SlideShare uma empresa Scribd logo
Dispositivos Móveis
na Educação
Por Talita Moretto
Século XXI...
Avanço das tecnologias
Acesso rápido e facilitado à internet
Diversas formas de comunicação
Diferentes configurações de redes
Novas formas de pensar, agir e aprender
Mais produção de informação
Os celulares generalizam-se
Aprendizagem móvel emerge em ambientes informais.
Mas a instituição escolar começou tardiamente a discutir o
uso das TIC e seu processo de integração curricular.
Qual o perfil do adolescente com mais
de 12 anos de idade?
Qual o perfil dos professores com
mais de 40 anos de idade?
Muitas escolas mantém postura autoritária
diante do domínio do conteúdo e do
conhecimento a ser passado para o aluno.
Por receio do impacto que as mudanças
poderão causar na configuração da sala de
aula e inverter os papéis?
Escolas tendem a impedir a entrada de
dispositivos móveis e seu uso pelos alunos.
Por que podem causar distração nos alunos?
A falta de cultura digital da
comunicação leva o celular a ser
encarado como algo maléfico aos
estudos e, por consequência disso,
sejam criadas leis e normas proibitivas
relativamente a seu uso como
ferramenta pedagógica.
Celular - Presença constante nas interações
sociais de crianças, adolescentes e adultos.
Pode trazer resultados significativos na
aprendizagem dos alunos?
Sim. Se professor e escola entenderem que
ainda possuem um papel de extrema
relevância na formação do aluno para o uso
correto que deve ser feito dos dispositivos
móveis.
Se a comunicação passa a ser móvel
com uma frequência crescente, logo,
isso impacta a educação e o processo
de ensinar e aprender.
Dentre os objetivos do ensino fundamental,
que constam nos Parâmetros Curriculares
Nacionais (PCN – 1998):
“Que os alunos sejam capazes de saber utilizar
diferentes fontes de informação e recursos
tecnológicos para adquirir e construir
conhecimentos, questionar a realidade,
formular e resolver problemas, bem como
utilizar o pensamento lógico, a criatividade, a
intuição e a capacidade de análise crítica.”
Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação
Básica (DCN - 2013):
“Como qualquer ferramenta, as tecnologias
devem ser usadas e adaptadas para servir a
fins educacionais e como tecnologia assistiva,
desenvolvidas de forma a possibilitar que a
interatividade virtual se desenvolva de modo
mais intenso, inclusive na produção de
linguagens.”
“Uma sociedade baseada na informação é uma
sociedade de múltiplas oportunidades de
aprendizagem, ao contrário da sociedade de
exclusão (digital, social). As consequências para
a escola, para o professor e para a educação são
enormes. Numa sociedade baseada na
informação, importa saber comunicar-se, ter
raciocínio lógico, saber organizar seu próprio
trabalho, ter disciplina para o trabalho, ser
independente e autônomo, saber articular o
conhecimento com a prática, ser aprendiz
autônomo e a distância”.
“O Jornal na Escola e a Formação de Leitores” – Moacir Gadotti (2007).
Adaptação
 O processo de apropriação de novos meios
e tecnologias não é automático nem
autodidata.
 A transição do uso para diversão e
entretenimento para um uso destinado a
objetivos de aprendizado e análise não é
espontâneo.
 Uma capacitação específica e especializada
faz-se necessário nesse processo.
 Este processo deve ser contextualizado com a
cultura dos alunos, considerando seus hábitos
anteriores de aprendizagem, de comunicação, seu
conhecimento primeiro, suas habilidades e suas
destrezas com os novos meios e tecnologias.
 A escola deve assegurar que a aprendizagem seja
relevante para o desenvolvimento humano e
social do sujeito que aprende.
 Apesar de o acesso à informação estar mais
democratizado pelas TIC, a informação ainda
precisa ser selecionada, organizada e elaborada,
para então ser transformada em conhecimento.
 É imprescindível uma estruturação da tecnologia
com os conteúdos disciplinares.
 Por mais simples que pareça uma tecnologia, é
necessário estudar e conhecer suas formas antes
de incorporá-la aos planos de estudos.
 O desenvolvimento de iniciativas de
aprendizagem móvel demanda tempo e empenho
dos professores e das escolas.
 O uso de dispositivos móveis pode melhorar o
desempenho devido ao aumento da participação
do estudante, em relação ao ensino tradicional.
Não se trata apenas de agregar as novas
tecnologias a um fazer antigo, mas sim de
gerar novos modos de fazer, já que o currículo
começa a ser reconstruído com a presença
dos dispositivos digitais e das novas funções
sociais que eles impõem.
Nenhuma tecnologia nova elimina as
anteriores. A nova vai encontrando seus
direitos de existência ao provocar uma
refuncionalização nos papéis desempenhados
pelas anteriores. É exatamente isso que tem
ocorrido com os dispositivos móveis.
Sala de aula ideal...
Professor = mediador do conhecimento do
aluno.
Aluno = sujeito ativo da sua aprendizagem,
motivado e consciente.
Todos nós estamos imersos em uma cultura
digital e expostos a novas aprendizagens,
diariamente.
O que o celular pode proporcionar?
Situações e cenários autênticos, que estimulam a
aprendizagem e criam maior motivação entre os estudantes.
Características da aprendizagem autêntica:
o Contextos autênticos (reflete o modo como o
conhecimento será usado na vida real);
o Atividades autênticas;
o Colaboração para a construção social do conhecimento;
o Oportunidades para reflexão;
o Oportunidades para articulação;
o Avaliação autêntica (reflete como o conhecimento é
avaliado na vida real).
Benefícios do celular na educação
o O aluno deixa de ver o aprendizado como uma ação
que tem hora e local para acontecer;
o Pode aprender a todo o momento, colocar em prática o
que aprendeu e trocar experiências;
o Ajuda a desenvolver experiências de aprendizagem
individuais e colaborativas;
o Aumenta a autoestima e a autoconfiança;
o São pessoais, portáteis, colaborativos, interativos,
contextualizados.
Problemas e dificuldades
o Custo dos aparelhos;
o Tamanho do aparelho (telas muito
pequenas, letras menores, teclas
pequenas);
o Duração da bateria.
BYOD
(Bring Your Own Device – Traga seu
próprio dispositivo)
Estratégia torna a personalização mais
fácil porque aproveita os dispositivos
que os alunos já possuem,
contemplando a falta de orçamento
de muitas instituições.
PROJETO:
OLHAR A MATEMÁTICA PELO
CELULAR
(Fundamental II)
>>Estará disponível em 2016<<

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM USA A FAVOR DE QUEM ...
NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM  USA A FAVOR DE QUEM ...NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM  USA A FAVOR DE QUEM ...
NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM USA A FAVOR DE QUEM ...
Bianca Santana
 
Eja E Novas Tecnologias - Alexandra Ribeiro
Eja E Novas Tecnologias - Alexandra RibeiroEja E Novas Tecnologias - Alexandra Ribeiro
Eja E Novas Tecnologias - Alexandra Ribeiro
marcusbrandao1
 
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o ProfessorA ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
Luis Borges Gouveia
 
Educação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela Melaré
Educação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela MelaréEducação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela Melaré
Educação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela Melaré
Elizabeth Fantauzzi
 
Desafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptx
Desafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptxDesafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptx
Desafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptx
GuilhermeLucas1992
 
EDUCAR NO SÉCULO XXI
EDUCAR NO SÉCULO XXIEDUCAR NO SÉCULO XXI
EDUCAR NO SÉCULO XXI
Lucía Curiel Alcántara
 
Redes Sociais na Internet e Educação
Redes Sociais na Internet e EducaçãoRedes Sociais na Internet e Educação
Redes Sociais na Internet e Educação
Educação Online e em Rede
 
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJAALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
Jacqueline Carvalho Professora
 
Tecnologias Educacionais e as Nova Tendências
Tecnologias Educacionais e as Nova TendênciasTecnologias Educacionais e as Nova Tendências
Tecnologias Educacionais e as Nova Tendências
Daniel Caixeta
 
A importância das tecnologias digitais em sala de aula2
A importância das tecnologias digitais em sala de aula2A importância das tecnologias digitais em sala de aula2
A importância das tecnologias digitais em sala de aula2
marta santos
 
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJAALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
Jacqueline Carvalho Professora
 
Educação a distância
Educação a distânciaEducação a distância
Educação a distância
Thiago Petra
 
EJA- Inclusão Digital
EJA- Inclusão DigitalEJA- Inclusão Digital
EJA- Inclusão Digital
Jaqueline Hillebrand
 
As tic no processo de ensino–aprendizagem
As tic no processo de ensino–aprendizagemAs tic no processo de ensino–aprendizagem
As tic no processo de ensino–aprendizagem
Amanda Nunes
 
Novas tecnologias de informação e comunicação
Novas tecnologias de informação e comunicaçãoNovas tecnologias de informação e comunicação
Novas tecnologias de informação e comunicação
Daiane Grassi
 
Blended Learning -Tecnologia no ensino de Idiomas
Blended Learning -Tecnologia no ensino de IdiomasBlended Learning -Tecnologia no ensino de Idiomas
Blended Learning -Tecnologia no ensino de Idiomas
Henrique Pereira
 
Mind the gap
Mind the gapMind the gap
Mind the gap
Henrique Santos
 
O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil
 O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil
O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil
Cezilma Lopes
 
Cartilha
CartilhaCartilha
Cartilha
Cristiani Crema
 
Vantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informáticaVantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informática
umburaconaparede
 

Mais procurados (20)

NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM USA A FAVOR DE QUEM ...
NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM  USA A FAVOR DE QUEM ...NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM  USA A FAVOR DE QUEM ...
NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: QUEM USA A FAVOR DE QUEM ...
 
Eja E Novas Tecnologias - Alexandra Ribeiro
Eja E Novas Tecnologias - Alexandra RibeiroEja E Novas Tecnologias - Alexandra Ribeiro
Eja E Novas Tecnologias - Alexandra Ribeiro
 
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o ProfessorA ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
 
Educação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela Melaré
Educação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela MelaréEducação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela Melaré
Educação e tecnologias : reflexão, inovação e práticas - Daniela Melaré
 
Desafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptx
Desafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptxDesafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptx
Desafios da educação guilherme e gabriel.pptx.pptx
 
EDUCAR NO SÉCULO XXI
EDUCAR NO SÉCULO XXIEDUCAR NO SÉCULO XXI
EDUCAR NO SÉCULO XXI
 
Redes Sociais na Internet e Educação
Redes Sociais na Internet e EducaçãoRedes Sociais na Internet e Educação
Redes Sociais na Internet e Educação
 
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJAALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
 
Tecnologias Educacionais e as Nova Tendências
Tecnologias Educacionais e as Nova TendênciasTecnologias Educacionais e as Nova Tendências
Tecnologias Educacionais e as Nova Tendências
 
A importância das tecnologias digitais em sala de aula2
A importância das tecnologias digitais em sala de aula2A importância das tecnologias digitais em sala de aula2
A importância das tecnologias digitais em sala de aula2
 
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJAALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
 
Educação a distância
Educação a distânciaEducação a distância
Educação a distância
 
EJA- Inclusão Digital
EJA- Inclusão DigitalEJA- Inclusão Digital
EJA- Inclusão Digital
 
As tic no processo de ensino–aprendizagem
As tic no processo de ensino–aprendizagemAs tic no processo de ensino–aprendizagem
As tic no processo de ensino–aprendizagem
 
Novas tecnologias de informação e comunicação
Novas tecnologias de informação e comunicaçãoNovas tecnologias de informação e comunicação
Novas tecnologias de informação e comunicação
 
Blended Learning -Tecnologia no ensino de Idiomas
Blended Learning -Tecnologia no ensino de IdiomasBlended Learning -Tecnologia no ensino de Idiomas
Blended Learning -Tecnologia no ensino de Idiomas
 
Mind the gap
Mind the gapMind the gap
Mind the gap
 
O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil
 O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil
O desafio de aliar tecnologia e Educação Infantil
 
Cartilha
CartilhaCartilha
Cartilha
 
Vantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informáticaVantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informática
 

Destaque

Marketing, Propaganda e Mídia para o Novo Consumidor
Marketing, Propaganda e Mídia para o Novo ConsumidorMarketing, Propaganda e Mídia para o Novo Consumidor
Marketing, Propaganda e Mídia para o Novo Consumidor
Dmi Comunicação
 
Allende meteoriet
Allende meteorietAllende meteoriet
Allende meteoriet
nateagnav
 
Электронны офіс
Электронны офісЭлектронны офіс
Resumen del libro java script the definitive guide
Resumen del libro   java script the definitive guideResumen del libro   java script the definitive guide
Resumen del libro java script the definitive guide
leoMestizo1
 
Innerbody
InnerbodyInnerbody
Crecimiento del Comercio Electrónico en el Perú
Crecimiento del Comercio Electrónico en el PerúCrecimiento del Comercio Electrónico en el Perú
Crecimiento del Comercio Electrónico en el Perú
Marco Mayor
 
Brev til Energistyrelsen vedr. varmemålere
Brev til Energistyrelsen vedr. varmemålereBrev til Energistyrelsen vedr. varmemålere
Brev til Energistyrelsen vedr. varmemålere
Henrik da Silva
 
Biodata
BiodataBiodata
Biodata
Novita Novita
 
Villalta constante 1d
Villalta constante 1dVillalta constante 1d
Villalta constante 1d
shinessa123
 
Aula 03 conceitos de audiência
Aula 03   conceitos de audiênciaAula 03   conceitos de audiência
Aula 03 conceitos de audiência
profjucavalcante
 
Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.
Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.
Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.
Alexandre Borges
 
Projecte final NTICE
Projecte final NTICEProjecte final NTICE
Projecte final NTICE
maxbay
 
Online assignment (1)
Online assignment (1)Online assignment (1)
Online assignment (1)
lizadl007
 
Audiência e Recepção - Aula2
Audiência e Recepção - Aula2Audiência e Recepção - Aula2
Audiência e Recepção - Aula2
Diego Gervaes
 
Apresentação joão oliver
Apresentação joão oliverApresentação joão oliver
Apresentação joão oliver
marsate
 
Planejamento de mídia online
Planejamento de mídia online Planejamento de mídia online
Planejamento de mídia online
Fernanda Rodrigues Alves
 
Midia e a Televisão
Midia e a TelevisãoMidia e a Televisão
Midia e a Televisão
JNR
 
Mídia I
Mídia IMídia I
Mídia I
Rodrigo Jorge
 
Palestra Reconfigurações da mídia - #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...
Palestra Reconfigurações da mídia -  #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...Palestra Reconfigurações da mídia -  #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...
Palestra Reconfigurações da mídia - #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...
Erika Zuza
 

Destaque (20)

Marketing, Propaganda e Mídia para o Novo Consumidor
Marketing, Propaganda e Mídia para o Novo ConsumidorMarketing, Propaganda e Mídia para o Novo Consumidor
Marketing, Propaganda e Mídia para o Novo Consumidor
 
Allende meteoriet
Allende meteorietAllende meteoriet
Allende meteoriet
 
Электронны офіс
Электронны офісЭлектронны офіс
Электронны офіс
 
Resumen del libro java script the definitive guide
Resumen del libro   java script the definitive guideResumen del libro   java script the definitive guide
Resumen del libro java script the definitive guide
 
Innerbody
InnerbodyInnerbody
Innerbody
 
Crecimiento del Comercio Electrónico en el Perú
Crecimiento del Comercio Electrónico en el PerúCrecimiento del Comercio Electrónico en el Perú
Crecimiento del Comercio Electrónico en el Perú
 
Brev til Energistyrelsen vedr. varmemålere
Brev til Energistyrelsen vedr. varmemålereBrev til Energistyrelsen vedr. varmemålere
Brev til Energistyrelsen vedr. varmemålere
 
Наукові записки СумДПУ імені А.С. Макаренка. Серія географічні науки
Наукові записки СумДПУ імені А.С. Макаренка. Серія географічні наукиНаукові записки СумДПУ імені А.С. Макаренка. Серія географічні науки
Наукові записки СумДПУ імені А.С. Макаренка. Серія географічні науки
 
Biodata
BiodataBiodata
Biodata
 
Villalta constante 1d
Villalta constante 1dVillalta constante 1d
Villalta constante 1d
 
Aula 03 conceitos de audiência
Aula 03   conceitos de audiênciaAula 03   conceitos de audiência
Aula 03 conceitos de audiência
 
Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.
Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.
Adnetworks, Adexchanges e a Mídia Programática.
 
Projecte final NTICE
Projecte final NTICEProjecte final NTICE
Projecte final NTICE
 
Online assignment (1)
Online assignment (1)Online assignment (1)
Online assignment (1)
 
Audiência e Recepção - Aula2
Audiência e Recepção - Aula2Audiência e Recepção - Aula2
Audiência e Recepção - Aula2
 
Apresentação joão oliver
Apresentação joão oliverApresentação joão oliver
Apresentação joão oliver
 
Planejamento de mídia online
Planejamento de mídia online Planejamento de mídia online
Planejamento de mídia online
 
Midia e a Televisão
Midia e a TelevisãoMidia e a Televisão
Midia e a Televisão
 
Mídia I
Mídia IMídia I
Mídia I
 
Palestra Reconfigurações da mídia - #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...
Palestra Reconfigurações da mídia -  #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...Palestra Reconfigurações da mídia -  #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...
Palestra Reconfigurações da mídia - #ECOM2014 - Encontro de Comunicação e Mí...
 

Semelhante a Dispositivos Móveis na Educação

Atividade2 stelladalvaoliveira
Atividade2 stelladalvaoliveiraAtividade2 stelladalvaoliveira
Atividade2 stelladalvaoliveira
StellaOliveira26
 
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
Mauricio Maulaz
 
Tatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrsTatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrs
equipetics
 
Jussara gonçalves
Jussara gonçalvesJussara gonçalves
Jussara gonçalves
equipetics
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
Julianne Viana
 
Uso das novas tecnologias
Uso das novas tecnologiasUso das novas tecnologias
Uso das novas tecnologias
eadntics
 
21 ARTIGO PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...
21 ARTIGO  PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...21 ARTIGO  PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...
21 ARTIGO PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...
SimoneHelenDrumond
 
portfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docxportfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docx
PolianaMartins29
 
Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia.
Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia. Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia.
Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia.
LeandroMartins229
 
Tecnologia educacional
Tecnologia educacionalTecnologia educacional
Tecnologia educacional
Janerson Borges
 
@rca2010
@rca2010@rca2010
@rca2010
Henrique Santos
 
20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...
20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...
20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...
SimoneHelenDrumond
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
equipetics
 
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasSantana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
CursoTICs
 
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 finalUso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
ROSICLEIA WAGMAKER
 

Semelhante a Dispositivos Móveis na Educação (15)

Atividade2 stelladalvaoliveira
Atividade2 stelladalvaoliveiraAtividade2 stelladalvaoliveira
Atividade2 stelladalvaoliveira
 
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
 
Tatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrsTatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrs
 
Jussara gonçalves
Jussara gonçalvesJussara gonçalves
Jussara gonçalves
 
Educação e tecnologia
Educação e tecnologiaEducação e tecnologia
Educação e tecnologia
 
Uso das novas tecnologias
Uso das novas tecnologiasUso das novas tecnologias
Uso das novas tecnologias
 
21 ARTIGO PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...
21 ARTIGO  PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...21 ARTIGO  PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...
21 ARTIGO PARTE 2 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS N...
 
portfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docxportfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docx
 
Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia.
Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia. Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia.
Tecnologia dentro da escola. Escola dentro da tecnologia.
 
Tecnologia educacional
Tecnologia educacionalTecnologia educacional
Tecnologia educacional
 
@rca2010
@rca2010@rca2010
@rca2010
 
20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...
20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...
20 ARTIGO PARTE 1 CIBERDEPENDÊNCIA AS INFLUÊNCIAS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO...
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
 
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego FariasSantana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
Santana do Livramento - Sabrina Luciana Sonego Farias
 
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 finalUso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
 

Mais de Talita Moretto

Interdidática 2014 - Novas Competências e Formação de Professores
Interdidática 2014 - Novas Competências e Formação de ProfessoresInterdidática 2014 - Novas Competências e Formação de Professores
Interdidática 2014 - Novas Competências e Formação de Professores
Talita Moretto
 
Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"
Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"
Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"
Talita Moretto
 
PALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreiras
PALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreirasPALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreiras
PALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreiras
Talita Moretto
 
WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?
WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?
WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?
Talita Moretto
 
Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012) Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012)
Talita Moretto
 
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Talita Moretto
 
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Talita Moretto
 

Mais de Talita Moretto (7)

Interdidática 2014 - Novas Competências e Formação de Professores
Interdidática 2014 - Novas Competências e Formação de ProfessoresInterdidática 2014 - Novas Competências e Formação de Professores
Interdidática 2014 - Novas Competências e Formação de Professores
 
Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"
Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"
Oficina de Formação Continuada do Programa "Vamos Ler"
 
PALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreiras
PALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreirasPALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreiras
PALESTRA]O educar numa era em que a informação é densa, móvel e sem barreiras
 
WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?
WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?
WORKSHOP] Como motivar os alunos nas aulas com o jornal?
 
Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012) Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 03 (25/08/2012)
 
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
 
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
 

Último

Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 

Último (20)

Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 

Dispositivos Móveis na Educação

  • 2. Século XXI... Avanço das tecnologias Acesso rápido e facilitado à internet Diversas formas de comunicação Diferentes configurações de redes Novas formas de pensar, agir e aprender Mais produção de informação Os celulares generalizam-se Aprendizagem móvel emerge em ambientes informais. Mas a instituição escolar começou tardiamente a discutir o uso das TIC e seu processo de integração curricular.
  • 3. Qual o perfil do adolescente com mais de 12 anos de idade? Qual o perfil dos professores com mais de 40 anos de idade?
  • 4. Muitas escolas mantém postura autoritária diante do domínio do conteúdo e do conhecimento a ser passado para o aluno. Por receio do impacto que as mudanças poderão causar na configuração da sala de aula e inverter os papéis? Escolas tendem a impedir a entrada de dispositivos móveis e seu uso pelos alunos. Por que podem causar distração nos alunos?
  • 5. A falta de cultura digital da comunicação leva o celular a ser encarado como algo maléfico aos estudos e, por consequência disso, sejam criadas leis e normas proibitivas relativamente a seu uso como ferramenta pedagógica.
  • 6. Celular - Presença constante nas interações sociais de crianças, adolescentes e adultos. Pode trazer resultados significativos na aprendizagem dos alunos? Sim. Se professor e escola entenderem que ainda possuem um papel de extrema relevância na formação do aluno para o uso correto que deve ser feito dos dispositivos móveis.
  • 7. Se a comunicação passa a ser móvel com uma frequência crescente, logo, isso impacta a educação e o processo de ensinar e aprender.
  • 8. Dentre os objetivos do ensino fundamental, que constam nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN – 1998): “Que os alunos sejam capazes de saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos, questionar a realidade, formular e resolver problemas, bem como utilizar o pensamento lógico, a criatividade, a intuição e a capacidade de análise crítica.”
  • 9. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica (DCN - 2013): “Como qualquer ferramenta, as tecnologias devem ser usadas e adaptadas para servir a fins educacionais e como tecnologia assistiva, desenvolvidas de forma a possibilitar que a interatividade virtual se desenvolva de modo mais intenso, inclusive na produção de linguagens.”
  • 10. “Uma sociedade baseada na informação é uma sociedade de múltiplas oportunidades de aprendizagem, ao contrário da sociedade de exclusão (digital, social). As consequências para a escola, para o professor e para a educação são enormes. Numa sociedade baseada na informação, importa saber comunicar-se, ter raciocínio lógico, saber organizar seu próprio trabalho, ter disciplina para o trabalho, ser independente e autônomo, saber articular o conhecimento com a prática, ser aprendiz autônomo e a distância”. “O Jornal na Escola e a Formação de Leitores” – Moacir Gadotti (2007).
  • 11. Adaptação  O processo de apropriação de novos meios e tecnologias não é automático nem autodidata.  A transição do uso para diversão e entretenimento para um uso destinado a objetivos de aprendizado e análise não é espontâneo.  Uma capacitação específica e especializada faz-se necessário nesse processo.
  • 12.  Este processo deve ser contextualizado com a cultura dos alunos, considerando seus hábitos anteriores de aprendizagem, de comunicação, seu conhecimento primeiro, suas habilidades e suas destrezas com os novos meios e tecnologias.  A escola deve assegurar que a aprendizagem seja relevante para o desenvolvimento humano e social do sujeito que aprende.  Apesar de o acesso à informação estar mais democratizado pelas TIC, a informação ainda precisa ser selecionada, organizada e elaborada, para então ser transformada em conhecimento.
  • 13.  É imprescindível uma estruturação da tecnologia com os conteúdos disciplinares.  Por mais simples que pareça uma tecnologia, é necessário estudar e conhecer suas formas antes de incorporá-la aos planos de estudos.  O desenvolvimento de iniciativas de aprendizagem móvel demanda tempo e empenho dos professores e das escolas.  O uso de dispositivos móveis pode melhorar o desempenho devido ao aumento da participação do estudante, em relação ao ensino tradicional.
  • 14. Não se trata apenas de agregar as novas tecnologias a um fazer antigo, mas sim de gerar novos modos de fazer, já que o currículo começa a ser reconstruído com a presença dos dispositivos digitais e das novas funções sociais que eles impõem.
  • 15. Nenhuma tecnologia nova elimina as anteriores. A nova vai encontrando seus direitos de existência ao provocar uma refuncionalização nos papéis desempenhados pelas anteriores. É exatamente isso que tem ocorrido com os dispositivos móveis.
  • 16. Sala de aula ideal... Professor = mediador do conhecimento do aluno. Aluno = sujeito ativo da sua aprendizagem, motivado e consciente. Todos nós estamos imersos em uma cultura digital e expostos a novas aprendizagens, diariamente.
  • 17. O que o celular pode proporcionar? Situações e cenários autênticos, que estimulam a aprendizagem e criam maior motivação entre os estudantes. Características da aprendizagem autêntica: o Contextos autênticos (reflete o modo como o conhecimento será usado na vida real); o Atividades autênticas; o Colaboração para a construção social do conhecimento; o Oportunidades para reflexão; o Oportunidades para articulação; o Avaliação autêntica (reflete como o conhecimento é avaliado na vida real).
  • 18. Benefícios do celular na educação o O aluno deixa de ver o aprendizado como uma ação que tem hora e local para acontecer; o Pode aprender a todo o momento, colocar em prática o que aprendeu e trocar experiências; o Ajuda a desenvolver experiências de aprendizagem individuais e colaborativas; o Aumenta a autoestima e a autoconfiança; o São pessoais, portáteis, colaborativos, interativos, contextualizados.
  • 19. Problemas e dificuldades o Custo dos aparelhos; o Tamanho do aparelho (telas muito pequenas, letras menores, teclas pequenas); o Duração da bateria.
  • 20. BYOD (Bring Your Own Device – Traga seu próprio dispositivo) Estratégia torna a personalização mais fácil porque aproveita os dispositivos que os alunos já possuem, contemplando a falta de orçamento de muitas instituições.
  • 21. PROJETO: OLHAR A MATEMÁTICA PELO CELULAR (Fundamental II) >>Estará disponível em 2016<<