PERIODIZAÇÃO TÁTICA - PADRÃO SEMANAL

31.136 visualizações

Publicada em

PERIODIZAÇÃO TÁTICA - PADRÃO SEMANAL

Publicada em: Esportes
109 comentários
168 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
31.136
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.434
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
109
Gostaram
168
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PERIODIZAÇÃO TÁTICA - PADRÃO SEMANAL

  1. 1. Padrão Semanal Jogo Folga Recuperação Operacionalização Aquisitiva Recuperação Jogo Esforço Esforço Esforço Esforço Esforço Esforço EsforçoMuito Alto Baixo Alto Moderado Moderado Baixo Muito Alto Domingo 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira Sábado Domingo
  2. 2. Recuperação Operacionalização Aquisitiva Recuperação JOGO Inteireza inquebrantável do jogo Reduzir sem empobrecer (Des)integração dos Princípios 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira SábadoSub-princípios e sub Sub-princípios e sub Grandes princípios Sub-princípios e sub Sub-princípios e subdos sub-princípios ... dos sub-princípios ... dos sub-princípios ... dos sub-princípios ... Propósitos em RegimePropósitos em Propósitos em Propósitos em Regime Contracções Tensão – / + MuscularesRegime Regime Regime Contracções Contracções Musculares Musculares Contracções ContracçõesTensão – Tensão + Musculares Musculares Tensão + + Tensão – Duração –Duração – Duração + Duração – Duração – Velocidade – / +Velocidade – Velocidade + Velocidade – Velocidade ++ Desg. Emocional – / +Desgaste Emocional - Desgaste Emocional + Desgaste Emocional ++ Desgaste Emocional – Descontínuo + Descontínuo ++ Descontínuo + Descontínuo + Descontínuo ++ Princípio da Alternância Horizontal em Especificidade Princípios Metodológicos: Princípio da Progressão Complexa # Princípio da Alternância Horizontal em Especificidade # Princípio das Propensões Problematização / Pragmatização da Fraccionação PRADÃO DE CONEXÕES (Princípios Metodológicos Inter e Intra Conectados) Organização do JOGAR Adaptação – Adaptabilidade (Hábito que se adquire na acção)
  3. 3. 3ª Feira Sub-princípios e sub dos sub-princípios ... Propósitos em Regime Contracções Musculares Tensão – Duração – Velocidade – Desgaste Emocional – Descontínuo + Vivenciação (relacionado com o Modelo) que promova: Situações descontínuas, semelhantes ao jogo, mas com densidades de tensão, velocidade e duração reduzidas das contracções musculares, com o objectivo de se promover a recuperação, fisiológica e emocional.
  4. 4. Exercício de corrida com mudanças de direcção permanente
  5. 5. Exercícios de passe específicos (em triângulo)
  6. 6. Exercícios de passe específicos (em losango)
  7. 7. Exercícios de passe intersectores (Defesa e Meio-Campo)
  8. 8. Exercícios de passe intersectores (Meio-Campo e Ataque)
  9. 9. Org. ofensiva sectorial - defesa
  10. 10. Org. ofensiva colectiva saídas curtas e longas
  11. 11. Org. defensiva colectiva - posicionamento
  12. 12. Org. defensiva colectiva - posicionamento
  13. 13. Org. defensiva colectiva - posicionamento
  14. 14. Org. defensiva colectiva - posicionamento
  15. 15. 4ª Feira Sub-princípios e sub dos sub-princípios ... Propósitos em Regime Contracções Musculares Tensão + + Duração – Velocidade + Desgaste Emocional + Descontínuo ++ Vivenciação (relacionado com o Modelo) que promova: Situações muito descontínuas, semelhantes ao jogo, que contemplem uma grande densidade (princ. propensão) de: acelerações e travagens, mudanças de direcção e velocidade, saltos e quedas, remates, skipping... (sempre relacionadas com os sub-princípios e os sub dos sub-princípios...). Devem ser realizadas em espaços curtos, com um número reduzido de jogadores e o tempo de vivencição do exercício também deve ser reduzido.
  16. 16. Transições: Ataque / Defesa e Defesa / Ataque 2 2 2 1 2 1 1 2 1 1 1 2
  17. 17. Transições Defesa / Ataque (a partir do corredor central do Meio-Campo)
  18. 18. Transições Defesa / Ataque (a partir do corredor direito do Meio-Campo)
  19. 19. Transições Defesa / Ataque (a partir do corredor esquerdo do Meio-Campo)
  20. 20. Organização defensiva sectorial, pressão ao portador da bola,coberturas interiores e exteriores e fecho de linhas (espaços).
  21. 21. Organização defensiva da defesa com transições (Bloco Baixo)
  22. 22. Circulação no meio-campo para entrada e finalização no ataque
  23. 23. Circulação no meio-campo
  24. 24. Posicionamento de circulação na defesa para entrada no meio-campo
  25. 25. Organização defensiva da defesa e pivot com transições (Bloco Baixo)
  26. 26. Organização defensiva ou ofensiva da defesa e do meio-campo comtransições (Bloco Alto)
  27. 27. Organização defensiva e ofensiva inter-sectorial com transições
  28. 28. 5ª Feira Princípios e Sub-princípios Propósitos em Regime Contracções Musculares Tensão + Duração + Velocidade – Desgaste Emocional + + Descontínuo + Vivenciação (relacionado com o Modelo) que promova: Situações descontínuas, semelhantes ao jogo, que contemplem uma grande densidade (princ. propensão) de comportamentos relacionados com os princípios e sub- princípios do Modelo. Devem ser realizadas em espaços grandes, com um número elevado de jogadores e o tempo de vivencição do exercício deve ser “longo”.
  29. 29. Sair a jogar longo a partir do guarda-redes - saídas longas
  30. 30. Posicionamento de circulação na defesa e meio-campo para entrada noataque
  31. 31. Organização defensiva colectiva, quando adversário sai a jogar, comtransições (Bloco Alto)
  32. 32. Azuis: Org. Defensiva inter-sectorial com Transições Defesa / AtaqueVermelhos: Org. Ofensiva inter-sectorial com Transições Ataque /Defesa
  33. 33. Transições (direccionar com intervenção no jogo)
  34. 34. Organização defensiva e ofensiva colectiva com transições
  35. 35. Jogo direccionado: organização defensiva e ofensiva colectiva com transições
  36. 36. 6ª Feira Sub-princípios e sub dos sub-princípios ... Propósitos em Regime Contracções Musculares Tensão – Duração – Velocidade + + Desgaste Emocional – Descontínuo + Vivenciação (relacionado com o Modelo) que promova: Acções descontínuas, semelhantes ao jogo, que contemplem uma grande densidade (princ. propensão) de comportamentos relacionados com os sub-princípios e os sub dos sub- princípios... Os exercícios devem promover uma elevada velocidade de decisão e de execução. Devem ser realizadas em espaços que permitam contemplar os objectivos referidos. O tempo de duração dos exercícios deve ser reduzido.
  37. 37. 2 toques obrigatórios com trocas posicionais 1 toque com trocas posicionais
  38. 38. Posicionamento para circulação no meio-campo e ataque
  39. 39. Movimentações ofensivas com finalização
  40. 40. Circulação no meio-campo e ataque para entrada e finalização noataque
  41. 41. Organização ofensiva colectiva: posse e circulação ataque para criaçãode espaços e finalização
  42. 42. Sábado Sub-princípios e sub dos sub-princípios ... Propósitos em Regime Contracções Musculares Tensão – / + Duração – Velocidade – / + Desgaste Emocional – / + Descontínuo ++ Vivenciação (relacionado com o Modelo) que promova: Situações muito descontínuas que contemplem tensão e velocidade de contracções musculares altas, mas com reduzida densidade e duração. Os objectivos são promover a recuperação, fisiológica e emocional, e “pré-activar” a equipa e os jogadores para o jogo do dia seguinte.
  43. 43. 2 toques obrigatórios com trocas posicionais 1 toque com trocas posicionais
  44. 44. Com ou sem apoios
  45. 45. Situações estratégicas (...) – relembrar aspectos importantes para ojogo. Tanto a nível defensivo, ofensivo ou de transições. Tambémpode ser colectivo, sectorial, inter-sectorial ou individual. POR EXEMPLO: como e quando pressionar equipa adversária Acções muito curtas
  46. 46. Exemplo de um Padrão Semanal Problemas da equipa: • organização ofensiva - má circulação, essencialmente nos sectores médio e atacante e consequentemente poucas situações para finalizar; • transição ataque / defesa - boa pressão ao portador da bola mas não fechar espaços entre sectores; • organização defensiva - quando em bloco alto muito espaço entre sectores; • transição defesa / ataque - não estamos a tirar bola da zona de pressão.
  47. 47. Exemplo de um Padrão Semanal Características da equipa adversária: • organização ofensiva - jogo muito directo, procuram sempre profundidade nas costas dos laterais. Não saem a jogar, Gr bate sempre, tentam ganhar 1ª e 2ª bolas; • transição ataque / defesa - não tentam ganhar bola, só se preocupam em recuar a equipa e fechar espaços; • organização defensiva - bloco muito baixo e uma grande densidade de jogadores perto da bola; • transição defesa / ataque - tentam de imediato dar profundidade para aproveitar possível desorganização defensiva.
  48. 48. Exemplo de um Padrão Semanal Objectivos da Semana: • organização ofensiva – posse e circulação com grande intensidade em toda a largura para desorganizar, entrada nos espaços e finalização; • transição ataque / defesa – muita pressão ao portador da bola para não permitir lançar e encurtamento de sectores; • organização defensiva – começa com Bloco Intermédio para ganho de 1ª e 2ª bolas do Gr e depois Bloco Alto • transição defesa / ataque – tirar bola de zona de pressão devido à grande densidade de jogadores que vamos encontrar
  49. 49. 3ª Feira 2 x 2’ 2 x 2’Exercícios de passe específicos (em losango)
  50. 50. 3ª Feira 2 x 3’Exercícios de passe intersectores (Meio-Campo e Ataque)
  51. 51. 3ª Feira 2x5’Org. ofensiva colectiva – circulação da bola colectiva
  52. 52. 3ª Feira 10’Linhas de finalização e timing de entrada e técnica de finalização
  53. 53. 4ª Feira 4 x 1,5’ – cada equipa 2 2 2 1 2 1 1 2 1 1 1 2Transições: Ataque / Defesa e Defesa / Ataque
  54. 54. 4ª Feira 4 x 2’Organização defensiva inter-sectores (meio-campo e ataque) comtransições (Bloco Alto)
  55. 55. 4ª Feira 6 x 2’Circulação no meio-campo para entrada e finalização no ataque
  56. 56. 4ª Feira 20’Organização defensiva e ofensiva inter-sectorial (Def. / MC // MC / At)com transições
  57. 57. 5ª Feira 6’Exercícios de passe intersectores (MC / Ataque e Def. / MC)
  58. 58. 5ª Feira 6’Sair a jogar a partir do guarda-redes – saídas curtas e longas
  59. 59. 5ª Feira 2x6’Organização defensiva e ofensiva colectiva com transições
  60. 60. 5ª Feira 10’Organização defensiva e ofensiva colectiva, com adversário sai a jogarlongo, com transições
  61. 61. 5ª Feira 2 x 10’Jogo direccionado: organização defensiva e ofensiva colectiva com transições
  62. 62. 6ª Feira 2 toques obrigatórios com trocas posicionais 1 toque com trocas posicionais 4 x 2’
  63. 63. 6ª Feira 4 x 3’Organização defensiva e ofensiva colectiva com transições – com grande pressão
  64. 64. 6ª Feira 15’Movimentações ofensivas com finalização – com 2ª e 3ª bolas
  65. 65. 6ª Feira 4 x 2’Circulação no meio-campo e ataque para criar espaços, entradas efinalização.
  66. 66. 6ª Feira 2 x 6’
  67. 67. Sábado 2 toques obrigatórios 1 toque 4 x 1,5’
  68. 68. SábadoMovimentações pelos corredoreslaterais – “jogo” posicional 5’ + 5’ Linhas de finalização e timing de entrada
  69. 69. Sábado 6’Situações estratégicas (...) – relembrar local de posicionamento da equipapara ganhos de 1ºª e 2ª bolas e transição defesa / ataque (tirar bola da zonade pressão e abertura da equipa)
  70. 70. Sábado 4 x 2’ – cada equipa

×