroicos).
  • 8. Temas mais abordados Hilário (Comédias) Romance Texto Reportagem Histórias Verídicas Histórias de Trancoso Religiosidade Situação Social Cordel Educativo Cordel Engajado
  • 9. COLETA SELETIVA Tiago Monteiro Nosso meio-ambiente Necessita de cuidado Pois sua situação Já me deixa preocupado Como se pode notar Tá tudo descontrolado O homem nem tá ligando No que pode acontecer Derrubando as florestas Piorando o viver Do jeito que a coisa anda Nosso mundo vai morrer Para mudar esse mundo Deixemos de ser ingratos Existem várias maneiras De mudar esse retrato Basta que a consciência Exista em nós de fato O lixo que produzimos Todo ele é reciclável Separando direitinho Ele é reutilizável E nosso mundo se torna Uma lugar mais agradável
  • 10. Pra cada material Existe um recipiente E cada um é criado Com uma cor diferente Pra ser identificado Facilitando pra gente No VERDE coloque vidro No AMARELO o metal O papel vai no AZUL Com papelão e jornal Usamos a cesta BRANCA Pra lixo de hospital. O plástico vai no VERMELHO E no PRETO a madeira Pra resíduos perigosos O LARANJA é primeira No ROXO, radiativos E isso não é brincadeira. O lixo que é impossível De fazer separação Que não vai ser reciclado Ou com contaminação Se coloca ele no CINZA Basta ter muita atenção.
  • 11. E para finalizar O MARRON é moradia De todo lixo orgânico Que sobrou naquele dia Todo o lixo separado No arco-íris da alegria. Se essa ação for feita E o lixo separado Com certeza todo ele Vai ser reaproveitado Além de diminuir O lixo acumulado. Surgirão outros produtos Desse lixo de outrora Que sem dúvida alguma Ia ser jogado fora E só ia fazer mal No nosso país a fora. Espero que esse cordel Ajude a implantar A coleta seletiva Para a vida melhorar Pois com a nossa ação Nosso mundo vai mudar.
  • 12. Principais Autores • Leandro Gomes de Barros • João Martins de Athayde • Patativa do Assaré (Antônio Gonçalves da Silva)
  • 13. LITERATURA DE CORDEL Francisco Diniz Literatura de Cordel É poesia popular, É história contada em versos Em estrofes a rimar, Escrita em papel comum Feita pra ler ou cantar. A capa é em xilogravura, Trabalho de artesão, Que esculpe em madeira Um desenho com ponção Preparando a matriz Pra fazer reprodução. Mas pode ser um desenho, Uma foto, uma pintura, Cujo título, bem à mostra, Resume a escritura. É uma bela tradição, Que exprime nossa cultura. Os folhetos de cordel, Nas feiras eram vendidos, Pendurados num cordão Falando do acontecido, De amor, luta e mistério,
  • 14. Os folhetos de cordel, Nas feiras eram vendidos, Pendurados num cordão Falando do acontecido, De amor, luta e mistério, De fé e do desassistido A minha literatura De cordel é reflexão Sobre a questão social E orienta o cidadão A valorizar a cultura E também a educação. Mas trata de outros temas: Da luta do bem contra o mal, Da crença do nosso povo, Do hilário, coisa e tal E você acha nas bancas Por apenas um real. O cordel é uma expressão Da autêntica poesia Do povo da minha terra Que luta pra que um dia Acabem a fome e miséria, Haja paz e harmonia.
  • 15. Ai Se Sêsse Cordel do Fogo Encantado Se um dia nois se gostasse Se um dia nois se queresse Se nois dois se empareasse Se juntim nois dois vivesse Se juntim nois dois morasse Se juntim nois dois drumisse Se juntim nois dois morresse Se pro céu nois assubisse Mas porém acontecesse de São Pedro não abrisse a porta do céu e fosse te dizer qualquer tulice E se eu me arriminasse E tu cum eu insistisse pra que eu me arresolvesse E a minha faca puxasse E o bucho do céu furasse Tarvês que nois dois ficasse Tarvês que nois dois caisse E o céu furado arriasse e as virgi toda fugisse
  • 16. XILOGRAVURA Xilogravura ou xilografia é a técnica de gravura na qual se utiliza madeira como matriz e possibilita a reprodução da imagem gravada sobre papel ou outro suporte adequado. É um processo muito parecido com um carimbo.
  • 17. É uma técnica em que se entalha na madeira, com ajuda de um instrumento cortante, a figura ou forma (matriz) que se pretende imprimir. Após este procedimento, usa-se um rolo de borracha embebida em tinta, tocando só as partes elevadas do entalhe. O final do processo é a impressão em alto relevo em papel ou pano especial, que fica impregnado com a tinta, revelando a figura. Entre as suas variações do suporte pode-se gravar em linóleo (linoleogravura) ou qualquer outra superfície plana. Além de variações dentro da técnica, como a "xilogravura de topo".