SlideShare uma empresa Scribd logo
ÁSIA, ÁFRICA E ORIENTE
MÉDIO NO SÉCULO XX:
INDEPENDÊNCIAS E
GUERRAS
The return, do artista plástico nigeriano Bayo Iribhogbe, remete à
Guerra Civil na Nigéria, também conhecida como Guerra do Biafra
(1967-1970). Trata-se do retorno (return em língua inglesa) das
tribos às suas terras de origem. De 1978, esse trabalho (óleo sobre
tela; 81358,4 cm) encontra-se em uma coleção privada.
PROCESSOS DE INDEPENDÊNCIA NA ÁFRICA E NA ÁSIA
 Após a Segunda Guerra, as nações europeias
se enfraquecem econômica e militarmente
 Potências mostram-se vencíveis
 Holanda, Bélgica e França ocupadas
 Inglaterra enfraquecida
 Manutenção colonial torna-se
dispendiosa
AFROUXAMENTO DOS LAÇOS
DE DOMINAÇÃO COLONIAL
 Participação dos colonizados no conflito
 Fortalecimento de identidade nacional
 Argélia, Índia, China e Indochina:
tradição de luta contra estrangeiro
desde o séc. XIX
EM COLÔNIAS BRITÂNICAS
 Egito, 1922
 Índia e Paquistão, 1947
 Sri Lanka (Birmânia) e Mianmar (Ceilão), década de 40
 Acordo com elites locais para manter interesses
das metrópoles – multinacionais
EM UMA COLÔNIA HOLANDESA
 Indonésia, 1949
EM COLÔNIAS FRANCESAS
 Laos, Camboja e Vietnã (Indochina), 1954
 Argélia, 1962
 Inflexibilidade da metrópole e guerras sangrentas
EM COLÔNIAS PORTUGUESAS
 Guiné-Bissau, 1974
 Angola, Moçambique, Cabo Verde e São Tomé, 1975
 Revolução dos Cravos contra ditadura de Salazar
PROCESSOS DE
INDEPENDÊNCIA NA
ÁFRICA E NA ÁSIA
CONFERÊNCIA DE BANDUNG E O CONCEITO DE TERCEIRO MUNDO
 Reunião de líderes de diversos países durante a
Guerra Fria
 Objetivo: buscar posição política independente
em relação à bipolaridade EUA x URSS
 Se opunham ao colonialismo, racismo, armas
atômicas e intervenções estadunidenses e
soviéticas
 Surgimento da noção de Terceiro Mundo
Conferência de Bandung, na Indonésia, em 1955, reuniu líderes de 20 países africanos e asiáticos
- Países africanos, asiáticos e latino-americanos;
- baixo IDH;
- enormes desigualdades sociais;
- economia agrícola ou extrativista;
- politicamente instáveis;
- e dependentes dos países centrais
Pan-africanismo: reinterpretação intelectual da categoria de raça
• Trabalhos da intelectualidade afro: Definição de África; História e culturas
próprias; Defesa de direitos civis e problema vinculado ao colonialismo;
Elaboração da imagem de Mãe-África
• Movimento de valorização da África: filhos da elite que estudavam na Europa.
Ex.: Leopold Senghor, líder da independência de Senegal (1962)
Negritude: ideal de solidariedade formulada por A. Cesaire e L. Senghor
• Diversas opressões sobre o negro: oriundas do imperialismo
• Críticas ao colonialismo europeu
• Objetivo: levar africanos a redescobrir sua própria cultura para valorização da
identidade política e cultural – unidade cultural
A ÁFRICA
SOBRE A CATEGORIA DE RAÇA E DE RACISMO
Poeta e professor, Léopold Senghor tornou--se presidente
do Senegal em 1962. Em 1983, foi eleito para a Academia
Francesa de Letras.
Princípios do pan-africanismo
• Unidade; justiça; igualdade; solidariedade; direito à autodeterminação dos povos contra
o colonialismo
• Inicialmente, durante a Segunda Guerra, ficou restrito a trabalhos intelectuais na Europa
e nos EUA, depois se espalhou por movimentos políticos de independência na África
Africanidade
• Patrice Mulumba: independência do Congo, 1960
• Golpe de Estado com apoio dos EUA
Organização da Unidade Africana (União Africana)
• Formada por 31 países
Instabilidade política e econômica no fim do século XX
• Golpes de Estado, regimes autoritários e ditaduras militares
• Dependência de gênero primário de exportação
ENTRE O PAN-AFRICANISMO E A FRAGMENTAÇÃO
FRONTEIRAS ARTIFICIAIS
 Formação de Estados
nacionais
 Continente diverso 800
etnias e mais de mil
línguas
 Herança da partilha da
África: Identidades
separadas, rivalidades
reunidas
 Resultando conflitos.
Ex.: genocídio em
Ruanda (tutsis e hutus)
Refugiados da guerra civil que devastou a República do
Congo. Conhecido também como Segunda Guerra do
Congo (1998-2003), o conflito envolveu oito países
africanos, levando à morte quase quatro milhões de
pessoas, com repercussões até os dias atuais. Fotografia de
novembro de 2008.
Ex. Idi Amin Dada, em Uganda
Petróleo, diamante, cacau, açúcar, etc.
APARTHEID NA ÁFRICA DO SUL
 Independência não trouxe melhorias imediatas, mas aprofundou
opressões sociais em alguns países
 Práticas racistas desde a chegada de holandeses e ingleses nos
séculos XVII e XVIII
Apartheid: segregação racial
• Série de leis feitas pela elite branca após a independência, em 1911
• Segregação racial oficializou-se em 1948
Anos 50: Congresso Nacional Africano contra leis racistas
• Principal líder: Nelson Mandela
• Massacre de Shaperville: protesto em 1962 – prisões e execuções
pela polícia
• CNA opta pela luta armada
Mandela: da prisão à presidência
 Reconstrução da imagem do país
Dois dias após ser libertado, Nelson Mandela falou para 100 mil pessoas
em um estádio de futebol de Soweto, na África do Sul. Fotografia de 1990.
- 87% do solo para elite branca
- Zonas residenciais separadas
- Relações inter-raciais criminalizadas
- Separação em escolas, hospitais, transportes
- Negros não tinha participação política
RECOMENDAÇÕES DE FILMES E SÉRIES
O Último Rei da Escócia
(2006, color, 123min.)
Hotel Ruanda
(2004, color, 121min.)
Black Earth Rising
(2018, color, 8 ep. 50min.)
QUESTÃO DO ENEM 2016
O regime do Apartheid adotado de 1948 a 1994 na África do Sul
fundamentava-se em ações estatais de segregacionismo racial.
Na imagem, fuzileiros navais fazem valer a “lei do passe” que
regulamentava o(a)
a) concentração fundiária, impedindo os negros de tomar posse
legítima do uso da terra.
b) boicote econômico, proibindo os negros de consumir produtos
ingleses sem resistência armada.
c) sincretismo religioso, vetando os ritos sagrados dos negros
nas cerimônias oficiais do Estado.
d) controle sobre a movimentação, desautorizando os negros a
transitar em determinadas áreas das cidades.
e) exclusão do mercado de trabalho, negando à população negra
o acesso aos bens de consumo.
A ÍNDIA
Mahatma Gandhi diante da residência do primeiro-ministro
britânico, em Londres, Inglaterra. Fotografia de 1931.
 Colônia de exploração do Império Britânico desde o século XVIII: vasto
mercado consumidor (400 milhões)
 Formação do Partido do Congresso Indiano (1885): início da luta
• Composto pela elite hindu
• Obstáculos para a união: castas do hinduísmo; não representação dos muçulmanos
(1/4 da população); conflitos religiosos
• Liga Muçulmana: atraía também hindus pobres e párias
 A luta liderada por Mohandas Karamchand Gandhi
• Foi estudar Direito em Londres e teve contato com outras religiões e ideias de David
Henry Thoreau e Leon Tolstoi (desobediência civil)
• Como membro do PCI, liderou campanhas pela independência nas décadas de 1930 e
1940
• Estratégia da não-violência: resistência pacífica e não cooperação com os
colonizadores (ninguém deveria obedecer leis humilhantes, injustas e ofensivas)
 População fez greves, jejuns e boicotes aos produtos britânicos (ex. tecidos)
A independência da Índia e a resistência pacífica de Gandhi
A ÍNDIA
 A “Marcha do Sal” em 1930
• Luta contra o monopólio britânico sobre o sal
• Caminharam 300km até o litoral para ter acesso ao produto
• Autoridades britânicas prenderam Gandhi e 60 mil pessoas
• Monopólio foi abolido
 Negociações pela independência no pós-guerra
• Gerou tensões e graves conflitos entre hindus e muçulmanos: 1 milhão de mortos
• Em 1947, ano da independência, hindus formaram a Índia e muçulmanos, o Paquistão: milhões
migraram
• Sri Lanka (maioria budista) em 1948 e Bangladesh (maioria muçulmana) em 1971 também se
tornaram independentes
 A morte de Gandhi
• Em janeiro de 1948 anunciou visita ao Paquistão, mas, antes disso, foi assassinado por um
hindu nacionalista, em Nova Delhi
 Hostilidade no contexto da Guerra Fria
• Índia e Paquistão em lados opostos e com armas atômicas
Gandhi na Marcha do Sal
Da luta à fragmentação
O ORIENTE MÉDIO
 Dados geográficos
• Do mar mediterrâneo às fronteiras
do Paquistão
• 270 milhões de habitantes
• 6 idiomas, 3 grandes religiões
 Islamismo: presença forte,
conflitos e diferenças
• 85% sunitas; 15% xiitas
 Identidades
• Língua e valores da cultura árabe
• Muçulmanos não-árabes: turcos e
iranianos
 Disputas políticas
• Israel: grande inimigo dos demais
países da região
Sionismo: região da Palestina tornou-se foco de migração judaica desde o final
do século XIX com intenção de constituir Estado próprio
Declaração de Balfour (1917): Inglaterra admite criação de Estado
judeu
• Posição inglesa foi mal recebida por árabes que desejavam Estado
unificado emancipado do Império Turco-Otomano
• Inglaterra restringiu imigração, mas não conseguiu conter judeus no pós-
guerra
• Proposta da ONU: dois países, um judeu e um árabe (o último contaria com
Cisjordância, Gaza e Jerusalém internacional)
1947 – Criação do Estado Israelense
• Reação árabe e contra-ataque israelense
• Ampliação de território de Israel e expulsão de metade da população
palestina
• Quase 1 milhão de palestinos viverão em campos de refugiados
• Israel recebeu total apoio dos EUA
• Conflitos com outros países se acirram
O ORIENTE MÉDIO: ISRAEL
Guerra Fria: países árabes apoiados pela URSS
Nacionalismo e Liga Árabe
União de países árabes contra Israel (destaque: Gamal Abdel Nasser do Egito)
OLP (1964): Organização para a Libertação da Palestina - liderança de Yasser
Arafat e opção pela luta armada
Guerra dos Seis Dias (1967)
• Israel destruiu Força Aérea Egípcia; tomou a península do Sinai, a
Cisjordânia, as colinas de Golan (pertencentes à Síria) e anexou
Jerusalém ao seu território
• Aumento das hostilidades contra Israel: luta dos palestinos que tiveram
terras ocupadas; atentados contra atletas israelenses em Jogos
Olímpicos
• ONU exigiu retirada de trompas, mas EUA vetaram
Guerra do Yom Kippur (1973)
• Para recuperar territórios, Síria e Egito atacaram Israel no Dia do
Perdão
• Apesar das baixas, Israel saiu vitorioso com apoio militar dos EUA
• OPEP aumentou preço do petróleo em 300%, prejudicando EUA e
economia ocidental (Carter recuou e negociou)
O ORIENTE MÉDIO: CONFLITO ÁRABE-ISRAELENSE
Acordos de Camp David
• Acordo de paz entre Israel e Egito
(devolução de territórios e
autonomia a palestinos em Gaza e na
Cisjordania)
• Palestinos e outros países rejeitaram
acordo
Tensões árabes-israelenses
continuaram nos anos 80 e 90
• Surgimento do Hamas (Movimento
de Resistência Islâmica)
• Intifada (1987): guerra de paus e
pedras contra a dominação israelense
em Gaza
• Acordos de Oslo: Negociações
entre OLP e Israel para
reconhecimento dos dois Estados
• Hamas e Hezbollah não aceitam
• Religiosos judeus ortodoxos alegam
direito divino sobre território
O ORIENTE MÉDIO: IRÃ
Obrigado a se exilar, em razão de suas críticas ao Xá Reza
Pahlevi, Khomeini viveu muitos anos na França, onde essa
fotografia foi tirada em dezembro de 1973.
O governo do Xá e o apoio dos EUA
• Xá Reza Pahlevi governa com poderes absolutos a partir de 1953
• Lucros do petróleo para modernizar o país e construir potência econômica e militar
• Classes médias e pobres ficaram à margem do enriquecimento
• Benefícios e privilégios para elite, funcionários estrangeiros e família do Xá
• Rejeição da população à ocidentalização do país: bebidas, comportamento, etc.
A oposição liderada por Khomeini
• Tornou-se aiatolá e acusava o Xá de corrupção e tirania desde anos 50
• Aliança entre classes baixas e médias: defesa do fundamentalismo xiita e contra a
ditadura do regime político – aumento dos protestos em 1975
A Revolução Iraniana
• Aumento de protestos: sacerdotes (mullahs) declaram guerra; 2 milhões tomam as
ruas de Teraã
• Pahlevi deixa o país, Khomeini retorna do exílio e proclama a República Islâmica do
Irã com imenso apoio popular
• Oposição aos EUA: ocupação da embaixada com reféns por 444 dias
• Medo do aumento da oposição xiita faz estadunidenses apoiarem o governo sunita
de Saddam Hussein no Iraque
O ORIENTE MÉDIO: GUERRAS DO GOLFO
Conflito Iraque e Irã (1980-1988)
• Com apoio norte-americano, Iraque ataca Irã alegando antiga
disputa de terras (200km) na fronteira
• Objetivo: conquistar território e enfraquecer governo xiita
• Em 1982, os aiatolás contra-atacaram, retomando o território
• Irã não aceita trégua e invade o Iraque – Saddam recorre a gases
venenosos, mas ainda assim Basra é cercada por 500 mil soldados
• Guerra termina sem vitoriosos, com 1 milhão (de iranianos) e 350
mil (de iraquianos) mortos
Conflito Iraque, EUA e Kuwait (1990-1991)
• Dívida do Iraque no pós-guerra: 85 bilhões de dólares (precisava de mais 200 bi para reconstruir país)
• Exigência ao Kuwait para perdão da dívida, elevação de preços do petróleo e indenizações
• Invasão do Kuwait em 1990
• Interesses pelo petróleo fez EUA organizar coalização de 28 países contra o Iraque – bombardeios a
Bagdah passaram a ser televisionados. Iraque retirou tropas, mas incendiou barris
Contexto pós-guerra
• Presença militar norte-americana na região (gerando insatisfação de países árabes não alinhados e ataques terroristas)
• Iraque enfrentou crise econômica com restrições a importações e aumento do nível de pobreza
RECOMENDAÇÕES DE FILMES
Lemon Tree
(2008, color, 106min.)
Persepolis
(2007, color/p&b, 95min.)
O Dublê do Diabo
(2011, color, 109min.)
REFERÊNCIAS
VAINFAS, R. et. al. História 3: ensino médio. São Paulo: Saraiva, 2015.
Slides produzidos por:
Munís Pedro Alves
Mestre em história (UFU)
Prof. do Instituto Federal do Triângulo Mineiro
Contato
E-mail: munhoz.munis@gmail.com
Site: www.youtube.com/diacronico

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Marco Santos
 
1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe 1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe
Daniel Alves Bronstrup
 
7º ano - Estados Nacionais.pptx
7º ano - Estados Nacionais.pptx7º ano - Estados Nacionais.pptx
7º ano - Estados Nacionais.pptx
Júlio Sandes
 
Brasil democrático (1945 1964)
Brasil democrático (1945 1964)Brasil democrático (1945 1964)
Brasil democrático (1945 1964)
Fatima Freitas
 
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
eiprofessor
 
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
Escravidão e Resistência Negra no Brasil Colonial
Escravidão e Resistência Negra no Brasil ColonialEscravidão e Resistência Negra no Brasil Colonial
Escravidão e Resistência Negra no Brasil Colonial
Ramiro Reis
 
Feudalizaçõa da europa e o reino dos francos
Feudalizaçõa da europa e o reino dos francosFeudalizaçõa da europa e o reino dos francos
Feudalizaçõa da europa e o reino dos francos
Profdaltonjunior
 
História e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em África
História e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em ÁfricaHistória e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em África
História e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em África
Mario Filho
 
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e NeocolonialismoTerceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Paulo Alexandre
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Isaquel Silva
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
Daniel Alves Bronstrup
 
26. conflitos no oriente médio
26. conflitos no oriente médio26. conflitos no oriente médio
26. conflitos no oriente médio
José Augusto Fiorin
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
Fernanda Lopes
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
Fabiana Tonsis
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
Julio Cesar Yusuf Cavalcanti
 
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
Isabel Aguiar
 
Crise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da repúblicaCrise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da república
Rodrigo Luiz
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
Daniel Alves Bronstrup
 
Imperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIXImperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIX
Rodrigo Luiz
 

Mais procurados (20)

Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe 1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe
 
7º ano - Estados Nacionais.pptx
7º ano - Estados Nacionais.pptx7º ano - Estados Nacionais.pptx
7º ano - Estados Nacionais.pptx
 
Brasil democrático (1945 1964)
Brasil democrático (1945 1964)Brasil democrático (1945 1964)
Brasil democrático (1945 1964)
 
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
 
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
 
Escravidão e Resistência Negra no Brasil Colonial
Escravidão e Resistência Negra no Brasil ColonialEscravidão e Resistência Negra no Brasil Colonial
Escravidão e Resistência Negra no Brasil Colonial
 
Feudalizaçõa da europa e o reino dos francos
Feudalizaçõa da europa e o reino dos francosFeudalizaçõa da europa e o reino dos francos
Feudalizaçõa da europa e o reino dos francos
 
História e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em África
História e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em ÁfricaHistória e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em África
História e Cultura Africana - Aula 1 - O mundo muçulmano em África
 
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e NeocolonialismoTerceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
 
26. conflitos no oriente médio
26. conflitos no oriente médio26. conflitos no oriente médio
26. conflitos no oriente médio
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
 
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DO HAITI E AMÉRICA ESPANHOLA
 
Crise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da repúblicaCrise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da república
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
 
Imperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIXImperialismo do século XIX
Imperialismo do século XIX
 

Semelhante a África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras

NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptxNACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
profcarlitto
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
dmflores21
 
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
JOSYNEL
 
Descolonizacao da Africa e Asia
Descolonizacao da Africa e AsiaDescolonizacao da Africa e Asia
Descolonizacao da Africa e Asia
Alexandre Protásio
 
Descolonização da África
Descolonização da ÁfricaDescolonização da África
Descolonização da África
carlosbidu
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Josué Ramos
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Profernanda
 
A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdf
A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdfA DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdf
A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdf
WanderleiMenezes7
 
Imperialismo 2013
Imperialismo   2013Imperialismo   2013
Imperialismo 2013
Profernanda
 
1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo
Andrey Castro
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
harlissoncarvalho
 
Introdução à história da áfrica
Introdução à história da áfricaIntrodução à história da áfrica
Introdução à história da áfrica
gindri
 
I vaga de descolonização
I vaga de descolonizaçãoI vaga de descolonização
I vaga de descolonização
Carlos Vieira
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Marcos Mamute
 
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaHistória e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
Mario Filho
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
isameucci
 
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
SanineSantos
 
Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo
CarlosNazar1
 
Aula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismo
Aula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismoAula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismo
Aula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismo
Gerson Coppes
 
A guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte iiA guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte ii
Fernando Fagundes
 

Semelhante a África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras (20)

NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptxNACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
NACIONALISMO ÁFRICANO E ÁSIATICO - 9 ANO.pptx
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 
Descolonizacao da Africa e Asia
Descolonizacao da Africa e AsiaDescolonizacao da Africa e Asia
Descolonizacao da Africa e Asia
 
Descolonização da África
Descolonização da ÁfricaDescolonização da África
Descolonização da África
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdf
A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdfA DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdf
A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICA - Aula Didática.pdf
 
Imperialismo 2013
Imperialismo   2013Imperialismo   2013
Imperialismo 2013
 
1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Introdução à história da áfrica
Introdução à história da áfricaIntrodução à história da áfrica
Introdução à história da áfrica
 
I vaga de descolonização
I vaga de descolonizaçãoI vaga de descolonização
I vaga de descolonização
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaHistória e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
 
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
 
Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo
 
Aula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismo
Aula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismoAula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismo
Aula 2 [3º ano - 2022] - Industrialização e imperialismo
 
A guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte iiA guerra fria – parte ii
A guerra fria – parte ii
 

Mais de Munis Pedro

Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Munis Pedro
 
Fascismo italiano
Fascismo italianoFascismo italiano
Fascismo italiano
Munis Pedro
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
Munis Pedro
 
Crise de 1929 e a Grande Depressão
Crise de 1929 e a Grande DepressãoCrise de 1929 e a Grande Depressão
Crise de 1929 e a Grande Depressão
Munis Pedro
 
Brasil Império
Brasil ImpérioBrasil Império
Brasil Império
Munis Pedro
 
Lógica Aristotélica
Lógica AristotélicaLógica Aristotélica
Lógica Aristotélica
Munis Pedro
 
Povos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípcios
Povos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípciosPovos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípcios
Povos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípcios
Munis Pedro
 
Revolução Francesa e Era Napoleônica
Revolução Francesa e Era NapoleônicaRevolução Francesa e Era Napoleônica
Revolução Francesa e Era Napoleônica
Munis Pedro
 
África antes dos europeus
África antes dos europeusÁfrica antes dos europeus
África antes dos europeus
Munis Pedro
 
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismoNacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
Munis Pedro
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
Munis Pedro
 
Iluminismo: o século das luzes
Iluminismo: o século das luzesIluminismo: o século das luzes
Iluminismo: o século das luzes
Munis Pedro
 
Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)
Munis Pedro
 
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romanoRoma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Munis Pedro
 
Sistema Prisional no Brasil
Sistema Prisional no BrasilSistema Prisional no Brasil
Sistema Prisional no Brasil
Munis Pedro
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Munis Pedro
 
Conflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiados
Conflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiadosConflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiados
Conflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiados
Munis Pedro
 
Conflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etnias
Conflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etniasConflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etnias
Conflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etnias
Munis Pedro
 
Conflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da Síria
Conflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da SíriaConflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da Síria
Conflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da Síria
Munis Pedro
 
Produção do conhecimento histórico
Produção do conhecimento históricoProdução do conhecimento histórico
Produção do conhecimento histórico
Munis Pedro
 

Mais de Munis Pedro (20)

Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Fascismo italiano
Fascismo italianoFascismo italiano
Fascismo italiano
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Crise de 1929 e a Grande Depressão
Crise de 1929 e a Grande DepressãoCrise de 1929 e a Grande Depressão
Crise de 1929 e a Grande Depressão
 
Brasil Império
Brasil ImpérioBrasil Império
Brasil Império
 
Lógica Aristotélica
Lógica AristotélicaLógica Aristotélica
Lógica Aristotélica
 
Povos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípcios
Povos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípciosPovos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípcios
Povos na Antiguidade Oriental: persas, fenícios, hebreus e egípcios
 
Revolução Francesa e Era Napoleônica
Revolução Francesa e Era NapoleônicaRevolução Francesa e Era Napoleônica
Revolução Francesa e Era Napoleônica
 
África antes dos europeus
África antes dos europeusÁfrica antes dos europeus
África antes dos europeus
 
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismoNacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
Nacionalismo, neocolonialismo e imperialismo
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Iluminismo: o século das luzes
Iluminismo: o século das luzesIluminismo: o século das luzes
Iluminismo: o século das luzes
 
Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)Feudalismo (476-1453)
Feudalismo (476-1453)
 
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romanoRoma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
 
Sistema Prisional no Brasil
Sistema Prisional no BrasilSistema Prisional no Brasil
Sistema Prisional no Brasil
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
Conflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiados
Conflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiadosConflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiados
Conflitos na Síria (03): Estado Islâmico e a questão dos refugiados
 
Conflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etnias
Conflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etniasConflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etnias
Conflitos na Síria (02): grupos políticos, seitas e etnias
 
Conflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da Síria
Conflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da SíriaConflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da Síria
Conflitos na Síria (01): história do Império Otomano e da Síria
 
Produção do conhecimento histórico
Produção do conhecimento históricoProdução do conhecimento histórico
Produção do conhecimento histórico
 

Último

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

África, Índia e Oriente Médio no século XX: independências e guerras

  • 1. ÁSIA, ÁFRICA E ORIENTE MÉDIO NO SÉCULO XX: INDEPENDÊNCIAS E GUERRAS The return, do artista plástico nigeriano Bayo Iribhogbe, remete à Guerra Civil na Nigéria, também conhecida como Guerra do Biafra (1967-1970). Trata-se do retorno (return em língua inglesa) das tribos às suas terras de origem. De 1978, esse trabalho (óleo sobre tela; 81358,4 cm) encontra-se em uma coleção privada.
  • 2. PROCESSOS DE INDEPENDÊNCIA NA ÁFRICA E NA ÁSIA  Após a Segunda Guerra, as nações europeias se enfraquecem econômica e militarmente  Potências mostram-se vencíveis  Holanda, Bélgica e França ocupadas  Inglaterra enfraquecida  Manutenção colonial torna-se dispendiosa AFROUXAMENTO DOS LAÇOS DE DOMINAÇÃO COLONIAL  Participação dos colonizados no conflito  Fortalecimento de identidade nacional  Argélia, Índia, China e Indochina: tradição de luta contra estrangeiro desde o séc. XIX EM COLÔNIAS BRITÂNICAS  Egito, 1922  Índia e Paquistão, 1947  Sri Lanka (Birmânia) e Mianmar (Ceilão), década de 40  Acordo com elites locais para manter interesses das metrópoles – multinacionais EM UMA COLÔNIA HOLANDESA  Indonésia, 1949 EM COLÔNIAS FRANCESAS  Laos, Camboja e Vietnã (Indochina), 1954  Argélia, 1962  Inflexibilidade da metrópole e guerras sangrentas EM COLÔNIAS PORTUGUESAS  Guiné-Bissau, 1974  Angola, Moçambique, Cabo Verde e São Tomé, 1975  Revolução dos Cravos contra ditadura de Salazar
  • 4. CONFERÊNCIA DE BANDUNG E O CONCEITO DE TERCEIRO MUNDO  Reunião de líderes de diversos países durante a Guerra Fria  Objetivo: buscar posição política independente em relação à bipolaridade EUA x URSS  Se opunham ao colonialismo, racismo, armas atômicas e intervenções estadunidenses e soviéticas  Surgimento da noção de Terceiro Mundo Conferência de Bandung, na Indonésia, em 1955, reuniu líderes de 20 países africanos e asiáticos - Países africanos, asiáticos e latino-americanos; - baixo IDH; - enormes desigualdades sociais; - economia agrícola ou extrativista; - politicamente instáveis; - e dependentes dos países centrais
  • 5. Pan-africanismo: reinterpretação intelectual da categoria de raça • Trabalhos da intelectualidade afro: Definição de África; História e culturas próprias; Defesa de direitos civis e problema vinculado ao colonialismo; Elaboração da imagem de Mãe-África • Movimento de valorização da África: filhos da elite que estudavam na Europa. Ex.: Leopold Senghor, líder da independência de Senegal (1962) Negritude: ideal de solidariedade formulada por A. Cesaire e L. Senghor • Diversas opressões sobre o negro: oriundas do imperialismo • Críticas ao colonialismo europeu • Objetivo: levar africanos a redescobrir sua própria cultura para valorização da identidade política e cultural – unidade cultural A ÁFRICA SOBRE A CATEGORIA DE RAÇA E DE RACISMO Poeta e professor, Léopold Senghor tornou--se presidente do Senegal em 1962. Em 1983, foi eleito para a Academia Francesa de Letras.
  • 6. Princípios do pan-africanismo • Unidade; justiça; igualdade; solidariedade; direito à autodeterminação dos povos contra o colonialismo • Inicialmente, durante a Segunda Guerra, ficou restrito a trabalhos intelectuais na Europa e nos EUA, depois se espalhou por movimentos políticos de independência na África Africanidade • Patrice Mulumba: independência do Congo, 1960 • Golpe de Estado com apoio dos EUA Organização da Unidade Africana (União Africana) • Formada por 31 países Instabilidade política e econômica no fim do século XX • Golpes de Estado, regimes autoritários e ditaduras militares • Dependência de gênero primário de exportação ENTRE O PAN-AFRICANISMO E A FRAGMENTAÇÃO FRONTEIRAS ARTIFICIAIS  Formação de Estados nacionais  Continente diverso 800 etnias e mais de mil línguas  Herança da partilha da África: Identidades separadas, rivalidades reunidas  Resultando conflitos. Ex.: genocídio em Ruanda (tutsis e hutus) Refugiados da guerra civil que devastou a República do Congo. Conhecido também como Segunda Guerra do Congo (1998-2003), o conflito envolveu oito países africanos, levando à morte quase quatro milhões de pessoas, com repercussões até os dias atuais. Fotografia de novembro de 2008. Ex. Idi Amin Dada, em Uganda Petróleo, diamante, cacau, açúcar, etc.
  • 7. APARTHEID NA ÁFRICA DO SUL  Independência não trouxe melhorias imediatas, mas aprofundou opressões sociais em alguns países  Práticas racistas desde a chegada de holandeses e ingleses nos séculos XVII e XVIII Apartheid: segregação racial • Série de leis feitas pela elite branca após a independência, em 1911 • Segregação racial oficializou-se em 1948 Anos 50: Congresso Nacional Africano contra leis racistas • Principal líder: Nelson Mandela • Massacre de Shaperville: protesto em 1962 – prisões e execuções pela polícia • CNA opta pela luta armada Mandela: da prisão à presidência  Reconstrução da imagem do país Dois dias após ser libertado, Nelson Mandela falou para 100 mil pessoas em um estádio de futebol de Soweto, na África do Sul. Fotografia de 1990. - 87% do solo para elite branca - Zonas residenciais separadas - Relações inter-raciais criminalizadas - Separação em escolas, hospitais, transportes - Negros não tinha participação política
  • 8. RECOMENDAÇÕES DE FILMES E SÉRIES O Último Rei da Escócia (2006, color, 123min.) Hotel Ruanda (2004, color, 121min.) Black Earth Rising (2018, color, 8 ep. 50min.)
  • 9. QUESTÃO DO ENEM 2016 O regime do Apartheid adotado de 1948 a 1994 na África do Sul fundamentava-se em ações estatais de segregacionismo racial. Na imagem, fuzileiros navais fazem valer a “lei do passe” que regulamentava o(a) a) concentração fundiária, impedindo os negros de tomar posse legítima do uso da terra. b) boicote econômico, proibindo os negros de consumir produtos ingleses sem resistência armada. c) sincretismo religioso, vetando os ritos sagrados dos negros nas cerimônias oficiais do Estado. d) controle sobre a movimentação, desautorizando os negros a transitar em determinadas áreas das cidades. e) exclusão do mercado de trabalho, negando à população negra o acesso aos bens de consumo.
  • 10. A ÍNDIA Mahatma Gandhi diante da residência do primeiro-ministro britânico, em Londres, Inglaterra. Fotografia de 1931.  Colônia de exploração do Império Britânico desde o século XVIII: vasto mercado consumidor (400 milhões)  Formação do Partido do Congresso Indiano (1885): início da luta • Composto pela elite hindu • Obstáculos para a união: castas do hinduísmo; não representação dos muçulmanos (1/4 da população); conflitos religiosos • Liga Muçulmana: atraía também hindus pobres e párias  A luta liderada por Mohandas Karamchand Gandhi • Foi estudar Direito em Londres e teve contato com outras religiões e ideias de David Henry Thoreau e Leon Tolstoi (desobediência civil) • Como membro do PCI, liderou campanhas pela independência nas décadas de 1930 e 1940 • Estratégia da não-violência: resistência pacífica e não cooperação com os colonizadores (ninguém deveria obedecer leis humilhantes, injustas e ofensivas)  População fez greves, jejuns e boicotes aos produtos britânicos (ex. tecidos) A independência da Índia e a resistência pacífica de Gandhi
  • 11. A ÍNDIA  A “Marcha do Sal” em 1930 • Luta contra o monopólio britânico sobre o sal • Caminharam 300km até o litoral para ter acesso ao produto • Autoridades britânicas prenderam Gandhi e 60 mil pessoas • Monopólio foi abolido  Negociações pela independência no pós-guerra • Gerou tensões e graves conflitos entre hindus e muçulmanos: 1 milhão de mortos • Em 1947, ano da independência, hindus formaram a Índia e muçulmanos, o Paquistão: milhões migraram • Sri Lanka (maioria budista) em 1948 e Bangladesh (maioria muçulmana) em 1971 também se tornaram independentes  A morte de Gandhi • Em janeiro de 1948 anunciou visita ao Paquistão, mas, antes disso, foi assassinado por um hindu nacionalista, em Nova Delhi  Hostilidade no contexto da Guerra Fria • Índia e Paquistão em lados opostos e com armas atômicas Gandhi na Marcha do Sal Da luta à fragmentação
  • 12. O ORIENTE MÉDIO  Dados geográficos • Do mar mediterrâneo às fronteiras do Paquistão • 270 milhões de habitantes • 6 idiomas, 3 grandes religiões  Islamismo: presença forte, conflitos e diferenças • 85% sunitas; 15% xiitas  Identidades • Língua e valores da cultura árabe • Muçulmanos não-árabes: turcos e iranianos  Disputas políticas • Israel: grande inimigo dos demais países da região
  • 13. Sionismo: região da Palestina tornou-se foco de migração judaica desde o final do século XIX com intenção de constituir Estado próprio Declaração de Balfour (1917): Inglaterra admite criação de Estado judeu • Posição inglesa foi mal recebida por árabes que desejavam Estado unificado emancipado do Império Turco-Otomano • Inglaterra restringiu imigração, mas não conseguiu conter judeus no pós- guerra • Proposta da ONU: dois países, um judeu e um árabe (o último contaria com Cisjordância, Gaza e Jerusalém internacional) 1947 – Criação do Estado Israelense • Reação árabe e contra-ataque israelense • Ampliação de território de Israel e expulsão de metade da população palestina • Quase 1 milhão de palestinos viverão em campos de refugiados • Israel recebeu total apoio dos EUA • Conflitos com outros países se acirram O ORIENTE MÉDIO: ISRAEL
  • 14. Guerra Fria: países árabes apoiados pela URSS Nacionalismo e Liga Árabe União de países árabes contra Israel (destaque: Gamal Abdel Nasser do Egito) OLP (1964): Organização para a Libertação da Palestina - liderança de Yasser Arafat e opção pela luta armada Guerra dos Seis Dias (1967) • Israel destruiu Força Aérea Egípcia; tomou a península do Sinai, a Cisjordânia, as colinas de Golan (pertencentes à Síria) e anexou Jerusalém ao seu território • Aumento das hostilidades contra Israel: luta dos palestinos que tiveram terras ocupadas; atentados contra atletas israelenses em Jogos Olímpicos • ONU exigiu retirada de trompas, mas EUA vetaram Guerra do Yom Kippur (1973) • Para recuperar territórios, Síria e Egito atacaram Israel no Dia do Perdão • Apesar das baixas, Israel saiu vitorioso com apoio militar dos EUA • OPEP aumentou preço do petróleo em 300%, prejudicando EUA e economia ocidental (Carter recuou e negociou) O ORIENTE MÉDIO: CONFLITO ÁRABE-ISRAELENSE Acordos de Camp David • Acordo de paz entre Israel e Egito (devolução de territórios e autonomia a palestinos em Gaza e na Cisjordania) • Palestinos e outros países rejeitaram acordo Tensões árabes-israelenses continuaram nos anos 80 e 90 • Surgimento do Hamas (Movimento de Resistência Islâmica) • Intifada (1987): guerra de paus e pedras contra a dominação israelense em Gaza • Acordos de Oslo: Negociações entre OLP e Israel para reconhecimento dos dois Estados • Hamas e Hezbollah não aceitam • Religiosos judeus ortodoxos alegam direito divino sobre território
  • 15. O ORIENTE MÉDIO: IRÃ Obrigado a se exilar, em razão de suas críticas ao Xá Reza Pahlevi, Khomeini viveu muitos anos na França, onde essa fotografia foi tirada em dezembro de 1973. O governo do Xá e o apoio dos EUA • Xá Reza Pahlevi governa com poderes absolutos a partir de 1953 • Lucros do petróleo para modernizar o país e construir potência econômica e militar • Classes médias e pobres ficaram à margem do enriquecimento • Benefícios e privilégios para elite, funcionários estrangeiros e família do Xá • Rejeição da população à ocidentalização do país: bebidas, comportamento, etc. A oposição liderada por Khomeini • Tornou-se aiatolá e acusava o Xá de corrupção e tirania desde anos 50 • Aliança entre classes baixas e médias: defesa do fundamentalismo xiita e contra a ditadura do regime político – aumento dos protestos em 1975 A Revolução Iraniana • Aumento de protestos: sacerdotes (mullahs) declaram guerra; 2 milhões tomam as ruas de Teraã • Pahlevi deixa o país, Khomeini retorna do exílio e proclama a República Islâmica do Irã com imenso apoio popular • Oposição aos EUA: ocupação da embaixada com reféns por 444 dias • Medo do aumento da oposição xiita faz estadunidenses apoiarem o governo sunita de Saddam Hussein no Iraque
  • 16. O ORIENTE MÉDIO: GUERRAS DO GOLFO Conflito Iraque e Irã (1980-1988) • Com apoio norte-americano, Iraque ataca Irã alegando antiga disputa de terras (200km) na fronteira • Objetivo: conquistar território e enfraquecer governo xiita • Em 1982, os aiatolás contra-atacaram, retomando o território • Irã não aceita trégua e invade o Iraque – Saddam recorre a gases venenosos, mas ainda assim Basra é cercada por 500 mil soldados • Guerra termina sem vitoriosos, com 1 milhão (de iranianos) e 350 mil (de iraquianos) mortos Conflito Iraque, EUA e Kuwait (1990-1991) • Dívida do Iraque no pós-guerra: 85 bilhões de dólares (precisava de mais 200 bi para reconstruir país) • Exigência ao Kuwait para perdão da dívida, elevação de preços do petróleo e indenizações • Invasão do Kuwait em 1990 • Interesses pelo petróleo fez EUA organizar coalização de 28 países contra o Iraque – bombardeios a Bagdah passaram a ser televisionados. Iraque retirou tropas, mas incendiou barris Contexto pós-guerra • Presença militar norte-americana na região (gerando insatisfação de países árabes não alinhados e ataques terroristas) • Iraque enfrentou crise econômica com restrições a importações e aumento do nível de pobreza
  • 17. RECOMENDAÇÕES DE FILMES Lemon Tree (2008, color, 106min.) Persepolis (2007, color/p&b, 95min.) O Dublê do Diabo (2011, color, 109min.)
  • 18. REFERÊNCIAS VAINFAS, R. et. al. História 3: ensino médio. São Paulo: Saraiva, 2015. Slides produzidos por: Munís Pedro Alves Mestre em história (UFU) Prof. do Instituto Federal do Triângulo Mineiro Contato E-mail: munhoz.munis@gmail.com Site: www.youtube.com/diacronico