SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Profª Alda Ernestina
Química Geral - Funções Inorgânicas
Sais
Do ponto de vista prático podemos dizer que sais são
compostos formados juntamente com a água na reação
entre um ácido e uma base (reação de neutralização
ácido-base). Desta forma, os produtos da reação entre
um ácido e uma base de Arrhenius é sempre um sal e
água, conforme mostrado a seguir.
NaOH + HCl → NaCl + H2O
Do ponto de vista teórico, dizemos que: sais são
compostos iônicos que possuem, pelo menos, um
cátion diferente de H+
e um ânion diferente de OH-
.
Exemplos: NaCl, NaHSO4, Ca(OH)Cl.
NaHSO4 → Na+
+ HSO4
-
; notem que apesar de
apresentar H em sua estrutura o NaHSO4 é considerado
um sal, pois apresenta um cátion (Na+
) diferente de H+
e
um ânion (HSO4
-
) diferente de OH-
.
Ca(OH)Cl → Ca+2
+ OH-
+ Cl-
; do mesmo modo, Ca(OH)Cl
apesar de apresentar OH em sua estrutura, também é
um sal, pois apresenta um outro ânion (Cl-
, diferente de
OH-
) e um cátion (Ca+2
) diferente de H+
.
REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO - a reação de
neutralização entre um ácido e uma base pode ocorrer
de três maneiras diferentes:
neutralização total - ocorre quando todos os H+
do
ácido reagem com todos os OH-
da base, formando um
sal neutro.
Ex: NaOH + HCl →NaCl + H2O; notem que para
neutralizar cada H+
do ácido é necessário um OH-
da
base. Desta forma, o H3PO4, por exemplo, para ser
totalmente neutralizado por uma monobase (NaOH, p.
ex.) necessita de 3 mols da base, já que o ácido
apresenta três H+
. Os produtos desta reação são o sal
Na3PO4 e 3 mols de H2O.
3 NaOH + H3PO4 → Na3PO4 + 3 H2O
A reação de neutralização total entre um ácido e uma
base produz sempre um sal neutro (sal que não possui
nem H nem OH na fórmula). Ex: Ca(NO3)2, NaCl, BaCO3.
neutralização parcial do ácido - ocorre quando um ou
mais H+
do ácido NÃO é neutralizado pela base, ou seja,
não há base suficiente para ocorrer a neutralização
total, desta forma é produzido um hidrogeno -sal (sal
ácido).
Ex: KOH + H2CO3 → KHCO3 + H2O; notem que o ácido
possui dois H+
, mas apenas um deles é neutralizado, já
que KOH é uma monobase, desta forma o sal formado
apresentará H (referente ao H+
que não foi
neutralizado) em sua fórmula, característico dos
hidrogeno-sais (sais que apresentam H em sua
fórmula).
neutralização parcial da base - ocorre quando um ou
mais OH-
da base NÃO é neutralizado (não reage) pelo
ácido, ou seja, não há ácido suficiente para ocorrer a
neutralização total, desta forma é produzido um
hidróxi-sal (sal básico).
Ex: Ca(OH)2 + HCl → Ca(OH)Cl + H2O; notem que a base
possui dois OH-
, mas apenas um deles é neutralizado, já
que HCl é um monoácido, desta forma o sal formado
apresentará OH (referente ao OH-
que não foi
neutralizado) em sua fórmula, característico dos
hidróxi-sais (sais que apresentam OH em sua fórmula).
CLASSIFICAÇÃO DOS SAIS - assim como vimos para os
ácidos e bases, os sais também são classificados
segundo alguns critérios:
*quanto ao ácido de origem
não oxigenados - não apresentam oxigênio em sua
fórmula, pois são obtidos da reação entre um hidrácido
(ácido não oxigenado) e uma base. Ex: NaCl, CaS, FeCl3.
oxigenados - apresentam oxigênio em sua fórmula, pois
são obtidos da reação entre um oxiácido (ácido
oxigenado) e uma base. Ex: CaCO3, NaClO, KMnO4.
*quanto ao tipo de neutralização
sais neutros - são provenientes da neutralização total
entre o ácido e a base. Não apresentam nem H nem OH
em sua fórmula. Ex: Na2SO4, Al2(SO4)3, NaBr, KNO3.
hidrogeno-sais - são provenientes da neutralização
parcial do ácido de origem. Apresentam H em sua
fórmula. Ex: NaHCO3, KHSO4, KHCO3, NaHSO4, NaHS.
hidróxi-sais - são provenientes da neutralização parcial
de sua base de origem. Apresentam OH em sua
fórmula. Ex: Ca(OH)Cl, Al(OH)2Br, Fe(OH)2ClO.
FÓRMULA GERAL DOS SAIS - todo sal é formado por
um cátion B, proveniente da base, e um ânion A
proveniente do ácido. Vale lembrar que a carga positiva
(NOx do cátion) deve sempre anular a carga negativa
(NOx do ânion). Então a fórmula geral de um sal é:
BxAy onde x= NOx do ânion; y= NOx do cátion
Ex: Considerando o cátion Ca+2
e os ânions SO4
-2
, NO3
-
, e
Cl-
. Dê a fórmula dos sais formados:
Ca+2
+ SO4
-2
→ CaSO4;
Ca+2
+ 2 NO3
-
→ Ca(NO3)2
Ca+2
+ 2 Cl-
→ CaCl2
NOMENCLATURA DOS SAIS - o nome de um sal normal
deriva do ácido e da base que lhe dão origem. Desta
forma, para obter o nome de um sal, basta alterar a
terminação do nome ácido correspondente, assim:
Esquematicamente, o nome de um sal normal é:
Ex: NaOH + HCl → NaCl + H2O; NaCl - clorETO de sódio
KOH + HNO3 → KNO3 + H2O; KNO3 - nitrATO de potássio
Notem que a terminação ETO é utilizada
exclusivamente para sais não-oxigenados.
Nome dos hidrogeno-sais - o nome dos sais ácidos
segue as mesmas regras de nomenclatura dos sais
normais, adicionando-se entretanto o prefixo
hidrogeno antes do nome do sal. Ex: NaHCO3 -
hidrogeno-carbonATO de sódio; Na2HPO4 - hidrogeno-
fosfATO de sódio.
Nome dos hidróxi-sais - ao nome dos sais básicos deve-
se adicionar o prefixo hidróxi.
Ex: Ca(OH)Cl - hidróxi-clorETO de cálcio.
Al(OH)2Br - di-hidróxi-bromETO de alumínio.
Solubilidade dos sais - solubilidade dos principais sais
em água.
Sal Solubilidade Exceções
Nitratos (NO3)-
Solúveis não há
Cloratos (ClO3)-
Solúveis não há
Cloretos (Cl-
)
Brometos (Br-
) Solúveis Ag+
, Hg+2
, Pb+2
Iodetos (I-
)
Sulfatos (SO4)-2
Solúveis Ca+2
, Sr+2
, Ba+2
, Pb+2
Sulfetos (S-2
) Insolúveis Li+
, Na+
, K+
, Rb+
,
NH4
+
, Ca+2
, Sr+2
, Ba+2
Outros sais Insolúveis Li+
, Na+
, K+
, Rb+
, Cs+
,
NH4
+
Principais NOx dos elementos representativos
1A 2A 3A 4A 5A 6A 7A Ácido (Sal)
+7 Per + ICO (ATO)
+1 +2 +3 +4 +5 +6 +5 ICO (ATO)
+3 +4 +3 OSO (ITO)
+1 +2 +1 Hipo + OSO (ITO)
NOx dos cátions dos elementos de transição
Exercícios
1. Identifique e dê o nome do sal obtido pela reação de
neutralização total entre:
a) NaOH + HClO2 → sal + H2O
b) Ca(OH)2 + H2SO4 → sal + 2 H2O
c) Al(OH)3 + H3BO3 → sal + 3 H2O
d) Mg(OH)2 + H2CO3 → sal + 2 H2O
2. Complete o quadro com as fórmulas dos sais
formados pela combinação dos cátions e ânions
indicados:
Cátion Ânion Fórmula do sal
Ca+2
Cl-
Na+
BrO4
-
Mg+2
S-2
Al+3
NO3
-
Fe+3
SO4
-2
Au+
CO3
-2
3. Dê o nome dos sais formados no exercício anterior.
4. Para as quantidades indicadas de base e ácido,
complete as equações e classifique os sais formados,
em neutros, hidrogeno-sais ou hidróxi-sais.
a) Ca(OH)2 + H3PO4 →
b) Fe(OH)3 + 2HBr →
c) Sn(OH)4 + 2 HClO →
d) AgOH + HCl →
e) NaOH + H2S →
5. Complete as reações de modo a ocorrer uma
neutralização total e obter sempre um sal neutro.
a) Fe(OH)2 + HNO3 →
b) AuOH + H2SO4 →
c) KOH + H3PO4 →
d) Ba(OH)2 + H2SO4 →
e) Mg(OH)2 + H3PO4 →
6. Escreva as equações das reações de neutralização
que levam à formação dos seguintes sais:
a) CaSO4
b) NaCl
c) MgCO3
d) KNO3
7. Associe corretamente as colunas:
1) KNO3 ( ) sulfeto de alumínio
2) Al2(SO4)3 ( ) nitrito de potássio
3) Al2S3 ( ) sulfato de alumínio
4) KNO2 ( ) nitrato de potássio
5) Al2(SO3)3 ( ) sulfito de alumínio
8. Associe corretamente as colunas:
1) CaCO3 ( ) fosfato de alumínio
2) AlPO4 ( ) nitrato de cálcio
3) Al2(CO3)3 ( ) nitrito de cálcio
4) Ca(NO3)2 ( ) carbonato de cálcio
5) Ca(NO2)2 ( ) carbonato de alumínio
9. (UFRRJ-RJ) Os derivados do potássio são amplamente
utilizados na fabricação de explosivos, fogos de artifício,
além de outras aplicações. As fórmulas que
correspondem ao nitrato de potássio, perclorato de
potássio, sulfato de potássio e dicromato de potássio,
são, respectivamente:
a) KNO2, KClO4, K2SO4, K2Cr2O7
b) KNO3, KClO4, K2SO4, K2Cr2O7
c) KNO2, KClO3, K2SO4, K2Cr2O7
d) KNO2, KClO4, K2SO4, K2CrO4
10. (UFRGS-RS) Um sensor químico desenvolvido por
uma universidade norte-americana é utilizado para
detectar compostos de enxofre, tais como o sulfito
ferroso e o ácido sulforoso, provenientes de vulcões
marinhos. Tais compostos podem ser úteis para indicar
a presença de tipos de bactérias utilizadas na fabricação
de certos medicamentos. As fórmulas químicas do
sulfito ferroso e do ácido sulfuroso são,
respectivamente:
a) FeSO3 e H2S
b) FeSO3 e H2SO3
c) Fe2S3 e H2SO3
d) FeSO4 e H2SO4
11. (UFRGS-RS) Considerando-se que o elemento ferro
pode formar diferentes compostos nos quais apresenta
NOx +2 ou +3, as fórmulas dos possíveis sulfatos e
hidróxidos de ferro são:
a) Fe2SO4, Fe3SO4, Fe2OH, Fe3OH
b) FeSO4, Fe2(SO4)3, Fe(OH)2, Fe(OH)3
c) Fe(SO4)2, Fe(SO4)3, FeO, Fe2O3
d) FeSO3, Fe2(SO3)3, FeOH, Fe(OH)3
12. (Esan-SP) Um metal M forma um carbonato de
fórmula M2(CO3)3. O fosfato do metal M tem a fórmula:
a) MPO4
b) M(PO4)3
c) M2PO4
d) M2(PO4)3
13. (UECE-CE) O ácido fosfórico, H3PO4, é um ácido
usado na preparação de fertilizantes e como acidulante
em bebidas refrigerantes. Pode ser neutralizado por
uma base. A alternativa que mostra uma reação de
neutralização parcial desse ácido por uma base é:
a) H3PO4 + 3 NaCl → 3 HCl + Na3PO4
b) H3PO4 + 2 Al(OH)3 → Al2(OH)3PO4 + 3 H2O
c) 2 H3PO4 + 3 Ca(OH)2 → Ca3(PO4)2 + 6 H2O
d) H3PO4 + 2 NaOH → Na2HPO4 + 2 H2O
14. (UEPA-PA) A equação química que apresenta um
hidróxi-sal (sal básico) como produto se encontra na
alternativa:
a) HCl + Ca(OH)2 → Ca(OH)Cl + H2O
b) 2 HCl + Ca(OH)2 → CaCl2 + 2 H2O
c) HCl + HBr + Ca(OH)2 → CaClBr + 2 H2O
d) H3PO4 + Ca(OH)2 → CaHPO4 + 2 H2O
15. (Ceub-DF) Considere as espécies químicas: H+
; Na+
;
NH3;CO3
-2
. É correta a fórmula:
a) NH3CO3
b) NaCO3
c) HCO3
d) NaHCO3
16. (UFV-MG) Um estudante abre, simultaneamente,
um frasco contendo solução aquosa de ácido clorídrico
(HCl) concentrado e um frasco de solução aquosa de
hidróxido de amônio (NH4OH) concentrada. Ao
aproximá-los, o estudante irá observar a formação de
uma “fumaça” de coloração branca, que o contém sal:
a) nitrato de amônio.
b) perclorato de amônio.
c) cloreto de amônio.
d) clorito de amônio
17. (UFPA-PA) A água do mar pode ser fonte de sais
como o hidrogeno carbonato de sódio, hipoclorito de
sódio e cloreto de sódio, usados na fabricação de
fermento em pó , de água sanitária e de soro fisiológico,
respectivamente. As fórmulas desses sais são,
respectivamente:
a) Na2CO3, HCl e NaCl
b) NaHCO3, Cl2 e NaBr
c) NaHCO3, NaClO e NaCl
d) Na2CO3, NaCl e NaClO4
18. Escreva a equação representativa do processo de
neutralização total entre os ácidos e bases indicados.
Escreva também o nome do sal resultante:
a) hidróxido de potássio + ácido clorídrico →
b) hidróxido de cálcio + ácido sulfúrico →
c) hidróxido de sódio + ácido carbônico →
d) hidróxido de ferro II + ácido iodídrico →
19. (PUC-RS) No mar existem vários sais dissolvidos,
tais como CLORETO DE SÓDIO, CLORETO DE MAGNÉSIO,
SULFATO DE MAGNÉSIO e outros. Também se
encontram sais pouco solúveis na água, como o
CARBONATO DE CÁLCIO, que forma os corais e as
conchas. As fórmulas químicas das substâncias
destacadas estão reunidas, respectivamente, em:
a) NaCl, MgCl2, MgS e CaCO3
b) NaCl2, MgCl2, MgSO4 e Ca2C
c) NaCl2, MgCl, Mg2SO4 e Ca(CO3)2
d) NaCl, MgCl2, MgSO4 e CaCO3
20. (UFF-RJ) Até os dias de hoje e em muitos lares, a
dona de casa faz uso de um sal vendido comercialmente
em solução aquosa com o nome de água sanitária ou
água de lavadeira. Esse produto possui efeito
bactericida, fungicida e alvejante. A fabricação dessa
substância se faz por meio da seguinte reação
Cl2 + 2 NaOH ↔ NaClO (A) + NaCl (B) + H2O
Considerando a reação apresentada, os sais formados
pelas espécies A e B são denominados,
respectivamente:
a) hipoclorito de sódio e cloreto de sódio
b) cloreto de sódio e clorato de sódio
c) clorato de sódio e cloreto de sódio
d) perclorato de sódio e hipoclorito de sódio
Gabarito
1. a) NaClO2 - clorito de sódio; b) CaSO4 - sulfato de
cálcio; c) AlBO3 - borato de alumínio; d) MgCO3 -
carbonato de magnésio. 2. CaCl2, NaBrO4, MgS,
Al(NO3)3, FeSO4, Au2CO3. 3. cloreto de cálcio,
perbromato de sódio, sulfeto de magnésio, nitrato de
alumínio, sulfato ferroso, carbonato auroso.
4. a) CaHPO4 - hidrogeno-sal; b) FeOHBr - hidróxi-sal;
c) Sn(OH)2Cl2 - hidróxi-sal; d) AgCl - sal neutro; e) NaHS -
hidrogeno-sal. 5. a) Fe(OH)2 + 2 HNO3 → Fe(NO3)2 +
2 H2O; b) 2 AuOH + H2SO4 → AuSO4 + 2 H2O
c) 3 KOH + H3PO4 → K3PO4 + 3 H2O
d) Ba(OH)2 + H2SO4 → BaSO4 + 2 H2O
e) 3 Mg(OH)2 + 2 H3PO4 → Mg3(PO4)2 + 6 H2O
6. a) Ca(OH)2 + H2SO4 → CaSO4 + 2H2O
b) NaOH + HCl → NaCl + H2O
c) Mg(OH)2 + H2CO3 → MgCO3 + 2 H2O
d) KOH + HNO3 → KNO3 + H2O
7. 3, 4, 2, 1, 5; 8. 2, 4, 5, 1, 3; 9. B; 10. B; 11. B; 12. A;
13. D; 14. A; 15. D; 16. C; 17. C;
18. a) KOH + HCl → KCl + H2O; b) Ca(OH)2 + H2SO4 →
CaSO4 + 2 H2O; c) 2 NaOH + H2CO3 → Na2CO3 + 2
H2O; d) Fe(OH)2 + 2 HI → FeI2 + 2 H2O; cloreto de
potássio, sulfato de cálcio, carbonato de sódio, iodeto
ferroso.19. D; 20. A.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lista de exercícios hidrocarbonetos
Lista de exercícios   hidrocarbonetosLista de exercícios   hidrocarbonetos
Lista de exercícios hidrocarbonetosProfª Alda Ernestina
 
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermolecularesLista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermolecularesProfª Alda Ernestina
 
Exercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônicaExercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônicaValquiria R. Nascimento
 
Lista de exercícios introdução à química orgânica
Lista de exercícios   introdução à química orgânicaLista de exercícios   introdução à química orgânica
Lista de exercícios introdução à química orgânicaProfª Alda Ernestina
 
Lista de exercícios classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...
Lista de exercícios   classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...Lista de exercícios   classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...
Lista de exercícios classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...Profª Alda Ernestina
 
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoQuímica Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoCarlos Priante
 
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOS
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOSEXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOS
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOSHelena Aragão De Sá Martins
 
Lista de exercicios reações de oxidação e redução
Lista de exercicios   reações de oxidação e reduçãoLista de exercicios   reações de oxidação e redução
Lista de exercicios reações de oxidação e reduçãoProfª Alda Ernestina
 
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014Waldir Montenegro
 
Questoes de-fisica-resolvidas 1
Questoes de-fisica-resolvidas 1Questoes de-fisica-resolvidas 1
Questoes de-fisica-resolvidas 1Giovani Lazarini
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosCarlos Priante
 
Lista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônica
Lista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônicaLista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônica
Lista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônicaProfª Alda Ernestina
 

Mais procurados (20)

Exercícios complementares sobre reação
Exercícios complementares sobre reaçãoExercícios complementares sobre reação
Exercícios complementares sobre reação
 
Lista de exercícios hidrocarbonetos
Lista de exercícios   hidrocarbonetosLista de exercícios   hidrocarbonetos
Lista de exercícios hidrocarbonetos
 
Atividade tabela periódica
Atividade   tabela periódicaAtividade   tabela periódica
Atividade tabela periódica
 
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermolecularesLista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
 
Aula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - ÓxidosAula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - Óxidos
 
Exercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônicaExercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônica
 
Lista de exercícios introdução à química orgânica
Lista de exercícios   introdução à química orgânicaLista de exercícios   introdução à química orgânica
Lista de exercícios introdução à química orgânica
 
Lista de exercícios classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...
Lista de exercícios   classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...Lista de exercícios   classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...
Lista de exercícios classificação das cadeias carbônicas e compostos aromát...
 
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoQuímica Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
 
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOS
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOSEXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOS
EXERCÍCIOS DA APOSTILA "MODELOS ATÔMICOS" - 2º ANOS
 
Aula funções oxigenadas
Aula  funções oxigenadasAula  funções oxigenadas
Aula funções oxigenadas
 
Lista de exercicios reações de oxidação e redução
Lista de exercicios   reações de oxidação e reduçãoLista de exercicios   reações de oxidação e redução
Lista de exercicios reações de oxidação e redução
 
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir  Montenegro 2014
Atividades de física 9° A e B ano prof: Waldir Montenegro 2014
 
Questoes de-fisica-resolvidas 1
Questoes de-fisica-resolvidas 1Questoes de-fisica-resolvidas 1
Questoes de-fisica-resolvidas 1
 
Gabarito física
Gabarito físicaGabarito física
Gabarito física
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
 
Plano de aula de química do 2° ano 3° bimestre - cem ary
Plano de aula de química do 2° ano    3° bimestre - cem aryPlano de aula de química do 2° ano    3° bimestre - cem ary
Plano de aula de química do 2° ano 3° bimestre - cem ary
 
Lista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônica
Lista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônicaLista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônica
Lista de exercícios - estrutura atômica e distribuição eletrônica
 
Exercícios de ácidos
Exercícios de ácidosExercícios de ácidos
Exercícios de ácidos
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
 

Semelhante a Lista de exercicios sais

www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicaswww.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções InorgânicasVídeo Aulas Apoio
 
Teoria sal oxido
Teoria sal oxido Teoria sal oxido
Teoria sal oxido Diogo Spera
 
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânicawww.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função InorgânicaAula Particular Aulas Apoio
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função InorgânicaLucia Silveira
 
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânicawww.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química - Função InorgânicaAulasParticularesInfo
 
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânicawww.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química - Função InorgânicaAulas Apoio
 
FunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNicaFunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNicaCássia Muniz
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases saisSabino2020
 
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidosCapítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidosIgor Brant
 
Aula de power point
Aula de power pointAula de power point
Aula de power pointBruno2014
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicasSilvio Gentil
 

Semelhante a Lista de exercicios sais (20)

Aula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - SaisAula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - Sais
 
Lista de exercicios hidróxidos
Lista de exercicios    hidróxidosLista de exercicios    hidróxidos
Lista de exercicios hidróxidos
 
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicaswww.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
www.CentroApoio.com - Química - Funções Inorgânicas
 
Acidos, bases e sais
Acidos, bases e saisAcidos, bases e sais
Acidos, bases e sais
 
Teoria sal oxido
Teoria sal oxido Teoria sal oxido
Teoria sal oxido
 
Acido, base e sal
Acido, base e salAcido, base e sal
Acido, base e sal
 
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOSAPOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
 
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânicawww.ApoioAulasParticulares.Com.Br    - Química -  Função Inorgânica
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Química - Função Inorgânica
 
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânicawww.aulaparticularonline.net.br - Química -  Função Inorgânica
www.aulaparticularonline.net.br - Química - Função Inorgânica
 
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânicawww.AulasParticulares.Info - Química -  Função Inorgânica
www.AulasParticulares.Info - Química - Função Inorgânica
 
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânicawww.aulasapoio.com - Química -  Função Inorgânica
www.aulasapoio.com - Química - Função Inorgânica
 
FunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNicaFunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNica
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
 
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidosCapítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
 
Aula de power point
Aula de power pointAula de power point
Aula de power point
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Lista 10 2014
Lista  10   2014Lista  10   2014
Lista 10 2014
 
Sais (2)
Sais (2)Sais (2)
Sais (2)
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
105
105105
105
 

Mais de Profª Alda Ernestina

Seminario didático de pesquisa - Mestrado
Seminario didático de pesquisa - MestradoSeminario didático de pesquisa - Mestrado
Seminario didático de pesquisa - MestradoProfª Alda Ernestina
 
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-CorrenteApresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-CorrenteProfª Alda Ernestina
 
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de DoutoradoApresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de DoutoradoProfª Alda Ernestina
 
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...Profª Alda Ernestina
 
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificaçãoApresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificaçãoProfª Alda Ernestina
 
Exame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos Naturais
Exame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos NaturaisExame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos Naturais
Exame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos NaturaisProfª Alda Ernestina
 
Aula - Via biossintética do Acetato-Malonato
Aula - Via biossintética do Acetato-MalonatoAula - Via biossintética do Acetato-Malonato
Aula - Via biossintética do Acetato-MalonatoProfª Alda Ernestina
 
Exercícios - Reações orgânicas eliminação, substituição e oxidação
Exercícios - Reações orgânicas  eliminação, substituição e oxidação  Exercícios - Reações orgânicas  eliminação, substituição e oxidação
Exercícios - Reações orgânicas eliminação, substituição e oxidação Profª Alda Ernestina
 
Reações de oxidação em compostos orgânicos
Reações de oxidação em compostos orgânicosReações de oxidação em compostos orgânicos
Reações de oxidação em compostos orgânicosProfª Alda Ernestina
 
Resumo - reações de adição na química orgânica
Resumo - reações de adição na química orgânicaResumo - reações de adição na química orgânica
Resumo - reações de adição na química orgânicaProfª Alda Ernestina
 
Lista de exercícios ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios   ácido-base e reações de adiçãoLista de exercícios   ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios ácido-base e reações de adiçãoProfª Alda Ernestina
 
Exercicios reações de eliminação
Exercicios reações de eliminaçãoExercicios reações de eliminação
Exercicios reações de eliminaçãoProfª Alda Ernestina
 
Exercicios reações de substituição
Exercicios   reações de substituiçãoExercicios   reações de substituição
Exercicios reações de substituiçãoProfª Alda Ernestina
 
Exercícios de revisão reações orgânicas
Exercícios  de revisão   reações orgânicasExercícios  de revisão   reações orgânicas
Exercícios de revisão reações orgânicasProfª Alda Ernestina
 
Acidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânicaAcidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânicaProfª Alda Ernestina
 
Lista de exercicios reações químicas
Lista de exercicios   reações químicasLista de exercicios   reações químicas
Lista de exercicios reações químicasProfª Alda Ernestina
 

Mais de Profª Alda Ernestina (20)

Seminário didático - Doutorado
Seminário didático - Doutorado  Seminário didático - Doutorado
Seminário didático - Doutorado
 
Seminario didático de pesquisa - Mestrado
Seminario didático de pesquisa - MestradoSeminario didático de pesquisa - Mestrado
Seminario didático de pesquisa - Mestrado
 
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-CorrenteApresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
 
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de DoutoradoApresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
 
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
 
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificaçãoApresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
 
Exame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos Naturais
Exame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos NaturaisExame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos Naturais
Exame de qualificação - Doutorado em Química de Produtos Naturais
 
Aula - Via biossintética do Acetato-Malonato
Aula - Via biossintética do Acetato-MalonatoAula - Via biossintética do Acetato-Malonato
Aula - Via biossintética do Acetato-Malonato
 
Exercícios - Reações orgânicas eliminação, substituição e oxidação
Exercícios - Reações orgânicas  eliminação, substituição e oxidação  Exercícios - Reações orgânicas  eliminação, substituição e oxidação
Exercícios - Reações orgânicas eliminação, substituição e oxidação
 
Aula - Reações de polimerização
Aula - Reações de polimerizaçãoAula - Reações de polimerização
Aula - Reações de polimerização
 
Reações de polimerização
Reações de polimerização Reações de polimerização
Reações de polimerização
 
Reações de oxidação em compostos orgânicos
Reações de oxidação em compostos orgânicosReações de oxidação em compostos orgânicos
Reações de oxidação em compostos orgânicos
 
Resumo - reações de adição na química orgânica
Resumo - reações de adição na química orgânicaResumo - reações de adição na química orgânica
Resumo - reações de adição na química orgânica
 
Lista de exercícios ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios   ácido-base e reações de adiçãoLista de exercícios   ácido-base e reações de adição
Lista de exercícios ácido-base e reações de adição
 
Exercicios reações de eliminação
Exercicios reações de eliminaçãoExercicios reações de eliminação
Exercicios reações de eliminação
 
Exercicios reações de substituição
Exercicios   reações de substituiçãoExercicios   reações de substituição
Exercicios reações de substituição
 
Exercícios de revisão reações orgânicas
Exercícios  de revisão   reações orgânicasExercícios  de revisão   reações orgânicas
Exercícios de revisão reações orgânicas
 
Acidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânicaAcidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânica
 
Lista de exercicios revisão
Lista de exercicios   revisãoLista de exercicios   revisão
Lista de exercicios revisão
 
Lista de exercicios reações químicas
Lista de exercicios   reações químicasLista de exercicios   reações químicas
Lista de exercicios reações químicas
 

Último

LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadodanieligomes4
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 

Último (20)

LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 

Lista de exercicios sais

  • 1. Profª Alda Ernestina Química Geral - Funções Inorgânicas Sais Do ponto de vista prático podemos dizer que sais são compostos formados juntamente com a água na reação entre um ácido e uma base (reação de neutralização ácido-base). Desta forma, os produtos da reação entre um ácido e uma base de Arrhenius é sempre um sal e água, conforme mostrado a seguir. NaOH + HCl → NaCl + H2O Do ponto de vista teórico, dizemos que: sais são compostos iônicos que possuem, pelo menos, um cátion diferente de H+ e um ânion diferente de OH- . Exemplos: NaCl, NaHSO4, Ca(OH)Cl. NaHSO4 → Na+ + HSO4 - ; notem que apesar de apresentar H em sua estrutura o NaHSO4 é considerado um sal, pois apresenta um cátion (Na+ ) diferente de H+ e um ânion (HSO4 - ) diferente de OH- . Ca(OH)Cl → Ca+2 + OH- + Cl- ; do mesmo modo, Ca(OH)Cl apesar de apresentar OH em sua estrutura, também é um sal, pois apresenta um outro ânion (Cl- , diferente de OH- ) e um cátion (Ca+2 ) diferente de H+ . REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO - a reação de neutralização entre um ácido e uma base pode ocorrer de três maneiras diferentes: neutralização total - ocorre quando todos os H+ do ácido reagem com todos os OH- da base, formando um sal neutro. Ex: NaOH + HCl →NaCl + H2O; notem que para neutralizar cada H+ do ácido é necessário um OH- da base. Desta forma, o H3PO4, por exemplo, para ser totalmente neutralizado por uma monobase (NaOH, p. ex.) necessita de 3 mols da base, já que o ácido apresenta três H+ . Os produtos desta reação são o sal Na3PO4 e 3 mols de H2O. 3 NaOH + H3PO4 → Na3PO4 + 3 H2O A reação de neutralização total entre um ácido e uma base produz sempre um sal neutro (sal que não possui nem H nem OH na fórmula). Ex: Ca(NO3)2, NaCl, BaCO3. neutralização parcial do ácido - ocorre quando um ou mais H+ do ácido NÃO é neutralizado pela base, ou seja, não há base suficiente para ocorrer a neutralização total, desta forma é produzido um hidrogeno -sal (sal ácido). Ex: KOH + H2CO3 → KHCO3 + H2O; notem que o ácido possui dois H+ , mas apenas um deles é neutralizado, já que KOH é uma monobase, desta forma o sal formado apresentará H (referente ao H+ que não foi neutralizado) em sua fórmula, característico dos hidrogeno-sais (sais que apresentam H em sua fórmula). neutralização parcial da base - ocorre quando um ou mais OH- da base NÃO é neutralizado (não reage) pelo ácido, ou seja, não há ácido suficiente para ocorrer a neutralização total, desta forma é produzido um hidróxi-sal (sal básico). Ex: Ca(OH)2 + HCl → Ca(OH)Cl + H2O; notem que a base possui dois OH- , mas apenas um deles é neutralizado, já que HCl é um monoácido, desta forma o sal formado apresentará OH (referente ao OH- que não foi neutralizado) em sua fórmula, característico dos hidróxi-sais (sais que apresentam OH em sua fórmula). CLASSIFICAÇÃO DOS SAIS - assim como vimos para os ácidos e bases, os sais também são classificados segundo alguns critérios: *quanto ao ácido de origem não oxigenados - não apresentam oxigênio em sua fórmula, pois são obtidos da reação entre um hidrácido (ácido não oxigenado) e uma base. Ex: NaCl, CaS, FeCl3. oxigenados - apresentam oxigênio em sua fórmula, pois são obtidos da reação entre um oxiácido (ácido oxigenado) e uma base. Ex: CaCO3, NaClO, KMnO4. *quanto ao tipo de neutralização sais neutros - são provenientes da neutralização total entre o ácido e a base. Não apresentam nem H nem OH em sua fórmula. Ex: Na2SO4, Al2(SO4)3, NaBr, KNO3. hidrogeno-sais - são provenientes da neutralização parcial do ácido de origem. Apresentam H em sua fórmula. Ex: NaHCO3, KHSO4, KHCO3, NaHSO4, NaHS. hidróxi-sais - são provenientes da neutralização parcial de sua base de origem. Apresentam OH em sua fórmula. Ex: Ca(OH)Cl, Al(OH)2Br, Fe(OH)2ClO. FÓRMULA GERAL DOS SAIS - todo sal é formado por um cátion B, proveniente da base, e um ânion A proveniente do ácido. Vale lembrar que a carga positiva (NOx do cátion) deve sempre anular a carga negativa (NOx do ânion). Então a fórmula geral de um sal é: BxAy onde x= NOx do ânion; y= NOx do cátion Ex: Considerando o cátion Ca+2 e os ânions SO4 -2 , NO3 - , e Cl- . Dê a fórmula dos sais formados: Ca+2 + SO4 -2 → CaSO4; Ca+2 + 2 NO3 - → Ca(NO3)2 Ca+2 + 2 Cl- → CaCl2
  • 2. NOMENCLATURA DOS SAIS - o nome de um sal normal deriva do ácido e da base que lhe dão origem. Desta forma, para obter o nome de um sal, basta alterar a terminação do nome ácido correspondente, assim: Esquematicamente, o nome de um sal normal é: Ex: NaOH + HCl → NaCl + H2O; NaCl - clorETO de sódio KOH + HNO3 → KNO3 + H2O; KNO3 - nitrATO de potássio Notem que a terminação ETO é utilizada exclusivamente para sais não-oxigenados. Nome dos hidrogeno-sais - o nome dos sais ácidos segue as mesmas regras de nomenclatura dos sais normais, adicionando-se entretanto o prefixo hidrogeno antes do nome do sal. Ex: NaHCO3 - hidrogeno-carbonATO de sódio; Na2HPO4 - hidrogeno- fosfATO de sódio. Nome dos hidróxi-sais - ao nome dos sais básicos deve- se adicionar o prefixo hidróxi. Ex: Ca(OH)Cl - hidróxi-clorETO de cálcio. Al(OH)2Br - di-hidróxi-bromETO de alumínio. Solubilidade dos sais - solubilidade dos principais sais em água. Sal Solubilidade Exceções Nitratos (NO3)- Solúveis não há Cloratos (ClO3)- Solúveis não há Cloretos (Cl- ) Brometos (Br- ) Solúveis Ag+ , Hg+2 , Pb+2 Iodetos (I- ) Sulfatos (SO4)-2 Solúveis Ca+2 , Sr+2 , Ba+2 , Pb+2 Sulfetos (S-2 ) Insolúveis Li+ , Na+ , K+ , Rb+ , NH4 + , Ca+2 , Sr+2 , Ba+2 Outros sais Insolúveis Li+ , Na+ , K+ , Rb+ , Cs+ , NH4 + Principais NOx dos elementos representativos 1A 2A 3A 4A 5A 6A 7A Ácido (Sal) +7 Per + ICO (ATO) +1 +2 +3 +4 +5 +6 +5 ICO (ATO) +3 +4 +3 OSO (ITO) +1 +2 +1 Hipo + OSO (ITO) NOx dos cátions dos elementos de transição Exercícios 1. Identifique e dê o nome do sal obtido pela reação de neutralização total entre: a) NaOH + HClO2 → sal + H2O b) Ca(OH)2 + H2SO4 → sal + 2 H2O c) Al(OH)3 + H3BO3 → sal + 3 H2O d) Mg(OH)2 + H2CO3 → sal + 2 H2O 2. Complete o quadro com as fórmulas dos sais formados pela combinação dos cátions e ânions indicados: Cátion Ânion Fórmula do sal Ca+2 Cl- Na+ BrO4 - Mg+2 S-2 Al+3 NO3 - Fe+3 SO4 -2 Au+ CO3 -2
  • 3. 3. Dê o nome dos sais formados no exercício anterior. 4. Para as quantidades indicadas de base e ácido, complete as equações e classifique os sais formados, em neutros, hidrogeno-sais ou hidróxi-sais. a) Ca(OH)2 + H3PO4 → b) Fe(OH)3 + 2HBr → c) Sn(OH)4 + 2 HClO → d) AgOH + HCl → e) NaOH + H2S → 5. Complete as reações de modo a ocorrer uma neutralização total e obter sempre um sal neutro. a) Fe(OH)2 + HNO3 → b) AuOH + H2SO4 → c) KOH + H3PO4 → d) Ba(OH)2 + H2SO4 → e) Mg(OH)2 + H3PO4 → 6. Escreva as equações das reações de neutralização que levam à formação dos seguintes sais: a) CaSO4 b) NaCl c) MgCO3 d) KNO3 7. Associe corretamente as colunas: 1) KNO3 ( ) sulfeto de alumínio 2) Al2(SO4)3 ( ) nitrito de potássio 3) Al2S3 ( ) sulfato de alumínio 4) KNO2 ( ) nitrato de potássio 5) Al2(SO3)3 ( ) sulfito de alumínio 8. Associe corretamente as colunas: 1) CaCO3 ( ) fosfato de alumínio 2) AlPO4 ( ) nitrato de cálcio 3) Al2(CO3)3 ( ) nitrito de cálcio 4) Ca(NO3)2 ( ) carbonato de cálcio 5) Ca(NO2)2 ( ) carbonato de alumínio 9. (UFRRJ-RJ) Os derivados do potássio são amplamente utilizados na fabricação de explosivos, fogos de artifício, além de outras aplicações. As fórmulas que correspondem ao nitrato de potássio, perclorato de potássio, sulfato de potássio e dicromato de potássio, são, respectivamente: a) KNO2, KClO4, K2SO4, K2Cr2O7 b) KNO3, KClO4, K2SO4, K2Cr2O7 c) KNO2, KClO3, K2SO4, K2Cr2O7 d) KNO2, KClO4, K2SO4, K2CrO4 10. (UFRGS-RS) Um sensor químico desenvolvido por uma universidade norte-americana é utilizado para detectar compostos de enxofre, tais como o sulfito ferroso e o ácido sulforoso, provenientes de vulcões marinhos. Tais compostos podem ser úteis para indicar a presença de tipos de bactérias utilizadas na fabricação de certos medicamentos. As fórmulas químicas do sulfito ferroso e do ácido sulfuroso são, respectivamente: a) FeSO3 e H2S b) FeSO3 e H2SO3 c) Fe2S3 e H2SO3 d) FeSO4 e H2SO4 11. (UFRGS-RS) Considerando-se que o elemento ferro pode formar diferentes compostos nos quais apresenta NOx +2 ou +3, as fórmulas dos possíveis sulfatos e hidróxidos de ferro são: a) Fe2SO4, Fe3SO4, Fe2OH, Fe3OH b) FeSO4, Fe2(SO4)3, Fe(OH)2, Fe(OH)3 c) Fe(SO4)2, Fe(SO4)3, FeO, Fe2O3 d) FeSO3, Fe2(SO3)3, FeOH, Fe(OH)3 12. (Esan-SP) Um metal M forma um carbonato de fórmula M2(CO3)3. O fosfato do metal M tem a fórmula: a) MPO4 b) M(PO4)3 c) M2PO4 d) M2(PO4)3 13. (UECE-CE) O ácido fosfórico, H3PO4, é um ácido usado na preparação de fertilizantes e como acidulante em bebidas refrigerantes. Pode ser neutralizado por uma base. A alternativa que mostra uma reação de neutralização parcial desse ácido por uma base é: a) H3PO4 + 3 NaCl → 3 HCl + Na3PO4 b) H3PO4 + 2 Al(OH)3 → Al2(OH)3PO4 + 3 H2O c) 2 H3PO4 + 3 Ca(OH)2 → Ca3(PO4)2 + 6 H2O d) H3PO4 + 2 NaOH → Na2HPO4 + 2 H2O 14. (UEPA-PA) A equação química que apresenta um hidróxi-sal (sal básico) como produto se encontra na alternativa: a) HCl + Ca(OH)2 → Ca(OH)Cl + H2O b) 2 HCl + Ca(OH)2 → CaCl2 + 2 H2O c) HCl + HBr + Ca(OH)2 → CaClBr + 2 H2O d) H3PO4 + Ca(OH)2 → CaHPO4 + 2 H2O 15. (Ceub-DF) Considere as espécies químicas: H+ ; Na+ ; NH3;CO3 -2 . É correta a fórmula: a) NH3CO3 b) NaCO3
  • 4. c) HCO3 d) NaHCO3 16. (UFV-MG) Um estudante abre, simultaneamente, um frasco contendo solução aquosa de ácido clorídrico (HCl) concentrado e um frasco de solução aquosa de hidróxido de amônio (NH4OH) concentrada. Ao aproximá-los, o estudante irá observar a formação de uma “fumaça” de coloração branca, que o contém sal: a) nitrato de amônio. b) perclorato de amônio. c) cloreto de amônio. d) clorito de amônio 17. (UFPA-PA) A água do mar pode ser fonte de sais como o hidrogeno carbonato de sódio, hipoclorito de sódio e cloreto de sódio, usados na fabricação de fermento em pó , de água sanitária e de soro fisiológico, respectivamente. As fórmulas desses sais são, respectivamente: a) Na2CO3, HCl e NaCl b) NaHCO3, Cl2 e NaBr c) NaHCO3, NaClO e NaCl d) Na2CO3, NaCl e NaClO4 18. Escreva a equação representativa do processo de neutralização total entre os ácidos e bases indicados. Escreva também o nome do sal resultante: a) hidróxido de potássio + ácido clorídrico → b) hidróxido de cálcio + ácido sulfúrico → c) hidróxido de sódio + ácido carbônico → d) hidróxido de ferro II + ácido iodídrico → 19. (PUC-RS) No mar existem vários sais dissolvidos, tais como CLORETO DE SÓDIO, CLORETO DE MAGNÉSIO, SULFATO DE MAGNÉSIO e outros. Também se encontram sais pouco solúveis na água, como o CARBONATO DE CÁLCIO, que forma os corais e as conchas. As fórmulas químicas das substâncias destacadas estão reunidas, respectivamente, em: a) NaCl, MgCl2, MgS e CaCO3 b) NaCl2, MgCl2, MgSO4 e Ca2C c) NaCl2, MgCl, Mg2SO4 e Ca(CO3)2 d) NaCl, MgCl2, MgSO4 e CaCO3 20. (UFF-RJ) Até os dias de hoje e em muitos lares, a dona de casa faz uso de um sal vendido comercialmente em solução aquosa com o nome de água sanitária ou água de lavadeira. Esse produto possui efeito bactericida, fungicida e alvejante. A fabricação dessa substância se faz por meio da seguinte reação Cl2 + 2 NaOH ↔ NaClO (A) + NaCl (B) + H2O Considerando a reação apresentada, os sais formados pelas espécies A e B são denominados, respectivamente: a) hipoclorito de sódio e cloreto de sódio b) cloreto de sódio e clorato de sódio c) clorato de sódio e cloreto de sódio d) perclorato de sódio e hipoclorito de sódio Gabarito 1. a) NaClO2 - clorito de sódio; b) CaSO4 - sulfato de cálcio; c) AlBO3 - borato de alumínio; d) MgCO3 - carbonato de magnésio. 2. CaCl2, NaBrO4, MgS, Al(NO3)3, FeSO4, Au2CO3. 3. cloreto de cálcio, perbromato de sódio, sulfeto de magnésio, nitrato de alumínio, sulfato ferroso, carbonato auroso. 4. a) CaHPO4 - hidrogeno-sal; b) FeOHBr - hidróxi-sal; c) Sn(OH)2Cl2 - hidróxi-sal; d) AgCl - sal neutro; e) NaHS - hidrogeno-sal. 5. a) Fe(OH)2 + 2 HNO3 → Fe(NO3)2 + 2 H2O; b) 2 AuOH + H2SO4 → AuSO4 + 2 H2O c) 3 KOH + H3PO4 → K3PO4 + 3 H2O d) Ba(OH)2 + H2SO4 → BaSO4 + 2 H2O e) 3 Mg(OH)2 + 2 H3PO4 → Mg3(PO4)2 + 6 H2O 6. a) Ca(OH)2 + H2SO4 → CaSO4 + 2H2O b) NaOH + HCl → NaCl + H2O c) Mg(OH)2 + H2CO3 → MgCO3 + 2 H2O d) KOH + HNO3 → KNO3 + H2O 7. 3, 4, 2, 1, 5; 8. 2, 4, 5, 1, 3; 9. B; 10. B; 11. B; 12. A; 13. D; 14. A; 15. D; 16. C; 17. C; 18. a) KOH + HCl → KCl + H2O; b) Ca(OH)2 + H2SO4 → CaSO4 + 2 H2O; c) 2 NaOH + H2CO3 → Na2CO3 + 2 H2O; d) Fe(OH)2 + 2 HI → FeI2 + 2 H2O; cloreto de potássio, sulfato de cálcio, carbonato de sódio, iodeto ferroso.19. D; 20. A.