SlideShare uma empresa Scribd logo
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL PROF. MARIA APARECIDA GIALLUISI GRUPO EDUCAÇÃO PARA A VIDA P00649 Márcus Aurélio Sobral P00548   Daniela Gaspar Soares
PRÓLOGO A entrevista foi realizada no dia Trinta de setembro de dois mil e onze, aproximadamente às dezessete horas e trinta minutos pela aluna Daniela Gaspar Soares, após a observação da prática. A entrevistada, Professora Sandra Sousa, atua na Educação Infantil há dez anos na Prefeitura de Niterói. O grupo considera o relato da professora entrevistada um ótimo exemplo de comprometimento com a Educação Infantil. A professora Sandra é uma excelente educadora, conhecedora de seu papel social e que prioriza a brincadeira na Educação Infantil como atividade pedagógica, ou seja, geradora de conhecimento. O grupo teve o privilégio em contemplar o relato de uma educadora extremamente coerente e que fala de seu trabalho com muita clareza e simplicidade.
INTRODUÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Daniela : Sandra para você qual a importância da brincadeira no desenvolvimento da criança?  Sandra : Bem ! Nós podemos destacar três pontos em relação à brincadeira. O primeiro movimento é que a brincadeira é a própria linguagem da criança. A criança ao se relacionar com o mundo, a maneira como ela se expressa  com esse mundo é através da brincadeira. Então é uma forma do adulto interagir, ter uma interlocução com a criança, é através desse processo lúdico, é através da brincadeira com a criança. Como a brincadeira é a linguagem dela, o adulto quando ele se relaciona com ela, com o tipo de linguagem, que ela utiliza, na interpretação dela de mundo. Ele tem uma ligação, uma facilitação maior com ela nesse diálogo. De compreensão dela, no sentido de compreender o adulto e o adulto a compreende-la. Quando ele consegue entrar nesse mundo, nessa linguagem da brincadeira. É assim né, o que quer dizer quando a criança toma a brincadeira como linguagem, agente pode pensar né, que quando uma criança está brincando de fazer comidinha ela tá trazendo as coisas que ela observa na vida dos adultos, no mundo dos adultos, do trabalho que os adultos exercem. E ela reproduz isso no seu cotidiano, na brincadeira. Então é uma releitura que ela está fazendo do que ela recebe do mundo. E através da brincadeira ela vai assimilando essas coisas que já fazem parte do repertório dela, das coisas que ela observa do mundo e ao mesmo tempo ela vai interpretando e colocando a singularidade dela. As situações que ela vivencia, então se ela tem algum conflito familiar na hora da brincadeira ela vai reproduzir e vai trabalhando dentro dela aquelas situações. Por isso é muito importante que o adulto respeite esse momento da brincadeira da criança. Porque ali ela está produzindo, ela está amadurecendo, ela está crescendo e ela está se desenvolvendo, nesse movimento da brincadeira. Não é algo neutro, desprovido de crescimento.
Uma outra questão que agente pode levantar em relação a brincadeira, que é brincadeira parte sócio- cultural, porque a criança está inserida num meio sócio-cultural. Então a brincadeira vai variar de cultura para cultura. E por exemplo, agente tem a globalização da infância, que tem a questão dos brinquedos, dos desenhos que são interferências que as crianças do mundo inteiro recebem. Então agente pode dizer que existe uma ligação entre essa globalização da infância com a mídia, desses produtos voltados para o público infantil. É, mas assim,  a brincadeira é um meio e o papel do professor na intervenção junto a essa brincadeira. Por exemplo: já presenciei um tipo de sala de leitura, não de brinquedoteca, é,  uma criança brincando de médico, não o garotinho brincava de matar e a professora da sala de leitura começou a brincar com ele, ela entrou naquela situação. E então, aí ela começou a pegar na brinquedoteca  alguns brinquedos e começou a brincar de médico. Aí, ao mesmo tempo que o menino matava ela ia curando as crianças. Aí,  uma outra criança começou a interagir junto com ela. Vamos curar essa criança, começou a interagir junto com ela. Vamos curar essa criança que ele matou e agora vamos curar. E, inicialmente o menino que estava matando ele num segundo momento começou a pegar os medicamentos para brincar de curar. Então né, como o professor ele , a ação dele no brincar da criança, saber intervir nesse brincar da criança de uma maneira respeitosa, não foi autoritária, não foi agressiva né e ao mesmo tempo conseguiu induzir a brincadeira, direcionar a brincadeira dessa criança para algo mais construtivo. Uma outra situação né, as crianças de uma comunidade viam os mortos de sua comunidade serem jogados no valão. E assim, eles brincavam na creche de jogar o morto no valão.
E aí, em cima disso a professora observou e começou a elaborar um projeto junto aquela turma, de como as pessoas morrem? Como cada cultura, como os Judeus que fazem a cremação, também se relaciona com o morto, com o falecimento. Também no sentido de transformar, qual era o repertório cultural daquelas crianças, era a coisa de tratar o morto dessa forma. E ela também através dessa observação e intervenção, ela conseguiu transformar a brincadeira, contribuir e trazer conhecimentos para aquelas crianças. É interessante também que o professor em sala, ele possa fazer um planejamento flexível, porque essa coisa da interação, adulto criança, as brincadeiras elas são muito influenciadas pelo que o adulto ensina para a criança. Né, agora eu vou só relatar mais uma situação que é uma situação de criança de um ano e meio, é creche, berçário, era um ano e meio, eram crianças por volta de um ano e dois meses e um ano e três meses. As crianças estão numa sala, vários brinquedos espalhados, toca uma música de fundo. As educadoras estão em suas atividades, uma menina de um ano e três meses pega outras crianças pela mão e faz uma rodinha de ciranda. É, então, a brincadeira como aprendizado cultural também. A menina ela assimilou o que ela aprendeu com a educadora, porque a educadora costumava brincar de rodinha com as crianças. Ela assimilou e imitou a educadora, mas dando o seu tom. Então ela fez a rodinha de ciranda com as crianças, uma criança de um ano e três meses. A importância de você fazer brincadeiras com as crianças, que sejam brincadeiras que resgatem né, a rodinha, a ciranda, que saiam um pouco dessa coisa tão midiática né, voltada para o consumo, de consumo mesmo. E trazer coisas artesanais, cultivar brincadeiras de pais com os filhos né, construir junto com as crianças seus próprios brinquedos. Tudo isso, são atividades importantes, porque à criança vai aprender a brincar. Então isso tudo já tá bom. Está ótimo.  Daniela : obrigada!
Relato sobre a observação da prática pedagógica da professora Sandra Nesse dia pude observar que a professora que trabalha com crianças da faixa etária de quatro anos, valoriza e prioriza a brincadeira como atividade produtora de conhecimento. Ela fez várias brincadeiras com as crianças: Brincadeiras de roda (várias cantigas de roda: Atirei o pau no Gato; O sapo não lava o pé; Eu vi um sapo na beira do rio e outras); Brincou com uma corda (as crianças tinham que andar sobre a corda, pular a corda de um lado para o outro, com a minha ajuda fizemos cobrinha com a corda e as crianças pulavam sem pisar na corda e por último, as crianças tinham que passar por cima e por baixo da corda). Pude observar também, que a professora possui um planejamento prévio, ela convida as crianças à participação e valoriza muito a fala das crianças. Essa atividade de chamamento das crianças é o que o Grupo Primeira Opção considera de mais relevante na prática da professora Sandra, pois se queremos promover uma Educação centrada na participação política, na tomada de decisões e na responsabilidade social, não existe outro caminho. Foi muito prazerosa a visita, fui muito bem recebida pela professora e pelas crianças e tive a oportunidade de participar de atividades tão intensas junto a professora Sandra e as crianças.
A professora Sandra e as crianças possuem um vínculo afetivo muito intenso, ela é muito carinhosa com as crianças e se coloca o tempo todo como parceira no desenvolvimento delas, ou seja, ela conversa com as crianças sobre as atividades que serão desenvolvidas, as crianças opinam e dão idéias de como as atividades podem ser desenvolvidas, tudo num clima de muita amizade e parceria.  A professora não possui muitos recursos pedagógicos para auxiliá-la, sua sala é pequena, pouco arejada, mas ela e as crianças fazem um ótimo trabalho de equipe, pois tudo é muito bem organizado e limpo, os cantinhos de aprendizagem ficam a disposição das crianças que os escolhem e depois os organizam, tudo é combinado entre professora e crianças e a aprendizagem flui naturalmente. O grupo Primeira opção acredita que o trabalho com crianças na Educação Infantil precisa valorizar a criança como produtora de conhecimento e que a brincadeira que a forma de expressão dela deve ser priorizada. Logo, o trabalho da Professora Sandra foi um presente que o grupo recebeu e que certamente ficará escrito em nossas memórias como a síntese de tudo o que estudamos na apostila e da certeza que o Professor pode sim fazer a diferença, basta querer e se esforçar para isso.
PARECER DO GRUPO ,[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
Cursos Profissionalizantes
 
Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
Adriana Mércia
 
A importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivo
A importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivoA importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivo
A importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivo
Ilza Ibelli
 
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
Eduardo Lopes
 
Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
marlene_herter
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
marlene_herter
 
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO InfantilO Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
Miriam Camargo
 
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Educação Infantil
 
As crianças, o brincar e o currículo
As crianças, o brincar e o currículoAs crianças, o brincar e o currículo
As crianças, o brincar e o currículo
Francineteproinfo
 
Trabalho de organizacao e metodologia da educacao infantil
Trabalho de organizacao e metodologia da educacao infantilTrabalho de organizacao e metodologia da educacao infantil
Trabalho de organizacao e metodologia da educacao infantil
Anny Caroline Hoffmeister
 
Aline ana suelen_viviany
Aline ana suelen_vivianyAline ana suelen_viviany
Aline ana suelen_viviany
Fernando Pissuto
 
Projeto de Fundamentos da Educação Infantil
Projeto de Fundamentos da Educação InfantilProjeto de Fundamentos da Educação Infantil
Projeto de Fundamentos da Educação Infantil
Júlia Gama
 
Ser professor na educação infantil
Ser professor na educação infantilSer professor na educação infantil
Ser professor na educação infantil
VIROUCLIPTAQ
 
Alinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzziAlinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzzi
Fernando Pissuto
 
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Elisa Maria Gomide
 
Jane mari
Jane mariJane mari
Jane mari
Fernando Pissuto
 
Fundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantilFundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantil
mirafontela
 
Estela alessandra muzzi
Estela alessandra muzziEstela alessandra muzzi
Estela alessandra muzzi
Fernando Pissuto
 
O trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantilO trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantil
Adenilson Júnior
 
Maria rosa ticiane erika
Maria rosa ticiane erikaMaria rosa ticiane erika
Maria rosa ticiane erika
Fernando Pissuto
 

Mais procurados (20)

Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
 
A importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivo
A importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivoA importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivo
A importância da educação infantil na formação do cidadão crítico-reflexivo
 
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
21655835 a-indissociabilidade-entre-educar-cuidar-e-brincar
 
Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
 
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO InfantilO Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
O Educar E O Cuidar Na EducaçãO Infantil
 
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
Slide "As especificidades da ação pedagógica com bebês" Pós Graduação
 
As crianças, o brincar e o currículo
As crianças, o brincar e o currículoAs crianças, o brincar e o currículo
As crianças, o brincar e o currículo
 
Trabalho de organizacao e metodologia da educacao infantil
Trabalho de organizacao e metodologia da educacao infantilTrabalho de organizacao e metodologia da educacao infantil
Trabalho de organizacao e metodologia da educacao infantil
 
Aline ana suelen_viviany
Aline ana suelen_vivianyAline ana suelen_viviany
Aline ana suelen_viviany
 
Projeto de Fundamentos da Educação Infantil
Projeto de Fundamentos da Educação InfantilProjeto de Fundamentos da Educação Infantil
Projeto de Fundamentos da Educação Infantil
 
Ser professor na educação infantil
Ser professor na educação infantilSer professor na educação infantil
Ser professor na educação infantil
 
Alinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzziAlinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzzi
 
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
 
Jane mari
Jane mariJane mari
Jane mari
 
Fundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantilFundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantil
 
Estela alessandra muzzi
Estela alessandra muzziEstela alessandra muzzi
Estela alessandra muzzi
 
O trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantilO trabalho com as linguagens na educação infantil
O trabalho com as linguagens na educação infantil
 
Maria rosa ticiane erika
Maria rosa ticiane erikaMaria rosa ticiane erika
Maria rosa ticiane erika
 

Destaque

EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
Roshelly Milanez
 
Slide curso educacao infantil fundamentos teoricos
Slide curso educacao infantil    fundamentos teoricosSlide curso educacao infantil    fundamentos teoricos
Slide curso educacao infantil fundamentos teoricos
Unichristus Centro Universitário
 
Curso online educacao infantil fundamentos teoricos
Curso online educacao infantil fundamentos teoricosCurso online educacao infantil fundamentos teoricos
Curso online educacao infantil fundamentos teoricos
Unichristus Centro Universitário
 
Filme omeam
Filme omeamFilme omeam
Filme omeam
Jefferson Mendes
 
Fundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantilFundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantil
markettisobral
 
Trabalho interdisciplinar[1] atualizado
Trabalho interdisciplinar[1] atualizadoTrabalho interdisciplinar[1] atualizado
Trabalho interdisciplinar[1] atualizado
Lily Levy
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
Elcielle .
 
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantilProjeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
Valewska
 
Piaget.Vygotsky
Piaget.VygotskyPiaget.Vygotsky
Piaget.Vygotsky
Stergios
 
Piaget e vygotsky
Piaget e vygotskyPiaget e vygotsky
Piaget e vygotsky
Eric Marcel Machado Dias
 
Aprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetosAprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetos
Profa Karen Borges
 
Piaget and vygotsky
Piaget and vygotskyPiaget and vygotsky
Piaget and vygotsky
Kelsey Darby
 
Pedagogia De Projetos Curso
Pedagogia De Projetos CursoPedagogia De Projetos Curso
Pedagogia De Projetos Curso
Nadia Nair Costa Peres
 
Pedagogia de projetos fundamentos e implicações
Pedagogia de projetos   fundamentos e implicaçõesPedagogia de projetos   fundamentos e implicações
Pedagogia de projetos fundamentos e implicações
Fernandes Meira
 
Pedagogia de projetos
Pedagogia de projetosPedagogia de projetos
Pedagogia de projetos
Júlia Eugênia Gonçalves
 
14 piaget vygotsky e wallon ...
14 piaget vygotsky e wallon ...14 piaget vygotsky e wallon ...
14 piaget vygotsky e wallon ...
Karina Reimberg
 
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean PiagetOs estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
Tatati Semedo
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
TommLouis
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Diana Mendes Crespo
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Daniela Marckevitz
 

Destaque (20)

EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Slide curso educacao infantil fundamentos teoricos
Slide curso educacao infantil    fundamentos teoricosSlide curso educacao infantil    fundamentos teoricos
Slide curso educacao infantil fundamentos teoricos
 
Curso online educacao infantil fundamentos teoricos
Curso online educacao infantil fundamentos teoricosCurso online educacao infantil fundamentos teoricos
Curso online educacao infantil fundamentos teoricos
 
Filme omeam
Filme omeamFilme omeam
Filme omeam
 
Fundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantilFundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantil
 
Trabalho interdisciplinar[1] atualizado
Trabalho interdisciplinar[1] atualizadoTrabalho interdisciplinar[1] atualizado
Trabalho interdisciplinar[1] atualizado
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
 
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantilProjeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
 
Piaget.Vygotsky
Piaget.VygotskyPiaget.Vygotsky
Piaget.Vygotsky
 
Piaget e vygotsky
Piaget e vygotskyPiaget e vygotsky
Piaget e vygotsky
 
Aprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetosAprendizagem baseada em projetos
Aprendizagem baseada em projetos
 
Piaget and vygotsky
Piaget and vygotskyPiaget and vygotsky
Piaget and vygotsky
 
Pedagogia De Projetos Curso
Pedagogia De Projetos CursoPedagogia De Projetos Curso
Pedagogia De Projetos Curso
 
Pedagogia de projetos fundamentos e implicações
Pedagogia de projetos   fundamentos e implicaçõesPedagogia de projetos   fundamentos e implicações
Pedagogia de projetos fundamentos e implicações
 
Pedagogia de projetos
Pedagogia de projetosPedagogia de projetos
Pedagogia de projetos
 
14 piaget vygotsky e wallon ...
14 piaget vygotsky e wallon ...14 piaget vygotsky e wallon ...
14 piaget vygotsky e wallon ...
 
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean PiagetOs estádios do desenvolvimento cognitivo segundo  Jean Piaget
Os estádios do desenvolvimento cognitivo segundo Jean Piaget
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 

Semelhante a Fundamentos da educação infantil

Fundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantilFundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantil
markettisobral
 
Apresentação para terça ptx.pptx
Apresentação para terça ptx.pptxApresentação para terça ptx.pptx
Apresentação para terça ptx.pptx
DaseNatielendosSanto
 
Portifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgtPortifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgt
EscolaPedrita
 
Exercicio formatação-word
Exercicio formatação-wordExercicio formatação-word
Exercicio formatação-word
Claudinéia da Silva
 
Atps educacao ludica (1)
Atps educacao ludica (1)Atps educacao ludica (1)
Atps educacao ludica (1)
priscila_itatiba
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Aline free
 
Elizangela kenia erika
Elizangela kenia erikaElizangela kenia erika
Elizangela kenia erika
Fernando Pissuto
 
Portifolio Virtual Mini-Grupo Tarde
Portifolio Virtual Mini-Grupo TardePortifolio Virtual Mini-Grupo Tarde
Portifolio Virtual Mini-Grupo Tarde
EscolaPedrita
 
Adaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidadeAdaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidade
cefaprodematupa
 
Brinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicasBrinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicas
Danusinha87
 
Portfolio mg tarde
Portfolio mg tardePortfolio mg tarde
Portfolio mg tarde
EscolaPedrita
 
Liliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovadorLiliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovador
SimoneHelenDrumond
 
5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador
SimoneHelenDrumond
 
Bruna sdmara
Bruna sdmaraBruna sdmara
Bruna sdmara
Fernando Pissuto
 
Portifólio virtual mgm
Portifólio virtual mgmPortifólio virtual mgm
Portifólio virtual mgm
EscolaPedrita
 
Aline guimaraes
Aline guimaraesAline guimaraes
Aline guimaraes
MARCOS SOUSA
 
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdfContribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
RosiclerValeriaPires1
 
Teatro na educa_o_infantil_camila_paz
Teatro na educa_o_infantil_camila_pazTeatro na educa_o_infantil_camila_paz
Teatro na educa_o_infantil_camila_paz
compartilhamos
 
Jornal Ilé Èkó Eugênia Anna
Jornal Ilé Èkó Eugênia AnnaJornal Ilé Èkó Eugênia Anna
Jornal Ilé Èkó Eugênia Anna
Denilton Santos
 
Cleosimarina maia professor inovador
Cleosimarina maia professor inovadorCleosimarina maia professor inovador
Cleosimarina maia professor inovador
SimoneHelenDrumond
 

Semelhante a Fundamentos da educação infantil (20)

Fundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantilFundamentos da educação infantil
Fundamentos da educação infantil
 
Apresentação para terça ptx.pptx
Apresentação para terça ptx.pptxApresentação para terça ptx.pptx
Apresentação para terça ptx.pptx
 
Portifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgtPortifólio virtual mgt
Portifólio virtual mgt
 
Exercicio formatação-word
Exercicio formatação-wordExercicio formatação-word
Exercicio formatação-word
 
Atps educacao ludica (1)
Atps educacao ludica (1)Atps educacao ludica (1)
Atps educacao ludica (1)
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
 
Elizangela kenia erika
Elizangela kenia erikaElizangela kenia erika
Elizangela kenia erika
 
Portifolio Virtual Mini-Grupo Tarde
Portifolio Virtual Mini-Grupo TardePortifolio Virtual Mini-Grupo Tarde
Portifolio Virtual Mini-Grupo Tarde
 
Adaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidadeAdaptação e socialização através da ludicidade
Adaptação e socialização através da ludicidade
 
Brinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicasBrinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicas
 
Portfolio mg tarde
Portfolio mg tardePortfolio mg tarde
Portfolio mg tarde
 
Liliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovadorLiliane mendes duarte professor inovador
Liliane mendes duarte professor inovador
 
5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador5 liliane mendes duarte professor inovador
5 liliane mendes duarte professor inovador
 
Bruna sdmara
Bruna sdmaraBruna sdmara
Bruna sdmara
 
Portifólio virtual mgm
Portifólio virtual mgmPortifólio virtual mgm
Portifólio virtual mgm
 
Aline guimaraes
Aline guimaraesAline guimaraes
Aline guimaraes
 
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdfContribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
Contribuicoes_do_Desenvolvimento_Humano.pdf
 
Teatro na educa_o_infantil_camila_paz
Teatro na educa_o_infantil_camila_pazTeatro na educa_o_infantil_camila_paz
Teatro na educa_o_infantil_camila_paz
 
Jornal Ilé Èkó Eugênia Anna
Jornal Ilé Èkó Eugênia AnnaJornal Ilé Èkó Eugênia Anna
Jornal Ilé Èkó Eugênia Anna
 
Cleosimarina maia professor inovador
Cleosimarina maia professor inovadorCleosimarina maia professor inovador
Cleosimarina maia professor inovador
 

Último

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
KeilianeOliveira3
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 

Último (20)

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 

Fundamentos da educação infantil

  • 1. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL PROF. MARIA APARECIDA GIALLUISI GRUPO EDUCAÇÃO PARA A VIDA P00649 Márcus Aurélio Sobral P00548 Daniela Gaspar Soares
  • 2. PRÓLOGO A entrevista foi realizada no dia Trinta de setembro de dois mil e onze, aproximadamente às dezessete horas e trinta minutos pela aluna Daniela Gaspar Soares, após a observação da prática. A entrevistada, Professora Sandra Sousa, atua na Educação Infantil há dez anos na Prefeitura de Niterói. O grupo considera o relato da professora entrevistada um ótimo exemplo de comprometimento com a Educação Infantil. A professora Sandra é uma excelente educadora, conhecedora de seu papel social e que prioriza a brincadeira na Educação Infantil como atividade pedagógica, ou seja, geradora de conhecimento. O grupo teve o privilégio em contemplar o relato de uma educadora extremamente coerente e que fala de seu trabalho com muita clareza e simplicidade.
  • 3.
  • 4. Daniela : Sandra para você qual a importância da brincadeira no desenvolvimento da criança? Sandra : Bem ! Nós podemos destacar três pontos em relação à brincadeira. O primeiro movimento é que a brincadeira é a própria linguagem da criança. A criança ao se relacionar com o mundo, a maneira como ela se expressa com esse mundo é através da brincadeira. Então é uma forma do adulto interagir, ter uma interlocução com a criança, é através desse processo lúdico, é através da brincadeira com a criança. Como a brincadeira é a linguagem dela, o adulto quando ele se relaciona com ela, com o tipo de linguagem, que ela utiliza, na interpretação dela de mundo. Ele tem uma ligação, uma facilitação maior com ela nesse diálogo. De compreensão dela, no sentido de compreender o adulto e o adulto a compreende-la. Quando ele consegue entrar nesse mundo, nessa linguagem da brincadeira. É assim né, o que quer dizer quando a criança toma a brincadeira como linguagem, agente pode pensar né, que quando uma criança está brincando de fazer comidinha ela tá trazendo as coisas que ela observa na vida dos adultos, no mundo dos adultos, do trabalho que os adultos exercem. E ela reproduz isso no seu cotidiano, na brincadeira. Então é uma releitura que ela está fazendo do que ela recebe do mundo. E através da brincadeira ela vai assimilando essas coisas que já fazem parte do repertório dela, das coisas que ela observa do mundo e ao mesmo tempo ela vai interpretando e colocando a singularidade dela. As situações que ela vivencia, então se ela tem algum conflito familiar na hora da brincadeira ela vai reproduzir e vai trabalhando dentro dela aquelas situações. Por isso é muito importante que o adulto respeite esse momento da brincadeira da criança. Porque ali ela está produzindo, ela está amadurecendo, ela está crescendo e ela está se desenvolvendo, nesse movimento da brincadeira. Não é algo neutro, desprovido de crescimento.
  • 5. Uma outra questão que agente pode levantar em relação a brincadeira, que é brincadeira parte sócio- cultural, porque a criança está inserida num meio sócio-cultural. Então a brincadeira vai variar de cultura para cultura. E por exemplo, agente tem a globalização da infância, que tem a questão dos brinquedos, dos desenhos que são interferências que as crianças do mundo inteiro recebem. Então agente pode dizer que existe uma ligação entre essa globalização da infância com a mídia, desses produtos voltados para o público infantil. É, mas assim, a brincadeira é um meio e o papel do professor na intervenção junto a essa brincadeira. Por exemplo: já presenciei um tipo de sala de leitura, não de brinquedoteca, é, uma criança brincando de médico, não o garotinho brincava de matar e a professora da sala de leitura começou a brincar com ele, ela entrou naquela situação. E então, aí ela começou a pegar na brinquedoteca alguns brinquedos e começou a brincar de médico. Aí, ao mesmo tempo que o menino matava ela ia curando as crianças. Aí, uma outra criança começou a interagir junto com ela. Vamos curar essa criança, começou a interagir junto com ela. Vamos curar essa criança que ele matou e agora vamos curar. E, inicialmente o menino que estava matando ele num segundo momento começou a pegar os medicamentos para brincar de curar. Então né, como o professor ele , a ação dele no brincar da criança, saber intervir nesse brincar da criança de uma maneira respeitosa, não foi autoritária, não foi agressiva né e ao mesmo tempo conseguiu induzir a brincadeira, direcionar a brincadeira dessa criança para algo mais construtivo. Uma outra situação né, as crianças de uma comunidade viam os mortos de sua comunidade serem jogados no valão. E assim, eles brincavam na creche de jogar o morto no valão.
  • 6. E aí, em cima disso a professora observou e começou a elaborar um projeto junto aquela turma, de como as pessoas morrem? Como cada cultura, como os Judeus que fazem a cremação, também se relaciona com o morto, com o falecimento. Também no sentido de transformar, qual era o repertório cultural daquelas crianças, era a coisa de tratar o morto dessa forma. E ela também através dessa observação e intervenção, ela conseguiu transformar a brincadeira, contribuir e trazer conhecimentos para aquelas crianças. É interessante também que o professor em sala, ele possa fazer um planejamento flexível, porque essa coisa da interação, adulto criança, as brincadeiras elas são muito influenciadas pelo que o adulto ensina para a criança. Né, agora eu vou só relatar mais uma situação que é uma situação de criança de um ano e meio, é creche, berçário, era um ano e meio, eram crianças por volta de um ano e dois meses e um ano e três meses. As crianças estão numa sala, vários brinquedos espalhados, toca uma música de fundo. As educadoras estão em suas atividades, uma menina de um ano e três meses pega outras crianças pela mão e faz uma rodinha de ciranda. É, então, a brincadeira como aprendizado cultural também. A menina ela assimilou o que ela aprendeu com a educadora, porque a educadora costumava brincar de rodinha com as crianças. Ela assimilou e imitou a educadora, mas dando o seu tom. Então ela fez a rodinha de ciranda com as crianças, uma criança de um ano e três meses. A importância de você fazer brincadeiras com as crianças, que sejam brincadeiras que resgatem né, a rodinha, a ciranda, que saiam um pouco dessa coisa tão midiática né, voltada para o consumo, de consumo mesmo. E trazer coisas artesanais, cultivar brincadeiras de pais com os filhos né, construir junto com as crianças seus próprios brinquedos. Tudo isso, são atividades importantes, porque à criança vai aprender a brincar. Então isso tudo já tá bom. Está ótimo. Daniela : obrigada!
  • 7. Relato sobre a observação da prática pedagógica da professora Sandra Nesse dia pude observar que a professora que trabalha com crianças da faixa etária de quatro anos, valoriza e prioriza a brincadeira como atividade produtora de conhecimento. Ela fez várias brincadeiras com as crianças: Brincadeiras de roda (várias cantigas de roda: Atirei o pau no Gato; O sapo não lava o pé; Eu vi um sapo na beira do rio e outras); Brincou com uma corda (as crianças tinham que andar sobre a corda, pular a corda de um lado para o outro, com a minha ajuda fizemos cobrinha com a corda e as crianças pulavam sem pisar na corda e por último, as crianças tinham que passar por cima e por baixo da corda). Pude observar também, que a professora possui um planejamento prévio, ela convida as crianças à participação e valoriza muito a fala das crianças. Essa atividade de chamamento das crianças é o que o Grupo Primeira Opção considera de mais relevante na prática da professora Sandra, pois se queremos promover uma Educação centrada na participação política, na tomada de decisões e na responsabilidade social, não existe outro caminho. Foi muito prazerosa a visita, fui muito bem recebida pela professora e pelas crianças e tive a oportunidade de participar de atividades tão intensas junto a professora Sandra e as crianças.
  • 8. A professora Sandra e as crianças possuem um vínculo afetivo muito intenso, ela é muito carinhosa com as crianças e se coloca o tempo todo como parceira no desenvolvimento delas, ou seja, ela conversa com as crianças sobre as atividades que serão desenvolvidas, as crianças opinam e dão idéias de como as atividades podem ser desenvolvidas, tudo num clima de muita amizade e parceria. A professora não possui muitos recursos pedagógicos para auxiliá-la, sua sala é pequena, pouco arejada, mas ela e as crianças fazem um ótimo trabalho de equipe, pois tudo é muito bem organizado e limpo, os cantinhos de aprendizagem ficam a disposição das crianças que os escolhem e depois os organizam, tudo é combinado entre professora e crianças e a aprendizagem flui naturalmente. O grupo Primeira opção acredita que o trabalho com crianças na Educação Infantil precisa valorizar a criança como produtora de conhecimento e que a brincadeira que a forma de expressão dela deve ser priorizada. Logo, o trabalho da Professora Sandra foi um presente que o grupo recebeu e que certamente ficará escrito em nossas memórias como a síntese de tudo o que estudamos na apostila e da certeza que o Professor pode sim fazer a diferença, basta querer e se esforçar para isso.
  • 9.