SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
INDICADORES ÁCIDOS-BASES NATURAIS
Objetivo
Observar a utilização de plantas como indicadores de pH.
Descrição
O valor do pH é um número aproximado entre 0 e 14 que indica se uma solução é ácida (pH<7),
neutra (pH=7), ou básica/alcalina (pH>7). pH é o símbolo para a grandeza físico-química 'potencial
hidrogeniônico'.Essa grandeza (potencial hidrogeniônico) é um índice que indica o grau de acidez,
neutralidade ou alcalinidade de um meio qualquer. O "p" vem do alemão potenz, que significa poder
de concentração, e o "H" é para o íon de hidrogênio (H+).O "p" equivale ao simétrico do
logaritmo(cologarítimo) de base 10 da atividade dos íons a que se refere, ou seja,
pH = - log10[H+
]
Material
Liquidificador;
Peneira;
Faca;
7 tubos de ensaio;
Água;
Amoníaco (NH4OH);
Soda cáustica (NaOH);
Bicarbonato de sódio (NaHCO3);
Ácido muriático (NaCl);
Suco de limão;
Espátula pequena ou colher de café;
Vinagre;
Pipeta de graduada;
Conta gotas.
Procedimento
Corte aproximadamente 500 mililitros de repolho roxo em cubos de cerca de 2 cm e coloque num
liquidificador ou processador. Acrescente aproximadamente 250 mililitros de água e deixe bater até
que o repolho fique cortado uniformemente em pedaços minúsculos. Passe a mistura por uma peneira
fina. Esse será nosso extrato de repolho roxo para explorar ácidos e bases.
Coloque em 7 tubos de ensaio 5mL de água e 5mL de extrato de repolho.
Numere os tubos, acrescente cinco gotas dos seguintes materiais a serem testados: tubo 01-HCl, tubo
02-vinagre, tubo 03-amoníaco, tubo 04-suco de limão, tubo 05- nada; no tubo 06, coloque uma
pequena quantidade de bicarbonato com a ajuda de uma espátula; no tubo 07, coloque uma pequena
quantidade de soda cáustica também com a ajuda de espátula; Observe se houve mudança de cor e
anote.
Análise
Algumas plantas e flores podem ser utilizadas como indicadores de pH.
Um dos mais interessantes é o extrato de repolho roxo , apresenta cores diversas conforme
a acidez e a basicidade do meio que se encontra, substituindo (para um menor número de
faixas de pH) os papéis de indicadores universais , que só podem ser adquiridos em lojas
especializadas e não são disponíveis em todas as regiões do país.
O extrato de repolho roxo mostrará cores diferentes para valores de pH diferentes. Essas
cores e os correspondentes valores (aproximados) de pH são:
pH 2 4 6 8 10 12 Acima de 12
Cor
Extrato
vermelho púrpura violeta azul Azul/verde verde amarelo
Dica
Pode-se também utilizar outras substâncias de uso domésticos como: xampu, refrigerante, leite,
clava de ovo, álcool, açúcar, sal de cozinha (NaCl) entre outros.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPRPlano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPR
eddergueddes
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
Nai Mariano
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
Rebeca Vale
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
ISJ
 

Mais procurados (20)

Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Propriedades coligativas
Propriedades coligativasPropriedades coligativas
Propriedades coligativas
 
Segurança no Laboratório de Química
Segurança no Laboratório de QuímicaSegurança no Laboratório de Química
Segurança no Laboratório de Química
 
Plano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPRPlano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPR
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
 
Aula 2 vidrarias de laboratório
Aula 2   vidrarias de laboratórioAula 2   vidrarias de laboratório
Aula 2 vidrarias de laboratório
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Introduçao ao estudo da química
Introduçao ao estudo da químicaIntroduçao ao estudo da química
Introduçao ao estudo da química
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em AromáticosReações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
 
Química introdução
Química   introduçãoQuímica   introdução
Química introdução
 
Leis ponderais
Leis ponderaisLeis ponderais
Leis ponderais
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbonoQuímica Orgânica: introdução ao estudo do carbono
Química Orgânica: introdução ao estudo do carbono
 
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - RelatórioSolubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.Funções Orgânicas Nitrogenadas.
Funções Orgânicas Nitrogenadas.
 

Semelhante a Indicadores ácido base naturais

Invento p h do planeta
Invento p h do planetaInvento p h do planeta
Invento p h do planeta
ivanete16
 

Semelhante a Indicadores ácido base naturais (20)

Prática repolho roxo.
Prática repolho roxo.Prática repolho roxo.
Prática repolho roxo.
 
Newton gostava de ler - Sintra - Módulo III
Newton gostava de ler - Sintra - Módulo IIINewton gostava de ler - Sintra - Módulo III
Newton gostava de ler - Sintra - Módulo III
 
Como distinguir soluções aquosas ácidas, básicas e neutras.pptx
Como distinguir soluções aquosas ácidas, básicas e neutras.pptxComo distinguir soluções aquosas ácidas, básicas e neutras.pptx
Como distinguir soluções aquosas ácidas, básicas e neutras.pptx
 
Potencial hidrogeniônico (p h)
Potencial hidrogeniônico (p h)Potencial hidrogeniônico (p h)
Potencial hidrogeniônico (p h)
 
áCidos e bases
áCidos e basesáCidos e bases
áCidos e bases
 
Carácter Químico das Substâncias
Carácter Químico das SubstânciasCarácter Químico das Substâncias
Carácter Químico das Substâncias
 
P h
P hP h
P h
 
pH de soluções
pH de soluçõespH de soluções
pH de soluções
 
ácidos e bases
ácidos e bases ácidos e bases
ácidos e bases
 
O ph da água
O ph da águaO ph da água
O ph da água
 
Trabalho de química
Trabalho de químicaTrabalho de química
Trabalho de química
 
Aula pHmetria apresentação da aula prática
Aula pHmetria apresentação da aula práticaAula pHmetria apresentação da aula prática
Aula pHmetria apresentação da aula prática
 
Ácidos e Bases
Ácidos e BasesÁcidos e Bases
Ácidos e Bases
 
3º+aula+p..
3º+aula+p..3º+aula+p..
3º+aula+p..
 
Relatório, medição de pH
Relatório, medição de pHRelatório, medição de pH
Relatório, medição de pH
 
Trabalho bioquímica (o líquido que muda de cor)
Trabalho bioquímica (o líquido que muda de cor)Trabalho bioquímica (o líquido que muda de cor)
Trabalho bioquímica (o líquido que muda de cor)
 
Projeto indicador
Projeto indicadorProjeto indicador
Projeto indicador
 
Invento p h do planeta
Invento p h do planetaInvento p h do planeta
Invento p h do planeta
 
Experimento de química; Ácidos e Bases. 1 ano
Experimento de química; Ácidos e Bases. 1 anoExperimento de química; Ácidos e Bases. 1 ano
Experimento de química; Ácidos e Bases. 1 ano
 
Trabalho de química
Trabalho de químicaTrabalho de química
Trabalho de química
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 

Indicadores ácido base naturais

  • 1. INDICADORES ÁCIDOS-BASES NATURAIS Objetivo Observar a utilização de plantas como indicadores de pH. Descrição O valor do pH é um número aproximado entre 0 e 14 que indica se uma solução é ácida (pH<7), neutra (pH=7), ou básica/alcalina (pH>7). pH é o símbolo para a grandeza físico-química 'potencial hidrogeniônico'.Essa grandeza (potencial hidrogeniônico) é um índice que indica o grau de acidez, neutralidade ou alcalinidade de um meio qualquer. O "p" vem do alemão potenz, que significa poder de concentração, e o "H" é para o íon de hidrogênio (H+).O "p" equivale ao simétrico do logaritmo(cologarítimo) de base 10 da atividade dos íons a que se refere, ou seja, pH = - log10[H+ ] Material Liquidificador; Peneira; Faca; 7 tubos de ensaio; Água; Amoníaco (NH4OH); Soda cáustica (NaOH); Bicarbonato de sódio (NaHCO3); Ácido muriático (NaCl); Suco de limão; Espátula pequena ou colher de café; Vinagre; Pipeta de graduada; Conta gotas.
  • 2. Procedimento Corte aproximadamente 500 mililitros de repolho roxo em cubos de cerca de 2 cm e coloque num liquidificador ou processador. Acrescente aproximadamente 250 mililitros de água e deixe bater até que o repolho fique cortado uniformemente em pedaços minúsculos. Passe a mistura por uma peneira fina. Esse será nosso extrato de repolho roxo para explorar ácidos e bases. Coloque em 7 tubos de ensaio 5mL de água e 5mL de extrato de repolho. Numere os tubos, acrescente cinco gotas dos seguintes materiais a serem testados: tubo 01-HCl, tubo 02-vinagre, tubo 03-amoníaco, tubo 04-suco de limão, tubo 05- nada; no tubo 06, coloque uma pequena quantidade de bicarbonato com a ajuda de uma espátula; no tubo 07, coloque uma pequena quantidade de soda cáustica também com a ajuda de espátula; Observe se houve mudança de cor e anote. Análise Algumas plantas e flores podem ser utilizadas como indicadores de pH. Um dos mais interessantes é o extrato de repolho roxo , apresenta cores diversas conforme a acidez e a basicidade do meio que se encontra, substituindo (para um menor número de faixas de pH) os papéis de indicadores universais , que só podem ser adquiridos em lojas especializadas e não são disponíveis em todas as regiões do país. O extrato de repolho roxo mostrará cores diferentes para valores de pH diferentes. Essas cores e os correspondentes valores (aproximados) de pH são: pH 2 4 6 8 10 12 Acima de 12 Cor Extrato vermelho púrpura violeta azul Azul/verde verde amarelo Dica Pode-se também utilizar outras substâncias de uso domésticos como: xampu, refrigerante, leite, clava de ovo, álcool, açúcar, sal de cozinha (NaCl) entre outros.