TÁTICAS BÁSICAS DE BASQUETEBOL 
Tanto os atacantes como os defensores são importantes numa equipe de basquetebol. Os 
atac...
são eles que organizam e armam as jogadas, não podem jogar avançados. Em posições 
recuadas eles têm melhor visão do conju...
Observe agora o esquema que representa as posições dos jogadores de defesa: 
Note que os jogadores 4 e 7 atuam avançados ,...
SISTEMAS TÁTICOS DEFENSIVOS 
Para ser um bom defensor, desde o início da partida o jogador deve procurar observar as 
cara...
Quando o adversário esta conduzindo a bola, há dois modos de proceder: 
 se o atacante ainda não bateu a bola no chão, o ...
Neste tipo de marcação, cada jogador é responsável por um adversário. Porém como exige 
movimentação constante dentro da q...
Apenas quando uma equipe sente necessidade de marcar os adversários mais de perto para 
recuperar mais rapidamente a bola,...
Neste sistema de defesa é necessário que cada atleta marque o adversário que está com a 
bola em sua zona. É necessário, a...
Desde o início do jogo, cada jogador deve estudar minuciosamente as falhas defensivas do 
seu marcador, observando, princi...
Nesse esquema, o jogador número 5 passa a bola ao pivô número 12 enquanto os jogadores 
5 e 6 iniciam o cruzamento em fren...
Note que o jogador atacante número 5 é o armador. Ele procura se colocar entre os alas 
defensivos para confundi-los e faz...
O jogador número 9 faz o papel de segundo pivô e de ala ao mesmo tempo. Ele joga próximo 
à linha de fundo, infiltrando-se...
Táticas básicas de basquetebol
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Táticas básicas de basquetebol

1.014 visualizações

Publicada em

Táticas básicas de basquetebol

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Táticas básicas de basquetebol

  1. 1. TÁTICAS BÁSICAS DE BASQUETEBOL Tanto os atacantes como os defensores são importantes numa equipe de basquetebol. Os atacantes fazem os pontos necessários para a vitória da equipe e os defensores impedem que os adversários façam pontos. Uma equipe de basquetebol dever ter bons atacantes e bons defensores, mas cada jogador deve saber como atacar e como defender. Assim como no futsal e o handebol, o basquetebol é praticado em equipe, e nos esportes coletivos a vitória de uma equipe depende das qualidades do jogador e do entendimento entre os jogadores. No basquetebol, o trabalho em equipe é essencial para se obter bons resultados. As qualidades individuais dos jogadores precisam ser combinadas para que a equipe possa defender e atacar com eficiência. POSIÇÕES OFENSIVAS O esquema ilustrado abaixo representa alguns jogadores numa quadra de basquetebol. Observe que os jogadores atacantes 5 e 6 jogam recuados, antes da zona de lance livre. Como
  2. 2. são eles que organizam e armam as jogadas, não podem jogar avançados. Em posições recuadas eles têm melhor visão do conjunto de jogadores e podem comandar a equipe. Esses jogadores são os chamados armadores. Observe também que o atacante número 12 joga próximo à área restritiva (garrafão), principalmente para atrapalhar o sistema defensivo do adversário. Esse jogador é chamado de pivô. Os atacantes 8 e 9, por sua vez, movimentam-se nas laterais da quadra, procurando penetrar na defesa adversária e fazer arremessos laterais. São chamados de alas. POSIÇÕES DEFENSIVAS
  3. 3. Observe agora o esquema que representa as posições dos jogadores de defesa: Note que os jogadores 4 e 7 atuam avançados , acima da zona de lance livre. Têm como função atrapalhar a armação das jogadas do adversário e, ainda, impedir os arremessos de longa distância. São chamados de alas defensivos. O jogador que atua na posição central da área restritiva (garrafão), como o número 11, tem como função marcar os adversários que se colocam em sua zona, evitando possíveis penetrações na área restritiva. Ele é denominado pivô defensivo. Os jogadores 13 e 15, que atuam próximos da área restritiva, junto a tabela, têm como função marcar os alas e auxiliar o pivô defensivo na interceptação das penetrações na área restritiva. São chamados de alas.
  4. 4. SISTEMAS TÁTICOS DEFENSIVOS Para ser um bom defensor, desde o início da partida o jogador deve procurar observar as características de cada um dos adversários. É preciso, por exemplo, observar se o jogador costuma fazer muitos passes, que tipo de finta usa, se é rápido nas penetrações. Além da observação, é importante que o jogador da defesa coloque-se entre o adversário e a cesta em posição de guarda, pois, assim, dificulta-lhe os arremessos. O jogador deve aproximar-se do adversário de posse da bola, até ficar a 1 metro de distância dele e observar com muita atenção todos os movimentos, procurando a oportunidade de tomar-lhe a bola. Um modo válido de atrapalhar o adversário é agitar os braços em frente dele a fim de diminuir-lhe a visão. Desta maneira é possível levá-lo a dar um passe errado, impedindo-o de fazer um bom arremesso.
  5. 5. Quando o adversário esta conduzindo a bola, há dois modos de proceder:  se o atacante ainda não bateu a bola no chão, o defensor deve manter uma certa distância, 1 metro aproximadamente, para não ser fintado;  se o atacante já bateu a bola, o defensor deve diminuir a distância e procurar atrapalhá-lo, até tomar-lhe a bola se possível. SISTEMA TÁTICO DEFENSIVO: MARCAÇÃO HOMEM A HOMEM Quando, na defesa, a marcação é feita de um jogador contra outro, o sistema tático é o de marcação homem a homem.
  6. 6. Neste tipo de marcação, cada jogador é responsável por um adversário. Porém como exige movimentação constante dentro da quadra e cansa rapidamente os jogadores, muitas equipes fazem a marcação homem a homemapenas no campo de defesa. Observe: A defesa homem a homem recuada simples e das mais fáceis e eficientes, por isso indicada aos principiantes do basquetebol. Após a perda da posse da bola no ataque, todos os jogadores devem voltar para o interior de sua área de defesa e, dessa posição, localizar o adversário que lhe compete marcar. Observe o esquema:
  7. 7. Apenas quando uma equipe sente necessidade de marcar os adversários mais de perto para recuperar mais rapidamente a bola, pressionando, é que e usada a marcação na quadra inteira ou marcação sobre pressão. Se por uma lado, a marcação homem a homem é cansativa, por outro, ela é a mais fácil de ser aprendida e sua aplicação é das mais eficientes dentre os sistemas de marcação. SISTEMA TÁTICO DEFENSIVO: MARCAÇÃO POR ZONA 2 X 1 X 2 Quando os defensores de uma equipe deslocam-se de acordo com a movimentação da bola para guardar a zona da quadra pela qual são responsáveis, dizemos que o sistema empregado é o de marcação por zona. Observe.
  8. 8. Neste sistema de defesa é necessário que cada atleta marque o adversário que está com a bola em sua zona. É necessário, ainda, que se desloque para auxiliar seus companheiros a cobrir melhor suas zonas, seguindo os movimentos da bola e dos atacantes adversários. No sistema de marcação por zona:  Os alas são responsáveis pelo círculo da área de lance livre e suas imediações;  O pivô guarda a zona mais importante da defesa, ou seja, as partes centrais da área restritiva (garrafão). Nessa zona, ele luta pelos rebotes e impede a penetração dos adversários.  Os guardas, auxiliam o pivô na luta pelos rebotes e impedem as penetrações junto à tabela. Sua zona de defesa está compreendida numa linha imaginária, entre o meio da área restritiva e a lina de fundo, estendendo-se até as linhas laterais. SISTEMAS TÁTICOS OFENSIVOS
  9. 9. Desde o início do jogo, cada jogador deve estudar minuciosamente as falhas defensivas do seu marcador, observando, principalmente, se ele marca:  de muito perto ou de muito longe;  perfeitamente, equilibrado, na posição de guarda;  se é rápido nas interceptações da bola. SISTEMA TÁTICO OFENSIVO CONTRA A MARCAÇÃO HOMEM A HOMEM Nas jogadas contra a marcação homem a homem, as habilidades individuais dos jogadores é que devem ser mais exploradas. Além disso, eles devem permanecer mais distanciados uns dos outros e explorar as deslocações rápidas nos espaços vazios. As jogadas, esquematizadas em sistemas, vulgarmente são chamadas de chaves e seu sucesso resulta de um trabalho individual. Não existe uma chave perfeita e, para aplicarmos com sucesso um sistema tático, é necessário que os jogadores tenham habilidades plenamente desenvolvidas e consciência do trabalho em conjunto. Conheça agora uma chave ofensiva contra a marcação individual ou homem a homem.
  10. 10. Nesse esquema, o jogador número 5 passa a bola ao pivô número 12 enquanto os jogadores 5 e 6 iniciam o cruzamento em frente ao pivô. Ao mesmo tempo , os jogadores 8 e 9 se deslocam para o centro da quadra, protegendo a defesa e se colocando em posição para receber o passe ou iniciar, novamente a jogada. SISTEMA TÁTICO OFENSIVO CONTRA A MARCAÇÃO POR ZONA 2 X 1 X 2 No sistema ofensivo contra a marcação por zona, os jogadores são distribuídos na quadra no sentido de explorar os espaços vazios existentes neste sistema de marcação. Observe:
  11. 11. Note que o jogador atacante número 5 é o armador. Ele procura se colocar entre os alas defensivos para confundi-los e fazer com que um ou dois venham marcá-lo. Assim, pode fazer o passe a um companheiro livre, na zona desguarnecida. Por sua vez, o pivô atacante, jogador número 12, troca passes com os colegas e se desloca, procurando confundir e atrapalhar o adversário. Ele deve, ainda, infiltrar-se e garantir o rebote ofensivo. Observe:
  12. 12. O jogador número 9 faz o papel de segundo pivô e de ala ao mesmo tempo. Ele joga próximo à linha de fundo, infiltrando-se pelas costas da defesa. Além disso, protege o arremesso dos armadores, luta pelos rebotes e faz jogadas com o primeiro pivô. Os jogadores 6 e 8 atuam pelas laterais, auxiliam o número 5 na armação das jogadas e possibilitam jogadas de finalização aos jogadores 9 e 12. Eles são infiltradores e bons arremessadores, de meia distância. No entanto, no trabalho ofensivo contra a marcação por zona, são importantes a troca de passes rápidos e o deslocamento dos jogadores.

×