SlideShare uma empresa Scribd logo
Funções Químicas
FUNÇÕES QUÍMICAS (INORGÂNICAS) Grupos que apresentam propriedades químicas semelhantes. As principais são: ÁCIDOS BASES (ou HIDRÓXIDOS) SAIS ÓXIDOS
ARRHENIUS Químico sueco que criou o conceito de dissociação iônica. Alguns compostos químicos, quando em solução aquosa, se dissociam, ou seja, quebram-se em íons.  A solução formada recebe o nome de  solução iônica ou solução eletrolítica.  Graças as cargas elétricas dissolvidas nessas soluções, elas adquirem a capacidade de conduzir  corrente elétrica. Alguns compostos químicos quando em solução aquosa, não se dissociam em íons e, portanto não conduzem corrente elétrica. São as soluções  não-eletrolíticas.
ÁCIDOS Compostos moleculares que, quando em solução aquosa, se ionizam, formam uma solução eletrolítica, sendo que o cátion é sempre o  HIDROGÊNIO. De modo geral, os  ácidos  tem sabor azedo. Ex: O limão ( ácido cítrico) O vinagre ( ácido acético) OBS: Embora esses dois ácidos sejam orgânicos, essa propriedade também está presente nos ácidos inorgânicos.
Ácidos conhecidos: HCl (ácido clorídrico); HNO 3  (ácido nítrico); H 2 SO 4  (ácido sulfúrico); H 3 PO 4  (ácido fosfórico). Observe a presença obrigatória do  HIDROGÊNIO.
Na dissociação, o cátion é sempre hidrogênio, mas o ânion pode ser composto de átomos de mais de um elemento. Veja os exemplos: Solução de ácido clorídrico – HCl HCl  H + Cl   cátion hidrogênio   ânion cloro Solução de ácido sulfúrico – H2SO4 H 2 SO 4  2H + SO 4   cátion hidrogênio   ânion sulfato
Onde os ácidos são usados ? Ácido Clorídrico Vendido comercialmente, impuro, com o nome de  ácido muriático . Ele é usado por exemplo, para limpar o excesso de rejuntee cimento em pisos de cerâmica.  Esse ácido também está presente em nosso estômago, no suco gástrico. Usado na prospecção de petróleo, injetado nas rochas, dissolve parte delas, facilitando o fluxo do petróleo até a superfície.
Onde os ácidos são usados? Ácido Acético Presente no vinagre; Usado na aspirina; Utilizado para tingir tecidos; Preservar madeiras e Dissolver gomas,  entre outras aplicações.
Onde os ácidos são usados? Ácido Salicílico Foi primeiramente extraído do salgueiro, árvore também conhecida como chorão. Alguns analgésicos, como a aspirina, usam um derivado de ácido acético e salicílico.
Onde os ácidos são usados? Ácido Sulfúrico Utilizado na refinação do petróleo; Na indústria siderúrgica; Na fabricação de adubos e tintas; Está presente nas baterias dos carros.
Onde os ácidos são usados? Ácido Cítrico Ingerimos com freqüência e é encontrado no limão e nas demais frutas cítricas, importante na prevenção de uma doença chamada escorbuto.
DNA Para os seres vivos, um dos mais importantes ácidos, é o  DNA (ácido desoxirribonucléico),  presente em todas as células do corpo humano e responsável pelo armazenamento da herança genética.
BASES Também chamadas de  hidróxidos , são compostos químicos que se ionizam na água, como os ácidos; e o ânion formado é sempre  OH , conhecido como  radical hidroxila . O cátion em geral é um metal. Tem gosto  adstringente , semelhante ao de uma fruta verde, como banana ou caju.
Nunca experimente uma base, pois as bases costumam ser extremamente corrosivas.
Veja alguns exemplos: Hidróxido de sódio (soda cáustica) – Na OH NaOH  Na + OH     cátion sódio   ânion hidroxila Hidróxido de cálcio – Ca(OH) 2   Ca(OH) 2  Ca + 2 OH   cátion cálcio  ânion hidroxila
Onde as bases são usadas? Hidróxido de Sódio Também conhecido como soda cáustica, é um sólido esbranquiçado. Utilizado na fabricação de papel e sabão; Já foi muito utilizado para desentupir canos. CUIDADO –  ela tem alto poder corrosivo
Onde as bases são usadas? Hidróxido de Cálcio Também conhecido como cal hidratada, é usado na fabricação do açúcar refinado e na mistura com cimento nas massas de construção. Hidróxido de Amônia Também chamado de amoníaco, está presente em alguns produtos de limpeza doméstica
INDICADORES Hortênsia, se desenvolve bem em lugares montanhosos e frios como Campos do Jordão, Holambra(SP) e Gramado(RS). Existem hortênsias azuis e cor-de-rosa.  Em solos ácidos elas são azuis, e em solos alcalinos são cor-de-rosa. Isso acontece porque essas plantas contêm uma substancia que altera a cor da flor, conforme estejam em presença de uma solução ácida ou alcalina.  Muitas flores tem características semelhantes.
SAIS São compostos que em solução aquosa, sofrem dissociação e apresentam pelo menos um cátion diferente de H e um ânion diferente de OH. Essa propriedade faz com que os sais conduzam corrente elétrica quando em solução aquosa. Em geral apresentam sabor salgado.
Alguns exemplos de sais e seus íons quando em água: Cloreto de sódio –  NaCl NaCl  Na + Cl     cátion sódio   ânion cloreto Cloreto de potássio –  KCl KCl  K + Cl     cátion potássio  ânion cloreto
Reação de Neutralização Os ácidos combinam-se facilmente com as bases, e o reseultado é sempre um sal e água. Ex:  HCl +  NaOH  NaCl  +  H 2 O Esse tipo de reação é chamado de reação de neutralização. Com uma base podemos anular o efeito de um ácido, e com um ácido podemos anular o efeito de uma base. Daí o nome da reação.
A substância injetada pela abelha é  ácida , e a dor causada por ela pode ser aliviada por uma base, como: sabão ou cal hidratado. Já a substância injetada pelo marimbondo é  alcalina  e a dor da ferroada só pode ser aliviada usando-se vinagre ou suco de limão.
Óxidos É formado por compostos que envolvem apenas dois elementos químicos, um dos quais obrigatoriamente é o  oxigênio . São exemplos de óxidos: ZnO – óxido de zinco; CO 2  – dióxido de carbono ou gás carbônico; SO 2  – dióxido de enxofre; K 2 O – óxido de potássio.
Onde são encontrados os óxidos? Gás Carbônico É um óxido muito importante para os seres vivos, porque é fundamental para que as plantas realizem fotossíntese. Está presente nos refrigerantes, refrescos aos quais são adicionados gás carbonico, o que os torna mais saborosos.
Onde são encontrados os óxidos? Ferrugem Também é um óxido. O ferro de grades, portões, automóveis e arames reage aos poucos com o oxigênio do ar, formando a ferrugem, que não é senão  óxido de ferro .
Onde são encontrados os óxidos? De modo geral, os metais são encontrados na natureza sob a forma de óxidos. O ferro, por exemplo, é obtido a partir de dois minérios:  magnetita  (Fe 3 O 4 ) e  hematita  (Fe 2 O 3 ), ambos óxidos de ferro encontrados natureza.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 8 sais e oxidos
Aula 8   sais e oxidosAula 8   sais e oxidos
Aula 8 sais e oxidos
José Vitor Alves
 
Acidos e bases (1)
Acidos e bases (1)Acidos e bases (1)
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
Daniela Dameto
 
Sais2
Sais2Sais2
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Andrea Barreto
 
Aula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - SaisAula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - Sais
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Funções inorganicas-acidos-8-ano
Funções inorganicas-acidos-8-anoFunções inorganicas-acidos-8-ano
Funções inorganicas-acidos-8-ano
Joao Victor
 
Ácidos - Química
Ácidos - QuímicaÁcidos - Química
Ácidos - Química
Viviane Dilkin Endler
 
Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3
Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3
Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3
profNICODEMOS
 
Slides ácidos e bases
Slides ácidos e basesSlides ácidos e bases
Slides ácidos e bases
Roberto Bagatini
 
Base
BaseBase
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Karol Maia
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Maria Naves Ribeiro Lopes
 
Sais
SaisSais
Funções inorgânicas bases
Funções inorgânicas basesFunções inorgânicas bases
Funções inorgânicas bases
dianalove15
 
Aula de química Sais
 Aula de química Sais   Aula de química Sais
Aula de química Sais
berg927
 
Funções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 snoFunções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 sno
Pedro Alberto Machado
 
Sais
SaisSais
Ácidos e bases
Ácidos e basesÁcidos e bases
Funcoes inorganicas
Funcoes inorganicasFuncoes inorganicas
Funcoes inorganicas
estead2011
 

Mais procurados (20)

Aula 8 sais e oxidos
Aula 8   sais e oxidosAula 8   sais e oxidos
Aula 8 sais e oxidos
 
Acidos e bases (1)
Acidos e bases (1)Acidos e bases (1)
Acidos e bases (1)
 
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
 
Sais2
Sais2Sais2
Sais2
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Aula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - SaisAula de Digital de Química - Sais
Aula de Digital de Química - Sais
 
Funções inorganicas-acidos-8-ano
Funções inorganicas-acidos-8-anoFunções inorganicas-acidos-8-ano
Funções inorganicas-acidos-8-ano
 
Ácidos - Química
Ácidos - QuímicaÁcidos - Química
Ácidos - Química
 
Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3
Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3
Aula 10 e 11 funções inorgânicas v3
 
Slides ácidos e bases
Slides ácidos e basesSlides ácidos e bases
Slides ácidos e bases
 
Base
BaseBase
Base
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Sais
SaisSais
Sais
 
Funções inorgânicas bases
Funções inorgânicas basesFunções inorgânicas bases
Funções inorgânicas bases
 
Aula de química Sais
 Aula de química Sais   Aula de química Sais
Aula de química Sais
 
Funções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 snoFunções inorgânicas 9 sno
Funções inorgânicas 9 sno
 
Sais
SaisSais
Sais
 
Ácidos e bases
Ácidos e basesÁcidos e bases
Ácidos e bases
 
Funcoes inorganicas
Funcoes inorganicasFuncoes inorganicas
Funcoes inorganicas
 

Destaque

6ano movi terramento
6ano movi terramento6ano movi terramento
6ano movi terramento
Joao Paulo
 
Relació i coordinació
Relació i coordinacióRelació i coordinació
Relació i coordinació
Melanie .
 
Estudo: Quem fala de política?
Estudo: Quem fala de política?Estudo: Quem fala de política?
Estudo: Quem fala de política?
Miti Inteligência
 
Estudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociais
Estudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociaisEstudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociais
Estudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociais
Miti Inteligência
 
Contabilidade; ProfissãO Fascinante
Contabilidade;  ProfissãO  FascinanteContabilidade;  ProfissãO  Fascinante
Contabilidade; ProfissãO Fascinante
Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará
 
Curriculo
Curriculo Curriculo
Curriculo
danieloyagaat
 
Daniel dialeto apr
Daniel dialeto aprDaniel dialeto apr
Daniel dialeto apr
Daniel Kip
 
Análise: Transações financeiras no final do ano
Análise: Transações financeiras no final do anoAnálise: Transações financeiras no final do ano
Análise: Transações financeiras no final do ano
Miti Inteligência
 
Animales en peligro de extincion
Animales en peligro de extincionAnimales en peligro de extincion
Animales en peligro de extincion
Francisco Javier Fernandez
 
Manoel de Oliveira na Casa de Camilo
Manoel de Oliveira na Casa de CamiloManoel de Oliveira na Casa de Camilo
Manoel de Oliveira na Casa de Camilo
Casa de Camilo
 
8ano grupo01
8ano grupo018ano grupo01
8ano grupo01
Joao Paulo
 
5.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 2011
5.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 20115.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 2011
5.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 2011
bibdjosei
 
Les guerres del segle xx
Les guerres del segle xx Les guerres del segle xx
Les guerres del segle xx
montse357
 
Evan J. Zimmer MD Website Preview
Evan J. Zimmer MD Website PreviewEvan J. Zimmer MD Website Preview
Evan J. Zimmer MD Website Preview
Evan J. Zimmer, MD
 
Deapo traslacion tippen
Deapo traslacion tippenDeapo traslacion tippen
Deapo traslacion tippen
Helen Garcia
 
Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)
Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)
Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)
xunego
 
Estudo: É hora de viajar pelo Brasil
Estudo: É hora de viajar pelo BrasilEstudo: É hora de viajar pelo Brasil
Estudo: É hora de viajar pelo Brasil
Miti Inteligência
 
Coletanea maxximum
Coletanea maxximumColetanea maxximum
Coletanea maxximum
coletaneajovem
 
Prime Residences
Prime ResidencesPrime Residences
Prime Residences
SuporteaoCorretor
 

Destaque (20)

6ano movi terramento
6ano movi terramento6ano movi terramento
6ano movi terramento
 
Relació i coordinació
Relació i coordinacióRelació i coordinació
Relació i coordinació
 
Estudo: Quem fala de política?
Estudo: Quem fala de política?Estudo: Quem fala de política?
Estudo: Quem fala de política?
 
Estudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociais
Estudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociaisEstudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociais
Estudo: Futebol e os torcedores na era das mídias sociais
 
Contabilidade; ProfissãO Fascinante
Contabilidade;  ProfissãO  FascinanteContabilidade;  ProfissãO  Fascinante
Contabilidade; ProfissãO Fascinante
 
Curriculo
Curriculo Curriculo
Curriculo
 
Daniel dialeto apr
Daniel dialeto aprDaniel dialeto apr
Daniel dialeto apr
 
Análise: Transações financeiras no final do ano
Análise: Transações financeiras no final do anoAnálise: Transações financeiras no final do ano
Análise: Transações financeiras no final do ano
 
Animales en peligro de extincion
Animales en peligro de extincionAnimales en peligro de extincion
Animales en peligro de extincion
 
Manoel de Oliveira na Casa de Camilo
Manoel de Oliveira na Casa de CamiloManoel de Oliveira na Casa de Camilo
Manoel de Oliveira na Casa de Camilo
 
8ano grupo01
8ano grupo018ano grupo01
8ano grupo01
 
5.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 2011
5.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 20115.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 2011
5.ª edição do concurso nacional de leitura 2010 2011
 
Les guerres del segle xx
Les guerres del segle xx Les guerres del segle xx
Les guerres del segle xx
 
Evan J. Zimmer MD Website Preview
Evan J. Zimmer MD Website PreviewEvan J. Zimmer MD Website Preview
Evan J. Zimmer MD Website Preview
 
Deapo traslacion tippen
Deapo traslacion tippenDeapo traslacion tippen
Deapo traslacion tippen
 
Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)
Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)
Curso básico acceso y manejo a plataformas digitales (redes sociales)
 
Estudo: É hora de viajar pelo Brasil
Estudo: É hora de viajar pelo BrasilEstudo: É hora de viajar pelo Brasil
Estudo: É hora de viajar pelo Brasil
 
Coletanea maxximum
Coletanea maxximumColetanea maxximum
Coletanea maxximum
 
Presentation6
Presentation6Presentation6
Presentation6
 
Prime Residences
Prime ResidencesPrime Residences
Prime Residences
 

Semelhante a Funções Químicas

1. bases e sais.pptx
1. bases e sais.pptx1. bases e sais.pptx
1. bases e sais.pptx
RafaelDosSantos359053
 
2016 aulas 10 a 12 - progressao ext noite
2016   aulas 10 a 12 - progressao ext noite2016   aulas 10 a 12 - progressao ext noite
2016 aulas 10 a 12 - progressao ext noite
paulomigoto
 
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
Ana Dias
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
Claudia Cinara Braga
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
Claudia Cinara Braga
 
Química função inorgânica
Química   função inorgânicaQuímica   função inorgânica
Química função inorgânica
Rubao1E
 
Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)
larissahaas
 
Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02
Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02
Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02
Edlas Junior
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
loirissimavivi
 
"Somos Físicos" Ácidos e Bases
"Somos Físicos" Ácidos e Bases"Somos Físicos" Ácidos e Bases
"Somos Físicos" Ácidos e Bases
Vania Lima "Somos Físicos"
 
3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida
3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida
3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Àcidos e bases
Àcidos e basesÀcidos e bases
Àcidos e bases
Anabel Aguiar
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
Nai Mariano
 
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOSAPOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
Helena Aragão De Sá Martins
 
Ácidos parte 02
Ácidos parte 02Ácidos parte 02
Ácidos parte 02
Elton Santos
 
Sais (2)
Sais (2)Sais (2)
3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas
Raquel Gastao Daniel
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
Sabino2020
 
Funções inorgânicas e indicadores.pptx
Funções inorgânicas e indicadores.pptxFunções inorgânicas e indicadores.pptx
Funções inorgânicas e indicadores.pptx
Giovanna Stefanello
 
Mapa conceitual acido base
Mapa conceitual acido baseMapa conceitual acido base
Mapa conceitual acido base
Emanuelle Evely
 

Semelhante a Funções Químicas (20)

1. bases e sais.pptx
1. bases e sais.pptx1. bases e sais.pptx
1. bases e sais.pptx
 
2016 aulas 10 a 12 - progressao ext noite
2016   aulas 10 a 12 - progressao ext noite2016   aulas 10 a 12 - progressao ext noite
2016 aulas 10 a 12 - progressao ext noite
 
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
 
Química função inorgânica
Química   função inorgânicaQuímica   função inorgânica
Química função inorgânica
 
Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)Funções inorgânicas1 (Química)
Funções inorgânicas1 (Química)
 
Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02
Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02
Funesinorgnicas1qumica 110516132431-phpapp02
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
"Somos Físicos" Ácidos e Bases
"Somos Físicos" Ácidos e Bases"Somos Físicos" Ácidos e Bases
"Somos Físicos" Ácidos e Bases
 
3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida
3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida
3º ANO | Aula 22 de Funções Inorgânicas | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida
 
Àcidos e bases
Àcidos e basesÀcidos e bases
Àcidos e bases
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
 
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOSAPOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
APOSTILA - COMPOSTOS INORGÂNICOS
 
Ácidos parte 02
Ácidos parte 02Ácidos parte 02
Ácidos parte 02
 
Sais (2)
Sais (2)Sais (2)
Sais (2)
 
3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas
 
Acidos bases sais
Acidos bases saisAcidos bases sais
Acidos bases sais
 
Funções inorgânicas e indicadores.pptx
Funções inorgânicas e indicadores.pptxFunções inorgânicas e indicadores.pptx
Funções inorgânicas e indicadores.pptx
 
Mapa conceitual acido base
Mapa conceitual acido baseMapa conceitual acido base
Mapa conceitual acido base
 

Último

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

Funções Químicas

  • 2. FUNÇÕES QUÍMICAS (INORGÂNICAS) Grupos que apresentam propriedades químicas semelhantes. As principais são: ÁCIDOS BASES (ou HIDRÓXIDOS) SAIS ÓXIDOS
  • 3. ARRHENIUS Químico sueco que criou o conceito de dissociação iônica. Alguns compostos químicos, quando em solução aquosa, se dissociam, ou seja, quebram-se em íons. A solução formada recebe o nome de solução iônica ou solução eletrolítica. Graças as cargas elétricas dissolvidas nessas soluções, elas adquirem a capacidade de conduzir corrente elétrica. Alguns compostos químicos quando em solução aquosa, não se dissociam em íons e, portanto não conduzem corrente elétrica. São as soluções não-eletrolíticas.
  • 4. ÁCIDOS Compostos moleculares que, quando em solução aquosa, se ionizam, formam uma solução eletrolítica, sendo que o cátion é sempre o HIDROGÊNIO. De modo geral, os ácidos tem sabor azedo. Ex: O limão ( ácido cítrico) O vinagre ( ácido acético) OBS: Embora esses dois ácidos sejam orgânicos, essa propriedade também está presente nos ácidos inorgânicos.
  • 5. Ácidos conhecidos: HCl (ácido clorídrico); HNO 3 (ácido nítrico); H 2 SO 4 (ácido sulfúrico); H 3 PO 4 (ácido fosfórico). Observe a presença obrigatória do HIDROGÊNIO.
  • 6. Na dissociação, o cátion é sempre hidrogênio, mas o ânion pode ser composto de átomos de mais de um elemento. Veja os exemplos: Solução de ácido clorídrico – HCl HCl  H + Cl cátion hidrogênio ânion cloro Solução de ácido sulfúrico – H2SO4 H 2 SO 4  2H + SO 4 cátion hidrogênio ânion sulfato
  • 7. Onde os ácidos são usados ? Ácido Clorídrico Vendido comercialmente, impuro, com o nome de ácido muriático . Ele é usado por exemplo, para limpar o excesso de rejuntee cimento em pisos de cerâmica. Esse ácido também está presente em nosso estômago, no suco gástrico. Usado na prospecção de petróleo, injetado nas rochas, dissolve parte delas, facilitando o fluxo do petróleo até a superfície.
  • 8. Onde os ácidos são usados? Ácido Acético Presente no vinagre; Usado na aspirina; Utilizado para tingir tecidos; Preservar madeiras e Dissolver gomas, entre outras aplicações.
  • 9. Onde os ácidos são usados? Ácido Salicílico Foi primeiramente extraído do salgueiro, árvore também conhecida como chorão. Alguns analgésicos, como a aspirina, usam um derivado de ácido acético e salicílico.
  • 10. Onde os ácidos são usados? Ácido Sulfúrico Utilizado na refinação do petróleo; Na indústria siderúrgica; Na fabricação de adubos e tintas; Está presente nas baterias dos carros.
  • 11. Onde os ácidos são usados? Ácido Cítrico Ingerimos com freqüência e é encontrado no limão e nas demais frutas cítricas, importante na prevenção de uma doença chamada escorbuto.
  • 12. DNA Para os seres vivos, um dos mais importantes ácidos, é o DNA (ácido desoxirribonucléico), presente em todas as células do corpo humano e responsável pelo armazenamento da herança genética.
  • 13. BASES Também chamadas de hidróxidos , são compostos químicos que se ionizam na água, como os ácidos; e o ânion formado é sempre OH , conhecido como radical hidroxila . O cátion em geral é um metal. Tem gosto adstringente , semelhante ao de uma fruta verde, como banana ou caju.
  • 14. Nunca experimente uma base, pois as bases costumam ser extremamente corrosivas.
  • 15. Veja alguns exemplos: Hidróxido de sódio (soda cáustica) – Na OH NaOH  Na + OH cátion sódio ânion hidroxila Hidróxido de cálcio – Ca(OH) 2 Ca(OH) 2  Ca + 2 OH cátion cálcio ânion hidroxila
  • 16. Onde as bases são usadas? Hidróxido de Sódio Também conhecido como soda cáustica, é um sólido esbranquiçado. Utilizado na fabricação de papel e sabão; Já foi muito utilizado para desentupir canos. CUIDADO – ela tem alto poder corrosivo
  • 17. Onde as bases são usadas? Hidróxido de Cálcio Também conhecido como cal hidratada, é usado na fabricação do açúcar refinado e na mistura com cimento nas massas de construção. Hidróxido de Amônia Também chamado de amoníaco, está presente em alguns produtos de limpeza doméstica
  • 18. INDICADORES Hortênsia, se desenvolve bem em lugares montanhosos e frios como Campos do Jordão, Holambra(SP) e Gramado(RS). Existem hortênsias azuis e cor-de-rosa. Em solos ácidos elas são azuis, e em solos alcalinos são cor-de-rosa. Isso acontece porque essas plantas contêm uma substancia que altera a cor da flor, conforme estejam em presença de uma solução ácida ou alcalina. Muitas flores tem características semelhantes.
  • 19. SAIS São compostos que em solução aquosa, sofrem dissociação e apresentam pelo menos um cátion diferente de H e um ânion diferente de OH. Essa propriedade faz com que os sais conduzam corrente elétrica quando em solução aquosa. Em geral apresentam sabor salgado.
  • 20. Alguns exemplos de sais e seus íons quando em água: Cloreto de sódio – NaCl NaCl  Na + Cl cátion sódio ânion cloreto Cloreto de potássio – KCl KCl  K + Cl cátion potássio ânion cloreto
  • 21. Reação de Neutralização Os ácidos combinam-se facilmente com as bases, e o reseultado é sempre um sal e água. Ex: HCl + NaOH  NaCl + H 2 O Esse tipo de reação é chamado de reação de neutralização. Com uma base podemos anular o efeito de um ácido, e com um ácido podemos anular o efeito de uma base. Daí o nome da reação.
  • 22. A substância injetada pela abelha é ácida , e a dor causada por ela pode ser aliviada por uma base, como: sabão ou cal hidratado. Já a substância injetada pelo marimbondo é alcalina e a dor da ferroada só pode ser aliviada usando-se vinagre ou suco de limão.
  • 23. Óxidos É formado por compostos que envolvem apenas dois elementos químicos, um dos quais obrigatoriamente é o oxigênio . São exemplos de óxidos: ZnO – óxido de zinco; CO 2 – dióxido de carbono ou gás carbônico; SO 2 – dióxido de enxofre; K 2 O – óxido de potássio.
  • 24. Onde são encontrados os óxidos? Gás Carbônico É um óxido muito importante para os seres vivos, porque é fundamental para que as plantas realizem fotossíntese. Está presente nos refrigerantes, refrescos aos quais são adicionados gás carbonico, o que os torna mais saborosos.
  • 25. Onde são encontrados os óxidos? Ferrugem Também é um óxido. O ferro de grades, portões, automóveis e arames reage aos poucos com o oxigênio do ar, formando a ferrugem, que não é senão óxido de ferro .
  • 26. Onde são encontrados os óxidos? De modo geral, os metais são encontrados na natureza sob a forma de óxidos. O ferro, por exemplo, é obtido a partir de dois minérios: magnetita (Fe 3 O 4 ) e hematita (Fe 2 O 3 ), ambos óxidos de ferro encontrados natureza.