SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
Acidentes com animais
peçonhentos
Cobras – aranhas - escorpiões
Denilsi Gonçalves
Joyce Santo
Karoline Carvalho
Ma. Sônia
Rebeca Larissa
Yanna de Souza
O QUE SÃO ANIMAIS PEÇONHENTOS
ANIMAIS PEÇONHENTOS: Animais que
possuem ferrões ou dentes para injetar a
peçonha (toxina – ou composto de
toxinas) a fim de alterar o metabolismo de
outro animal, com finalidade de defesa
ou para alimentação.
ARANHAS, SERPENTES, ESCORPIÕES,
ABELHAS
2
DADOS DE ACIDENTES COM ANIMAIS
PEÇONHENTOS NO BRASIL e REGIAO NORTE
 Segundo dados do Ministério da Saúde, a incidência em 2016 foi:
3
*Fonte: http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/abril/28/2-Incidencia_AnimaisPeconhentos_2000_2016.pdf
http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/abril/28/3-Obitos_AnimaisPeconhentos_2000_2016.pdf
MÉDIA Brasil
• 83 a cada 100.000 hab.
• Com 726 óbitos;
• Regiões SE e NE com mais
mortes.
REGIÃO NORTE
• 85,3 a cada
100.000 hab.
• Com 46 óbitos
AMAZONAS
•53,6 a cada
100.000
hab.
• Com16
óbitos
 Acidentes com cobra: Maioria dos acidentes ocorre na área rural e em
homens entre 15 e 49 anos.
 Acidentes com escorpião: maior incidência urbana. Mais representativo dentre
os animais peçonhentos. Teve crescimento de mais de 71% entre 2010 e 2014;
 No Amazonas, os acidentes com esses animais são bastante comuns. Depois das
cobras, os escorpiões ocupam o segundo lugar em número de registros de casos
(2.472, de 2007 a 2015), seguido das aranhas (1.396, nesse mesmo período)(Graça
Alecrim – Pres. Do HDTM – J.A Crítica (08.08.2016)
4
DADOS DE ACIDENTES COM ANIMAIS
PEÇONHENTOS NO BRASIL e REGIAO NORTE
COBRAS
ACIDENTES OFÍDICOS NO AMAZONAS
 O Amazonas registra em torno de dois mil casos de
acidentes com serpentes por ano.
 90% do total são causados por
jararacas(SURUCUCURANA);
 Municípios com a maior taxa de incidência são
Manaus, São Gabriel da Cachoeira, Borba e Alvarães.
 De 2007 a 2015, foram notificados 14.232 casos no
Estado e, desses, 91 foram a óbito.
6
FONTE: http://www.acritica.com/channels/governo/news/terca-feira-amazonas-registra-em-torno-de-dois-mil-casos-de-acidentes-com-serpentes-por-ano
7
 No Períodos das chuvas há incremento no número dos acidentes – animais
buscam proximidade com as residências;
 No interior, atividades extrativistas estão mais relacionadas a acidentes
 “Manaus é uma cidade grande que produz muito lixo e tem uma área
urbana desorganizada. Isso atrai roedores e, consequentemente, as cobras
que se alimentam desses animais, por isso há registro de muitos casos na
capital”.
**De acordo com o coordenador das pesquisas dessa área, na Fundação de Medicina
Tropical (FMT-HVD), Wuelton Monteiro, em entrevista para o Jornal A Crítica do dia em
08-ago-2016;
ACIDENTES OFÍDICOS NO AMAZONAS
Principal característica de cobra
peçonhenta:
 A identificação da serpente causadora do acidente ofídico
pode ser muito importante para orientar a conduta médica e a
prescrição do soro mais conveniente.
 Se a serpente tiver um orifício entre os olhos e a fossa nasal, a
denominada fosseta loreal, trata-se de uma serpente
peçonhenta.
8
ACIDENTES COM COBRAS – Típos mais
frequentes na Amazônia
9
 Bothrops sp.: conhecida
popularmente como surucucurana,
jararaca ou surucucu. Causam a
maioria dos acidentes na Amazônia e
também na região de Manaus e
municípios vizinhos.
 Os triângulos do padrão do colorido do
corpo destas serpentes têm o vértice
voltado para cima.
 As duas serpentes mais freqüentemente encontradas em nosso
meio são dos gêneros:
10
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672009000300025&lang=pt#t3
ACIDENTE BOTRÓPICO(Jararaca):11
Em 40% das vezes levam a
complicações no local da picada.
o veneno botrópico tem ação
proteolítica, coagulante e
hemorrágica.
PRINCIPAIS SINTOMAS:
DOR, EDEMA LOCAL, RUBOR E
SANGRAMENTO
ACIDENTE LAQUÉTICO: (Surucucu Pico-
de-jaca)
12
 Lachesis sp.: uma só espécie
é conhecida e é
popularmente chamada de
surucucu ou surucucu-pico-
de-jaca. São de hábitos
umbrófilos e raramente se
afastam muito da mata.
 Pode chegar a 5mts.
 Os desenhos triangulares do
corpo destas serpentes têm o
vértice voltado para baixo.
http://tudosobrebichinhos.com.br/surucucu-cobra-mais-
venenosa/
ACIDENTE LAQUÉTICO (Surucucu Pico-
de-jaca)
13
 O veneno laquético tem ação proteolítica,
coagulante, hemorrágica e neurotóxica
(vagal);
Mais letal – 3 x mais que o brotrópico;
PRINCIPAIS SINTOMAS:
Dor, edema local e ascendente, formação
de bolhas, hemorragia local e sistêmica,
diarreia, dor abdominal, bradicardia,
sudorese,hipotensão.
ARANHAS
Acidentes com picada de aranha
 Acidentes causados por aranhas são normais. Nem todas as
aranhas são peçonhentas e a grande maioria não causa
maiores problemas
 A gravidade do acidentes está associada à intensidade e
complexidade da sua peçonha (veneno).
 Os 3 gêneros de aranha peçonhentas com maior incidência
de acidentes mais graves no Brasil e também no Amazonas
são:
Aranha-marrom (Loxosceles)
Armadeira (Phoneutria)
Viúva-negra (Latrodectus)
15
16 Pouco
agressiva.
Dentro de
residências(sap
atos e gavetas)
e nos jardins
(embaixo de
folhas e cascas
de árvore)
A picada é pouco
dolorosa. Uma lesão
endurecida e escura
horas após o
acidente, pode
evoluir para ferida
com necrose de
difícil cicatrização.
mal-estar, cefaléia e
febre. Casos graves
podem evoluir para
um quadro de
insuficiência renal
aguda. Raramente
pode levar à morte.
42% dos acidentes
com aranhas no
Brasil.
ARMADEIRA
AGRESSIVA
Caçadoras,
com atividade
noturna.
Abrigam-se em
jardins,
palmeiras e
entre folhas de
bananeira.
dor imediata e
intensa,. Casos
graves apresentam
agitação, náuseas,
vômitos e
diminuição da FC,
raramente leva à
morte
Após picada, a
vítima sente pouca
dor local, mas a dor
evolui para sensação
de queimadura 15 a
60 minutos após a
picada.
VIÚVA NEGRA
Só pica se
apertada.
Noturnas, faz
teia irregular em
arbustos,
gramíneas,
cascas de
coco, canaletas
de chuva
Sua peçonha ataca
o sistema nervoso
provocando dores
musculares muito
intensas, suor,
náuseas, dor de
cabeça, dores
abdominais e
alterações
cardiorrespiratórias.
ARANHA
MARRON
ESCORPIÃO
ACIDENTES COM ESCORPIÃO
 Maiorr incidência urbana. Teve crescimento de mais de
71% entre 2010 e 2014;
 As picadas atingem predominantemente os membros
superiores, 65% das quais acometendo mão e antebraço.
 Os principais agentes de importância médica são: T.
serrulatus, responsável por acidentes de maior gravidade,
T. bahiensis e T. stigmurus.
 No Amazonas, os acidentes com esses animais são bastante
comuns. Depois das cobras, os escorpiões ocupam o segundo
lugar em número de registros de casos (2.472, de 2007 a 2015),
seguido das aranhas (1.396, nesse mesmo período)(Graça
Alecrim – Pres. Do HDTM – J.A Crítica (08.08.2016)
18
Principais da região norte
19
Nome Popular: Escorpião Preto, Preto da Amazônia.
Nome Científico: Tityus cambridgei
Identificação: tem tronco e pernas escuros, quase negros.
Comprimento de aproximadaemente 8,5cm.
Distribuição Geográfica: Região Amazônica.
Quadro Clínico: Dor local, ferroadas, queimação, hiperemia, edema.
Podem ocorrer efeitos sistêmicos cardiovasculares, respiratórios e
neurológicos.
Nome Popular:Escorpião
Nome Científico: Tityus metuendus
Identificação: tronco vermelho-escuro, quase negro com manchas
confluentes amarelo-avermelhadas, patas com manchas amareladas;
cauda da mesma cor do tronco. Comprimento de 6 a 7cm.
Distribuição Geográfica: Amazonas, Acre e Pará.
Quadro Clínico: Dor local, ferroadas, queimação, hiperemia, edema.
Podem ocorrer efeitos sistêmicos cardiovasculares, respiratórios e
neurológicos.
CARACTERÍSTICAS DO ACIDENTE
ESCORPIÔNICO
20
 A picada causa dor no local atingido e apresenta evolução
na maioria dos casos.
 PRINCIPAIS SINTOMAS:
 DORES FORTES, QUEDA DA TEMPERATURA CORPORAL, SUOR INTENSO,
AUMENTO DA PA, ENJÔO, VÔMITOS
 As crianças podem ter manifestações graves – maior mortalidade
abaixo de 14 anos.
 Em caso de picada, recomenda-se fazer compressas mornas e
utilizar analgésicos para aliviar a dor até o acidentado chegar a um
serviço de saúde. O atendimento médico irá determinar se a vítima
precisa ou não receber soro.
CONDUTA DE PRIMEIROS
SOCORROS
CONDUTA DE PRIMEIROS SOCORROS:
 Contatar serviço de socorro urgente informando o tipo de
acidente e tipo de animal, para orientações, ou
 Ou se estiver em área rural sem comunicação, remover a
vítima com urgência para o posto de atendimento médico
mais próximo;
 Se possível fotograr ou se o animal estiver morto, colocar em
um recipiente para que seja levado para o serviço de saúde;
22
23
 Manter a vítima calma, evitando esforços físicos;
 CHECAR SINAIS VITAIS – verificar pulsação e se há alguma
dificuldade respiratória ou hemorragia em gengivas e nariz;
 Remover roupas e jóiás proximos do local afetado;
 Lavar o local do ferimento com água limpa e sabão;
 Imobilizar a área afetada, se possível apoiado em pano
limpo.
 Se possível manter o local do ferimento abaixo da linha do
coração;
 Observar o paciente atentamente até receber auxílio
especializado
CONDUTA DE PRIMEIROS SOCORROS:
O QUE NÃO FAZER!!!!
 Tentar tracar localmente – mesmo ferimentos
aparentemente leves podem se agravar em algumas horas
 Não fazer perfurações ou cortes no local da picada
 Não fazer torniquete ou garrote
 Não “chupar” no local do ferimento
 Não colocar unguentos ou qualquer outra substância sobre
o ferimento
 Não oferecer nenhum tipo de bebida alcoolica para a
vítima
24
Medidas de prevenção
 Uso de sapatos fechados, preferencialmente botas, ao andar pela área rural, trilhas
e floresta;
 Uso de luvas de couro e outros ao mexer com folhas, lenha, entulhos;
 Verificar sapatos e roupas antes de vestir;
 Evitar acúmulo de entulhos e lixo próximo da residência;
 Evitar infestações por roedores;
 Dedetizar residências
 SE AVISTAR COBRAS, EVITAR QUALQUER APROXIMAÇÃO. CHAMAR OS BOMBEIROS
PARA REMOÇÃO. Mesmo as não peçonhentas podem causar ferimentos graves –
por infecção bacteriana;
25
 BERNARDE, Dr. Paulo Sérgio. Acidentes Ofídicos. Publicação do Laboratório de Herpetologia – Centro Multidisciplinar –
Campos Floresta – Universidade Federal do Acre – UFAC. Rio Branco, 2009. Disponível para consulta em:
http://www.herpetofauna.com.br/acidentesofidicos.htm
 Manual de diagnóstico e tratamento de acidentes por animais peçonhentos. 2ª. ed. - Brasília: Fundação Nacional de
Saúde, 2001. Disponível para consulta em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/funasa/manu_peconhentos.pdf
 Cartilha sobre animais peçonhentos. Fundação Ezequiel Dias. Belo Horizonte, março de 2014 - 5ª edição. Disponível em:
http://www.funed.mg.gov.br/wp-content/uploads/2010/03/cartilha.pdf
 PINHO, F.M.O.; PEREIRA, I.D. Ofidismo.Artigo de revisão. Rev. Assoc. Med. Bras. vol.47 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2001.
Disponível para consulta em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302001000100026#notas
 WALDEZ, Fabiano; VOGT,Richard C...Aspectos ecológicos e epidemiológicos de acidentes ofídicos em comunidades
ribeirinhas do baixo rio Purus, Amazonas, Brasil. Acta Amaz. vol.39 no.3 Manaus Sept. 2009. Disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672009000300025&lang=pt
 https://www.institutobutanta.com.br/como-tratar-picadas-de-animais-peconhentos
 http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2016/maio/20/Informe-Epidemiol--gico-animais-pe--onhentos---.pdf
 http://www.acritica.com/channels/governo/news/terca-feira-amazonas-registra-em-torno-de-dois-mil-casos-de-acidentes-
com-serpentes-por-ano
 http://fuiacampar.com.br/primeiros-socorros-para-picadas-de-aranhas-peconhentas/
26

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Animais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevençãoAnimais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevençãoVinicius Mendes
 
Primeiro socorros - Animais Peçonhentos e Envenenamento
Primeiro socorros - Animais Peçonhentos e EnvenenamentoPrimeiro socorros - Animais Peçonhentos e Envenenamento
Primeiro socorros - Animais Peçonhentos e EnvenenamentoAdriano Barbosa de Sant'Ana
 
TREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROS
TREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROSTREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROS
TREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROSJulio Jayme
 
Picada animais peçonhentos
Picada animais peçonhentosPicada animais peçonhentos
Picada animais peçonhentosAlexandre Donha
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentossaudefieb
 
Primeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - AfogamentoPrimeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - AfogamentoJade Oliveira
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosIsmael Costa
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosSMS - Petrópolis
 
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosAna Hollanders
 
Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosOberlania Alves
 
Hemorragias e ferimentos
Hemorragias e ferimentosHemorragias e ferimentos
Hemorragias e ferimentosDiegoAugusto86
 
Treinamento de Primeiros socorros
Treinamento de Primeiros socorros Treinamento de Primeiros socorros
Treinamento de Primeiros socorros Ane Costa
 

Mais procurados (20)

Animais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevençãoAnimais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevenção
 
Slides peçonhentos
Slides   peçonhentosSlides   peçonhentos
Slides peçonhentos
 
Primeiro socorros - Animais Peçonhentos e Envenenamento
Primeiro socorros - Animais Peçonhentos e EnvenenamentoPrimeiro socorros - Animais Peçonhentos e Envenenamento
Primeiro socorros - Animais Peçonhentos e Envenenamento
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
TREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROS
TREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROSTREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROS
TREINAMENTO PRIMEIROS SOCORROS
 
Picada animais peçonhentos
Picada animais peçonhentosPicada animais peçonhentos
Picada animais peçonhentos
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Primeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - AfogamentoPrimeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - Afogamento
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentos
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentos
 
Animais PeçOnhentos
Animais PeçOnhentosAnimais PeçOnhentos
Animais PeçOnhentos
 
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros Básicos
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
PRIMEIROS SOCORROS CHOQUE ELETRICO
PRIMEIROS SOCORROS  CHOQUE ELETRICOPRIMEIROS SOCORROS  CHOQUE ELETRICO
PRIMEIROS SOCORROS CHOQUE ELETRICO
 
Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros Socorros
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
1 socorros
1 socorros1 socorros
1 socorros
 
Hemorragias e ferimentos
Hemorragias e ferimentosHemorragias e ferimentos
Hemorragias e ferimentos
 
Treinamento de Primeiros socorros
Treinamento de Primeiros socorros Treinamento de Primeiros socorros
Treinamento de Primeiros socorros
 
Urgência e emergência
Urgência e emergênciaUrgência e emergência
Urgência e emergência
 

Semelhante a Acidentes com animais peçonhentos

CIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - BombeirosCIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - BombeirosDeise
 
Acidentes com animais peçonhentos.pptx
Acidentes com animais peçonhentos.pptxAcidentes com animais peçonhentos.pptx
Acidentes com animais peçonhentos.pptxAnnaErikaCardosoAlme
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentosrob1805
 
Apresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.pptApresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.pptFabioGarcia724760
 
Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes
Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentesCartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes
Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentesAna Filadelfi
 
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismoPrimeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismoCleanto Santos Vieira
 
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.pptANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.pptRicardoGomes411
 
Febre aftosa slide de jardson rocha
Febre aftosa slide de jardson rochaFebre aftosa slide de jardson rocha
Febre aftosa slide de jardson rochaJARDSON ROCHA
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosIsmael Costa
 
Slide trabalho de segunda (1)
Slide trabalho de segunda (1)Slide trabalho de segunda (1)
Slide trabalho de segunda (1)Raquel Costa
 
O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...
O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...
O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...Rui Sá
 
Picadas de aracnideos
Picadas de aracnideosPicadas de aracnideos
Picadas de aracnideosEmerson Silva
 
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiosePicadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabioseCassyano Correr
 
Animais sinantrópicos
Animais sinantrópicosAnimais sinantrópicos
Animais sinantrópicosolharverde
 

Semelhante a Acidentes com animais peçonhentos (20)

CIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - BombeirosCIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
CIT - RS- Peçonhentos - Bombeiros
 
Acidentes com animais peçonhentos.pptx
Acidentes com animais peçonhentos.pptxAcidentes com animais peçonhentos.pptx
Acidentes com animais peçonhentos.pptx
 
Animais peçonhentos
Animais peçonhentosAnimais peçonhentos
Animais peçonhentos
 
Apresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.pptApresentação - animais peçonhentos.ppt
Apresentação - animais peçonhentos.ppt
 
Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes
Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentesCartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes
Cartilha animais peçonhentos: conhecer para respeitar e prevenir acidentes
 
Escorpiâo 3º A
Escorpiâo 3º AEscorpiâo 3º A
Escorpiâo 3º A
 
Carrocinha
CarrocinhaCarrocinha
Carrocinha
 
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismoPrimeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
Primeiros Socorros - Acidentes com animais peçonhentos ofidismo
 
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.pptANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
ANIMAIS+PEÇONHENTOS+AULA.ppt
 
Febre aftosa slide de jardson rocha
Febre aftosa slide de jardson rochaFebre aftosa slide de jardson rocha
Febre aftosa slide de jardson rocha
 
Acidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentosAcidentes com animais peçonhentos
Acidentes com animais peçonhentos
 
Slide trabalho de segunda (1)
Slide trabalho de segunda (1)Slide trabalho de segunda (1)
Slide trabalho de segunda (1)
 
O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...
O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...
O conceito de saúde única. Os efeitos da fragmentação do habitat na Guiné-B...
 
Animais peçonhentos ii
Animais peçonhentos iiAnimais peçonhentos ii
Animais peçonhentos ii
 
Picadas de aracnideos
Picadas de aracnideosPicadas de aracnideos
Picadas de aracnideos
 
Roedores e artropodes
Roedores e artropodesRoedores e artropodes
Roedores e artropodes
 
Animais peçonhentos II.pptx
Animais peçonhentos II.pptxAnimais peçonhentos II.pptx
Animais peçonhentos II.pptx
 
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiosePicadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
Picadas e mordidas de artrópodes, pediculose e escabiose
 
Animais sinantrópicos
Animais sinantrópicosAnimais sinantrópicos
Animais sinantrópicos
 
Seminário MGME Ciências - APIAI (2)
Seminário MGME Ciências - APIAI (2)Seminário MGME Ciências - APIAI (2)
Seminário MGME Ciências - APIAI (2)
 

Acidentes com animais peçonhentos

  • 1. Acidentes com animais peçonhentos Cobras – aranhas - escorpiões Denilsi Gonçalves Joyce Santo Karoline Carvalho Ma. Sônia Rebeca Larissa Yanna de Souza
  • 2. O QUE SÃO ANIMAIS PEÇONHENTOS ANIMAIS PEÇONHENTOS: Animais que possuem ferrões ou dentes para injetar a peçonha (toxina – ou composto de toxinas) a fim de alterar o metabolismo de outro animal, com finalidade de defesa ou para alimentação. ARANHAS, SERPENTES, ESCORPIÕES, ABELHAS 2
  • 3. DADOS DE ACIDENTES COM ANIMAIS PEÇONHENTOS NO BRASIL e REGIAO NORTE  Segundo dados do Ministério da Saúde, a incidência em 2016 foi: 3 *Fonte: http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/abril/28/2-Incidencia_AnimaisPeconhentos_2000_2016.pdf http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/abril/28/3-Obitos_AnimaisPeconhentos_2000_2016.pdf MÉDIA Brasil • 83 a cada 100.000 hab. • Com 726 óbitos; • Regiões SE e NE com mais mortes. REGIÃO NORTE • 85,3 a cada 100.000 hab. • Com 46 óbitos AMAZONAS •53,6 a cada 100.000 hab. • Com16 óbitos
  • 4.  Acidentes com cobra: Maioria dos acidentes ocorre na área rural e em homens entre 15 e 49 anos.  Acidentes com escorpião: maior incidência urbana. Mais representativo dentre os animais peçonhentos. Teve crescimento de mais de 71% entre 2010 e 2014;  No Amazonas, os acidentes com esses animais são bastante comuns. Depois das cobras, os escorpiões ocupam o segundo lugar em número de registros de casos (2.472, de 2007 a 2015), seguido das aranhas (1.396, nesse mesmo período)(Graça Alecrim – Pres. Do HDTM – J.A Crítica (08.08.2016) 4 DADOS DE ACIDENTES COM ANIMAIS PEÇONHENTOS NO BRASIL e REGIAO NORTE
  • 6. ACIDENTES OFÍDICOS NO AMAZONAS  O Amazonas registra em torno de dois mil casos de acidentes com serpentes por ano.  90% do total são causados por jararacas(SURUCUCURANA);  Municípios com a maior taxa de incidência são Manaus, São Gabriel da Cachoeira, Borba e Alvarães.  De 2007 a 2015, foram notificados 14.232 casos no Estado e, desses, 91 foram a óbito. 6 FONTE: http://www.acritica.com/channels/governo/news/terca-feira-amazonas-registra-em-torno-de-dois-mil-casos-de-acidentes-com-serpentes-por-ano
  • 7. 7  No Períodos das chuvas há incremento no número dos acidentes – animais buscam proximidade com as residências;  No interior, atividades extrativistas estão mais relacionadas a acidentes  “Manaus é uma cidade grande que produz muito lixo e tem uma área urbana desorganizada. Isso atrai roedores e, consequentemente, as cobras que se alimentam desses animais, por isso há registro de muitos casos na capital”. **De acordo com o coordenador das pesquisas dessa área, na Fundação de Medicina Tropical (FMT-HVD), Wuelton Monteiro, em entrevista para o Jornal A Crítica do dia em 08-ago-2016; ACIDENTES OFÍDICOS NO AMAZONAS
  • 8. Principal característica de cobra peçonhenta:  A identificação da serpente causadora do acidente ofídico pode ser muito importante para orientar a conduta médica e a prescrição do soro mais conveniente.  Se a serpente tiver um orifício entre os olhos e a fossa nasal, a denominada fosseta loreal, trata-se de uma serpente peçonhenta. 8
  • 9. ACIDENTES COM COBRAS – Típos mais frequentes na Amazônia 9  Bothrops sp.: conhecida popularmente como surucucurana, jararaca ou surucucu. Causam a maioria dos acidentes na Amazônia e também na região de Manaus e municípios vizinhos.  Os triângulos do padrão do colorido do corpo destas serpentes têm o vértice voltado para cima.  As duas serpentes mais freqüentemente encontradas em nosso meio são dos gêneros:
  • 11. ACIDENTE BOTRÓPICO(Jararaca):11 Em 40% das vezes levam a complicações no local da picada. o veneno botrópico tem ação proteolítica, coagulante e hemorrágica. PRINCIPAIS SINTOMAS: DOR, EDEMA LOCAL, RUBOR E SANGRAMENTO
  • 12. ACIDENTE LAQUÉTICO: (Surucucu Pico- de-jaca) 12  Lachesis sp.: uma só espécie é conhecida e é popularmente chamada de surucucu ou surucucu-pico- de-jaca. São de hábitos umbrófilos e raramente se afastam muito da mata.  Pode chegar a 5mts.  Os desenhos triangulares do corpo destas serpentes têm o vértice voltado para baixo. http://tudosobrebichinhos.com.br/surucucu-cobra-mais- venenosa/
  • 13. ACIDENTE LAQUÉTICO (Surucucu Pico- de-jaca) 13  O veneno laquético tem ação proteolítica, coagulante, hemorrágica e neurotóxica (vagal); Mais letal – 3 x mais que o brotrópico; PRINCIPAIS SINTOMAS: Dor, edema local e ascendente, formação de bolhas, hemorragia local e sistêmica, diarreia, dor abdominal, bradicardia, sudorese,hipotensão.
  • 15. Acidentes com picada de aranha  Acidentes causados por aranhas são normais. Nem todas as aranhas são peçonhentas e a grande maioria não causa maiores problemas  A gravidade do acidentes está associada à intensidade e complexidade da sua peçonha (veneno).  Os 3 gêneros de aranha peçonhentas com maior incidência de acidentes mais graves no Brasil e também no Amazonas são: Aranha-marrom (Loxosceles) Armadeira (Phoneutria) Viúva-negra (Latrodectus) 15
  • 16. 16 Pouco agressiva. Dentro de residências(sap atos e gavetas) e nos jardins (embaixo de folhas e cascas de árvore) A picada é pouco dolorosa. Uma lesão endurecida e escura horas após o acidente, pode evoluir para ferida com necrose de difícil cicatrização. mal-estar, cefaléia e febre. Casos graves podem evoluir para um quadro de insuficiência renal aguda. Raramente pode levar à morte. 42% dos acidentes com aranhas no Brasil. ARMADEIRA AGRESSIVA Caçadoras, com atividade noturna. Abrigam-se em jardins, palmeiras e entre folhas de bananeira. dor imediata e intensa,. Casos graves apresentam agitação, náuseas, vômitos e diminuição da FC, raramente leva à morte Após picada, a vítima sente pouca dor local, mas a dor evolui para sensação de queimadura 15 a 60 minutos após a picada. VIÚVA NEGRA Só pica se apertada. Noturnas, faz teia irregular em arbustos, gramíneas, cascas de coco, canaletas de chuva Sua peçonha ataca o sistema nervoso provocando dores musculares muito intensas, suor, náuseas, dor de cabeça, dores abdominais e alterações cardiorrespiratórias. ARANHA MARRON
  • 18. ACIDENTES COM ESCORPIÃO  Maiorr incidência urbana. Teve crescimento de mais de 71% entre 2010 e 2014;  As picadas atingem predominantemente os membros superiores, 65% das quais acometendo mão e antebraço.  Os principais agentes de importância médica são: T. serrulatus, responsável por acidentes de maior gravidade, T. bahiensis e T. stigmurus.  No Amazonas, os acidentes com esses animais são bastante comuns. Depois das cobras, os escorpiões ocupam o segundo lugar em número de registros de casos (2.472, de 2007 a 2015), seguido das aranhas (1.396, nesse mesmo período)(Graça Alecrim – Pres. Do HDTM – J.A Crítica (08.08.2016) 18
  • 19. Principais da região norte 19 Nome Popular: Escorpião Preto, Preto da Amazônia. Nome Científico: Tityus cambridgei Identificação: tem tronco e pernas escuros, quase negros. Comprimento de aproximadaemente 8,5cm. Distribuição Geográfica: Região Amazônica. Quadro Clínico: Dor local, ferroadas, queimação, hiperemia, edema. Podem ocorrer efeitos sistêmicos cardiovasculares, respiratórios e neurológicos. Nome Popular:Escorpião Nome Científico: Tityus metuendus Identificação: tronco vermelho-escuro, quase negro com manchas confluentes amarelo-avermelhadas, patas com manchas amareladas; cauda da mesma cor do tronco. Comprimento de 6 a 7cm. Distribuição Geográfica: Amazonas, Acre e Pará. Quadro Clínico: Dor local, ferroadas, queimação, hiperemia, edema. Podem ocorrer efeitos sistêmicos cardiovasculares, respiratórios e neurológicos.
  • 20. CARACTERÍSTICAS DO ACIDENTE ESCORPIÔNICO 20  A picada causa dor no local atingido e apresenta evolução na maioria dos casos.  PRINCIPAIS SINTOMAS:  DORES FORTES, QUEDA DA TEMPERATURA CORPORAL, SUOR INTENSO, AUMENTO DA PA, ENJÔO, VÔMITOS  As crianças podem ter manifestações graves – maior mortalidade abaixo de 14 anos.  Em caso de picada, recomenda-se fazer compressas mornas e utilizar analgésicos para aliviar a dor até o acidentado chegar a um serviço de saúde. O atendimento médico irá determinar se a vítima precisa ou não receber soro.
  • 22. CONDUTA DE PRIMEIROS SOCORROS:  Contatar serviço de socorro urgente informando o tipo de acidente e tipo de animal, para orientações, ou  Ou se estiver em área rural sem comunicação, remover a vítima com urgência para o posto de atendimento médico mais próximo;  Se possível fotograr ou se o animal estiver morto, colocar em um recipiente para que seja levado para o serviço de saúde; 22
  • 23. 23  Manter a vítima calma, evitando esforços físicos;  CHECAR SINAIS VITAIS – verificar pulsação e se há alguma dificuldade respiratória ou hemorragia em gengivas e nariz;  Remover roupas e jóiás proximos do local afetado;  Lavar o local do ferimento com água limpa e sabão;  Imobilizar a área afetada, se possível apoiado em pano limpo.  Se possível manter o local do ferimento abaixo da linha do coração;  Observar o paciente atentamente até receber auxílio especializado CONDUTA DE PRIMEIROS SOCORROS:
  • 24. O QUE NÃO FAZER!!!!  Tentar tracar localmente – mesmo ferimentos aparentemente leves podem se agravar em algumas horas  Não fazer perfurações ou cortes no local da picada  Não fazer torniquete ou garrote  Não “chupar” no local do ferimento  Não colocar unguentos ou qualquer outra substância sobre o ferimento  Não oferecer nenhum tipo de bebida alcoolica para a vítima 24
  • 25. Medidas de prevenção  Uso de sapatos fechados, preferencialmente botas, ao andar pela área rural, trilhas e floresta;  Uso de luvas de couro e outros ao mexer com folhas, lenha, entulhos;  Verificar sapatos e roupas antes de vestir;  Evitar acúmulo de entulhos e lixo próximo da residência;  Evitar infestações por roedores;  Dedetizar residências  SE AVISTAR COBRAS, EVITAR QUALQUER APROXIMAÇÃO. CHAMAR OS BOMBEIROS PARA REMOÇÃO. Mesmo as não peçonhentas podem causar ferimentos graves – por infecção bacteriana; 25
  • 26.  BERNARDE, Dr. Paulo Sérgio. Acidentes Ofídicos. Publicação do Laboratório de Herpetologia – Centro Multidisciplinar – Campos Floresta – Universidade Federal do Acre – UFAC. Rio Branco, 2009. Disponível para consulta em: http://www.herpetofauna.com.br/acidentesofidicos.htm  Manual de diagnóstico e tratamento de acidentes por animais peçonhentos. 2ª. ed. - Brasília: Fundação Nacional de Saúde, 2001. Disponível para consulta em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/funasa/manu_peconhentos.pdf  Cartilha sobre animais peçonhentos. Fundação Ezequiel Dias. Belo Horizonte, março de 2014 - 5ª edição. Disponível em: http://www.funed.mg.gov.br/wp-content/uploads/2010/03/cartilha.pdf  PINHO, F.M.O.; PEREIRA, I.D. Ofidismo.Artigo de revisão. Rev. Assoc. Med. Bras. vol.47 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2001. Disponível para consulta em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302001000100026#notas  WALDEZ, Fabiano; VOGT,Richard C...Aspectos ecológicos e epidemiológicos de acidentes ofídicos em comunidades ribeirinhas do baixo rio Purus, Amazonas, Brasil. Acta Amaz. vol.39 no.3 Manaus Sept. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672009000300025&lang=pt  https://www.institutobutanta.com.br/como-tratar-picadas-de-animais-peconhentos  http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2016/maio/20/Informe-Epidemiol--gico-animais-pe--onhentos---.pdf  http://www.acritica.com/channels/governo/news/terca-feira-amazonas-registra-em-torno-de-dois-mil-casos-de-acidentes- com-serpentes-por-ano  http://fuiacampar.com.br/primeiros-socorros-para-picadas-de-aranhas-peconhentas/ 26