SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso - Cronoanálise
www.betagama.com.br
Curso
Cronoanálise
www.dunamath.com
“Material disponibilizado
para livre utilização.
Pedimos apenas que cite
os websites abaixo como
fonte de referencia.”
Parte 3 de 6
Índice
2
Tópico
SMED – Setup Rápido
Poka - Yoke
Ergonomia
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
3
Convém ao Cronoanalista também analisar:
❖5S
❖Administração Visual
❖Setup Rápido (SMED)
❖Arranjo Físico (Layout)
❖Ergonomia
❖Segurança do Trabalho
❖Poka-Yokes
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
5S
4
Uma metodologia para organizar, limpar, desenvolver e
manter um ambiente de trabalho produtivo.
Desenvolvido no Japão, baseia-se em 5 etapas com
designações começadas pela letra S.
antes depois
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
Administração Visual
5
➢Exibição de métricas de desempenho.
➢Luzes indicando paradas.
➢Exibição de cartas de controle.
➢Mapas de melhoria.
➢Área de exibição de produtos bons e defeituosos.
➢Sistema de controle visual como kanban.
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
6
O SMED foi desenvolvido por Shingeo Shingo, nos
anos 1960s, a partir de um desafio lançado pela Toyota para
reduzir o tempo de setup de uma prensa de 1000 toneladas
que inicialmente necessitava de 4 horas , sendo
posteriormente reduzida a 1,5 horas.
No entanto, insatisfeita, a Toyota pretendia alcançar os
3 minutos!
A dimensão do desafio levou Shingo a desenvolver
práticas de mudança rápida de ferramentas focado na
redução de tempos e na simplificação de processos.
SMED – Single Minute Exchange of Die
(Setup Rápido)
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
7
Algumas vantagens da redução do tempo de setup:
➢Aumento do índice de disponibilidade do equipamento
(OEE).
➢Aumento da flexibilidade da programação da produção,
permitindo trabalhar com lotes menores e consequentemente
reduzindo os estoques.
O setup é um desperdício
e portanto deve ter seu
tempo reduzido.
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
8
Tipos de Setup
Setup interno:
Deve ser feito com a
máquina parada.
▪Soltar molde
▪Retirar molde
▪Prender molde
Setup externo
Pode ser feito com a máquina
ligada.
▪Buscar molde
▪Buscar ferramentas
▪Buscar material
▪Limpar
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
9
O Método SMED
1) Identificar e separar as atividades de setup internas e
externas envolvidas no processo de mudança e ajuste de
ferramenta;
2) Converter as atividades de setup internas em externas
sempre que possível, de modo a minimizar o tempo de
mudança;
3) Eliminar a necessidade de ajustes através da
uniformização de processos, ferramentas e procedimentos;
4) Melhorar as operações manuais através da formação e
treino.
5) Melhorar (através de alterações ou reconfiguração) o
equipamento;
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
10
Método da “Arruela em UMétodo do furo em forma de pêra
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
11
Apoio de Roletes e Pinos de Centragem
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
12
...
... Tabela de Cronometragem
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
13
...
Tabela de Análise
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
14
Existem 3 grandes categorias de erros humanos:
❖Erros inadvertidos: são aqueles que ocorrem por falta de
atenção, distração, fadiga, etc.
❖Erros por falta de perícia: são os erros decorrentes da
falta de conhecimento ou habilidade do homem que executa
o trabalho.
❖Erros voluntários: são os que ocorrem pelo fato do
homem deliberadamente ignorar regras ou normas, não
obedecer padrões, sabotagem, etc.
Poka Yoke
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
15
• Na montagem de produtos,
para evitar que o componente seja
colocado em posição invertida, um
dispositivo na máquina somente
permite que a peça seja colocada
nela da forma correta, devida a
assimetria da peça.
Exemplos
• Para funcionar é requerido
que o usuário puxe a haste de
segurança para trás. Então o
equipamento nunca funciona
“sozinho”.
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
16
Exemplo
Dispositivo que detecta anormalidades no
posicionamento da peça com relação ao previsto.
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
17
Ergonomia
➢ A Ergonomia pode ser definida como o estudo científico
das relações entre o homem e o seu ambiente de trabalho
(Murrel, K.F. 1965).
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
18
Ergonomia
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
19
Espírito de Melhoria Contínua
“Nunca aceitar que os bons resultados do
presente serão ainda considerados bons no
futuro.”
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
20
Um engenheiro britânico em visita a uma planta da
Toyota no Japão, passou pelo setor de estampagem onde
observou-se que o setup de uma prensa de 1500 toneladas
estava sendo feito em abismantes 6.5 minutos. Quando ele
comentou isto com o gerente, foi logo interrompido:
“Sim, sim, eu sei, nós precisamos reduzir este tempo para 5
minutos.”
OBS: na época da visita, o tempo médio de troca na Inglaterra
era de 4 horas.
Espírito de Melhoria Contínua
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
21
Não há nada de
“monstruoso” nestas
metodologias.
Mas também não há
nada de “mágico”.
Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
22
Curso - Cronoanálise
www.betagama.com.br
www.dunamath.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo de tempo - SENAI SP
Estudo de tempo - SENAI SPEstudo de tempo - SENAI SP
Estudo de tempo - SENAI SP
William Mazotti
 
Medição do trabalho
Medição do trabalhoMedição do trabalho
Medição do trabalho
Mauro Enrique
 
1930799415 capitulo 04 adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok
1930799415 capitulo 04   adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok1930799415 capitulo 04   adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok
1930799415 capitulo 04 adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok
Amanda Ponciano Pereira
 
Troca Rápida de Ferramentas
Troca Rápida de FerramentasTroca Rápida de Ferramentas
Troca Rápida de Ferramentas
Marcel Gois
 
TPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínua
TPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínuaTPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínua
TPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínua
douglas
 
Guia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustrado
Guia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustradoGuia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustrado
Guia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustrado
Sidonio Guerreiro
 
Balanceamento de linhas
Balanceamento de linhasBalanceamento de linhas
Balanceamento de linhas
marcioemorais
 
Estimativas de Observações de Tempos
Estimativas de Observações de TemposEstimativas de Observações de Tempos
Estimativas de Observações de Tempos
Philippe Elias
 
Palestra melhorar a produtividade
Palestra   melhorar a produtividadePalestra   melhorar a produtividade
Palestra melhorar a produtividade
Maisgestao
 
Tempometodos
TempometodosTempometodos
Tempometodos
Gilcenir Nicolau
 
Administração de Produção - Just in Time (JIT)
Administração de Produção - Just in Time (JIT)Administração de Produção - Just in Time (JIT)
Administração de Produção - Just in Time (JIT)
douglas
 
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodosRespostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
ENGENHARIA PRODUÇÃO 10º SEMESTRE
 
Chão de fábrica
Chão de fábricaChão de fábrica
Chão de fábrica
Flavio Oliveira
 
Implantação da troca rápida de ferramenta
Implantação da troca rápida de ferramentaImplantação da troca rápida de ferramenta
Implantação da troca rápida de ferramenta
Daisy Marschalk
 
OEE Apresentação TCC
OEE Apresentação TCCOEE Apresentação TCC
OEE Apresentação TCC
Marcos Valle
 
Manutenção de sistemas de climatização aula 1
Manutenção de sistemas de climatização   aula 1Manutenção de sistemas de climatização   aula 1
Manutenção de sistemas de climatização aula 1
izaudaMonteiro
 
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula nevesSituação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
joanatoky
 
Aula 5
Aula 5Aula 5
Aulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de Métodos
Aulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de MétodosAulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de Métodos
Aulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de Métodos
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Gestão Visual e Manutenção
Gestão Visual e ManutençãoGestão Visual e Manutenção
Gestão Visual e Manutenção
Luis Fernandes
 

Mais procurados (20)

Estudo de tempo - SENAI SP
Estudo de tempo - SENAI SPEstudo de tempo - SENAI SP
Estudo de tempo - SENAI SP
 
Medição do trabalho
Medição do trabalhoMedição do trabalho
Medição do trabalho
 
1930799415 capitulo 04 adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok
1930799415 capitulo 04   adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok1930799415 capitulo 04   adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok
1930799415 capitulo 04 adm produção tempos e métodos aulas 01 - 02 - 03 ok
 
Troca Rápida de Ferramentas
Troca Rápida de FerramentasTroca Rápida de Ferramentas
Troca Rápida de Ferramentas
 
TPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínua
TPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínuaTPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínua
TPM - Manutenção Produtiva Total: implementação e melhoria contínua
 
Guia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustrado
Guia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustradoGuia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustrado
Guia pratico-para-o-calculo-do-oee-illustrado
 
Balanceamento de linhas
Balanceamento de linhasBalanceamento de linhas
Balanceamento de linhas
 
Estimativas de Observações de Tempos
Estimativas de Observações de TemposEstimativas de Observações de Tempos
Estimativas de Observações de Tempos
 
Palestra melhorar a produtividade
Palestra   melhorar a produtividadePalestra   melhorar a produtividade
Palestra melhorar a produtividade
 
Tempometodos
TempometodosTempometodos
Tempometodos
 
Administração de Produção - Just in Time (JIT)
Administração de Produção - Just in Time (JIT)Administração de Produção - Just in Time (JIT)
Administração de Produção - Just in Time (JIT)
 
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodosRespostas exercícios para fixação de tempos e métodos
Respostas exercícios para fixação de tempos e métodos
 
Chão de fábrica
Chão de fábricaChão de fábrica
Chão de fábrica
 
Implantação da troca rápida de ferramenta
Implantação da troca rápida de ferramentaImplantação da troca rápida de ferramenta
Implantação da troca rápida de ferramenta
 
OEE Apresentação TCC
OEE Apresentação TCCOEE Apresentação TCC
OEE Apresentação TCC
 
Manutenção de sistemas de climatização aula 1
Manutenção de sistemas de climatização   aula 1Manutenção de sistemas de climatização   aula 1
Manutenção de sistemas de climatização aula 1
 
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula nevesSituação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
Situação avaliada do posto de trabalho (guardado automaticamente) paula neves
 
Aula 5
Aula 5Aula 5
Aula 5
 
Aulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de Métodos
Aulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de MétodosAulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de Métodos
Aulas 1, 2, 3 e 4 - Engenharia de Métodos
 
Gestão Visual e Manutenção
Gestão Visual e ManutençãoGestão Visual e Manutenção
Gestão Visual e Manutenção
 

Semelhante a Curso de Cronoanálise - Tempos e Movimentos - Parte 3 de 6

Administração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administraçãoAdministração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administração
Jean Leão
 
checklist-roteiro.pdf
checklist-roteiro.pdfchecklist-roteiro.pdf
checklist-roteiro.pdf
MrciaJorge5
 
Lean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no softwareLean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no software
Dionatan default
 
Ergonomia Aplicada Ao Trabalho
Ergonomia Aplicada Ao TrabalhoErgonomia Aplicada Ao Trabalho
Ergonomia Aplicada Ao Trabalho
adrianobatista.bh
 
Produção
ProduçãoProdução
Metodologia agil scrum
Metodologia agil scrumMetodologia agil scrum
Metodologia agil scrum
Pablo Juan ஃ
 
Capitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.ppt
Capitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.pptCapitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.ppt
Capitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.ppt
VanessaGomes644650
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
ScrumScrum
Programa 5S
Programa 5SPrograma 5S
Scrum
ScrumScrum
OBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docx
OBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docxOBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docx
OBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docx
LucasMobarak1
 
Ferramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com Scrum
Ferramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com ScrumFerramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com Scrum
Ferramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com Scrum
Thiago Barros, PSM
 

Semelhante a Curso de Cronoanálise - Tempos e Movimentos - Parte 3 de 6 (13)

Administração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administraçãoAdministração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administração
 
checklist-roteiro.pdf
checklist-roteiro.pdfchecklist-roteiro.pdf
checklist-roteiro.pdf
 
Lean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no softwareLean para potencializar a qualidade no software
Lean para potencializar a qualidade no software
 
Ergonomia Aplicada Ao Trabalho
Ergonomia Aplicada Ao TrabalhoErgonomia Aplicada Ao Trabalho
Ergonomia Aplicada Ao Trabalho
 
Produção
ProduçãoProdução
Produção
 
Metodologia agil scrum
Metodologia agil scrumMetodologia agil scrum
Metodologia agil scrum
 
Capitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.ppt
Capitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.pptCapitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.ppt
Capitulo 2A - Estudo de tempos cronoanalise.ppt
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Programa 5S
Programa 5SPrograma 5S
Programa 5S
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
OBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docx
OBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docxOBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docx
OBJETIVO DO PROGRAMA 5S HOUSEKEEPING.docx
 
Ferramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com Scrum
Ferramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com ScrumFerramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com Scrum
Ferramentas Livres para a Gestão de Projetos Ágeis com Scrum
 

Mais de douglas

Administração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e LogisticaAdministração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e Logistica
douglas
 
Administração da Produção - Projeto da rede e Localização
Administração da Produção - Projeto da rede e LocalizaçãoAdministração da Produção - Projeto da rede e Localização
Administração da Produção - Projeto da rede e Localização
douglas
 
Administração da Produção - Produto
Administração da Produção - ProdutoAdministração da Produção - Produto
Administração da Produção - Produto
douglas
 
Administração da Produção - Previsão de Demanda
Administração da Produção - Previsão de DemandaAdministração da Produção - Previsão de Demanda
Administração da Produção - Previsão de Demanda
douglas
 
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de CapacidadeAdministração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
douglas
 
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Estoques
Administração da Produção - Planejamento e Controle de EstoquesAdministração da Produção - Planejamento e Controle de Estoques
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Estoques
douglas
 
Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)
Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)
Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)
douglas
 
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)
douglas
 
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)
douglas
 
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo FisicoAdministração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
douglas
 
Introdução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e OperaçõesIntrodução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e Operações
douglas
 

Mais de douglas (11)

Administração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e LogisticaAdministração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e Logistica
 
Administração da Produção - Projeto da rede e Localização
Administração da Produção - Projeto da rede e LocalizaçãoAdministração da Produção - Projeto da rede e Localização
Administração da Produção - Projeto da rede e Localização
 
Administração da Produção - Produto
Administração da Produção - ProdutoAdministração da Produção - Produto
Administração da Produção - Produto
 
Administração da Produção - Previsão de Demanda
Administração da Produção - Previsão de DemandaAdministração da Produção - Previsão de Demanda
Administração da Produção - Previsão de Demanda
 
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de CapacidadeAdministração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Capacidade
 
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Estoques
Administração da Produção - Planejamento e Controle de EstoquesAdministração da Produção - Planejamento e Controle de Estoques
Administração da Produção - Planejamento e Controle de Estoques
 
Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)
Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)
Administração da Produção - Planejamento e Necessidade de Materiais (MRP)
 
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 2 de 2)
 
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)
Melhoria continua - Six Sigma - Melhoria de processos (Parte 1 de 2)
 
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo FisicoAdministração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
 
Introdução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e OperaçõesIntrodução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e Operações
 

Último

AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdfAULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
MaxwellBentodeOlivei1
 
Aula Vigor de Sementes - Aula Vigor de Sementes
Aula Vigor de Sementes - Aula Vigor de SementesAula Vigor de Sementes - Aula Vigor de Sementes
Aula Vigor de Sementes - Aula Vigor de Sementes
WeltonAgostinhoDias1
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
Consultoria Acadêmica
 
AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024
AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024
AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123
GabrielGarcia356832
 
Elementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.ppt
Elementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.pptElementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.ppt
Elementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.ppt
Wagner Moraes
 
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
pereiramarcossantos0
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
Consultoria Acadêmica
 

Último (8)

AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdfAULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
AULA LEI DOS SENOS OU COSSENOS - parte final (3) (1).pdf
 
Aula Vigor de Sementes - Aula Vigor de Sementes
Aula Vigor de Sementes - Aula Vigor de SementesAula Vigor de Sementes - Aula Vigor de Sementes
Aula Vigor de Sementes - Aula Vigor de Sementes
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
 
AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024
AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024
AE03 - LOGISTICA EMPRESARIAL UNICESUMAR 52/2024
 
Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123Apresentação concreto autodesempenho 123
Apresentação concreto autodesempenho 123
 
Elementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.ppt
Elementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.pptElementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.ppt
Elementos de Máquina aplicados na tornearia mecânica.ppt
 
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
Simbologia e Terminologia de Instrumentação da Norma ISA 5.1 - Simbologia_ISA...
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO UNICES...
 

Curso de Cronoanálise - Tempos e Movimentos - Parte 3 de 6

  • 1. Curso - Cronoanálise www.betagama.com.br Curso Cronoanálise www.dunamath.com “Material disponibilizado para livre utilização. Pedimos apenas que cite os websites abaixo como fonte de referencia.” Parte 3 de 6
  • 2. Índice 2 Tópico SMED – Setup Rápido Poka - Yoke Ergonomia Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 3. 3 Convém ao Cronoanalista também analisar: ❖5S ❖Administração Visual ❖Setup Rápido (SMED) ❖Arranjo Físico (Layout) ❖Ergonomia ❖Segurança do Trabalho ❖Poka-Yokes Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 4. 5S 4 Uma metodologia para organizar, limpar, desenvolver e manter um ambiente de trabalho produtivo. Desenvolvido no Japão, baseia-se em 5 etapas com designações começadas pela letra S. antes depois Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 5. Administração Visual 5 ➢Exibição de métricas de desempenho. ➢Luzes indicando paradas. ➢Exibição de cartas de controle. ➢Mapas de melhoria. ➢Área de exibição de produtos bons e defeituosos. ➢Sistema de controle visual como kanban. Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 6. 6 O SMED foi desenvolvido por Shingeo Shingo, nos anos 1960s, a partir de um desafio lançado pela Toyota para reduzir o tempo de setup de uma prensa de 1000 toneladas que inicialmente necessitava de 4 horas , sendo posteriormente reduzida a 1,5 horas. No entanto, insatisfeita, a Toyota pretendia alcançar os 3 minutos! A dimensão do desafio levou Shingo a desenvolver práticas de mudança rápida de ferramentas focado na redução de tempos e na simplificação de processos. SMED – Single Minute Exchange of Die (Setup Rápido) Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 7. 7 Algumas vantagens da redução do tempo de setup: ➢Aumento do índice de disponibilidade do equipamento (OEE). ➢Aumento da flexibilidade da programação da produção, permitindo trabalhar com lotes menores e consequentemente reduzindo os estoques. O setup é um desperdício e portanto deve ter seu tempo reduzido. Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 8. 8 Tipos de Setup Setup interno: Deve ser feito com a máquina parada. ▪Soltar molde ▪Retirar molde ▪Prender molde Setup externo Pode ser feito com a máquina ligada. ▪Buscar molde ▪Buscar ferramentas ▪Buscar material ▪Limpar Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 9. 9 O Método SMED 1) Identificar e separar as atividades de setup internas e externas envolvidas no processo de mudança e ajuste de ferramenta; 2) Converter as atividades de setup internas em externas sempre que possível, de modo a minimizar o tempo de mudança; 3) Eliminar a necessidade de ajustes através da uniformização de processos, ferramentas e procedimentos; 4) Melhorar as operações manuais através da formação e treino. 5) Melhorar (através de alterações ou reconfiguração) o equipamento; Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 10. 10 Método da “Arruela em UMétodo do furo em forma de pêra Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 11. 11 Apoio de Roletes e Pinos de Centragem Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 12. 12 ... ... Tabela de Cronometragem Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 13. 13 ... Tabela de Análise Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 14. 14 Existem 3 grandes categorias de erros humanos: ❖Erros inadvertidos: são aqueles que ocorrem por falta de atenção, distração, fadiga, etc. ❖Erros por falta de perícia: são os erros decorrentes da falta de conhecimento ou habilidade do homem que executa o trabalho. ❖Erros voluntários: são os que ocorrem pelo fato do homem deliberadamente ignorar regras ou normas, não obedecer padrões, sabotagem, etc. Poka Yoke Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 15. 15 • Na montagem de produtos, para evitar que o componente seja colocado em posição invertida, um dispositivo na máquina somente permite que a peça seja colocada nela da forma correta, devida a assimetria da peça. Exemplos • Para funcionar é requerido que o usuário puxe a haste de segurança para trás. Então o equipamento nunca funciona “sozinho”. Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 16. 16 Exemplo Dispositivo que detecta anormalidades no posicionamento da peça com relação ao previsto. Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 17. 17 Ergonomia ➢ A Ergonomia pode ser definida como o estudo científico das relações entre o homem e o seu ambiente de trabalho (Murrel, K.F. 1965). Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 18. 18 Ergonomia Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 19. 19 Espírito de Melhoria Contínua “Nunca aceitar que os bons resultados do presente serão ainda considerados bons no futuro.” Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 20. 20 Um engenheiro britânico em visita a uma planta da Toyota no Japão, passou pelo setor de estampagem onde observou-se que o setup de uma prensa de 1500 toneladas estava sendo feito em abismantes 6.5 minutos. Quando ele comentou isto com o gerente, foi logo interrompido: “Sim, sim, eu sei, nós precisamos reduzir este tempo para 5 minutos.” OBS: na época da visita, o tempo médio de troca na Inglaterra era de 4 horas. Espírito de Melhoria Contínua Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com
  • 21. 21 Não há nada de “monstruoso” nestas metodologias. Mas também não há nada de “mágico”. Curso - Cronoanálise www.betagama.com.brwww.dunamath.com