SlideShare uma empresa Scribd logo
HISTÓRIA, REGRAS BÁSICAS
E FUNDAMENTOS
 O Andebol (português europeu) ou Handebol (português brasileiro) , do alemão
handball, é uma modalidade desportiva criada pelo alemão Karl
Schelenz, em 1919 — embora se baseasse em outros desportos
praticados desde fins do século XIX, na Europa setentrional e no
Uruguai. O jogo inicialmente era praticado na relva em um campo
similar ao do futebol com dimensões entre 90m a 110m de
comprimento e entre 55m a 65m de largura, a área do gol com raio de
13m, o gol com 7,32m de largura por 2,44m de altura (o mesmo usado
no futebol), a bola usada é a mesma da versão em quadra e é disputado
por duas equipes de onze jogadores cada. Hoje em dia a maioria dos
jogadores praticam apenas o andebol de quadra.
 Actualmente o andebol do Brasil está em ascensão apesar de nunca ter
obtido um ouro olímpico. O desporto já é largamente praticado em
nível escolar, uma vez ser fácil o aproveitamento das já muito
disseminadas quadras de futebol de salão para o andebol.
 Os jogos oficiais têm duração de uma hora, em dois tempos de trinta
minutos.
 Não há limite para substituições.
 O jogador só pode dar três passos com a bola na mão, depois tem que
passá-la, arremessá-la ou driblar como no basquete.
 Nenhum jogador pode permanecer dentro das áreas de seis metros que
circundam os gols, com exceção dos goleiros.
 O goleiro pode atuar como qualquer outro jogador, desde que não saia da
sua área conduzindo a bola.
 A falta faz parte da tática defensiva. Uma falta acontece quando um jogador
impede um adversário de prosseguir, com contato físico. Um número
ilimitado de faltas é permitido no handebol, desde que elas sejam feitas
sem o uso excessivo de força e sem violência.
 Toda falta normal é cobrada na linha tracejada (ou linha dos 9 metros), e
toda a equipe atacante tem que estar atrás desta linha no momento da
cobrança.
 Ao cometer falta desleal, o jogador pode ser punido com exclusão por 2
minutos ou até cartão vermelho, que o elimina do jogo. Se um mesmo
atleta é excluído por 2 minutos por três vezes num mesmo jogo, ele
também é eliminado do jogo.
 Se um jogador está em posição para fazer um gol e sofre falta por trás
ou é agarrado, o infrator é punido com um tiro de sete metros,
semelhante ao penalty do futebol.
 Só existem escanteios se o ultimo jogador a tocar na bola nao tenha
sido o guarda-redes, toda bola que sai pela linha de fundo tocada pelo
guarda-redes é do próprio.
 Se o árbitro verificar que um dos times não está fazendo força para
atacar, ele pode assinalar jogo passivo e conceder a posse de bola para a
outra equipe.
 Quando a bola sai pela linha lateral, é cobrado o arremesso lateral, no
qual o jogador deve ter um dos pés em cima na linha.
 Diferentemente do futebol, o handebol não tem impedimentos.
 Recepção - é a ação específica de receber, amortecer e reter a bola de forma adequada nas
diferentes posições e situações em que o jogador for solicitado.
 Passe - é a ação de enviar e dirigir a bola ao companheiro, de forma correta, para facilitar a
próxima ação. O passe e a recepção são técnicas utilizadas pelos jogadores na preparação
da finalização, ou seja, na colocação de um companheiro em condições favoráveis de
arremessar a bola em direção ao gol adversário.
 Arremesso - é a ação de enviar a bola em direção ao gol adversário, aplicando um forte
impulso (força) na mesma, para dificultar a ação do goleiro, procurando que ela adentre
ao gol, tendo como objetivo, assim, a marcação de um gol.
 Progressão - é a ação de deslocar-se na quadra, movimentando-se de um lugar a outro, de
posse da bola, obedecendo as regras do jogo no que diz respeito ao manejo da bola.
 Drible - é a ação de impulsionar e dirigir a bola em direção ao solo, uma ou mais vezes,
sem perder o controle da mesma. O drible serve para progredir na quadra ou reter a bola
em situação especial.
 Finta - é a ação que o jogador realiza, de posse de bola, para dirigir os movimentos do
defensor numa direção falsa, desviando a sua atenção da própria real intenção, causando-
lhe o desequilíbrio. A finta tem como objetivo enganar e passar pelo adversário além de
desorganizar a defesa.
 No andebol são usados sistemas defensivos como o 3x2x1,
5x1, 6x0, 4x2, 3x3 e 1x5. O sistema mais utilizado é o 6x0,
onde se encontram 6 jogadores defensivos posicionados na
linha dos 6 metros. A defesa 5x1 também é bastante
utilizada onde 5 jogadores se posicionam na linha dos 6
metros e um jogador (bico ou pivô) se posiciona mais à
frente que os outros. Não existem categorias e idades exatas
para se utilizar cada tipo de defesa, isso depende da postura
tática do defensor e, principalmente, da postura da equipa
adversária. Além disso, nos jogos entre equipes de alto nível
técnico, é comum a variação de formações de defesa
durante o jogo, com o objetivo de confundir o ataque
adversário
1. INVASÃO DE ÁREA
2. DRIBLE ILEGAL
3.SOBRE PASSO OU
SEGURAR A BOLA POR MAIS
DE 3 SEGUNDOS
4.DETER, SEGURAR OU
EMPURRAR
5.GOLPEAR 6.FALTA DE ATAQUE
7.TIRO LATERAL -
DIREÇÃO 8.TIRO DE META
9.TIRO LIVRE-DIREÇÃO
10.MANTER A DISTÂNCIA
DE 3 METROS
11.JOGO PASSIVO 12.GOL
13.ADVERTÊNCIA-AMARELO
DESQUALIFICAÇÃO-
VERMELHO 14.EXCLUSÃO – 2MINUTOS
15.EXPULSÃO 16.PEDIDO DE TEMPO
17.PERMISSÃO PARA
ENTRAR EM QUADRA
DURANTE O PEDIDO DE
TEMPO
18.SINAL DE ADVERTÊNCIA
PARA O JOGO PASSIVO

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx

Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
marcelosilveirazero1
 
Andebol
Andebol Andebol
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
ana pinho
 
Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
Marina Stefanny
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
TavaresJana
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
smigano
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
Hugo Fialho
 
HANDEBOL.ppt
HANDEBOL.pptHANDEBOL.ppt
HANDEBOL.ppt
edmar02dantas
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
Luis
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
Luis
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
Luis
 
Andebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogoAndebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogo
Escola Secundaria Moura
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
Nilceia Sc
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
TicoM22
 
Handebol 2010
Handebol 2010Handebol 2010
Handebol 2010
aluisiobraga
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
NetKids
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
dalilahack
 
Handebol na escola
Handebol na escolaHandebol na escola
Handebol na escola
evandrolhp
 
O andebol
O andebolO andebol
O andebol
bamp
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
JOÃO PEREIRA
 

Semelhante a SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx (20)

Apostila handebol
Apostila handebolApostila handebol
Apostila handebol
 
Andebol
Andebol Andebol
Andebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Olimpíadas
OlimpíadasOlimpíadas
Olimpíadas
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
HANDEBOL.ppt
HANDEBOL.pptHANDEBOL.ppt
HANDEBOL.ppt
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Andebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogoAndebol b regras do jogo
Andebol b regras do jogo
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
 
Handebol 2010
Handebol 2010Handebol 2010
Handebol 2010
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
 
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto HeppHandebol Escola Amélia Poletto Hepp
Handebol Escola Amélia Poletto Hepp
 
Handebol na escola
Handebol na escolaHandebol na escola
Handebol na escola
 
O andebol
O andebolO andebol
O andebol
 
Apresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdfApresentação basquetebol.pdf
Apresentação basquetebol.pdf
 

Último

O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 

Último (20)

O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 

SLIDE DE HANDEBOL PARA ED. FÍSICA.pptx

  • 2.  O Andebol (português europeu) ou Handebol (português brasileiro) , do alemão handball, é uma modalidade desportiva criada pelo alemão Karl Schelenz, em 1919 — embora se baseasse em outros desportos praticados desde fins do século XIX, na Europa setentrional e no Uruguai. O jogo inicialmente era praticado na relva em um campo similar ao do futebol com dimensões entre 90m a 110m de comprimento e entre 55m a 65m de largura, a área do gol com raio de 13m, o gol com 7,32m de largura por 2,44m de altura (o mesmo usado no futebol), a bola usada é a mesma da versão em quadra e é disputado por duas equipes de onze jogadores cada. Hoje em dia a maioria dos jogadores praticam apenas o andebol de quadra.  Actualmente o andebol do Brasil está em ascensão apesar de nunca ter obtido um ouro olímpico. O desporto já é largamente praticado em nível escolar, uma vez ser fácil o aproveitamento das já muito disseminadas quadras de futebol de salão para o andebol.
  • 3.  Os jogos oficiais têm duração de uma hora, em dois tempos de trinta minutos.  Não há limite para substituições.  O jogador só pode dar três passos com a bola na mão, depois tem que passá-la, arremessá-la ou driblar como no basquete.  Nenhum jogador pode permanecer dentro das áreas de seis metros que circundam os gols, com exceção dos goleiros.  O goleiro pode atuar como qualquer outro jogador, desde que não saia da sua área conduzindo a bola.  A falta faz parte da tática defensiva. Uma falta acontece quando um jogador impede um adversário de prosseguir, com contato físico. Um número ilimitado de faltas é permitido no handebol, desde que elas sejam feitas sem o uso excessivo de força e sem violência.  Toda falta normal é cobrada na linha tracejada (ou linha dos 9 metros), e toda a equipe atacante tem que estar atrás desta linha no momento da cobrança.
  • 4.  Ao cometer falta desleal, o jogador pode ser punido com exclusão por 2 minutos ou até cartão vermelho, que o elimina do jogo. Se um mesmo atleta é excluído por 2 minutos por três vezes num mesmo jogo, ele também é eliminado do jogo.  Se um jogador está em posição para fazer um gol e sofre falta por trás ou é agarrado, o infrator é punido com um tiro de sete metros, semelhante ao penalty do futebol.  Só existem escanteios se o ultimo jogador a tocar na bola nao tenha sido o guarda-redes, toda bola que sai pela linha de fundo tocada pelo guarda-redes é do próprio.  Se o árbitro verificar que um dos times não está fazendo força para atacar, ele pode assinalar jogo passivo e conceder a posse de bola para a outra equipe.  Quando a bola sai pela linha lateral, é cobrado o arremesso lateral, no qual o jogador deve ter um dos pés em cima na linha.  Diferentemente do futebol, o handebol não tem impedimentos.
  • 5.
  • 6.  Recepção - é a ação específica de receber, amortecer e reter a bola de forma adequada nas diferentes posições e situações em que o jogador for solicitado.  Passe - é a ação de enviar e dirigir a bola ao companheiro, de forma correta, para facilitar a próxima ação. O passe e a recepção são técnicas utilizadas pelos jogadores na preparação da finalização, ou seja, na colocação de um companheiro em condições favoráveis de arremessar a bola em direção ao gol adversário.  Arremesso - é a ação de enviar a bola em direção ao gol adversário, aplicando um forte impulso (força) na mesma, para dificultar a ação do goleiro, procurando que ela adentre ao gol, tendo como objetivo, assim, a marcação de um gol.  Progressão - é a ação de deslocar-se na quadra, movimentando-se de um lugar a outro, de posse da bola, obedecendo as regras do jogo no que diz respeito ao manejo da bola.  Drible - é a ação de impulsionar e dirigir a bola em direção ao solo, uma ou mais vezes, sem perder o controle da mesma. O drible serve para progredir na quadra ou reter a bola em situação especial.  Finta - é a ação que o jogador realiza, de posse de bola, para dirigir os movimentos do defensor numa direção falsa, desviando a sua atenção da própria real intenção, causando- lhe o desequilíbrio. A finta tem como objetivo enganar e passar pelo adversário além de desorganizar a defesa.
  • 7.  No andebol são usados sistemas defensivos como o 3x2x1, 5x1, 6x0, 4x2, 3x3 e 1x5. O sistema mais utilizado é o 6x0, onde se encontram 6 jogadores defensivos posicionados na linha dos 6 metros. A defesa 5x1 também é bastante utilizada onde 5 jogadores se posicionam na linha dos 6 metros e um jogador (bico ou pivô) se posiciona mais à frente que os outros. Não existem categorias e idades exatas para se utilizar cada tipo de defesa, isso depende da postura tática do defensor e, principalmente, da postura da equipa adversária. Além disso, nos jogos entre equipes de alto nível técnico, é comum a variação de formações de defesa durante o jogo, com o objetivo de confundir o ataque adversário
  • 8. 1. INVASÃO DE ÁREA 2. DRIBLE ILEGAL
  • 9. 3.SOBRE PASSO OU SEGURAR A BOLA POR MAIS DE 3 SEGUNDOS 4.DETER, SEGURAR OU EMPURRAR
  • 11. 7.TIRO LATERAL - DIREÇÃO 8.TIRO DE META
  • 12. 9.TIRO LIVRE-DIREÇÃO 10.MANTER A DISTÂNCIA DE 3 METROS
  • 16. 17.PERMISSÃO PARA ENTRAR EM QUADRA DURANTE O PEDIDO DE TEMPO 18.SINAL DE ADVERTÊNCIA PARA O JOGO PASSIVO