SlideShare uma empresa Scribd logo
E s c a t o l o g i a
As profecias do período tribulacional
E temos ainda mais firme a palavra profética à qual bem fazeis em
estar atentos, como a uma candeia que alumia em lugar escuro, até
que o dia amanheça e a estrela da alva surja em vossos corações;
I Pedro 2:9
As profecias do período tribulacional
A doutrina bíblica da tribulação
A relação da igreja com a tribulação
A relação entre o Espírito Santo e a tribulação
Israel na tribulação
Os gentios na tribulação
A campanha do Armagedom
Os juízos da tribulação
As profecias do período tribulacional
. O Dia do Senhor e O Dia de Cristo
. O Período Tribulacional nas Escrituras
A Natureza,
Origem e
Propósito da Tribulação
Cap.: 01 - A doutrina bíblica da tribulação
As profecias do período tribulacional
O Dia do Senhor e O Dia de Cristo
O dia do Senhor é o extenso período de
tempo que se inicia com a retomada do
tratamento de Deus para com Israel após o
arrebatamento no início do período
tribulacional, passando pelo segundo advento
e pela era milenar até a criação do novo céu e
da nova terra depois do milênio.
Sempre que o dia de Cristo é usado,
refere-se especificamente à expectativa
da igreja, sua translação, sua glorificação
e seu exame para receber os galardões.
“Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério {para que não presumais de vós
mesmos}: que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios
haja entrado; e assim todo o Israel será salvo, como está escrito(Is 59:20): Virá de Sião o
Libertador, e desviará de Jacó as impiedades; (Jer.31:33) e este será o meu pacto com eles,
quando eu tirar os seus pecados.” Rom 11:25-27
Israel nos planos de Deus.
Isaías 42:6-7
Eu, o Senhor, te chamei em justiça, e te tomarei pela mão, e te guardarei, e te darei por
aliança do povo, e para luz dos gentios.
Para abrir os olhos dos cegos, para tirar da prisão os presos, e do cárcere os que jazem em
trevas.
Isaías 54:5
Porque o teu Criador é o teu marido; o Senhor dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de
Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra.
Êxodo 19: 5 e 6
Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então
sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha.
E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos
filhos de Israel.
Mas ...
Jeremias 3:8
E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe
dei a sua carta de divórcio, que a aleivosa Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também
ela mesma se prostituiu.
Oséias 2:13-16
Castigá-la-ei pelos dias dos baalins, nos quais elas lhes queimava incenso, e se adornava
com as suas arrecadas e as suas jóias, e, indo atrás dos seus amantes, se esquecia de mim,
diz o Senhor.
Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração.
E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta de esperança; e ali cantará, como
nos dias de sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito.
E naquele dia, diz o SENHOR, tu me chamarás: Meu marido; e não mais me chamarás: Meu
senhor.
Israel nos planos de Deus.
A Igreja é de Jesus
Efésios 5:23
“porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é
a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo.”
É noiva e futura esposa
de Jesus
Romanos 11:13-14
“Mas é a vós, gentios, que falo; e, porquanto sou apóstolo dos
gentios, glorifico o meu ministério, para ver se de algum modo
posso incitar à emulação os da minha raça e salvar alguns
deles.”
É exemplo para Israel
imitar
Mateus 16:18
“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra
edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não
prevalecerão contra ela;”
Mateus 12:38-41
Então alguns dos escribas e dos fariseus, tomando a palavra,
disseram: Mestre, queremos ver da tua parte algum sinal.
Mas ele lhes respondeu: Uma geração má e adúltera pede um sinal;
e nenhum sinal se lhe dará, senão o do profeta Jonas;
pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande
peixe, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio
da terra.
Os ninivitas se levantarão no juízo com esta geração, e a
condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E
eis aqui quem é maior do que Jonas.
A Igreja de Jesus também é sinal para Israel
A Igreja nos planos de Deus.
”O qual vos confirmará também até ao fim,
para serdes irrepreensíveis no dia de nosso
Senhor Jesus Cristo.” I Cor 1:08
“Como também já em parte reconhecestes
em nós, que somos a vossa glória, como
também vós sereis a nossa no dia do Senhor
Jesus.” II Cor 1:14
“Tendo por certo isto mesmo, que aquele
que em vós começou a boa obra
aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo;”
Filipenses 1:6
Voltando ao Dia de Cristo
A Natureza da Tribulação
Torna-se claro que a natureza desse período é de:
Ira
(Sf 1.15,18; l Ts 1.10; 5.9; Ap 6.16,17; 11.18;
14.10,19; 15.1,7; 16.1,19)
Julgamento
(Ap 14.7; 15.4; 16.5,7; 19.2)
Indignação
(Is 26.20,21; 34.1-3)
Provação
(Ap 3.10)
Problemas
(Jr 30.7; Sf 1.14,15; Dn 12.1)
Destruição
(Jl 1.15; l Ts 5.3)
Escuridão
(Jl 2.2; Am 5.18; Sf 1.14-18)
Desolação
(Dn 9.27; Sf 1.14,15)
Transtorno
(Is 24.1-4,19-21)
Castigo
(Is 24.20,21)
Em nenhuma passagem encontramos
alívio para a severidade desse tempo
que virá sobre a terra.
Porquanto guardaste a palavra da minha
perseverança, também eu te guardarei da hora
da provação que há de vir sobre o mundo
inteiro, para pôr à prova os que habitam sobre
a terra. Apocalipse 3:10
O que vencer será assim vestido de vestes
brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu
nome do livro da vida; antes confessarei o seu
nome diante de meu Pai e diante dos seus
anjos. Apocalipse 3:5
Reafirmando:
A Igreja de Jesus (sua noiva) não passará pela tribulação.
A Igreja virá com ele na segunda vinda.
Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até
mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos
da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.
Apocalipse 1:7
Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo:
Eis que veio o Senhor com os seus milhares de santos,
para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as
obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras
palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram. Judas 1:14,15
Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom
celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo,
e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro,
e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que,
quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao
vitupério. Hebreus 6:4-6
Tabernáculo
Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom
celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo,
e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro,
e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que,
quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao
vitupério. Hebreus 6:4-6
A Origem da Tribulação
As Escrituras estão repletas de
declarações de que esse período não é
a ira do homem, nem mesmo a ira de
Satanás, mas a ira de Deus.
Esse período difere de toda a
tribulação anterior não apenas em
intensidade, mas também em tipo,
já que vem do próprio Deus.
O Propósito da Tribulação
O segundo grande propósito da tribulação é
derramar juízo sobre homens e nações
descrentes.
O primeiro grande propósito da tribulação
é preparar a nação de Israel para o
Messias.
Com o final de todo o período das setenta semanas (Daniel 9.24) , será introduzido
um período de grande e incomparável bênção para a nação de Israel.
1) cessar a transgressão,
2) dar fim aos pecados,
3) expiar a iniquidade,
4) trazer a justiça eterna,
5) selar a visão e a profecia e
6) ungir o Santo dos Santos.
Setenta semanas estão decretadas sobre o teu
povo, e sobre a tua santa cidade para...
Setenta semanas estão
decretadas sobre o teu
povo, e sobre a tua
santa cidade, para
fazer cessar a
transgressão, para dar
fim aos pecados, e
para expiar a
iniquidade, e trazer a
justiça eterna, e selar a
visão e a profecia, e
para ungir o
santíssimo.
Sabe e entende: desde
a saída da ordem para
restaurar e para
edificar Jerusalém até
o ungido, o príncipe,
haverá sete semanas,
e sessenta e duas
semanas; com praças e
tranqueiras se
reedificará, mas em
tempos angustiosos.
E depois de sessenta e
duas semanas será
cortado o ungido, e
nada lhe subsistirá; e o
povo do príncipe que
há de vir destruirá a
cidade e o santuário, e
o seu fim será com
uma inundação; e até
o fim haverá guerra;
estão determinadas
assolações.
E ele fará um pacto
firme com muitos por
uma semana; e na
metade da semana
fará cessar o sacrifício
e a oblação; e sobre a
asa das abominações
virá o assolador; e até
a destruição
determinada, a qual
será derramada sobre
o assolador.
As setentas semanas de Daniel
Daniel 9:24-27
7 s 62 s
Tempo
indeterminado
49
anos
434
anos Igreja - Pentecostes (At.2:1-21, 38 -47) até o
arrebatamento (1Co.15:51-52, 1ts.4:13-18)
Início da
Reconstrução
do templo de
Jerusalém e
dos muros.
Morte do ungido,
a cidade e o lugar
santo serão
destruídos pelo
povo que virá
Término da
reconstrução
Tempo da igreja – mistério no
antigo testamento.
69 semanas de anos x 360 dias= 173.880
-Decreto de reconstruir Jerusalém : 1º de Nisã no vigésimo ano de Artaxerxes caiu em 14 de
março de 445 aC.
-Entrada de Jesus em Jerusalém : 10 de Nisã, Semana da Paixão, foi no dia 6 de abril de 32 dC
Semana da Paixão
E quando chegou perto e viu a cidade, chorou sobre ela,
dizendo: Ah! se tu conhecesses, ao menos neste dia, o
que te poderia trazer a paz! mas agora isso está encoberto
aos teus olhos.
Porque dias virão sobre ti em que os teus inimigos te
cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te apertarão de
todos os lados,
e te derribarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti
estiverem; e não deixarão em ti pedra sobre pedra,
porque não conheceste o tempo da tua visitação.
Lucas 19:41-44
E depois de sessenta e duas
semanas será cortado o
ungido, e nada lhe
subsistirá; e o povo do
príncipe que há de vir
destruirá a cidade e o
santuário, e o seu fim será
com uma inundação; e até o
fim haverá guerra; estão
determinadas assolações.
Daniel 9:26
Contareis para vós, desde o dia depois do
sábado, isto é, desde o dia em que houverdes
trazido o molho da oferta de movimento
(PRIMÍCIAS), sete semanas inteiras;
até o dia seguinte ao sétimo sábado, contareis
cinquenta dias; então oferecereis nova oferta
de cereais ao Senhor. Levítico 23:15,16
PENTECOSTES
“Fala aos filhos de Israel e dize-lhes:
Quando entrares na terra, que vos dou, e
segares a sua messe, então, trareis um
molho das primícias da vossa messe ao
sacerdote; Este moverá o molho perante o
Senhor, para que sejais aceitos. No dia
imediato ao sábado, o sacerdote o
moverá. No dia em que moverdes o
molho oferecereis um cordeiro sem
defeito, de um ano, em holocausto ao
Senhor” (Lv 23.10-12).Cinquenta dias após a ressurreição de Cristo, o Espírito Santo veio sobre os apóstolos no
dia de Pentecostes e batizou-os. Neste dia 3000 pessoas se converteram. Estes foram os
primeiros frutos da Nova Aliança, colhidos pelo Espírito Santo.
Moisés recebeu as tábuas da Antiga Aliança e, ao descer, encontrou o povo adorando
um bezerro de ouro. Neste dia morreram 3000 pessoas por causa da rebeldia.
3,5
anos
3,5
anos
1 000 anos
Arrebatamento da
Igreja – tribunal
de Cristo e Bodas
do Cordeiro.
Morte, ressurreição e subida
das Duas Testemunhas .
Início da Grande Tribulação
“abominável da assolação”, “asa
das abominações” ou “sacrilégio
terrível”.
Término da 70ª Semana
com a vinda do Messias
e início do Milênio
Início da Tribulação – 7 anos
– Vinda das Duas Testemunhas
– Governo do Anticristo.
1 s

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Welem C Lourenço
 
03 Messianismo Profetico
03   Messianismo Profetico03   Messianismo Profetico
03 Messianismo Profetico
Leone Orlando
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
Feitosa Lima
 
3)Escatologia principio do fim - principio das dores
3)Escatologia principio do fim - principio das dores3)Escatologia principio do fim - principio das dores
3)Escatologia principio do fim - principio das dores
Jean Jorge Silva
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
Hezir Henrique
 
Culto de páscoa
Culto de páscoaCulto de páscoa
2) princípio do fim as 70 semanas de daniel
2) princípio do fim   as 70 semanas de daniel2) princípio do fim   as 70 semanas de daniel
2) princípio do fim as 70 semanas de daniel
Jean Jorge Silva
 
Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16
IBC de Jacarepaguá
 
Apocalipse - Capítulo 08
Apocalipse - Capítulo 08Apocalipse - Capítulo 08
Apocalipse - Capítulo 08
IBC de Jacarepaguá
 
Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12 Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12
IBC de Jacarepaguá
 
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
Jean Jorge Silva
 
Livro de daniel 2300 tardes e manhãs
Livro de daniel 2300 tardes e manhãsLivro de daniel 2300 tardes e manhãs
Livro de daniel 2300 tardes e manhãs
Francisco Sousa
 
70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel
Anderson Silva
 
04 as bodas do cordeiro 002
04   as bodas do cordeiro 00204   as bodas do cordeiro 002
04 as bodas do cordeiro 002
jonasfreitasdejesus
 
28 a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-20
28   a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-2028   a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-20
28 a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-20
Diego Fortunatto
 
As Bodas do Cordeiro
As Bodas do CordeiroAs Bodas do Cordeiro
As Bodas do Cordeiro
jonasfreitasdejesus
 
8) principio do fim a besta e a prostituta
8) principio do fim   a besta e a prostituta8) principio do fim   a besta e a prostituta
8) principio do fim a besta e a prostituta
Jean Jorge Silva
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Welem C Lourenço
 
Nossa mensagem profética_Resumo_1142013
Nossa mensagem profética_Resumo_1142013Nossa mensagem profética_Resumo_1142013
Nossa mensagem profética_Resumo_1142013
Gerson G. Ramos
 
A torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundialA torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundial
Eduardo Sousa Gomes
 

Mais procurados (20)

Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
 
03 Messianismo Profetico
03   Messianismo Profetico03   Messianismo Profetico
03 Messianismo Profetico
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
 
3)Escatologia principio do fim - principio das dores
3)Escatologia principio do fim - principio das dores3)Escatologia principio do fim - principio das dores
3)Escatologia principio do fim - principio das dores
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
Culto de páscoa
Culto de páscoaCulto de páscoa
Culto de páscoa
 
2) princípio do fim as 70 semanas de daniel
2) princípio do fim   as 70 semanas de daniel2) princípio do fim   as 70 semanas de daniel
2) princípio do fim as 70 semanas de daniel
 
Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16Apocalipse - Capítulo 16
Apocalipse - Capítulo 16
 
Apocalipse - Capítulo 08
Apocalipse - Capítulo 08Apocalipse - Capítulo 08
Apocalipse - Capítulo 08
 
Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12 Apocalipse - Capítulo 12
Apocalipse - Capítulo 12
 
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
1)Escatologia principio do fim -Os impérios mundiais e o reino de Jesus
 
Livro de daniel 2300 tardes e manhãs
Livro de daniel 2300 tardes e manhãsLivro de daniel 2300 tardes e manhãs
Livro de daniel 2300 tardes e manhãs
 
70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel
 
04 as bodas do cordeiro 002
04   as bodas do cordeiro 00204   as bodas do cordeiro 002
04 as bodas do cordeiro 002
 
28 a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-20
28   a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-2028   a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-20
28 a dupla ceifa da terra. apoc. 14.14-20
 
As Bodas do Cordeiro
As Bodas do CordeiroAs Bodas do Cordeiro
As Bodas do Cordeiro
 
8) principio do fim a besta e a prostituta
8) principio do fim   a besta e a prostituta8) principio do fim   a besta e a prostituta
8) principio do fim a besta e a prostituta
 
Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3Estudo Breve de Escatologia, parte 3
Estudo Breve de Escatologia, parte 3
 
Nossa mensagem profética_Resumo_1142013
Nossa mensagem profética_Resumo_1142013Nossa mensagem profética_Resumo_1142013
Nossa mensagem profética_Resumo_1142013
 
A torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundialA torre de babel e a nova ordem mundial
A torre de babel e a nova ordem mundial
 

Destaque

Daniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizado
Daniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizadoDaniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizado
Daniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizado
asociacion
 
Urias Smith - Profecias del Apocalipsis
Urias Smith - Profecias del ApocalipsisUrias Smith - Profecias del Apocalipsis
Urias Smith - Profecias del Apocalipsis
Ministerio Palmoni
 
14 Apocalipsis Lección 12 B
14 Apocalipsis Lección 12 B14 Apocalipsis Lección 12 B
14 Apocalipsis Lección 12 B
Global University Costa Rica
 
09 daniel y apocalipsis (ibad) lección 9
09 daniel y apocalipsis (ibad) lección 909 daniel y apocalipsis (ibad) lección 9
09 daniel y apocalipsis (ibad) lección 9
Global University Costa Rica
 
06 daniel y apocalipsis (ibad) lección 5
06 daniel y apocalipsis (ibad) lección 506 daniel y apocalipsis (ibad) lección 5
06 daniel y apocalipsis (ibad) lección 5
Global University Costa Rica
 
08 daniel y apocalipsis (ibad) lección 8
08 daniel y apocalipsis (ibad) lección 808 daniel y apocalipsis (ibad) lección 8
08 daniel y apocalipsis (ibad) lección 8
Global University Costa Rica
 
Conflicto Isarelí
Conflicto IsarelíConflicto Isarelí
Conflicto Isarelí
Global University Costa Rica
 
15 Apocalipsis Lección 13 A
15 Apocalipsis Lección 13 A15 Apocalipsis Lección 13 A
15 Apocalipsis Lección 13 A
Global University Costa Rica
 
17 Apocalipsis Lección 14
17 Apocalipsis Lección 1417 Apocalipsis Lección 14
17 Apocalipsis Lección 14
Global University Costa Rica
 
05 daniel y apocalipsis (ibad) lección 4
05 daniel y apocalipsis (ibad) lección 405 daniel y apocalipsis (ibad) lección 4
05 daniel y apocalipsis (ibad) lección 4
Global University Costa Rica
 
11 Apocalipsis Lección 10 B
11 Apocalipsis Lección 10  B11 Apocalipsis Lección 10  B
11 Apocalipsis Lección 10 B
Global University Costa Rica
 
07 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 7
07 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 707 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 7
07 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 7
Global University Costa Rica
 
16 Apocalipsis Lección 13 B
16 Apocalipsis Lección 13 B16 Apocalipsis Lección 13 B
16 Apocalipsis Lección 13 B
Global University Costa Rica
 
13 Apocalipsis Lección 12 A
13 Apocalipsis Lección 12 A13 Apocalipsis Lección 12 A
13 Apocalipsis Lección 12 A
Global University Costa Rica
 
12 daniel y apocalipsis (ibad) lección 11
12 daniel y apocalipsis (ibad) lección 1112 daniel y apocalipsis (ibad) lección 11
12 daniel y apocalipsis (ibad) lección 11
Global University Costa Rica
 
10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a
10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a
10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a
Global University Costa Rica
 
Taller de Técnicas para Maestros en Escuela Dominical
Taller de Técnicas para Maestros en Escuela DominicalTaller de Técnicas para Maestros en Escuela Dominical
Taller de Técnicas para Maestros en Escuela Dominical
Global University Costa Rica
 

Destaque (17)

Daniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizado
Daniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizadoDaniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizado
Daniel 2 publicher esclala de gris 12 01 2016 exel actualizado
 
Urias Smith - Profecias del Apocalipsis
Urias Smith - Profecias del ApocalipsisUrias Smith - Profecias del Apocalipsis
Urias Smith - Profecias del Apocalipsis
 
14 Apocalipsis Lección 12 B
14 Apocalipsis Lección 12 B14 Apocalipsis Lección 12 B
14 Apocalipsis Lección 12 B
 
09 daniel y apocalipsis (ibad) lección 9
09 daniel y apocalipsis (ibad) lección 909 daniel y apocalipsis (ibad) lección 9
09 daniel y apocalipsis (ibad) lección 9
 
06 daniel y apocalipsis (ibad) lección 5
06 daniel y apocalipsis (ibad) lección 506 daniel y apocalipsis (ibad) lección 5
06 daniel y apocalipsis (ibad) lección 5
 
08 daniel y apocalipsis (ibad) lección 8
08 daniel y apocalipsis (ibad) lección 808 daniel y apocalipsis (ibad) lección 8
08 daniel y apocalipsis (ibad) lección 8
 
Conflicto Isarelí
Conflicto IsarelíConflicto Isarelí
Conflicto Isarelí
 
15 Apocalipsis Lección 13 A
15 Apocalipsis Lección 13 A15 Apocalipsis Lección 13 A
15 Apocalipsis Lección 13 A
 
17 Apocalipsis Lección 14
17 Apocalipsis Lección 1417 Apocalipsis Lección 14
17 Apocalipsis Lección 14
 
05 daniel y apocalipsis (ibad) lección 4
05 daniel y apocalipsis (ibad) lección 405 daniel y apocalipsis (ibad) lección 4
05 daniel y apocalipsis (ibad) lección 4
 
11 Apocalipsis Lección 10 B
11 Apocalipsis Lección 10  B11 Apocalipsis Lección 10  B
11 Apocalipsis Lección 10 B
 
07 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 7
07 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 707 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 7
07 daniel y apocalipsis (ibad) lección 6 y 7
 
16 Apocalipsis Lección 13 B
16 Apocalipsis Lección 13 B16 Apocalipsis Lección 13 B
16 Apocalipsis Lección 13 B
 
13 Apocalipsis Lección 12 A
13 Apocalipsis Lección 12 A13 Apocalipsis Lección 12 A
13 Apocalipsis Lección 12 A
 
12 daniel y apocalipsis (ibad) lección 11
12 daniel y apocalipsis (ibad) lección 1112 daniel y apocalipsis (ibad) lección 11
12 daniel y apocalipsis (ibad) lección 11
 
10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a
10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a
10 daniel y apocalipsis (apoc. 7 al 9) lección 10 a
 
Taller de Técnicas para Maestros en Escuela Dominical
Taller de Técnicas para Maestros en Escuela DominicalTaller de Técnicas para Maestros en Escuela Dominical
Taller de Técnicas para Maestros en Escuela Dominical
 

Semelhante a Escatologia cap. 01

Escatologia cap.03
Escatologia cap.03Escatologia cap.03
Escatologia cap.03
Welem C Lourenço
 
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textosJesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Gerson G. Ramos
 
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
Gerson G. Ramos
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
Robson Augusto
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Erberson Pinheiro
 
Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013
Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013
Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013
Gerson G. Ramos
 
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇAO FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
Lc Passold
 
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odtA segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
Gerson G. Ramos
 
27. apostasia
27. apostasia27. apostasia
27. apostasia
pohlos
 
Israel Na Escatologia BíBlica
Israel Na Escatologia BíBlicaIsrael Na Escatologia BíBlica
Israel Na Escatologia BíBlica
svinforec
 
A lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGRA lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGR
Gerson G. Ramos
 
Escatologia cap.04
Escatologia cap.04Escatologia cap.04
Escatologia cap.04
Welem C Lourenço
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
AdilsonGoubeti
 
Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------
Luis Ruh
 
A Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptxA Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptx
Lázaro Marks
 
O dia escatológico do SENHOR
O dia escatológico do SENHORO dia escatológico do SENHOR
O dia escatológico do SENHOR
roberto5costa
 
3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma
Fátima Lobo
 
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1ºDesvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
Sandro Manuel
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
dario189590
 

Semelhante a Escatologia cap. 01 (20)

Escatologia cap.03
Escatologia cap.03Escatologia cap.03
Escatologia cap.03
 
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textosJesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
 
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013
Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013
Testemunho e serviço: o fruto do reavivamento_resumo_432013
 
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇAO FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
O FECHAMENTO DA PORTA DA GRAÇA
 
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odtA segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
A segunda vinda de Jesus_1332014_GGR.odt
 
27. apostasia
27. apostasia27. apostasia
27. apostasia
 
Israel Na Escatologia BíBlica
Israel Na Escatologia BíBlicaIsrael Na Escatologia BíBlica
Israel Na Escatologia BíBlica
 
A lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGRA lei de Deus_1032014_GGR
A lei de Deus_1032014_GGR
 
Escatologia cap.04
Escatologia cap.04Escatologia cap.04
Escatologia cap.04
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
 
Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------
 
A Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptxA Grande Tribulação.pptx
A Grande Tribulação.pptx
 
O dia escatológico do SENHOR
O dia escatológico do SENHORO dia escatológico do SENHOR
O dia escatológico do SENHOR
 
3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma
 
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1ºDesvendando o Apocalipse capitulo 1º
Desvendando o Apocalipse capitulo 1º
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
 

Mais de Welem C Lourenço

Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Welem C Lourenço
 
Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11
Welem C Lourenço
 
Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8
Welem C Lourenço
 
Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6
Welem C Lourenço
 
Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4
Welem C Lourenço
 
Daniel 2
Daniel 2Daniel 2
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Escatologia cap 17
Escatologia cap 17Escatologia cap 17
Escatologia cap 17
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 19
Escatologia cap 19Escatologia cap 19
Escatologia cap 19
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 18
Escatologia cap 18Escatologia cap 18
Escatologia cap 18
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 16
Escatologia cap 16Escatologia cap 16
Escatologia cap 16
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 15
Escatologia cap 15Escatologia cap 15
Escatologia cap 15
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 14b
Escatologia cap 14bEscatologia cap 14b
Escatologia cap 14b
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 14a
Escatologia cap 14aEscatologia cap 14a
Escatologia cap 14a
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap.13
Escatologia cap.13Escatologia cap.13
Escatologia cap.13
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 12
Escatologia cap 12Escatologia cap 12
Escatologia cap 12
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 11
Escatologia cap 11Escatologia cap 11
Escatologia cap 11
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 10
Escatologia cap 10Escatologia cap 10
Escatologia cap 10
Welem C Lourenço
 
Escatologia cap 9
Escatologia cap 9Escatologia cap 9
Escatologia cap 9
Welem C Lourenço
 

Mais de Welem C Lourenço (20)

Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2Estudo Breve de Escatologia, parte 2
Estudo Breve de Escatologia, parte 2
 
Daniel 12
Daniel 12Daniel 12
Daniel 12
 
Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11Daniel 10 e 11
Daniel 10 e 11
 
Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8Daniel 7 e 8
Daniel 7 e 8
 
Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6Daniel 5 e 6
Daniel 5 e 6
 
Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4Daniel 3 e 4
Daniel 3 e 4
 
Daniel 2
Daniel 2Daniel 2
Daniel 2
 
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Daniel 1
 
Escatologia cap 17
Escatologia cap 17Escatologia cap 17
Escatologia cap 17
 
Escatologia cap 19
Escatologia cap 19Escatologia cap 19
Escatologia cap 19
 
Escatologia cap 18
Escatologia cap 18Escatologia cap 18
Escatologia cap 18
 
Escatologia cap 16
Escatologia cap 16Escatologia cap 16
Escatologia cap 16
 
Escatologia cap 15
Escatologia cap 15Escatologia cap 15
Escatologia cap 15
 
Escatologia cap 14b
Escatologia cap 14bEscatologia cap 14b
Escatologia cap 14b
 
Escatologia cap 14a
Escatologia cap 14aEscatologia cap 14a
Escatologia cap 14a
 
Escatologia cap.13
Escatologia cap.13Escatologia cap.13
Escatologia cap.13
 
Escatologia cap 12
Escatologia cap 12Escatologia cap 12
Escatologia cap 12
 
Escatologia cap 11
Escatologia cap 11Escatologia cap 11
Escatologia cap 11
 
Escatologia cap 10
Escatologia cap 10Escatologia cap 10
Escatologia cap 10
 
Escatologia cap 9
Escatologia cap 9Escatologia cap 9
Escatologia cap 9
 

Último

PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 

Último (18)

PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 

Escatologia cap. 01

  • 1. E s c a t o l o g i a As profecias do período tribulacional E temos ainda mais firme a palavra profética à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma candeia que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça e a estrela da alva surja em vossos corações; I Pedro 2:9
  • 2. As profecias do período tribulacional A doutrina bíblica da tribulação A relação da igreja com a tribulação A relação entre o Espírito Santo e a tribulação Israel na tribulação Os gentios na tribulação A campanha do Armagedom Os juízos da tribulação
  • 3. As profecias do período tribulacional . O Dia do Senhor e O Dia de Cristo . O Período Tribulacional nas Escrituras A Natureza, Origem e Propósito da Tribulação Cap.: 01 - A doutrina bíblica da tribulação
  • 4. As profecias do período tribulacional O Dia do Senhor e O Dia de Cristo O dia do Senhor é o extenso período de tempo que se inicia com a retomada do tratamento de Deus para com Israel após o arrebatamento no início do período tribulacional, passando pelo segundo advento e pela era milenar até a criação do novo céu e da nova terra depois do milênio. Sempre que o dia de Cristo é usado, refere-se especificamente à expectativa da igreja, sua translação, sua glorificação e seu exame para receber os galardões. “Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério {para que não presumais de vós mesmos}: que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado; e assim todo o Israel será salvo, como está escrito(Is 59:20): Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades; (Jer.31:33) e este será o meu pacto com eles, quando eu tirar os seus pecados.” Rom 11:25-27
  • 5. Israel nos planos de Deus. Isaías 42:6-7 Eu, o Senhor, te chamei em justiça, e te tomarei pela mão, e te guardarei, e te darei por aliança do povo, e para luz dos gentios. Para abrir os olhos dos cegos, para tirar da prisão os presos, e do cárcere os que jazem em trevas. Isaías 54:5 Porque o teu Criador é o teu marido; o Senhor dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra. Êxodo 19: 5 e 6 Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha. E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel. Mas ...
  • 6. Jeremias 3:8 E vi que, por causa de tudo isto, por ter cometido adultério a rebelde Israel, a despedi, e lhe dei a sua carta de divórcio, que a aleivosa Judá, sua irmã, não temeu; mas se foi e também ela mesma se prostituiu. Oséias 2:13-16 Castigá-la-ei pelos dias dos baalins, nos quais elas lhes queimava incenso, e se adornava com as suas arrecadas e as suas jóias, e, indo atrás dos seus amantes, se esquecia de mim, diz o Senhor. Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração. E lhe darei as suas vinhas dali, e o vale de Acor, por porta de esperança; e ali cantará, como nos dias de sua mocidade, e como no dia em que subiu da terra do Egito. E naquele dia, diz o SENHOR, tu me chamarás: Meu marido; e não mais me chamarás: Meu senhor. Israel nos planos de Deus.
  • 7. A Igreja é de Jesus Efésios 5:23 “porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo.” É noiva e futura esposa de Jesus Romanos 11:13-14 “Mas é a vós, gentios, que falo; e, porquanto sou apóstolo dos gentios, glorifico o meu ministério, para ver se de algum modo posso incitar à emulação os da minha raça e salvar alguns deles.” É exemplo para Israel imitar Mateus 16:18 “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;” Mateus 12:38-41 Então alguns dos escribas e dos fariseus, tomando a palavra, disseram: Mestre, queremos ver da tua parte algum sinal. Mas ele lhes respondeu: Uma geração má e adúltera pede um sinal; e nenhum sinal se lhe dará, senão o do profeta Jonas; pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra. Os ninivitas se levantarão no juízo com esta geração, e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis aqui quem é maior do que Jonas. A Igreja de Jesus também é sinal para Israel A Igreja nos planos de Deus.
  • 8. ”O qual vos confirmará também até ao fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo.” I Cor 1:08 “Como também já em parte reconhecestes em nós, que somos a vossa glória, como também vós sereis a nossa no dia do Senhor Jesus.” II Cor 1:14 “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo;” Filipenses 1:6 Voltando ao Dia de Cristo
  • 9. A Natureza da Tribulação Torna-se claro que a natureza desse período é de: Ira (Sf 1.15,18; l Ts 1.10; 5.9; Ap 6.16,17; 11.18; 14.10,19; 15.1,7; 16.1,19) Julgamento (Ap 14.7; 15.4; 16.5,7; 19.2) Indignação (Is 26.20,21; 34.1-3) Provação (Ap 3.10) Problemas (Jr 30.7; Sf 1.14,15; Dn 12.1) Destruição (Jl 1.15; l Ts 5.3) Escuridão (Jl 2.2; Am 5.18; Sf 1.14-18) Desolação (Dn 9.27; Sf 1.14,15) Transtorno (Is 24.1-4,19-21) Castigo (Is 24.20,21) Em nenhuma passagem encontramos alívio para a severidade desse tempo que virá sobre a terra.
  • 10. Porquanto guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para pôr à prova os que habitam sobre a terra. Apocalipse 3:10 O que vencer será assim vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; antes confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos. Apocalipse 3:5 Reafirmando: A Igreja de Jesus (sua noiva) não passará pela tribulação. A Igreja virá com ele na segunda vinda. Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. Apocalipse 1:7 Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor com os seus milhares de santos, para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram. Judas 1:14,15
  • 11. Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro, e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério. Hebreus 6:4-6
  • 13. Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro, e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério. Hebreus 6:4-6
  • 14. A Origem da Tribulação As Escrituras estão repletas de declarações de que esse período não é a ira do homem, nem mesmo a ira de Satanás, mas a ira de Deus. Esse período difere de toda a tribulação anterior não apenas em intensidade, mas também em tipo, já que vem do próprio Deus.
  • 15. O Propósito da Tribulação O segundo grande propósito da tribulação é derramar juízo sobre homens e nações descrentes. O primeiro grande propósito da tribulação é preparar a nação de Israel para o Messias. Com o final de todo o período das setenta semanas (Daniel 9.24) , será introduzido um período de grande e incomparável bênção para a nação de Israel. 1) cessar a transgressão, 2) dar fim aos pecados, 3) expiar a iniquidade, 4) trazer a justiça eterna, 5) selar a visão e a profecia e 6) ungir o Santo dos Santos. Setenta semanas estão decretadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade para...
  • 16. Setenta semanas estão decretadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, e para expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o santíssimo. Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém até o ungido, o príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; com praças e tranqueiras se reedificará, mas em tempos angustiosos. E depois de sessenta e duas semanas será cortado o ungido, e nada lhe subsistirá; e o povo do príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até o fim haverá guerra; estão determinadas assolações. E ele fará um pacto firme com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador; e até a destruição determinada, a qual será derramada sobre o assolador. As setentas semanas de Daniel Daniel 9:24-27
  • 17. 7 s 62 s Tempo indeterminado 49 anos 434 anos Igreja - Pentecostes (At.2:1-21, 38 -47) até o arrebatamento (1Co.15:51-52, 1ts.4:13-18) Início da Reconstrução do templo de Jerusalém e dos muros. Morte do ungido, a cidade e o lugar santo serão destruídos pelo povo que virá Término da reconstrução Tempo da igreja – mistério no antigo testamento.
  • 18. 69 semanas de anos x 360 dias= 173.880 -Decreto de reconstruir Jerusalém : 1º de Nisã no vigésimo ano de Artaxerxes caiu em 14 de março de 445 aC. -Entrada de Jesus em Jerusalém : 10 de Nisã, Semana da Paixão, foi no dia 6 de abril de 32 dC Semana da Paixão E quando chegou perto e viu a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! se tu conhecesses, ao menos neste dia, o que te poderia trazer a paz! mas agora isso está encoberto aos teus olhos. Porque dias virão sobre ti em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te apertarão de todos os lados, e te derribarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem; e não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não conheceste o tempo da tua visitação. Lucas 19:41-44 E depois de sessenta e duas semanas será cortado o ungido, e nada lhe subsistirá; e o povo do príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até o fim haverá guerra; estão determinadas assolações. Daniel 9:26 Contareis para vós, desde o dia depois do sábado, isto é, desde o dia em que houverdes trazido o molho da oferta de movimento (PRIMÍCIAS), sete semanas inteiras; até o dia seguinte ao sétimo sábado, contareis cinquenta dias; então oferecereis nova oferta de cereais ao Senhor. Levítico 23:15,16 PENTECOSTES “Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando entrares na terra, que vos dou, e segares a sua messe, então, trareis um molho das primícias da vossa messe ao sacerdote; Este moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos. No dia imediato ao sábado, o sacerdote o moverá. No dia em que moverdes o molho oferecereis um cordeiro sem defeito, de um ano, em holocausto ao Senhor” (Lv 23.10-12).Cinquenta dias após a ressurreição de Cristo, o Espírito Santo veio sobre os apóstolos no dia de Pentecostes e batizou-os. Neste dia 3000 pessoas se converteram. Estes foram os primeiros frutos da Nova Aliança, colhidos pelo Espírito Santo. Moisés recebeu as tábuas da Antiga Aliança e, ao descer, encontrou o povo adorando um bezerro de ouro. Neste dia morreram 3000 pessoas por causa da rebeldia.
  • 19. 3,5 anos 3,5 anos 1 000 anos Arrebatamento da Igreja – tribunal de Cristo e Bodas do Cordeiro. Morte, ressurreição e subida das Duas Testemunhas . Início da Grande Tribulação “abominável da assolação”, “asa das abominações” ou “sacrilégio terrível”. Término da 70ª Semana com a vinda do Messias e início do Milênio Início da Tribulação – 7 anos – Vinda das Duas Testemunhas – Governo do Anticristo. 1 s

Notas do Editor

  1. Ler passagens da apostila pag. 5 e 6
  2. Ler passagens da apostila pag 6 e 7.