SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Lições Adultos Ensinos de Jesus 
Lição 13 - A segunda vinda de Jesus 20 a 27 de setembro 
Sábado - “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há 
muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos 
preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também.” 
Jo 14:1-3, ARC 
Nosso Salvador virá outra vez. Antes de partir, Ele mesmo anunciou aos discípulos a promessa de Seu 
retorno: "Não se turbe o vosso coração. ... Na casa de Meu Pai há muitas moradas. ... Vou preparar-vos 
lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu 
estou, estejais vós também." João 14:1-3. Ele não deixou dúvida quanto à maneira de Seu retorno: "Quando 
vier o Filho do Homem na Sua majestade e todos os anjos com Ele, então, Se assentará no trono da Sua 
glória; e todas as nações serão reunidas em Sua presença." Mat. 25:31 e 32. Vida de Jesus, 176. 
Domingo - A promessa Ano Bíblico: Am 5–9 
1. Leia as promessas de Cristo em João 14:1-3. Aplique essas palavras a você. Por que elas devem ter um 
significado importante em sua vida? 
Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há muitas 
moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos 
preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós 
também. Jo 14:1-3, ARC 
Temos Sua promessa. Temos o direito de posse à propriedade real no reino da glória. Nunca foi 
elaborado um título de propriedade mais estritamente de acordo com a lei, nem assinado de modo 
mais legível, do que o que dá ao povo de Deus o direito às mansões celestiais. "Não se turbe o vosso 
coração" - diz Cristo; - "credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há muitas moradas. 
Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, 
voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também." João 14:1-3. 
Todos os que quiserem podem ser incluídos na promessa do concerto. Precioso é o preço pago pela 
nossa redenção - o sangue do Filho unigênito de Deus. Cristo passou pela terrível prova da aflição. Sua 
natureza humana foi provada ao máximo. Ele sofreu a pena de morte da transgressão do homem. Tornou-Se 
o substituto e penhor do pecador. É poderoso para mostrar o fruto de Seus sofrimentos e morte, em Sua 
ressurreição dentre os mortos. Do fendido túmulo de José repercute a proclamação: "'Eu sou a ressurreição 
e a vida.' João 11:25. Os que crêem em Mim e fazem as obras de justiça que Eu faço, são justificados, 
santificados, embranquecidos e provados. Obtiveram piedade e vida eterna." Carta 144, 1903. 
Benditas palavras! Podemos recebê-Lo em nosso coração, e Ele será para nós esperança, coragem e graça 
mantenedora. O Senhor deseja que confiemos plena e inteiramente nEle. Então, na simplicidade de nossa 
fé, acreditaremos que Cristo fará por nós tudo quanto Ele prometeu. Que todos venham ao Salvador na 
plena certeza de que Ele fará tudo quanto prometeu. Nada pode agradar mais a nosso Salvador do 
que nossa demonstração de fé em Suas promessas. Carta 213, 1905. 
Segunda - O propósito da segunda vinda de Jesus Ano Bíblico: Obadias e Jonas 
2. Qual é uma das razões básicas para a segunda vinda de Jesus? Mt 16:27 
Porque o Filho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e, então, dará a cada um segundo 
as suas obras. Mt 16:27, ARC 
"Quem vencer herdará todas as coisas; e Eu serei seu Deus, e ele será Meu filho." Apoc. 21:7. Aqui, 
também, se especificam condições. A fim de herdar todas as coisas, devemos resistir ao pecado e 
vencê-lo. 
rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
O Senhor declara pelo profeta Isaías: "Dizei aos justos que bem lhes irá." "Ai do ímpio! mal lhe irá, porque a 
recompensa das suas mãos se lhe dará." Isa. 3:10 e 11. "Ainda que o pecador faça mal cem vezes, e os dias 
se lhe prolonguem, eu sei com certeza que bem sucede aos que temem a Deus, aos que temerem diante 
dEle. Mas ao ímpio não irá bem." Ecl. 8:12 e 13. E Paulo testifica que o pecador está entesourando para si 
"ira ... no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus; o qual recompensará cada um segundo suas 
obras"; "tribulação e angústia sobre toda a alma do homem que obra o mal". Rom. 2:5, 6 e 9. 
"Nenhum fornicário, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus." 
Efés. 5:5. "Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor." Heb. 12:14. "Bem-aventurados 
aqueles que guardam os Seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e 
possam entrar na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os 
homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira." Apoc. 22:14 e 15. O Grande Conflito, pp. 
540-541. 
"Eis que cedo venho", declara Cristo, "e o Meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua 
obra." Deus pede que enunciemos as palavras: "Ora vem, Senhor Jesus." Deus fará muito mais em favor de 
Seu povo se este tiver fé nEle. Review and Herald, 19 de novembro de 1903. 
“Por entre as vacilações da Terra, o clarão do relâmpago e o ribombo do trovão, a voz do Filho de Deus 
chama os santos que dormem. Ele olha para a sepultura dos justos e, levantando as mãos para o céu, 
brada: ‘Despertai, despertai, despertai, vós que dormis no pó, e surgi!’ Por todo o comprimento e largura da 
Terra, os mortos ouvirão aquela voz, e os que ouvirem viverão. E a Terra inteira ressoará com o passar do 
exército extraordinariamente grande de toda nação, tribo, língua e povo. Do cárcere da morte eles vêm, 
revestidos de glória imortal, clamando: ‘Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu 
aguilhão?’ (1Co 15:55). E os vivos justos e os santos ressuscitados unem as vozes em prolongada e jubilosa 
aclamação de vitória”. Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 644. 
Terça - Como Jesus virá? Ano Bíblico: Mq 1–4 
3. De acordo com Mateus 24:27, como Jesus voltará? 
Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a 
vinda do Filho do Homem. Mt 24:27, ARC 
Miller achou que a vinda de Cristo, literal, pessoal, é plenamente ensinada nas Escrituras. Diz Paulo: "O 
mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de Arcanjo, e com a trombeta de Deus." I Tess. 4:16. 
E o Salvador declara: "Verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória." 
"Assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra até ao Ocidente, assim será também a vinda do Filho 
do homem." Mat. 24:30 e 27. Ele deverá ser acompanhado de todas as hostes celestiais. O Filho do homem 
virá em Sua glória, "e todos os santos anjos com Ele". Mat. 25:31. "Ele enviará os Seus anjos com rijo 
clamor de trombeta, os quais ajuntarão os Seus escolhidos." Mat. 24:31. 
À Sua vinda, os justos que estiverem mortos ressuscitarão, os vivos serão transformados. "Nem todos 
dormiremos", diz Paulo, "mas todos seremos transformados, num momento num abrir e fechar de olhos, 
ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos 
transformados. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é 
mortal se revista da imortalidade." I Cor. 15:51-53. E em sua carta aos tessalonicenses, depois de descrever 
a vinda do Senhor, diz ele: "Os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós os que ficarmos 
vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim 
estaremos sempre com o Senhor." I Tess. 4:16 e 17. O Grande Conflito, pp. 321-322. 
O Salvador advertiu Seu povo, ... e predisse claramente o modo de Sua segunda vinda. "Surgirão falsos 
cristos. ... Portanto, se vos disserem: Eis que Ele está no deserto, não saiais; ou: eis que Ele está no interior 
da casa, não acrediteis. Porque, assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra até ao Ocidente, assim 
será também a vinda do Filho do homem." Mat. 24:24-27. Não há possibilidade de ser imitada esta vinda. 
Será conhecida universalmente, testemunhada pelo mundo inteiro. Apenas os que forem diligentes 
estudantes das Escrituras, e receberem o amor da verdade, estarão ao abrigo dos poderosos 
enganos que dominam o mundo. Pelo testemunho da Bíblia estes surpreenderão o enganador em seu 
disfarce. Para todos virá o tempo de prova. Pela cirandagem da tentação, revelar-se-ão os verdadeiros 
crentes. Acha-se hoje o povo de Deus tão firmemente estabelecido em Sua Palavra que não venha a ceder 
à evidência de seus sentidos? Apegar-se-á nesta crise à Bíblia, e a Bíblia só? O Grande Conflito, p. 625. 
rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
“Surge logo no Oriente uma pequena nuvem negra, aproximadamente da metade do tamanho da mão de um 
homem. É a nuvem que rodeia o Salvador, e que, a distância, parece estar envolta em trevas. O povo de 
Deus sabe ser esse o sinal do Filho do homem. Em solene silêncio fitam-na enquanto se aproxima da Terra, 
mais e mais brilhante e gloriosa, até se tornar uma grande nuvem branca, mostrando na base uma glória 
semelhante ao fogo consumidor. Sobre ela está o arco-íris do concerto. Jesus, na nuvem, avança como 
poderoso vencedor. [...] Com antífonas de melodia celestial, os santos anjos, em vasta e inumerável 
multidão, O acompanham em Seu avanço. O firmamento parece repleto de formas radiantes – ‘milhões de 
milhões e milhares de milhares’ (Ap 5:11). Nenhuma linguagem humana pode descrever a cena, mente 
mortal alguma é apta para conceber seu esplendor”. O Grande Conflito, p. 640, 641. 
4. De acordo com Paulo, como será a segunda vinda de Jesus? 1Ts 4:13-18 
A vinda do Senhor 
13 Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos 
entristeçais, como os demais, que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e 
ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele. 15 Dizemo-vos, 
pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não 
precederemos os que dormem. 16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de 
arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; 17 depois, nós, 
os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos 
ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas 
palavras. 1Ts 4:13-18, ARC 
Cristo ascendera ao Céu na forma humana. Os discípulos viram a nuvem recebê-Lo. O mesmo Jesus que 
andara, e falara e orara com eles; Aquele que partira com eles o pão; que com eles estivera nos botes, no 
lago; e que fizeram com eles, naquele mesmo dia, a penosa subida do Olivete - o mesmo Jesus fora agora 
para partilhar do trono do Pai. E os anjos lhes asseguraram que Aquele mesmo que viram subir ao 
Céu, voltaria outra vez assim como subira. Virá "com as nuvens, e todo o olho O verá". Apoc. 1:7. 
"Porque o mesmo Senhor descerá do Céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e 
os que morreram em Cristo ressuscitarão." I Tess. 4:16. "Quando o Filho do homem vier em Sua glória, e 
todos os santos anjos com Ele, então Se assentará no trono da Sua glória." Mat. 25:31. Então se cumprirá a 
promessa do próprio Senhor aos discípulos. "Se Eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei 
para Mim mesmo, para que onde Eu estiver estejais vós também." João 14:3. Bem se podiam os discípulos 
regozijar na esperança da vinda do Senhor. O Desejado de Todas as Nações, 832. 
Cristo virá nas "nuvens do céu, com poder e grande glória". Quem O há de... receber em paz? Quem estará 
entre o número daqueles a quem se aplicam as palavras: "Quando vier para ser glorificado nos Seus santos 
e para se fazer admirável, naquele dia, em todos os que crêem?" II Tess. 1:10. 
Esse acontecimento é chamado a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande 
Deus e nosso Senhor Jesus Cristo. Sua vinda ultrapassará em glória a tudo que os olhos já tenham 
contemplado. Em muito excedente a tudo que a imaginação já tenha concebido, será a Sua revelação em 
pessoa, nas nuvens celestes. Mostrar-se-á então um contraste perfeito com a humildade que condicionou 
Seu primeiro advento. Naquela ocasião veio como o Filho do Deus infinito, mas Sua glória foi encoberta 
pelas vestes da humanidade. Veio daquela vez sem nenhuma distinção mundana de realeza, sem nenhuma 
visível manifestação de glória; mas ao aparecer pela segunda vez, virá com Sua própria glória e a 
glória do Pai, e acompanhado pelos exércitos angelicais do Céu. Em lugar daquela coroa de espinhos 
que Lhe feriu a fronte, usará uma coroa de glória. Não mais Se veste com os trajes da humildade, com o 
velho manto real que Lhe impuseram os escarnecedores. Não: Virá envergando vestes mais brancas que 
o mais alvo branco. Em Suas vestes e na Sua coxa, está escrito este nome: "Rei dos reis e Senhor dos 
senhores." Apoc. 19:16. Carta 90, 1898. 
Quarta - Quando Jesus virá? Ano Bíblico: Mq 5–7 
5. Leia Mateus 24:3-14, 21-26, 29, 37-39 (se possível, leia também Marcos 13 e Lucas 21). Que quadro do 
mundo Jesus apresentou nesses textos? Essa descrição se harmoniza com o mundo em que vivemos? 
E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: 
Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? Mt 24:3, ARC 
rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e 
então virá o fim. Mt 24:14, ARC 
21 porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem 
tampouco haverá jamais. 22 E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas, por 
causa dos escolhidos, serão abreviados aqueles dias. 23 Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está 
aqui ou ali, não lhe deis crédito, 24 porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão grandes 
sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. 25 Eis que eu vo-lo tenho 
predito. 26 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais; ou: Eis que ele está no interior 
da casa, não acrediteis. Mt 24:21-26, ARC 
Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias. Mt 24:29, ARC 
37 E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem. 38 Porquanto, assim 
como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao 
dia em que Noé entrou na arca, 39 e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, 
assim será também a vinda do Filho do Homem. Mt 24:37-39, ARC 
Depois, em linguagem inequívoca, nosso Senhor fala de Sua segunda vinda, e dá advertência de 
perigos que hão de preceder Seu advento ao mundo. … O Salvador dá sinais de Sua vinda e, mais que 
isto, fixa o tempo em que aparecerão os primeiros desses sinais: "E logo depois da aflição daqueles dias, o 
Sol escurecerá, e a Lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão 
abaladas. Então aparecerá no céu, o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da Terra se lamentarão, e 
verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E Ele enviará os Seus 
anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os Seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à 
outra extremidade dos céus." Mat. 24:29-31. O Desejado de todas as nações, 631-632. 
Quando o Salvador indicou a Seus seguidores os sinais de Sua volta, predisse o estado de apostasia 
que havia de existir precisamente antes de Seu segundo advento. Haveria, como nos dias de Noé, a 
atividade e a agitação das ocupações mundanas e da procura de prazeres - comprar, vender, plantar, 
edificar, casar, dar-se em casamento - com olvido de Deus e da vida futura. Para os que viverem nesse 
tempo, a advertência de Cristo é: "Olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de 
glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia." "Vigiai, pois, 
em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de 
acontecer e de estar em pé diante do Filho do homem." Luc. 21:34 e 36. 
A condição da igreja neste tempo é indicada nas palavras do Salvador, em Apocalipse: "Tens nome de que 
vives, e estás morto." E aos que se recusam despertar de seu descuidoso sentimento de segurança, é 
dirigido este aviso solene: "Se não vigiares, virei a ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti 
virei." Apoc. 3:1 e 3. O Grande Conflito, 309-310. 
Quinta - Vigiar e estar pronto Ano Bíblico: Naum 
6. Por que é fundamental sempre vigiar e estar pronto para a vinda de Jesus? Mt 24:42, 44 
Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mt 24:42, ARC 
Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não 
penseis. Mt 24:44, ARC 
A vinda de Cristo será por assim dizer à meia-noite, quando todos estão dormindo. É bom que cada 
um endireite todas as suas contas antes do pôr-do-sol. Todos os seus trabalhos devem estar em ordem, 
corretas todas as transações entre ele e seus semelhantes. Toda desonestidade, todas as práticas 
pecaminosas devem ser afastadas para bem longe. ... O óleo da graça deve estar em nossos vasos e em 
nossas lâmpadas. ... Verdadeiramente deplorável será a condição da pessoa que teve uma forma de 
piedade, negando-lhe, entretanto, o poder; que chamou a Cristo de Senhor, Senhor, não tendo, porém, Sua 
imagem e inscrição. … 
Deus concede bondosamente um período de graça, um tempo de experiência e prova. Ele faz o convite: 
"Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto." Isa. 55:6. … O Senhor vem. Por 
muito tempo tem a misericórdia estendido a mão de amor, de paciência e tolerância a um mundo culpado. 
rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
Foi feito o convite: "Que se apodere da Minha força e faça paz comigo" (Isa. 27:5) ..., mas os homens 
abusaram de Sua misericórdia e rejeitaram Sua graça. 
Por que o Senhor tem adiado Sua vinda por tanto tempo? Todo o exército celestial está a espera para 
cumprir a obra final em favor deste mundo perdido, e, no entanto, essa obra é retardada. Isso porque os 
poucos que professam ter o óleo da graça em seus vasos e em suas lâmpadas não se tornaram luzes 
brilhantes e ardentes no mundo. É também porque os missionários são poucos. … 
Cada semana que passa é uma semana a menos, cada dia que passa é um dia mais perto do tempo 
designado para o juízo. Quão lamentável que tantos tenham apenas uma religião espasmódica - uma 
religião dependente dos sentimentos e governada pelas emoções! "Aquele que perseverar até ao fim será 
salvo." Mat. 24:13. Procurai ter, portanto, o óleo da graça em vosso coração. Review and Herald, 27 de 
março de 1894. 
7. Que atitude seria fatal para nós que afirmamos crer na segunda vinda de Jesus? Como evitar essa 
atitude? Por que é tão fácil cometer esse erro, se não formos cuidadosos? Mt 24:48-51; Lc 21:34, 35 
48 Porém, se aquele mau servo disser consigo: O meu senhor tarde virá, 49 e começar a espancar os 
seus conservos, e a comer, e a beber com os bêbados, 50 virá o senhor daquele servo num dia em 
que o não espera e à hora em que ele não sabe, 51 e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os 
hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes. Mt 24:48-51, ARC 
34 E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, 
e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. 35 Porque virá como um laço sobre 
todos os que habitam na face de toda a terra. Lc 21:34-35 ACF 
É-nos preciso, agora, vigiar-nos a nós mesmos. Foram-nos feitas advertências. Não podemos nós ver o 
cumprimento das predições de Cristo, contidas no vigésimo primeiro capítulo de Lucas? Quantos estão 
estudando as palavras de Cristo? Quantos se estão enganando a si mesmos e privando das bênçãos 
reservadas para os que crêem e obedecem? O tempo de graça se prolonga ainda, e temos a faculdade 
de apropriar-nos da esperança que o evangelho nos apresenta. Arrependamo-nos e convertamo-nos, 
abandonando os nossos pecados para que sejam apagados. "Passará o céu e a Terra, mas as Minhas 
palavras não hão de passar. E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de 
glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá 
como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a Terra. Vigiai pois em todo o tempo, orando, 
para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé 
diante do Filho do homem." Luc. 21:33-36. Ficarão desatendidas as advertências de Cristo? Não nos 
arrependeremos sinceramente agora, enquanto a suave voz da Misericórdia ainda é ouvida? 
Testemunhos Seletos, v. 3. p. 416. 
Nosso compassivo Redentor, prevendo os perigos que haviam de cercar Seus seguidores neste 
tempo, lhes dirige esta admoestação especial: "Olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se 
carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele 
dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a Terra. Vigiai pois em todo o 
tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de 
estar em pé diante do Filho do homem." Luc. 21:34-36. Se a igreja escolher um caminho idêntico ao do 
mundo, virá a partilhar a mesma sorte; ainda mais: como recebeu maior luz, seu castigo será maior do que o 
dos impenitentes. 
Nós, como povo, professamos possuir mais verdades do que qualquer outro na Terra. Neste caso, 
nossa conduta e caráter devem também corresponder à nossa profissão. Está próximo o dia em que os 
justos, qual semente preciosa, hão de ser ajuntados para os celeiros celestiais, enquanto os ímpios, à 
semelhança do joio, o serão para o fogo do grande dia. Mas o trigo e o joio deverão "crescer ambos juntos 
até à ceifa". 
No desempenho de seus deveres cotidianos, os justos hão de estar, até o fim, em contato com os ímpios. 
Os filhos da luz estão espalhados entre os das trevas para que o contraste salte aos olhos de todos. É assim 
que os filhos de Deus devem anunciar "as virtudes dAquele que vos chamou das trevas para a Sua 
maravilhosa luz". O amor divino, ardendo em seu coração, a harmonia à semelhança de Cristo manifestada 
em sua vida, será como um vislumbre do Céu concedido aos homens do mundo, para que possam apreciar 
sua excelência. Testemunhos Seletos, v. 2. pp. 12-13. 
rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Evangelho eterno_1342014_GGR
Evangelho eterno_1342014_GGREvangelho eterno_1342014_GGR
Evangelho eterno_1342014_GGRGerson G. Ramos
 
A lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGRA lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGRGerson G. Ramos
 
03 Messianismo Profetico
03   Messianismo Profetico03   Messianismo Profetico
03 Messianismo ProfeticoLeone Orlando
 
259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeon
259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeon259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeon
259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeonantonio ferreira
 
35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossa35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossapohlos
 
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Welem C Lourenço
 
O profeta do século xx
O profeta do século xxO profeta do século xx
O profeta do século xxComandodafe
 
A torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundialA torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundialEduardo Sousa Gomes
 
A eterna verdade de Deus, por C. H. Spurgeon
A eterna verdade de Deus, por C. H. SpurgeonA eterna verdade de Deus, por C. H. Spurgeon
A eterna verdade de Deus, por C. H. SpurgeonSilvio Dutra
 
Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-bookSammis Reachers
 
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014jesmioma
 
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7   Rute Uma Mulher Digna de ConfiançaLicao 7   Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de ConfiançaÉder Tomé
 
A caminho do arrebatamento
A caminho do arrebatamentoA caminho do arrebatamento
A caminho do arrebatamentodanyelle souza
 
O julgamento misericordioso de deus
O julgamento misericordioso de deusO julgamento misericordioso de deus
O julgamento misericordioso de deusEduardo Sousa Gomes
 
Não é Liberdae mas Blasfêmia
Não é Liberdae mas BlasfêmiaNão é Liberdae mas Blasfêmia
Não é Liberdae mas BlasfêmiaSilvio Dutra
 

Mais procurados (20)

Evangelho eterno_1342014_GGR
Evangelho eterno_1342014_GGREvangelho eterno_1342014_GGR
Evangelho eterno_1342014_GGR
 
3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma
 
A lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGRA lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGR
 
03 Messianismo Profetico
03   Messianismo Profetico03   Messianismo Profetico
03 Messianismo Profetico
 
259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeon
259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeon259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeon
259093705 sermao-nº-1265-a-eterna-verdade-de-deus-por-charles-haddon-spurgeon
 
35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossa35. senhor justiça nossa
35. senhor justiça nossa
 
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
 
O profeta do século xx
O profeta do século xxO profeta do século xx
O profeta do século xx
 
Apocalipse - Capitulo 14
Apocalipse - Capitulo 14 Apocalipse - Capitulo 14
Apocalipse - Capitulo 14
 
A torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundialA torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundial
 
Livro de daniel cap 9
Livro de daniel cap 9Livro de daniel cap 9
Livro de daniel cap 9
 
A eterna verdade de Deus, por C. H. Spurgeon
A eterna verdade de Deus, por C. H. SpurgeonA eterna verdade de Deus, por C. H. Spurgeon
A eterna verdade de Deus, por C. H. Spurgeon
 
Livro de daniel cap 6
Livro de daniel cap 6Livro de daniel cap 6
Livro de daniel cap 6
 
Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-book
 
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
 
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7   Rute Uma Mulher Digna de ConfiançaLicao 7   Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
 
A caminho do arrebatamento
A caminho do arrebatamentoA caminho do arrebatamento
A caminho do arrebatamento
 
O julgamento misericordioso de deus
O julgamento misericordioso de deusO julgamento misericordioso de deus
O julgamento misericordioso de deus
 
Não é Liberdae mas Blasfêmia
Não é Liberdae mas BlasfêmiaNão é Liberdae mas Blasfêmia
Não é Liberdae mas Blasfêmia
 
Fidelidade
FidelidadeFidelidade
Fidelidade
 

Semelhante a A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt

Good Jesus Portuguese Mass
Good Jesus Portuguese MassGood Jesus Portuguese Mass
Good Jesus Portuguese MassMariadaSilva95
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Welem C Lourenço
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxAdilsonGoubeti
 
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdfarrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdfTiago Silva
 
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014Gerson G. Ramos
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AFeitosa Lima
 
A segunda vinda de Jesus Cristo
A segunda vinda de Jesus CristoA segunda vinda de Jesus Cristo
A segunda vinda de Jesus Cristodimas campos
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxsheylarocha10
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxTiago Silva
 
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...RODRIGO FERREIRA
 
Estudo 7 volta de jesus
Estudo 7   volta de jesusEstudo 7   volta de jesus
Estudo 7 volta de jesusCesar Reis
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaMárcio Martins
 

Semelhante a A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt (20)

Good Jesus Portuguese Mass
Good Jesus Portuguese MassGood Jesus Portuguese Mass
Good Jesus Portuguese Mass
 
licao7.pps
licao7.ppslicao7.pps
licao7.pps
 
Licao7
Licao7Licao7
Licao7
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
 
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdfarrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
 
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
 
Arrebatamento
ArrebatamentoArrebatamento
Arrebatamento
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
 
Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01
 
A segunda vinda de Jesus Cristo
A segunda vinda de Jesus CristoA segunda vinda de Jesus Cristo
A segunda vinda de Jesus Cristo
 
Arrebatados
ArrebatadosArrebatados
Arrebatados
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
 
June 6 2021
June 6 2021June 6 2021
June 6 2021
 
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
 
Estudo 7 volta de jesus
Estudo 7   volta de jesusEstudo 7   volta de jesus
Estudo 7 volta de jesus
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
Escatologia cap.03
Escatologia cap.03Escatologia cap.03
Escatologia cap.03
 
No limiar do tempo do fim
No limiar do tempo do fimNo limiar do tempo do fim
No limiar do tempo do fim
 

Mais de Gerson G. Ramos

Lição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGR
Lição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGRLição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGR
Lição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGR
Lição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGRLição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGR
Lição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRRespostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Lição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRLição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Lição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Respostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGRRespostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Respostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Lição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGRLição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Lição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Respostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGRRespostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Respostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Lição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGRLição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Lição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Respostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGRRespostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Respostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Lição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGRLição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Lição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGR
Respostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGRRespostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGR
Respostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGR
Lição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGRLição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGR
Lição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Respostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGRRespostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Respostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Lição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGRLição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Lição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGR
Lição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGRLição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGR
Lição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Respostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGRRespostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Respostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Lição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGRLição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Lição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Respostas_232016_A Restauração do Domínio_GGRRespostas_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Respostas_232016_A Restauração do Domínio_GGRGerson G. Ramos
 
Lição_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Lição_232016_A Restauração do Domínio_GGRLição_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Lição_232016_A Restauração do Domínio_GGRGerson G. Ramos
 
Respostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGR
Respostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGRRespostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGR
Respostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGRGerson G. Ramos
 

Mais de Gerson G. Ramos (20)

Lição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGR
Lição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGRLição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGR
Lição_1232016_Ministério urbano no tempo do fim_GGR
 
Lição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGR
Lição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGRLição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGR
Lição_1132016_Jesus ordenava_ “Segue-Me”_GGR
 
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRRespostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
 
Lição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Lição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRLição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Lição_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
 
Respostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Respostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGRRespostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Respostas_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
 
Lição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Lição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGRLição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
Lição_932016_ Jesus ministrava às necessidades das pessoas_GGR
 
Respostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Respostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGRRespostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Respostas_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
 
Lição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Lição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGRLição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
Lição_832016_Jesus manifestava compaixão pelas pessoas_GGR
 
Respostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Respostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGRRespostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Respostas_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
 
Lição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Lição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGRLição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
Lição_732016_Jesus desejava o bem das pessoas_GGR
 
Respostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGR
Respostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGRRespostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGR
Respostas_63201_ Jesus se misturava com as pessoas_GGR
 
Lição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGR
Lição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGRLição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGR
Lição_632016_Jesus Se misturava com as pessoas_GGR
 
Respostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Respostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGRRespostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Respostas_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
 
Lição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Lição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGRLição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
Lição_532016_Como o evangelho transforma a comunidade_GGR
 
Lição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGR
Lição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGRLição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGR
Lição_432016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 2_GGR
 
Respostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Respostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGRRespostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Respostas_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
 
Lição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Lição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGRLição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
Lição_332016_Justiça e misericórdia no Antigo Testamento: Parte 1_GGR
 
Respostas_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Respostas_232016_A Restauração do Domínio_GGRRespostas_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Respostas_232016_A Restauração do Domínio_GGR
 
Lição_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Lição_232016_A Restauração do Domínio_GGRLição_232016_A Restauração do Domínio_GGR
Lição_232016_A Restauração do Domínio_GGR
 
Respostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGR
Respostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGRRespostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGR
Respostas_132016_A restauração de todas as coisas_GGR
 

Último

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfnestorsouza36
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 

Último (8)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 

A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt

  • 1. Lições Adultos Ensinos de Jesus Lição 13 - A segunda vinda de Jesus 20 a 27 de setembro Sábado - “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também.” Jo 14:1-3, ARC Nosso Salvador virá outra vez. Antes de partir, Ele mesmo anunciou aos discípulos a promessa de Seu retorno: "Não se turbe o vosso coração. ... Na casa de Meu Pai há muitas moradas. ... Vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também." João 14:1-3. Ele não deixou dúvida quanto à maneira de Seu retorno: "Quando vier o Filho do Homem na Sua majestade e todos os anjos com Ele, então, Se assentará no trono da Sua glória; e todas as nações serão reunidas em Sua presença." Mat. 25:31 e 32. Vida de Jesus, 176. Domingo - A promessa Ano Bíblico: Am 5–9 1. Leia as promessas de Cristo em João 14:1-3. Aplique essas palavras a você. Por que elas devem ter um significado importante em sua vida? Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também. Jo 14:1-3, ARC Temos Sua promessa. Temos o direito de posse à propriedade real no reino da glória. Nunca foi elaborado um título de propriedade mais estritamente de acordo com a lei, nem assinado de modo mais legível, do que o que dá ao povo de Deus o direito às mansões celestiais. "Não se turbe o vosso coração" - diz Cristo; - "credes em Deus, crede também em Mim. Na casa de Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando Eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para Mim mesmo, para que, onde Eu estou, estejais vós também." João 14:1-3. Todos os que quiserem podem ser incluídos na promessa do concerto. Precioso é o preço pago pela nossa redenção - o sangue do Filho unigênito de Deus. Cristo passou pela terrível prova da aflição. Sua natureza humana foi provada ao máximo. Ele sofreu a pena de morte da transgressão do homem. Tornou-Se o substituto e penhor do pecador. É poderoso para mostrar o fruto de Seus sofrimentos e morte, em Sua ressurreição dentre os mortos. Do fendido túmulo de José repercute a proclamação: "'Eu sou a ressurreição e a vida.' João 11:25. Os que crêem em Mim e fazem as obras de justiça que Eu faço, são justificados, santificados, embranquecidos e provados. Obtiveram piedade e vida eterna." Carta 144, 1903. Benditas palavras! Podemos recebê-Lo em nosso coração, e Ele será para nós esperança, coragem e graça mantenedora. O Senhor deseja que confiemos plena e inteiramente nEle. Então, na simplicidade de nossa fé, acreditaremos que Cristo fará por nós tudo quanto Ele prometeu. Que todos venham ao Salvador na plena certeza de que Ele fará tudo quanto prometeu. Nada pode agradar mais a nosso Salvador do que nossa demonstração de fé em Suas promessas. Carta 213, 1905. Segunda - O propósito da segunda vinda de Jesus Ano Bíblico: Obadias e Jonas 2. Qual é uma das razões básicas para a segunda vinda de Jesus? Mt 16:27 Porque o Filho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e, então, dará a cada um segundo as suas obras. Mt 16:27, ARC "Quem vencer herdará todas as coisas; e Eu serei seu Deus, e ele será Meu filho." Apoc. 21:7. Aqui, também, se especificam condições. A fim de herdar todas as coisas, devemos resistir ao pecado e vencê-lo. rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  • 2. O Senhor declara pelo profeta Isaías: "Dizei aos justos que bem lhes irá." "Ai do ímpio! mal lhe irá, porque a recompensa das suas mãos se lhe dará." Isa. 3:10 e 11. "Ainda que o pecador faça mal cem vezes, e os dias se lhe prolonguem, eu sei com certeza que bem sucede aos que temem a Deus, aos que temerem diante dEle. Mas ao ímpio não irá bem." Ecl. 8:12 e 13. E Paulo testifica que o pecador está entesourando para si "ira ... no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus; o qual recompensará cada um segundo suas obras"; "tribulação e angústia sobre toda a alma do homem que obra o mal". Rom. 2:5, 6 e 9. "Nenhum fornicário, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus." Efés. 5:5. "Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor." Heb. 12:14. "Bem-aventurados aqueles que guardam os Seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira." Apoc. 22:14 e 15. O Grande Conflito, pp. 540-541. "Eis que cedo venho", declara Cristo, "e o Meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra." Deus pede que enunciemos as palavras: "Ora vem, Senhor Jesus." Deus fará muito mais em favor de Seu povo se este tiver fé nEle. Review and Herald, 19 de novembro de 1903. “Por entre as vacilações da Terra, o clarão do relâmpago e o ribombo do trovão, a voz do Filho de Deus chama os santos que dormem. Ele olha para a sepultura dos justos e, levantando as mãos para o céu, brada: ‘Despertai, despertai, despertai, vós que dormis no pó, e surgi!’ Por todo o comprimento e largura da Terra, os mortos ouvirão aquela voz, e os que ouvirem viverão. E a Terra inteira ressoará com o passar do exército extraordinariamente grande de toda nação, tribo, língua e povo. Do cárcere da morte eles vêm, revestidos de glória imortal, clamando: ‘Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?’ (1Co 15:55). E os vivos justos e os santos ressuscitados unem as vozes em prolongada e jubilosa aclamação de vitória”. Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 644. Terça - Como Jesus virá? Ano Bíblico: Mq 1–4 3. De acordo com Mateus 24:27, como Jesus voltará? Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem. Mt 24:27, ARC Miller achou que a vinda de Cristo, literal, pessoal, é plenamente ensinada nas Escrituras. Diz Paulo: "O mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de Arcanjo, e com a trombeta de Deus." I Tess. 4:16. E o Salvador declara: "Verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória." "Assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra até ao Ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem." Mat. 24:30 e 27. Ele deverá ser acompanhado de todas as hostes celestiais. O Filho do homem virá em Sua glória, "e todos os santos anjos com Ele". Mat. 25:31. "Ele enviará os Seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os Seus escolhidos." Mat. 24:31. À Sua vinda, os justos que estiverem mortos ressuscitarão, os vivos serão transformados. "Nem todos dormiremos", diz Paulo, "mas todos seremos transformados, num momento num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade." I Cor. 15:51-53. E em sua carta aos tessalonicenses, depois de descrever a vinda do Senhor, diz ele: "Os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor." I Tess. 4:16 e 17. O Grande Conflito, pp. 321-322. O Salvador advertiu Seu povo, ... e predisse claramente o modo de Sua segunda vinda. "Surgirão falsos cristos. ... Portanto, se vos disserem: Eis que Ele está no deserto, não saiais; ou: eis que Ele está no interior da casa, não acrediteis. Porque, assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra até ao Ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem." Mat. 24:24-27. Não há possibilidade de ser imitada esta vinda. Será conhecida universalmente, testemunhada pelo mundo inteiro. Apenas os que forem diligentes estudantes das Escrituras, e receberem o amor da verdade, estarão ao abrigo dos poderosos enganos que dominam o mundo. Pelo testemunho da Bíblia estes surpreenderão o enganador em seu disfarce. Para todos virá o tempo de prova. Pela cirandagem da tentação, revelar-se-ão os verdadeiros crentes. Acha-se hoje o povo de Deus tão firmemente estabelecido em Sua Palavra que não venha a ceder à evidência de seus sentidos? Apegar-se-á nesta crise à Bíblia, e a Bíblia só? O Grande Conflito, p. 625. rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  • 3. “Surge logo no Oriente uma pequena nuvem negra, aproximadamente da metade do tamanho da mão de um homem. É a nuvem que rodeia o Salvador, e que, a distância, parece estar envolta em trevas. O povo de Deus sabe ser esse o sinal do Filho do homem. Em solene silêncio fitam-na enquanto se aproxima da Terra, mais e mais brilhante e gloriosa, até se tornar uma grande nuvem branca, mostrando na base uma glória semelhante ao fogo consumidor. Sobre ela está o arco-íris do concerto. Jesus, na nuvem, avança como poderoso vencedor. [...] Com antífonas de melodia celestial, os santos anjos, em vasta e inumerável multidão, O acompanham em Seu avanço. O firmamento parece repleto de formas radiantes – ‘milhões de milhões e milhares de milhares’ (Ap 5:11). Nenhuma linguagem humana pode descrever a cena, mente mortal alguma é apta para conceber seu esplendor”. O Grande Conflito, p. 640, 641. 4. De acordo com Paulo, como será a segunda vinda de Jesus? 1Ts 4:13-18 A vinda do Senhor 13 Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele. 15 Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. 16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; 17 depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras. 1Ts 4:13-18, ARC Cristo ascendera ao Céu na forma humana. Os discípulos viram a nuvem recebê-Lo. O mesmo Jesus que andara, e falara e orara com eles; Aquele que partira com eles o pão; que com eles estivera nos botes, no lago; e que fizeram com eles, naquele mesmo dia, a penosa subida do Olivete - o mesmo Jesus fora agora para partilhar do trono do Pai. E os anjos lhes asseguraram que Aquele mesmo que viram subir ao Céu, voltaria outra vez assim como subira. Virá "com as nuvens, e todo o olho O verá". Apoc. 1:7. "Porque o mesmo Senhor descerá do Céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão." I Tess. 4:16. "Quando o Filho do homem vier em Sua glória, e todos os santos anjos com Ele, então Se assentará no trono da Sua glória." Mat. 25:31. Então se cumprirá a promessa do próprio Senhor aos discípulos. "Se Eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para Mim mesmo, para que onde Eu estiver estejais vós também." João 14:3. Bem se podiam os discípulos regozijar na esperança da vinda do Senhor. O Desejado de Todas as Nações, 832. Cristo virá nas "nuvens do céu, com poder e grande glória". Quem O há de... receber em paz? Quem estará entre o número daqueles a quem se aplicam as palavras: "Quando vier para ser glorificado nos Seus santos e para se fazer admirável, naquele dia, em todos os que crêem?" II Tess. 1:10. Esse acontecimento é chamado a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo. Sua vinda ultrapassará em glória a tudo que os olhos já tenham contemplado. Em muito excedente a tudo que a imaginação já tenha concebido, será a Sua revelação em pessoa, nas nuvens celestes. Mostrar-se-á então um contraste perfeito com a humildade que condicionou Seu primeiro advento. Naquela ocasião veio como o Filho do Deus infinito, mas Sua glória foi encoberta pelas vestes da humanidade. Veio daquela vez sem nenhuma distinção mundana de realeza, sem nenhuma visível manifestação de glória; mas ao aparecer pela segunda vez, virá com Sua própria glória e a glória do Pai, e acompanhado pelos exércitos angelicais do Céu. Em lugar daquela coroa de espinhos que Lhe feriu a fronte, usará uma coroa de glória. Não mais Se veste com os trajes da humildade, com o velho manto real que Lhe impuseram os escarnecedores. Não: Virá envergando vestes mais brancas que o mais alvo branco. Em Suas vestes e na Sua coxa, está escrito este nome: "Rei dos reis e Senhor dos senhores." Apoc. 19:16. Carta 90, 1898. Quarta - Quando Jesus virá? Ano Bíblico: Mq 5–7 5. Leia Mateus 24:3-14, 21-26, 29, 37-39 (se possível, leia também Marcos 13 e Lucas 21). Que quadro do mundo Jesus apresentou nesses textos? Essa descrição se harmoniza com o mundo em que vivemos? E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? Mt 24:3, ARC rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  • 4. E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim. Mt 24:14, ARC 21 porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais. 22 E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos escolhidos, serão abreviados aqueles dias. 23 Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui ou ali, não lhe deis crédito, 24 porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. 25 Eis que eu vo-lo tenho predito. 26 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais; ou: Eis que ele está no interior da casa, não acrediteis. Mt 24:21-26, ARC Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias. Mt 24:29, ARC 37 E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem. 38 Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, 39 e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem. Mt 24:37-39, ARC Depois, em linguagem inequívoca, nosso Senhor fala de Sua segunda vinda, e dá advertência de perigos que hão de preceder Seu advento ao mundo. … O Salvador dá sinais de Sua vinda e, mais que isto, fixa o tempo em que aparecerão os primeiros desses sinais: "E logo depois da aflição daqueles dias, o Sol escurecerá, e a Lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu, o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da Terra se lamentarão, e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E Ele enviará os Seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os Seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus." Mat. 24:29-31. O Desejado de todas as nações, 631-632. Quando o Salvador indicou a Seus seguidores os sinais de Sua volta, predisse o estado de apostasia que havia de existir precisamente antes de Seu segundo advento. Haveria, como nos dias de Noé, a atividade e a agitação das ocupações mundanas e da procura de prazeres - comprar, vender, plantar, edificar, casar, dar-se em casamento - com olvido de Deus e da vida futura. Para os que viverem nesse tempo, a advertência de Cristo é: "Olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia." "Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer e de estar em pé diante do Filho do homem." Luc. 21:34 e 36. A condição da igreja neste tempo é indicada nas palavras do Salvador, em Apocalipse: "Tens nome de que vives, e estás morto." E aos que se recusam despertar de seu descuidoso sentimento de segurança, é dirigido este aviso solene: "Se não vigiares, virei a ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei." Apoc. 3:1 e 3. O Grande Conflito, 309-310. Quinta - Vigiar e estar pronto Ano Bíblico: Naum 6. Por que é fundamental sempre vigiar e estar pronto para a vinda de Jesus? Mt 24:42, 44 Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Mt 24:42, ARC Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis. Mt 24:44, ARC A vinda de Cristo será por assim dizer à meia-noite, quando todos estão dormindo. É bom que cada um endireite todas as suas contas antes do pôr-do-sol. Todos os seus trabalhos devem estar em ordem, corretas todas as transações entre ele e seus semelhantes. Toda desonestidade, todas as práticas pecaminosas devem ser afastadas para bem longe. ... O óleo da graça deve estar em nossos vasos e em nossas lâmpadas. ... Verdadeiramente deplorável será a condição da pessoa que teve uma forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder; que chamou a Cristo de Senhor, Senhor, não tendo, porém, Sua imagem e inscrição. … Deus concede bondosamente um período de graça, um tempo de experiência e prova. Ele faz o convite: "Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto." Isa. 55:6. … O Senhor vem. Por muito tempo tem a misericórdia estendido a mão de amor, de paciência e tolerância a um mundo culpado. rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm
  • 5. Foi feito o convite: "Que se apodere da Minha força e faça paz comigo" (Isa. 27:5) ..., mas os homens abusaram de Sua misericórdia e rejeitaram Sua graça. Por que o Senhor tem adiado Sua vinda por tanto tempo? Todo o exército celestial está a espera para cumprir a obra final em favor deste mundo perdido, e, no entanto, essa obra é retardada. Isso porque os poucos que professam ter o óleo da graça em seus vasos e em suas lâmpadas não se tornaram luzes brilhantes e ardentes no mundo. É também porque os missionários são poucos. … Cada semana que passa é uma semana a menos, cada dia que passa é um dia mais perto do tempo designado para o juízo. Quão lamentável que tantos tenham apenas uma religião espasmódica - uma religião dependente dos sentimentos e governada pelas emoções! "Aquele que perseverar até ao fim será salvo." Mat. 24:13. Procurai ter, portanto, o óleo da graça em vosso coração. Review and Herald, 27 de março de 1894. 7. Que atitude seria fatal para nós que afirmamos crer na segunda vinda de Jesus? Como evitar essa atitude? Por que é tão fácil cometer esse erro, se não formos cuidadosos? Mt 24:48-51; Lc 21:34, 35 48 Porém, se aquele mau servo disser consigo: O meu senhor tarde virá, 49 e começar a espancar os seus conservos, e a comer, e a beber com os bêbados, 50 virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera e à hora em que ele não sabe, 51 e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes. Mt 24:48-51, ARC 34 E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. 35 Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Lc 21:34-35 ACF É-nos preciso, agora, vigiar-nos a nós mesmos. Foram-nos feitas advertências. Não podemos nós ver o cumprimento das predições de Cristo, contidas no vigésimo primeiro capítulo de Lucas? Quantos estão estudando as palavras de Cristo? Quantos se estão enganando a si mesmos e privando das bênçãos reservadas para os que crêem e obedecem? O tempo de graça se prolonga ainda, e temos a faculdade de apropriar-nos da esperança que o evangelho nos apresenta. Arrependamo-nos e convertamo-nos, abandonando os nossos pecados para que sejam apagados. "Passará o céu e a Terra, mas as Minhas palavras não hão de passar. E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a Terra. Vigiai pois em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem." Luc. 21:33-36. Ficarão desatendidas as advertências de Cristo? Não nos arrependeremos sinceramente agora, enquanto a suave voz da Misericórdia ainda é ouvida? Testemunhos Seletos, v. 3. p. 416. Nosso compassivo Redentor, prevendo os perigos que haviam de cercar Seus seguidores neste tempo, lhes dirige esta admoestação especial: "Olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a Terra. Vigiai pois em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem." Luc. 21:34-36. Se a igreja escolher um caminho idêntico ao do mundo, virá a partilhar a mesma sorte; ainda mais: como recebeu maior luz, seu castigo será maior do que o dos impenitentes. Nós, como povo, professamos possuir mais verdades do que qualquer outro na Terra. Neste caso, nossa conduta e caráter devem também corresponder à nossa profissão. Está próximo o dia em que os justos, qual semente preciosa, hão de ser ajuntados para os celeiros celestiais, enquanto os ímpios, à semelhança do joio, o serão para o fogo do grande dia. Mas o trigo e o joio deverão "crescer ambos juntos até à ceifa". No desempenho de seus deveres cotidianos, os justos hão de estar, até o fim, em contato com os ímpios. Os filhos da luz estão espalhados entre os das trevas para que o contraste salte aos olhos de todos. É assim que os filhos de Deus devem anunciar "as virtudes dAquele que vos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz". O amor divino, ardendo em seu coração, a harmonia à semelhança de Cristo manifestada em sua vida, será como um vislumbre do Céu concedido aos homens do mundo, para que possam apreciar sua excelência. Testemunhos Seletos, v. 2. pp. 12-13. rraammooss@@aaddvviirr..ccoomm