SlideShare uma empresa Scribd logo
Disciplina: Seminário-Sociedade e Informática
Mediador (a): Marilene da Silva
Conteudista:
Turma: GO01IS
Grupo “A”: Ana Lucia Pereira Mendonça Santos
           Aparecida de Fátima Liberal
           Eliane Maria Mendanha
           José Antonino de Lima
           Luciana Barbosa
           Nelly Guimaraes


                                  Documento-Proposta


       Ao analisar as reflexões dos autores e associá-las às políticas públicas já
existentes, considera-se desnecessário implantar outras ações, então, precisa-se é
implementá-las, ou seja, colocá-las em prática.    Este é um desafio dos docentes,
utilizar métodos facilitadores que potencializa o desenvolvimento dos quatro pilares
aprender a aprender, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver .
       Partindo do princípio de Edgar Morim, suprimir as disciplinas será utopia, o
ideal é compreendê-las nas suas respectivas áreas do conhecimento e integrá-las por
meio de estratégias adequadas. A LDB é um exemplo claro dessa integração, quando
divide o currículo obrigatório em áreas. Além dessa integração proposta pela LDB
eliminar à distância e a desigualdade entre o papel do professor e do aluno é outro
aspecto fundamental na relação com o objeto de conhecimento, para Carl Rogers a
aprendizagem transcorre quando ambos são colocados no mesmo nível, ou seja,
assumem as mesmas responsabilidades no processo.
       Nessa perspectiva, uma das necessidades fundamental na docência é a
compreensão da complexidade das práticas educativas pautadas na fundamentação
teórica associadas à reflexão e a pesquisa. Essa relação entre teoria e prática deve
ser estabelecida desde a formação dos professores. Nesse sentido o trabalho docente
deve possibilitar ao educando a contextualização por meio do desenvolvimento da
capacidade de aprender a fazer e juntar-se ao saber ser para contemplar as
exigências de atividades complexas.
       Considerando a explicação de Morim no texto “Os setes saberes necessários à
educação do futuro” sobre a percepção visual de um objeto, entende-se que o
conhecimento perpassa por uma filtragem até que seja processado mentalmente.



                                                                                       [1]
Assim o conhecimento não é construído de forma linear, o ser humano tem a
capacidade de visualizá-lo, associá-lo e dar sentido a ele. Para isso precisa repensar a
maneira de ensinar, o que ensinar e com o que ensinar, pois no mundo em que
vivemos o conhecimento fragmentado pode não ser suficiente para entendermos um
novo fenômeno. Nesse sentido o ensino deve dar significado às diversas dimensões
do conhecimento. E essas dimensões podem estar além do conhecimento
concentrado na visão profissional, ele deve ser pautado nas múltiplas dimensões
sociais que engloba a vida humana. Isso significa que nem sempre o indivíduo
percorrerá os caminhos como se fosse traçado em mapas, os obstáculos surgirão que
às vezes não tem fundamentos nas ciências. Para isso o indivíduo necessita do
preparo para superá-los.
       Outra proposta que favoreça ações estratégicas que fortaleçam o papel do
professor neste mundo globalizado e complexo mediado pelas tecnologias, é a
construção de uma nova prática pedagógica diretamente ligada a uma nova visão de
mundo, na conscientização e adaptação de novos movimentos sociais e culturais em
que estamos inseridos sem esquecer-se das nossas raízes do conhecimento, pois são
elas que sustentam e fundamentam as relações cotidianas. Para isso é necessário,
portanto compreender a função social da educação para propiciar ao aluno a
compreensão da realidade, como produto das relações sociais que o homem produziu
a partir de suas necessidades. Um dos aspectos importantes para essa reconstrução é
saber que o mundo está em constante mudança e a educação deve ser vista como
forma de aprendizagem constantemente e aperfeiçoando do conhecimento.
       Morin, expande a ideia sobre a capacidade do ser humano em adaptar-se a
várias transformações, bem como a aquisição do conhecimento e fala também sobre a
convergência entre todas as ciências e a identidade humana. A transformação é o
conjunto de ações pelas quais o indivíduo interage com a realidade, modificando-a, e
se modificando na medida em que se adapta a ela. Ciência, ética, tecnologia,
linguagem, cultura e emoções, são partes de uma realidade que transforma e é
transformado continuamente, o que mantém estreita relação com o processo de
aprendizagem e aquisição do conhecimento. Nessa vertente, é preciso reconhecer
que a capacidade intelectual de aprendizagem não está distante da capacidade
emocional do ser humano. A evolução do conhecimento, individual ou da humanidade
se dá progressiva e interativamente através do confronto com a realidade, e das
relações humanas, identificando que o processo educacional não está circunscrito
unicamente à razão, mas, sobretudo a grande interferência de variáveis de ordem
emocional.



                                                                                           [2]
A proposta pedagógica apresentada deve ser coerente com a teoria de Morim,
onde atividades indicadas ao aluno permitam a construção permanente do
conhecimento a partir de sua própria experiência no processo de interação com o
meio. Tendo isso como base, devemos levar em conta alguns aspectos:
       A importância da ação do aluno. A aquisição de todo conhecimento parte da
ação. É nela que deverá estar baseado o ensino escolar. Ao invés de memorizar os
conhecimentos expostos pelo professor, o aluno deverá aprender a sentir, perceber,
compreender, conceituar, raciocinar, discutir e transformar.
       Cooperativismo. Assim como na vida prática, também é preciso saber
trabalhar em equipe. O processo de aprendizagem é socializador, e deve ser visto
como fruto de um trabalho coletivo no qual o aluno irá interagir com o meio em que
vive, o meio ambiente, as pessoas e suas ferramentas de trabalho. A partir disso,
pesquisas, exposições, coletas, classificações e debates substituirão as aulas
expositivas.
       Um ensino voltado à produtividade. Como parte integrante de uma
sociedade a educação pode e deve ser produtiva, tornando-se útil à comunidade que
integra. A educação tem que ter o compromisso de formar cidadãos produtivos á
medida que atua como um laboratório de novas experiências e descobertas,
fomentando no aluno à vontade e a capacidade de produzir e compartilhar sua
produção com os demais.
       A pedagogia inovadora. Na escola moderna, ensinar e aprender são funções
tanto do aluno quanto do educador. A partir desse princípio, quanto mais prazerosa
forem à troca realizada entre os dois, mais rápido será o desenvolvimento do processo
cognitivo.
       Interação professor-aluno. O professor assume a postura de mediador,
facilitando o processo de interação dos alunos com o meio social, com os objetos do
conhecimento e entre si mesmo e ao mundo que o cerca. È através do professor que o
aluno encontrará na escola as ferramentas para a sistematização do conhecimento.
       A incorporação tecnológica como principio educacional. Embora a
tecnologia seja um recurso, sua correta utilização pode transformar-se em um principio
básico pedagógico capaz de dinamizar a ação, a interatividade, a produtividade e o
prazer do aluno frente ao processo inovador de aquisição do conhecimento. O uso da
tecnologia, assim com a garantia de acesso do aluno a esse instrumento, vem ao
encontro da ideia de que escola eficiente deve estar socialmente contextualizada e
vinculada ao processo produtivo.




                                                                                         [3]
Organização do currículo escolar. Entender que essa organização deve ir
além de um instrumento que lista conteúdos, mas como norteador das intenções e
habilidades necessárias à participação do indivíduo na sociedade. Assim como forma
de identificar os conteúdos relevantes que permite reflexão sobre os constantes
desafios sociais.
       Enfim, transformar a sala de aula num espaço revolucionário, de pluralidade e
de diálogo com o mundo e com os outros.


Referências bibliográficas
http://pt.scribd.com/doc/3213897/Licenciatura-em-Biologia-Pesquisa-Pratica-e-
Pedagogica-Biologia-II
MORIN Edgar. OS SETE SABERES NECESSÁRIOS À EDUCAÇÃO DO FUTURO.
Publicado no Boletim da SEMTEC-MEC Informativo Eletrônico da Secretaria de
Educação Média e Tecnológica – Ano 1 – Número 4 – junho/julho de 2000.
http://www.conteudoescola.com.br/site/content/view/89/27/1/0/
http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ue000009.pdf
http://4pilares.net/text-cont/delors-pilares.htm




                                                                                       [4]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artigo a didática na formação pedagógica de professores
Artigo   a didática na formação pedagógica de professoresArtigo   a didática na formação pedagógica de professores
Artigo a didática na formação pedagógica de professores
Ronilson de Souza Luiz
 
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro   terezinha rios - compreender e ensinarResumo livro   terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinar
Soares Junior
 
Fichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diegoFichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diego
Diego Carvalho
 
Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1
Sandra Andrea
 
Educação, paradígmas e tendências
Educação, paradígmas e tendênciasEducação, paradígmas e tendências
Educação, paradígmas e tendências
Pedagogiasoft
 
18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...
18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...
18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...
Sandra Menucelli
 
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
cefaprodematupa
 
Auto regulaçã
Auto  regulaçãAuto  regulaçã
Auto regulaçã
Carmem Ângela Do Carmo
 
Simulado conhecimentos pedagógicos
Simulado  conhecimentos pedagógicosSimulado  conhecimentos pedagógicos
Simulado conhecimentos pedagógicos
Washington Cardoso da Costa
 
Artigo Docência no Ensino Superior
Artigo Docência no Ensino SuperiorArtigo Docência no Ensino Superior
Artigo Docência no Ensino Superior
VALERIAOLIVEIRAAMORI
 
A Transposição Didática
A Transposição DidáticaA Transposição Didática
A Transposição Didática
Paulo Pereira
 
Livro de Didatica
Livro de DidaticaLivro de Didatica
Livro de Didatica
Patrícia Éderson Dias
 
Sapalo mutiava aprendizagem colaborativa
Sapalo  mutiava   aprendizagem colaborativaSapalo  mutiava   aprendizagem colaborativa
Sapalo mutiava aprendizagem colaborativa
Sapalo Mutiava
 
Didática [1]..
Didática [1]..Didática [1]..
Didática [1]..
Kathy Oliveira
 
EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR
EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOREDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR
EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR
Felipe Machado
 
Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4
Liberty Ensino
 
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati PereiraRestinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
CursoTICs
 
Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402
maria152302
 
Slide informatica educatia i tarefa 2
Slide informatica educatia i tarefa 2Slide informatica educatia i tarefa 2
Slide informatica educatia i tarefa 2
jeanderson nascimento
 

Mais procurados (19)

Artigo a didática na formação pedagógica de professores
Artigo   a didática na formação pedagógica de professoresArtigo   a didática na formação pedagógica de professores
Artigo a didática na formação pedagógica de professores
 
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro   terezinha rios - compreender e ensinarResumo livro   terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinar
 
Fichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diegoFichamento vanessa iii periodo diego
Fichamento vanessa iii periodo diego
 
Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1
 
Educação, paradígmas e tendências
Educação, paradígmas e tendênciasEducação, paradígmas e tendências
Educação, paradígmas e tendências
 
18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...
18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...
18 jul 2014_aspectos_da_gestao_democratica_nas_atividades_do_coordenador_peda...
 
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
A IMPORTANCIA DA APRENDIZAGEM E A UTILIZAÇÃO DOS MEIOS TECNOLOGICOS NA FORMAÇ...
 
Auto regulaçã
Auto  regulaçãAuto  regulaçã
Auto regulaçã
 
Simulado conhecimentos pedagógicos
Simulado  conhecimentos pedagógicosSimulado  conhecimentos pedagógicos
Simulado conhecimentos pedagógicos
 
Artigo Docência no Ensino Superior
Artigo Docência no Ensino SuperiorArtigo Docência no Ensino Superior
Artigo Docência no Ensino Superior
 
A Transposição Didática
A Transposição DidáticaA Transposição Didática
A Transposição Didática
 
Livro de Didatica
Livro de DidaticaLivro de Didatica
Livro de Didatica
 
Sapalo mutiava aprendizagem colaborativa
Sapalo  mutiava   aprendizagem colaborativaSapalo  mutiava   aprendizagem colaborativa
Sapalo mutiava aprendizagem colaborativa
 
Didática [1]..
Didática [1]..Didática [1]..
Didática [1]..
 
EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR
EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOREDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR
EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR
 
Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4Coordenacao pedagogica 4
Coordenacao pedagogica 4
 
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati PereiraRestinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
Restinga Sêca - Maria Nelcinda Forrati Pereira
 
Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402
 
Slide informatica educatia i tarefa 2
Slide informatica educatia i tarefa 2Slide informatica educatia i tarefa 2
Slide informatica educatia i tarefa 2
 

Semelhante a Grupo a atividade_is

O uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aulaO uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aula
Edison Paulo
 
Ba01 grupoa-is-doc-proposta
Ba01 grupoa-is-doc-propostaBa01 grupoa-is-doc-proposta
Ba01 grupoa-is-doc-proposta
Anguera Online
 
Artigo de tecnologia
Artigo de tecnologiaArtigo de tecnologia
Artigo de tecnologia
Fernanda Nerone
 
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaDIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DaniloStankRibeiro
 
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocpropostaIzabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Salete pae2
Salete pae2Salete pae2
Salete pae2
Salete Perini
 
Salete pae2
Salete pae2Salete pae2
Salete pae2
Salete Perini
 
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura
Teorias pedagógicas no contexto da ciberculturaTeorias pedagógicas no contexto da cibercultura
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura
Rosangela Patrocinio
 
Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...
Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...
Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...
ANATED
 
Ativ01
Ativ01Ativ01
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes RomeiroSantana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
CursoTICs
 
didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2
jairdeoliveirajunior
 
Atps projeto muldicisciplar iii oficial
Atps projeto muldicisciplar iii   oficialAtps projeto muldicisciplar iii   oficial
Atps projeto muldicisciplar iii oficial
Regina Gidzinski
 
Maria goretti ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsi
Maria goretti   ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsiMaria goretti   ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsi
Maria goretti ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsi
Neiva Deon
 
Leonice
LeoniceLeonice
Leonice
DEIAtecchio
 
andreia projeto
andreia projetoandreia projeto
andreia projeto
DEIAtecchio
 
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Henrique Santos
 
Resumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integralResumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integral
escolabeatriz
 
Cursos rea internacionais
Cursos rea internacionaisCursos rea internacionais
Cursos rea internacionais
Reinaldo Afonso Mayer
 
798 349
798 349798 349
798 349
Luciana Amaro
 

Semelhante a Grupo a atividade_is (20)

O uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aulaO uso responsável do celular na sala de aula
O uso responsável do celular na sala de aula
 
Ba01 grupoa-is-doc-proposta
Ba01 grupoa-is-doc-propostaBa01 grupoa-is-doc-proposta
Ba01 grupoa-is-doc-proposta
 
Artigo de tecnologia
Artigo de tecnologiaArtigo de tecnologia
Artigo de tecnologia
 
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaDIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
 
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocpropostaIzabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
 
Salete pae2
Salete pae2Salete pae2
Salete pae2
 
Salete pae2
Salete pae2Salete pae2
Salete pae2
 
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura
Teorias pedagógicas no contexto da ciberculturaTeorias pedagógicas no contexto da cibercultura
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura
 
Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...
Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...
Formação Continuada para Professores: abordagem teórico-prática do cotidiano ...
 
Ativ01
Ativ01Ativ01
Ativ01
 
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes RomeiroSantana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
Santana do Livramento - Ana Gládis Fernandes Romeiro
 
didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2didatica ensino superior 2
didatica ensino superior 2
 
Atps projeto muldicisciplar iii oficial
Atps projeto muldicisciplar iii   oficialAtps projeto muldicisciplar iii   oficial
Atps projeto muldicisciplar iii oficial
 
Maria goretti ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsi
Maria goretti   ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsiMaria goretti   ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsi
Maria goretti ivete, neiva, andreia, edriane, juca, nelsi
 
Leonice
LeoniceLeonice
Leonice
 
andreia projeto
andreia projetoandreia projeto
andreia projeto
 
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
 
Resumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integralResumo da proposta de tempo integral
Resumo da proposta de tempo integral
 
Cursos rea internacionais
Cursos rea internacionaisCursos rea internacionais
Cursos rea internacionais
 
798 349
798 349798 349
798 349
 

Mais de Luciana

09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei
09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei
09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei
Luciana
 
09h30 carlos eduardo sanches finanças da educação
09h30 carlos eduardo sanches   finanças da educação09h30 carlos eduardo sanches   finanças da educação
09h30 carlos eduardo sanches finanças da educação
Luciana
 
Manual do PAR
Manual do PARManual do PAR
Manual do PAR
Luciana
 
SIGPC
SIGPCSIGPC
SIGPC
Luciana
 
Olimpíada de Língua Portuguesa
Olimpíada de Língua PortuguesaOlimpíada de Língua Portuguesa
Olimpíada de Língua Portuguesa
Luciana
 
Escola Digital
Escola DigitalEscola Digital
Escola Digital
Luciana
 
Transforma Educação
Transforma EducaçãoTransforma Educação
Transforma Educação
Luciana
 
Lista de polos _ Monitoramento e Avaliação PME
Lista de polos _ Monitoramento e Avaliação PMELista de polos _ Monitoramento e Avaliação PME
Lista de polos _ Monitoramento e Avaliação PME
Luciana
 
O processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio Souza
O processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio SouzaO processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio Souza
O processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio Souza
Luciana
 
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz FerrazBase Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Luciana
 
Base Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
Base Nacional Comum Curricular_Raph GomesBase Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
Base Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
Luciana
 
Base Nacional Comum Curricular_Luciana Carniello
Base Nacional Comum Curricular_Luciana CarnielloBase Nacional Comum Curricular_Luciana Carniello
Base Nacional Comum Curricular_Luciana Carniello
Luciana
 
Programacao Fórum undime_goias_2016
Programacao Fórum undime_goias_2016Programacao Fórum undime_goias_2016
Programacao Fórum undime_goias_2016
Luciana
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto base
Luciana
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto base
Luciana
 
SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...
SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...
SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...
Luciana
 
Concurso de redação 2015 regulamento
Concurso de redação 2015 regulamentoConcurso de redação 2015 regulamento
Concurso de redação 2015 regulamento
Luciana
 
Ficha de inscrição concurso de redação
Ficha de inscrição concurso de redaçãoFicha de inscrição concurso de redação
Ficha de inscrição concurso de redação
Luciana
 
Folder XXIII Concurso de Redação
Folder XXIII Concurso de Redação Folder XXIII Concurso de Redação
Folder XXIII Concurso de Redação
Luciana
 
Cartaz XIII EJA 2015
Cartaz XIII EJA 2015Cartaz XIII EJA 2015
Cartaz XIII EJA 2015
Luciana
 

Mais de Luciana (20)

09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei
09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei
09h00 mesa 2 ivone garcia políticas e práticas cotidianas na ei
 
09h30 carlos eduardo sanches finanças da educação
09h30 carlos eduardo sanches   finanças da educação09h30 carlos eduardo sanches   finanças da educação
09h30 carlos eduardo sanches finanças da educação
 
Manual do PAR
Manual do PARManual do PAR
Manual do PAR
 
SIGPC
SIGPCSIGPC
SIGPC
 
Olimpíada de Língua Portuguesa
Olimpíada de Língua PortuguesaOlimpíada de Língua Portuguesa
Olimpíada de Língua Portuguesa
 
Escola Digital
Escola DigitalEscola Digital
Escola Digital
 
Transforma Educação
Transforma EducaçãoTransforma Educação
Transforma Educação
 
Lista de polos _ Monitoramento e Avaliação PME
Lista de polos _ Monitoramento e Avaliação PMELista de polos _ Monitoramento e Avaliação PME
Lista de polos _ Monitoramento e Avaliação PME
 
O processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio Souza
O processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio SouzaO processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio Souza
O processo de monitoramento e avaliação dos planos_Flávio Souza
 
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz FerrazBase Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
Base Nacional Comum Curricular_Beatriz Ferraz
 
Base Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
Base Nacional Comum Curricular_Raph GomesBase Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
Base Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
 
Base Nacional Comum Curricular_Luciana Carniello
Base Nacional Comum Curricular_Luciana CarnielloBase Nacional Comum Curricular_Luciana Carniello
Base Nacional Comum Curricular_Luciana Carniello
 
Programacao Fórum undime_goias_2016
Programacao Fórum undime_goias_2016Programacao Fórum undime_goias_2016
Programacao Fórum undime_goias_2016
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto base
 
Texto base
Texto baseTexto base
Texto base
 
SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...
SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...
SEMINÁRIO EDUCAÇÃO INFANTIL E CURRÍCULO: UM DEBATE SOBRE A BASE NACIONAL COMU...
 
Concurso de redação 2015 regulamento
Concurso de redação 2015 regulamentoConcurso de redação 2015 regulamento
Concurso de redação 2015 regulamento
 
Ficha de inscrição concurso de redação
Ficha de inscrição concurso de redaçãoFicha de inscrição concurso de redação
Ficha de inscrição concurso de redação
 
Folder XXIII Concurso de Redação
Folder XXIII Concurso de Redação Folder XXIII Concurso de Redação
Folder XXIII Concurso de Redação
 
Cartaz XIII EJA 2015
Cartaz XIII EJA 2015Cartaz XIII EJA 2015
Cartaz XIII EJA 2015
 

Grupo a atividade_is

  • 1. Disciplina: Seminário-Sociedade e Informática Mediador (a): Marilene da Silva Conteudista: Turma: GO01IS Grupo “A”: Ana Lucia Pereira Mendonça Santos Aparecida de Fátima Liberal Eliane Maria Mendanha José Antonino de Lima Luciana Barbosa Nelly Guimaraes Documento-Proposta Ao analisar as reflexões dos autores e associá-las às políticas públicas já existentes, considera-se desnecessário implantar outras ações, então, precisa-se é implementá-las, ou seja, colocá-las em prática. Este é um desafio dos docentes, utilizar métodos facilitadores que potencializa o desenvolvimento dos quatro pilares aprender a aprender, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver . Partindo do princípio de Edgar Morim, suprimir as disciplinas será utopia, o ideal é compreendê-las nas suas respectivas áreas do conhecimento e integrá-las por meio de estratégias adequadas. A LDB é um exemplo claro dessa integração, quando divide o currículo obrigatório em áreas. Além dessa integração proposta pela LDB eliminar à distância e a desigualdade entre o papel do professor e do aluno é outro aspecto fundamental na relação com o objeto de conhecimento, para Carl Rogers a aprendizagem transcorre quando ambos são colocados no mesmo nível, ou seja, assumem as mesmas responsabilidades no processo. Nessa perspectiva, uma das necessidades fundamental na docência é a compreensão da complexidade das práticas educativas pautadas na fundamentação teórica associadas à reflexão e a pesquisa. Essa relação entre teoria e prática deve ser estabelecida desde a formação dos professores. Nesse sentido o trabalho docente deve possibilitar ao educando a contextualização por meio do desenvolvimento da capacidade de aprender a fazer e juntar-se ao saber ser para contemplar as exigências de atividades complexas. Considerando a explicação de Morim no texto “Os setes saberes necessários à educação do futuro” sobre a percepção visual de um objeto, entende-se que o conhecimento perpassa por uma filtragem até que seja processado mentalmente. [1]
  • 2. Assim o conhecimento não é construído de forma linear, o ser humano tem a capacidade de visualizá-lo, associá-lo e dar sentido a ele. Para isso precisa repensar a maneira de ensinar, o que ensinar e com o que ensinar, pois no mundo em que vivemos o conhecimento fragmentado pode não ser suficiente para entendermos um novo fenômeno. Nesse sentido o ensino deve dar significado às diversas dimensões do conhecimento. E essas dimensões podem estar além do conhecimento concentrado na visão profissional, ele deve ser pautado nas múltiplas dimensões sociais que engloba a vida humana. Isso significa que nem sempre o indivíduo percorrerá os caminhos como se fosse traçado em mapas, os obstáculos surgirão que às vezes não tem fundamentos nas ciências. Para isso o indivíduo necessita do preparo para superá-los. Outra proposta que favoreça ações estratégicas que fortaleçam o papel do professor neste mundo globalizado e complexo mediado pelas tecnologias, é a construção de uma nova prática pedagógica diretamente ligada a uma nova visão de mundo, na conscientização e adaptação de novos movimentos sociais e culturais em que estamos inseridos sem esquecer-se das nossas raízes do conhecimento, pois são elas que sustentam e fundamentam as relações cotidianas. Para isso é necessário, portanto compreender a função social da educação para propiciar ao aluno a compreensão da realidade, como produto das relações sociais que o homem produziu a partir de suas necessidades. Um dos aspectos importantes para essa reconstrução é saber que o mundo está em constante mudança e a educação deve ser vista como forma de aprendizagem constantemente e aperfeiçoando do conhecimento. Morin, expande a ideia sobre a capacidade do ser humano em adaptar-se a várias transformações, bem como a aquisição do conhecimento e fala também sobre a convergência entre todas as ciências e a identidade humana. A transformação é o conjunto de ações pelas quais o indivíduo interage com a realidade, modificando-a, e se modificando na medida em que se adapta a ela. Ciência, ética, tecnologia, linguagem, cultura e emoções, são partes de uma realidade que transforma e é transformado continuamente, o que mantém estreita relação com o processo de aprendizagem e aquisição do conhecimento. Nessa vertente, é preciso reconhecer que a capacidade intelectual de aprendizagem não está distante da capacidade emocional do ser humano. A evolução do conhecimento, individual ou da humanidade se dá progressiva e interativamente através do confronto com a realidade, e das relações humanas, identificando que o processo educacional não está circunscrito unicamente à razão, mas, sobretudo a grande interferência de variáveis de ordem emocional. [2]
  • 3. A proposta pedagógica apresentada deve ser coerente com a teoria de Morim, onde atividades indicadas ao aluno permitam a construção permanente do conhecimento a partir de sua própria experiência no processo de interação com o meio. Tendo isso como base, devemos levar em conta alguns aspectos: A importância da ação do aluno. A aquisição de todo conhecimento parte da ação. É nela que deverá estar baseado o ensino escolar. Ao invés de memorizar os conhecimentos expostos pelo professor, o aluno deverá aprender a sentir, perceber, compreender, conceituar, raciocinar, discutir e transformar. Cooperativismo. Assim como na vida prática, também é preciso saber trabalhar em equipe. O processo de aprendizagem é socializador, e deve ser visto como fruto de um trabalho coletivo no qual o aluno irá interagir com o meio em que vive, o meio ambiente, as pessoas e suas ferramentas de trabalho. A partir disso, pesquisas, exposições, coletas, classificações e debates substituirão as aulas expositivas. Um ensino voltado à produtividade. Como parte integrante de uma sociedade a educação pode e deve ser produtiva, tornando-se útil à comunidade que integra. A educação tem que ter o compromisso de formar cidadãos produtivos á medida que atua como um laboratório de novas experiências e descobertas, fomentando no aluno à vontade e a capacidade de produzir e compartilhar sua produção com os demais. A pedagogia inovadora. Na escola moderna, ensinar e aprender são funções tanto do aluno quanto do educador. A partir desse princípio, quanto mais prazerosa forem à troca realizada entre os dois, mais rápido será o desenvolvimento do processo cognitivo. Interação professor-aluno. O professor assume a postura de mediador, facilitando o processo de interação dos alunos com o meio social, com os objetos do conhecimento e entre si mesmo e ao mundo que o cerca. È através do professor que o aluno encontrará na escola as ferramentas para a sistematização do conhecimento. A incorporação tecnológica como principio educacional. Embora a tecnologia seja um recurso, sua correta utilização pode transformar-se em um principio básico pedagógico capaz de dinamizar a ação, a interatividade, a produtividade e o prazer do aluno frente ao processo inovador de aquisição do conhecimento. O uso da tecnologia, assim com a garantia de acesso do aluno a esse instrumento, vem ao encontro da ideia de que escola eficiente deve estar socialmente contextualizada e vinculada ao processo produtivo. [3]
  • 4. Organização do currículo escolar. Entender que essa organização deve ir além de um instrumento que lista conteúdos, mas como norteador das intenções e habilidades necessárias à participação do indivíduo na sociedade. Assim como forma de identificar os conteúdos relevantes que permite reflexão sobre os constantes desafios sociais. Enfim, transformar a sala de aula num espaço revolucionário, de pluralidade e de diálogo com o mundo e com os outros. Referências bibliográficas http://pt.scribd.com/doc/3213897/Licenciatura-em-Biologia-Pesquisa-Pratica-e- Pedagogica-Biologia-II MORIN Edgar. OS SETE SABERES NECESSÁRIOS À EDUCAÇÃO DO FUTURO. Publicado no Boletim da SEMTEC-MEC Informativo Eletrônico da Secretaria de Educação Média e Tecnológica – Ano 1 – Número 4 – junho/julho de 2000. http://www.conteudoescola.com.br/site/content/view/89/27/1/0/ http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ue000009.pdf http://4pilares.net/text-cont/delors-pilares.htm [4]