SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
Autora: Talitha Pires Borges Leite
Orientadora: Ana Maria Caliman Filadelfi
Universidade Federal do Paraná
Setor de Ciências Biológicas
Departamento de Fisiologia
“Fisiologia na educação de jovens
conscientes para a cidadania”
Luíza e seu pai estavam andando por uma
trilha, quando uma cobra surge no caminho.
Socorro papai, um bicho
venenoso. Mata ele!
Não se assuste eu sou do
bem, só estou passando...
Querida não se preocupe,
os animais em geral só
atacam quando se sentem
em perigo.
Como seu pai já disse, nós as
cobrasssss, só atacamos em situações
de perigo. Estamos em nossa toca
(casa) e alguém pisa em cima dela: é
natural nos defendermos!!
Exatamente! Filha, os animais
peçonhentos estão por toda parte e
cada um tem sua importância.
Porém, nós temos que cuidar por
onde andamos e mexemos para evitar
acidentes se eles tentarem se
defender!!!
Muitas pessoas nos matam porque
acham que somos más e por isso
temos cada vez menos amigosssss na
natureza. Todos temos um papel
importante na natureza!!! Por
exemplo, as cobras, alimentam-se de
roedores e com isso impedem um
grande aumento da população destes.
As aranhas e escorpiões fazem o
mesmo em relação aos insetos e as
abelhas polinizam as flores...
Você sabe a diferença entre um
animal peçonhento e um venenoso?
Hum..., não sei! Os dois são perigosos?!
Mais ou menos isso, hehehe. Os animais peçonhentos possuem
glândulas de veneno que se comunicam com dentes ou ferrões,
por onde ele passa, como se fosse uma injeção. Eu sou um
exemplo, meus dentes são ocos e por eles pode passar o veneno.
Uso para me defender em situações de perigo ou para
caçar alimentos. Outros bichinhos peçonhentos além de
mim são escorpiões, aranhas, abelhas, etc.
Os animais venenosos também possuem
glândulas de veneno assim como nós,
cobras, mas não um local para injetá-lo...
Alguns desses bichos são os sapos,
que possuem as glândulas de veneno
na pele. Vocês humanos, podem se
intoxicar apenas tocando sapos
muito venenosos, geralmente mais
coloridos!!
Tem também as lagartas das borboletas,
as águas-vivas e o peixe baiacu
Que interessante, não
sabia dessa diferença,
sempre chamei tudo de
venenoso
Que interessante, não
sabia dessa diferença,
sempre chamei tudo de
venenoso...
Entendi, mas mesmo assim
tenho medo de vocês... Como
posso evitar os acidentes com
as picadas?
Você deve usar calçados fechados
quando for ao quintal ou sair para
caminhar em parques e bosques,
assim como estamos agora.
Geralmente estes animais
alcançam até nosso joelho.
Que interessante, não sabia dessa
diferença, sempre chamei tudo de
venenoso
Também precisa olhar dentro
dos sapatos e roupas, sacudindo
antes de usar, pois podem ter
aranhas ou até cobras dentro!!
Sim, é bem aconchegante ficar
dentro das botassssss no inverno...,
kkkk
Que interessante, não sabia
dessa diferença, sempre chamei
tudo de venenoso
Além dos pés, é importante ter
cuidado com as mãos. Não
colocar a mão em qualquer
buraco, em folhas ou galhos,
sem usar luva e sem olhar com
atenção!!
Que interessante, não sabia dessa
diferença, sempre chamei tudo de
venenoso
Por último, é importante manter
as áreas ao redor da casa sempre
limpas, sem entulhos ou lixos.
Hummm, entendi! Mas se mesmo
assim eu for picada o que faço????
Que interessante, não sabia
dessa diferença, sempre
chamei tudo de venenoso
Procure ficar calma querida,
pois eu te levarei rapidamente
ao hospital. Mas antes,
devemos lavar o local da
picada com água corrente e
deixa-lo um pouco elevado até
chegar ao atendimento.
Que interessante, não sabia dessa
diferença, sempre chamei tudo de
venenoso
Que interessante, não sabia
dessa diferença, sempre chamei
tudo de venenoso
E chupar o local da ferida?
Não ajuda tirar o meu
veneno?
Também não se pode amarrar
ou fazer torniquetes, a
circulação do sangue ficará
retida podendo gerar necrose e
destruição dos tecidos locais!!!
Não, pois o veneno é muito
poderoso e se espalha
rapidamente. Se o local é sugado
pode-se aumentar a lesão e até
contaminá-la com bactérias!!!
Assim, o certo é ir imediatamente
a um atendimento médico.
Que interessante, não sabia dessa
diferença, sempre chamei tudo de
venenoso
Pai, todos os venenos são iguais?
Não, os animais possuem venenos com
ações diferentes que podem causar :
*morte do tecido (necrose) devido à
destruição de proteínas.
*ação direta no sistema nervoso
causando alterações de consciência,
perturbações visuais, etc.
*destruição das células do sangue
(hemácias).
*deficiência na coagulação sanguínea.
É pessoal, protejam-se e preservem a
natureza! Vejam as informações a
seguir e até a próxxxxxxima.
Como vimos na conversa entre Luísa,
seu pai e a cobra , os acidentes com os animais
peçonhentos só ocorrem como forma de defesa,
quando este animais se sentem ameaçados.
Muitas pessoas estão destruindo o
hábitat destes animais realizando desmatamento
e queimadas, com isso eles irão buscar outros
locais pra viver, podendo ficar mais perto das
nossas moradias.
Agora que já vimos como estes animais
são importantes, como se prevenir de acidentes e
como agir quando acontecer, vamos conhecer
melhor algumas espécies peçonhentas...
Jararacas (Bothrops spp.)
Cascavel (Crotalus durissus)
Responsável por cerca de
70% dos acidentes do
estado e até do país.
Para se defender, seu
comportamento é agressivo
e ágil. A picada causa muita
dor e grave inchaço no
local. O veneno pode causar
necrose e perda de sangue.
Representa, aproximada-
mente, 8% dos acidentes
ocorridos no Brasil com
maior taxa de
mortalidade. Esta cobra
vive em regiões secas e
pedregosas. Seu veneno
pode afetar o sistema
nervoso e destruir células
do sangue.
Coral-verdadeira (Micrurus spp.)
São raros os casos, mas quando ocorrem são
muito graves, pois o veneno é altamente forte
com ação sobre o sistema nervoso. Possuem um
padrão corporal típico, com anéis vermelhos,
brancos e pretos. Não são agressivas.
Encontrada em jardins,
entulhos, tijolos,
bananeiras e em árvores
com muita folhagem.
Ao se defender, possui
comportamento agressivo,
“arma-se” para atacar,
levantando o primeiro par
de patas.
Muito confundida com a
aranha-armadeira, também
é encontrada no jardim.
Não possui comporta-
mento agressivo, sua picada
é muito dolorosa, porém
sem muitos agravantes.
Possui pelos que podem
causar reações alérgicas.
Aranha-armadeira (Phoneutria spp.)
Tarântula (Lycosa spp.)
Muito conhecida em nossa região, encontrou
condições para sua sobrevivência dentro das
casas. Pode ser encontrada atrás de móveis, em
frestas, junto a roupas e calçados. Em geral as
picadas ocorrem quando a pessoa está dormindo
ou ao se vestir.
Em caso de suspeita de picada é indicado procurar
auxílio médico o mais rápido possível, pois o
veneno tem diversas ações tóxicas!!!
Aranha-marrom (Loxosceles spp.)
Tytus spp.
Estes animais habitam locais
escuros e úmidos, como
entulhos. Alimentam-se de
insetos e possuem hábito
noturno.
Os acidentes vão de
moderados à graves, podendo
levar a morte, principalmente
de crianças. A picada é
caracterizada por dor intensa e
inchaço no local.
Os membros das famílias
Apidae (abelhas e
mamangavas) e Vespidae
(vespas) possuem ferrões
capazes de injetar o veneno.
Estas ferroadas podem
provocar alergia leve ou até
mesmo uma ação tóxica
grave se ocasionada por
centenas destes insetos.
 Manter a vítima calma e deitada;
 Evitar que a vítima se movimente para não
favorecer a absorção do veneno;
 Localizar a marca da picada, limpar o local com
água e cobrir com um pano limpo;
 Em todos os casos, levar a vítima imediatamente
ao serviço de saúde mais próximo, para receber os
cuidados médicos adequados e receber o soro
antiveneno, quando necessário;
 Quando possível e não oferecer riscos, levar o
animal para sua identificação para que a vítima
possa receber o soro específico;
 NÃO fazer torniquete, pois a circulação do sangue
ficará impedida, isso pode causar gangrena ou
necrose;
 NÃO cortar o local da ferida para fazer “sangria‘”!
 Centro de Controle de Envenenamento de Curitiba
Hospital das Clínicas da UFPR
Fone: (41) 3264-8290; 3363-7820; 0800-410-148
Unidades de saúde em Curitiba com tratamento de soros
anti peçonhentos :
 CEMUM Sítio Cercado 24H
Fone: (41) 3378-6405
 US Boa Vista 24H
Fone: (41) 3251-1043/ 3251-1006
 CEMUM Boqueirão 24H
Fone: (41) 3277-3701/3277-1248
 CEMUM Campo Comprido 24H
Fone: (41) 3373-6985/3373-1332
 CEMUM Alberto Sabin 24H
Fone: (41) 3314-5112
 CEMUM Pinheirinho 24
Fone: (41) 3212-1470/3212-1457
 Centro de Informação Toxicológica do Rio Grande do Sul:
http://www.cit.rs.gov.br/index.php?option=com_content&
view=category&layout=blog&id=4&Itemid=56
 Ministério da Saúde:
http://portalsaude.saude.gov.br/
 Secretaria de Saúde de Curitiba - Zoonoses e Vetores:
http://www.saude.curitiba.pr.gov.br/index.php/vigilancia/
saude-ambiental/zoonoses-e-vetores
 Secretária de Saúde do Estado do Paraná:
http://www.saude.pr.gov.br/
 Sistema Nacional de Informações Toxico Farmacológicas –
FIOCRUZ:
http://www.fiocruz.br/sinitox/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?si
d=68
 http://www.freeimages.com/
Autora: Talitha Pires Borges Leite
Ilustrações: Lucas Enes Santos
Orientadora: Ana Maria Caliman Filadelfi
“Fisiologia na educação de jovens
conscientes para a cidadania”
Setor de Ciências Biológicas
Departamento de Fisiologia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Acidentes por animais peçonhentos
Acidentes por animais peçonhentosAcidentes por animais peçonhentos
Acidentes por animais peçonhentos
Nathy Oliveira
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
saudefieb
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
Raul Cristino
 

Mais procurados (20)

Animais peçonhentos
 Animais peçonhentos Animais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Queimadura e choque elétrico
Queimadura e choque elétricoQueimadura e choque elétrico
Queimadura e choque elétrico
 
Acidentes por animais peçonhentos
Acidentes por animais peçonhentosAcidentes por animais peçonhentos
Acidentes por animais peçonhentos
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros
 
Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros Socorros
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentos
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Manual de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros nas Escolas
Manual de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros nas EscolasManual de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros nas Escolas
Manual de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros nas Escolas
 
Administração de injetáveis.pptx
Administração de injetáveis.pptxAdministração de injetáveis.pptx
Administração de injetáveis.pptx
 
Urgência e emergência
Urgência e emergênciaUrgência e emergência
Urgência e emergência
 
Aula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoAula Central de material Esterilizado
Aula Central de material Esterilizado
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptxPrimeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx
 
Hemorragias
HemorragiasHemorragias
Hemorragias
 
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros Básicos
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
Intoxicação exógena
Intoxicação exógenaIntoxicação exógena
Intoxicação exógena
 

Destaque

Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
rob1805
 
Acidentes Com Animais PeçOnhentos
Acidentes Com Animais PeçOnhentosAcidentes Com Animais PeçOnhentos
Acidentes Com Animais PeçOnhentos
guestf0fb000
 

Destaque (12)

Evangelina Vormittag na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
Evangelina Vormittag na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa MarcelinaEvangelina Vormittag na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
Evangelina Vormittag na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
 
Cartilha depressão e transtornos alimentares
Cartilha depressão e transtornos alimentaresCartilha depressão e transtornos alimentares
Cartilha depressão e transtornos alimentares
 
Cartilha hipertensão
Cartilha hipertensãoCartilha hipertensão
Cartilha hipertensão
 
Cartilha A nossa saúde e o ambiente
Cartilha  A nossa saúde e o ambienteCartilha  A nossa saúde e o ambiente
Cartilha A nossa saúde e o ambiente
 
Cartilha diabetes
Cartilha diabetesCartilha diabetes
Cartilha diabetes
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Cartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitosCartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitos
 
Cartilha ritmos biológicos sono em animais
Cartilha ritmos biológicos   sono em animaisCartilha ritmos biológicos   sono em animais
Cartilha ritmos biológicos sono em animais
 
Cartilha saúde e bem estar
Cartilha saúde e bem estarCartilha saúde e bem estar
Cartilha saúde e bem estar
 
Acidentes Com Animais PeçOnhentos
Acidentes Com Animais PeçOnhentosAcidentes Com Animais PeçOnhentos
Acidentes Com Animais PeçOnhentos
 
Cartilha higiene e saúde
Cartilha higiene e saúdeCartilha higiene e saúde
Cartilha higiene e saúde
 
Cartilha sobre ritmos biológicos
Cartilha sobre ritmos biológicosCartilha sobre ritmos biológicos
Cartilha sobre ritmos biológicos
 

Semelhante a Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes

CIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - BombeirosCIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
Deise
 
Mostre E Conte Rodrigo Brandao
Mostre E Conte Rodrigo BrandaoMostre E Conte Rodrigo Brandao
Mostre E Conte Rodrigo Brandao
Jean Carvalho
 
110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch
110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch
110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch
Pedro Paulo Ak
 

Semelhante a Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes (20)

Muitos animais
Muitos animaisMuitos animais
Muitos animais
 
Animais peçonhentos ii
Animais peçonhentos iiAnimais peçonhentos ii
Animais peçonhentos ii
 
Animais peçonhentos II.pptx
Animais peçonhentos II.pptxAnimais peçonhentos II.pptx
Animais peçonhentos II.pptx
 
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.pptANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
 
CIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - BombeirosCIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
 
Mostre E Conte Rodrigo Brandao
Mostre E Conte Rodrigo BrandaoMostre E Conte Rodrigo Brandao
Mostre E Conte Rodrigo Brandao
 
Seminário MGME Ciências - APIAI (2)
Seminário MGME Ciências - APIAI (2)Seminário MGME Ciências - APIAI (2)
Seminário MGME Ciências - APIAI (2)
 
Apresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.pptApresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.ppt
 
Almanaque de bichos que dão em gente - Sonia Hirsch
Almanaque de bichos que dão em gente - Sonia HirschAlmanaque de bichos que dão em gente - Sonia Hirsch
Almanaque de bichos que dão em gente - Sonia Hirsch
 
110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch
110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch
110511746 almanaque-de-bichos-que-dao-em-gente-sonia-hirsch
 
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiosePicadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Picadas de aracnideos
Picadas de aracnideosPicadas de aracnideos
Picadas de aracnideos
 
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismoPrimeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
 
Escorpiâo 3º A
Escorpiâo 3º AEscorpiâo 3º A
Escorpiâo 3º A
 
Carrocinha
CarrocinhaCarrocinha
Carrocinha
 
Animais Peçonhentos.pptx
Animais Peçonhentos.pptxAnimais Peçonhentos.pptx
Animais Peçonhentos.pptx
 
Animais 1
Animais 1Animais 1
Animais 1
 
Acidentes com animais peçonhentos.pptx
Acidentes com animais peçonhentos.pptxAcidentes com animais peçonhentos.pptx
Acidentes com animais peçonhentos.pptx
 
ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS.pptx
ACIDENTES POR ANIMAIS  PEÇONHENTOS.pptxACIDENTES POR ANIMAIS  PEÇONHENTOS.pptx
ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS.pptx
 

Mais de Ana Filadelfi

Mais de Ana Filadelfi (20)

Fisiodivulgando - projeto de extensão universitária - DFISIO - BL - UFPR.pdf
Fisiodivulgando - projeto de extensão universitária - DFISIO - BL - UFPR.pdfFisiodivulgando - projeto de extensão universitária - DFISIO - BL - UFPR.pdf
Fisiodivulgando - projeto de extensão universitária - DFISIO - BL - UFPR.pdf
 
Cartilha ISTs e Métodos Contraceptivos.pdf
Cartilha ISTs e Métodos Contraceptivos.pdfCartilha ISTs e Métodos Contraceptivos.pdf
Cartilha ISTs e Métodos Contraceptivos.pdf
 
Cartilha aprendendo a reconhecer abuso sexual na infância
Cartilha aprendendo a reconhecer abuso sexual na infânciaCartilha aprendendo a reconhecer abuso sexual na infância
Cartilha aprendendo a reconhecer abuso sexual na infância
 
Cartilha Câncer Infantil
Cartilha Câncer InfantilCartilha Câncer Infantil
Cartilha Câncer Infantil
 
Cartilha atividade física no SUS - promoção da saúde
Cartilha atividade física no SUS - promoção da saúdeCartilha atividade física no SUS - promoção da saúde
Cartilha atividade física no SUS - promoção da saúde
 
Cartilha Sexo, sexualidade e gênero: conhecer para respeitar
Cartilha Sexo, sexualidade e gênero: conhecer para respeitarCartilha Sexo, sexualidade e gênero: conhecer para respeitar
Cartilha Sexo, sexualidade e gênero: conhecer para respeitar
 
Cartilha Sistema Respiratório
Cartilha Sistema RespiratórioCartilha Sistema Respiratório
Cartilha Sistema Respiratório
 
Cartilha Sistema Nervoso
Cartilha Sistema NervosoCartilha Sistema Nervoso
Cartilha Sistema Nervoso
 
Cartilha riscos da automedicação
Cartilha riscos da automedicaçãoCartilha riscos da automedicação
Cartilha riscos da automedicação
 
A nossa saúde e o ambiente
A nossa saúde e o ambienteA nossa saúde e o ambiente
A nossa saúde e o ambiente
 
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedadeAula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
Aula 10 O adolescente na escola, na família e na sociedade
 
Aula 9 Riscos da automedicação
Aula 9 Riscos da automedicaçãoAula 9 Riscos da automedicação
Aula 9 Riscos da automedicação
 
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reproduçãoAula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
Aula 2 Puberdade, hormônios e reprodução
 
Aula 7 Depressão e transtornos alimentares
Aula 7 Depressão e transtornos alimentaresAula 7 Depressão e transtornos alimentares
Aula 7 Depressão e transtornos alimentares
 
Aula 6 Ritmos biológicos
Aula 6 Ritmos biológicosAula 6 Ritmos biológicos
Aula 6 Ritmos biológicos
 
Aula 5 Saúde e bem estar
Aula 5 Saúde e bem estarAula 5 Saúde e bem estar
Aula 5 Saúde e bem estar
 
Aula 8 Principais drogas e seus efeitos
Aula 8 Principais drogas e seus efeitosAula 8 Principais drogas e seus efeitos
Aula 8 Principais drogas e seus efeitos
 
Aula 4 Noções básicas de higiene e saúde: cuidados importantes!!
Aula 4 Noções básicas de higiene e saúde: cuidados importantes!!Aula 4 Noções básicas de higiene e saúde: cuidados importantes!!
Aula 4 Noções básicas de higiene e saúde: cuidados importantes!!
 
Aula 3 DSTs e métodos anticoncepcionais
Aula 3 DSTs e métodos anticoncepcionaisAula 3 DSTs e métodos anticoncepcionais
Aula 3 DSTs e métodos anticoncepcionais
 
Aula 1 O corpo humano
Aula 1 O corpo humanoAula 1 O corpo humano
Aula 1 O corpo humano
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 

Último (20)

13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 

Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes

  • 1. Autora: Talitha Pires Borges Leite Orientadora: Ana Maria Caliman Filadelfi Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Biológicas Departamento de Fisiologia “Fisiologia na educação de jovens conscientes para a cidadania”
  • 2. Luíza e seu pai estavam andando por uma trilha, quando uma cobra surge no caminho. Socorro papai, um bicho venenoso. Mata ele! Não se assuste eu sou do bem, só estou passando... Querida não se preocupe, os animais em geral só atacam quando se sentem em perigo.
  • 3. Como seu pai já disse, nós as cobrasssss, só atacamos em situações de perigo. Estamos em nossa toca (casa) e alguém pisa em cima dela: é natural nos defendermos!! Exatamente! Filha, os animais peçonhentos estão por toda parte e cada um tem sua importância. Porém, nós temos que cuidar por onde andamos e mexemos para evitar acidentes se eles tentarem se defender!!! Muitas pessoas nos matam porque acham que somos más e por isso temos cada vez menos amigosssss na natureza. Todos temos um papel importante na natureza!!! Por exemplo, as cobras, alimentam-se de roedores e com isso impedem um grande aumento da população destes. As aranhas e escorpiões fazem o mesmo em relação aos insetos e as abelhas polinizam as flores...
  • 4. Você sabe a diferença entre um animal peçonhento e um venenoso? Hum..., não sei! Os dois são perigosos?! Mais ou menos isso, hehehe. Os animais peçonhentos possuem glândulas de veneno que se comunicam com dentes ou ferrões, por onde ele passa, como se fosse uma injeção. Eu sou um exemplo, meus dentes são ocos e por eles pode passar o veneno.
  • 5. Uso para me defender em situações de perigo ou para caçar alimentos. Outros bichinhos peçonhentos além de mim são escorpiões, aranhas, abelhas, etc. Os animais venenosos também possuem glândulas de veneno assim como nós, cobras, mas não um local para injetá-lo... Alguns desses bichos são os sapos, que possuem as glândulas de veneno na pele. Vocês humanos, podem se intoxicar apenas tocando sapos muito venenosos, geralmente mais coloridos!!
  • 6. Tem também as lagartas das borboletas, as águas-vivas e o peixe baiacu
  • 7. Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso... Entendi, mas mesmo assim tenho medo de vocês... Como posso evitar os acidentes com as picadas? Você deve usar calçados fechados quando for ao quintal ou sair para caminhar em parques e bosques, assim como estamos agora. Geralmente estes animais alcançam até nosso joelho.
  • 8. Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso Também precisa olhar dentro dos sapatos e roupas, sacudindo antes de usar, pois podem ter aranhas ou até cobras dentro!! Sim, é bem aconchegante ficar dentro das botassssss no inverno..., kkkk Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso Além dos pés, é importante ter cuidado com as mãos. Não colocar a mão em qualquer buraco, em folhas ou galhos, sem usar luva e sem olhar com atenção!!
  • 9. Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso Por último, é importante manter as áreas ao redor da casa sempre limpas, sem entulhos ou lixos. Hummm, entendi! Mas se mesmo assim eu for picada o que faço???? Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso Procure ficar calma querida, pois eu te levarei rapidamente ao hospital. Mas antes, devemos lavar o local da picada com água corrente e deixa-lo um pouco elevado até chegar ao atendimento.
  • 10. Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso E chupar o local da ferida? Não ajuda tirar o meu veneno? Também não se pode amarrar ou fazer torniquetes, a circulação do sangue ficará retida podendo gerar necrose e destruição dos tecidos locais!!! Não, pois o veneno é muito poderoso e se espalha rapidamente. Se o local é sugado pode-se aumentar a lesão e até contaminá-la com bactérias!!! Assim, o certo é ir imediatamente a um atendimento médico.
  • 11. Que interessante, não sabia dessa diferença, sempre chamei tudo de venenoso Pai, todos os venenos são iguais? Não, os animais possuem venenos com ações diferentes que podem causar : *morte do tecido (necrose) devido à destruição de proteínas. *ação direta no sistema nervoso causando alterações de consciência, perturbações visuais, etc. *destruição das células do sangue (hemácias). *deficiência na coagulação sanguínea. É pessoal, protejam-se e preservem a natureza! Vejam as informações a seguir e até a próxxxxxxima.
  • 12. Como vimos na conversa entre Luísa, seu pai e a cobra , os acidentes com os animais peçonhentos só ocorrem como forma de defesa, quando este animais se sentem ameaçados. Muitas pessoas estão destruindo o hábitat destes animais realizando desmatamento e queimadas, com isso eles irão buscar outros locais pra viver, podendo ficar mais perto das nossas moradias. Agora que já vimos como estes animais são importantes, como se prevenir de acidentes e como agir quando acontecer, vamos conhecer melhor algumas espécies peçonhentas...
  • 13. Jararacas (Bothrops spp.) Cascavel (Crotalus durissus) Responsável por cerca de 70% dos acidentes do estado e até do país. Para se defender, seu comportamento é agressivo e ágil. A picada causa muita dor e grave inchaço no local. O veneno pode causar necrose e perda de sangue. Representa, aproximada- mente, 8% dos acidentes ocorridos no Brasil com maior taxa de mortalidade. Esta cobra vive em regiões secas e pedregosas. Seu veneno pode afetar o sistema nervoso e destruir células do sangue.
  • 14. Coral-verdadeira (Micrurus spp.) São raros os casos, mas quando ocorrem são muito graves, pois o veneno é altamente forte com ação sobre o sistema nervoso. Possuem um padrão corporal típico, com anéis vermelhos, brancos e pretos. Não são agressivas.
  • 15. Encontrada em jardins, entulhos, tijolos, bananeiras e em árvores com muita folhagem. Ao se defender, possui comportamento agressivo, “arma-se” para atacar, levantando o primeiro par de patas. Muito confundida com a aranha-armadeira, também é encontrada no jardim. Não possui comporta- mento agressivo, sua picada é muito dolorosa, porém sem muitos agravantes. Possui pelos que podem causar reações alérgicas. Aranha-armadeira (Phoneutria spp.) Tarântula (Lycosa spp.)
  • 16. Muito conhecida em nossa região, encontrou condições para sua sobrevivência dentro das casas. Pode ser encontrada atrás de móveis, em frestas, junto a roupas e calçados. Em geral as picadas ocorrem quando a pessoa está dormindo ou ao se vestir. Em caso de suspeita de picada é indicado procurar auxílio médico o mais rápido possível, pois o veneno tem diversas ações tóxicas!!! Aranha-marrom (Loxosceles spp.)
  • 17. Tytus spp. Estes animais habitam locais escuros e úmidos, como entulhos. Alimentam-se de insetos e possuem hábito noturno. Os acidentes vão de moderados à graves, podendo levar a morte, principalmente de crianças. A picada é caracterizada por dor intensa e inchaço no local. Os membros das famílias Apidae (abelhas e mamangavas) e Vespidae (vespas) possuem ferrões capazes de injetar o veneno. Estas ferroadas podem provocar alergia leve ou até mesmo uma ação tóxica grave se ocasionada por centenas destes insetos.
  • 18.  Manter a vítima calma e deitada;  Evitar que a vítima se movimente para não favorecer a absorção do veneno;  Localizar a marca da picada, limpar o local com água e cobrir com um pano limpo;  Em todos os casos, levar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para receber os cuidados médicos adequados e receber o soro antiveneno, quando necessário;  Quando possível e não oferecer riscos, levar o animal para sua identificação para que a vítima possa receber o soro específico;  NÃO fazer torniquete, pois a circulação do sangue ficará impedida, isso pode causar gangrena ou necrose;  NÃO cortar o local da ferida para fazer “sangria‘”!
  • 19.  Centro de Controle de Envenenamento de Curitiba Hospital das Clínicas da UFPR Fone: (41) 3264-8290; 3363-7820; 0800-410-148 Unidades de saúde em Curitiba com tratamento de soros anti peçonhentos :  CEMUM Sítio Cercado 24H Fone: (41) 3378-6405  US Boa Vista 24H Fone: (41) 3251-1043/ 3251-1006  CEMUM Boqueirão 24H Fone: (41) 3277-3701/3277-1248  CEMUM Campo Comprido 24H Fone: (41) 3373-6985/3373-1332  CEMUM Alberto Sabin 24H Fone: (41) 3314-5112  CEMUM Pinheirinho 24 Fone: (41) 3212-1470/3212-1457
  • 20.  Centro de Informação Toxicológica do Rio Grande do Sul: http://www.cit.rs.gov.br/index.php?option=com_content& view=category&layout=blog&id=4&Itemid=56  Ministério da Saúde: http://portalsaude.saude.gov.br/  Secretaria de Saúde de Curitiba - Zoonoses e Vetores: http://www.saude.curitiba.pr.gov.br/index.php/vigilancia/ saude-ambiental/zoonoses-e-vetores  Secretária de Saúde do Estado do Paraná: http://www.saude.pr.gov.br/  Sistema Nacional de Informações Toxico Farmacológicas – FIOCRUZ: http://www.fiocruz.br/sinitox/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?si d=68  http://www.freeimages.com/
  • 21. Autora: Talitha Pires Borges Leite Ilustrações: Lucas Enes Santos Orientadora: Ana Maria Caliman Filadelfi “Fisiologia na educação de jovens conscientes para a cidadania” Setor de Ciências Biológicas Departamento de Fisiologia