SlideShare uma empresa Scribd logo
EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA – EAD
           COORDENAÇÃO CENTRAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CCEAD
         PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO
                   ESPECIALIZAÇÃO: TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO
                          DISCIPLINA: Informática e Sociedade - IS
                               ATIVIDADE: Seminário Virtual
                                MEDIADOR (A): Neia Guedes
                                      TURMA: PB01IS
                                     DATA: 10/10/2012.
GRUPO A - INTEGRANTES: Amélia Sayonara Regis de Meneses/ Edith de Oliveira Santiago/
    Januario Cordeiro Filho/ Maria de Fátima Vasconcelos Leite/ Sergio Nilson de Faustino/
               Suzane Keilla da Silva Machado/ Winadyjario Barreto dos Santos

   GRUPO B - INTEGRANTES: Elma Silvanda Dantas/ Everaldo da Silva Santana/ Grazielli
Martins Pereira – Coordenadora/ Izabel Cristina Costa de Araújo Rodrigues/ Izaltina Maria dos
Santos/ João Genarte de Araújo Cavalcante/ José Ivaldo Donato Nóbrega/ Norma Menezes de
                                           Almeida




                CONSOLIDAÇÃO: Documento – proposta



         Partindo do princípio que a educação deve atribuir no indivíduo saberes que
desenvolvam competências e habilidades para uma vida ativa no futuro, daí a importância de
organizar a educação dentro de quatro pilares que ao longo da vida servirão de base para o
indivíduo que é aprender a conhecer que é a base da compreensão, aprender a fazer para
poder interagir no meio social, aprender a viver juntos para participar e cooperar de todas as
atividades humanas e aprender a ser que integra os três conceitos. Na escola o que se é mais
aprofundado são os conceitos de aprender a conhecer e a fazer, muitas vezes de forma
distorcida e não associado a uma vida em sociedade.
         Ao aprender a conhecer o indivíduo deverá apropriar-se do conhecimento
sistematizado com a finalidade de aplicabilidade em sua vida humana, a fim de viver
dignamente, compreendendo o mundo em que rodeia na incessante busca do descobrir. O
aumento do saber permite a compreensão de determinados conceitos, compreendendo melhor
                                                                                                 [1]
o ambiente que vivemos alem de desenvolver o conhecimento crítico e a autonomia na
capacidade de emitir opiniões.
         No século XXI o educador precisa desenvolver a aprendizagem significativa no aluno
para que este pilar possa ser atingido na sua intenção, tendo a tecnologia ao seu alcance é
imprescindível o desenvolvimento na autonomia do aluno no que se refere a pesquisas onde o
aluno possa desenvolver a sua autonomia na busca por conhecimento, pois a educação não se
dá só dentro da escola, se o educador conseguir instigar ao aluno a buscar o conhecimento
fora dos muros da escola como também ao longo da vida este pilar será atingido com sucesso.
         O segundo pilar refere-se a aprender a fazer que seja indissociável ao pilar aprender
a conhecer, pois a exemplo da revolução industrial as pessoas foram “programadas” ou
treinadas para aprender a realizar uma atividade mecânica como nas fábricas, sendo um erro
que deve ser superado na medida em que as aprendizagens evoluam não como simples
transmissão de práticas existem outras competências atreladas ao saber fazer que seja tão
importante como a formação técnica, qualidades como o saber comunicar-se, controle
emocional associado às relações interpessoais, saber gerir conflitos enfim atitudes que deve
compor o ser humano.
         O terceiro pilar refere-se a aprender a viver juntos, aprender a viver com os outros
que é um grande desafio na educação, pois em meio a tanta violência, competitividade,
exclusão, a escola deve combater todos esses conflitos através da igualdade de
oportunidades, objetivos e projetos comuns, onde os preconceitos podem ser extintos através
da descoberta e respeito do outro e em um segundo momento a participação em projetos
comuns. A educação tem por missão transmitir conhecimentos, levar as pessoas a tomar
consciência das semelhanças e da interdependência de todos os seres humanos do planeta.
Ao desenvolverem objetivos comuns a partir de projetos comuns os conflitos individuais
tendem a reduzir tomando lugar à valorização do que é comum e não as diferenças.
         O quarto pilar é o aprender a ser que é um princípio fundamental da educação que é
o desenvolvimento total da pessoa, onde o ser humano estará preparado para interagir na
sociedade como sujeito da sua história, com responsabilidade, autonomia e crítica. Daí a
importância da escola em preparar as crianças para compreenderem o mundo e participar dele
como sujeitos responsáveis e justos.
         Assim a educação ao longo da vida baseia-se nos quatro pilares da educação:
aprender a conhecer aprender a fazer, aprender a viver juntos e aprender a ser.


Aprender a conhecer:
       Desenvolver atividades que estimule os alunos a buscarem o conhecimento fora do
        muro da escola, tento a tecnologia como parceira nesse processo através de projetos
        que desenvolvam a autonomia dos alunos. O indivíduo precisa aprender a aprender ao
        longo de toda a vida.



                                                                                                 [2]
Aprender a fazer:
       Adquirir não somente a qualificação profissional, mas competências que torne a pessoa
        apta a enfrentar várias situações e a trabalhar em equipe. Oportunizar experiências aos
        jovens com trabalho em campo, estágios, pesquisas que os permita refletir sobre essas
        vivências adquiridas.


Aprender a viver juntos
       Realizar projetos comuns e preparar-se para gerir conflitos tendo como base o respeito,
        pluralismo de ideias e compreensão mútua.


Aprender a ser
       Oportunizar uma educação igualitária, que valorize as diferenças e as potencialidades
        dos alunos, está em constante construção de novos programas e políticas públicas que
        melhorem a qualidade na educação e desenvolva a sua missão que é formar o ser
        humano para viver na sociedade.




                  Políticas públicas de Gestão voltadas para a Educação


         O ser humano produz conhecimento, técnicas, habilidades, comportamentos e
atitudes que perpetua o saber historicamente produzido que é mediado através da educação.
Sabe-se que a educação se faz por meio do processo pedagógico, necessariamente dialógico
e a gestão democrática como prática educativa deve abarcar os problemas enfrentados pela
escola como forma de reflexão e organização de objetivos que impliquem a solução dos
problemas enfrentados através de uma prática participativa.
         Muitas são as discussões sobre a qualidade do ensino, duas tendências marcam a
nossa era: globalização da informação e participação.          Conceitos básicos citados na
constituição de 88 art.206 retrata “o pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas" e a
"gestão democrática do ensino público" princípios que embasam a autonomia da escola e a
gestão democrática.
         Para se pensar em uma gestão democrática é preciso mudar o pensamento das
pessoas onde toda a comunidade escolar tem responsabilidade na construção e manutenção
do projeto da escola uma vez que a escola deve formar para a cidadania e proporcionar um
melhor conhecimento tendo o aluno como sujeito da aprendizagem. Para verificar se a escola
implantou uma gestão democrática basca analisar como é organizado o seu planejamento, o
conselho escolar, a escolha do livro didático, as reuniões administrativas, pedagógicas, de pais
e alunos. Não é avaliado pela quantidade de atividade e sim pelo efetivo engajamento das
decisões em comum.
         O professor do século XXI deve adotar atitudes importantes como:


                                                                                                   [3]
Ter o conhecimento necessário sobre a função social da escola e as formas mais
       adequadas de condução do trabalho pedagógico.
       Ter a capacitação como ferramenta para o conhecimento tecnológico e assim inovar a
       sua metodologia e inserir o currículo na vida do aluno de forma significativa.
       Reconhecer as complexidades humanas e buscar o conhecimento humano,
       questionando a sua posição no mundo e valorizando a diversidade.
       Conhecer a cultura da escola.
       Preparar as mentes para a espera do inesperado e enfrentar as incertezas com
       coragem e determinação.
       Pensar e trabalhar com e no coletivo da escola levando em conta a diversidade e as
       diferenças entre os sujeitos e suas implicações e posicionamentos com o trabalho
       coletivo.
       Interação com os pais, todos os educadores e toda comunidade escolar.
       Superação dos obstáculos através da troca coletiva e flexibilidade.
       Sabedoria e conhecimento para lidar com diferentes tipos de conflitos dentro da escola.
       Estudar a incompreensão humana como exemplo, o preconceito, violência para então
       desenvolver a compreensão humana.
       Proporcionar atividades de planejamento, acompanhamento, e avaliação do trabalho.
       Favorecer o diálogo e as ações coletivas na tomada de decisões.
       Contribuir com a construção da autonomia dos estudantes proporcionando uma relação
       de respeito, dignidade, diálogo, mútuo e reconhecimento.
       Formar mentes com base na consciência de que o ser humano é parte de uma
       sociedade.


                    Deve-se despertar nos profissionais da educação a necessidade de
buscar o conhecimento continuamente por cursos, grupos de estudos, etc. para que
possam aprimorar os seus conhecimentos, sempre de forma cíclica, não somente em
relação a sua formação, mas, sobretudo a sua valorização como ser humano e
profissional.


Formação e valorização do professor


       Mobilização para a valorização do professor: remuneração, condições dignas e
       humanas para o exercício da profissão;
       Incentivo a formação continuada, estudos e o acompanhamento dos avanços e
       transformações da sociedade para formar cidadãos críticos, participativos e
       com o conhecimento contextualizado para as situações cotidianas, e de acordo
       com a realidade profissional, cultural e familiar do aprendiz;

                                                                                                 [4]
Analise avaliação dos avanços na prática educativa, permitindo momentos de
       discussão para o crescimento e apontamentos nas mudanças necessárias para
       melhor ensino;
        Acompanhamento, monitorar e orientar as situações de ensino/aprendizagem
       visando à compreensão e a formação do aluno integral, globalizado, solidário-
       preparando-o para a tomada de decisões e mediações na sociedade;
       Preparar para o trabalho docente com vistas a estar em consonância com a
       sociedade tecnológica e comunicacional;
       Promoção de formação continuada de educadores para a educação em um
       mundo digital, considerando o novo perfil do aluno e o uso das TIC;
       Criação e fortalecimento de redes de aprendizagem, garantindo assim o
       acesso a diferentes conteúdos e a colaboração entre educadores e alunos;
       Discussão com os gestores, visando garantir os recursos necessários para o
       desenvolvimento de projetos utilizando as TIC na escola.



                        ENSINO APRENDIZAGEM – TRÊS EIXOS


                  Na nossa concepção podemos destacar três obstáculos prioritários, um tripé
que nos posiciona no estudo desta pesquisa: um deles é o currículo, que se encontra
ultrapassado e se confrontando em gênero, grau e número com este acervo diferenciado e
dinâmico que chegara a Escola; como podemos afirmar na citação de MARINHO, 2006.


               “mas essas máquinas convivem com matrizes curriculares que praticamente
               lembram a escola da Idade Média. O novo e o muito velho. Lado a lado,
               buscando formar cidadãos do século XXI.”

       HERNANDEZ, nos contribui a seguir um pouco mais sobre currículo:
               O currículo (...) não seria o que esta em um documento oficial nem o que
               contem um livro-texto ou o que o professor decide que vai ensinar a cada dia.
               O currículo, deste ponto de vista, se amplia e passa a ser o que vivemos, as
               relações que mantemos ou desejamos, os saberes que construímos ao nos
               apropriarmos da informação transformando-a em conhecimento quando a
               transferimos a situações novas ou o papel que desempenhamos em nosso
               ambiente social. Como trama de relações e representações, não como espaço
               físico. (2006, p. 51)

                  O segundo obstáculo é o professor, por ser responsável neste eixo –
ensino-aprendizagem – faltando à capacitação adequada a cada nível de conhecimento
tecnológico específico ao mesmo, na inovação de instigação desta prática diferenciada; Terá
uma atuação satisfatória? Ele sabe que sua responsabilidade é de grande valia para a
Educação fluir, portanto, podemos vê em Ramal a imensa responsabilidade de este ser
Educador:
                                                                                               [5]
O professor... Nos conteúdos atitudinais, como educador, comprometendo-se
               com o desafio de estimular a consciência crítica para que todos os recursos
               desse novo mundo sejam utilizados a serviço da construção de uma
               humanidade também nova, com base nos critérios de justiça social e respeito à
               dignidade humana. (RAMAL, 2000).


                  O terceiro é a metodologia, o caminho e atuação deste professor
capacitado, praticando o currículo atualizado; pois este obstáculo, nós consideramos, o grande
trunfo do mundo midiático; contanto, mudar o currículo, capacitando o professor e não adequar
e direcionar as metodologias aos novos caminhos trilhados para o ensino aprendizagem é
planejar uma viagem, se preparar com os vestuários adequados a tal localidade e por fim não
saber como chegar ao destino objetivado.




REFERÊNCIAS

DELORS, Jacques. EDUCAÇÃO NA SOCIEDADE DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO: O
RELATÓRIO DELORS. Disponível em: http://www.eproinfo.mec.gov.br. Acesso em: 12 set.
2012.


GADOTTI, MOACIR. O PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DA ESCOLA na perspectiva de
uma educação para a cidadania


GANDIN, D. A Prática do Planejamento Participativo. Petrópolis. Editora Vozes, pp 98-102.
Disponível   em    http://danilogandin.blogspot.com.br/2011/07/planejamento-participativo.html
acesso em 17 jul.2012


HERNÁNDEZ, Fernando. Por que dizemos que somos a favor da educação, se optamos por
um caminho que deseduca e exclui? In: SANCHO, HERNÁNDEZ et al. Tecnologias para a
transformar a Educação. Porto Alegre: ArtMed, 2006


http://www.conteudoescola.com.br/resenhas/89/ acesso em 09 set.2012


http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ue000009.pdf acesso em 08 set.2012


http://www.ead.fea.usp.br/semead/12semead/resultado/trabalhosPDF/473.pdf acesso em 16
jul.2012
                                                                                                 [6]
MORIN, Edgar. OS SETE SABERES NECESSÁRIOS À EDUCAÇÃO DO FUTURO.
Disponível em: http://www.eproinfo.mec.gov.br. Acesso em: 12 set. 2012.


PILARES DELORS.wmv. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=ktTOxaZOtmM.
Acesso em:12 Set. 23012.


RAMAL, Andrea Cecília. O computador vai substituir o professor? Revista Aulas e Cursos
(UOL), mar. 2000. Disponível em: <http://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&ct=res


RODRIGUES, Izabel Cristina Costa de Araújo. ENSINO: RECURSOS TECNOLÓGICOS X
GEOGRAFIA - Inserção das Tecnologias na Prática de Ensino da Geografia no Município de
Dona Inês/PB – Guarabira: UEPB, 2012.


Sete Saberes Necessários par Educação do Futuro Edgar Morin. Disponível em:
http://www.youtube.com/watch?v=Ta8M5ii06zs. Acesso em: 10 Set. 2012.




                                                                                         [7]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ce05 grupo b-is-docproposta1
Ce05 grupo b-is-docproposta1Ce05 grupo b-is-docproposta1
Ce05 grupo b-is-docproposta1
Cleangela
 
Protagonismo juvenil
Protagonismo juvenilProtagonismo juvenil
A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
Kelly Sauerbonn
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escola
Johnny Ribeiro
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Editora Moderna
 
Etica protagonismo juvenil
Etica   protagonismo juvenilEtica   protagonismo juvenil
Etica protagonismo juvenil
tatyathaydes
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
ANA GRALHEIRO
 
TR35_G02_Ana Flávia Camboim
TR35_G02_Ana Flávia CamboimTR35_G02_Ana Flávia Camboim
TR35_G02_Ana Flávia Camboim
Ana Flávia Luna
 
Ad1 de Didatica - Educação
Ad1 de Didatica - EducaçãoAd1 de Didatica - Educação
Ad1 de Didatica - Educação
BRUNAAlvesPereiraDEO
 
didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2
jairdeoliveirajunior
 
Convivencia democratica protagonismo juvenil
Convivencia democratica   protagonismo juvenilConvivencia democratica   protagonismo juvenil
Convivencia democratica protagonismo juvenil
tatyathaydes
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
AMG Sobrenome
 
Grupo I
Grupo IGrupo I
Resumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integralResumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integral
escolabeatriz
 
Projetocenet
ProjetocenetProjetocenet
Projetocenet
fceemarcia
 
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
Paulo Lima
 
@rca2010
@rca2010@rca2010
@rca2010
Henrique Santos
 

Mais procurados (17)

Ce05 grupo b-is-docproposta1
Ce05 grupo b-is-docproposta1Ce05 grupo b-is-docproposta1
Ce05 grupo b-is-docproposta1
 
Protagonismo juvenil
Protagonismo juvenilProtagonismo juvenil
Protagonismo juvenil
 
A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escola
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
 
Etica protagonismo juvenil
Etica   protagonismo juvenilEtica   protagonismo juvenil
Etica protagonismo juvenil
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
TR35_G02_Ana Flávia Camboim
TR35_G02_Ana Flávia CamboimTR35_G02_Ana Flávia Camboim
TR35_G02_Ana Flávia Camboim
 
Ad1 de Didatica - Educação
Ad1 de Didatica - EducaçãoAd1 de Didatica - Educação
Ad1 de Didatica - Educação
 
didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2
 
Convivencia democratica protagonismo juvenil
Convivencia democratica   protagonismo juvenilConvivencia democratica   protagonismo juvenil
Convivencia democratica protagonismo juvenil
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
Grupo I
Grupo IGrupo I
Grupo I
 
Resumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integralResumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integral
 
Projetocenet
ProjetocenetProjetocenet
Projetocenet
 
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
 
@rca2010
@rca2010@rca2010
@rca2010
 

Destaque

Ead Manual Aluno
Ead Manual AlunoEad Manual Aluno
Ead Manual Aluno
Gfilizzola
 
Manual de inscrição prêmio
Manual de inscrição prêmioManual de inscrição prêmio
Manual de inscrição prêmio
blogbrasil
 
Ciências naturais i
Ciências naturais iCiências naturais i
Ciências naturais i
Jonaldo Vieira Nunes
 
O estatuto da juventude em questão
O estatuto da juventude em questãoO estatuto da juventude em questão
O estatuto da juventude em questão
UFPB
 
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
gisianevieiraanana
 
Edital mostra iniciação científica
Edital mostra iniciação científicaEdital mostra iniciação científica
Edital mostra iniciação científica
Cícero Sanderson Tavares Teles
 
Cap7
Cap7Cap7
Cap7
UNICEP
 
Parablog
ParablogParablog
Parablog
Maria da Silva
 
Lei n° 3682
Lei  n° 3682Lei  n° 3682
Lei n° 3682
Humberto Ferreira
 
Fnlij lança edição de concursos para 2012
Fnlij lança edição de concursos para 2012Fnlij lança edição de concursos para 2012
Fnlij lança edição de concursos para 2012
Instituto Uka
 
Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...
Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...
Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...
MarianaBauer
 
Edital PET (Programa de Educação Tutorial)
Edital PET (Programa de Educação Tutorial)Edital PET (Programa de Educação Tutorial)
Edital PET (Programa de Educação Tutorial)
Michael Douglas
 
189118887003
189118887003189118887003
189118887003
Marcia Gomes
 
Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...
Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...
Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...
UFPB
 
Perspectivas da escola e perspectivas dos professores. prof ms. elicio gome...
Perspectivas  da escola e perspectivas dos  professores. prof ms. elicio gome...Perspectivas  da escola e perspectivas dos  professores. prof ms. elicio gome...
Perspectivas da escola e perspectivas dos professores. prof ms. elicio gome...
Elicio Lima
 
Edital 28 seleção de tutores correto
Edital 28   seleção de tutores corretoEdital 28   seleção de tutores correto
Edital 28 seleção de tutores correto
capacitacaoufcg
 
Angelus in caution o libro - cenário 01 - a5
Angelus in caution   o libro - cenário 01 - a5Angelus in caution   o libro - cenário 01 - a5
Angelus in caution o libro - cenário 01 - a5
Oseias S S Luz
 
Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.
Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.
Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.
MarianaBauer
 

Destaque (20)

Ead Manual Aluno
Ead Manual AlunoEad Manual Aluno
Ead Manual Aluno
 
Manual de inscrição prêmio
Manual de inscrição prêmioManual de inscrição prêmio
Manual de inscrição prêmio
 
Diario eletronico
Diario eletronicoDiario eletronico
Diario eletronico
 
Ciências naturais i
Ciências naturais iCiências naturais i
Ciências naturais i
 
O estatuto da juventude em questão
O estatuto da juventude em questãoO estatuto da juventude em questão
O estatuto da juventude em questão
 
457484
457484457484
457484
 
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
TÓPICOS UTILIZADOS NA PALESTRA COM OS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL H...
 
Edital mostra iniciação científica
Edital mostra iniciação científicaEdital mostra iniciação científica
Edital mostra iniciação científica
 
Cap7
Cap7Cap7
Cap7
 
Parablog
ParablogParablog
Parablog
 
Lei n° 3682
Lei  n° 3682Lei  n° 3682
Lei n° 3682
 
Fnlij lança edição de concursos para 2012
Fnlij lança edição de concursos para 2012Fnlij lança edição de concursos para 2012
Fnlij lança edição de concursos para 2012
 
Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...
Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...
Colégio Estadual Paula Soares: a prática reflexiva como narrativa da vida ins...
 
Edital PET (Programa de Educação Tutorial)
Edital PET (Programa de Educação Tutorial)Edital PET (Programa de Educação Tutorial)
Edital PET (Programa de Educação Tutorial)
 
189118887003
189118887003189118887003
189118887003
 
Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...
Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...
Viagem entre o senegal e a gâmbia: a mobilidade e a circulação de pessoas em ...
 
Perspectivas da escola e perspectivas dos professores. prof ms. elicio gome...
Perspectivas  da escola e perspectivas dos  professores. prof ms. elicio gome...Perspectivas  da escola e perspectivas dos  professores. prof ms. elicio gome...
Perspectivas da escola e perspectivas dos professores. prof ms. elicio gome...
 
Edital 28 seleção de tutores correto
Edital 28   seleção de tutores corretoEdital 28   seleção de tutores correto
Edital 28 seleção de tutores correto
 
Angelus in caution o libro - cenário 01 - a5
Angelus in caution   o libro - cenário 01 - a5Angelus in caution   o libro - cenário 01 - a5
Angelus in caution o libro - cenário 01 - a5
 
Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.
Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.
Eleição de Diretores: reflexões e questionamentos de uma experiência.
 

Semelhante a Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta

Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
ATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIOATIVIDADE PUC RIO
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Jesica Hencke
 
1 proposta curricular geral
1   proposta curricular geral1   proposta curricular geral
1 proposta curricular geral
Eduardo Lopes
 
Desafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferenteDesafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferente
slucarz
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
slucarz
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
slucarz
 
Apresentação - Seminário
Apresentação - SeminárioApresentação - Seminário
Apresentação - Seminário
tecnologiasdaeducacao
 
Congresso apres. wildete inovações e ppp
Congresso apres. wildete inovações e pppCongresso apres. wildete inovações e ppp
Congresso apres. wildete inovações e ppp
Wildete Silva
 
plano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdf
plano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdfplano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdf
plano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdf
EduardoAparecidoAmbr
 
Aula+9
Aula+9Aula+9
O uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aulaO uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aula
Edison Paulo
 
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular   em consulta para aprovaçãoProjecto educativo e curricular   em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
ANA GRALHEIRO
 
Aprender a conhecer
Aprender a conhecerAprender a conhecer
Aprender a conhecer
Prefeitura Municipal de Itabuna
 
GestãO DemocráTica
GestãO DemocráTicaGestãO DemocráTica
GestãO DemocráTica
guest0c0b6b
 
Grupo a atividade_is
Grupo a atividade_isGrupo a atividade_is
Grupo a atividade_is
Luciana
 
Apresentação janice raimundo
Apresentação janice raimundoApresentação janice raimundo
Apresentação janice raimundo
janiteacher Simoes
 
Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)
Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)
Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)
IvanDias28
 
AD1-1° semestre de 2018-Didática
AD1-1° semestre de 2018-DidáticaAD1-1° semestre de 2018-Didática
AD1-1° semestre de 2018-Didática
valeriaalvesmazza
 
Fundacao D Pedro IV - 2011
Fundacao D Pedro IV - 2011Fundacao D Pedro IV - 2011
Fundacao D Pedro IV - 2011
Henrique Santos
 

Semelhante a Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta (20)

Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
 
ATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIOATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIO
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
 
1 proposta curricular geral
1   proposta curricular geral1   proposta curricular geral
1 proposta curricular geral
 
Desafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferenteDesafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferente
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
 
Apresentação - Seminário
Apresentação - SeminárioApresentação - Seminário
Apresentação - Seminário
 
Congresso apres. wildete inovações e ppp
Congresso apres. wildete inovações e pppCongresso apres. wildete inovações e ppp
Congresso apres. wildete inovações e ppp
 
plano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdf
plano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdfplano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdf
plano-de-acao-escolas-pei-oficial.pdf
 
Aula+9
Aula+9Aula+9
Aula+9
 
O uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aulaO uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aula
 
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular   em consulta para aprovaçãoProjecto educativo e curricular   em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
 
Aprender a conhecer
Aprender a conhecerAprender a conhecer
Aprender a conhecer
 
GestãO DemocráTica
GestãO DemocráTicaGestãO DemocráTica
GestãO DemocráTica
 
Grupo a atividade_is
Grupo a atividade_isGrupo a atividade_is
Grupo a atividade_is
 
Apresentação janice raimundo
Apresentação janice raimundoApresentação janice raimundo
Apresentação janice raimundo
 
Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)
Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)
Curso Docente (Curso de Tecnicas Inicias de Docente)
 
AD1-1° semestre de 2018-Didática
AD1-1° semestre de 2018-DidáticaAD1-1° semestre de 2018-Didática
AD1-1° semestre de 2018-Didática
 
Fundacao D Pedro IV - 2011
Fundacao D Pedro IV - 2011Fundacao D Pedro IV - 2011
Fundacao D Pedro IV - 2011
 

Mais de Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB

HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdfHINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
sapo campeão.pdf
sapo campeão.pdfsapo campeão.pdf
sacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leiturasacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leitura
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
clara curriculo.pdf
clara curriculo.pdfclara curriculo.pdf
Currículo - Laís (1).pdf
Currículo - Laís (1).pdfCurrículo - Laís (1).pdf
gatoxadrez.pdf
gatoxadrez.pdfgatoxadrez.pdf
Joaoeopedefeijao
JoaoeopedefeijaoJoaoeopedefeijao
Cartilha de alfa1
Cartilha de alfa1Cartilha de alfa1
2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
A raposa e as uvas esopo
A raposa e as uvas   esopoA raposa e as uvas   esopo
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Lendas do folclore brasileiro
Lendas do folclore brasileiroLendas do folclore brasileiro
Album do folclore
Album do folcloreAlbum do folclore
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASSaci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASIara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASLobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Sequencia 2 ana lucia
Sequencia 2  ana luciaSequencia 2  ana lucia
Tarefinha das vogais creche
Tarefinha das vogais crecheTarefinha das vogais creche
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasilProva de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 

Mais de Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB (20)

HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdfHINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
HINO OFICIAL DE DONA INES EM DESENHO.pdf
 
sapo campeão.pdf
sapo campeão.pdfsapo campeão.pdf
sapo campeão.pdf
 
sacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leiturasacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leitura
 
clara curriculo.pdf
clara curriculo.pdfclara curriculo.pdf
clara curriculo.pdf
 
Currículo - Laís (1).pdf
Currículo - Laís (1).pdfCurrículo - Laís (1).pdf
Currículo - Laís (1).pdf
 
gatoxadrez.pdf
gatoxadrez.pdfgatoxadrez.pdf
gatoxadrez.pdf
 
Joaoeopedefeijao
JoaoeopedefeijaoJoaoeopedefeijao
Joaoeopedefeijao
 
Cartilha de alfa1
Cartilha de alfa1Cartilha de alfa1
Cartilha de alfa1
 
2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel2 antonio mariz professora izabel
2 antonio mariz professora izabel
 
3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel3 antonio mariz professora izabel
3 antonio mariz professora izabel
 
A raposa e as uvas esopo
A raposa e as uvas   esopoA raposa e as uvas   esopo
A raposa e as uvas esopo
 
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
Símbolos de Dona Inês Paraíba 2020
 
Lendas do folclore brasileiro
Lendas do folclore brasileiroLendas do folclore brasileiro
Lendas do folclore brasileiro
 
Album do folclore
Album do folcloreAlbum do folclore
Album do folclore
 
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASSaci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Saci - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
 
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASIara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Iara - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
 
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMASLobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
Lobisomem - LENDA FOLCLÓRICA EM SITUAÇÕES PROLEMAS
 
Sequencia 2 ana lucia
Sequencia 2  ana luciaSequencia 2  ana lucia
Sequencia 2 ana lucia
 
Tarefinha das vogais creche
Tarefinha das vogais crecheTarefinha das vogais creche
Tarefinha das vogais creche
 
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasilProva de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
Prova de geografia - bandeiras, mapa, estados, capitais e siglas do brasil
 

Último

Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
MiriamCamily
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 

Último (20)

Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 

Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta

  • 1. EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA – EAD COORDENAÇÃO CENTRAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CCEAD PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO - PUC-RIO ESPECIALIZAÇÃO: TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO DISCIPLINA: Informática e Sociedade - IS ATIVIDADE: Seminário Virtual MEDIADOR (A): Neia Guedes TURMA: PB01IS DATA: 10/10/2012. GRUPO A - INTEGRANTES: Amélia Sayonara Regis de Meneses/ Edith de Oliveira Santiago/ Januario Cordeiro Filho/ Maria de Fátima Vasconcelos Leite/ Sergio Nilson de Faustino/ Suzane Keilla da Silva Machado/ Winadyjario Barreto dos Santos GRUPO B - INTEGRANTES: Elma Silvanda Dantas/ Everaldo da Silva Santana/ Grazielli Martins Pereira – Coordenadora/ Izabel Cristina Costa de Araújo Rodrigues/ Izaltina Maria dos Santos/ João Genarte de Araújo Cavalcante/ José Ivaldo Donato Nóbrega/ Norma Menezes de Almeida CONSOLIDAÇÃO: Documento – proposta Partindo do princípio que a educação deve atribuir no indivíduo saberes que desenvolvam competências e habilidades para uma vida ativa no futuro, daí a importância de organizar a educação dentro de quatro pilares que ao longo da vida servirão de base para o indivíduo que é aprender a conhecer que é a base da compreensão, aprender a fazer para poder interagir no meio social, aprender a viver juntos para participar e cooperar de todas as atividades humanas e aprender a ser que integra os três conceitos. Na escola o que se é mais aprofundado são os conceitos de aprender a conhecer e a fazer, muitas vezes de forma distorcida e não associado a uma vida em sociedade. Ao aprender a conhecer o indivíduo deverá apropriar-se do conhecimento sistematizado com a finalidade de aplicabilidade em sua vida humana, a fim de viver dignamente, compreendendo o mundo em que rodeia na incessante busca do descobrir. O aumento do saber permite a compreensão de determinados conceitos, compreendendo melhor [1]
  • 2. o ambiente que vivemos alem de desenvolver o conhecimento crítico e a autonomia na capacidade de emitir opiniões. No século XXI o educador precisa desenvolver a aprendizagem significativa no aluno para que este pilar possa ser atingido na sua intenção, tendo a tecnologia ao seu alcance é imprescindível o desenvolvimento na autonomia do aluno no que se refere a pesquisas onde o aluno possa desenvolver a sua autonomia na busca por conhecimento, pois a educação não se dá só dentro da escola, se o educador conseguir instigar ao aluno a buscar o conhecimento fora dos muros da escola como também ao longo da vida este pilar será atingido com sucesso. O segundo pilar refere-se a aprender a fazer que seja indissociável ao pilar aprender a conhecer, pois a exemplo da revolução industrial as pessoas foram “programadas” ou treinadas para aprender a realizar uma atividade mecânica como nas fábricas, sendo um erro que deve ser superado na medida em que as aprendizagens evoluam não como simples transmissão de práticas existem outras competências atreladas ao saber fazer que seja tão importante como a formação técnica, qualidades como o saber comunicar-se, controle emocional associado às relações interpessoais, saber gerir conflitos enfim atitudes que deve compor o ser humano. O terceiro pilar refere-se a aprender a viver juntos, aprender a viver com os outros que é um grande desafio na educação, pois em meio a tanta violência, competitividade, exclusão, a escola deve combater todos esses conflitos através da igualdade de oportunidades, objetivos e projetos comuns, onde os preconceitos podem ser extintos através da descoberta e respeito do outro e em um segundo momento a participação em projetos comuns. A educação tem por missão transmitir conhecimentos, levar as pessoas a tomar consciência das semelhanças e da interdependência de todos os seres humanos do planeta. Ao desenvolverem objetivos comuns a partir de projetos comuns os conflitos individuais tendem a reduzir tomando lugar à valorização do que é comum e não as diferenças. O quarto pilar é o aprender a ser que é um princípio fundamental da educação que é o desenvolvimento total da pessoa, onde o ser humano estará preparado para interagir na sociedade como sujeito da sua história, com responsabilidade, autonomia e crítica. Daí a importância da escola em preparar as crianças para compreenderem o mundo e participar dele como sujeitos responsáveis e justos. Assim a educação ao longo da vida baseia-se nos quatro pilares da educação: aprender a conhecer aprender a fazer, aprender a viver juntos e aprender a ser. Aprender a conhecer: Desenvolver atividades que estimule os alunos a buscarem o conhecimento fora do muro da escola, tento a tecnologia como parceira nesse processo através de projetos que desenvolvam a autonomia dos alunos. O indivíduo precisa aprender a aprender ao longo de toda a vida. [2]
  • 3. Aprender a fazer: Adquirir não somente a qualificação profissional, mas competências que torne a pessoa apta a enfrentar várias situações e a trabalhar em equipe. Oportunizar experiências aos jovens com trabalho em campo, estágios, pesquisas que os permita refletir sobre essas vivências adquiridas. Aprender a viver juntos Realizar projetos comuns e preparar-se para gerir conflitos tendo como base o respeito, pluralismo de ideias e compreensão mútua. Aprender a ser Oportunizar uma educação igualitária, que valorize as diferenças e as potencialidades dos alunos, está em constante construção de novos programas e políticas públicas que melhorem a qualidade na educação e desenvolva a sua missão que é formar o ser humano para viver na sociedade. Políticas públicas de Gestão voltadas para a Educação O ser humano produz conhecimento, técnicas, habilidades, comportamentos e atitudes que perpetua o saber historicamente produzido que é mediado através da educação. Sabe-se que a educação se faz por meio do processo pedagógico, necessariamente dialógico e a gestão democrática como prática educativa deve abarcar os problemas enfrentados pela escola como forma de reflexão e organização de objetivos que impliquem a solução dos problemas enfrentados através de uma prática participativa. Muitas são as discussões sobre a qualidade do ensino, duas tendências marcam a nossa era: globalização da informação e participação. Conceitos básicos citados na constituição de 88 art.206 retrata “o pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas" e a "gestão democrática do ensino público" princípios que embasam a autonomia da escola e a gestão democrática. Para se pensar em uma gestão democrática é preciso mudar o pensamento das pessoas onde toda a comunidade escolar tem responsabilidade na construção e manutenção do projeto da escola uma vez que a escola deve formar para a cidadania e proporcionar um melhor conhecimento tendo o aluno como sujeito da aprendizagem. Para verificar se a escola implantou uma gestão democrática basca analisar como é organizado o seu planejamento, o conselho escolar, a escolha do livro didático, as reuniões administrativas, pedagógicas, de pais e alunos. Não é avaliado pela quantidade de atividade e sim pelo efetivo engajamento das decisões em comum. O professor do século XXI deve adotar atitudes importantes como: [3]
  • 4. Ter o conhecimento necessário sobre a função social da escola e as formas mais adequadas de condução do trabalho pedagógico. Ter a capacitação como ferramenta para o conhecimento tecnológico e assim inovar a sua metodologia e inserir o currículo na vida do aluno de forma significativa. Reconhecer as complexidades humanas e buscar o conhecimento humano, questionando a sua posição no mundo e valorizando a diversidade. Conhecer a cultura da escola. Preparar as mentes para a espera do inesperado e enfrentar as incertezas com coragem e determinação. Pensar e trabalhar com e no coletivo da escola levando em conta a diversidade e as diferenças entre os sujeitos e suas implicações e posicionamentos com o trabalho coletivo. Interação com os pais, todos os educadores e toda comunidade escolar. Superação dos obstáculos através da troca coletiva e flexibilidade. Sabedoria e conhecimento para lidar com diferentes tipos de conflitos dentro da escola. Estudar a incompreensão humana como exemplo, o preconceito, violência para então desenvolver a compreensão humana. Proporcionar atividades de planejamento, acompanhamento, e avaliação do trabalho. Favorecer o diálogo e as ações coletivas na tomada de decisões. Contribuir com a construção da autonomia dos estudantes proporcionando uma relação de respeito, dignidade, diálogo, mútuo e reconhecimento. Formar mentes com base na consciência de que o ser humano é parte de uma sociedade. Deve-se despertar nos profissionais da educação a necessidade de buscar o conhecimento continuamente por cursos, grupos de estudos, etc. para que possam aprimorar os seus conhecimentos, sempre de forma cíclica, não somente em relação a sua formação, mas, sobretudo a sua valorização como ser humano e profissional. Formação e valorização do professor Mobilização para a valorização do professor: remuneração, condições dignas e humanas para o exercício da profissão; Incentivo a formação continuada, estudos e o acompanhamento dos avanços e transformações da sociedade para formar cidadãos críticos, participativos e com o conhecimento contextualizado para as situações cotidianas, e de acordo com a realidade profissional, cultural e familiar do aprendiz; [4]
  • 5. Analise avaliação dos avanços na prática educativa, permitindo momentos de discussão para o crescimento e apontamentos nas mudanças necessárias para melhor ensino; Acompanhamento, monitorar e orientar as situações de ensino/aprendizagem visando à compreensão e a formação do aluno integral, globalizado, solidário- preparando-o para a tomada de decisões e mediações na sociedade; Preparar para o trabalho docente com vistas a estar em consonância com a sociedade tecnológica e comunicacional; Promoção de formação continuada de educadores para a educação em um mundo digital, considerando o novo perfil do aluno e o uso das TIC; Criação e fortalecimento de redes de aprendizagem, garantindo assim o acesso a diferentes conteúdos e a colaboração entre educadores e alunos; Discussão com os gestores, visando garantir os recursos necessários para o desenvolvimento de projetos utilizando as TIC na escola. ENSINO APRENDIZAGEM – TRÊS EIXOS Na nossa concepção podemos destacar três obstáculos prioritários, um tripé que nos posiciona no estudo desta pesquisa: um deles é o currículo, que se encontra ultrapassado e se confrontando em gênero, grau e número com este acervo diferenciado e dinâmico que chegara a Escola; como podemos afirmar na citação de MARINHO, 2006. “mas essas máquinas convivem com matrizes curriculares que praticamente lembram a escola da Idade Média. O novo e o muito velho. Lado a lado, buscando formar cidadãos do século XXI.” HERNANDEZ, nos contribui a seguir um pouco mais sobre currículo: O currículo (...) não seria o que esta em um documento oficial nem o que contem um livro-texto ou o que o professor decide que vai ensinar a cada dia. O currículo, deste ponto de vista, se amplia e passa a ser o que vivemos, as relações que mantemos ou desejamos, os saberes que construímos ao nos apropriarmos da informação transformando-a em conhecimento quando a transferimos a situações novas ou o papel que desempenhamos em nosso ambiente social. Como trama de relações e representações, não como espaço físico. (2006, p. 51) O segundo obstáculo é o professor, por ser responsável neste eixo – ensino-aprendizagem – faltando à capacitação adequada a cada nível de conhecimento tecnológico específico ao mesmo, na inovação de instigação desta prática diferenciada; Terá uma atuação satisfatória? Ele sabe que sua responsabilidade é de grande valia para a Educação fluir, portanto, podemos vê em Ramal a imensa responsabilidade de este ser Educador: [5]
  • 6. O professor... Nos conteúdos atitudinais, como educador, comprometendo-se com o desafio de estimular a consciência crítica para que todos os recursos desse novo mundo sejam utilizados a serviço da construção de uma humanidade também nova, com base nos critérios de justiça social e respeito à dignidade humana. (RAMAL, 2000). O terceiro é a metodologia, o caminho e atuação deste professor capacitado, praticando o currículo atualizado; pois este obstáculo, nós consideramos, o grande trunfo do mundo midiático; contanto, mudar o currículo, capacitando o professor e não adequar e direcionar as metodologias aos novos caminhos trilhados para o ensino aprendizagem é planejar uma viagem, se preparar com os vestuários adequados a tal localidade e por fim não saber como chegar ao destino objetivado. REFERÊNCIAS DELORS, Jacques. EDUCAÇÃO NA SOCIEDADE DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO: O RELATÓRIO DELORS. Disponível em: http://www.eproinfo.mec.gov.br. Acesso em: 12 set. 2012. GADOTTI, MOACIR. O PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DA ESCOLA na perspectiva de uma educação para a cidadania GANDIN, D. A Prática do Planejamento Participativo. Petrópolis. Editora Vozes, pp 98-102. Disponível em http://danilogandin.blogspot.com.br/2011/07/planejamento-participativo.html acesso em 17 jul.2012 HERNÁNDEZ, Fernando. Por que dizemos que somos a favor da educação, se optamos por um caminho que deseduca e exclui? In: SANCHO, HERNÁNDEZ et al. Tecnologias para a transformar a Educação. Porto Alegre: ArtMed, 2006 http://www.conteudoescola.com.br/resenhas/89/ acesso em 09 set.2012 http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ue000009.pdf acesso em 08 set.2012 http://www.ead.fea.usp.br/semead/12semead/resultado/trabalhosPDF/473.pdf acesso em 16 jul.2012 [6]
  • 7. MORIN, Edgar. OS SETE SABERES NECESSÁRIOS À EDUCAÇÃO DO FUTURO. Disponível em: http://www.eproinfo.mec.gov.br. Acesso em: 12 set. 2012. PILARES DELORS.wmv. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=ktTOxaZOtmM. Acesso em:12 Set. 23012. RAMAL, Andrea Cecília. O computador vai substituir o professor? Revista Aulas e Cursos (UOL), mar. 2000. Disponível em: <http://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&ct=res RODRIGUES, Izabel Cristina Costa de Araújo. ENSINO: RECURSOS TECNOLÓGICOS X GEOGRAFIA - Inserção das Tecnologias na Prática de Ensino da Geografia no Município de Dona Inês/PB – Guarabira: UEPB, 2012. Sete Saberes Necessários par Educação do Futuro Edgar Morin. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=Ta8M5ii06zs. Acesso em: 10 Set. 2012. [7]