SlideShare uma empresa Scribd logo
Rondos – Toques Curtos e Rápidos
Os “rondos” são exercícios de treino realizados em um espaço de jogo bastante
reduzido e fechado com número de jogadores reduzido em situação de superioridade numérica
ofensiva tratando de manter a posse de bola ou finalizar contra um ou vários recuperadores.
Os
recuperadores
e/ou
defensores,
por
sua
interceptações/antecipações tentam recuperar a bola ou evitar o gol.

vez,

mediante

Conforme cita Colorado (2012), os “rondos” podem ser considerados uma ótima
ferramenta para o trabalho técnico individual do passe, sendo estas tarefas muito úteis, pois
fogem do analítico e do monótono.
Tais exercícios podem também serem utilizados como aquecimento nas sessões de
treinamento, preparando o corpo e a mente para a parte principal e desenvolvendo ainda no
futebolista aspectos técnicos-táticos importantes ao jogo coletivo principalmente na velocidade
e precisão da circulação da bola. (Lópes, 2012)
Também podemos utilizá-las como parte principal das sessões, buscando a posse de
bola ou então finalizações em situações de ataque ou transição defesiva-ofensiva favorável
para incidir em uma maior repetição de ações técnico-táticas, maior intensidade física e
psicológica pelo reduzido número de jogadores que utilizamos.
Espaço De Jogo:
Variável de acordo com o número de jogadores:
3X1;4X1
6X6m
8X8m

4 X 2; 5 X 2; 6 X 2
8X8m
10 X 10 m

6 X 3; 7 X 3; 8 X 2
12 X 12 m
15 X 15 m

Ao aumentarmos os espaços teremos os seguintes efeitos:
Físicos
Técnicos
Táticos
- Maior Volume nos - Maior possibilidade - Mais tempo para
deslocamentos
de envios longos;
pensar-decidir
e
executar;
- Menor intensidade - Facilita a realização
nos deslocamentos; das ações técnicas - Facilita a realização
ofensivas;
das ações táticas
- Mais ações de
ofensivas;

Psicológicos
- Maior confiança nos
jogadores ofensivos;
- Menor confiança
nos
jogadores
ofensivos;
força-resistência;

Dificulta
a
realização das ações Dificulta
a
- Menos ações de técnicas ofensivas.
realização das ações
força-explosiva.
táticas ofensivas.

- Menos intensidade
na concentração e
atenção
dos
jogadores;

- Menos situações de - Maior Sacrifício e
1X1.
vontade
nos
jogadores defensivos.
Toques Curtos e Rápidos – Sem Movimentação

Bobinho 3 X 1:
Num quadrado de 6x6 metros, 3 Jogadores
tentam manter a posse da bola contra 1
"defensor", jogando apenas a 1 toque na bola.

Bobinho 4 X 1:
Num quadrado de 6x6 metros, 4 “atacantes”
tentam manter a posse da bola contra 1
"defensor", jogando apenas a 1 toque na bola.

. Bobinho 5 X 2:
Num quadrado de 8x8 metros, 5 “atacantes”
tentam manter a posse da bola contra 2
"defensor", jogando apenas a 1 toque na bola.
Bobinho (4x2)+1:
Num retângulo de 12x6 metros (dividido em
duas metades), 4 "atacantes" tentam manter
a posse da bola contra 2 "defensores",
jogando apenas a 1 toque. Depois de “X”
passes consecutivos sem interceptação
numa das metades do espaço de jogo, podem
deslocar-se (todos menos o jogador mais
afastado) para a outra metade onde está um
"atacante" à espera de entrar em jogo.
.

Bobinho (3 X 2) + 1:
Num retângulo de 8X8 jogam 3 “atacantes”
contra 2 “defensores”. Dentro do retângulo
haverá um jogador auxiliando os atacantes a
manterem a posse de bola.

Bobinho 2 X 2 X 2 - (4 X 2):
Num quadrante de 8X8 juntam-se duas
equipes de 2 jogadores (4 atacantes) jogando
contra uma equipa de 2 jogadores (2
defensores), realizando uma situação de 4x2.
Os 4 atacantes situam-se por fora do
quadrado e os 2 defesas colocam-se no seu
interior.
Bobinho (5x2)+1:
Num retângulo de 15x10 metros, 6 "atacantes"
tentam manter a posse da bola contra 2
"defensores", jogando apenas a 1 toque. Os 5
atacantes exteriores podem movimentar-se
livremente pelo espaço de jogo, enquanto o
atacante colocado na zona central deve aí
permanecer jogando de forma mais
posicional.

Bobinho 7 X 3:
No círculo central, jogam 7 “atacantes contra
3 “defensores”, jogando a 1 toque na bola.

Número De Jogadores e Suas Possibilidades:

4 JOG.

3x1

5 JOG,

4x-1
3x2

6 JOG.

5x1
4x2
2x2+2
2x1+2x1

7 JOG.

5x2
4x3
3x3+1

8 JOG.

6x2
5x3
3x3+2
3x1+3x1

9 JOG.

7x2
6x3
3x3+ 3

10 JOG.

8x2
7x3
3x2+3x2

11 JOG.

9X2
8X3
7X4
4X4+3

12 JOG.
10x2
9X3
8x4
4x4 +4
4x2+4x2
Bobinho 8 X 2:
No círculo central, jogam 8 “atacantes contra
2 “defensores”, jogando a 1 toque na bola.

Toques Curtos e Rápidos Com Movimentação
Jogo De 3 x 1 :
Num quadrante de 8 X 8, 3 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola contra 1
“defensor” jogando a somente um toque na
bola.
Se o defensor recuperar a bola passará a
atacar e o atacante que perdeu a bola
passará então a posição de defensor.

Jogo De 4 X 1:
Num quadrante de 8 X 8, 4 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola contra 1
“defensor” jogando a somente um toque na
bola.
Se o defensor recuperar a bola passará a
atacar e o atacante que perdeu a bola
passará então a posição de defensor.
Jogo De 4 X 2:
Num quadrante de 8 X 8, 4 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola contra 2
“defensores” jogando a somente um toque na
bola.
Se um dos defensores recuperar a bola
passará a atacar e o atacante que perdeu a
bola passará então a posição de defensor.

Jogo De 5 X 2:
Num quadrante de 10 X 10, 5 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola contra 2
“defensores” jogando a somente um toque
na bola.
Se um dos defensores recuperar a bola
passará a atacar e o atacante que perdeu
a bola passará então a posição de
defensor.
Jogo De 6 X 2:
Num quadrante de 10 X 10, 6 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola contra 2
“defensores” jogando a somente um toque
na bola.
Se um dos defensores recuperar a bola
passará a atacar e o atacante que perdeu a
bola passará então a posição de defensor.

Jogo De 6 X 3:
Num quadrante de 12 X 12, 6 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola contra 3
“defensores” jogando a somente um toque
na bola.
Se um dos defensores recuperar a bola
passará a atacar e o atacante que perdeu a
bola passará então a posição de defensor.

Jogo De 7 X 3:
Num quadrante de 12 X 12, 7 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola contra 3
“defensores” jogando a somente um toque
na bola.
Se um dos defensores recuperar a bola
passará a atacar e o atacante que perdeu a
bola passará então a posição de defensor.
O Tempo Das Atividades Deve Ser Vinculado a Capacidade Física Na Qual Se pretende
Melhorar:

CAPACIDADE DE
RESISTÊNCIA

TEMPO DE
TRABALHO

TEMPO DE
RECUPERAÇÃO

REPETIÇÕES

NÚMERO DE
JOGADORES

ESPAÇO DE
JOGO

Capacidade aeróbica

+8

2 -3

1-2

6x2; 7x2 ; 8x2

8x8m; 10x10m.

Potência aeróbica

3-8

3-4

2-3

7x2 ; 7x3; 6x4

10x10m; 12x12m.

Capacidade
anaeróbica láctica

45”-2

2-4

4-5

2x2 + 2 ; 3x3 + 3 15x15m; 20x20m.

Potência anaeróbica
láctica

25”-45”

2-4

4-5

2x2 + 2 ; 3x3 + 3

20x20m: 25x25
m.

Capacidade
anaeróbica alactica

10-25”

1-2

16-20

3x1; 4x2

20x20m; 25x25
m.

Potência anaeróbica
ao actica

3”-10”

45”

16-20

3x1; 4x2

20x20m: 25x25
m.

CAPACIDADE

TEMPO DE
TRABALHO

TEMPO DE
RECUPERAÇÃO

REPETIÇÕES

NÚMERO DE
JOGADORES

ESPAÇO DE
JOGO

Força resistência baixa intensidade

+8

2 -3

1-2

6x2; 7x2 ; 8x2

8x8m; 10x10m.

Força resistência meia intensidade

3-8

3-4

2-3

7x2 ; 7x3; 6x4

10x10m; 12x12m.

FORÇA
CAPACIDADE

TEMPO DE
TRABALHO

TEMPO DE
RECUPERAÇÃO

REPETIÇÕES

NÚMERO DE
JOGADORES

ESPAÇO DE
JOGO

Força resistência alta intensidade

45”-2

2-4

4-5

2x2 + 2 ; 3x3 + 3

15x15m;
20x20m.

Força resistência Máxima intensidade

25”-45”

2-4

4-5

2x2 + 2 ; 3x3 + 3

20x20m: 25x25
m.

Força explosiva alta
intensidade

10’’-25”

1-2

16-20

3x1; 4x2

20x20m; 25x25
m.

Força explosiva
máxima intensidade

3”-10”

45”-

16-20

3x1; 4x2

20x20m: 25x25
m.

FORÇA

CAPACIDADE

TEMPO DE
TRABALHO

TEMPO DE
RECUPERAÇÃO

REPETIÇÕES

NÚMERO DE
JOGADORES

ESPAÇO DE
JOGO

Velocidade
resistência Baixa
intensidade

+8

2 -3

1-2

6x2; 7x2 ; 8x2

8x8m; 10x10m.

Velocidade
resistência Meia
intensidade

3-8

3-4

2-3

7x2 ; 7x3; 6x4

10x10m; 12x12m.

Velocidade
resistência Alta
intensidade

45”-2

2-4

4-5

2x2 + 2 ; 3x3 + 3 15x15m; 20x20m.

25”-45”

2-4

4-5

2x2 + 2 ; 3x3 + 3

VELOCIDADE

Velocidade
resistência Máxima

20x20m: 25x25
m.
CAPACIDADE

TEMPO DE
TRABALHO

TEMPO DE
RECUPERAÇÃO

REPETIÇÕES

NÚMERO DE
JOGADORES

ESPAÇO DE
JOGO

Velocidade explosiva
Alta intensidade

10-25”

1-2

16-20

3x1; 4x2

20x20m; 25x25
m.

Velocidade explosiva
Máxima intensidade

3”-10”

45”-

16-20

3x1; 4x2

20x20m: 25x25
m.

VELOCIDADE
intensidade

Toques Curtos e Rápidos Com Finalização

Jogo De 3 x 1 + Goleiro:
Num quadrante de 10 X 8, 3 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola e
finalizarão após trocarem “X” quantidade de
passes.
Se o defensor recuperar a bola passará a
atacar e o atacante que perdeu a bola
passará então a posição de defensor.
Jogo De 3 X 1 + 1 Defensor + Goleiro:
Num quadrante de 10 X 8, 3 “atacantes”
jogando a no máximo dois toques na bola,
tentarão manter a posse da bola e buscar a
progressão no campo de jogo contra 1
“defensor” na zona 1.
Na zona 2 estará 1 defensor aguardando a
progressão por parte dos atacantes, e este
deverá impedir a finalização e o gol.
Se o defensor recuperar a bola, passará a
defender o atacante que perdeu a mesma.
Se houver a finalização ou gol por parte dos
atacantes os defensores permanecem em
suas respectivas posições.
Os atacantes só poderão finalizar mediante a
troca de “X” quantidade de passes
consecutivos, sem que haja interrupção por
parte do defensor.
Jogo De 4 X 2 + Goleiro:
Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes”
tentarão manter a posse da bola e finalizarão
após trocarem “X” quantidade de passes
contra 2 “defensores”.
O defensor que recuperar a bola passará a
atacar e o atacante que perdeu a bola
passará então a posição de defensor.

Podemos Variar o Tamanho Das Traves Buscando Os Seguintes Objetivos:
Aumentando-as:

FÍSICOS

TÉCNICOS

TÁTICOS

PSICOLÓGICOS

Facilita-se a finalização
Menor
atenção,
Mas ações de forçaao gol (alvo) com o pé Mais facilidade para a concentração
e
explosiva
ou a cabeça (menos finalização;
confiança
nos
(Finalizações);
precisão);
jogadores ofensivos.
Dificultará a realização
Maior atenção e
Menos intensidade nos
Mas dificuldade para
das ações defensivas
concentração
nos
deslocamentos.
evitar o gol.
para evitar o gol.
jogadores defensivos.

Diminuindo-as:
FÍSICOS

TÉCNICOS

TÁTICOS

PSICOLÓGICOS

Menos ações de força- Dificulta-se a realização Menos facilidade para a Maior atenção,
explosiva
das finalizações com o finalização
concentração e
FÍSICOS

TÉCNICOS

(Finalizações).

pé e com a cabeça
(mais precisão)

confiança nos
jogadores ofensivos;

Facilita-se a realização
das ações técnicas
Mais facilidade para
defensivas para evitar o evitar o gol.
gol.

Menor atenção e
concentração nos
jogadores defensivos.

Mais intensidade nos
deslocamentos.

Jogo De 4 X 1 + 2 Defensores + Goleiro:
Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes”
jogando a no máximo dois toques na bola,
tentarão manter a posse da bola e buscar a
progressão no campo de jogo contra 1
“defensor” na zona 1.
Na zona 2 estarão 2 defensores aguardando
a progressão por parte dos atacantes, e
estes deverão impedir a finalização e o gol.
Se o defensor recuperar a bola, passará a
defender o atacante que perdeu a mesma.
Se houver a finalização ou gol por parte dos
atacantes os defensores permanecem em
suas respectivas posições.
Os atacantes só poderão finalizar mediante
a troca de “X” quantidade de passes
consecutivos, sem que haja interrupção por
parte do defensor.

TÁTICOS

PSICOLÓGICOS
Jogo De 4 X 2 + 2 Defensores + Goleiro:
Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes”
jogando a no máximo dois toques na bola,
tentarão manter a posse da bola e buscar a
progressão no campo de jogo contra 2
“defensores” na zona 1.
Na zona 2, estarão 2 defensores aguardando a
progressão por parte dos atacantes, e estes
deverão impedir a finalização e o gol.
Se o defensor recuperar a bola, passará a
defender o atacante que perdeu a mesma.
Se houver a finalização ou gol por parte dos
atacantes os defensores permanecem em
suas respectivas posições.
Os atacantes só poderão finalizar mediante a
troca de “X” quantidade de passes
consecutivos, sem que haja interrupção por
parte do defensor.
Jogo De 4 X 2 + 2 Defensores + Goleiro
Com 2 Apoios Laterais:
Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes”
jogando a no máximo dois toques na bola,
tentarão manter a posse da bola e buscar a
progressão no campo de jogo contra 2
“defensores” na zona 1.
Na zona 2, estarão 2 defensores aguardando a
progressão por parte dos atacantes, e estes
deverão impedir a finalização e o gol.
Se o defensor recuperar a bola, passará a
defender o atacante que perdeu a mesma.
Se houver a finalização ou gol por parte dos
atacantes os defensores permanecem em
suas respectivas posições.
Os atacantes só poderão finalizar mediante a
troca de “X” quantidade de passes
consecutivos, sem que haja interrupção por
parte do defensor.
Aguardo sugestões, críticas e opiniões. * E’mail: rafael_hackbarth@hotmail.com

Referências Bibliográficas

COLORADO, Juaquim Matín. Tarefas para o fomento do passe através de diferentes tipos de ronda na etapa
benjamin. Futbol-Tactico. Revista Profissional de Futebol e Futsal. Ed.62, 2012. Disponível em:
http://www.futbol-tactico.com/pt/futsal/63/futsal/tarefas-para-o-fomento-do-passe-atraves-de-diferentestipos-de-ronda-na-etapa-benjamin.html. Acesso em: 19 – Jan – 2014.

LÓPEZ, Jávier López. Rondos téctico-táticas para o treinamento do ataque combinado em um sistema 1-4-3-3.
Futbol-Tactico. Revista Profissional de Futebol e Futsal. Ed.62, 2012. Disponível em: http://www.futboltactico.com/pt/futbol/62/a-tecnica-do-futebol/rondas-tecnico-taticas-para-o-treinamento-do-ataquecombinado-em-um-sistema-1-4-3-3.html. Acesso em: 19 – Jan – 2014.
Rondos - Passes Curtos e Rápidos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolJoão Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolFundação Real Madrid
 
Metodologia de entrenamiento en funcion del modelo tactico
Metodologia de entrenamiento en funcion del modelo tacticoMetodologia de entrenamiento en funcion del modelo tactico
Metodologia de entrenamiento en funcion del modelo tacticoLivio Contessotto
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoRenato Moreira
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoFundação Real Madrid
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolFundação Real Madrid
 
Periodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosPeriodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosLeandro Zago
 
Anexo 6 fichas de observação
Anexo 6   fichas de observaçãoAnexo 6   fichas de observação
Anexo 6 fichas de observaçãoJose Pires
 
Modelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" JogadorModelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" JogadorFundação Real Madrid
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolmoko25
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme OliveiraPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme OliveiraFundação Real Madrid
 
Small sided games_book
Small sided games_bookSmall sided games_book
Small sided games_bookmorphin88
 
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...Ernesto Tello
 
Futsal plano de treino
Futsal  plano de treinoFutsal  plano de treino
Futsal plano de treinoBé Couto
 
Jose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceJose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceMichail Tsokaktsidis
 
Unidade de treino periodização do jogo
Unidade de treino   periodização do jogoUnidade de treino   periodização do jogo
Unidade de treino periodização do jogoRafael Hackbarth
 

Mais procurados (20)

João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolJoão Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
 
Metodologia de entrenamiento en funcion del modelo tactico
Metodologia de entrenamiento en funcion del modelo tacticoMetodologia de entrenamiento en funcion del modelo tactico
Metodologia de entrenamiento en funcion del modelo tactico
 
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo   Vsc X Rio AveObservaçãO Jogo   Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
 
Diego Simeone - Sessão de Treino
Diego Simeone - Sessão de TreinoDiego Simeone - Sessão de Treino
Diego Simeone - Sessão de Treino
 
Observação e Análise de Jogo
Observação e Análise de JogoObservação e Análise de Jogo
Observação e Análise de Jogo
 
Offensive transitions
Offensive transitionsOffensive transitions
Offensive transitions
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
Periodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosPeriodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - Exercícios
 
Anexo 6 fichas de observação
Anexo 6   fichas de observaçãoAnexo 6   fichas de observação
Anexo 6 fichas de observação
 
Modelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" JogadorModelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" Jogador
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebol
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme OliveiraPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira
 
Small sided games_book
Small sided games_bookSmall sided games_book
Small sided games_book
 
Treinos em construção
Treinos em construçãoTreinos em construção
Treinos em construção
 
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
 
Futsal plano de treino
Futsal  plano de treinoFutsal  plano de treino
Futsal plano de treino
 
Jose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceJose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practice
 
Unidade de treino periodização do jogo
Unidade de treino   periodização do jogoUnidade de treino   periodização do jogo
Unidade de treino periodização do jogo
 

Destaque

Dissertação de mestrado - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...
Dissertação de mestrado  - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...Dissertação de mestrado  - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...
Dissertação de mestrado - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...Ricardo Henriques
 
A Flexibilidade No Futebol
A  Flexibilidade No FutebolA  Flexibilidade No Futebol
A Flexibilidade No Futeboljosejmconchinha
 
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"Nuno Real
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBFPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBFFernando Farias
 

Destaque (9)

Treino u17 semana 15
Treino u17   semana 15Treino u17   semana 15
Treino u17 semana 15
 
Metodologia tocof um paradigma no ensino do jogo de futebol
Metodologia tocof   um paradigma no ensino do jogo de futebolMetodologia tocof   um paradigma no ensino do jogo de futebol
Metodologia tocof um paradigma no ensino do jogo de futebol
 
Dissertação de mestrado - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...
Dissertação de mestrado  - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...Dissertação de mestrado  - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...
Dissertação de mestrado - Avaliação da intensidade e dos aspetos tático-técn...
 
A Flexibilidade No Futebol
A  Flexibilidade No FutebolA  Flexibilidade No Futebol
A Flexibilidade No Futebol
 
Brincadeiras
BrincadeirasBrincadeiras
Brincadeiras
 
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
O Ensino do Futebol
O Ensino do FutebolO Ensino do Futebol
O Ensino do Futebol
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBFPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
 

Semelhante a Rondos - Passes Curtos e Rápidos

trabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptx
trabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptxtrabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptx
trabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptxgiltochaur1
 
Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.
Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.
Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.Bruno Malmo
 
Morfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmio
Morfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmioMorfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmio
Morfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmioBruno Malmo
 
FC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensivaFC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensivaRicardo Luiz Pace
 
Táticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolTáticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolElaine Lima
 
Apontamentos
ApontamentosApontamentos
ApontamentosRMOTA3
 
Aspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebolAspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebolMarcos Pereira
 
Futebol americano apresentacao
Futebol americano   apresentacaoFutebol americano   apresentacao
Futebol americano apresentacaoCEF10
 
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxSLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxsayonara39
 
Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática MarceloCaetano47
 
Plano de treino Andebol feminino.docx
Plano de treino Andebol feminino.docxPlano de treino Andebol feminino.docx
Plano de treino Andebol feminino.docxJoaoFrancisco Moreira
 
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionadoExercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionadopassederutura
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebolsmigano
 
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Rafael Hackbarth
 
Apresentação - Curso de Professores
Apresentação - Curso de Professores Apresentação - Curso de Professores
Apresentação - Curso de Professores Projeto Ar
 

Semelhante a Rondos - Passes Curtos e Rápidos (20)

Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
trabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptx
trabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptxtrabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptx
trabalho feito de andebool para auxilio da disciplica de educacaofisica.pptx
 
Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.
Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.
Melhora da fase de construção da equipe do Grêmio.
 
Treino
TreinoTreino
Treino
 
Morfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmio
Morfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmioMorfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmio
Morfociclo padrao para melhora de referenciais defensivos da equipe do grêmio
 
FC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensivaFC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensiva
 
Táticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolTáticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebol
 
Apontamentos
ApontamentosApontamentos
Apontamentos
 
Aspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebolAspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebol
 
Futebol americano apresentacao
Futebol americano   apresentacaoFutebol americano   apresentacao
Futebol americano apresentacao
 
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptxSLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx
 
Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática
 
Plano de treino Andebol feminino.docx
Plano de treino Andebol feminino.docxPlano de treino Andebol feminino.docx
Plano de treino Andebol feminino.docx
 
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionadoExercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
 
Basquete
BasqueteBasquete
Basquete
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
 
Basquete 33 rua
Basquete 33 ruaBasquete 33 rua
Basquete 33 rua
 
Apresentação - Curso de Professores
Apresentação - Curso de Professores Apresentação - Curso de Professores
Apresentação - Curso de Professores
 

Último

Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfemeio123
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 

Rondos - Passes Curtos e Rápidos

  • 1. Rondos – Toques Curtos e Rápidos Os “rondos” são exercícios de treino realizados em um espaço de jogo bastante reduzido e fechado com número de jogadores reduzido em situação de superioridade numérica ofensiva tratando de manter a posse de bola ou finalizar contra um ou vários recuperadores. Os recuperadores e/ou defensores, por sua interceptações/antecipações tentam recuperar a bola ou evitar o gol. vez, mediante Conforme cita Colorado (2012), os “rondos” podem ser considerados uma ótima ferramenta para o trabalho técnico individual do passe, sendo estas tarefas muito úteis, pois fogem do analítico e do monótono. Tais exercícios podem também serem utilizados como aquecimento nas sessões de treinamento, preparando o corpo e a mente para a parte principal e desenvolvendo ainda no futebolista aspectos técnicos-táticos importantes ao jogo coletivo principalmente na velocidade e precisão da circulação da bola. (Lópes, 2012) Também podemos utilizá-las como parte principal das sessões, buscando a posse de bola ou então finalizações em situações de ataque ou transição defesiva-ofensiva favorável para incidir em uma maior repetição de ações técnico-táticas, maior intensidade física e psicológica pelo reduzido número de jogadores que utilizamos. Espaço De Jogo: Variável de acordo com o número de jogadores: 3X1;4X1 6X6m 8X8m 4 X 2; 5 X 2; 6 X 2 8X8m 10 X 10 m 6 X 3; 7 X 3; 8 X 2 12 X 12 m 15 X 15 m Ao aumentarmos os espaços teremos os seguintes efeitos: Físicos Técnicos Táticos - Maior Volume nos - Maior possibilidade - Mais tempo para deslocamentos de envios longos; pensar-decidir e executar; - Menor intensidade - Facilita a realização nos deslocamentos; das ações técnicas - Facilita a realização ofensivas; das ações táticas - Mais ações de ofensivas; Psicológicos - Maior confiança nos jogadores ofensivos; - Menor confiança nos jogadores ofensivos;
  • 2. força-resistência; Dificulta a realização das ações Dificulta a - Menos ações de técnicas ofensivas. realização das ações força-explosiva. táticas ofensivas. - Menos intensidade na concentração e atenção dos jogadores; - Menos situações de - Maior Sacrifício e 1X1. vontade nos jogadores defensivos. Toques Curtos e Rápidos – Sem Movimentação Bobinho 3 X 1: Num quadrado de 6x6 metros, 3 Jogadores tentam manter a posse da bola contra 1 "defensor", jogando apenas a 1 toque na bola. Bobinho 4 X 1: Num quadrado de 6x6 metros, 4 “atacantes” tentam manter a posse da bola contra 1 "defensor", jogando apenas a 1 toque na bola. . Bobinho 5 X 2: Num quadrado de 8x8 metros, 5 “atacantes” tentam manter a posse da bola contra 2 "defensor", jogando apenas a 1 toque na bola.
  • 3. Bobinho (4x2)+1: Num retângulo de 12x6 metros (dividido em duas metades), 4 "atacantes" tentam manter a posse da bola contra 2 "defensores", jogando apenas a 1 toque. Depois de “X” passes consecutivos sem interceptação numa das metades do espaço de jogo, podem deslocar-se (todos menos o jogador mais afastado) para a outra metade onde está um "atacante" à espera de entrar em jogo. . Bobinho (3 X 2) + 1: Num retângulo de 8X8 jogam 3 “atacantes” contra 2 “defensores”. Dentro do retângulo haverá um jogador auxiliando os atacantes a manterem a posse de bola. Bobinho 2 X 2 X 2 - (4 X 2): Num quadrante de 8X8 juntam-se duas equipes de 2 jogadores (4 atacantes) jogando contra uma equipa de 2 jogadores (2 defensores), realizando uma situação de 4x2. Os 4 atacantes situam-se por fora do quadrado e os 2 defesas colocam-se no seu interior.
  • 4. Bobinho (5x2)+1: Num retângulo de 15x10 metros, 6 "atacantes" tentam manter a posse da bola contra 2 "defensores", jogando apenas a 1 toque. Os 5 atacantes exteriores podem movimentar-se livremente pelo espaço de jogo, enquanto o atacante colocado na zona central deve aí permanecer jogando de forma mais posicional. Bobinho 7 X 3: No círculo central, jogam 7 “atacantes contra 3 “defensores”, jogando a 1 toque na bola. Número De Jogadores e Suas Possibilidades: 4 JOG. 3x1 5 JOG, 4x-1 3x2 6 JOG. 5x1 4x2 2x2+2 2x1+2x1 7 JOG. 5x2 4x3 3x3+1 8 JOG. 6x2 5x3 3x3+2 3x1+3x1 9 JOG. 7x2 6x3 3x3+ 3 10 JOG. 8x2 7x3 3x2+3x2 11 JOG. 9X2 8X3 7X4 4X4+3 12 JOG. 10x2 9X3 8x4 4x4 +4 4x2+4x2
  • 5. Bobinho 8 X 2: No círculo central, jogam 8 “atacantes contra 2 “defensores”, jogando a 1 toque na bola. Toques Curtos e Rápidos Com Movimentação Jogo De 3 x 1 : Num quadrante de 8 X 8, 3 “atacantes” tentarão manter a posse da bola contra 1 “defensor” jogando a somente um toque na bola. Se o defensor recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor. Jogo De 4 X 1: Num quadrante de 8 X 8, 4 “atacantes” tentarão manter a posse da bola contra 1 “defensor” jogando a somente um toque na bola. Se o defensor recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor.
  • 6. Jogo De 4 X 2: Num quadrante de 8 X 8, 4 “atacantes” tentarão manter a posse da bola contra 2 “defensores” jogando a somente um toque na bola. Se um dos defensores recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor. Jogo De 5 X 2: Num quadrante de 10 X 10, 5 “atacantes” tentarão manter a posse da bola contra 2 “defensores” jogando a somente um toque na bola. Se um dos defensores recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor.
  • 7. Jogo De 6 X 2: Num quadrante de 10 X 10, 6 “atacantes” tentarão manter a posse da bola contra 2 “defensores” jogando a somente um toque na bola. Se um dos defensores recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor. Jogo De 6 X 3: Num quadrante de 12 X 12, 6 “atacantes” tentarão manter a posse da bola contra 3 “defensores” jogando a somente um toque na bola. Se um dos defensores recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor. Jogo De 7 X 3: Num quadrante de 12 X 12, 7 “atacantes” tentarão manter a posse da bola contra 3 “defensores” jogando a somente um toque na bola. Se um dos defensores recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor.
  • 8. O Tempo Das Atividades Deve Ser Vinculado a Capacidade Física Na Qual Se pretende Melhorar: CAPACIDADE DE RESISTÊNCIA TEMPO DE TRABALHO TEMPO DE RECUPERAÇÃO REPETIÇÕES NÚMERO DE JOGADORES ESPAÇO DE JOGO Capacidade aeróbica +8 2 -3 1-2 6x2; 7x2 ; 8x2 8x8m; 10x10m. Potência aeróbica 3-8 3-4 2-3 7x2 ; 7x3; 6x4 10x10m; 12x12m. Capacidade anaeróbica láctica 45”-2 2-4 4-5 2x2 + 2 ; 3x3 + 3 15x15m; 20x20m. Potência anaeróbica láctica 25”-45” 2-4 4-5 2x2 + 2 ; 3x3 + 3 20x20m: 25x25 m. Capacidade anaeróbica alactica 10-25” 1-2 16-20 3x1; 4x2 20x20m; 25x25 m. Potência anaeróbica ao actica 3”-10” 45” 16-20 3x1; 4x2 20x20m: 25x25 m. CAPACIDADE TEMPO DE TRABALHO TEMPO DE RECUPERAÇÃO REPETIÇÕES NÚMERO DE JOGADORES ESPAÇO DE JOGO Força resistência baixa intensidade +8 2 -3 1-2 6x2; 7x2 ; 8x2 8x8m; 10x10m. Força resistência meia intensidade 3-8 3-4 2-3 7x2 ; 7x3; 6x4 10x10m; 12x12m. FORÇA
  • 9. CAPACIDADE TEMPO DE TRABALHO TEMPO DE RECUPERAÇÃO REPETIÇÕES NÚMERO DE JOGADORES ESPAÇO DE JOGO Força resistência alta intensidade 45”-2 2-4 4-5 2x2 + 2 ; 3x3 + 3 15x15m; 20x20m. Força resistência Máxima intensidade 25”-45” 2-4 4-5 2x2 + 2 ; 3x3 + 3 20x20m: 25x25 m. Força explosiva alta intensidade 10’’-25” 1-2 16-20 3x1; 4x2 20x20m; 25x25 m. Força explosiva máxima intensidade 3”-10” 45”- 16-20 3x1; 4x2 20x20m: 25x25 m. FORÇA CAPACIDADE TEMPO DE TRABALHO TEMPO DE RECUPERAÇÃO REPETIÇÕES NÚMERO DE JOGADORES ESPAÇO DE JOGO Velocidade resistência Baixa intensidade +8 2 -3 1-2 6x2; 7x2 ; 8x2 8x8m; 10x10m. Velocidade resistência Meia intensidade 3-8 3-4 2-3 7x2 ; 7x3; 6x4 10x10m; 12x12m. Velocidade resistência Alta intensidade 45”-2 2-4 4-5 2x2 + 2 ; 3x3 + 3 15x15m; 20x20m. 25”-45” 2-4 4-5 2x2 + 2 ; 3x3 + 3 VELOCIDADE Velocidade resistência Máxima 20x20m: 25x25 m.
  • 10. CAPACIDADE TEMPO DE TRABALHO TEMPO DE RECUPERAÇÃO REPETIÇÕES NÚMERO DE JOGADORES ESPAÇO DE JOGO Velocidade explosiva Alta intensidade 10-25” 1-2 16-20 3x1; 4x2 20x20m; 25x25 m. Velocidade explosiva Máxima intensidade 3”-10” 45”- 16-20 3x1; 4x2 20x20m: 25x25 m. VELOCIDADE intensidade Toques Curtos e Rápidos Com Finalização Jogo De 3 x 1 + Goleiro: Num quadrante de 10 X 8, 3 “atacantes” tentarão manter a posse da bola e finalizarão após trocarem “X” quantidade de passes. Se o defensor recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor.
  • 11. Jogo De 3 X 1 + 1 Defensor + Goleiro: Num quadrante de 10 X 8, 3 “atacantes” jogando a no máximo dois toques na bola, tentarão manter a posse da bola e buscar a progressão no campo de jogo contra 1 “defensor” na zona 1. Na zona 2 estará 1 defensor aguardando a progressão por parte dos atacantes, e este deverá impedir a finalização e o gol. Se o defensor recuperar a bola, passará a defender o atacante que perdeu a mesma. Se houver a finalização ou gol por parte dos atacantes os defensores permanecem em suas respectivas posições. Os atacantes só poderão finalizar mediante a troca de “X” quantidade de passes consecutivos, sem que haja interrupção por parte do defensor.
  • 12. Jogo De 4 X 2 + Goleiro: Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes” tentarão manter a posse da bola e finalizarão após trocarem “X” quantidade de passes contra 2 “defensores”. O defensor que recuperar a bola passará a atacar e o atacante que perdeu a bola passará então a posição de defensor. Podemos Variar o Tamanho Das Traves Buscando Os Seguintes Objetivos: Aumentando-as: FÍSICOS TÉCNICOS TÁTICOS PSICOLÓGICOS Facilita-se a finalização Menor atenção, Mas ações de forçaao gol (alvo) com o pé Mais facilidade para a concentração e explosiva ou a cabeça (menos finalização; confiança nos (Finalizações); precisão); jogadores ofensivos. Dificultará a realização Maior atenção e Menos intensidade nos Mas dificuldade para das ações defensivas concentração nos deslocamentos. evitar o gol. para evitar o gol. jogadores defensivos. Diminuindo-as: FÍSICOS TÉCNICOS TÁTICOS PSICOLÓGICOS Menos ações de força- Dificulta-se a realização Menos facilidade para a Maior atenção, explosiva das finalizações com o finalização concentração e
  • 13. FÍSICOS TÉCNICOS (Finalizações). pé e com a cabeça (mais precisão) confiança nos jogadores ofensivos; Facilita-se a realização das ações técnicas Mais facilidade para defensivas para evitar o evitar o gol. gol. Menor atenção e concentração nos jogadores defensivos. Mais intensidade nos deslocamentos. Jogo De 4 X 1 + 2 Defensores + Goleiro: Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes” jogando a no máximo dois toques na bola, tentarão manter a posse da bola e buscar a progressão no campo de jogo contra 1 “defensor” na zona 1. Na zona 2 estarão 2 defensores aguardando a progressão por parte dos atacantes, e estes deverão impedir a finalização e o gol. Se o defensor recuperar a bola, passará a defender o atacante que perdeu a mesma. Se houver a finalização ou gol por parte dos atacantes os defensores permanecem em suas respectivas posições. Os atacantes só poderão finalizar mediante a troca de “X” quantidade de passes consecutivos, sem que haja interrupção por parte do defensor. TÁTICOS PSICOLÓGICOS
  • 14. Jogo De 4 X 2 + 2 Defensores + Goleiro: Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes” jogando a no máximo dois toques na bola, tentarão manter a posse da bola e buscar a progressão no campo de jogo contra 2 “defensores” na zona 1. Na zona 2, estarão 2 defensores aguardando a progressão por parte dos atacantes, e estes deverão impedir a finalização e o gol. Se o defensor recuperar a bola, passará a defender o atacante que perdeu a mesma. Se houver a finalização ou gol por parte dos atacantes os defensores permanecem em suas respectivas posições. Os atacantes só poderão finalizar mediante a troca de “X” quantidade de passes consecutivos, sem que haja interrupção por parte do defensor.
  • 15. Jogo De 4 X 2 + 2 Defensores + Goleiro Com 2 Apoios Laterais: Num quadrante de 10 X 8, 4 “atacantes” jogando a no máximo dois toques na bola, tentarão manter a posse da bola e buscar a progressão no campo de jogo contra 2 “defensores” na zona 1. Na zona 2, estarão 2 defensores aguardando a progressão por parte dos atacantes, e estes deverão impedir a finalização e o gol. Se o defensor recuperar a bola, passará a defender o atacante que perdeu a mesma. Se houver a finalização ou gol por parte dos atacantes os defensores permanecem em suas respectivas posições. Os atacantes só poderão finalizar mediante a troca de “X” quantidade de passes consecutivos, sem que haja interrupção por parte do defensor. Aguardo sugestões, críticas e opiniões. * E’mail: rafael_hackbarth@hotmail.com Referências Bibliográficas COLORADO, Juaquim Matín. Tarefas para o fomento do passe através de diferentes tipos de ronda na etapa benjamin. Futbol-Tactico. Revista Profissional de Futebol e Futsal. Ed.62, 2012. Disponível em: http://www.futbol-tactico.com/pt/futsal/63/futsal/tarefas-para-o-fomento-do-passe-atraves-de-diferentestipos-de-ronda-na-etapa-benjamin.html. Acesso em: 19 – Jan – 2014. LÓPEZ, Jávier López. Rondos téctico-táticas para o treinamento do ataque combinado em um sistema 1-4-3-3. Futbol-Tactico. Revista Profissional de Futebol e Futsal. Ed.62, 2012. Disponível em: http://www.futboltactico.com/pt/futbol/62/a-tecnica-do-futebol/rondas-tecnico-taticas-para-o-treinamento-do-ataquecombinado-em-um-sistema-1-4-3-3.html. Acesso em: 19 – Jan – 2014.