SlideShare uma empresa Scribd logo
Lista de Exercício – Teoria dos Jogos
Profª.Ms. Alessandra Azzolini
1. A Teoria dos Jogos não é uma teoria única, mas um conjunto de teorias. Um jogo não passa de um
modelo da realidade. A Teoria dos Jogos pretende resolver todos os problemas ou tipos de conflito?
A Teoria dos Jogos não pretende resolver todos os problemas ou tipos de conflito, porém dá uma
melhor compreensão em situações complicadas.
2. A Teoria dos Jogos é uma ferramenta matemática criada para melhor entender ou interpretar a
maneira com que agentes (jogadores) que tomam decisões interagem entre si. É possível afirmar que
é uma teoria sobre:
Conflito e colaboração
3. Jogo é uma situação em que os jogadores tomam decisões estratégicas. O que é estratégia?
Entende-se estratégia como sendo um plano de ação ou regra para participar de um jogo.
4. A hipótese de que os jogadores são racionais, também deve ser levada em consideração, nas
escolhas que os jogadores podem fazer num jogo. Sendo racionais, como os jogadores envolvidos no
processo de interação estratégica devem agir?
Eles não decidem considerando apenas a etapa em que se encontram, mas também todo o
desenvolvimento do processo de interação até ali e suas conseqüências futuras. Como os jogadores
podem, ou devem, interagir estrategicamente exige, uma análise das estratégias de cada jogador. O
conjunto de estratégias de cada jogador é chamado de conjunto de estratégias ou espaço de
estratégias.
5. Os jogadores envolvidos no processo de interação estratégica não decidem considerando apenas a
etapa em que se encontram, mas também sobre todo o desenvolvimento do processo de interação
até ali e suas consequências futuras. Como é chamado o conjunto de estratégias de cada jogador?
O conjunto de estratégias de cada jogador é chamado de Espaço de estratégias
6. Jogo é uma situação em que os jogadores tomam decisões estratégicas. O que é Payoff?
Entende-se Payoff como sendo o valor associado a um resultado possível.
7. Um jogo pode ser definido como uma representação formal que permite a análise das situações em
que agentes (jogadores) interagem entre si, agindo de forma racional. Descreva os elementos de
interação.
A descrição do elemento interação é as ações de cada agente devem ser consideradas
individualmente, pois afetam aos demais.
8. No livro Teoria dos Jogos e Desenvolvimento Econômico, publicado em 1944 por Newmann e
Morgenstern, são analisadas duas abordagens: a primeira abordagem é a dos jogos cooperativos e
na segunda abordagem é analisada a estratégica de jogos não cooperativos. Descreva a diferença
básica entre as duas abordagens.
- Jogo Cooperativo: ocorre quando seus participantes podem negociar contratos vinculados entre si,
permitindo que planejem estratégias emconjunto.
- Jogo não cooperativo: ocorre quando não existe a possibilidade de negociação contratual entre as
partes envolvidas no jogo.
9. Explique o equilíbrio de Jhon Forbes Nash.
O equilíbrio de Nash representa uma situação em que, em um jogo envolvendo dois ou mais
jogadores, nenhum jogador tem a ganhar mudando sua estratégia unilateralmente.
10. Explique o significado de um equilíbrio de Nash. De que forma ele difere do equilíbrio em estratégias
dominantes?
O equilíbrio de Nash é um resultado no qual ambos os jogadores corretamente acreditam estar
fazendo o melhor que podem, dadas as ações do outro participante. Um jogo está em equilíbrio
quando nenhum jogador possui incentivo para mudar suas escolhas, a menos que haja uma mudança
por parte do outro jogador. A principal característica que distingue um equilíbrio de Nash de um
equilíbrio em estratégias dominantes é a dependência do comportamento do oponente. Um
equilíbrio em estratégias dominantes ocorre quando cada jogador faz sua melhor escolha,
independente da escolha do outro jogador. Todo equilíbrio em estratégias dominantes é um
equilíbrio de Nash, porém, o contrário não é verdadeiro.
11. John Nash argumenta também que os efeitos das emissões ainda não estão corretamente
compreendidos nem suficientemente provados. Em sua opinião, o investimento em programas de
redução pode ser comparado a atos de caridade ou a contribuições que um fiel faz à sua igreja. ¿Uma
pessoa pode achar que isso é bom, mas outras pessoas com o mesmo dinheiro não contribuem.¿ O
professor comentou ainda que as análises sobre ações de governos na área econômica são muito
influenciadas pela política e por linhas partidárias. O que segundo a Teoria dos Jogos, Nash enxerga
nessa situação?
Os jogadores não devem se preocupar com que pensam os outros e elaborar suas próprias
estratégias, que segundo um jogo de soma nula se alinharão até que todos estejamem um posição
de conforto dentro delas.
12. Sobre o tópico dilema do prisioneiro, explique os dois modelos de paradigmas.
A - Paradigma Competitivo - Onde se procura ganhar mais que o outro, estamos em competição e B -
Paradigma Colaborativo Onde se procura uma situação o mais equilibrado possível.
13. Na teoria dos jogos, no modelo conhecido como dilema do prisioneiro: (Prefeitura de Santos, FCC,
2005). Qual é a estratégia dominante de ambos os prisioneiros?
A estratégia dominante para ambos os prisioneiros é confessar.
14. Considere que duas empresas dividem o mercado junto a uma certa linha de produtos e que elas
estão em constante disputa por ampliar sua fatia de mercado e pela redução de custos de produção.
Se uma das empresas anuncia o lançamento de um produto revolucionário naquela linha, sendo que
o investimento para viabilizar a sua produção foi elevado, qual será o comportamento da empresa
concorrente?
O comportamento da empresa concorrente pode ser de três tipos: - não lançar nenhum produto
novo e prestigiar ainda mais os seus produtos já lançados no mercado, esperando pelo fracasso de
mercado do produto concorrente; - passar a investir forte no lançamento de um novo produto muito
semelhante àquele já lançado pela concorrência; - passar a investir forte no lançamento de um novo
produto, distinto daquele já lançado pela concorrência, mas que concorre pela mesma fatia de
mercado.
15. Uma árvore de decisão, também chamada de árvore de jogos, é composta de ramos e nós. Cada nó
representa uma etapa do jogo em que um dos jogadores tem de tomar uma decisão. Já um ramo
representa uma escolha possível para o jogador, a partir do seu nó, isto é, um ramo é uma ação do
conjunto de ações do jogador, em um determinado nó. Descreva as três regras que devem ser
seguidas, para elaboração de uma árvore de decisão.
A elaboração de uma árvore de decisão deve obedecer as seguintes regras:
 Todo nó deve ser representado por, no máximo, um outro nó apenas;
 Nenhuma trajetória pode ligar um nó a ele mesmo;
 Todo nó na árvore de decisão deve ser sucessor de um único e mesmo nó inicial.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Externalidades
ExternalidadesExternalidades
Externalidades
Luciano Pires
 
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividadeDinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
André Augusto Toneti
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Prof. Leonardo Rocha
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
Ricardo F. Nantes
 
Exercicios Empreendedorismo - Plano de Negócio
Exercicios Empreendedorismo - Plano de NegócioExercicios Empreendedorismo - Plano de Negócio
Exercicios Empreendedorismo - Plano de Negócio
Laisa Mariana
 
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Luciano Pires
 
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Luciano Pires
 
Aula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valoresAula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valores
Kesia Rozzett Oliveira
 
educação financeira
educação financeiraeducação financeira
Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
Fatima Silva
 
As Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, Z
As Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, ZAs Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, Z
As Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, Z
Mauro de Oliveira
 
Raciocínio lógico parte 1
Raciocínio lógico   parte 1Raciocínio lógico   parte 1
Empresa fictícia para trabalho de Administração
Empresa fictícia para trabalho de AdministraçãoEmpresa fictícia para trabalho de Administração
Empresa fictícia para trabalho de Administração
Pâmella Cavallini
 
Mercado de trabalho e as novas tecnologias
Mercado de trabalho e as novas tecnologiasMercado de trabalho e as novas tecnologias
Mercado de trabalho e as novas tecnologias
Ana Paula Rodrigues
 
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIALAPRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
Diversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismoDiversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismo
Edenilson Morais
 
Teoria dos jogos
Teoria dos jogosTeoria dos jogos
Teoria dos jogos
Igor Pontes
 
Atividade de ética profissional
Atividade de ética profissionalAtividade de ética profissional
Atividade de ética profissional
Waldeval Sousa
 
Como Formar o Preço de Vendas de Um Produto
Como Formar o Preço de Vendas de Um ProdutoComo Formar o Preço de Vendas de Um Produto
Como Formar o Preço de Vendas de Um Produto
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Direitos do consumidor
Direitos do consumidorDireitos do consumidor
Direitos do consumidor
Fillipe Lobo
 

Mais procurados (20)

Externalidades
ExternalidadesExternalidades
Externalidades
 
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividadeDinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
Dinâmica para exercitar e aumentar a criatividade
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Empreendedorismo Social
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Exercicios Empreendedorismo - Plano de Negócio
Exercicios Empreendedorismo - Plano de NegócioExercicios Empreendedorismo - Plano de Negócio
Exercicios Empreendedorismo - Plano de Negócio
 
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)Respostas mankiw  - capítulo 4 (superior)
Respostas mankiw - capítulo 4 (superior)
 
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
 
Aula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valoresAula 2 - Missão, visão e valores
Aula 2 - Missão, visão e valores
 
educação financeira
educação financeiraeducação financeira
educação financeira
 
Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
 
As Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, Z
As Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, ZAs Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, Z
As Características das Gerações: Tradicionalistas, Baby Boomers, X, Y, Z
 
Raciocínio lógico parte 1
Raciocínio lógico   parte 1Raciocínio lógico   parte 1
Raciocínio lógico parte 1
 
Empresa fictícia para trabalho de Administração
Empresa fictícia para trabalho de AdministraçãoEmpresa fictícia para trabalho de Administração
Empresa fictícia para trabalho de Administração
 
Mercado de trabalho e as novas tecnologias
Mercado de trabalho e as novas tecnologiasMercado de trabalho e as novas tecnologias
Mercado de trabalho e as novas tecnologias
 
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIALAPRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
 
Diversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismoDiversidade cultural e multiculturalismo
Diversidade cultural e multiculturalismo
 
Teoria dos jogos
Teoria dos jogosTeoria dos jogos
Teoria dos jogos
 
Atividade de ética profissional
Atividade de ética profissionalAtividade de ética profissional
Atividade de ética profissional
 
Como Formar o Preço de Vendas de Um Produto
Como Formar o Preço de Vendas de Um ProdutoComo Formar o Preço de Vendas de Um Produto
Como Formar o Preço de Vendas de Um Produto
 
Direitos do consumidor
Direitos do consumidorDireitos do consumidor
Direitos do consumidor
 

Semelhante a Lista de exercicios gabarito - teoria dos jogos

Teoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.ppt
Teoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.pptTeoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.ppt
Teoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.ppt
Marcelo Cleto Chagas
 
Introducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptx
Introducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptxIntroducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptx
Introducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptx
ssuser4ca853
 
Apresentação (1).pdf
Apresentação (1).pdfApresentação (1).pdf
Apresentação (1).pdf
MarcoFraga8
 
Eftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptx
Eftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptxEftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptx
Eftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptx
ApolloxT
 
Teoria dos jogos P1.pptx
Teoria dos jogos P1.pptxTeoria dos jogos P1.pptx
Teoria dos jogos P1.pptx
luisresponde
 
Contribuição da teoria do equilíbrio na identificação de Truste
Contribuição da teoria do equilíbrio na identificação de TrusteContribuição da teoria do equilíbrio na identificação de Truste
Contribuição da teoria do equilíbrio na identificação de Truste
Helton Ritter
 
Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2
Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2
Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2
Anderson Pinho
 
Reflexão Estratégica (5)
Reflexão Estratégica (5)Reflexão Estratégica (5)
Reflexão Estratégica (5)
RuyXavier
 
Conectando Conceitos a partir dos Jogos
Conectando Conceitos a partir dos JogosConectando Conceitos a partir dos Jogos
Conectando Conceitos a partir dos Jogos
Julio Matos
 
JOGOS DE EMPRESAS
JOGOS DE EMPRESASJOGOS DE EMPRESAS
JOGOS DE EMPRESAS
Sergio Menezes 007
 
O modelo de jogo
O modelo de jogoO modelo de jogo
II Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de Fora
II Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de ForaII Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de Fora
II Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de Fora
Wagner Arbex
 
Resenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGia
Resenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGiaResenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGia
Resenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGia
Mauricio Folli Conceição
 
Dilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiroDilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiro
Ícaro Laurinho
 
Dilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiroDilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiro
Ícaro Laurinho
 
Porque Estudar Teoria dos Jogos
Porque Estudar Teoria dos JogosPorque Estudar Teoria dos Jogos
Porque Estudar Teoria dos Jogos
Anderson Pinho
 
Administração de Conflitos
Administração de ConflitosAdministração de Conflitos
Administração de Conflitos
Araguaci Andrade
 

Semelhante a Lista de exercicios gabarito - teoria dos jogos (17)

Teoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.ppt
Teoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.pptTeoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.ppt
Teoria_dos_Jogos_-_Irineu_-_slides_aulas_01_02_03_e_04.ppt
 
Introducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptx
Introducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptxIntroducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptx
Introducao_a_Teoria_dos_Jogos.pptx
 
Apresentação (1).pdf
Apresentação (1).pdfApresentação (1).pdf
Apresentação (1).pdf
 
Eftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptx
Eftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptxEftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptx
Eftfrtygftyhgr5yytttAULA 02 - Jogos.pptx
 
Teoria dos jogos P1.pptx
Teoria dos jogos P1.pptxTeoria dos jogos P1.pptx
Teoria dos jogos P1.pptx
 
Contribuição da teoria do equilíbrio na identificação de Truste
Contribuição da teoria do equilíbrio na identificação de TrusteContribuição da teoria do equilíbrio na identificação de Truste
Contribuição da teoria do equilíbrio na identificação de Truste
 
Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2
Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2
Jogos Simultâneos - Encontrando as Melhores Respostas Estratégicas - Parte 2
 
Reflexão Estratégica (5)
Reflexão Estratégica (5)Reflexão Estratégica (5)
Reflexão Estratégica (5)
 
Conectando Conceitos a partir dos Jogos
Conectando Conceitos a partir dos JogosConectando Conceitos a partir dos Jogos
Conectando Conceitos a partir dos Jogos
 
JOGOS DE EMPRESAS
JOGOS DE EMPRESASJOGOS DE EMPRESAS
JOGOS DE EMPRESAS
 
O modelo de jogo
O modelo de jogoO modelo de jogo
O modelo de jogo
 
II Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de Fora
II Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de ForaII Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de Fora
II Semana de Gestão e Tecnologia da UNIVERSO/Juiz de Fora
 
Resenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGia
Resenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGiaResenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGia
Resenha Cinco DefiniçõEs Para EstratéGia
 
Dilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiroDilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiro
 
Dilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiroDilema do prisioneiro
Dilema do prisioneiro
 
Porque Estudar Teoria dos Jogos
Porque Estudar Teoria dos JogosPorque Estudar Teoria dos Jogos
Porque Estudar Teoria dos Jogos
 
Administração de Conflitos
Administração de ConflitosAdministração de Conflitos
Administração de Conflitos
 

Mais de Katia Gomide

Ficha de aprovação tcc
Ficha de aprovação tccFicha de aprovação tcc
Ficha de aprovação tcc
Katia Gomide
 
Aula 10 - empreendedorismo
Aula 10 - empreendedorismoAula 10 - empreendedorismo
Aula 10 - empreendedorismo
Katia Gomide
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
Katia Gomide
 
Aula 07 marketing
Aula 07   marketingAula 07   marketing
Aula 07 marketing
Katia Gomide
 
Aula 06 estruturas organizacionais
Aula 06   estruturas organizacionaisAula 06   estruturas organizacionais
Aula 06 estruturas organizacionais
Katia Gomide
 
Aula 05 planejamento e estrategia
Aula 05   planejamento e estrategiaAula 05   planejamento e estrategia
Aula 05 planejamento e estrategia
Katia Gomide
 
Tutorial leitor estacio
Tutorial leitor estacioTutorial leitor estacio
Tutorial leitor estacio
Katia Gomide
 
Aula 04 administração de novos negócios
Aula 04   administração de novos negóciosAula 04   administração de novos negócios
Aula 04 administração de novos negócios
Katia Gomide
 
Passo a passo para acessar o leitor estacio.
Passo a passo para acessar o leitor estacio.Passo a passo para acessar o leitor estacio.
Passo a passo para acessar o leitor estacio.
Katia Gomide
 
Avaliando o aprendizado
Avaliando o aprendizadoAvaliando o aprendizado
Avaliando o aprendizado
Katia Gomide
 
Aula 03 administração de novos negocios
Aula 03   administração de novos negociosAula 03   administração de novos negocios
Aula 03 administração de novos negocios
Katia Gomide
 
Manual tcc 2014_2
Manual tcc 2014_2Manual tcc 2014_2
Manual tcc 2014_2
Katia Gomide
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
Aula 02
Katia Gomide
 
Planejamento de novos negócios 2015.1
Planejamento de novos negócios 2015.1Planejamento de novos negócios 2015.1
Planejamento de novos negócios 2015.1
Katia Gomide
 
Aula 01 administração de novos negócios
Aula 01   administração de novos negóciosAula 01   administração de novos negócios
Aula 01 administração de novos negócios
Katia Gomide
 
Aula 01 administração de novos negócios
Aula 01   administração de novos negóciosAula 01   administração de novos negócios
Aula 01 administração de novos negócios
Katia Gomide
 
Som livre mudar ou morrer
Som livre  mudar ou morrerSom livre  mudar ou morrer
Som livre mudar ou morrer
Katia Gomide
 
Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)
Katia Gomide
 
Formatura ilha de capri
Formatura ilha de capriFormatura ilha de capri
Formatura ilha de capri
Katia Gomide
 
Planilha estratégia case va
Planilha estratégia case vaPlanilha estratégia case va
Planilha estratégia case va
Katia Gomide
 

Mais de Katia Gomide (20)

Ficha de aprovação tcc
Ficha de aprovação tccFicha de aprovação tcc
Ficha de aprovação tcc
 
Aula 10 - empreendedorismo
Aula 10 - empreendedorismoAula 10 - empreendedorismo
Aula 10 - empreendedorismo
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
 
Aula 07 marketing
Aula 07   marketingAula 07   marketing
Aula 07 marketing
 
Aula 06 estruturas organizacionais
Aula 06   estruturas organizacionaisAula 06   estruturas organizacionais
Aula 06 estruturas organizacionais
 
Aula 05 planejamento e estrategia
Aula 05   planejamento e estrategiaAula 05   planejamento e estrategia
Aula 05 planejamento e estrategia
 
Tutorial leitor estacio
Tutorial leitor estacioTutorial leitor estacio
Tutorial leitor estacio
 
Aula 04 administração de novos negócios
Aula 04   administração de novos negóciosAula 04   administração de novos negócios
Aula 04 administração de novos negócios
 
Passo a passo para acessar o leitor estacio.
Passo a passo para acessar o leitor estacio.Passo a passo para acessar o leitor estacio.
Passo a passo para acessar o leitor estacio.
 
Avaliando o aprendizado
Avaliando o aprendizadoAvaliando o aprendizado
Avaliando o aprendizado
 
Aula 03 administração de novos negocios
Aula 03   administração de novos negociosAula 03   administração de novos negocios
Aula 03 administração de novos negocios
 
Manual tcc 2014_2
Manual tcc 2014_2Manual tcc 2014_2
Manual tcc 2014_2
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
Aula 02
 
Planejamento de novos negócios 2015.1
Planejamento de novos negócios 2015.1Planejamento de novos negócios 2015.1
Planejamento de novos negócios 2015.1
 
Aula 01 administração de novos negócios
Aula 01   administração de novos negóciosAula 01   administração de novos negócios
Aula 01 administração de novos negócios
 
Aula 01 administração de novos negócios
Aula 01   administração de novos negóciosAula 01   administração de novos negócios
Aula 01 administração de novos negócios
 
Som livre mudar ou morrer
Som livre  mudar ou morrerSom livre  mudar ou morrer
Som livre mudar ou morrer
 
Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)Ae aula 23_10_14 (3)
Ae aula 23_10_14 (3)
 
Formatura ilha de capri
Formatura ilha de capriFormatura ilha de capri
Formatura ilha de capri
 
Planilha estratégia case va
Planilha estratégia case vaPlanilha estratégia case va
Planilha estratégia case va
 

Último

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 

Lista de exercicios gabarito - teoria dos jogos

  • 1. Lista de Exercício – Teoria dos Jogos Profª.Ms. Alessandra Azzolini 1. A Teoria dos Jogos não é uma teoria única, mas um conjunto de teorias. Um jogo não passa de um modelo da realidade. A Teoria dos Jogos pretende resolver todos os problemas ou tipos de conflito? A Teoria dos Jogos não pretende resolver todos os problemas ou tipos de conflito, porém dá uma melhor compreensão em situações complicadas. 2. A Teoria dos Jogos é uma ferramenta matemática criada para melhor entender ou interpretar a maneira com que agentes (jogadores) que tomam decisões interagem entre si. É possível afirmar que é uma teoria sobre: Conflito e colaboração 3. Jogo é uma situação em que os jogadores tomam decisões estratégicas. O que é estratégia? Entende-se estratégia como sendo um plano de ação ou regra para participar de um jogo. 4. A hipótese de que os jogadores são racionais, também deve ser levada em consideração, nas escolhas que os jogadores podem fazer num jogo. Sendo racionais, como os jogadores envolvidos no processo de interação estratégica devem agir? Eles não decidem considerando apenas a etapa em que se encontram, mas também todo o desenvolvimento do processo de interação até ali e suas conseqüências futuras. Como os jogadores podem, ou devem, interagir estrategicamente exige, uma análise das estratégias de cada jogador. O conjunto de estratégias de cada jogador é chamado de conjunto de estratégias ou espaço de estratégias. 5. Os jogadores envolvidos no processo de interação estratégica não decidem considerando apenas a etapa em que se encontram, mas também sobre todo o desenvolvimento do processo de interação até ali e suas consequências futuras. Como é chamado o conjunto de estratégias de cada jogador? O conjunto de estratégias de cada jogador é chamado de Espaço de estratégias 6. Jogo é uma situação em que os jogadores tomam decisões estratégicas. O que é Payoff? Entende-se Payoff como sendo o valor associado a um resultado possível. 7. Um jogo pode ser definido como uma representação formal que permite a análise das situações em que agentes (jogadores) interagem entre si, agindo de forma racional. Descreva os elementos de interação. A descrição do elemento interação é as ações de cada agente devem ser consideradas individualmente, pois afetam aos demais.
  • 2. 8. No livro Teoria dos Jogos e Desenvolvimento Econômico, publicado em 1944 por Newmann e Morgenstern, são analisadas duas abordagens: a primeira abordagem é a dos jogos cooperativos e na segunda abordagem é analisada a estratégica de jogos não cooperativos. Descreva a diferença básica entre as duas abordagens. - Jogo Cooperativo: ocorre quando seus participantes podem negociar contratos vinculados entre si, permitindo que planejem estratégias emconjunto. - Jogo não cooperativo: ocorre quando não existe a possibilidade de negociação contratual entre as partes envolvidas no jogo. 9. Explique o equilíbrio de Jhon Forbes Nash. O equilíbrio de Nash representa uma situação em que, em um jogo envolvendo dois ou mais jogadores, nenhum jogador tem a ganhar mudando sua estratégia unilateralmente. 10. Explique o significado de um equilíbrio de Nash. De que forma ele difere do equilíbrio em estratégias dominantes? O equilíbrio de Nash é um resultado no qual ambos os jogadores corretamente acreditam estar fazendo o melhor que podem, dadas as ações do outro participante. Um jogo está em equilíbrio quando nenhum jogador possui incentivo para mudar suas escolhas, a menos que haja uma mudança por parte do outro jogador. A principal característica que distingue um equilíbrio de Nash de um equilíbrio em estratégias dominantes é a dependência do comportamento do oponente. Um equilíbrio em estratégias dominantes ocorre quando cada jogador faz sua melhor escolha, independente da escolha do outro jogador. Todo equilíbrio em estratégias dominantes é um equilíbrio de Nash, porém, o contrário não é verdadeiro. 11. John Nash argumenta também que os efeitos das emissões ainda não estão corretamente compreendidos nem suficientemente provados. Em sua opinião, o investimento em programas de redução pode ser comparado a atos de caridade ou a contribuições que um fiel faz à sua igreja. ¿Uma pessoa pode achar que isso é bom, mas outras pessoas com o mesmo dinheiro não contribuem.¿ O professor comentou ainda que as análises sobre ações de governos na área econômica são muito influenciadas pela política e por linhas partidárias. O que segundo a Teoria dos Jogos, Nash enxerga nessa situação? Os jogadores não devem se preocupar com que pensam os outros e elaborar suas próprias estratégias, que segundo um jogo de soma nula se alinharão até que todos estejamem um posição de conforto dentro delas.
  • 3. 12. Sobre o tópico dilema do prisioneiro, explique os dois modelos de paradigmas. A - Paradigma Competitivo - Onde se procura ganhar mais que o outro, estamos em competição e B - Paradigma Colaborativo Onde se procura uma situação o mais equilibrado possível. 13. Na teoria dos jogos, no modelo conhecido como dilema do prisioneiro: (Prefeitura de Santos, FCC, 2005). Qual é a estratégia dominante de ambos os prisioneiros? A estratégia dominante para ambos os prisioneiros é confessar. 14. Considere que duas empresas dividem o mercado junto a uma certa linha de produtos e que elas estão em constante disputa por ampliar sua fatia de mercado e pela redução de custos de produção. Se uma das empresas anuncia o lançamento de um produto revolucionário naquela linha, sendo que o investimento para viabilizar a sua produção foi elevado, qual será o comportamento da empresa concorrente? O comportamento da empresa concorrente pode ser de três tipos: - não lançar nenhum produto novo e prestigiar ainda mais os seus produtos já lançados no mercado, esperando pelo fracasso de mercado do produto concorrente; - passar a investir forte no lançamento de um novo produto muito semelhante àquele já lançado pela concorrência; - passar a investir forte no lançamento de um novo produto, distinto daquele já lançado pela concorrência, mas que concorre pela mesma fatia de mercado. 15. Uma árvore de decisão, também chamada de árvore de jogos, é composta de ramos e nós. Cada nó representa uma etapa do jogo em que um dos jogadores tem de tomar uma decisão. Já um ramo representa uma escolha possível para o jogador, a partir do seu nó, isto é, um ramo é uma ação do conjunto de ações do jogador, em um determinado nó. Descreva as três regras que devem ser seguidas, para elaboração de uma árvore de decisão. A elaboração de uma árvore de decisão deve obedecer as seguintes regras:  Todo nó deve ser representado por, no máximo, um outro nó apenas;  Nenhuma trajetória pode ligar um nó a ele mesmo;  Todo nó na árvore de decisão deve ser sucessor de um único e mesmo nó inicial.