SlideShare uma empresa Scribd logo
ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1
Ficha de trabalho - Promoção de saúde através da ocupação
Vertente: Exercício Físico
1- Qual a área de ocupação que se refere a atividade?
A prática de exercício físico, quer em páticas desportivas quer nas brincadeiras das crianças,
são inseridas nas áreas de ocupação do brincar e do lazer.
2- Qual ou quais as estruturas / funções que podem ser desenvolvidas através da
participação nesta área de ocupação?
Através da prática de exercício físico, quer numa prática desportiva quer ao brincar, muitas
estruturas/ funções são desenvolvidas tais como:
Funções mentais especificas - atenção; memória; afetividade; perceção; função mental para o
sequenciamento de movimentos complexos (como o controlo de velocidade, regulação de
tempo); emocional;
Funções mentais globais - consciência; orientação; temperamento e personalidade; energia e
disposição; qualidade do sono;
Funções sensoriais - visual; auditiva; tátil; dor; propriocetiva; sensibilidade para a mudança de
temperatura e pressão;
Funções relacionadas com o movimento – mobilidade e estabilidade articular; força e resistência
muscular; reflexos motores; controlo dos movimentos (como a coordenação);
Funções do sistema cardiorrespiratório, hematológico e imunológico – pressão arterial;
frequência e ritmo da respiração; resistência física; capacidade aeróbia;
As estruturas desenvolvidas são referentes às funções que também se desenvolvem, ou seja,
partes anatómicas do corpo, tais como órgãos e membros que proporcionam a função do corpo
OMS (2001). Portanto, refere-se a estruturas do sistema nervoso, do sistema cardiorrespiratório,
do sistema metabólico e endócrino; olhos, ouvidos, estruturas do movimento.
ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1
3- O envolvimento nesta área de ocupação promove a saúde? Explicite de que modo
pode ser encarda nesta promoção.
Sim, o envolvimento nesta área de ocupação promove a saúde dado que é uma atividade muito
complexa desenvolvendo várias estruturas e estimulando diversas funções do corpo. Assim, é
uma fonte para a aquisição de bem-estar e para uma melhor disposição perante o quotidiano.
4- Relacione a participação nesta área de ocupação com o conceito de justiça
ocupacional.
A justiça ocupacional refere-se ao direito que todos os indivíduos têm na participação nas
ocupações, independente dos seus contextos e ambientes, ou seja todos devem possuir as
mesmas oportunidades e disponibilidade de recursos para a sua participação em ocupações.
Desta forma, a prática de exercício físico é alcançável a todos os indivíduos, dado ser uma forma
muito dinâmica, versátil e ajustável a qualquer pessoa dependendo das suas capacidades. Além
de que existem diversas formas para se praticar atividade física e seja em que idade forma. Esta
é uma atividade indispensável para a obtenção de saúde bem-estar. E, a não prática de
exercício é que pode condicionar a vida saudável se quem não o pratica.
Vertente : Brincar de uma criança em relação ao seu estado socioeconómico
1- Qual a área de ocupação que se refere a atividade?
O brincar das crianças, seja qual for o seu estado socioeconómico, é inserido numa das poucas
áreas de ocupação que desempenha.
ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1
2- Qual ou quais as estruturas / funções que podem ser desenvolvidas através da
participação nesta área de ocupação?
A partir do brincar, seja qual for o seu estado socioeconómico, são desenvolvidas
competências tais como:
Competências cognitivas: raciocínio; pensamento; atenção; lógica;
Competências sociais: socialização; construção da própria personalidade;
Competências emocionais: afectividade; temperamento;
Competências Físicas: coordenação motora; reflexos motores;
3- O envolvimento nesta área de ocupação promove a saúde? Explicite de que modo
pode ser encarda nesta promoção.
Sim. Existe a promoção da saúde dado que o envolvimento nesta área de ocupação é
abrangente e desenvolve a mesma em várias vertentes como a saúde mental, a saúde social e a
saúde psico-social. Além de desenvolver as crianças, numa fase crucial e de construção da sua
própria personalidade, conseguem através de reforços positivos e negativos aprender com as
próprias brincadeiras. De forma que as torna activas e em constante evolução.
4- Relacione a participação nesta área de ocupação com o conceito de justiça
ocupacional.
Dado que, justiça ocupacional refere-se ao direito que todos os indivíduos têm na participação
nas ocupações, independente dos seus contextos e ambientes, ou seja todos devem possuir as
mesmas oportunidades e disponibilidade de recursos para a sua participação em ocupações, a
ocupação de brincar nas crianças é ajustável a todas seja qual for o seu estado socioeconómico.
Mais que uma ocupação é um direito que todas possuem, pois o seu desenvolvimento surge
muitas vezes das mais pequenas brincadeiras, nos mais diferentes ambientes e contextos com
muitos ou poucos recursos. A promoção de saúde e de bem-estar também passa pela ocupação
brincar nas crianças.
ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1
Referências Bibliográficas
American Occupational Therapy Association, (2014). Occupational therapy practice framework:
Domain and process (3rd ed.). American Journal of Occupational Therapy, 68 (Suppl.1), S1–S48.
http://dx.doi.org/10.5014/ajot.2014.682006 Firfirey, N., & Hess-April, L. (2014). A study to explore
the occupational adaptation of adults with MDR-TB who undergo long-term hospitalisation (Vol.
44, pp.18).

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Ficha de trabalho: Promoção de Saúde

7 8 eja maio removed
7 8 eja maio removed7 8 eja maio removed
7 8 eja maio removed
LucasGuedesLucas
 
Ficha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAIFicha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAI
Grupo OT5
 
SLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdf
SLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdfSLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdf
SLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdf
AndriaRafaelaMoraes
 
Ocupação e saúde relatórios
Ocupação e saúde relatóriosOcupação e saúde relatórios
Ocupação e saúde relatórios
OTutorial2
 
Rascunho trabalho
Rascunho trabalhoRascunho trabalho
Rascunho trabalho
Arlene Pereira
 
CIF em Pediatria
CIF em PediatriaCIF em Pediatria
CIF em Pediatria
Olaf Kraus de Camargo
 
Trabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudávelTrabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudável
Adriana Duarte
 
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e SaúdePesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
Grupo OT5
 
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e SaúdePesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
Grupo OT5
 
Desporto na sociedade
Desporto na sociedadeDesporto na sociedade
Desporto na sociedade
GrupoVerde12B
 
Pesquisa sobre ocupação e saúde
Pesquisa sobre ocupação e saúdePesquisa sobre ocupação e saúde
Pesquisa sobre ocupação e saúde
Grupo OT5
 
Educacao Fsica
Educacao FsicaEducacao Fsica
Educacao Fsica
MozPosta
 
O que é educacao fisica?
O que é educacao fisica?O que é educacao fisica?
O que é educacao fisica?
Kalina Masset
 
Trabalho de ed. fisica
Trabalho de ed. fisicaTrabalho de ed. fisica
Trabalho de ed. fisica
Wilson Silva
 
Psicomotricidade
PsicomotricidadePsicomotricidade
Psicomotricidade
Isabel Moreno
 
CIF em Reabilitação Infantil
CIF em Reabilitação InfantilCIF em Reabilitação Infantil
CIF em Reabilitação Infantil
Olaf Kraus de Camargo
 
Estimulação essencial gilmar-pc
Estimulação essencial gilmar-pcEstimulação essencial gilmar-pc
Estimulação essencial gilmar-pc
Gilmar Roberto Batista
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Mundus Esportivus
 
REPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERES
REPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERESREPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERES
REPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERES
sonerdecia
 
funcional kids.pptx
funcional kids.pptxfuncional kids.pptx

Semelhante a Ficha de trabalho: Promoção de Saúde (20)

7 8 eja maio removed
7 8 eja maio removed7 8 eja maio removed
7 8 eja maio removed
 
Ficha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAIFicha de Trabalho: IKIGAI
Ficha de Trabalho: IKIGAI
 
SLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdf
SLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdfSLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdf
SLIDES CURSO PAS UEM 1 ETAPA - PDF.pdf
 
Ocupação e saúde relatórios
Ocupação e saúde relatóriosOcupação e saúde relatórios
Ocupação e saúde relatórios
 
Rascunho trabalho
Rascunho trabalhoRascunho trabalho
Rascunho trabalho
 
CIF em Pediatria
CIF em PediatriaCIF em Pediatria
CIF em Pediatria
 
Trabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudávelTrabalhos associados a um estilo de vida saudável
Trabalhos associados a um estilo de vida saudável
 
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e SaúdePesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
 
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e SaúdePesquisa sobre Ocupação e Saúde
Pesquisa sobre Ocupação e Saúde
 
Desporto na sociedade
Desporto na sociedadeDesporto na sociedade
Desporto na sociedade
 
Pesquisa sobre ocupação e saúde
Pesquisa sobre ocupação e saúdePesquisa sobre ocupação e saúde
Pesquisa sobre ocupação e saúde
 
Educacao Fsica
Educacao FsicaEducacao Fsica
Educacao Fsica
 
O que é educacao fisica?
O que é educacao fisica?O que é educacao fisica?
O que é educacao fisica?
 
Trabalho de ed. fisica
Trabalho de ed. fisicaTrabalho de ed. fisica
Trabalho de ed. fisica
 
Psicomotricidade
PsicomotricidadePsicomotricidade
Psicomotricidade
 
CIF em Reabilitação Infantil
CIF em Reabilitação InfantilCIF em Reabilitação Infantil
CIF em Reabilitação Infantil
 
Estimulação essencial gilmar-pc
Estimulação essencial gilmar-pcEstimulação essencial gilmar-pc
Estimulação essencial gilmar-pc
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
 
REPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERES
REPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERESREPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERES
REPRODUÇÃO E SAÚDE DOS HUMANOS E OUTROS SERES
 
funcional kids.pptx
funcional kids.pptxfuncional kids.pptx
funcional kids.pptx
 

Mais de Grupo OT5

Ficha de trabalho: Narrativa do Roberto
Ficha de trabalho:  Narrativa do RobertoFicha de trabalho:  Narrativa do Roberto
Ficha de trabalho: Narrativa do Roberto
Grupo OT5
 
Running as an Occupation
Running as an Occupation Running as an Occupation
Running as an Occupation
Grupo OT5
 
Ata 1
Ata 1Ata 1
Ata 1
Grupo OT5
 
Ata 1
Ata 1Ata 1
Ata 1
Grupo OT5
 
Narrativa do David - MOH.
Narrativa do David - MOH.Narrativa do David - MOH.
Narrativa do David - MOH.
Grupo OT5
 
Narrativa do Jon - MOH.
Narrativa do Jon - MOH.Narrativa do Jon - MOH.
Narrativa do Jon - MOH.
Grupo OT5
 
Narrativa do John - MOH
Narrativa do John - MOHNarrativa do John - MOH
Narrativa do John - MOH
Grupo OT5
 
Narrativa do David - MOH
Narrativa do David - MOHNarrativa do David - MOH
Narrativa do David - MOH
Grupo OT5
 
14 18-novembro
14 18-novembro14 18-novembro
14 18-novembro
Grupo OT5
 
Estrutura da prática da Terapia Ocupacional 3ª edição
Estrutura da prática da Terapia Ocupacional  3ª ediçãoEstrutura da prática da Terapia Ocupacional  3ª edição
Estrutura da prática da Terapia Ocupacional 3ª edição
Grupo OT5
 
Ata 14
Ata 14Ata 14
Ata 14
Grupo OT5
 
Poster- Resumo das aulas TO 3.º Problema
Poster- Resumo das aulas TO 3.º ProblemaPoster- Resumo das aulas TO 3.º Problema
Poster- Resumo das aulas TO 3.º Problema
Grupo OT5
 
Organização do Portefólio
Organização do Portefólio Organização do Portefólio
Organização do Portefólio
Grupo OT5
 
Relatório filme "Amigos Improváveis"
Relatório filme "Amigos Improváveis" Relatório filme "Amigos Improváveis"
Relatório filme "Amigos Improváveis"
Grupo OT5
 
Grelhas de Observação
Grelhas de ObservaçãoGrelhas de Observação
Grelhas de Observação
Grupo OT5
 
Esquema sobre o processo em Terapia Ocupacional
Esquema sobre o processo em Terapia OcupacionalEsquema sobre o processo em Terapia Ocupacional
Esquema sobre o processo em Terapia Ocupacional
Grupo OT5
 
Grelha de Observação segundo o EPTO
Grelha de Observação segundo o EPTOGrelha de Observação segundo o EPTO
Grelha de Observação segundo o EPTO
Grupo OT5
 
Pesquisa sobre conceitos de Ciência Ocupacional
Pesquisa sobre conceitos de Ciência OcupacionalPesquisa sobre conceitos de Ciência Ocupacional
Pesquisa sobre conceitos de Ciência Ocupacional
Grupo OT5
 
Conteúdos lecionados de Terapia Ocupacional
Conteúdos lecionados de Terapia OcupacionalConteúdos lecionados de Terapia Ocupacional
Conteúdos lecionados de Terapia Ocupacional
Grupo OT5
 
Conteúdos de CSH.
Conteúdos de CSH.Conteúdos de CSH.
Conteúdos de CSH.
Grupo OT5
 

Mais de Grupo OT5 (20)

Ficha de trabalho: Narrativa do Roberto
Ficha de trabalho:  Narrativa do RobertoFicha de trabalho:  Narrativa do Roberto
Ficha de trabalho: Narrativa do Roberto
 
Running as an Occupation
Running as an Occupation Running as an Occupation
Running as an Occupation
 
Ata 1
Ata 1Ata 1
Ata 1
 
Ata 1
Ata 1Ata 1
Ata 1
 
Narrativa do David - MOH.
Narrativa do David - MOH.Narrativa do David - MOH.
Narrativa do David - MOH.
 
Narrativa do Jon - MOH.
Narrativa do Jon - MOH.Narrativa do Jon - MOH.
Narrativa do Jon - MOH.
 
Narrativa do John - MOH
Narrativa do John - MOHNarrativa do John - MOH
Narrativa do John - MOH
 
Narrativa do David - MOH
Narrativa do David - MOHNarrativa do David - MOH
Narrativa do David - MOH
 
14 18-novembro
14 18-novembro14 18-novembro
14 18-novembro
 
Estrutura da prática da Terapia Ocupacional 3ª edição
Estrutura da prática da Terapia Ocupacional  3ª ediçãoEstrutura da prática da Terapia Ocupacional  3ª edição
Estrutura da prática da Terapia Ocupacional 3ª edição
 
Ata 14
Ata 14Ata 14
Ata 14
 
Poster- Resumo das aulas TO 3.º Problema
Poster- Resumo das aulas TO 3.º ProblemaPoster- Resumo das aulas TO 3.º Problema
Poster- Resumo das aulas TO 3.º Problema
 
Organização do Portefólio
Organização do Portefólio Organização do Portefólio
Organização do Portefólio
 
Relatório filme "Amigos Improváveis"
Relatório filme "Amigos Improváveis" Relatório filme "Amigos Improváveis"
Relatório filme "Amigos Improváveis"
 
Grelhas de Observação
Grelhas de ObservaçãoGrelhas de Observação
Grelhas de Observação
 
Esquema sobre o processo em Terapia Ocupacional
Esquema sobre o processo em Terapia OcupacionalEsquema sobre o processo em Terapia Ocupacional
Esquema sobre o processo em Terapia Ocupacional
 
Grelha de Observação segundo o EPTO
Grelha de Observação segundo o EPTOGrelha de Observação segundo o EPTO
Grelha de Observação segundo o EPTO
 
Pesquisa sobre conceitos de Ciência Ocupacional
Pesquisa sobre conceitos de Ciência OcupacionalPesquisa sobre conceitos de Ciência Ocupacional
Pesquisa sobre conceitos de Ciência Ocupacional
 
Conteúdos lecionados de Terapia Ocupacional
Conteúdos lecionados de Terapia OcupacionalConteúdos lecionados de Terapia Ocupacional
Conteúdos lecionados de Terapia Ocupacional
 
Conteúdos de CSH.
Conteúdos de CSH.Conteúdos de CSH.
Conteúdos de CSH.
 

Último

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

Ficha de trabalho: Promoção de Saúde

  • 1. ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1 Ficha de trabalho - Promoção de saúde através da ocupação Vertente: Exercício Físico 1- Qual a área de ocupação que se refere a atividade? A prática de exercício físico, quer em páticas desportivas quer nas brincadeiras das crianças, são inseridas nas áreas de ocupação do brincar e do lazer. 2- Qual ou quais as estruturas / funções que podem ser desenvolvidas através da participação nesta área de ocupação? Através da prática de exercício físico, quer numa prática desportiva quer ao brincar, muitas estruturas/ funções são desenvolvidas tais como: Funções mentais especificas - atenção; memória; afetividade; perceção; função mental para o sequenciamento de movimentos complexos (como o controlo de velocidade, regulação de tempo); emocional; Funções mentais globais - consciência; orientação; temperamento e personalidade; energia e disposição; qualidade do sono; Funções sensoriais - visual; auditiva; tátil; dor; propriocetiva; sensibilidade para a mudança de temperatura e pressão; Funções relacionadas com o movimento – mobilidade e estabilidade articular; força e resistência muscular; reflexos motores; controlo dos movimentos (como a coordenação); Funções do sistema cardiorrespiratório, hematológico e imunológico – pressão arterial; frequência e ritmo da respiração; resistência física; capacidade aeróbia; As estruturas desenvolvidas são referentes às funções que também se desenvolvem, ou seja, partes anatómicas do corpo, tais como órgãos e membros que proporcionam a função do corpo OMS (2001). Portanto, refere-se a estruturas do sistema nervoso, do sistema cardiorrespiratório, do sistema metabólico e endócrino; olhos, ouvidos, estruturas do movimento.
  • 2. ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1 3- O envolvimento nesta área de ocupação promove a saúde? Explicite de que modo pode ser encarda nesta promoção. Sim, o envolvimento nesta área de ocupação promove a saúde dado que é uma atividade muito complexa desenvolvendo várias estruturas e estimulando diversas funções do corpo. Assim, é uma fonte para a aquisição de bem-estar e para uma melhor disposição perante o quotidiano. 4- Relacione a participação nesta área de ocupação com o conceito de justiça ocupacional. A justiça ocupacional refere-se ao direito que todos os indivíduos têm na participação nas ocupações, independente dos seus contextos e ambientes, ou seja todos devem possuir as mesmas oportunidades e disponibilidade de recursos para a sua participação em ocupações. Desta forma, a prática de exercício físico é alcançável a todos os indivíduos, dado ser uma forma muito dinâmica, versátil e ajustável a qualquer pessoa dependendo das suas capacidades. Além de que existem diversas formas para se praticar atividade física e seja em que idade forma. Esta é uma atividade indispensável para a obtenção de saúde bem-estar. E, a não prática de exercício é que pode condicionar a vida saudável se quem não o pratica. Vertente : Brincar de uma criança em relação ao seu estado socioeconómico 1- Qual a área de ocupação que se refere a atividade? O brincar das crianças, seja qual for o seu estado socioeconómico, é inserido numa das poucas áreas de ocupação que desempenha.
  • 3. ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1 2- Qual ou quais as estruturas / funções que podem ser desenvolvidas através da participação nesta área de ocupação? A partir do brincar, seja qual for o seu estado socioeconómico, são desenvolvidas competências tais como: Competências cognitivas: raciocínio; pensamento; atenção; lógica; Competências sociais: socialização; construção da própria personalidade; Competências emocionais: afectividade; temperamento; Competências Físicas: coordenação motora; reflexos motores; 3- O envolvimento nesta área de ocupação promove a saúde? Explicite de que modo pode ser encarda nesta promoção. Sim. Existe a promoção da saúde dado que o envolvimento nesta área de ocupação é abrangente e desenvolve a mesma em várias vertentes como a saúde mental, a saúde social e a saúde psico-social. Além de desenvolver as crianças, numa fase crucial e de construção da sua própria personalidade, conseguem através de reforços positivos e negativos aprender com as próprias brincadeiras. De forma que as torna activas e em constante evolução. 4- Relacione a participação nesta área de ocupação com o conceito de justiça ocupacional. Dado que, justiça ocupacional refere-se ao direito que todos os indivíduos têm na participação nas ocupações, independente dos seus contextos e ambientes, ou seja todos devem possuir as mesmas oportunidades e disponibilidade de recursos para a sua participação em ocupações, a ocupação de brincar nas crianças é ajustável a todas seja qual for o seu estado socioeconómico. Mais que uma ocupação é um direito que todas possuem, pois o seu desenvolvimento surge muitas vezes das mais pequenas brincadeiras, nos mais diferentes ambientes e contextos com muitos ou poucos recursos. A promoção de saúde e de bem-estar também passa pela ocupação brincar nas crianças.
  • 4. ESS – Licenciatura em Terapia Ocupacional – UC1 Referências Bibliográficas American Occupational Therapy Association, (2014). Occupational therapy practice framework: Domain and process (3rd ed.). American Journal of Occupational Therapy, 68 (Suppl.1), S1–S48. http://dx.doi.org/10.5014/ajot.2014.682006 Firfirey, N., & Hess-April, L. (2014). A study to explore the occupational adaptation of adults with MDR-TB who undergo long-term hospitalisation (Vol. 44, pp.18).