SlideShare uma empresa Scribd logo
Em todas as direções humanas,
 coloca-se a necessidade de
           avaliar.
    Avaliação é um tema
transdisciplinar: ultrapassa
 fronteiras, convida para o
diálogo diversas abordagens.



         Avalia-se a aprendizagem, as condições físicas e
     pessoais, a natureza, os comportamentos e desempenhos.



  Avalia-se tudo, sob ângulos e critérios diferentes, porque esta é
                      uma questão humana.
Na prática escolar hoje...

     ainda são utilizadas formas padronizadas de instrumentos de
      avaliação através dos quais os alunos respondem o que foi
  transmitido pelo professor, reproduzindo os conteúdos, definidos
                        como o certo e o errado.



                             Afirma-se estar sendo avaliado o
                             conhecimento...



                  ... Porém as diversas práticas sociais de avaliação
                      estão fundamentalmente marcadas pela idéia de
              seleção e não pelo compromisso com o conhecimento.
Avaliação – exigências democráticas / exigências pedagógicas
                                                 Maria Teresa Esteban




                     É preciso reconstruir o sentido da avaliação.




    Tanto na escola quanto fora dela, a avaliação se
   caracteriza por sua potencialidade para orientar a
        certificação, a classificação e a seleção.
Avaliação: face escolar da exclusão social?
                        “Uma sociedade excludente não poderia
                        produzir uma escola includente.”

                       Os processos de avaliação funcionam como um
                                      mecanismo de:


         1. Seleção dos conhecimentos que serão avaliados:
                      produzidos / socializados.

2. Articulado à globalização que intensifica a competição e reduz o papel
         do indivíduo – crescente necessidade de conhecimento.


 “ a presença do erro, mais que do acerto, coloca em discussão a
                      prática pedagógica.”
 É fundamental que a avaliação deixe de ser
                instrumento de classificação, seleção e exclusão social e
                        se torne uma ferramenta para professores
                   comprometidos com a construção coletiva de uma
                             escola de qualidade para todos.


        A avaliação é um dos maiores entraves ao sucesso escolar.
É aí que aparece o processo de discriminação e
exclusão onde as vítimas são as crianças das
classes populares...

são encaminhadas para o fracasso escolar.

Denunciam o fracasso da sociedade que
produz uma escola incapaz de lidar com a
diferença.
Os desafios postos pelas múltiplas faces do cotidiano


     Cotidiano: tempo / espaço em que a vida se realiza



Como na canção, “todo o dia ela faz tudo sempre igual...”




  A percepção do erro se mostra relevante na análise que o
  professor faz dos seus alunos o que contribui para a definição do
  processo avaliativo.
Novas formas de abordagem e avaliação




“A punição é a
pior maneira de
tentar fazer um
aluno crescer.”
Thereza Penna Firme
 Contrapõe o desejo de liberdade e a alegria de
viver aos rígidos códigos de conduta que regem
as instituições educacionais mais arcaicas.
Professor que muda sua intenção no               Celso Vasconcelos
    ato de avaliar: avaliação justa
“Avaliar é localizar necessidades e se comprometer com sua superação.”

    É conhecer a realidade, é atuar sobre ela, enfrentá-la, desvendá-la,
 refletir e intervir, de modo que desse movimento decorram ações que a
                                modifiquem.
Que aluno sou capaz de enxergar? ...

                                  e cer
                        o       nh                      ávido por descobrir            rativo
                      rc                    solidário                         c   oope
                  po
            j oso                                                ético
  d ese
                  ur ioso
              c

                                   tu oso
  ú nico                    ir i
                     e   sp

        o                 estético
a fetiv
             pa
                  r tic
                          ipa
                                tiv
             z                      o
        pic a
p ers
 cheio de sonhos
...reconhecer o “ritmo” de cada um, as diferenças
                         individuais, seus desejos e necessidades




“Ao definir suas propostas pedagógicas as
escolas deverão explicitar o reconhecimento
das identidade pessoal de alunos...”PCN
Intencionalidade: palavra-chave da avaliação


De nada adianta mudar ferramentas, se o professor continuar
         classificando os alunos em bons e maus.

Os alunos precisam ser avaliados global e qualitativamente.




                  ... retomando objetivos
 Com a mudança no mercado de trabalho e o avanço da
               consciência crítica dos educadores, é preciso quebrar a
                  lógica de 10 mil anos de avaliação excludente.


           Se sonhamos com uma sociedade onde todos tenham voz
                    ativa, então é preciso modificar tudo.
 Não dá para discutir avaliação se não discutir antes que pessoa se quer
                                formar.


 É preciso rever conceitos,
repensar práticas de aula,



                  replanejar e/ou buscar alternativas.
o la
                                           e sc
                                    a da
                             ssol
                      a bú
               ã o:
       li aç
A va
                 ... deve apontar caminhos para que professores, alunos e
                         pais superem problemas de aprendizagem



Avaliar é um ato de medir para se tomar decisão, que deve partir da
          mudança do professor, de sua maneira de agir.
A avaliação deve sinalizar o progresso do aluno

                                     Caso contrário, o professor
                                   precisa modificar o curso de seu
                                               barco.




                                     Todo aluno tem condição de
                                             aprender.


                                                             Telma
Bibliografia Avaliação


Ribeiro, Lucie Carrilho; "Avaliação da aprendizagem", Texto Editora,
1989
Carrasco, José Fernando, "Como avaliar a aprendizagem", Edições
Clube do Professor, Portugal 1989
http://www.uol.com.br/novaescola/ed/138_dez00/html/hadji.doc.
A Bússola da Escola-Jornal Escola Agora Jan/Fev/00-
http://www.educacao.sp.gov.br/secretaria/orgaos/cenp/pec/emfoco.htm
Entrevista > Celso dos Santos Vasconcelos
PCNs – Introdução – vol I

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
Gerdian Teixeira
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
SimoneHelenDrumond
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
Editora Moderna
 
01 reflexões sobre avaliação
01 reflexões sobre avaliação01 reflexões sobre avaliação
01 reflexões sobre avaliação
Joao Balbi
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Relação professor aluno
Relação professor alunoRelação professor aluno
Relação professor aluno
Romes Heriberto
 
Luckesi avaliação
Luckesi avaliaçãoLuckesi avaliação
Luckesi avaliação
Rosita Pereira
 
PPP
PPPPPP
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
Elcielle .
 
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando   educaçao e construcao do conhecimentoBecker, fernando   educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimento
marcaocampos
 
Aula 02 orientação educacional
Aula 02   orientação educacionalAula 02   orientação educacional
Aula 02 orientação educacional
Karine Silva
 
Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula
Grasiela Dourado
 
EJa
EJaEJa
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Thais1976
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
Kajdy Ejdy
 
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Thomaz Edson Veloso da Silva
 
AUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vida
AUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vidaAUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vida
AUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vida
Edson Carli
 
Didática relação professor /aluno
Didática relação professor /alunoDidática relação professor /aluno
Didática relação professor /aluno
taniaamorim23
 
Avaliações externas
Avaliações externasAvaliações externas
Avaliações externas
Amanda Moraes Rodrigues
 
A avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processoA avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processo
UESPI - PI
 

Mais procurados (20)

Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
 
01 reflexões sobre avaliação
01 reflexões sobre avaliação01 reflexões sobre avaliação
01 reflexões sobre avaliação
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Gestão escolar
 
Relação professor aluno
Relação professor alunoRelação professor aluno
Relação professor aluno
 
Luckesi avaliação
Luckesi avaliaçãoLuckesi avaliação
Luckesi avaliação
 
PPP
PPPPPP
PPP
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
 
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando   educaçao e construcao do conhecimentoBecker, fernando   educaçao e construcao do conhecimento
Becker, fernando educaçao e construcao do conhecimento
 
Aula 02 orientação educacional
Aula 02   orientação educacionalAula 02   orientação educacional
Aula 02 orientação educacional
 
Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula Gestão da Sala de Aula
Gestão da Sala de Aula
 
EJa
EJaEJa
EJa
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
 
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
Metodologias Ativas: O que queremos com elas?
 
AUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vida
AUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vidaAUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vida
AUTOGESTÃO DE CARREIRA - Você no comando da sua vida
 
Didática relação professor /aluno
Didática relação professor /alunoDidática relação professor /aluno
Didática relação professor /aluno
 
Avaliações externas
Avaliações externasAvaliações externas
Avaliações externas
 
A avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processoA avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processo
 

Destaque

Aprendizagem do olhar
Aprendizagem do olharAprendizagem do olhar
Aprendizagem do olhar
Adrianapedagogia
 
AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃOAVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO
LUCIANA MELLO
 
Educando o olhar
Educando o olharEducando o olhar
Avaliação.doc
Avaliação.docAvaliação.doc
Avaliação.doc
Vinicius O Resiliente
 
Avaliação ppt
Avaliação pptAvaliação ppt
Avaliação ppt
Caio Henrique
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
lucavao2010
 
Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!
Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!
Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!
Alexandre Santana
 
Abordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagem
Abordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagemAbordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagem
Abordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagem
lolhehehe
 
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de AulaATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
Claudia Elisabete Silva
 
EM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃO
EM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃOEM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃO
EM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃO
pedagogiaempauta2014
 
Formas De Avaliação
Formas De AvaliaçãoFormas De Avaliação
Formas De Avaliação
Julio Siqueira
 
A Escuta da Voz das Crianças
A Escuta da Voz das CriançasA Escuta da Voz das Crianças
A Escuta da Voz das Crianças
Maria Sousa
 
Atividade Exclusao Social
Atividade   Exclusao SocialAtividade   Exclusao Social
Atividade Exclusao Social
Filomeno Bida Oliveira Júnior
 
Texto vasconcelos
Texto vasconcelosTexto vasconcelos
Texto vasconcelos
gracykf
 
Como desenvolver um Olhar Fotográfico
Como desenvolver um Olhar FotográficoComo desenvolver um Olhar Fotográfico
Como desenvolver um Olhar Fotográfico
João Quadros
 
Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...
Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...
Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...
ANGRAD
 
O OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVES
O OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVESO OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVES
O OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVES
Patrícia Fernanda da Costa Santos
 
Currículo do Estado de São Paulo
Currículo do Estado de São PauloCurrículo do Estado de São Paulo
Currículo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo
 
Convivência democrática inclusão e exclusão social
Convivência democrática inclusão e exclusão socialConvivência democrática inclusão e exclusão social
Convivência democrática inclusão e exclusão social
tatyathaydes
 

Destaque (20)

Aprendizagem do olhar
Aprendizagem do olharAprendizagem do olhar
Aprendizagem do olhar
 
AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃOAVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO
 
Educando o olhar
Educando o olharEducando o olhar
Educando o olhar
 
Avaliação.doc
Avaliação.docAvaliação.doc
Avaliação.doc
 
Avaliação ppt
Avaliação pptAvaliação ppt
Avaliação ppt
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!
Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!
Seminário: Por uma prática docente critica e construtiva!
 
Abordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagem
Abordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagemAbordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagem
Abordagem crítica e construtiva da avaliação da aprendizagem
 
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de AulaATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
 
EM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃO
EM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃOEM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃO
EM BUSCA DE ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A AVALIAÇÃO
 
Formas De Avaliação
Formas De AvaliaçãoFormas De Avaliação
Formas De Avaliação
 
A Escuta da Voz das Crianças
A Escuta da Voz das CriançasA Escuta da Voz das Crianças
A Escuta da Voz das Crianças
 
Of mul 042_13
Of mul 042_13Of mul 042_13
Of mul 042_13
 
Atividade Exclusao Social
Atividade   Exclusao SocialAtividade   Exclusao Social
Atividade Exclusao Social
 
Texto vasconcelos
Texto vasconcelosTexto vasconcelos
Texto vasconcelos
 
Como desenvolver um Olhar Fotográfico
Como desenvolver um Olhar FotográficoComo desenvolver um Olhar Fotográfico
Como desenvolver um Olhar Fotográfico
 
Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...
Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...
Efetividade da aprendizagem: estratégias, capacitação e desempenho docente e ...
 
O OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVES
O OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVESO OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVES
O OLHAR DO PROFESSOR _ RUBEM ALVES
 
Currículo do Estado de São Paulo
Currículo do Estado de São PauloCurrículo do Estado de São Paulo
Currículo do Estado de São Paulo
 
Convivência democrática inclusão e exclusão social
Convivência democrática inclusão e exclusão socialConvivência democrática inclusão e exclusão social
Convivência democrática inclusão e exclusão social
 

Semelhante a Avaliacao

Avaliação Emancipatória
Avaliação EmancipatóriaAvaliação Emancipatória
Avaliação Emancipatória
luciany-nascimento
 
ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio
ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio FascioApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio
ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio
cefaprotga
 
A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.
A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.
A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.
Josi Kely Andrade
 
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Ivanylde Santos
 
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffmanAvaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Soares Junior
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
solbcf
 
Subsídios para o_replanejamento_2015
Subsídios para o_replanejamento_2015Subsídios para o_replanejamento_2015
Subsídios para o_replanejamento_2015
Jeca Tatu
 
Avaliar para promover
Avaliar para promoverAvaliar para promover
Avaliar para promover
Celi Jandy Moraes Gomes
 
Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar
Reflexões sobre avaliação e fracasso escolarReflexões sobre avaliação e fracasso escolar
Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar
Valdilene Silva
 
02 reflexoes
02 reflexoes02 reflexoes
02 reflexoes
Joao Balbi
 
Slides proinfantil claudia e elaine
Slides proinfantil claudia e elaineSlides proinfantil claudia e elaine
Slides proinfantil claudia e elaine
Educação Infantil
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
Jornalsaomateus
 
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Docência "in loco"
 
Jussara_Hoffmann
Jussara_HoffmannJussara_Hoffmann
Jussara_Hoffmann
Andrea Mariano
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Escola
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Escola
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Escola
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Escola
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Escola
 
PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...
PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...
PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...
Alexandre da Rosa
 

Semelhante a Avaliacao (20)

Avaliação Emancipatória
Avaliação EmancipatóriaAvaliação Emancipatória
Avaliação Emancipatória
 
ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio
ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio FascioApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio
ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio
 
A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.
A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.
A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.
 
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
 
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffmanAvaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Subsídios para o_replanejamento_2015
Subsídios para o_replanejamento_2015Subsídios para o_replanejamento_2015
Subsídios para o_replanejamento_2015
 
Avaliar para promover
Avaliar para promoverAvaliar para promover
Avaliar para promover
 
Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar
Reflexões sobre avaliação e fracasso escolarReflexões sobre avaliação e fracasso escolar
Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar
 
02 reflexoes
02 reflexoes02 reflexoes
02 reflexoes
 
Slides proinfantil claudia e elaine
Slides proinfantil claudia e elaineSlides proinfantil claudia e elaine
Slides proinfantil claudia e elaine
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
 
Jussara_Hoffmann
Jussara_HoffmannJussara_Hoffmann
Jussara_Hoffmann
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
 
PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...
PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...
PROEJA-FIC - Evasão Escolar dos Alunos do Curso PROEJA-FIC da EMEF Leopoldina...
 

Último

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 

Avaliacao

  • 1. Em todas as direções humanas, coloca-se a necessidade de avaliar. Avaliação é um tema transdisciplinar: ultrapassa fronteiras, convida para o diálogo diversas abordagens.  Avalia-se a aprendizagem, as condições físicas e pessoais, a natureza, os comportamentos e desempenhos.  Avalia-se tudo, sob ângulos e critérios diferentes, porque esta é uma questão humana.
  • 2. Na prática escolar hoje... ainda são utilizadas formas padronizadas de instrumentos de avaliação através dos quais os alunos respondem o que foi transmitido pelo professor, reproduzindo os conteúdos, definidos como o certo e o errado. Afirma-se estar sendo avaliado o conhecimento... ... Porém as diversas práticas sociais de avaliação estão fundamentalmente marcadas pela idéia de seleção e não pelo compromisso com o conhecimento.
  • 3. Avaliação – exigências democráticas / exigências pedagógicas Maria Teresa Esteban  É preciso reconstruir o sentido da avaliação. Tanto na escola quanto fora dela, a avaliação se caracteriza por sua potencialidade para orientar a certificação, a classificação e a seleção.
  • 4. Avaliação: face escolar da exclusão social? “Uma sociedade excludente não poderia produzir uma escola includente.” Os processos de avaliação funcionam como um mecanismo de: 1. Seleção dos conhecimentos que serão avaliados: produzidos / socializados. 2. Articulado à globalização que intensifica a competição e reduz o papel do indivíduo – crescente necessidade de conhecimento. “ a presença do erro, mais que do acerto, coloca em discussão a prática pedagógica.”
  • 5.  É fundamental que a avaliação deixe de ser instrumento de classificação, seleção e exclusão social e se torne uma ferramenta para professores comprometidos com a construção coletiva de uma escola de qualidade para todos. A avaliação é um dos maiores entraves ao sucesso escolar. É aí que aparece o processo de discriminação e exclusão onde as vítimas são as crianças das classes populares... são encaminhadas para o fracasso escolar. Denunciam o fracasso da sociedade que produz uma escola incapaz de lidar com a diferença.
  • 6. Os desafios postos pelas múltiplas faces do cotidiano Cotidiano: tempo / espaço em que a vida se realiza Como na canção, “todo o dia ela faz tudo sempre igual...” A percepção do erro se mostra relevante na análise que o professor faz dos seus alunos o que contribui para a definição do processo avaliativo.
  • 7. Novas formas de abordagem e avaliação “A punição é a pior maneira de tentar fazer um aluno crescer.” Thereza Penna Firme
  • 8.  Contrapõe o desejo de liberdade e a alegria de viver aos rígidos códigos de conduta que regem as instituições educacionais mais arcaicas.
  • 9. Professor que muda sua intenção no Celso Vasconcelos ato de avaliar: avaliação justa “Avaliar é localizar necessidades e se comprometer com sua superação.” É conhecer a realidade, é atuar sobre ela, enfrentá-la, desvendá-la, refletir e intervir, de modo que desse movimento decorram ações que a modifiquem.
  • 10. Que aluno sou capaz de enxergar? ... e cer o nh ávido por descobrir rativo rc solidário c oope po j oso ético d ese ur ioso c tu oso ú nico ir i e sp o estético a fetiv pa r tic ipa tiv z o pic a p ers cheio de sonhos
  • 11. ...reconhecer o “ritmo” de cada um, as diferenças individuais, seus desejos e necessidades “Ao definir suas propostas pedagógicas as escolas deverão explicitar o reconhecimento das identidade pessoal de alunos...”PCN
  • 12. Intencionalidade: palavra-chave da avaliação De nada adianta mudar ferramentas, se o professor continuar classificando os alunos em bons e maus. Os alunos precisam ser avaliados global e qualitativamente. ... retomando objetivos
  • 13.  Com a mudança no mercado de trabalho e o avanço da consciência crítica dos educadores, é preciso quebrar a lógica de 10 mil anos de avaliação excludente.  Se sonhamos com uma sociedade onde todos tenham voz ativa, então é preciso modificar tudo.  Não dá para discutir avaliação se não discutir antes que pessoa se quer formar.  É preciso rever conceitos, repensar práticas de aula,  replanejar e/ou buscar alternativas.
  • 14. o la e sc a da ssol a bú ã o: li aç A va ... deve apontar caminhos para que professores, alunos e pais superem problemas de aprendizagem Avaliar é um ato de medir para se tomar decisão, que deve partir da mudança do professor, de sua maneira de agir.
  • 15. A avaliação deve sinalizar o progresso do aluno Caso contrário, o professor precisa modificar o curso de seu barco. Todo aluno tem condição de aprender. Telma
  • 16. Bibliografia Avaliação Ribeiro, Lucie Carrilho; "Avaliação da aprendizagem", Texto Editora, 1989 Carrasco, José Fernando, "Como avaliar a aprendizagem", Edições Clube do Professor, Portugal 1989 http://www.uol.com.br/novaescola/ed/138_dez00/html/hadji.doc. A Bússola da Escola-Jornal Escola Agora Jan/Fev/00- http://www.educacao.sp.gov.br/secretaria/orgaos/cenp/pec/emfoco.htm Entrevista > Celso dos Santos Vasconcelos PCNs – Introdução – vol I