SlideShare uma empresa Scribd logo
Escravos por amor!
“São estes os estatutos que lhes proporás: Se comprares um
escravo hebreu, seis anos servirá; mas, ao sétimo, sairá forro, de
graça. Porém, se o escravo expressamente disser: EU AMO MEU
SENHOR, minha mulher e meus filhos, não quero sair forro.
Então, o seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta ou à
ombreira, e o seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela;
E ELE O SERVIRÁ PARA SEMPRE.”
(Êxodo 21.1-6)
“Mas se ele te disser: Não sairei de junto de ti; porquanto te
ama a ti e a tua casa, por estar bem contigo; então tomarás
uma sovela, e lhe furarás a orelha contra a porta,
E ELE SERÁ TEU SERVO PARA SEMPRE;
(Deuteronômio 15.16,17)
“Se teu irmão empobrecer e vender alguma parte das suas
possessões, então virá o seu resgatador, seu parente, e resgatará
o que seu irmão vendeu. Se alguém não tiver resgatador, porém
vier a tornar-se próspero e achar o bastante com que a
remir, então contará os anos desde a sua venda, e o que ficar
restituirá ao homem a quem vendeu, e tornará à sua possessão.
Mas, se as suas posses não lhe permitirem reavê-la, então a
que for vendida ficará na mão do comprador até ao
ANO DO JUBILEU;
porém, no Ano do Jubileu, sairá do poder deste, e aquele
tornará à sua possessão.” (Levítico 25.25-28)
LUZES SOBRE A REDENÇÃO
A redenção era o pagamento da dívida feito por um parente
próximo. Por meio do pagamento ele comprava de volta o que
se perdera. Então a pessoa que fora escravizada deixava de
pertencer a quem antes ela devia e a quem servia.
O QUE CRISTO FEZ POR NÓS?
“… porque foste morto e com teu sangue
compraste para Deus os que procedem de toda
tribo, língua, povo e nação, e para o nosso Deus
os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão
sobre a terra.” (Apocalipse 5.9b,10)
“Ele nos resgatou do poder das
trevas e nos trasladou para o reino
do seu Filho muito amado, no qual
temos a nossa redenção, a
remissão dos nossos pecados.”
(Colossenses 1.13,14 – TB)
“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa,
POVO DE PROPRIEDADE EXCLUSIVA DE DEUS,
a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou
das trevas para a sua maravilhosa luz.” (1 Pedro 2.9)
“Sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis,
como prata ou ouro, QUE FOSTES RESGATADOS do
vosso fútil procedimento que vossos pais vos
legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro
sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo.” (1
Pedro 1.18,19)
O qual (OES), é que é a garantia da nossa
herança até A REDENÇÃO daqueles que
pertencem a Deus, para o louvor da sua glória.
EF1.14
BILLY GRAHAN
— Em seu livro, você levanta a seguinte questão: Quem se
recusaria de ser livrado de uma tragédia? Por que isso?
— “Não parece razoável alguém recusar ser resgatado de um
navio naufragando, mas algumas pessoas já fizeram isso, por
não acreditarem realmente que se afogariam. Da mesma
maneira, o mundo está cheio de pessoas que não acreditam
que se morrerem em pecado irão para o inferno e, portanto,
se recusam a serem salvas pela Cruz do Senhor Jesus Cristo”.
A Bíblia continua sendo o livro mais vendido de todos os tempos, e
ainda assim as pessoas se recusam a acreditar. Elas se recusam a
aceitar o maior presente que já foi oferecido à humanidade. É por
esse motivo que eu passei a minha vida convidando as pessoas do
mundo: Venha a Jesus como você é, e ele lhe receberá e fortalecerá
a cada passo do caminho”.
QUAL VONTADE VOCÊ ESTÁ FAZENDO?
A SUA, OU A DO SENHOR JESUS?
“Mas o que para mim era lucro passei a considerá-lo
como perda por amor de Cristo; sim, na verdade, tenho
também como perda todas as coisas pela excelência do
conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual
sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como
refugo, para que possa ganhar a Cristo.” (Filipenses 3.7,8)
“Como está escrito: Por amor de ti
somos entregues à morte o dia
todo; fomos considerados como
ovelhas para o matadouro.”
(Romanos 8.36)
A MORTE NA CRUZ E A RESSURREIÇÃO DE JESUS
SIGNIFICAM ISTO:
Qualquer escravo que olhar para a cruz tem permissão
para considerar a morte dele como sua morte.
Assim, o escravo morre e Satanás perde seu controle
sobre ele.
Depois vem a ressurreição.
Por ela somos transportados para o novo reino. Este fator
é tão importante quanto à cruz. Morremos para um
soberano e renascemos sob o domínio de
outro.
- Juan Carlos Ortiz
É ISSO QUE O BATISMO SIGNIFICA.
O batismo é uma valiosa lição objetiva.
Se o realizarmos no momento certo, as pessoas compreenderão
melhor o que estão fazendo. Estão deixando as trevas e entrando no
Reino de Deus.
"Eu o mato em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo, para fazêlo nascer de novo no Reino de Deus para servi-lo e agradá-lo.“
– Costume dos pastores da Argentina.

“JÁ MORREU! JÁ MORREU!”
– Ajuntamento das Tribos
“Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós
isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele
morreu por todos, PARA QUE OS QUE VIVEM NÃO
VIVAM MAIS PARA SI MESMOS, mas para aquele que
por eles morreu e ressuscitou.” (2 Coríntios 5.14,15)
SOMOS SERVOS DE CRISTO OU
MEROS RELIGIOSOS?
21 Nem

todo o que me diz:
Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a
vontade de meu Pai, que está nos céus.
22 Muitos, naquele dia, hão de dizer-me:
Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu
nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome
não fizemos muitos milagres?
23 Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos
de mim, os que praticais a iniqüidade. (Mt7)
13 Vós

me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o
sou. 14 Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés,
também vós deveis lavar os pés uns dos outros. 15 Porque eu vos
dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.
(Jo13)
46 Por

que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o
que vos mando? –Lc6.46
“Que através das nossas vidas o
Cordeiro que foi imolado receba a
recompensa por Seu sacrifício!”
Dois jovens morávios que se entregaram como escravos para
alcançar uma ilha do lesta da Índia.
ENTREGANDO A COROA (AUTORIDADE,
AUTONOMIA, E VONTADE) A JESUS
Ap4

1
ENTÃO QUANDO OLHEI, vi uma porta aberta no céu, e a mesma voz
que eu tinha ouvido antes, que soara como um poderoso toque de
trombeta, falou comigo e disse: "Suba para cá e eu lhe mostrarei o
que deve acontecer no futuro!".
2
E no mesmo instante eu estava, em espírito, lá no céu e vi que coisa
gloriosa! - um trono e Alguém sentado nele!
3
Grandes jorros de luz faiscavam desse Alguém, como dum diamante
resplandecente, ou dum rubi cintilante, e um arco-íris fulgurante
como uma esmeralda envolvia o trono dele.
4
Este trono era rodeado por vinte e quatro tronos menores, com
vinte e quatro Anciãos sentados neles; todos estavam vestidos de
branco, com coroas de ouro na cabeça.
5
Do trono saíam relâmpagos e trovões, e havia vozes nos trovões.
Bem em frente do trono dele havia sete lâmpadas acesas.
representando o Divino-Espírito de sete aspectos.
6
Diante do trono achava-se estendido um brilhante mar de cristal.
Nos quatro lados do trono estavam quatro Seres
Viventes, pontilhados de olhos na frente e atrás.
7
O primeiro destes Seres Viventes tinha a forma dum leão; o
segundo parecia um boi; o terceiro tinha o rosto dum homem; e o
quarto tinha a forma duma águia, com as asas abertas como se
estivesse voando.
8
Cada um destes Seres Viventes tinha seis asas, e a parte central das
asas deles estava coberta de olhos. Um dia atrás do outro e uma
noite atrás da outra eles viviam dizendo:
"Santo, santo, santo, Senhor Deus Todo-poderoso - aquele que
era, que é, e que virá".
9
E quando os Seres Viventes deram glória, e honra, e agradecimentos
ao que está sentado no trono, que vive para todo o sempre
10

os vinte e quatro Anciãos caíram diante dele e O
adoraram, Aquele que Vive Eternamente; e depositaram
suas coroas diante do trono, cantando:
11
"Ó Senhor, digno é de receber a glória, e a honra, e o poder, porque o
Senhor criou todas as coisas. Elas foram criadas e chamadas à
existência por um ato da sua vontade".
PODEMOS CANTAR:
“ÉS MEU DONO E MEU AMO,
POR AMOR TE SERVIREI?”
Coroado Senhor
Adhemar de Campos

Tu sentaste
À direita
De Deus Pai
Com majestade
Tu sentaste
À direita
De Deus Pai
Com majestade
Coroado Senhor
És fiel
Justo e veraz
És meu amo
E meu dono
Com amor te servirei
Com amor te servirei...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Celebrando a Apresentação do Senhor no Templo
Celebrando a Apresentação do Senhor no TemploCelebrando a Apresentação do Senhor no Templo
Celebrando a Apresentação do Senhor no Templo
José Lima
 
As bodas do cordeiro
As bodas do cordeiroAs bodas do cordeiro
As bodas do cordeiro
Francelia Carvalho Oliveira
 
A autosubstituição de Deus II
A autosubstituição de Deus IIA autosubstituição de Deus II
A autosubstituição de Deus II
Ricardo Gondim
 
As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016
As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016
As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016
Pr. Andre Luiz
 
Bibliaacf
BibliaacfBibliaacf
Bibliaacf
Ed Mir
 
Leituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano CLeituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano C
José Lima
 
TESSALONICENSES
TESSALONICENSESTESSALONICENSES
TESSALONICENSES
Cesar Oliveira
 
Lição 7 - As Bodas do Cordeiro
Lição 7 - As Bodas do CordeiroLição 7 - As Bodas do Cordeiro
Lição 7 - As Bodas do Cordeiro
Andrew Guimarães
 
Aula - Bodas do Cordeiro
Aula - Bodas do CordeiroAula - Bodas do Cordeiro
As bodas do Cordeiro
As bodas do CordeiroAs bodas do Cordeiro
As bodas do Cordeiro
Ailton da Silva
 
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7   Rute Uma Mulher Digna de ConfiançaLicao 7   Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Éder Tomé
 
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
A ANCORA DA NOSSA ALMA
A ANCORA DA NOSSA ALMAA ANCORA DA NOSSA ALMA
A ANCORA DA NOSSA ALMA
WAGNER DARLAN ANTAS DE ALMEIDA
 
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Welem C Lourenço
 
Estudo adicional_Sabedoria divina_412015
Estudo adicional_Sabedoria divina_412015Estudo adicional_Sabedoria divina_412015
Estudo adicional_Sabedoria divina_412015
Gerson G. Ramos
 
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano CLeituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano C
José Lima
 
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
RODRIGO FERREIRA
 
Parabola do festim das bodas
Parabola do festim das bodasParabola do festim das bodas
Parabola do festim das bodas
Henrique Vieira
 
Profecias e fé, você precisa acreditar antes
Profecias e fé, você precisa acreditar antesProfecias e fé, você precisa acreditar antes
Profecias e fé, você precisa acreditar antes
Bruno Da Montanha
 
Jesus nas escrituras
Jesus nas escriturasJesus nas escrituras
Jesus nas escrituras
Elimar Bacelar
 

Mais procurados (20)

Celebrando a Apresentação do Senhor no Templo
Celebrando a Apresentação do Senhor no TemploCelebrando a Apresentação do Senhor no Templo
Celebrando a Apresentação do Senhor no Templo
 
As bodas do cordeiro
As bodas do cordeiroAs bodas do cordeiro
As bodas do cordeiro
 
A autosubstituição de Deus II
A autosubstituição de Deus IIA autosubstituição de Deus II
A autosubstituição de Deus II
 
As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016
As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016
As Bodas do Cordeiro - Lição 07 - 1ºTrimestre de 2016
 
Bibliaacf
BibliaacfBibliaacf
Bibliaacf
 
Leituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano CLeituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano C
Leituras: 14° Domingo Tempo Comum - Ano C
 
TESSALONICENSES
TESSALONICENSESTESSALONICENSES
TESSALONICENSES
 
Lição 7 - As Bodas do Cordeiro
Lição 7 - As Bodas do CordeiroLição 7 - As Bodas do Cordeiro
Lição 7 - As Bodas do Cordeiro
 
Aula - Bodas do Cordeiro
Aula - Bodas do CordeiroAula - Bodas do Cordeiro
Aula - Bodas do Cordeiro
 
As bodas do Cordeiro
As bodas do CordeiroAs bodas do Cordeiro
As bodas do Cordeiro
 
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7   Rute Uma Mulher Digna de ConfiançaLicao 7   Rute Uma Mulher Digna de Confiança
Licao 7 Rute Uma Mulher Digna de Confiança
 
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
 
A ANCORA DA NOSSA ALMA
A ANCORA DA NOSSA ALMAA ANCORA DA NOSSA ALMA
A ANCORA DA NOSSA ALMA
 
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
 
Estudo adicional_Sabedoria divina_412015
Estudo adicional_Sabedoria divina_412015Estudo adicional_Sabedoria divina_412015
Estudo adicional_Sabedoria divina_412015
 
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano CLeituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano C
Leituras: 1° Domingo da Quaresma - Ano C
 
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
 
Parabola do festim das bodas
Parabola do festim das bodasParabola do festim das bodas
Parabola do festim das bodas
 
Profecias e fé, você precisa acreditar antes
Profecias e fé, você precisa acreditar antesProfecias e fé, você precisa acreditar antes
Profecias e fé, você precisa acreditar antes
 
Jesus nas escrituras
Jesus nas escriturasJesus nas escrituras
Jesus nas escrituras
 

Semelhante a A Essência do Discipulado - Cap. 3 - Manoel - AbrigoR15

Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
RODRIGO FERREIRA
 
Quem Somos
Quem SomosQuem Somos
Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01
Welem C Lourenço
 
03 divindade
03 divindade03 divindade
03 divindade
Hezir Henrique
 
Apocalipse
Apocalipse Apocalipse
Apocalipse
Welem C Lourenço
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
AdilsonGoubeti
 
O Filho_232014_GGR
O Filho_232014_GGRO Filho_232014_GGR
O Filho_232014_GGR
Gerson G. Ramos
 
03 Messianismo Profetico
03   Messianismo Profetico03   Messianismo Profetico
03 Messianismo Profetico
Leone Orlando
 
Escrivão Divino
Escrivão DivinoEscrivão Divino
Escrivão Divino
Pastor Robson Colaço
 
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011
jesmioma
 
001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf
001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf
001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf
Geazi San
 
Quatro Substantivos Femininos TeolóGico
Quatro Substantivos Femininos TeolóGicoQuatro Substantivos Femininos TeolóGico
Quatro Substantivos Femininos TeolóGico
lucena
 
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
jesmioma
 
A Cidade que Deus Habita
A Cidade que Deus HabitaA Cidade que Deus Habita
00 a justica de cristo
00 a justica de cristo00 a justica de cristo
00 a justica de cristo
Julio Simões
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
Feitosa Lima
 
3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma
Fátima Lobo
 
O Futuro Glorioso da Igreja
O Futuro Glorioso da IgrejaO Futuro Glorioso da Igreja
O Futuro Glorioso da Igreja
Silvio Dutra
 
Leituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano A
Leituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano ALeituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano A
Leituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano A
José Lima
 

Semelhante a A Essência do Discipulado - Cap. 3 - Manoel - AbrigoR15 (20)

Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
Escatologia - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, Bodas do Cordeiro, Ceia das ...
 
Quem Somos
Quem SomosQuem Somos
Quem Somos
 
Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01Escatologia cap. 01
Escatologia cap. 01
 
03 divindade
03 divindade03 divindade
03 divindade
 
Apocalipse
Apocalipse Apocalipse
Apocalipse
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
 
O Filho_232014_GGR
O Filho_232014_GGRO Filho_232014_GGR
O Filho_232014_GGR
 
03 Messianismo Profetico
03   Messianismo Profetico03   Messianismo Profetico
03 Messianismo Profetico
 
Escrivão Divino
Escrivão DivinoEscrivão Divino
Escrivão Divino
 
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011
 
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011
 
001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf
001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf
001 - SANTUÁRIO - HISTÓRIA 1ª PARTE - COMPLETO.pdf
 
Quatro Substantivos Femininos TeolóGico
Quatro Substantivos Femininos TeolóGicoQuatro Substantivos Femininos TeolóGico
Quatro Substantivos Femininos TeolóGico
 
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
Voz da Paróquia - Fevereiro 2014
 
A Cidade que Deus Habita
A Cidade que Deus HabitaA Cidade que Deus Habita
A Cidade que Deus Habita
 
00 a justica de cristo
00 a justica de cristo00 a justica de cristo
00 a justica de cristo
 
E S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I AE S C A T O L O G I A
E S C A T O L O G I A
 
3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma3 03 c_quaresma
3 03 c_quaresma
 
O Futuro Glorioso da Igreja
O Futuro Glorioso da IgrejaO Futuro Glorioso da Igreja
O Futuro Glorioso da Igreja
 
Leituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano A
Leituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano ALeituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano A
Leituras: 5° Domingo da Pascoa - Ano A
 

Mais de Abrigo R15

Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Abrigo R15
 
Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15
Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15
Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15
Abrigo R15
 
Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15
Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15
Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15
Abrigo R15
 
Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15
Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15
Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15
Abrigo R15
 
Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Abrigo R15
 
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - TrindadeA Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
Abrigo R15
 
A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15
Abrigo R15
 
A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15
Abrigo R15
 
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
Abrigo R15
 

Mais de Abrigo R15 (9)

Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Eu sou Ramo da Videira - #IDENTIDADE - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
 
Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15
Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15
Desenvolvimento Comunitário - #OReinoEntreNós - Siza - Abrigo R15
 
Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15
Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15
Alegria - #DandoUmTempo - #3 - Edson - Abrigo R15
 
Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15
Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15
Viagem da oração - #DandoUmTempo - #2 - Siza - Abrigo R15
 
Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
Viver Simples - #DandoUmTempo - #1 - Pr. Manoel - Abrigo R15
 
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - TrindadeA Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
 
A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 7 - Guilherme - AbrigoR15
 
A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap. 6 - Manoel - AbrigoR15
 
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
A Essência do Discipulado - Cap.4 - Manoel - AbrigoR15
 

Último

JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (16)

JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 

A Essência do Discipulado - Cap. 3 - Manoel - AbrigoR15

  • 2. “São estes os estatutos que lhes proporás: Se comprares um escravo hebreu, seis anos servirá; mas, ao sétimo, sairá forro, de graça. Porém, se o escravo expressamente disser: EU AMO MEU SENHOR, minha mulher e meus filhos, não quero sair forro. Então, o seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta ou à ombreira, e o seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; E ELE O SERVIRÁ PARA SEMPRE.” (Êxodo 21.1-6)
  • 3. “Mas se ele te disser: Não sairei de junto de ti; porquanto te ama a ti e a tua casa, por estar bem contigo; então tomarás uma sovela, e lhe furarás a orelha contra a porta, E ELE SERÁ TEU SERVO PARA SEMPRE; (Deuteronômio 15.16,17)
  • 4. “Se teu irmão empobrecer e vender alguma parte das suas possessões, então virá o seu resgatador, seu parente, e resgatará o que seu irmão vendeu. Se alguém não tiver resgatador, porém vier a tornar-se próspero e achar o bastante com que a remir, então contará os anos desde a sua venda, e o que ficar restituirá ao homem a quem vendeu, e tornará à sua possessão. Mas, se as suas posses não lhe permitirem reavê-la, então a que for vendida ficará na mão do comprador até ao ANO DO JUBILEU; porém, no Ano do Jubileu, sairá do poder deste, e aquele tornará à sua possessão.” (Levítico 25.25-28)
  • 5. LUZES SOBRE A REDENÇÃO
  • 6. A redenção era o pagamento da dívida feito por um parente próximo. Por meio do pagamento ele comprava de volta o que se perdera. Então a pessoa que fora escravizada deixava de pertencer a quem antes ela devia e a quem servia.
  • 7. O QUE CRISTO FEZ POR NÓS?
  • 8. “… porque foste morto e com teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação, e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.” (Apocalipse 5.9b,10)
  • 9. “Ele nos resgatou do poder das trevas e nos trasladou para o reino do seu Filho muito amado, no qual temos a nossa redenção, a remissão dos nossos pecados.” (Colossenses 1.13,14 – TB)
  • 10. “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, POVO DE PROPRIEDADE EXCLUSIVA DE DEUS, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” (1 Pedro 2.9)
  • 11. “Sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, QUE FOSTES RESGATADOS do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo.” (1 Pedro 1.18,19)
  • 12. O qual (OES), é que é a garantia da nossa herança até A REDENÇÃO daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória. EF1.14
  • 13. BILLY GRAHAN — Em seu livro, você levanta a seguinte questão: Quem se recusaria de ser livrado de uma tragédia? Por que isso? — “Não parece razoável alguém recusar ser resgatado de um navio naufragando, mas algumas pessoas já fizeram isso, por não acreditarem realmente que se afogariam. Da mesma maneira, o mundo está cheio de pessoas que não acreditam que se morrerem em pecado irão para o inferno e, portanto, se recusam a serem salvas pela Cruz do Senhor Jesus Cristo”.
  • 14. A Bíblia continua sendo o livro mais vendido de todos os tempos, e ainda assim as pessoas se recusam a acreditar. Elas se recusam a aceitar o maior presente que já foi oferecido à humanidade. É por esse motivo que eu passei a minha vida convidando as pessoas do mundo: Venha a Jesus como você é, e ele lhe receberá e fortalecerá a cada passo do caminho”.
  • 15. QUAL VONTADE VOCÊ ESTÁ FAZENDO? A SUA, OU A DO SENHOR JESUS?
  • 16. “Mas o que para mim era lucro passei a considerá-lo como perda por amor de Cristo; sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo.” (Filipenses 3.7,8) “Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro.” (Romanos 8.36)
  • 17. A MORTE NA CRUZ E A RESSURREIÇÃO DE JESUS SIGNIFICAM ISTO: Qualquer escravo que olhar para a cruz tem permissão para considerar a morte dele como sua morte. Assim, o escravo morre e Satanás perde seu controle sobre ele. Depois vem a ressurreição. Por ela somos transportados para o novo reino. Este fator é tão importante quanto à cruz. Morremos para um soberano e renascemos sob o domínio de outro. - Juan Carlos Ortiz
  • 18. É ISSO QUE O BATISMO SIGNIFICA. O batismo é uma valiosa lição objetiva. Se o realizarmos no momento certo, as pessoas compreenderão melhor o que estão fazendo. Estão deixando as trevas e entrando no Reino de Deus. "Eu o mato em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo, para fazêlo nascer de novo no Reino de Deus para servi-lo e agradá-lo.“ – Costume dos pastores da Argentina. “JÁ MORREU! JÁ MORREU!” – Ajuntamento das Tribos
  • 19. “Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos, PARA QUE OS QUE VIVEM NÃO VIVAM MAIS PARA SI MESMOS, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.” (2 Coríntios 5.14,15)
  • 20. SOMOS SERVOS DE CRISTO OU MEROS RELIGIOSOS?
  • 21. 21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? 23 Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade. (Mt7)
  • 22. 13 Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou. 14 Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. 15 Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. (Jo13) 46 Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando? –Lc6.46
  • 23. “Que através das nossas vidas o Cordeiro que foi imolado receba a recompensa por Seu sacrifício!” Dois jovens morávios que se entregaram como escravos para alcançar uma ilha do lesta da Índia.
  • 24. ENTREGANDO A COROA (AUTORIDADE, AUTONOMIA, E VONTADE) A JESUS
  • 25. Ap4 1 ENTÃO QUANDO OLHEI, vi uma porta aberta no céu, e a mesma voz que eu tinha ouvido antes, que soara como um poderoso toque de trombeta, falou comigo e disse: "Suba para cá e eu lhe mostrarei o que deve acontecer no futuro!". 2 E no mesmo instante eu estava, em espírito, lá no céu e vi que coisa gloriosa! - um trono e Alguém sentado nele! 3 Grandes jorros de luz faiscavam desse Alguém, como dum diamante resplandecente, ou dum rubi cintilante, e um arco-íris fulgurante como uma esmeralda envolvia o trono dele.
  • 26. 4 Este trono era rodeado por vinte e quatro tronos menores, com vinte e quatro Anciãos sentados neles; todos estavam vestidos de branco, com coroas de ouro na cabeça. 5 Do trono saíam relâmpagos e trovões, e havia vozes nos trovões. Bem em frente do trono dele havia sete lâmpadas acesas. representando o Divino-Espírito de sete aspectos. 6 Diante do trono achava-se estendido um brilhante mar de cristal. Nos quatro lados do trono estavam quatro Seres Viventes, pontilhados de olhos na frente e atrás.
  • 27. 7 O primeiro destes Seres Viventes tinha a forma dum leão; o segundo parecia um boi; o terceiro tinha o rosto dum homem; e o quarto tinha a forma duma águia, com as asas abertas como se estivesse voando. 8 Cada um destes Seres Viventes tinha seis asas, e a parte central das asas deles estava coberta de olhos. Um dia atrás do outro e uma noite atrás da outra eles viviam dizendo: "Santo, santo, santo, Senhor Deus Todo-poderoso - aquele que era, que é, e que virá".
  • 28. 9 E quando os Seres Viventes deram glória, e honra, e agradecimentos ao que está sentado no trono, que vive para todo o sempre 10 os vinte e quatro Anciãos caíram diante dele e O adoraram, Aquele que Vive Eternamente; e depositaram suas coroas diante do trono, cantando: 11 "Ó Senhor, digno é de receber a glória, e a honra, e o poder, porque o Senhor criou todas as coisas. Elas foram criadas e chamadas à existência por um ato da sua vontade".
  • 29. PODEMOS CANTAR: “ÉS MEU DONO E MEU AMO, POR AMOR TE SERVIREI?”
  • 30. Coroado Senhor Adhemar de Campos Tu sentaste À direita De Deus Pai Com majestade Tu sentaste À direita De Deus Pai Com majestade
  • 31. Coroado Senhor És fiel Justo e veraz És meu amo E meu dono Com amor te servirei Com amor te servirei...