SlideShare uma empresa Scribd logo
Evolução em Dois Mundos
Pelo espírito de André Luiz
Psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira
Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO
Goiânia (GO)
Primeira Parte - Capítulo III
Evolução e Corpo Espiritual
17/04/2017
Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO
Goiânia (GO)
Evolução e Corpo Espiritual
1º ato: Primórdios da Vida
2º ato: Nascimento do Reino Vegetal, das Algas e do Reino
Animal
3º ato: Surgimento do Homem, o Ser Pensante
E quando a cortina do palco se abre para o
primeiro ato...
O cenário que se revela para nós é a própria Terra, quando
os Gênios Construtores, liderados por Jesus, a
consideraram apta a receber as sementes da Vida!
O autor de tudo isso é a Inteligência Suprema, o Criador de
todas as coisas;
E os Protagonistas são a Mônada Celeste e o Protoplasma
O Diretor é Jesus, liderando sua equipe de trabalho formada
pelos Gênios Construtores;
O Roteirista dessa história é André Luiz, o Autor Espiritual.
E quem são esses protagonistas?
MÔNADA CELESTE ► o átomo espiritual; o princípio
inteligente
PROTOPLASMA ► do grego: protos para primeira; e
plasma para coisa formada ou seja, primeira coisa
formada
Atualmente, chamamos de
protoplasma, todo o conteúdo
vivo de uma célula, com o seu
núcleo e todas as suas
organelas (exceção feita à
membrana plasmática)
André Luiz se refere ao ’protoplasma’ como a primeira
substância apta a vincular-se com o princípio inteligente;
podemos dizer que protoplasma tenha sido a primeira
coisa viva no planeta, antes da presença de qualquer ser
vivo organizado; serviu de substrato primordial para o
princípio inteligente e, com o tempo, foi se diferenciando,
vindo a transformar-se em uma célula viva.
A trama deste primeiro ato gira, justamente, em torno da
primeira união entre o princípio inteligente e a matéria.
Vejamos como tudo começou..
O enredo
“A matéria elementar [...] dera nascimento à província
terrestre, no Estado Solar a que pertencemos [...].”
“A imensa fornalha atômica estava habilitada a receber as
sementes da vida e, sob o impulso dos Gênios Construtores,
que operavam no orbe nascituro, vemos o seio da Terra
recoberto de mares mornos, invadido por gigantesca massa
viscosa a espraiar-se no colo da paisagem primitiva.”
“Dessa geleia
cósmica verte o
princípio
inteligente, em
suas primeiras
manifestações... “
“Trabalhadas, no transcurso de milênios, pelos operários
espirituais que lhes magnetizam os valores, permutando-os
entre si, sob a ação do calor interno e do frio exterior, as
mônadas celestes exprimem-se no mundo através da rede
filamentosa do protoplasma de que se lhes derivaria a
existência organizada no Globo constituído.”
“SÉCULOS DE ATIVIDADES SILENCIOSAS
PERPASSAM SUCESSIVOS...”
2º ATO
Nascimento do Reino Vegetal e do Reino Animal
Formação das Algas
Nascimento do Reino Vegetal
Dos Artrópodes aos Dromatérios e Anfitérios
”Aparecem os vírus e, com eles, surge o campo primacial
da existência...”
”Evidenciam-se, desde então, as bactérias rudimentares,
cujas espécies se perderam nos alicerces profundos da
evolução...”
O vírus não tem célula; é apenas material
genético (DNA ou RNA) encapsulado.
A bactéria é unicelular, mas
não tem núcleo; o DNA fica
livre no citoplasma que é
envolvido pela membrana
plasmática.
A ameba é também unicelular, mas já
contém um núcleo, envolvido pela
carioteca.
OS REINOS DA NATUREZA
MONERA bactérias
PROTISTA protozoários e algas
FUNGI
PLANTAE
ANIMALIA
Depois da bactéria (unicelular e sem núcleo),
aparecem “as algas nadadoras [...] vestidas em
membranas celulósicas, dotadas de
extrema motilidade e sensibilidade,
como formas monocelulares,
em que a mônada já evoluída
ergue-se a estágio
superior”.
“Sustentado pelos recursos da vida que, na bactéria e na
célula, constituem o líquido protoplasmático, o princípio
inteligente nutre-se agora da clorofila, que revela um átomo
de magnésio em cada molécula, precedendo a constituição do
sangue de que se alimentará no Reino Animal.”
Um pouco mais adiante, neste mesmo capítulo, referindo-se à
hemoglobina, André Luiz destaca “o parentesco inalienável
das individualizações do espírito nas mutações da
forma que atende ao progresso incessante da
Criação”. Vejamos ☞
PARENTESCO ENTRE A HEMOGLOBINA E A CLOROFILA
CLOROFILA
A clorofila é o pigmento verde das plantas e está presente no
interior das cloroplastos; tem como função principal captar a
luz solar, produzindo açúcar e água e liberando Oxigênio.
A hemoglobina é o pigmento vermelho do sangue; está
presente no interior das hemácias e tem como função
principal o transporte de Oxigênio dos pulmões para as
células do corpo
HEMOGLOBINA
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo Espiritual -17-04-2017
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo Espiritual -17-04-2017
das cristalizações atômicas e dos minerais,
dos vírus e do protoplasma,
das bactérias e das amebas,
das algas e dos vegetais do período pré-câmbrico...
aos fetos e às licopodiáceas, (plantas vasculares sem sementes:
samambaias e musgos)
aos trilobites e cistídeos (artrópodes característicos do Paleozóico,
conhecidos apenas do registro fóssil; e invertebrados marinhos – estrela do
mar)
aos cefalópodes, foraminíferos e radiolários dos terrenos
silurianos, (nesses indivíduos começam a se delinear as estruturas
esqueléticas e a organização dos sistemas digestivo, de locomoção, etc..)
o princípio espiritual atingiu espongiários e celenterados
da era paleozoica, esboçando a estrutura esquelética
O princípio inteligente foi, dessa forma, estagiando em
seres os mais variados, elaborando, lentamente, sua
estrutura óssea e muscular, bem como os sofisticados
sistemas digestivo, reprodutivo, vascular, nervoso, enfim...
“Viajando sempre, adquire entre os dromatérios (dinossauros
primitivos) e anfitérios (mamíferos primitivos, sem placenta) os
rudimentos das reações psicológicas superiores,
incorporando as conquistas do instinto e da inteligência.”
... O que nos leva ao terceiro e último ato:
SURGIMENTO DO HOMEM
3º ATO
Faixas inaugurais da
Razão
Elos
desconhecidos da
Evolução
Evolução no
Tempo
Estagiando nas formas animais evolvidas e presentes na
nossa era cenozoica, “a mônada vertida do Plano
Espiritual sobre o Plano Físico, atravessou os mais rudes
crivos da adaptação e seleção, assimilando os valores
múltiplos da organização, da reprodução, da memória, do
instinto, da sensibilidade, da percepção e da preservação
própria, penetrando, assim, pelas vias da inteligência mais
completa e laboriosamente adquirida, nas faixas
inaugurais da razão”.
Contudo, André Luiz destaca que não podemos circunscrever a
experiência do princípio divino que aportou na Terra, apenas ao
Plano Físico...
... porquanto, “variados elos da evolução fogem à pesquisa
dos naturalistas, por representarem estágios da consciência
fragmentária fora do campo carnal propriamente dito, nas
regiões extrafísicas, em que essa mesma consciência
incompleta prossegue elaborando o seu veículo sutil, então
classificado como protoforma humana, correspondente ao
grau evolutivo em que se encontra.”
A viagem do ser ao longo do tempo...
“É assim que dos organismos monocelulares aos
complexos, em que a inteligência disciplina as células, [...] o
ser viaja rumo à elevada destinação que lhe foi traçada do
Plano Superior, tecendo, com os fios da experiência, a túnica
da própria exteriorização, segundo o molde mental que traz
consigo, dentro das leis de ação, reação e renovação em que
mecaniza as próprias aquisições, construindo o centro
coronário, no próprio cérebro [...], pelo qual configura os
demais centros energéticos, que lhe orientam a marcha,
fixando-os na tessitura da própria alma.”
A viagem do ser ao longo do tempo...
Muito antes de chegar à idade da
razão, e adquirir o título de
homem, o ser precisou, viajar por,
pelo menos, 1 bilhão e meio de
anos até chegar nos primórdios
da época quaternária (na idade da
pedra lascada).
“E entendendo-se que a civilização aludida floresceu há mais ou
menos duzentos mil anos, preparando o homem, com a benção do
Cristo, para a responsabilidade, somos induzidos a reconhecer o
caráter recente dos conhecimentos psicológicos, destinados a
automatizar na constituição fisiopsicossomática do espírito
humano as aquisições morais que lhe habilitarão a consciência
terrestre a mais amplo degrau de ascensão à Consciência
Cósmica.”
“É assim que tudo serve, que tudo se encadeia na natureza,
desde o átomo primitivo, até o arcanjo, que também começou
por átomo. Admirável lei de harmonia, que o vosso acanhado
espírito ainda não pode apreender em seu conjunto!”
O Livro dos Espíritos: 540
Sugestões para leitura
O Livro dos Espíritos, Allan Kardec – perguntas: 540; 560; 604; 606; 607
Do Átomo ao Arcanjo, Zoé Maria Saraiva Paím – Capítulo 1: A Origem do
Universo
150 Anos de Pioneirismo Científico, Marlene Nobre – Mednesp 2007:
www.amebrasil.org.br
No Mundo Maior, F.C. Xavier / André Luiz – Capítulo 3: A Casa Mental
A Gênese, Allan Kardec – Capítulo 3, item 11: O Instinto e a Inteligência
A Caminho da Luz, F.C. Xavier / Emmanuel – Capítulo 1: A Gênese
Planetária; e Capítulo 2: A Vida Organizada

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
Bruno Cechinel Filho
 
Mundos de Regeneração
Mundos de RegeneraçãoMundos de Regeneração
Mundos de Regeneração
Leonardo Araújo
 
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Denise Aguiar
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Cynthia Castro
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
Jorge Luiz dos Santos
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Cynthia Castro
 
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreiçãoGenese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Fernando A. O. Pinto
 
Roteiro 4 progressão dos espíritos
Roteiro  4   progressão dos espíritosRoteiro  4   progressão dos espíritos
Roteiro 4 progressão dos espíritos
Bruno Cechinel Filho
 
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5   diferentes categorias de mundos habitadosRoteiro 5   diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
Bruno Cechinel Filho
 
Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel
Ceile Bernardo
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Aula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espiritaAula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espirita
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Cynthia Castro
 
Retorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5hRetorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5h
home
 
Mistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismoMistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismo
jcevadro
 
A força do pensamento
A força do pensamentoA força do pensamento
A força do pensamento
Erik Gabriel Thomazi
 
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
Roteiro  2   origem e natureza do espíritoRoteiro  2   origem e natureza do espírito
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
Bruno Cechinel Filho
 
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptxRetorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Rosimeire Alves
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 

Mais procurados (20)

Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
 
Mundos de Regeneração
Mundos de RegeneraçãoMundos de Regeneração
Mundos de Regeneração
 
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
 
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreiçãoGenese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
 
Roteiro 4 progressão dos espíritos
Roteiro  4   progressão dos espíritosRoteiro  4   progressão dos espíritos
Roteiro 4 progressão dos espíritos
 
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5   diferentes categorias de mundos habitadosRoteiro 5   diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
 
Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
 
Aula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espiritaAula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espirita
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
 
Retorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5hRetorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5h
 
Mistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismoMistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismo
 
A força do pensamento
A força do pensamentoA força do pensamento
A força do pensamento
 
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
Roteiro  2   origem e natureza do espíritoRoteiro  2   origem e natureza do espírito
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
 
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptxRetorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
 

Semelhante a Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo Espiritual -17-04-2017

Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1   espírito, matéria e fluidosRoteiro 1   espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Joao Paulo
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
Falec
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
Cosmovisão
Falec
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
Falec
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
Ceile Bernardo
 
Mae 2,3,4
Mae 2,3,4Mae 2,3,4
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdfG1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
FilipeDuartedeBem
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
Leonardo Pereira
 
Consciência Cósmica
Consciência CósmicaConsciência Cósmica
Consciência Cósmica
Targon Darshan
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
Carla Pinheiro
 
Rot 2 mod 4 fund 1
Rot 2 mod 4 fund 1Rot 2 mod 4 fund 1
Rot 2 mod 4 fund 1
Shantappa Jewur
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Cynthia Castro
 
A criação
A criaçãoA criação
A criação
Márcia Albuquerque
 
Gênese orgânica
Gênese orgânicaGênese orgânica
Gênese orgânica
Ana Cláudia Leal Felgueiras
 
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Patricia Farias
 
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Fernando A. O. Pinto
 
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Fernando Pinto
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Antonino Silva
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Cynthia Castro
 
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 

Semelhante a Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo Espiritual -17-04-2017 (20)

Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1   espírito, matéria e fluidosRoteiro 1   espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
Cosmovisão
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
 
Mae 2,3,4
Mae 2,3,4Mae 2,3,4
Mae 2,3,4
 
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdfG1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
G1 Aula 10 Pluralidade_dos_Mundos-convertido.pdf
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
 
Consciência Cósmica
Consciência CósmicaConsciência Cósmica
Consciência Cósmica
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Rot 2 mod 4 fund 1
Rot 2 mod 4 fund 1Rot 2 mod 4 fund 1
Rot 2 mod 4 fund 1
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
 
A criação
A criaçãoA criação
A criação
 
Gênese orgânica
Gênese orgânicaGênese orgânica
Gênese orgânica
 
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
 
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
 
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
 
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
 

Mais de Cynthia Castro

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017
Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017
Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017
Cynthia Castro
 

Mais de Cynthia Castro (20)

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritua...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XI - Existência da Alma -...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
 
Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017
Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017
Evolução Em Dois Mundos - Metodologia - Objetivos - Apresentação - 27032017
 

Último

Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 

Último (14)

Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 

Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo Espiritual -17-04-2017

  • 1. Evolução em Dois Mundos Pelo espírito de André Luiz Psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO Goiânia (GO)
  • 2. Primeira Parte - Capítulo III Evolução e Corpo Espiritual 17/04/2017 Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO Goiânia (GO)
  • 3. Evolução e Corpo Espiritual 1º ato: Primórdios da Vida 2º ato: Nascimento do Reino Vegetal, das Algas e do Reino Animal 3º ato: Surgimento do Homem, o Ser Pensante E quando a cortina do palco se abre para o primeiro ato...
  • 4. O cenário que se revela para nós é a própria Terra, quando os Gênios Construtores, liderados por Jesus, a consideraram apta a receber as sementes da Vida!
  • 5. O autor de tudo isso é a Inteligência Suprema, o Criador de todas as coisas; E os Protagonistas são a Mônada Celeste e o Protoplasma O Diretor é Jesus, liderando sua equipe de trabalho formada pelos Gênios Construtores; O Roteirista dessa história é André Luiz, o Autor Espiritual.
  • 6. E quem são esses protagonistas? MÔNADA CELESTE ► o átomo espiritual; o princípio inteligente PROTOPLASMA ► do grego: protos para primeira; e plasma para coisa formada ou seja, primeira coisa formada Atualmente, chamamos de protoplasma, todo o conteúdo vivo de uma célula, com o seu núcleo e todas as suas organelas (exceção feita à membrana plasmática)
  • 7. André Luiz se refere ao ’protoplasma’ como a primeira substância apta a vincular-se com o princípio inteligente; podemos dizer que protoplasma tenha sido a primeira coisa viva no planeta, antes da presença de qualquer ser vivo organizado; serviu de substrato primordial para o princípio inteligente e, com o tempo, foi se diferenciando, vindo a transformar-se em uma célula viva.
  • 8. A trama deste primeiro ato gira, justamente, em torno da primeira união entre o princípio inteligente e a matéria. Vejamos como tudo começou.. O enredo “A matéria elementar [...] dera nascimento à província terrestre, no Estado Solar a que pertencemos [...].”
  • 9. “A imensa fornalha atômica estava habilitada a receber as sementes da vida e, sob o impulso dos Gênios Construtores, que operavam no orbe nascituro, vemos o seio da Terra recoberto de mares mornos, invadido por gigantesca massa viscosa a espraiar-se no colo da paisagem primitiva.”
  • 10. “Dessa geleia cósmica verte o princípio inteligente, em suas primeiras manifestações... “
  • 11. “Trabalhadas, no transcurso de milênios, pelos operários espirituais que lhes magnetizam os valores, permutando-os entre si, sob a ação do calor interno e do frio exterior, as mônadas celestes exprimem-se no mundo através da rede filamentosa do protoplasma de que se lhes derivaria a existência organizada no Globo constituído.”
  • 12. “SÉCULOS DE ATIVIDADES SILENCIOSAS PERPASSAM SUCESSIVOS...”
  • 13. 2º ATO Nascimento do Reino Vegetal e do Reino Animal Formação das Algas Nascimento do Reino Vegetal Dos Artrópodes aos Dromatérios e Anfitérios
  • 14. ”Aparecem os vírus e, com eles, surge o campo primacial da existência...” ”Evidenciam-se, desde então, as bactérias rudimentares, cujas espécies se perderam nos alicerces profundos da evolução...”
  • 15. O vírus não tem célula; é apenas material genético (DNA ou RNA) encapsulado. A bactéria é unicelular, mas não tem núcleo; o DNA fica livre no citoplasma que é envolvido pela membrana plasmática. A ameba é também unicelular, mas já contém um núcleo, envolvido pela carioteca.
  • 16. OS REINOS DA NATUREZA MONERA bactérias PROTISTA protozoários e algas FUNGI PLANTAE ANIMALIA Depois da bactéria (unicelular e sem núcleo), aparecem “as algas nadadoras [...] vestidas em membranas celulósicas, dotadas de extrema motilidade e sensibilidade, como formas monocelulares, em que a mônada já evoluída ergue-se a estágio superior”.
  • 17. “Sustentado pelos recursos da vida que, na bactéria e na célula, constituem o líquido protoplasmático, o princípio inteligente nutre-se agora da clorofila, que revela um átomo de magnésio em cada molécula, precedendo a constituição do sangue de que se alimentará no Reino Animal.” Um pouco mais adiante, neste mesmo capítulo, referindo-se à hemoglobina, André Luiz destaca “o parentesco inalienável das individualizações do espírito nas mutações da forma que atende ao progresso incessante da Criação”. Vejamos ☞
  • 18. PARENTESCO ENTRE A HEMOGLOBINA E A CLOROFILA
  • 19. CLOROFILA A clorofila é o pigmento verde das plantas e está presente no interior das cloroplastos; tem como função principal captar a luz solar, produzindo açúcar e água e liberando Oxigênio.
  • 20. A hemoglobina é o pigmento vermelho do sangue; está presente no interior das hemácias e tem como função principal o transporte de Oxigênio dos pulmões para as células do corpo HEMOGLOBINA
  • 23. das cristalizações atômicas e dos minerais, dos vírus e do protoplasma, das bactérias e das amebas, das algas e dos vegetais do período pré-câmbrico... aos fetos e às licopodiáceas, (plantas vasculares sem sementes: samambaias e musgos) aos trilobites e cistídeos (artrópodes característicos do Paleozóico, conhecidos apenas do registro fóssil; e invertebrados marinhos – estrela do mar) aos cefalópodes, foraminíferos e radiolários dos terrenos silurianos, (nesses indivíduos começam a se delinear as estruturas esqueléticas e a organização dos sistemas digestivo, de locomoção, etc..) o princípio espiritual atingiu espongiários e celenterados da era paleozoica, esboçando a estrutura esquelética
  • 24. O princípio inteligente foi, dessa forma, estagiando em seres os mais variados, elaborando, lentamente, sua estrutura óssea e muscular, bem como os sofisticados sistemas digestivo, reprodutivo, vascular, nervoso, enfim... “Viajando sempre, adquire entre os dromatérios (dinossauros primitivos) e anfitérios (mamíferos primitivos, sem placenta) os rudimentos das reações psicológicas superiores, incorporando as conquistas do instinto e da inteligência.” ... O que nos leva ao terceiro e último ato:
  • 25. SURGIMENTO DO HOMEM 3º ATO Faixas inaugurais da Razão Elos desconhecidos da Evolução Evolução no Tempo
  • 26. Estagiando nas formas animais evolvidas e presentes na nossa era cenozoica, “a mônada vertida do Plano Espiritual sobre o Plano Físico, atravessou os mais rudes crivos da adaptação e seleção, assimilando os valores múltiplos da organização, da reprodução, da memória, do instinto, da sensibilidade, da percepção e da preservação própria, penetrando, assim, pelas vias da inteligência mais completa e laboriosamente adquirida, nas faixas inaugurais da razão”.
  • 27. Contudo, André Luiz destaca que não podemos circunscrever a experiência do princípio divino que aportou na Terra, apenas ao Plano Físico... ... porquanto, “variados elos da evolução fogem à pesquisa dos naturalistas, por representarem estágios da consciência fragmentária fora do campo carnal propriamente dito, nas regiões extrafísicas, em que essa mesma consciência incompleta prossegue elaborando o seu veículo sutil, então classificado como protoforma humana, correspondente ao grau evolutivo em que se encontra.”
  • 28. A viagem do ser ao longo do tempo... “É assim que dos organismos monocelulares aos complexos, em que a inteligência disciplina as células, [...] o ser viaja rumo à elevada destinação que lhe foi traçada do Plano Superior, tecendo, com os fios da experiência, a túnica da própria exteriorização, segundo o molde mental que traz consigo, dentro das leis de ação, reação e renovação em que mecaniza as próprias aquisições, construindo o centro coronário, no próprio cérebro [...], pelo qual configura os demais centros energéticos, que lhe orientam a marcha, fixando-os na tessitura da própria alma.”
  • 29. A viagem do ser ao longo do tempo... Muito antes de chegar à idade da razão, e adquirir o título de homem, o ser precisou, viajar por, pelo menos, 1 bilhão e meio de anos até chegar nos primórdios da época quaternária (na idade da pedra lascada). “E entendendo-se que a civilização aludida floresceu há mais ou menos duzentos mil anos, preparando o homem, com a benção do Cristo, para a responsabilidade, somos induzidos a reconhecer o caráter recente dos conhecimentos psicológicos, destinados a automatizar na constituição fisiopsicossomática do espírito humano as aquisições morais que lhe habilitarão a consciência terrestre a mais amplo degrau de ascensão à Consciência Cósmica.”
  • 30. “É assim que tudo serve, que tudo se encadeia na natureza, desde o átomo primitivo, até o arcanjo, que também começou por átomo. Admirável lei de harmonia, que o vosso acanhado espírito ainda não pode apreender em seu conjunto!” O Livro dos Espíritos: 540
  • 31. Sugestões para leitura O Livro dos Espíritos, Allan Kardec – perguntas: 540; 560; 604; 606; 607 Do Átomo ao Arcanjo, Zoé Maria Saraiva Paím – Capítulo 1: A Origem do Universo 150 Anos de Pioneirismo Científico, Marlene Nobre – Mednesp 2007: www.amebrasil.org.br No Mundo Maior, F.C. Xavier / André Luiz – Capítulo 3: A Casa Mental A Gênese, Allan Kardec – Capítulo 3, item 11: O Instinto e a Inteligência A Caminho da Luz, F.C. Xavier / Emmanuel – Capítulo 1: A Gênese Planetária; e Capítulo 2: A Vida Organizada

Notas do Editor

  1. Boa noite a todos. Quem aqui já teve a oportunidade de ler este cap 3 do EDM? Muito bem... Quem começa a ler este livro de AL, inicia com o fluido cósmico, a criação divina e com o trabalho dos auxiliares do Criador que atuam em dois níveis: em plano maior e em plano menor... Depois, a gente lê o segundo, e se sente mais aliviado, especialmente depois de ter ouvido o Cláudio, na semana passada, uma vez que o autor adentra áreas que estamos mais familiarizados, como o perispírito, os chakras e a sobrevivência desse corpo espiritual após a morte... Aí, a gente persevera e vai no no cap 3... E é aí que a gente decide que vai parar... Tá loco???... Tá achando o que... É muita informação em tão poucas páginas!!!
  2. E é por isso que eu convido vocês pra se despirem de toda a animosidade contra essa leitura, pra relaxarem, se acomodarem o melhor possível na cadeira e, assim, com esse espírito, saírem comigo pra uma viagem no tempo... Para o passado... Isso porque, pra começarmos a falar sobre o processo evolutivo do CE, nós temos que, primeiro, relembrar, muito rapidamente, e muito por alto, sobre como surgiu a vida neste Planeta Terra. E o que eu vou apresentar pra vocês, é, mais ou menos, como uma peça teatral em três atos. Clica 1 – 2 – 3. e quando a cortina se abre...
  3. E nós á sabemos quem é: Clica 1 - O Autor Clica 2 - O Diretor; Clica 3 - O Roteirista Clica 4 - E os Protagonistas
  4. Como dissemos anteriormente: PI é a fonte geradora de todas as individualidades inteligentes, incorpóreas que povoam o Universo; sendo o protoplasma, formado pelo fluido cósmico universal que, também como já vimos na 1ª aula, é a fonte de onde se organizam todas as coisas materiais.
  5. Pronto, tá feito o casamento!!! Começou a vida... Princípio inteligente e princípio material se encontraram e
  6. CLICK 1: Neste 2º ato, o que nós vamos ver? O aparecimento do Reino Vegetal e do Reino Animal... A Mônada e o Proptoplasma, continuam em cena, mas modificados ao longo do tempo em novas formas, mais sofisticadas e especializadas... CLICK 2: Segundo click: este ato engloba 3 itens: O RV; CLICK 2: Frmação das algas; CLICK 3: dos artrópodes aos...
  7. Mas pra seguir adiante precisamos parar um pouco aqui pra falar dos nossos amigos de longa data: os vírus e as bactérias! Esse ponto da história, começa com AL falando assim: CLICK 1 e CLICK 2 Então... existe ainda muita controvérsia sobre quem chegou primeiro: o vírus ou a bactéria???? Mas isso não tem a menor importância aqui, mesmo porque, esses seres da natureza estão aqui no planeta, com certeza, há muito mais tempo do que nós, e ambos foram importantes elos evolutivos... E AL fala deles antes de falar no Reino Vegetal, porque esse indivíduos apareceram mesmo antes... LER OS DOIS 1º PARÁGRAFOS E DISCORRER UM POUCO SOBRE OS VÍRUS E BACTÉRIAS
  8. Foi em 1911 que os cientistas descobriram que a estrutura molecular da clorofila é semelhante à hemoglobina, possuindo praticamente as mesmas capacidades que a hemoglobina , isto é, pode aumentar o oxigênio nos organismos, o que caracteriza sua ação desintoxicante. Além disto contribui para a absorção de ferro, um dos melhores recursos para o tratamento da anemia por falta de ferro.
  9. fotossintese
  10. A hemoglobina é uma proteína que está presente no interior das hemácias (glóbulos vermelhos do sangue) e que tem como função principal transportar o oxigênio dos pulmões para as células do corpo. É a hemoglobina que dá a cor vermelha aos glóbulos vermelhos.
  11. Simplesmente ler este slide...
  12. Australopithecus afarensis – Lucy, encontrada na Etiópia em 1974