SlideShare uma empresa Scribd logo
As profecias do período tribulacional
E s c a t o l o g i a
As profecias do período tribulacional
A relação entre o Espírito Santo e a tribulação
E agora vós sabeis o que o detém para que a
seu próprio tempo seja revelado.
Pois o mistério da iniquidade já opera;
somente há um que agora o detém até que
seja posto fora;
e então será revelado esse iníquo, a quem o
Senhor Jesus matará como o sopro de sua
boca e destruirá com a manifestação da sua
vinda; 2 Tess. 2:6-8
Quem é o Detentor?
I. A Identidade do "Detentor"
Todavia, digo-vos a verdade, convém-vos
que eu vá; pois se eu não for, o Ajudador
não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo
enviarei.
E quando ele vier, convencerá o mundo
do pecado, da justiça e do juízo:
do pecado, porque não creem em mim;
da justiça, porque vou para meu Pai, e
não me vereis mais,
e do juízo, porque o príncipe deste
mundo já está julgado. João 16:7-11
Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes
vencido; porque maior é aquele que está
em vós do que aquele que está no mundo.
Nós somos de Deus; quem conhece a Deus
nos ouve; quem não é de Deus não nos
ouve. Assim é que conhecemos o espírito da
verdade e o espírito do erro.
1 João 4: 4 e 6
O trabalho do Espírito Santo com os crentes na tribulação
Há pouca evidência de que os crentes serão habitados pelo
Espírito durante a tribulação. Vejam exemplos de alguns fatos.
E concederei às minhas duas testemunhas
que, vestidas de saco, profetizem por mil
duzentos e sessenta dias. Apoc 11:3
O próprio Senhor capacitará as testemunhas.
O período tribulacional parece voltar às condições do Antigo
Testamento de várias maneiras; e, no período do Antigo
Testamento, os santos jamais foram habitados permanentemente
exceto em casos isolados, apesar de serem encontrados vários
casos de plenitude do Espírito de capacitação para serviço.
Mas ... e a salvação?
“E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e
tinha um evangelho eterno para proclamar
aos que habitam sobre a terra e a toda nação,
e tribo, e língua, e povo, ...” Apoc 14:6
Os anjos proclamarão o evangelho aos
homens e terão outras tarefas.
E vi outro anjo subir do lado do sol nascente,
tendo o selo do Deus vivo; Apoc 7:2
E ouvi o número dos que foram assinalados
com o selo, cento e quarenta e quatro mil de
todas as tribos dos filhos de Israel: Apoc 7:4
Os filhos de Israel receberão o selo do próprio
Deus.
A relação entre o Espírito Santo e a tribulação
As profecias do período tribulacional
A Salvação no Período Tribulacional
A natureza da salvação no Antigo Testamento
Há dois aspectos distintos de como a doutrina de salvação é
apresentada no Antigo Testamento: individual e nacional.
Promessas específicas de salvação do Antigo Testamento
Ah! Que grande é aquele dia, e não há outro semelhante! É tempo
de angústia para Jacó; ele, porém, será livre dela (Jer 30.7).
Far-vos-ei passar debaixo do meu cajado e vos sujeitarei à disciplina
da aliança; separarei dentre vós os rebeldes e os que transgrediram
contra mim... (Ez 20.37,38).
Mat 13:47-50 Jesus reafirma a promessa
Igualmente, o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanhou toda
espécie de peixes.
E, quando cheia, puxaram-na para a praia; e, sentando-se, puseram os bons em cestos; os
ruins, porém, lançaram fora.
Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e lançá-
los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes.
“Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.
E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as
nações, e então virá o fim.
Quando, pois, virdes estar no lugar santo a abominação de desolação, predita pelo profeta
Daniel (quem lê, entenda),...” Mateus 24:13-15
As profecias do período tribulacional
A relação entre o Espírito Santo e a tribulação
Lev 16:21
e, pondo as mãos sobre a cabeça do bode vivo,
confessará sobre ele todas as iniquidades dos
filhos de Israel, e todas as suas transgressões, sim,
todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça
do bode, e enviá-lo-á para o deserto, pela mão de
um homem designado para isso.
Isaías 59:20
E virá o Redentor a Sião e aos que em
Jacó se desviarem da transgressão, diz o
Senhor.
A Salvação no Período Tribulacional
O cumprimento da salvação prometida
2. A promessa relativa aos gentios está cumprida.
Os versículos de 9 a 17, Apocalipse cap. 07, dão o cumprimento dessas promessas do Antigo
Testamento relativas à salvação dos gentios, pois aqui temos a descrição de uma multidão,
cujo número não se pode calcular, que experimentou a salvação. O fato de que eles "lavaram
suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro" garante a sua salvação.
1. A promessa sobre os israelitas individuais é cumprida.
No capítulo 14 os 144 mil são referidos especificamente como "redimidos dentre os homens"
(v. 4), e são "primícias para Deus".
3. A promessa de salvação nacional é cumprida.
Apocalipse 19.11-20.6 oferece um quadro do cumprimento do segundo aspecto da salvação
prometida do Antigo Testamento.
As profecias do período tribulacional
A relação entre o Espírito Santo e a tribulação
A relação desse evangelho com o evangelho do reino.
A base da salvação na tribulação
A salvação na tribulação certamente será baseada no princípio da fé.
Os salvos na tribulação deixam claro que serão salvos pelo sangue do Cordeiro.
A salvação será pelo ministério do Espírito Santo.
A pregação da cruz e a pregação do evangelho do reino não são mutuamente
excludentes.
As profecias do período tribulacional
A relação entre o Espírito Santo e a tribulação

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13 Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13
IBC de Jacarepaguá
 
Apocalipse - Capitulo 21
Apocalipse -  Capitulo 21Apocalipse -  Capitulo 21
Apocalipse - Capitulo 21
IBC de Jacarepaguá
 
Apocalipse - Capítulo 22
Apocalipse - Capítulo 22Apocalipse - Capítulo 22
Apocalipse - Capítulo 22
IBC de Jacarepaguá
 
As sete últimas pragas
As sete últimas pragasAs sete últimas pragas
As sete últimas pragas
Diego Fortunatto
 
Apocalipse - Capítulo 19
Apocalipse - Capítulo 19Apocalipse - Capítulo 19
Apocalipse - Capítulo 19
IBC de Jacarepaguá
 
Apocalipse - Capitulo 14
Apocalipse - Capitulo 14 Apocalipse - Capitulo 14
Apocalipse - Capitulo 14
IBC de Jacarepaguá
 
Apocalipse 19
Apocalipse 19Apocalipse 19
Apocalipse 19
Welem C Lourenço
 
Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014
Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014
Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014
Mateus Domingos
 
Apocalipse 21
Apocalipse 21Apocalipse 21
Apocalipse 21
Welem C Lourenço
 
A grande tribulação
A grande tribulaçãoA grande tribulação
A grande tribulação
Jonas Martins Olímpio
 
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
Jean Jorge Silva
 
29 o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,16
29   o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,1629   o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,16
29 o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,16
Diego Fortunatto
 
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de DeusAs 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
Sérgio Ventura
 
Quem são os sete reis de apocalipse 17?
Quem são os sete reis de apocalipse 17?Quem são os sete reis de apocalipse 17?
Quem são os sete reis de apocalipse 17?
Eduardo Sousa Gomes
 
03 Israel e as Profecias Bíblicas
03   Israel e as Profecias Bíblicas03   Israel e as Profecias Bíblicas
03 Israel e as Profecias Bíblicas
Robson Tavares Fernandes
 
Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12 Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12
IBC de Jacarepaguá
 
Estudo breve de escatologia
Estudo breve de escatologiaEstudo breve de escatologia
Estudo breve de escatologia
Welem C Lourenço
 
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
Gerson G. Ramos
 
A grande tribulação
A grande tribulaçãoA grande tribulação
A grande tribulação
Francelia Carvalho Oliveira
 
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
RODRIGO FERREIRA
 

Mais procurados (20)

Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13 Apocalipse - Capítulo 13
Apocalipse - Capítulo 13
 
Apocalipse - Capitulo 21
Apocalipse -  Capitulo 21Apocalipse -  Capitulo 21
Apocalipse - Capitulo 21
 
Apocalipse - Capítulo 22
Apocalipse - Capítulo 22Apocalipse - Capítulo 22
Apocalipse - Capítulo 22
 
As sete últimas pragas
As sete últimas pragasAs sete últimas pragas
As sete últimas pragas
 
Apocalipse - Capítulo 19
Apocalipse - Capítulo 19Apocalipse - Capítulo 19
Apocalipse - Capítulo 19
 
Apocalipse - Capitulo 14
Apocalipse - Capitulo 14 Apocalipse - Capitulo 14
Apocalipse - Capitulo 14
 
Apocalipse 19
Apocalipse 19Apocalipse 19
Apocalipse 19
 
Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014
Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014
Vigília Eucarística Campanha da Fraternidade 2014
 
Apocalipse 21
Apocalipse 21Apocalipse 21
Apocalipse 21
 
A grande tribulação
A grande tribulaçãoA grande tribulação
A grande tribulação
 
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação7) Escatologia princípio do fim -  A grande tribulação
7) Escatologia princípio do fim - A grande tribulação
 
29 o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,16
29   o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,1629   o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,16
29 o significado das 7 últimas pragas. apoc. 15,16
 
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de DeusAs 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
As 7 Trombetas e o Fim do Tempo da Graça para o Professo Povo de Deus
 
Quem são os sete reis de apocalipse 17?
Quem são os sete reis de apocalipse 17?Quem são os sete reis de apocalipse 17?
Quem são os sete reis de apocalipse 17?
 
03 Israel e as Profecias Bíblicas
03   Israel e as Profecias Bíblicas03   Israel e as Profecias Bíblicas
03 Israel e as Profecias Bíblicas
 
Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12 Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12
 
Estudo breve de escatologia
Estudo breve de escatologiaEstudo breve de escatologia
Estudo breve de escatologia
 
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013 Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
Expiação: oferta da purificação_Lição_original com textos_542013
 
A grande tribulação
A grande tribulaçãoA grande tribulação
A grande tribulação
 
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
 

Destaque

PEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEB
PEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEBPEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEB
PEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEB
Sergey Nesterov
 
00 haddaji ines
00 haddaji ines00 haddaji ines
00 haddaji ines
Ahmed Jlassi
 
5ª Aula para Formação de Discipuladores
5ª Aula para Formação de Discipuladores5ª Aula para Formação de Discipuladores
5ª Aula para Formação de Discipuladores
IBC de Jacarepaguá
 
Cult Market Research Presentation
Cult Market Research PresentationCult Market Research Presentation
Cult Market Research Presentation
cpacatrini
 
certificate
certificatecertificate
certificate
Douglas Ochieng
 
R25 vision presentation
R25 vision presentationR25 vision presentation
R25 vision presentation
Sam Fairley
 
Manifestacion cultural
Manifestacion culturalManifestacion cultural
Manifestacion cultural
Andreinalzd
 
A cura pela fé
A cura pela féA cura pela fé
A cura pela fé
Ponte de Luz ASEC
 
Apocalipse - Capítulo 20
Apocalipse - Capítulo 20Apocalipse - Capítulo 20
Apocalipse - Capítulo 20
IBC de Jacarepaguá
 
2. condicionamiento operante
2. condicionamiento operante2. condicionamiento operante
2. condicionamiento operante
Laura O. Eguia Magaña
 

Destaque (11)

PEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEB
PEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEBPEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEB
PEW_Facksheets_DENTAL_50_State_WEB
 
00 haddaji ines
00 haddaji ines00 haddaji ines
00 haddaji ines
 
Mitolo
MitoloMitolo
Mitolo
 
5ª Aula para Formação de Discipuladores
5ª Aula para Formação de Discipuladores5ª Aula para Formação de Discipuladores
5ª Aula para Formação de Discipuladores
 
Cult Market Research Presentation
Cult Market Research PresentationCult Market Research Presentation
Cult Market Research Presentation
 
certificate
certificatecertificate
certificate
 
R25 vision presentation
R25 vision presentationR25 vision presentation
R25 vision presentation
 
Manifestacion cultural
Manifestacion culturalManifestacion cultural
Manifestacion cultural
 
A cura pela fé
A cura pela féA cura pela fé
A cura pela fé
 
Apocalipse - Capítulo 20
Apocalipse - Capítulo 20Apocalipse - Capítulo 20
Apocalipse - Capítulo 20
 
2. condicionamiento operante
2. condicionamiento operante2. condicionamiento operante
2. condicionamiento operante
 

Semelhante a Escatologia cap.03

Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01
Welem C Lourenço
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
Erberson Pinheiro
 
6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)
6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)
6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)
O ÚLTIMO CHAMADO
 
27. apostasia
27. apostasia27. apostasia
27. apostasia
pohlos
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
AdilsonGoubeti
 
Lição 12 EBD , 17 setembro 2017.
Lição 12  EBD , 17 setembro 2017.Lição 12  EBD , 17 setembro 2017.
Lição 12 EBD , 17 setembro 2017.
RODRIGO FERREIRA
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Erberson Pinheiro
 
Parousia o arrebatamento da igreja
Parousia   o arrebatamento da igrejaParousia   o arrebatamento da igreja
Parousia o arrebatamento da igreja
jonasfreitasdejesus
 
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odtA segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
Gerson G. Ramos
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
Jose Ventura
 
Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01
Welem C Lourenço
 
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
Gerson G. Ramos
 
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textosJesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Gerson G. Ramos
 
Palestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblicaPalestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblica
ADMILTON SOARES
 
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdfPalestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Lázaro Marks
 
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇAO FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
Lc Passold
 
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptxESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
Reniery Almeida Chagas
 
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdfarrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
Tiago Silva
 
A Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptxA Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptx
Lázaro Marks
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
Robson Augusto
 

Semelhante a Escatologia cap.03 (20)

Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
 
6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)
6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)
6000anosdepecado 130617170102-phpapp02 (1)
 
27. apostasia
27. apostasia27. apostasia
27. apostasia
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
 
Lição 12 EBD , 17 setembro 2017.
Lição 12  EBD , 17 setembro 2017.Lição 12  EBD , 17 setembro 2017.
Lição 12 EBD , 17 setembro 2017.
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
Parousia o arrebatamento da igreja
Parousia   o arrebatamento da igrejaParousia   o arrebatamento da igreja
Parousia o arrebatamento da igreja
 
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odtA segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
 
Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01Apocalipse intro e cap 01
Apocalipse intro e cap 01
 
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
 
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textosJesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
 
Palestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblicaPalestra escatologia bíblica
Palestra escatologia bíblica
 
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdfPalestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
 
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇAO FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
 
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptxESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
 
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdfarrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
arrebatamento-131201194357-phpapp02.pdf
 
A Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptxA Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptx
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 

Mais de Welem C Lourenço

Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Welem C Lourenço
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Welem C Lourenço
 
Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11
Welem C Lourenço
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8
Welem C Lourenço
 
Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6
Welem C Lourenço
 
Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4
Welem C Lourenço
 
Daniel 2
Daniel 2Daniel 2
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Escatologia cap 17
Escatologia cap 17Escatologia cap 17
Escatologia cap 17
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 19
Escatologia cap 19Escatologia cap 19
Escatologia cap 19
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 18
Escatologia cap 18Escatologia cap 18
Escatologia cap 18
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 16
Escatologia cap 16Escatologia cap 16
Escatologia cap 16
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 15
Escatologia cap 15Escatologia cap 15
Escatologia cap 15
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 14b
Escatologia cap 14bEscatologia cap 14b
Escatologia cap 14b
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 14a
Escatologia cap 14aEscatologia cap 14a
Escatologia cap 14a
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap.13
Escatologia cap.13Escatologia cap.13
Escatologia cap.13
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 12
Escatologia cap 12Escatologia cap 12
Escatologia cap 12
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 11
Escatologia cap 11Escatologia cap 11
Escatologia cap 11
Welem C Lourenço
 

Mais de Welem C Lourenço (20)

Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
 
Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 12
 
Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8
 
Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6
 
Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4
 
Daniel 2
Daniel 2Daniel 2
Daniel 2
 
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Daniel 1
 
Escatologia cap 17
Escatologia cap 17Escatologia cap 17
Escatologia cap 17
 
Escatologia cap 19
Escatologia cap 19Escatologia cap 19
Escatologia cap 19
 
Escatologia cap 18
Escatologia cap 18Escatologia cap 18
Escatologia cap 18
 
Escatologia cap 16
Escatologia cap 16Escatologia cap 16
Escatologia cap 16
 
Escatologia cap 15
Escatologia cap 15Escatologia cap 15
Escatologia cap 15
 
Escatologia cap 14b
Escatologia cap 14bEscatologia cap 14b
Escatologia cap 14b
 
Escatologia cap 14a
Escatologia cap 14aEscatologia cap 14a
Escatologia cap 14a
 
Escatologia cap.13
Escatologia cap.13Escatologia cap.13
Escatologia cap.13
 
Escatologia cap 12
Escatologia cap 12Escatologia cap 12
Escatologia cap 12
 
Escatologia cap 11
Escatologia cap 11Escatologia cap 11
Escatologia cap 11
 

Último

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 

Último (15)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 

Escatologia cap.03

  • 1. As profecias do período tribulacional E s c a t o l o g i a
  • 2. As profecias do período tribulacional A relação entre o Espírito Santo e a tribulação E agora vós sabeis o que o detém para que a seu próprio tempo seja revelado. Pois o mistério da iniquidade já opera; somente há um que agora o detém até que seja posto fora; e então será revelado esse iníquo, a quem o Senhor Jesus matará como o sopro de sua boca e destruirá com a manifestação da sua vinda; 2 Tess. 2:6-8 Quem é o Detentor? I. A Identidade do "Detentor" Todavia, digo-vos a verdade, convém-vos que eu vá; pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais, e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado. João 16:7-11 Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo. Nós somos de Deus; quem conhece a Deus nos ouve; quem não é de Deus não nos ouve. Assim é que conhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro. 1 João 4: 4 e 6
  • 3. O trabalho do Espírito Santo com os crentes na tribulação Há pouca evidência de que os crentes serão habitados pelo Espírito durante a tribulação. Vejam exemplos de alguns fatos. E concederei às minhas duas testemunhas que, vestidas de saco, profetizem por mil duzentos e sessenta dias. Apoc 11:3 O próprio Senhor capacitará as testemunhas. O período tribulacional parece voltar às condições do Antigo Testamento de várias maneiras; e, no período do Antigo Testamento, os santos jamais foram habitados permanentemente exceto em casos isolados, apesar de serem encontrados vários casos de plenitude do Espírito de capacitação para serviço. Mas ... e a salvação? “E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e tinha um evangelho eterno para proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda nação, e tribo, e língua, e povo, ...” Apoc 14:6 Os anjos proclamarão o evangelho aos homens e terão outras tarefas. E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, tendo o selo do Deus vivo; Apoc 7:2 E ouvi o número dos que foram assinalados com o selo, cento e quarenta e quatro mil de todas as tribos dos filhos de Israel: Apoc 7:4 Os filhos de Israel receberão o selo do próprio Deus. A relação entre o Espírito Santo e a tribulação As profecias do período tribulacional
  • 4. A Salvação no Período Tribulacional A natureza da salvação no Antigo Testamento Há dois aspectos distintos de como a doutrina de salvação é apresentada no Antigo Testamento: individual e nacional. Promessas específicas de salvação do Antigo Testamento Ah! Que grande é aquele dia, e não há outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será livre dela (Jer 30.7). Far-vos-ei passar debaixo do meu cajado e vos sujeitarei à disciplina da aliança; separarei dentre vós os rebeldes e os que transgrediram contra mim... (Ez 20.37,38). Mat 13:47-50 Jesus reafirma a promessa Igualmente, o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanhou toda espécie de peixes. E, quando cheia, puxaram-na para a praia; e, sentando-se, puseram os bons em cestos; os ruins, porém, lançaram fora. Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e lançá- los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes. “Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo. E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. Quando, pois, virdes estar no lugar santo a abominação de desolação, predita pelo profeta Daniel (quem lê, entenda),...” Mateus 24:13-15 As profecias do período tribulacional A relação entre o Espírito Santo e a tribulação Lev 16:21 e, pondo as mãos sobre a cabeça do bode vivo, confessará sobre ele todas as iniquidades dos filhos de Israel, e todas as suas transgressões, sim, todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo-á para o deserto, pela mão de um homem designado para isso. Isaías 59:20 E virá o Redentor a Sião e aos que em Jacó se desviarem da transgressão, diz o Senhor.
  • 5. A Salvação no Período Tribulacional O cumprimento da salvação prometida 2. A promessa relativa aos gentios está cumprida. Os versículos de 9 a 17, Apocalipse cap. 07, dão o cumprimento dessas promessas do Antigo Testamento relativas à salvação dos gentios, pois aqui temos a descrição de uma multidão, cujo número não se pode calcular, que experimentou a salvação. O fato de que eles "lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro" garante a sua salvação. 1. A promessa sobre os israelitas individuais é cumprida. No capítulo 14 os 144 mil são referidos especificamente como "redimidos dentre os homens" (v. 4), e são "primícias para Deus". 3. A promessa de salvação nacional é cumprida. Apocalipse 19.11-20.6 oferece um quadro do cumprimento do segundo aspecto da salvação prometida do Antigo Testamento. As profecias do período tribulacional A relação entre o Espírito Santo e a tribulação
  • 6. A relação desse evangelho com o evangelho do reino. A base da salvação na tribulação A salvação na tribulação certamente será baseada no princípio da fé. Os salvos na tribulação deixam claro que serão salvos pelo sangue do Cordeiro. A salvação será pelo ministério do Espírito Santo. A pregação da cruz e a pregação do evangelho do reino não são mutuamente excludentes. As profecias do período tribulacional A relação entre o Espírito Santo e a tribulação