O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
SEU PAPEL NO PROGRAMA DE REDUÇÃO DA
MORTALIDADE INFANTIL E MATERNA
PERFIL EPIDEMIOLÓGICO
Taxa de Mortalidade Infantil (‰) 2012
MINAS GERAIS:

12,7

NORDESTE

20,0

JEQUITINHONHA

17,6

LEST...
MORTALIDADE INFANTIL: DESIGUALDADES REGIONAIS
REGIÕES DE SAÚDE AMPLIADA

Taxa de Mortalidade Infantil (2010 - 2012)

19,1
...
MORTALIDADE INFANTIL POR COMPONENTE
SITUAÇÃO ATUAL

Fonte: SIM/SINASC/DATASUS
Nota (*): Dados Preliminares, consultados em...
Óbitos menores de um ano excluídos peso menor 1500g. e mal
formações congênitas segundo Critérios de Evitabilidade, Minas
...
Proporção de Óbitos Selecionados * de Menores de Um
Ano, Evitaveis por Ações de Imunização, Segundo Regiões
de Saúde, Mina...
Proporção de Óbitos Selecionados* de Menores de Um
Ano, Evitaveis por Atenção à Mulher na Gestação,
Segundo Regiões de Saú...
PERFIL EPIDEMIOLÓGICO
Razão de Morte Materna (‰0) 2012
MINAS GERAIS:

32,4

NORDESTE

34,4

JEQUITINHONHA

50,9

LESTE DO ...
PERFIL EPIDEMIOLÓGICO
PRÉ-NATAL
Cobertura de consultas de pré-natal, Minas Gerais,
2009

Público alvo do
Mães de Minas

Do...
Percentual de partos cesáreos por Região
Ampliada de Saúde, 2010 a 2012
Norte
Nordeste
Jequitinhonha

Noroeste

Centro

Tr...
PROPOSTA DE ENFRENTAMENTO
O TRABALHO EM REDES DE ATENÇÃO A SAÚDE
MUDANÇA DE MODELOS

ALTA
COMPLEXIDADE

MÉDIA
COMPLEXIDADE...
PROGRAMA VIVA VIDA

O Programa Viva Vida tem como objetivo a redução
da mortalidade materna e infantil no Estado de
Minas ...
ESTRATÉGIAS

Estruturação
da Rede

Qualificação
da Rede

Comunicação
Social

• Desenho e Modelagem da Rede
• Investimentos...
REDE VIVA
VIDA
Call Center Mães de Minas

CENTRO
VIVA VIDA

Prontuário Eletrônico
Transporte Sanitário
Cartão SUS
Sus-fáci...
AÇÕES IMPLANTADAS
PROGRAMA VIVA VIDA
2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

2011

2012

2013

Em Implantadas
Proc...
NOVOS CRITÉRIOS PARA
ESTRATIFICAÇÃO DE
RISCO E
ACOMPANHAMENTO
DA GESTANTE
PARCERIA TÉCNICA SES/MG – SOGIMIG
PARCERIA TÉCNICA COM SOGIMIG para revisão da
programação do pré-natal e da assistência a...
ESTRATIFICAÇÃO DO RISCO GESTACIONAL

Nova
Atual

Risco Habitual

Risco Habitual

Médio Risco

Alto Risco

Alto Risco

Muit...
ÓBITO: “EVENTO CATASTRÓFICO”
Grupo de Trabalho (GT) Estadual para redução da mortalidade materna
e mortalidade infantil, c...
VIVA VIDA
PROGRAMA DE REDUÇÃO DA MORTALIDADE
MATERNA E MORTALIDADE INFANTIL

Vigilância

Assistência

Vigilância da
Situaç...
PROGRAMA MÃES DE MINAS
CAPTAÇÃO PRECOCE DA
GESTANTE
“TODAS AS GESTANTES MINEIRAS
IDENTIFICADAS E ACOLHIDAS PELO
GOVERNO DE...
O PROGRAMA MÃES DE MINAS
O QUE É?

O PROGRAMA MÃES DE MINAS NASCEU EM 2012
PARA CUIDAR DA VIDA DOS NOVOS MINEIROS.

TRATA-...
O PROGRAMA MÃES DE MINAS
VISÃO:

“TODAS AS GESTANTES MINEIRAS IDENTIFICADAS E ACOLHIDAS
PELO GOVERNO DE MINAS, UTILIZANDO ...
MÃES DE MINAS

Assistência
Integral ao
parto,
puerpério e
nascimento

CRIANÇAS

Assistência
Integral a
todas as
mulheres
d...
AÇÕES DO PROGRAMA
• Criação de uma central de atendimento telefônico através do número 155,
para o monitoramento da gravid...
CUIDADOS BÁSICOS PARA O PRÉ-NATAL E PUERPÉRIO

AÇÕES DO AGENTE
COMUNITÁRIO DE SAÚDE
• Captar precocemente as gestantes par...
MÃES DE MINAS
RESOLUÇÃO CIB/SUS Nº 3669

INCENTIVO FINANCEIRO POR
GESTANTE IDENTIFICADA PELO
AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE
I...
INOVAÇÃO

RESOLUÇÃO CIB/SUS Nº 3669

Art. 12. Para os municípios que atingirem, no mínimo, 70% (setenta por cento)
da meta...
INOVAÇÃO

MINUTA DE PROJETO DE LEI

Institui Prêmio de Produtividade destinado aos servidores públicos
municipais integran...
CALL CENTER
MÃES DE MINAS

•Acompanhamento das consultas de pré-natal e exames;
•Acompanhamento das consultas de crescimen...
BOOK SEMANAL

GESTANTES
CADASTRADAS

MÃES
GESTANTES
ACOMPANHADAS

130.819 GESTANTES
CADASTRADAS
75.384 JÁ VIRARAM MÃES

40...
COMO FAÇO PARA CADASTRAR?
GESTANTE, PARENTE OU PROFISSIONAL DE SAÚDE:
DISQUE O NÚMERO 155 DE QUALQUER TELEFONE
INFORMANDO ...
CADASTROS NOS MUNICIPIOS
ENXOVAIS
MÃES DE MINAS
Kit Enxoval composto por:
01 cobertor
02 macacões curto tipo short
02 conjuntos tipo pagão
02 gorro...
MOBILIZAÇÃO SOCIAL
• Curso de Formação, Mobilização e Articulação dos
Meios de Comunicação Comunitários
• Parceria junto a...
PORTAL REDE MÃES DE MINAS

PORTAL REDE MÃES DE MINAS
PROJETO TABLETS
NA ATENÇÃO
PRIMÁRIA
O PROJETO TABLETS NA ATENÇÃO
PRIMÁRIA
VISÃO:

ESTIMULAR A PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E O CUIDADO A SAÚDE
DOS MINEIROS, ATRAVÉS DA...
OBJETIVOS
INICIAIS
Facilitar os processos de
trabalho dos Agentes
Comunitários de Saúde,
propiciando agilidade,
integração...
PROGRAMA DE CONTROLE DA
TOXOPLASMOSE CONGÊNITA
1.Total de gestantes triadas: 39.896
2. Total de 1º amostras colhidas: 39.8...
MÃES DE MINAS
Antônio Jorge de
Souza Marques
SECRETARIA DE ESTADO DE
SAÚDE DE MINAS GERAIS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Infantil e Materna

4.120 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Atenção Primária à Saúde: Seu papel no Programa de Redução da Mortalidade Infantil e Materna

  1. 1. ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE SEU PAPEL NO PROGRAMA DE REDUÇÃO DA MORTALIDADE INFANTIL E MATERNA
  2. 2. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO Taxa de Mortalidade Infantil (‰) 2012 MINAS GERAIS: 12,7 NORDESTE 20,0 JEQUITINHONHA 17,6 LESTE DO SUL 14,8 SUDESTE 15,7 Fonte: SIM/SINASC/SES MG Dados Preliminares, consultados em Setembro/2013 Método direto. Alerta para as desigualdades regionais, que são ainda maiores quando se avalia as microrregiões assistenciais.
  3. 3. MORTALIDADE INFANTIL: DESIGUALDADES REGIONAIS REGIÕES DE SAÚDE AMPLIADA Taxa de Mortalidade Infantil (2010 - 2012) 19,1 17,2 15,3 15 14,3 13,5 13,3 13 12,7 11,9 11,7 11,4 10,5 12,8 Nordeste Jequitinhonha Sudeste Leste do Sul Centro Sul Norte Leste Oeste Noroeste Triângulo do Sul Sul Centro Triângulo do Norte MINAS GERAIS 0 5 10 15 20 Tx por 1.000 NV Norte Nordeste Jequitinhonha Noroeste Centro Triângulo do Norte Leste Triângulo do Sul Oeste Leste do sul 25 Legenda: até 11,9 11,9 --| 13,3 13,3 --| 15 15--| 19,1 Centro sul Sul Sudeste
  4. 4. MORTALIDADE INFANTIL POR COMPONENTE SITUAÇÃO ATUAL Fonte: SIM/SINASC/DATASUS Nota (*): Dados Preliminares, consultados em Setembro/2013 Método direto.
  5. 5. Óbitos menores de um ano excluídos peso menor 1500g. e mal formações congênitas segundo Critérios de Evitabilidade, Minas Gerais, janeiro a outubro de 2013 1% 1.1. Reduzível pelas ações de imunização 13% 14% 1.2.1 Reduzíveis atenção à mulher na gestação N=655 1.2.2 Reduz por adequada atenção à mulher no parto 10% 16% 1.2.3 Reduzíveis adequada atenção ao recém-nascido 1.3. Reduz ações diagnóstico e tratamento adequado 8% 1.4. Reduz. ações promoção à saúde vinc. Aç. At 10% 2. Causas mal definidas 28% 3. Demais causas (não claramente evitáveis) Evitabilidade: Lista Brasileira, Malta et al Fonte: SIM/DASS
  6. 6. Proporção de Óbitos Selecionados * de Menores de Um Ano, Evitaveis por Ações de Imunização, Segundo Regiões de Saúde, Minas Gerais, janeiro a outubro de 2013 10,0 8,3 7,5 5,0 2,5 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 *Pes o a ci ma de 1500g e excl ui dos ma l forma çã o congêni ta Fonte: SIM/DASS 0,9 1,1 1,4 2,0
  7. 7. Proporção de Óbitos Selecionados* de Menores de Um Ano, Evitaveis por Atenção à Mulher na Gestação, Segundo Regiões de Saúde, Minas Gerais, janeiro a outubro de 2013 35,0 30,0 25,0 20,0 15,0 10,0 5,0 0,0 17,5 14,0 14,3 15,8 12,5 12,5 13,5 10,0 11,9 6,7 8,3 20,0 21,7 26,0
  8. 8. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO Razão de Morte Materna (‰0) 2012 MINAS GERAIS: 32,4 NORDESTE 34,4 JEQUITINHONHA 50,9 LESTE DO SUL 34,4 SUDESTE 25,6 Fonte: SIM/SINASC/SES MG Dados Preliminares, consultados em Setembro/2013 Método direto. Alerta para as desigualdades regionais, que são ainda maiores quando se avalia as microrregiões assistenciais.
  9. 9. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO PRÉ-NATAL Cobertura de consultas de pré-natal, Minas Gerais, 2009 Público alvo do Mães de Minas Dos 252.370 nascidos vivos de 2009, 88.329 realizaram menos que 7 consultas de pré-natal. Fonte: DATASUS/MS
  10. 10. Percentual de partos cesáreos por Região Ampliada de Saúde, 2010 a 2012 Norte Nordeste Jequitinhonha Noroeste Centro Triângulo do Norte Leste Triângulo do Sul Oeste Leste do sul Centro sul Sul Sudeste Fonte: SINASC/CGSIS/DASS/SVEAST/SubVPS/SESMG. Dados atualizados em 29/01/2013 Legenda: até 49,4 49,4 --| 61,9 61,9 --| 67,9 67,9--| 80,3
  11. 11. PROPOSTA DE ENFRENTAMENTO O TRABALHO EM REDES DE ATENÇÃO A SAÚDE MUDANÇA DE MODELOS ALTA COMPLEXIDADE MÉDIA COMPLEXIDADE ATENÇÃO BÁSICA ORGANIZAÇÃO HIERÁRQUICA Fonte: MENDES, E. V. As Redes de Atenção à Saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2011. 549p. ORGANIZAÇÃO POLIÁRQUICA (REDES)
  12. 12. PROGRAMA VIVA VIDA O Programa Viva Vida tem como objetivo a redução da mortalidade materna e infantil no Estado de Minas Gerais.
  13. 13. ESTRATÉGIAS Estruturação da Rede Qualificação da Rede Comunicação Social • Desenho e Modelagem da Rede • Investimentos: construção, reforma e aquisição de equipamentos e custeio para os pontos de atenção à saúde • Destaque: • Centro Viva Vida • Casa de Apoio à Gestante e a Puérpera • Leitos de UTI Neonatal • Qualificação dos processos / Linhas Guias • Capacitação de profissionais • Melhoria da qualidade das informações/Comitês de Prevenção da Mortalidade Materna e de Prevenção do Óbito Fetal e Infantil • Projeto Mães de Minas • Rede Mães de Minas (Site) • Parcerias de Mobilização (Curso de Formação, Mobilização e Articulação dos Meios de Comunicação Comunitários como estratégia articulada para Redução do Óbito Materno e Infantil
  14. 14. REDE VIVA VIDA Call Center Mães de Minas CENTRO VIVA VIDA Prontuário Eletrônico Transporte Sanitário Cartão SUS Sus-fácil UBS Apoio Diagnóstico CASA DE APOIO À GESTANTE MATERNIDAD E RISCO HABITUAL MATERNIDADE DE ALTO RISCO Sistemas Informativos UNIDADE NEONATAL DE CUIDADOS PROGRESSIVOS Nível Primário Nível Secundário Nível Terciário CASA DE APOIO À GESTANTE MATERNIDADE DE MUITO ALTO RISCO Assistência Farmacêutica UNIDADE NEONATAL DE CUIDADOS PROGRESSIVOS SISTEMAS DE APOIO E LOGÍSTICO HOSPITAL PEDIÁTRICO MICROREGIONAL
  15. 15. AÇÕES IMPLANTADAS PROGRAMA VIVA VIDA 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Em Implantadas Processo + Previstas CVVRS 0 0 0 0 6 16 18 24 25 28 28 3 31 CAGEP 0 0 0 0 1 4 6 6 7 14 17 12 29 Maternidades de Alto Risco 8 9 12 15 17 17 26 30 32 34 34 18 52 IHAC 11 13 16 17 18 19 19 20 21 22 23 0 23 Leitos de UTI Neo/Pediátricas 224 232 327 327 372 400 411 441 501 508 529 175 704 Ação  12 Bancos de Leite Humano implantados e 3 em processo de credenciamento;  26 Postos de Coleta implantados e 18 em processo de credenciamento. Fonte: Programa Viva Via Setembro/2013
  16. 16. NOVOS CRITÉRIOS PARA ESTRATIFICAÇÃO DE RISCO E ACOMPANHAMENTO DA GESTANTE
  17. 17. PARCERIA TÉCNICA SES/MG – SOGIMIG PARCERIA TÉCNICA COM SOGIMIG para revisão da programação do pré-natal e da assistência ao parto 1. Estratificação do risco perinatal em 4 níveis – baixo, médio, alto e muito alto risco com definição da carteira de exames de acordo com o risco; 2. Perfilização das maternidades para vinculação das gestantes e seus recém-nascidos às unidades perinatais de acordo com o risco clínico 3. Modelagem da rede com adequação dos fluxos, integração dos pontos de atenção
  18. 18. ESTRATIFICAÇÃO DO RISCO GESTACIONAL Nova Atual Risco Habitual Risco Habitual Médio Risco Alto Risco Alto Risco Muito Alto Risco
  19. 19. ÓBITO: “EVENTO CATASTRÓFICO” Grupo de Trabalho (GT) Estadual para redução da mortalidade materna e mortalidade infantil, com definição de responsabilidade, composição e rotinas, objetivando organizar o processo de vigilância e investigação de óbitos materno, fetal e infantil bem como, monitoramento do evento.  ORDEM DE SERVIÇO SES/MG Nº 788 DE 03 DE ABRIL DE 2013. Institui o Grupo de Trabalho para Redução da Mortalidade Materna, Fetal e Infantil para o Estado de Minas Gerais. GT Grupo de Trabalho para Redução da Mortalidade Materna e Infantil Subgrupo da Informação Mapeamento de Rede
  20. 20. VIVA VIDA PROGRAMA DE REDUÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA E MORTALIDADE INFANTIL Vigilância Assistência Vigilância da Situação de Saúde da MMI Organização da investigação do óbito MI Medidas de notificação, análise e encaminhamentos Qualificação da atenção a saúde Rede Viva Vida Mães de Minas Organização da rede Viva Vida Qualificação do Pré-natal Parcerias e capacitação Regulação Bloqueio de AIH Contrato de transporte aéreo Comunicação e Mobilização Portal Rede Mãe Curso Comunicadores Parcerias de Mobilização QG – Quadro Geral de Acompanhamento de Casos Urgentes Mapeamento e contratação de leitos de UTI neonatal Públicos e Privados
  21. 21. PROGRAMA MÃES DE MINAS CAPTAÇÃO PRECOCE DA GESTANTE “TODAS AS GESTANTES MINEIRAS IDENTIFICADAS E ACOLHIDAS PELO GOVERNO DE MINAS, UTILIZANDO DE FORMA PLENA A REDE VIVA VIDA,PARA QUE TODAS AS CRIANÇAS MINEIRAS NASÇAM COM DIGNIDADE E VIVAM COM SAÚDE”. http://www.maesdeminas.com.br/
  22. 22. O PROGRAMA MÃES DE MINAS O QUE É? O PROGRAMA MÃES DE MINAS NASCEU EM 2012 PARA CUIDAR DA VIDA DOS NOVOS MINEIROS. TRATA-SE DE UM CONJUNTO DE AÇÕES DE SAÚDE VOLTADAS PARA A PROTEÇÃO E O CUIDADO DA GESTANTE E DA CRIANÇA NO PRIMEIRO ANO DE VIDA, ALICERÇADA NA REDE VIVA VIDA DE ATENÇÃO À MULHER E À CRIANÇA EXISTENTE DESDE 2003 NO ESTADO DE MINAS GERAIS.
  23. 23. O PROGRAMA MÃES DE MINAS VISÃO: “TODAS AS GESTANTES MINEIRAS IDENTIFICADAS E ACOLHIDAS PELO GOVERNO DE MINAS, UTILIZANDO DE FORMA PLENA A REDE VIVA VIDA E TODAS AS CRIANÇAS MINEIRAS NASCENDO COM DIGNIDADE E VIVENDO COM SAÚDE”. META: REDUZIR A MORTALIDADE INFANTIL EM MINAS GERAIS E GARANTIR UM NASCIMENTO MAIS DIGNO E MAIS SAUDÁVEL.
  24. 24. MÃES DE MINAS Assistência Integral ao parto, puerpério e nascimento CRIANÇAS Assistência Integral a todas as mulheres durante a gestação PARTO PRÉ-NATAL REDUZIR A MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL EM MINAS GERAIS Acompanhar crianças até um ano de vida
  25. 25. AÇÕES DO PROGRAMA • Criação de uma central de atendimento telefônico através do número 155, para o monitoramento da gravidez assim como o acompanhamento e desenvolvimento da criança até um ano de idade; • Incentivo financeiro às Equipes de Saúde da Família pela identificação precoce das gestantes pela Atenção Primária à Saúde; • Implantação de projetos de Mobilização e Comunicação social por meio de parcerias com órgãos governamentais, privados e instituições do terceiro setor para divulgação.
  26. 26. CUIDADOS BÁSICOS PARA O PRÉ-NATAL E PUERPÉRIO AÇÕES DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE • Captar precocemente as gestantes para o pré-natal; • Realizar visita domiciliar para monitoramento das gestantes; • Realizar as ações educativas; • Realizar a busca ativa das faltosas.
  27. 27. MÃES DE MINAS RESOLUÇÃO CIB/SUS Nº 3669 INCENTIVO FINANCEIRO POR GESTANTE IDENTIFICADA PELO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE INCREMENTO DE 100% NO PROGRAMA SAÚDE EM CASA Resolução CIB/SUS Nº 3669
  28. 28. INOVAÇÃO RESOLUÇÃO CIB/SUS Nº 3669 Art. 12. Para os municípios que atingirem, no mínimo, 70% (setenta por cento) da meta estipulada para o indicador “Número de gestantes cadastradas na central de atendimento telefônico do Projeto Mães de Minas” haverá acréscimo de R$ 300,00 (trezentos reais) por gestante cadastrada ao recurso financeiro repassado na terceira apuração anual. §1° A ficha técnica do indicador está disponível no Anexo II desta Resolução. §2° A meta mínima do indicador para cada município encontra-se prevista no Anexo III desta Resolução. §3º Até 50% (cinquenta por cento) do valor relativo ao cadastro das gestantes na central de atendimento telefônico poderá ser repassado para a equipe de saúde da família como bonificação ao desempenho do município. §4º Para efeito do acompanhamento no disposto no caput deste artigo a SES encaminhará a todos os secretários municipais de saúde, via e-mail, um relatório mensal contendo o número de gestantes pré-cadastradas no Call Center, além do relatório detalhado por gestante e UBS vinculada daquelas que concluírem o cadastro completo, ou seja, um relatório completo com detalhamento do nome da gestante acompanhada, endereço, idade gestacional e em qual UBS ela está sendo acompanhada. O relatório terá como marco inicial a data da publicação desta Resolução.
  29. 29. INOVAÇÃO MINUTA DE PROJETO DE LEI Institui Prêmio de Produtividade destinado aos servidores públicos municipais integrantes das Equipes de Atenção Primária à Saúde. Art. 1° Fica instituído o Prêmio de Produtividade, destinado ________________________ (sugestões de texto: “aos servidores públicos municipais integrantes das Equipes de Atenção Primária à Saúde” ou “aos agentes comunitários de saúde integrantes das Equipes de Atenção Primária à Saúde”.) Parágrafo único. Os recursos financeiros para este fim advém do cumprimento das metas pactudas no Termo de Compromisso do Programa Saúde em Casa, especialmente o indicador do Projeto Mães de Minas e o bônus de desempenho, deliberados na Comissão Integestores Bipartite – CIB-MG. Art. 2° O valor, forma, periodicidade e condições de pagamento do prêmio serão definidos em regulamento próprio. Parágrafo único. As despesas decorrentes do Prêmio de Produtividade de que trata o art. 1° desta lei serão custeadas com recursos transferidos fundo à fundo, pelo do Fundo Estadual de Saúde.
  30. 30. CALL CENTER MÃES DE MINAS •Acompanhamento das consultas de pré-natal e exames; •Acompanhamento das consultas de crescimento da criança até 1 ano; •Esclarecimento de dúvidas e ações de reforço educativo, pela equipe de saúde (médicos e enfermeiros); •Identificação de situação de vulnerabilidade e orientação sobre possíveis benefícios; •Fornecimento de relatórios gerenciais (para os gestores municipais).
  31. 31. BOOK SEMANAL GESTANTES CADASTRADAS MÃES GESTANTES ACOMPANHADAS 130.819 GESTANTES CADASTRADAS 75.384 JÁ VIRARAM MÃES 40.319 GESTANTES ACOMPANHADAS
  32. 32. COMO FAÇO PARA CADASTRAR? GESTANTE, PARENTE OU PROFISSIONAL DE SAÚDE: DISQUE O NÚMERO 155 DE QUALQUER TELEFONE INFORMANDO AS 5 INFORMAÇÕES ABAIXO RELATIVAS A UMA GESTANTE: 1. Nome Completo da Gestante 2. Data de Nascimento da Gestante 3. Endereço Completo da Gestante (Logradouro, Nº, Bairro, Cidade e CEP) 4. Nome da Mãe da Gestante 5. Telefone Válido para contato com a gestante DISQUE 155
  33. 33. CADASTROS NOS MUNICIPIOS
  34. 34. ENXOVAIS MÃES DE MINAS Kit Enxoval composto por: 01 cobertor 02 macacões curto tipo short 02 conjuntos tipo pagão 02 gorros de moletom 02 calças compridas 02 pares de meias recém-nascido 01 conjunto de calça e casaco de moletom 01 toalha de banho com capuz 02 pares de sapatinhos recémnascido
  35. 35. MOBILIZAÇÃO SOCIAL • Curso de Formação, Mobilização e Articulação dos Meios de Comunicação Comunitários • Parceria junto a entidades não governamentais com o Projeto de Mobilização Social
  36. 36. PORTAL REDE MÃES DE MINAS PORTAL REDE MÃES DE MINAS
  37. 37. PROJETO TABLETS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA
  38. 38. O PROJETO TABLETS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA VISÃO: ESTIMULAR A PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E O CUIDADO A SAÚDE DOS MINEIROS, ATRAVÉS DA ATUAÇÃO “ON LINE” DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE, COM TROCA DE INFORMAÇÃO E ALIMENTAÇÃO DOS SISTEMAS EM TEMPO REAL.
  39. 39. OBJETIVOS INICIAIS Facilitar os processos de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde, propiciando agilidade, integração e melhoria na qualidade da informação.
  40. 40. PROGRAMA DE CONTROLE DA TOXOPLASMOSE CONGÊNITA 1.Total de gestantes triadas: 39.896 2. Total de 1º amostras colhidas: 39.896 3. Total de 2º amostras colhidas: 4.142 4. Total de 3º amostras colhidas: 486 5. Total de casos com infecção detectada (confirmada): 27 6. Total de casos com infecção suspeita (sob avaliação): Nenhuma* • Triagem Neonatal (Teste do Pezinho) • Inclusão da Fase IV (Hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase) STATUS até 28/08/2013 7. Total de crianças confirmadas na triagem (soro confirmado): 3 8. Total de crianças suspeitas na triagem (aguardando confirmação): 2 *Todos os casos com infecção suspeita (sob avaliação) já possuem um parecer técnico final.
  41. 41. MÃES DE MINAS
  42. 42. Antônio Jorge de Souza Marques SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DE MINAS GERAIS

×