SlideShare uma empresa Scribd logo
HERANÇA DO SEXO
nandopsilva@outlook.com
Fernando Pereira
A espécie humana apresenta 23 pares de cromossomos.
22 pares são autossomos e não tem relação direta com a
determinação do sexo. Um par, chamado de alossomos
(X e Y), constitui os cromossomos sexuais. A mulher
apresenta dois alossomos X e é chamada de sexo
homogamético, pois seus gametas sempre terão o
cromossomo X. O homem apresenta um X e um Y e é o
sexo heterogamético, pois metade de seus gametas porta o
cromossomo X e a outra metade o cromossomo Y.
Determinação do Sexo
Cariótipo Humano
Daltonismo
Trata-se da incapacidade relativa na distinção de certas cores que, na sua forma
clássica, geralmente cria confusão entre o verde e o vermelho.É um distúrbio
causado por um gene recessivo localizado na porção heteróloga do
cromossomo X, o gene Xd, enquanto o seu alelo dominante XD determina a
visão normal.
A mulher de genótipo XDXd, embora possua um gene para o daltonismo,
não manifesta a doença, pois se trata de um gene recessivo.
Ela é chamada de portadora do gene para o daltonismo. O homem de genótipo
XdY, apesar de ter o gene Xd em dose simples, manifesta a doença pela
ausência do alelo dominante capaz de impedir a expressão do gene recessivo.
O homem XdY não é nem homozigoto ou heterozigoto: é hemizigoto recessivo,
pois do par de genes ele só possui um. O homem de genótipo XDY é hemizigoto
dominante
Genótipo e Fenótipo para Daltonismo
Uma mãe portadora, mas não daltônica (XDXd) com
um pai normal (XDY) resultarão em uma prole:
Exemplo:
Veja como um daltônico enxerga
A hemofilia é uma doença hereditária que se caracteriza pelo
retardo no tempo de coagulação do sangue em face
de deficiência na produção do fator VIII, uma proteína
codificada pelo gene dominante (H) e não codificada pelo seu
alelo recessivo (h), localizados no cromossomo X.Dessa forma,
a transmissão da anomalia está ligada a um cromossomo sexual,
manifestando hemofilia no organismo feminino, quando em
homozigose recessiva, e no organismo masculino, quando
simplesmente possuir esse gene recessivo, em consequência do
outro cromossomo sexual masculino ser o Y.
Coagulação
Genótipo e Fenótipo para Hemofilia
Herança Restrita ao Sexo
Dizemos que uma herança é restrita ao sexo
quando está relacionada ao cromossomo Y, na
sua porção não homóloga ao cromossomo X. É
restrita porque só ocorre em homens, pois as
mulheres não possuem cromossomo Y.
Os genes localizados apenas no cromossomo Y
são chamados genes holândricos.
● Hipertricose auricular
É a presença de longos pêlos nas orelhas.
Independente de ser herança dominante ou
recessiva, sempre é passada de pai para filho.
Herança influenciada pelo sexo: Calvíce
Calvíce ̶ Alelo autossômico
Homem ̶ Dominante
Mulher ̶ Recessiva
O gene C que determina calvíce na espécie humana, atua melhor na presença
de hormônios masculinos.
Relação de Genótipo e Fenótipo para Calvíce
A Síndrome de Down também é conhecida por trissomia 21.
Esta doença é uma doença genética, que ocorre durante a
divisão celular do embrião, causada por uma acidente que pode
ocorrer no óvulo, no espermatozoide ou após a união dos dois
e, em ambas divisões meióticas que provocam alterações
cromossómicas. O número de cromossomas presentes nas
células de uma pessoa são 46. No caso da Síndrome de Down
há um erro na distribuição e, ao invés de 46, as células recebem
47 cromossomos e este cromossomo a mais liga-se ao par 21.
Ocorre quando as crianças nascem com três cromossomas 21.
Síndrome de down(21)
Características Diferentes
Síndrome de Klinefelter (XXY)
São indivíduos do sexo masculino que apresentam
cromatina sexual e cariótipo geralmente 47 XXY, de uma
não-disjunção na formação do óvulo.
Cariótipo Síndrome de
Klinefelter
Síndrome de Turner (XO)
É uma monossomia na qual os
indivíduos afetados exibem sexo
feminino mas geralmente não
possuem cromatina sexual.
O exame de seu cariótipo revela
comumente 45 cromossomos
sendo que do par dos
cromossomos sexuais há apenas
um X; dizemos que esses
indivíduos são XO, sendo seu
cariótipo
representado por 45 X.
Herança do Sexo
Herança do Sexo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Heranca ligada sexo
Heranca ligada sexoHeranca ligada sexo
Heranca ligada sexo
Iuri Fretta Wiggers
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
Dalu Barreto
 
Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução
Joselito Oliveira Neto
 
5 - Padrões de Herança
5 - Padrões de Herança5 - Padrões de Herança
5 - Padrões de Herança
Rodrigo Vianna
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
Dalu Barreto
 
Aula hereditariedade
Aula hereditariedadeAula hereditariedade
Aula hereditariedade
CRISCASTROLARANJEIRA
 
Introduçao a genetica
Introduçao a geneticaIntroduçao a genetica
Introduçao a genetica
emibio
 
3 GenóTipo E FenóTipo
3 GenóTipo E FenóTipo3 GenóTipo E FenóTipo
3 GenóTipo E FenóTipo
maria tique
 
Alterações cromossômicas
Alterações cromossômicasAlterações cromossômicas
Alterações cromossômicas
Patrícia Oliver
 
Introdução a genetica
Introdução a geneticaIntrodução a genetica
Introdução a genetica
UERGS
 
Doenças genéticas: Síndromes
Doenças genéticas: SíndromesDoenças genéticas: Síndromes
Doenças genéticas: Síndromes
Matheus Fellipe
 
Aula 4 heredogramas
Aula 4 heredogramasAula 4 heredogramas
Aula 4 heredogramas
camaceio
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Turma Olímpica
 
Conceitos basicos em genetica
 Conceitos basicos em genetica Conceitos basicos em genetica
Conceitos basicos em genetica
Adrianne Mendonça
 
Atividade analizando cariotipos humanos aberrante
Atividade   analizando cariotipos humanos aberranteAtividade   analizando cariotipos humanos aberrante
Atividade analizando cariotipos humanos aberrante
netoalvirubro
 
Mutações cromossômicas estruturais
Mutações cromossômicas estruturaisMutações cromossômicas estruturais
Mutações cromossômicas estruturais
Nathália Vasconcelos
 
Genética 1 aula
Genética 1 aulaGenética 1 aula
Genética 1 aula
Professora Raquel
 
Conceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de GenéticaConceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de Genética
Adriano Muniz
 
Genética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slidesGenética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slides
Fabiano Reis
 
Heranca e sexo
Heranca e sexoHeranca e sexo
Heranca e sexo
URCA
 

Mais procurados (20)

Heranca ligada sexo
Heranca ligada sexoHeranca ligada sexo
Heranca ligada sexo
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
 
Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução
 
5 - Padrões de Herança
5 - Padrões de Herança5 - Padrões de Herança
5 - Padrões de Herança
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
 
Aula hereditariedade
Aula hereditariedadeAula hereditariedade
Aula hereditariedade
 
Introduçao a genetica
Introduçao a geneticaIntroduçao a genetica
Introduçao a genetica
 
3 GenóTipo E FenóTipo
3 GenóTipo E FenóTipo3 GenóTipo E FenóTipo
3 GenóTipo E FenóTipo
 
Alterações cromossômicas
Alterações cromossômicasAlterações cromossômicas
Alterações cromossômicas
 
Introdução a genetica
Introdução a geneticaIntrodução a genetica
Introdução a genetica
 
Doenças genéticas: Síndromes
Doenças genéticas: SíndromesDoenças genéticas: Síndromes
Doenças genéticas: Síndromes
 
Aula 4 heredogramas
Aula 4 heredogramasAula 4 heredogramas
Aula 4 heredogramas
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
 
Conceitos basicos em genetica
 Conceitos basicos em genetica Conceitos basicos em genetica
Conceitos basicos em genetica
 
Atividade analizando cariotipos humanos aberrante
Atividade   analizando cariotipos humanos aberranteAtividade   analizando cariotipos humanos aberrante
Atividade analizando cariotipos humanos aberrante
 
Mutações cromossômicas estruturais
Mutações cromossômicas estruturaisMutações cromossômicas estruturais
Mutações cromossômicas estruturais
 
Genética 1 aula
Genética 1 aulaGenética 1 aula
Genética 1 aula
 
Conceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de GenéticaConceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de Genética
 
Genética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slidesGenética – leis de mendel slides
Genética – leis de mendel slides
 
Heranca e sexo
Heranca e sexoHeranca e sexo
Heranca e sexo
 

Semelhante a Herança do Sexo

Genetica vi 2012
Genetica vi 2012Genetica vi 2012
Genetica vi 2012
Evandro Brandão
 
GENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexo
GENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexoGENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexo
GENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexo
LedaMariadaSilva1
 
REVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdf
REVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdfREVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdf
REVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdf
LedaMariadaSilva1
 
Genética - Daltonismo | Biologia 12º Ano
Genética - Daltonismo | Biologia 12º AnoGenética - Daltonismo | Biologia 12º Ano
Genética - Daltonismo | Biologia 12º Ano
Instituto Superior Técnico, UTL
 
Herança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexo Herança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexo
Maria Jaionara
 
Heranças genéticas
Heranças genéticasHeranças genéticas
Heranças genéticas
Flávia Albuquerque
 
Genética pós Mendel
Genética pós MendelGenética pós Mendel
Genética pós Mendel
Elaine
 
Sexo e Herança Genética
Sexo e Herança GenéticaSexo e Herança Genética
Sexo e Herança Genética
Felipe Jeronimo
 
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
Colégio Batista de Mantena
 
Tipos de Herança ligadas ao cromossomo.ppt
Tipos de Herança ligadas ao cromossomo.pptTipos de Herança ligadas ao cromossomo.ppt
Tipos de Herança ligadas ao cromossomo.ppt
PattyCosta10
 
9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo
centeruni
 
9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo
centeruni
 
SEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptx
SEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptxSEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptx
SEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptx
MARINESADIERSALVESPE
 
A primeira lei de mendel
A primeira lei de mendelA primeira lei de mendel
A primeira lei de mendel
Luzineide Oliveira
 
Genetica
GeneticaGenetica
Genetica
giovannimusetti
 
Genetica
GeneticaGenetica
Genetica
giovannimusetti
 
Cromossomos sexuais
Cromossomos sexuaisCromossomos sexuais
Cromossomos sexuais
Douglas Barreto
 
Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Hereditaridade Humana
Hereditaridade HumanaHereditaridade Humana
Hereditaridade Humana
Francisco Pinheiro
 
GENÉTICA DA HERANÇA SEXUAL
GENÉTICA DA HERANÇA SEXUALGENÉTICA DA HERANÇA SEXUAL
GENÉTICA DA HERANÇA SEXUAL
G_COIMBRA
 

Semelhante a Herança do Sexo (20)

Genetica vi 2012
Genetica vi 2012Genetica vi 2012
Genetica vi 2012
 
GENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexo
GENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexoGENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexo
GENETICA VI 2012 (1).ppt Herança ligada ao sexo
 
REVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdf
REVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdfREVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdf
REVISAGOIAS3CNTESTUDANTESET EducaçãoEMBRO.pdf
 
Genética - Daltonismo | Biologia 12º Ano
Genética - Daltonismo | Biologia 12º AnoGenética - Daltonismo | Biologia 12º Ano
Genética - Daltonismo | Biologia 12º Ano
 
Herança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexo Herança ligada ao sexo
Herança ligada ao sexo
 
Heranças genéticas
Heranças genéticasHeranças genéticas
Heranças genéticas
 
Genética pós Mendel
Genética pós MendelGenética pós Mendel
Genética pós Mendel
 
Sexo e Herança Genética
Sexo e Herança GenéticaSexo e Herança Genética
Sexo e Herança Genética
 
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
 
Tipos de Herança ligadas ao cromossomo.ppt
Tipos de Herança ligadas ao cromossomo.pptTipos de Herança ligadas ao cromossomo.ppt
Tipos de Herança ligadas ao cromossomo.ppt
 
9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo
 
9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo9 determinacao do_sexo
9 determinacao do_sexo
 
SEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptx
SEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptxSEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptx
SEXO E HERANÇA GENÉTICA .pptx
 
A primeira lei de mendel
A primeira lei de mendelA primeira lei de mendel
A primeira lei de mendel
 
Genetica
GeneticaGenetica
Genetica
 
Genetica
GeneticaGenetica
Genetica
 
Cromossomos sexuais
Cromossomos sexuaisCromossomos sexuais
Cromossomos sexuais
 
Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01
 
Hereditaridade Humana
Hereditaridade HumanaHereditaridade Humana
Hereditaridade Humana
 
GENÉTICA DA HERANÇA SEXUAL
GENÉTICA DA HERANÇA SEXUALGENÉTICA DA HERANÇA SEXUAL
GENÉTICA DA HERANÇA SEXUAL
 

Mais de Fernando Pereira

Usina hidreletrica
Usina hidreletricaUsina hidreletrica
Usina hidreletrica
Fernando Pereira
 
Modelo OSI Camada Física
Modelo OSI Camada FísicaModelo OSI Camada Física
Modelo OSI Camada Física
Fernando Pereira
 
Erico verissimo Biografia
Erico verissimo BiografiaErico verissimo Biografia
Erico verissimo Biografia
Fernando Pereira
 
Jorge amado biografia
Jorge amado biografiaJorge amado biografia
Jorge amado biografia
Fernando Pereira
 
Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia
Fernando Pereira
 
Murilo mendes: Biografia
Murilo mendes: Biografia Murilo mendes: Biografia
Murilo mendes: Biografia
Fernando Pereira
 
O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza
Fernando Pereira
 
Período entre Guerras
Período entre Guerras Período entre Guerras
Período entre Guerras
Fernando Pereira
 
Instalações Elétricas
Instalações Elétricas Instalações Elétricas
Instalações Elétricas
Fernando Pereira
 
O consumo de Energia no Brasil
O consumo de Energia no BrasilO consumo de Energia no Brasil
O consumo de Energia no Brasil
Fernando Pereira
 
Carvão Mineral e Energia Elétrica
Carvão Mineral e Energia ElétricaCarvão Mineral e Energia Elétrica
Carvão Mineral e Energia Elétrica
Fernando Pereira
 
A grande guerra
A grande guerraA grande guerra
A grande guerra
Fernando Pereira
 
Conceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidadeConceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidade
Fernando Pereira
 
História social do romantismo
História social do romantismoHistória social do romantismo
História social do romantismo
Fernando Pereira
 
As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias
As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias
As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias
Fernando Pereira
 

Mais de Fernando Pereira (15)

Usina hidreletrica
Usina hidreletricaUsina hidreletrica
Usina hidreletrica
 
Modelo OSI Camada Física
Modelo OSI Camada FísicaModelo OSI Camada Física
Modelo OSI Camada Física
 
Erico verissimo Biografia
Erico verissimo BiografiaErico verissimo Biografia
Erico verissimo Biografia
 
Jorge amado biografia
Jorge amado biografiaJorge amado biografia
Jorge amado biografia
 
Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia
 
Murilo mendes: Biografia
Murilo mendes: Biografia Murilo mendes: Biografia
Murilo mendes: Biografia
 
O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza O método da ciência da natureza
O método da ciência da natureza
 
Período entre Guerras
Período entre Guerras Período entre Guerras
Período entre Guerras
 
Instalações Elétricas
Instalações Elétricas Instalações Elétricas
Instalações Elétricas
 
O consumo de Energia no Brasil
O consumo de Energia no BrasilO consumo de Energia no Brasil
O consumo de Energia no Brasil
 
Carvão Mineral e Energia Elétrica
Carvão Mineral e Energia ElétricaCarvão Mineral e Energia Elétrica
Carvão Mineral e Energia Elétrica
 
A grande guerra
A grande guerraA grande guerra
A grande guerra
 
Conceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidadeConceitos básicos de eletricidade
Conceitos básicos de eletricidade
 
História social do romantismo
História social do romantismoHistória social do romantismo
História social do romantismo
 
As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias
As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias
As vanguardas Brasileiras e Vanguardas Europeias
 

Último

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 

Herança do Sexo

  • 2. A espécie humana apresenta 23 pares de cromossomos. 22 pares são autossomos e não tem relação direta com a determinação do sexo. Um par, chamado de alossomos (X e Y), constitui os cromossomos sexuais. A mulher apresenta dois alossomos X e é chamada de sexo homogamético, pois seus gametas sempre terão o cromossomo X. O homem apresenta um X e um Y e é o sexo heterogamético, pois metade de seus gametas porta o cromossomo X e a outra metade o cromossomo Y. Determinação do Sexo
  • 4. Daltonismo Trata-se da incapacidade relativa na distinção de certas cores que, na sua forma clássica, geralmente cria confusão entre o verde e o vermelho.É um distúrbio causado por um gene recessivo localizado na porção heteróloga do cromossomo X, o gene Xd, enquanto o seu alelo dominante XD determina a visão normal. A mulher de genótipo XDXd, embora possua um gene para o daltonismo, não manifesta a doença, pois se trata de um gene recessivo. Ela é chamada de portadora do gene para o daltonismo. O homem de genótipo XdY, apesar de ter o gene Xd em dose simples, manifesta a doença pela ausência do alelo dominante capaz de impedir a expressão do gene recessivo. O homem XdY não é nem homozigoto ou heterozigoto: é hemizigoto recessivo, pois do par de genes ele só possui um. O homem de genótipo XDY é hemizigoto dominante
  • 5. Genótipo e Fenótipo para Daltonismo
  • 6. Uma mãe portadora, mas não daltônica (XDXd) com um pai normal (XDY) resultarão em uma prole: Exemplo:
  • 7. Veja como um daltônico enxerga
  • 8. A hemofilia é uma doença hereditária que se caracteriza pelo retardo no tempo de coagulação do sangue em face de deficiência na produção do fator VIII, uma proteína codificada pelo gene dominante (H) e não codificada pelo seu alelo recessivo (h), localizados no cromossomo X.Dessa forma, a transmissão da anomalia está ligada a um cromossomo sexual, manifestando hemofilia no organismo feminino, quando em homozigose recessiva, e no organismo masculino, quando simplesmente possuir esse gene recessivo, em consequência do outro cromossomo sexual masculino ser o Y.
  • 10. Genótipo e Fenótipo para Hemofilia
  • 11. Herança Restrita ao Sexo Dizemos que uma herança é restrita ao sexo quando está relacionada ao cromossomo Y, na sua porção não homóloga ao cromossomo X. É restrita porque só ocorre em homens, pois as mulheres não possuem cromossomo Y. Os genes localizados apenas no cromossomo Y são chamados genes holândricos. ● Hipertricose auricular É a presença de longos pêlos nas orelhas. Independente de ser herança dominante ou recessiva, sempre é passada de pai para filho.
  • 12. Herança influenciada pelo sexo: Calvíce Calvíce ̶ Alelo autossômico Homem ̶ Dominante Mulher ̶ Recessiva O gene C que determina calvíce na espécie humana, atua melhor na presença de hormônios masculinos. Relação de Genótipo e Fenótipo para Calvíce
  • 13.
  • 14. A Síndrome de Down também é conhecida por trissomia 21. Esta doença é uma doença genética, que ocorre durante a divisão celular do embrião, causada por uma acidente que pode ocorrer no óvulo, no espermatozoide ou após a união dos dois e, em ambas divisões meióticas que provocam alterações cromossómicas. O número de cromossomas presentes nas células de uma pessoa são 46. No caso da Síndrome de Down há um erro na distribuição e, ao invés de 46, as células recebem 47 cromossomos e este cromossomo a mais liga-se ao par 21. Ocorre quando as crianças nascem com três cromossomas 21. Síndrome de down(21)
  • 15.
  • 17. Síndrome de Klinefelter (XXY) São indivíduos do sexo masculino que apresentam cromatina sexual e cariótipo geralmente 47 XXY, de uma não-disjunção na formação do óvulo.
  • 19. Síndrome de Turner (XO) É uma monossomia na qual os indivíduos afetados exibem sexo feminino mas geralmente não possuem cromatina sexual. O exame de seu cariótipo revela comumente 45 cromossomos sendo que do par dos cromossomos sexuais há apenas um X; dizemos que esses indivíduos são XO, sendo seu cariótipo representado por 45 X.