SlideShare uma empresa Scribd logo
História A


A primeira vaga de descolonizações


                          Carlos Jorge Canto Vieira
                                        Versão 1.0
                                       Janeiro 2013
ANTICOLONIALISMO


                   2
A primeira vaga de descolonizações
• Os inícios do anticolonialismo
  – Existiram poucos movimentos anticoloniais antes
    da I Guerra Mundial;
  – mas…




                                                      3
Doutrina Monroe, 1896
                        4
5
6
http://blogs.isb.bj.edu.cn/trevora/files/2012/0
5/britishempiremap19151.jpg




                                                  7
A primeira vaga de descolonizações
• Império Britânico:
   – Diferentes atuações
      • cedera autonomia interna às colónias onde a "fixação
        branca” era grande (desde 1907, os domínios: Canadá,
        Austrália, Nova Zelândia, África do Sul);
      • comprometera-se com a autonomia da Irlanda.
      • na Índia e no Egipto havia um nacionalismo crescente desde
        o início do século XX.




                                                                     8
A primeira vaga de descolonizações
• Momentos fundamentais:
  – I Grande Guerra e a Revolução de Outubro abalaram as
    estruturas do colonialismo;
  – O fim do Império Alemão e do Império Otomano
    beneficiaram a Inglaterra e a França.
  – No fim da guerra, pela primeira vez, um partido egípcio
    pediu a independência completa.




                                                              9
10
11
A primeira vaga de descolonizações
• Egipto
   – Depois de três anos de luta, o Egipto tornou-se semi-
     independente;


• Palestina
   – administrada directamente pela Inglaterra
   – tentava conciliar as promessas feitas aos sionistas (em
     troca do apoio contra os Alemães) e aos árabes (em troca
     do apoio contra os Turcos);



                                                                12
A primeira vaga de descolonizações
• Os efeitos da II Guerra Mundial
   – papel decisivo na transformação da situação ;

   – A guerra foi conduzida em nome da liberdade e contra o
     imperialismo, mobilizando importantes contingentes de
     tropas vindos das colónias;

   – A Carta do Atlântico afirmava a vontade de fazer respeitar
     o direito dos povos a disporem de si próprios (porém esses
     princípios não eram para aplicar aos povos colonizados).


                                                              13
A primeira vaga de descolonizações
– o incitamento ao nacionalismo e a propaganda anti-
  europeia:
   • por alemães e italianos (no mundo árabe);
   • por japoneses (na Ásia, nas colónias inglesas, holandesas e
     outras, como Timor).




                                                                   14
A primeira vaga de descolonizações
• Fim da Guerra
   – Perda de prestígio das potências coloniais;



• Contexto da política internacional
   – Estava diferente;
   – A ONU baseava-se na igualdade de direitos de todos os
     povos e favorecia a descolonização;
   – Antigas colónias iam integrando a ONU.


                                                             15
A primeira vaga de descolonizações
• As potências vencedoras eram hostis ao colonialismo:
   – Os EUA:
      • tinham nascido num processo de emancipação contra a
        metrópole;
      • consideravam que o sistema colonial, ao reservar os mercados
        coloniais para as metrópoles, era um entrave ao liberalismo
        económico.

   – A URSS
      • considerava o colonialismo uma forma de imperialismo e de
        exploração capitalista;
      • Nos anos cinquenta, apoiou os movimentos de libertação que se
        dirigiam contra as potências coloniais do bloco ocidental, e os EUA
        apoiaram-nos para os retirar da esfera soviética.


                                                                          16
A primeira vaga de descolonizações
• A emancipação dos povos colonizados nas diferentes
  regiões foi conduzida com diferentes motivações:
  – ideologias e métodos :
     • nas regiões de civilizações milenares, defendiam a cultura e
       a religião tradicionais, rejeitando os modos de vida e os
       valores europeus;
     • outras eram conduzidas por elites formadas na cultura
       europeia que, tendo estudado nas metrópoles, tinham
       adquirido hábitos europeus e apoiavam-se em valores
       liberais;
     • outras inspiravam-se em ideais marxistas.


                                                                      17
A primeira vaga de descolonizações
• Metrópoles/Países colonizadores
  – começaram por recusar a independência às colónias;
  – eram uma fonte de riqueza e também símbolo de um
    passado grandioso e a garantia da sua posição como
    potências.




                                                         18
I VAGA


         19
20
MÉDIO ORIENTE


                21
A primeira vaga de descolonizações
• Médio Oriente
  – os Ingleses desistiram da
    influência sobre o Egipto
    (1922) e o Iraque (1932) e
    abandonaram a
    Transjordânia em 1946.
  – 1946 - a França foi forçada a
    desistir do mandato da Síria
    e do Líbano (independentes)




                                        22
ISRAEL


         23
A primeira vaga de descolonizações
• Estado de Israel
   – a Palestina era uma antiga província do Império Turco que,
     após a I GM, foi colocada sob mandato britânico;
   – às populações árabes que aí viviam, vinham-se juntando
     colonos judeus que fugiam ao anti-semitismo que
     alastrava na Europa desde o século XIX, havendo alguma
     tensão entre as populações a propósito da posse das
     terras;
   – Em 1938, havia na Palestina um milhão de árabes e 400 mil
     judeus.


                                                             24
A primeira vaga de descolonizações
• Estado de Israel
   – O genocídio cometido pelos nazis
     gerou um movimento a favor da
     criação de um Estado judaico;
   – este projecto encontrou a
     hostilidade árabe.




                                        25
A primeira vaga de descolonizações
– ONU
  • nomeou uma comissão de inquérito, formada por 11 nações,
    que propôs uma solução de compromisso:
  • um Estado judaico e um Estado árabe na Palestina;
  • Jerusalém, capital religiosa das três grandes religiões
    monoteístas, seria internacionalizada;
  • 1947 – o plano foi ratificado pela Assembleia-Geral da ONU,
    mas foi recusado pelos árabes;
  • 1948 - Ben Gurion proclamou a independência de Israel,
    logo reconhecida pela URSS (e depois pelos EUA)



                                                             26
27
ÍNDIA


        28
29
A primeira vaga de descolonizações
• Índia britânica
   – era antiga a reivindicação de independência;
   – 1942 - Gandhi lançou a campanha "Quit índia" para a
     retirada imediata dos Ingleses;
   – Período de repressão militar, a prisão de Gandhi, a
     ilegalização do Congresso mas também negociações sobre
     a independência.
   – Garantida a independência seguiu-se o desacordo entre o
     Partido do Congresso que desejava a índia como um único
     estado, e a Liga Muçulmana que reclamava um estado
     muçulmano independente.

                                                           30
31
A primeira vaga de descolonizações
• Plano de independência do
  vice-rei da índia, Lord
  Mountbatten
  – Partilha da índia em dois
    estados:
     • União Indiana (82% do
       território), de maioria hindu;
     • Paquistão, de maioria
       muçulmana, dividido em duas
       regiões.


                                        32
33
A primeira vaga de descolonizações
• Em 1947 - Nehru formou o primeiro
  governo indiano e Ali Jinah foi o
  primeiro Governador-Geral do
  Paquistão. As trocas de população
  entre os dois países provocaram
  massacres terríveis e um milhão de
  mortos;

• Nehru concluiu a independência da
  índia com um acordo com a França
  (cinco feitorias) e com o uso da força
  para anexar os territórios de Goa,
  Damão e Diu (1961).


                                           34
35
A primeira vaga de descolonizações
• Outras independências:
  – 1947 - Ceilão
  – 1948 - Birmânia




                                       36
FILIPINAS


            37
A primeira vaga de descolonizações
• As Filipinas
   – 1946 - tornam-se
     independentes, embora
     com grande influência
     económica e bases militares
     dos EUA.




                                       38
INDONÉSIA


            39
40
A primeira vaga de descolonizações
• Índias Orientais holandesas
   – o nacionalismo aumentara
     durante a ocupação japonesa;
   – os nacionalistas, dirigidos por
     Sukarno, proclamaram a
     independência em 1945;




                                       41
A primeira vaga de descolonizações
• Índias Orientais holandesas
   – A Holanda tentou retomar o domínio do país, mas não
     tiveram o apoio dos EUA, que, ao contrário do que
     aconteceu no Vietname, não consideravam esta zona
     uma frente de combate contra o comunismo
   – 1949 - independência da Indonésia.




                                                           42
INDOCHINA


            43
A primeira vaga de descolonizações
• Na Indochina
   – Vietminh (Liga Revolucionária para a
     Independência do Vietname,
     organização nacionalista sob controlo
     comunista, fundada por Ho Chi Minh),
     depois da derrota do Japão,
     proclamou a independência da
     República Democrática do Vietname;

   – França chegou a um acordo em que
     reconhecia o Vietname como um
     Estado livre no âmbito de uma União
     Francesa (Março de 1946).

   – Dá-se início a uma guerra.
                                             44
A primeira vaga de descolonizações
• Porém os problemas
  continuaram
  – A derrota dos franceses em Dien
    Bien Phu (Maio de 1954) pôs termo
    à guerra;
  – A França reconheceu a
    independência do Laos e do
    Camboja.




                                        45
A primeira vaga de descolonizações
• Dois Estados vietnamitas:
   • um, comunista, a norte do paralelo 17 e outro a sul, não comunista




                                                                          46

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºanoModulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
CludiaBelluschiCosta
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
Vítor Santos
 
A Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUAA Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUA
João Lima
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria
Vítor Santos
 
7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30
Vítor Santos
 
A reconstrucao posguerra
A reconstrucao posguerraA reconstrucao posguerra
A reconstrucao posguerra
Patrícia Alves
 
áSia pacifico
áSia   pacificoáSia   pacifico
áSia pacifico
Ana Cristina F
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
nanasimao
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
Teresa Maia
 
Do autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à DemocraciaDo autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à Democracia
Carlos Vieira
 
Frentes populares
Frentes popularesFrentes populares
Frentes populares
Mariana Marques
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
cattonia
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
Rui Neto
 
II Guerra Mundial
II Guerra MundialII Guerra Mundial
II Guerra Mundial
Jorge Almeida
 
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
nanasimao
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
Vítor Santos
 
12º o reforço da globalização
12º o reforço da globalização12º o reforço da globalização
12º o reforço da globalização
Ilda Bicacro
 
7 03 a degradação do ambiente internacional
7 03 a degradação do ambiente internacional7 03 a degradação do ambiente internacional
7 03 a degradação do ambiente internacional
Vítor Santos
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Susana Simões
 
O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...
O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...
O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...
Susana Cardoso Simões
 

Mais procurados (20)

Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºanoModulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
 
A Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUAA Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUA
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria
 
7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30
 
A reconstrucao posguerra
A reconstrucao posguerraA reconstrucao posguerra
A reconstrucao posguerra
 
áSia pacifico
áSia   pacificoáSia   pacifico
áSia pacifico
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
 
Do autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à DemocraciaDo autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à Democracia
 
Frentes populares
Frentes popularesFrentes populares
Frentes populares
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
 
II Guerra Mundial
II Guerra MundialII Guerra Mundial
II Guerra Mundial
 
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
Alterações na estrutura social e nos comportamentos.
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
 
12º o reforço da globalização
12º o reforço da globalização12º o reforço da globalização
12º o reforço da globalização
 
7 03 a degradação do ambiente internacional
7 03 a degradação do ambiente internacional7 03 a degradação do ambiente internacional
7 03 a degradação do ambiente internacional
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...
O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...
O imobilismo político e crescimento económico português do pós II Guerra Mund...
 

Destaque

Descolonização
DescolonizaçãoDescolonização
Descolonização
Maria Gomes
 
Descolonização
DescolonizaçãoDescolonização
Descolonização
Carlos Vieira
 
Independência da áfrica
Independência da áfricaIndependência da áfrica
Independência da áfrica
Matheus Cruz
 
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaHistória e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
Mario Filho
 
Descolonização
DescolonizaçãoDescolonização
Descolonização
Jorge Miklos
 
Descolonização da África
Descolonização da ÁfricaDescolonização da África
Descolonização da África
carlosbidu
 

Destaque (6)

Descolonização
DescolonizaçãoDescolonização
Descolonização
 
Descolonização
DescolonizaçãoDescolonização
Descolonização
 
Independência da áfrica
Independência da áfricaIndependência da áfrica
Independência da áfrica
 
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaHistória e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
 
Descolonização
DescolonizaçãoDescolonização
Descolonização
 
Descolonização da África
Descolonização da ÁfricaDescolonização da África
Descolonização da África
 

Semelhante a I vaga de descolonização

Aula 03 neocolonialismo e a descolonização
Aula 03   neocolonialismo e a descolonizaçãoAula 03   neocolonialismo e a descolonização
Aula 03 neocolonialismo e a descolonização
Jonatas Carlos
 
História - Neocolonialismo e a Descolonização
História - Neocolonialismo e a DescolonizaçãoHistória - Neocolonialismo e a Descolonização
História - Neocolonialismo e a Descolonização
Carson Souza
 
aula 8 [3-2022] - Guerra Fria
aula 8 [3-2022] - Guerra Friaaula 8 [3-2022] - Guerra Fria
aula 8 [3-2022] - Guerra Fria
Gerson Coppes
 
Hist doc 9.3
Hist doc 9.3Hist doc 9.3
Hist doc 9.3
bleckmouth
 
Trabalho de história cópia
Trabalho de história   cópiaTrabalho de história   cópia
Trabalho de história cópia
mandinha2009
 
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptxNACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
profcarlitto
 
32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx
32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx
32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx
PedroLinhares14
 
Resumo Guerra Fria
Resumo Guerra FriaResumo Guerra Fria
Resumo Guerra Fria
Gerson Coppes
 
Guerra fria-e-descolonizacao-afro-asiatica
Guerra fria-e-descolonizacao-afro-asiaticaGuerra fria-e-descolonizacao-afro-asiatica
Guerra fria-e-descolonizacao-afro-asiatica
flaviaoliveira2005
 
1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo
Andrey Castro
 
A guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte iiA guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte ii
Fernando Fagundes
 
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
JOSYNEL
 
Descolonização áfrica e asia
Descolonização áfrica e asiaDescolonização áfrica e asia
Descolonização áfrica e asia
Íris Ferreira
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
dmflores21
 
Semestral século xix até nom
Semestral século xix até nomSemestral século xix até nom
Semestral século xix até nom
Carlos Glufke
 
África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras
África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerrasÁfrica, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras
África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras
Munis Pedro
 
Capitulo 09 Guerra Fria
Capitulo 09  Guerra FriaCapitulo 09  Guerra Fria
Capitulo 09 Guerra Fria
Educandário Imaculada Conceição
 
Independências afro-asiáticas
Independências afro-asiáticasIndependências afro-asiáticas
Independências afro-asiáticas
Elton Zanoni
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
harlissoncarvalho
 
O terceiro mundo
O terceiro mundoO terceiro mundo
O terceiro mundo
Almir
 

Semelhante a I vaga de descolonização (20)

Aula 03 neocolonialismo e a descolonização
Aula 03   neocolonialismo e a descolonizaçãoAula 03   neocolonialismo e a descolonização
Aula 03 neocolonialismo e a descolonização
 
História - Neocolonialismo e a Descolonização
História - Neocolonialismo e a DescolonizaçãoHistória - Neocolonialismo e a Descolonização
História - Neocolonialismo e a Descolonização
 
aula 8 [3-2022] - Guerra Fria
aula 8 [3-2022] - Guerra Friaaula 8 [3-2022] - Guerra Fria
aula 8 [3-2022] - Guerra Fria
 
Hist doc 9.3
Hist doc 9.3Hist doc 9.3
Hist doc 9.3
 
Trabalho de história cópia
Trabalho de história   cópiaTrabalho de história   cópia
Trabalho de história cópia
 
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptxNACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
 
32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx
32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx
32. O Mundo Pós Segunda Guerra.pptx
 
Resumo Guerra Fria
Resumo Guerra FriaResumo Guerra Fria
Resumo Guerra Fria
 
Guerra fria-e-descolonizacao-afro-asiatica
Guerra fria-e-descolonizacao-afro-asiaticaGuerra fria-e-descolonizacao-afro-asiatica
Guerra fria-e-descolonizacao-afro-asiatica
 
1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo
 
A guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte iiA guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte ii
 
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 
Descolonização áfrica e asia
Descolonização áfrica e asiaDescolonização áfrica e asia
Descolonização áfrica e asia
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
Semestral século xix até nom
Semestral século xix até nomSemestral século xix até nom
Semestral século xix até nom
 
África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras
África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerrasÁfrica, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras
África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras
 
Capitulo 09 Guerra Fria
Capitulo 09  Guerra FriaCapitulo 09  Guerra Fria
Capitulo 09 Guerra Fria
 
Independências afro-asiáticas
Independências afro-asiáticasIndependências afro-asiáticas
Independências afro-asiáticas
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
O terceiro mundo
O terceiro mundoO terceiro mundo
O terceiro mundo
 

Mais de Carlos Vieira

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Carlos Vieira
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
Carlos Vieira
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
Carlos Vieira
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
Carlos Vieira
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
Carlos Vieira
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
Carlos Vieira
 
Danton
DantonDanton
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Carlos Vieira
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Carlos Vieira
 

Mais de Carlos Vieira (20)

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
 
Danton
DantonDanton
Danton
 
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura Barroca
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 

I vaga de descolonização

  • 1. História A A primeira vaga de descolonizações Carlos Jorge Canto Vieira Versão 1.0 Janeiro 2013
  • 3. A primeira vaga de descolonizações • Os inícios do anticolonialismo – Existiram poucos movimentos anticoloniais antes da I Guerra Mundial; – mas… 3
  • 5. 5
  • 6. 6
  • 8. A primeira vaga de descolonizações • Império Britânico: – Diferentes atuações • cedera autonomia interna às colónias onde a "fixação branca” era grande (desde 1907, os domínios: Canadá, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul); • comprometera-se com a autonomia da Irlanda. • na Índia e no Egipto havia um nacionalismo crescente desde o início do século XX. 8
  • 9. A primeira vaga de descolonizações • Momentos fundamentais: – I Grande Guerra e a Revolução de Outubro abalaram as estruturas do colonialismo; – O fim do Império Alemão e do Império Otomano beneficiaram a Inglaterra e a França. – No fim da guerra, pela primeira vez, um partido egípcio pediu a independência completa. 9
  • 10. 10
  • 11. 11
  • 12. A primeira vaga de descolonizações • Egipto – Depois de três anos de luta, o Egipto tornou-se semi- independente; • Palestina – administrada directamente pela Inglaterra – tentava conciliar as promessas feitas aos sionistas (em troca do apoio contra os Alemães) e aos árabes (em troca do apoio contra os Turcos); 12
  • 13. A primeira vaga de descolonizações • Os efeitos da II Guerra Mundial – papel decisivo na transformação da situação ; – A guerra foi conduzida em nome da liberdade e contra o imperialismo, mobilizando importantes contingentes de tropas vindos das colónias; – A Carta do Atlântico afirmava a vontade de fazer respeitar o direito dos povos a disporem de si próprios (porém esses princípios não eram para aplicar aos povos colonizados). 13
  • 14. A primeira vaga de descolonizações – o incitamento ao nacionalismo e a propaganda anti- europeia: • por alemães e italianos (no mundo árabe); • por japoneses (na Ásia, nas colónias inglesas, holandesas e outras, como Timor). 14
  • 15. A primeira vaga de descolonizações • Fim da Guerra – Perda de prestígio das potências coloniais; • Contexto da política internacional – Estava diferente; – A ONU baseava-se na igualdade de direitos de todos os povos e favorecia a descolonização; – Antigas colónias iam integrando a ONU. 15
  • 16. A primeira vaga de descolonizações • As potências vencedoras eram hostis ao colonialismo: – Os EUA: • tinham nascido num processo de emancipação contra a metrópole; • consideravam que o sistema colonial, ao reservar os mercados coloniais para as metrópoles, era um entrave ao liberalismo económico. – A URSS • considerava o colonialismo uma forma de imperialismo e de exploração capitalista; • Nos anos cinquenta, apoiou os movimentos de libertação que se dirigiam contra as potências coloniais do bloco ocidental, e os EUA apoiaram-nos para os retirar da esfera soviética. 16
  • 17. A primeira vaga de descolonizações • A emancipação dos povos colonizados nas diferentes regiões foi conduzida com diferentes motivações: – ideologias e métodos : • nas regiões de civilizações milenares, defendiam a cultura e a religião tradicionais, rejeitando os modos de vida e os valores europeus; • outras eram conduzidas por elites formadas na cultura europeia que, tendo estudado nas metrópoles, tinham adquirido hábitos europeus e apoiavam-se em valores liberais; • outras inspiravam-se em ideais marxistas. 17
  • 18. A primeira vaga de descolonizações • Metrópoles/Países colonizadores – começaram por recusar a independência às colónias; – eram uma fonte de riqueza e também símbolo de um passado grandioso e a garantia da sua posição como potências. 18
  • 19. I VAGA 19
  • 20. 20
  • 22. A primeira vaga de descolonizações • Médio Oriente – os Ingleses desistiram da influência sobre o Egipto (1922) e o Iraque (1932) e abandonaram a Transjordânia em 1946. – 1946 - a França foi forçada a desistir do mandato da Síria e do Líbano (independentes) 22
  • 23. ISRAEL 23
  • 24. A primeira vaga de descolonizações • Estado de Israel – a Palestina era uma antiga província do Império Turco que, após a I GM, foi colocada sob mandato britânico; – às populações árabes que aí viviam, vinham-se juntando colonos judeus que fugiam ao anti-semitismo que alastrava na Europa desde o século XIX, havendo alguma tensão entre as populações a propósito da posse das terras; – Em 1938, havia na Palestina um milhão de árabes e 400 mil judeus. 24
  • 25. A primeira vaga de descolonizações • Estado de Israel – O genocídio cometido pelos nazis gerou um movimento a favor da criação de um Estado judaico; – este projecto encontrou a hostilidade árabe. 25
  • 26. A primeira vaga de descolonizações – ONU • nomeou uma comissão de inquérito, formada por 11 nações, que propôs uma solução de compromisso: • um Estado judaico e um Estado árabe na Palestina; • Jerusalém, capital religiosa das três grandes religiões monoteístas, seria internacionalizada; • 1947 – o plano foi ratificado pela Assembleia-Geral da ONU, mas foi recusado pelos árabes; • 1948 - Ben Gurion proclamou a independência de Israel, logo reconhecida pela URSS (e depois pelos EUA) 26
  • 27. 27
  • 28. ÍNDIA 28
  • 29. 29
  • 30. A primeira vaga de descolonizações • Índia britânica – era antiga a reivindicação de independência; – 1942 - Gandhi lançou a campanha "Quit índia" para a retirada imediata dos Ingleses; – Período de repressão militar, a prisão de Gandhi, a ilegalização do Congresso mas também negociações sobre a independência. – Garantida a independência seguiu-se o desacordo entre o Partido do Congresso que desejava a índia como um único estado, e a Liga Muçulmana que reclamava um estado muçulmano independente. 30
  • 31. 31
  • 32. A primeira vaga de descolonizações • Plano de independência do vice-rei da índia, Lord Mountbatten – Partilha da índia em dois estados: • União Indiana (82% do território), de maioria hindu; • Paquistão, de maioria muçulmana, dividido em duas regiões. 32
  • 33. 33
  • 34. A primeira vaga de descolonizações • Em 1947 - Nehru formou o primeiro governo indiano e Ali Jinah foi o primeiro Governador-Geral do Paquistão. As trocas de população entre os dois países provocaram massacres terríveis e um milhão de mortos; • Nehru concluiu a independência da índia com um acordo com a França (cinco feitorias) e com o uso da força para anexar os territórios de Goa, Damão e Diu (1961). 34
  • 35. 35
  • 36. A primeira vaga de descolonizações • Outras independências: – 1947 - Ceilão – 1948 - Birmânia 36
  • 37. FILIPINAS 37
  • 38. A primeira vaga de descolonizações • As Filipinas – 1946 - tornam-se independentes, embora com grande influência económica e bases militares dos EUA. 38
  • 40. 40
  • 41. A primeira vaga de descolonizações • Índias Orientais holandesas – o nacionalismo aumentara durante a ocupação japonesa; – os nacionalistas, dirigidos por Sukarno, proclamaram a independência em 1945; 41
  • 42. A primeira vaga de descolonizações • Índias Orientais holandesas – A Holanda tentou retomar o domínio do país, mas não tiveram o apoio dos EUA, que, ao contrário do que aconteceu no Vietname, não consideravam esta zona uma frente de combate contra o comunismo – 1949 - independência da Indonésia. 42
  • 43. INDOCHINA 43
  • 44. A primeira vaga de descolonizações • Na Indochina – Vietminh (Liga Revolucionária para a Independência do Vietname, organização nacionalista sob controlo comunista, fundada por Ho Chi Minh), depois da derrota do Japão, proclamou a independência da República Democrática do Vietname; – França chegou a um acordo em que reconhecia o Vietname como um Estado livre no âmbito de uma União Francesa (Março de 1946). – Dá-se início a uma guerra. 44
  • 45. A primeira vaga de descolonizações • Porém os problemas continuaram – A derrota dos franceses em Dien Bien Phu (Maio de 1954) pôs termo à guerra; – A França reconheceu a independência do Laos e do Camboja. 45
  • 46. A primeira vaga de descolonizações • Dois Estados vietnamitas: • um, comunista, a norte do paralelo 17 e outro a sul, não comunista 46