SlideShare uma empresa Scribd logo
Fortalecimento da Atenção Básica APRENDIZADO
Articulação de redes DESAFIOS e o Contexto das
Síndromes Congênitas – MICROCEFALIAS a nossa mais
recente escola.
Nosso aprendizado esta na nossa linha do
tempo...
• Total de casos 278
• Em investigação 57
• Casos confirmados 131
• Casos descartados 90 *fonte VE/SES.
Linha do Tempo
28/10
Evidência de
aumento de
casos de
microcefalia
na MNSL
PE e PB 11/11
PT 1.813 MS
declara ESPIN
por alteração
do padrão de
ocorrência de
microcefalias
13/11
SES comunica
os primeiros
casos ( 40 )
notificados
pela MNSL
28/11
MS confirma
relação entre
vírus Zika e
microcefalia
30/11
PT nº 93 SES
declara
situação de
emergência
em saúde
pública, em SE
02/12
Lançamento do
Plano Estadual de
Enfrentamento ao
Aedes aegypti
LINHA DO TEMPO
2015
Dezembro
Diretriz nº
01/2015 MS,
estabelece
Sistema de
Coordenação e
Controle (Sala
Nacional de
Situação) para
intensificar as
ações de
mobilização e
combate ao
mosquito
09/12
PT nº 100 SES
institui Comitê
- cria GT:
controle do
vetor, atenção
e vigilância
06/01
1ª
Reunião
da Sala
Estadual
de
Situação
13/01
Decreto nº
30.150 Gov/SE
declara situação
de emergência
em saúde
pública e
orienta a
instalação da
Sala Estadual
de Situação
2015
20/01
PT nº 01 SES
institui a Sala
Estadual de
Situação e
orienta aos
município a
instalação das
SALAS
MUNICIPAIS .
2016
Lançamento do
Protocolo Estadual
de Vigilância e
Atenção à Saúde
em resposta
a ocorrência
de microcefalia
relacionada à
infecção pelo Zika
Vírus
22 /01
26/04
Deliberação
no CIE
062/2016,
partilha dos
recursos da
portaria
interministe
rial 405/ 15
Órgãos e
Secretarias
GT VIGILÂNCIA – 1 representante
GT ATENÇÃO – 1 representante
SEPLAG
SEIDH – Assistência e Defesa Civil
SEED
GT VETOR GT VIGILANCIA
GT VETOR - completo
Gabinete do Secretário
Superintendência
Executiva
Comitê Gestor
Coordenação Geral
Sala Estadual de Situação
do Aedes aegypti
GT ATENÇÃO
SECC
FUNASA
MS
SEMARH
COSEMS
SEINFRA
CES
DIA 22 JANEIRO 2016
Lançamento do Protocolo Estadual de
Vigilância e Atenção à Saúde em resposta a
ocorrência de microcefalia relacionada à
infecção pelo Zika Vírus
MICROCEFALIA EM SERGIPE
PACTUAÇÃO ESTADUAL
AMBULATÓRIO DE SEGMENTO
REGIÃO DE ARACAJU
Responsável:
Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju & SMS
Ambulatório de Referência:
CEMCA – Centro de Especialidades Médicas da Criança e
do Adolescente
REGIÕES DE SOCORRO / GLÓRIA / PROPRIÁ /
ITABAIANA / ESTÂNCIA / LAGARTO
Responsável:
Secretaria Estadual de Saúde & SMS
Ambulatórios de Referências:
HU – Hospital Universitário, ambulatório de Pediatria
Ambulatório da Maternidade N. Sra. de Lourdes
SES
SMS
AJU
Quais são os nossos DESAFIOS em 2017
1. Ampliar ações de Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva que possibilitem maiores
conhecimentos dos cuidados em saúde para mulheres e homens em todos os
ciclos de vida, na prevenção de novos casos de transmissão do vírus Zika e Storch,
suas consequências e doenças correlatas.
2. Qualificação do cuidado às crianças e suas famílias. Através dos cursos EAD, ESF
,incentivar a portaria 1.130(PNAIS) contando com o que já existe que é
ENCONTROS PRESENCIAL dos RT/ATB e o município) E OS TELE- SUADE!!!
3. Ampliar o cuidado psicossocial, estimulação e reabilitação para todos os NASF do
território. ( ENCONTRO SISTEMATICOS realizados EM BUSCA DA QUALIFICAÇÃO)
4. Ampliar o acesso ao diagnóstico completo, tratamento e reabilitação das crianças
com SCZ e outras alterações congênitas. ( TRANSPORTE SANITARIO)
5. Apoiar os municípios na organização da rede de saúde e proteção social
para garantia do acesso aos serviços socio-assistenciais e de saúde.( familia com
mais de ¼ de salario mínimo, fora do BPC )
6. Dá encaminhamento ao pactuado na oficina para sensibilização dos gestores
estaduais que visa sensibilizar e alinhar a estratégia de fortalecimento da
atenção integral às crianças com infecção congênita associada às storch e ao vírus
zika e storch, e suas famílias.( realizada em:11 e 12 de maio de 2017);
7. Manter a população em alerta e zelo no combate ao vetor conhecido.
(MOSQUITO AEDES) e a Qualificação das Brigadas da dengue estadual e a dos municipios.
NÃO REALIZADO/MOTIVOS
1. Ofertar em 100% acesso das crianças com diagnóstico de Microcefalia,
para a concessão do Benefício de Prestação Continuada-BPC/INSS-
Secretaria de Inclusão Social (Portaria 58/16)- Responsabilidade
compartilhada*( motivo critérios de corte do beneficio)
2. Garantia de acesso ao transporte sanitária para aos casos onde os
serviços exige permanência da criança duas ou mais vezes no serviços
assistenciais*( motivos dificuldades nos município de origem)
3. Estruturar os municipais ou regioes , para ampliar as equipes
multiprofissionais TO, Fisioterapeutas, fonoaudiólogos e outros .
*( motivo Recursos financeiros escassos nos munícipio ( tabela SUS)
Obrigada !!!!
helga.mengel@saude.se.gov.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...
AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...
AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...
Portal da Inovação em Saúde
 
Aids // Kit para diagnóstico rápido produzido no país
Aids // Kit para diagnóstico rápido produzido no paísAids // Kit para diagnóstico rápido produzido no país
Aids // Kit para diagnóstico rápido produzido no país
Ministério da Saúde
 
Dengue
DengueDengue
Dengue
jusakrai
 
Coletiva de imprensa sobre Intoxicação por Dietilenoglicol
Coletiva de imprensa sobre Intoxicação por DietilenoglicolColetiva de imprensa sobre Intoxicação por Dietilenoglicol
Coletiva de imprensa sobre Intoxicação por Dietilenoglicol
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)
 
Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...
Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...
Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...
Portal da Inovação em Saúde
 
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no BrasilO pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengueDiretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
adrianomedico
 
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
2017 2 vd aula disciplina mfc ufop
2017   2 vd aula disciplina mfc ufop2017   2 vd aula disciplina mfc ufop
2017 2 vd aula disciplina mfc ufop
Leonardo Savassi
 
Dr. luis maria ccpf
Dr. luis maria ccpfDr. luis maria ccpf
Dr. luis maria ccpf
Anais III Simpie
 
Protocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefalia
Protocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefaliaProtocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefalia
Protocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefalia
Centro Universitário Ages
 
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Claudio Figueiredo
 
Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015
Ipu Notícias
 
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementarMedidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Palácio do Planalto
 
Pl cria o programa municipal obesidade zero
Pl cria o programa municipal obesidade zeroPl cria o programa municipal obesidade zero
Pl cria o programa municipal obesidade zero
drtaylorjr
 
Gestão de Caso
Gestão de CasoGestão de Caso
Email mudanças calendario de vacina 2013
Email mudanças calendario de vacina 2013Email mudanças calendario de vacina 2013
Email mudanças calendario de vacina 2013
koioka
 

Mais procurados (20)

AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...
AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...
AMPLIAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ÀS CRIANÇAS COM SÍNDROME CONGÊNIT...
 
Aids // Kit para diagnóstico rápido produzido no país
Aids // Kit para diagnóstico rápido produzido no paísAids // Kit para diagnóstico rápido produzido no país
Aids // Kit para diagnóstico rápido produzido no país
 
Dengue
DengueDengue
Dengue
 
Coletiva de imprensa sobre Intoxicação por Dietilenoglicol
Coletiva de imprensa sobre Intoxicação por DietilenoglicolColetiva de imprensa sobre Intoxicação por Dietilenoglicol
Coletiva de imprensa sobre Intoxicação por Dietilenoglicol
 
Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...
Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...
Balanço da Emergência de Saúde Pública: avanços e desafios atuais para a vigi...
 
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no BrasilO pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
O pediatra e sua presença na Assistência no Brasil
 
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
 
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengueDiretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
 
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
Construindo um protocolo único para uma atenção integral à primeira infância ...
 
2017 2 vd aula disciplina mfc ufop
2017   2 vd aula disciplina mfc ufop2017   2 vd aula disciplina mfc ufop
2017 2 vd aula disciplina mfc ufop
 
Dr. luis maria ccpf
Dr. luis maria ccpfDr. luis maria ccpf
Dr. luis maria ccpf
 
Protocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefalia
Protocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefaliaProtocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefalia
Protocolo de atenção à saude e resposta á ocorrência de microcefalia
 
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...Prot. 714 16   pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
Prot. 714 16 pl institui o programa de prevenção e assistência integral à d...
 
Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015
 
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Abastecimento de imunobiológicos (soros e vacinas)
 
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
A situação da Saúde Materno Infantil no Brasil e suas implicações na organiza...
 
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementarMedidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
Medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar
 
Pl cria o programa municipal obesidade zero
Pl cria o programa municipal obesidade zeroPl cria o programa municipal obesidade zero
Pl cria o programa municipal obesidade zero
 
Gestão de Caso
Gestão de CasoGestão de Caso
Gestão de Caso
 
Email mudanças calendario de vacina 2013
Email mudanças calendario de vacina 2013Email mudanças calendario de vacina 2013
Email mudanças calendario de vacina 2013
 

Semelhante a Fortalecimento da Atenção Básica APRENDIZADO

Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengueDiretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Tâmara Lessa
 
Apresentação do TCC.ppt
Apresentação do TCC.pptApresentação do TCC.ppt
Apresentação do TCC.ppt
Valquiria Waismann
 
Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...
Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...
Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdf
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdfWebpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdf
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdf
adauto18
 
Sintonia da saúde 26-07-17
Sintonia da saúde 26-07-17Sintonia da saúde 26-07-17
Sintonia da saúde 26-07-17
Jornal Correio do Sul
 
Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...
Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...
Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...
Portal da Inovação em Saúde
 
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPII
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPIICT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPII
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPII
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptx
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptxWebpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptx
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptx
ShesterDamaceno1
 
Assistência a criança com Microcefalia
Assistência  a criança com  MicrocefaliaAssistência  a criança com  Microcefalia
Assistência a criança com Microcefalia
Portal da Inovação em Saúde
 
Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...
Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...
Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)
 
PNAISC.pdf
PNAISC.pdfPNAISC.pdf
PNAISC.pdf
ShesterDamaceno1
 
Plano de Governo Municipal - Jânio Darrot
Plano de Governo Municipal - Jânio DarrotPlano de Governo Municipal - Jânio Darrot
Plano de Governo Municipal - Jânio Darrot
Prefeito Municipal de Trindade Jânio Darrot
 
Linha guiahivaids
Linha guiahivaidsLinha guiahivaids
Linha guiahivaids
Luciane Caetano da Silva
 
Projeto de intervenção estagio ii -
Projeto de intervenção   estagio ii -Projeto de intervenção   estagio ii -
Projeto de intervenção estagio ii -
Alexsandra Veras
 
Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014
Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014
Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014
Érika Souza
 
Guia vigilancia saude_unificado
Guia vigilancia saude_unificadoGuia vigilancia saude_unificado
Guia vigilancia saude_unificado
Laires Soares
 
Guia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saudeGuia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saude
Marcela Caroline
 
Guia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saudeGuia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saude
Marcela Caroline
 
Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?
Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?
Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17
Jornal Correio do Sul
 

Semelhante a Fortalecimento da Atenção Básica APRENDIZADO (20)

Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengueDiretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
 
Apresentação do TCC.ppt
Apresentação do TCC.pptApresentação do TCC.ppt
Apresentação do TCC.ppt
 
Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...
Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...
Experiências NE – PREPARAÇÃO E RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE ÀS EMERGÊNCIAS...
 
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdf
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdfWebpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdf
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pdf
 
Sintonia da saúde 26-07-17
Sintonia da saúde 26-07-17Sintonia da saúde 26-07-17
Sintonia da saúde 26-07-17
 
Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...
Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...
Ministério da Saúde implementa ação que assegura o cuidado às crianças com sí...
 
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPII
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPIICT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPII
CT Epidemiologia - 21.03.16 - Microcefalia e/ou alterações do SNC ESPII
 
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptx
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptxWebpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptx
Webpalestra_VacinaçãoAtençãoPrimária.pptx
 
Assistência a criança com Microcefalia
Assistência  a criança com  MicrocefaliaAssistência  a criança com  Microcefalia
Assistência a criança com Microcefalia
 
Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...
Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...
Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Inf...
 
PNAISC.pdf
PNAISC.pdfPNAISC.pdf
PNAISC.pdf
 
Plano de Governo Municipal - Jânio Darrot
Plano de Governo Municipal - Jânio DarrotPlano de Governo Municipal - Jânio Darrot
Plano de Governo Municipal - Jânio Darrot
 
Linha guiahivaids
Linha guiahivaidsLinha guiahivaids
Linha guiahivaids
 
Projeto de intervenção estagio ii -
Projeto de intervenção   estagio ii -Projeto de intervenção   estagio ii -
Projeto de intervenção estagio ii -
 
Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014
Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014
Jornal Ação municipal. Dezembro de 2014
 
Guia vigilancia saude_unificado
Guia vigilancia saude_unificadoGuia vigilancia saude_unificado
Guia vigilancia saude_unificado
 
Guia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saudeGuia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saude
 
Guia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saudeGuia de vigilncia em saude
Guia de vigilncia em saude
 
Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?
Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?
Covid-19: como as ESCOLAS devem voltar as aulas com SEGURANÇA?
 
Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17Sintonia 06-01-17
Sintonia 06-01-17
 

Mais de Portal da Inovação em Saúde

Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
Portal da Inovação em Saúde
 
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
Portal da Inovação em Saúde
 
Caracterização dos casos de MPOX - IIER
Caracterização dos casos de  MPOX - IIERCaracterização dos casos de  MPOX - IIER
Caracterização dos casos de MPOX - IIER
Portal da Inovação em Saúde
 
Perfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no Amazonas
Perfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no AmazonasPerfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no Amazonas
Perfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no Amazonas
Portal da Inovação em Saúde
 
Resultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS Goiânia-Goiás
Resultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS  Goiânia-GoiásResultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS  Goiânia-Goiás
Resultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS Goiânia-Goiás
Portal da Inovação em Saúde
 
Hospital São José de Doenças Infecciosas – SES CE
Hospital São José de Doenças Infecciosas – SES CEHospital São José de Doenças Infecciosas – SES CE
Hospital São José de Doenças Infecciosas – SES CE
Portal da Inovação em Saúde
 
Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.
Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.
Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.
Portal da Inovação em Saúde
 
Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...
Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...
Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...
Portal da Inovação em Saúde
 
7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx
7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx
7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx
Portal da Inovação em Saúde
 
ESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPA
ESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPAESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPA
ESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPA
Portal da Inovação em Saúde
 
Hospital da Criança de Brasília José Alencar
Hospital da Criança de Brasília José AlencarHospital da Criança de Brasília José Alencar
Hospital da Criança de Brasília José Alencar
Portal da Inovação em Saúde
 
Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...
Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...
Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...
Portal da Inovação em Saúde
 
Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...
Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...
Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...
Portal da Inovação em Saúde
 
Pós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMS
Pós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMSPós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMS
Pós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMS
Portal da Inovação em Saúde
 
Estratégia digital para a identificação de casos Pós-Covid
Estratégia digital para a identificação de casos Pós-CovidEstratégia digital para a identificação de casos Pós-Covid
Estratégia digital para a identificação de casos Pós-Covid
Portal da Inovação em Saúde
 
Leitura em voz alta passo a passo
Leitura em voz alta passo a passoLeitura em voz alta passo a passo
Leitura em voz alta passo a passo
Portal da Inovação em Saúde
 
Projeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde
Projeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em SaúdeProjeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde
Projeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde
Portal da Inovação em Saúde
 
Comunidade de Fala
Comunidade de FalaComunidade de Fala
Comunidade de Fala
Portal da Inovação em Saúde
 
Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...
Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...
Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...
Portal da Inovação em Saúde
 
APRESENTAÇÃO PAULO.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO.pptxAPRESENTAÇÃO PAULO.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO.pptx
Portal da Inovação em Saúde
 

Mais de Portal da Inovação em Saúde (20)

Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
 
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil:  perspect...
Da organização do grupo de pesquisadores à Rede de Pesquisa Brasil: perspect...
 
Caracterização dos casos de MPOX - IIER
Caracterização dos casos de  MPOX - IIERCaracterização dos casos de  MPOX - IIER
Caracterização dos casos de MPOX - IIER
 
Perfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no Amazonas
Perfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no AmazonasPerfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no Amazonas
Perfil clínico-epidemiológico dos casos de Mpox no Amazonas
 
Resultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS Goiânia-Goiás
Resultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS  Goiânia-GoiásResultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS  Goiânia-Goiás
Resultados da Pesquisa Mpox da Plataforma Clínica Global OMS Goiânia-Goiás
 
Hospital São José de Doenças Infecciosas – SES CE
Hospital São José de Doenças Infecciosas – SES CEHospital São José de Doenças Infecciosas – SES CE
Hospital São José de Doenças Infecciosas – SES CE
 
Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.
Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.
Surto de MPX – experiência do Município de Florianópolis.
 
Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...
Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...
Projeto Plataforma Clínica Global para Mpox da OMS: experiência do município ...
 
7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx
7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx
7 - APRESENTACAO MPOX_POA_Natália Aredes.pptx
 
ESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPA
ESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPAESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPA
ESTUDO DE CoORTE RETROSPECTIVO PÓS-COVID UBS SANTA CECÍLIA / HCPA
 
Hospital da Criança de Brasília José Alencar
Hospital da Criança de Brasília José AlencarHospital da Criança de Brasília José Alencar
Hospital da Criança de Brasília José Alencar
 
Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...
Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...
Identificação de casos de Pós-Covid em Florianópolis-SC: resultados da cooper...
 
Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...
Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...
Compartilhando experiências da Rede Colaborativa Brasil - Pesquisa Pós-Covid ...
 
Pós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMS
Pós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMSPós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMS
Pós-Covid no âmbito da Plataforma Clínica Global OMS
 
Estratégia digital para a identificação de casos Pós-Covid
Estratégia digital para a identificação de casos Pós-CovidEstratégia digital para a identificação de casos Pós-Covid
Estratégia digital para a identificação de casos Pós-Covid
 
Leitura em voz alta passo a passo
Leitura em voz alta passo a passoLeitura em voz alta passo a passo
Leitura em voz alta passo a passo
 
Projeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde
Projeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em SaúdeProjeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde
Projeto Epa de Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde
 
Comunidade de Fala
Comunidade de FalaComunidade de Fala
Comunidade de Fala
 
Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...
Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...
Pré-conferências de caráter territorial como proposta estratégica para potenc...
 
APRESENTAÇÃO PAULO.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO.pptxAPRESENTAÇÃO PAULO.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO.pptx
 

Último

A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
walterjose20
 
Guia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudávelGuia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudável
barbosakennedy04
 
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Fabiano Pessanha
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
AdrianoPompiroCarval
 
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasivaPrevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
ClarissaNiederuaer
 
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
LuFelype
 
introdução a psicologia voltada a ASB.pptx
introdução a psicologia  voltada a ASB.pptxintrodução a psicologia  voltada a ASB.pptx
introdução a psicologia voltada a ASB.pptx
profafernandacesa
 

Último (7)

A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
 
Guia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudávelGuia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudável
 
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
 
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasivaPrevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
 
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
 
introdução a psicologia voltada a ASB.pptx
introdução a psicologia  voltada a ASB.pptxintrodução a psicologia  voltada a ASB.pptx
introdução a psicologia voltada a ASB.pptx
 

Fortalecimento da Atenção Básica APRENDIZADO

  • 1. Fortalecimento da Atenção Básica APRENDIZADO Articulação de redes DESAFIOS e o Contexto das Síndromes Congênitas – MICROCEFALIAS a nossa mais recente escola.
  • 2. Nosso aprendizado esta na nossa linha do tempo... • Total de casos 278 • Em investigação 57 • Casos confirmados 131 • Casos descartados 90 *fonte VE/SES.
  • 3. Linha do Tempo 28/10 Evidência de aumento de casos de microcefalia na MNSL PE e PB 11/11 PT 1.813 MS declara ESPIN por alteração do padrão de ocorrência de microcefalias 13/11 SES comunica os primeiros casos ( 40 ) notificados pela MNSL 28/11 MS confirma relação entre vírus Zika e microcefalia 30/11 PT nº 93 SES declara situação de emergência em saúde pública, em SE 02/12 Lançamento do Plano Estadual de Enfrentamento ao Aedes aegypti LINHA DO TEMPO 2015
  • 4. Dezembro Diretriz nº 01/2015 MS, estabelece Sistema de Coordenação e Controle (Sala Nacional de Situação) para intensificar as ações de mobilização e combate ao mosquito 09/12 PT nº 100 SES institui Comitê - cria GT: controle do vetor, atenção e vigilância 06/01 1ª Reunião da Sala Estadual de Situação 13/01 Decreto nº 30.150 Gov/SE declara situação de emergência em saúde pública e orienta a instalação da Sala Estadual de Situação 2015 20/01 PT nº 01 SES institui a Sala Estadual de Situação e orienta aos município a instalação das SALAS MUNICIPAIS . 2016 Lançamento do Protocolo Estadual de Vigilância e Atenção à Saúde em resposta a ocorrência de microcefalia relacionada à infecção pelo Zika Vírus 22 /01 26/04 Deliberação no CIE 062/2016, partilha dos recursos da portaria interministe rial 405/ 15
  • 5.
  • 6. Órgãos e Secretarias GT VIGILÂNCIA – 1 representante GT ATENÇÃO – 1 representante SEPLAG SEIDH – Assistência e Defesa Civil SEED GT VETOR GT VIGILANCIA GT VETOR - completo Gabinete do Secretário Superintendência Executiva Comitê Gestor Coordenação Geral Sala Estadual de Situação do Aedes aegypti GT ATENÇÃO SECC FUNASA MS SEMARH COSEMS SEINFRA CES
  • 7. DIA 22 JANEIRO 2016 Lançamento do Protocolo Estadual de Vigilância e Atenção à Saúde em resposta a ocorrência de microcefalia relacionada à infecção pelo Zika Vírus
  • 8. MICROCEFALIA EM SERGIPE PACTUAÇÃO ESTADUAL AMBULATÓRIO DE SEGMENTO REGIÃO DE ARACAJU Responsável: Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju & SMS Ambulatório de Referência: CEMCA – Centro de Especialidades Médicas da Criança e do Adolescente REGIÕES DE SOCORRO / GLÓRIA / PROPRIÁ / ITABAIANA / ESTÂNCIA / LAGARTO Responsável: Secretaria Estadual de Saúde & SMS Ambulatórios de Referências: HU – Hospital Universitário, ambulatório de Pediatria Ambulatório da Maternidade N. Sra. de Lourdes SES SMS AJU
  • 9. Quais são os nossos DESAFIOS em 2017 1. Ampliar ações de Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva que possibilitem maiores conhecimentos dos cuidados em saúde para mulheres e homens em todos os ciclos de vida, na prevenção de novos casos de transmissão do vírus Zika e Storch, suas consequências e doenças correlatas. 2. Qualificação do cuidado às crianças e suas famílias. Através dos cursos EAD, ESF ,incentivar a portaria 1.130(PNAIS) contando com o que já existe que é ENCONTROS PRESENCIAL dos RT/ATB e o município) E OS TELE- SUADE!!! 3. Ampliar o cuidado psicossocial, estimulação e reabilitação para todos os NASF do território. ( ENCONTRO SISTEMATICOS realizados EM BUSCA DA QUALIFICAÇÃO) 4. Ampliar o acesso ao diagnóstico completo, tratamento e reabilitação das crianças com SCZ e outras alterações congênitas. ( TRANSPORTE SANITARIO) 5. Apoiar os municípios na organização da rede de saúde e proteção social para garantia do acesso aos serviços socio-assistenciais e de saúde.( familia com mais de ¼ de salario mínimo, fora do BPC ) 6. Dá encaminhamento ao pactuado na oficina para sensibilização dos gestores estaduais que visa sensibilizar e alinhar a estratégia de fortalecimento da atenção integral às crianças com infecção congênita associada às storch e ao vírus zika e storch, e suas famílias.( realizada em:11 e 12 de maio de 2017); 7. Manter a população em alerta e zelo no combate ao vetor conhecido. (MOSQUITO AEDES) e a Qualificação das Brigadas da dengue estadual e a dos municipios.
  • 10. NÃO REALIZADO/MOTIVOS 1. Ofertar em 100% acesso das crianças com diagnóstico de Microcefalia, para a concessão do Benefício de Prestação Continuada-BPC/INSS- Secretaria de Inclusão Social (Portaria 58/16)- Responsabilidade compartilhada*( motivo critérios de corte do beneficio) 2. Garantia de acesso ao transporte sanitária para aos casos onde os serviços exige permanência da criança duas ou mais vezes no serviços assistenciais*( motivos dificuldades nos município de origem) 3. Estruturar os municipais ou regioes , para ampliar as equipes multiprofissionais TO, Fisioterapeutas, fonoaudiólogos e outros . *( motivo Recursos financeiros escassos nos munícipio ( tabela SUS)