SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Eletroeletrônica
Aplicada
GIGLLIARA SEGANTINI DE MENEZES
E N G E N H E I R A D E P R O D U Ç Ã O – U F E S
T É C N I C A E M E L E T R O T É C N I C A – I F E S
INSTITUTO FEDERAL
ESPÍRITO SANTO Agosto de 2016
Relatório 2 – 3 pessoas
Tema:
1. Curto-circuito, Fusíveis e disjuntores
 Tipos
 Características
 Funcionamento
 Aplicações
 Sortear quem vai apresentar
 Valor: 5 pontos
 A nota do grupo será a nota da pessoa que apresentou
Associação de resistores
A corrente elétrica que entra na residência se subdivide para alimentar vários aparelhos, que
podem funcionar simultaneamente: lâmpadas, geladeiras, chuveiros, televisores, computador...
Em um circuito é possível organizar conjuntos de resistores interligados, chamada associação
de resistores. O comportamento desta associação varia conforme a ligação entre os resistores,
sendo seus possíveis tipos: em série, em paralelo e mista.
Associação de resistores em série
Os resistores são ligados de tal forma que a corrente que percorre cada um deles é a mesma que
percorre os restantes.
R1 R2 R3
𝑉1 = 𝑅1. 𝐼
𝑉2 = 𝑅2. 𝐼
𝑉3 = 𝑅3. 𝐼
𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝑉1 + 𝑉2 + 𝑉3 𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝑅1. 𝐼 + 𝑅2. 𝐼 + 𝑅3. 𝐼
𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝐼 𝑅1 + 𝑅2 + 𝑅3
𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝐼. 𝑅𝑒𝑞𝑢𝑖𝑣𝑎𝑙𝑒𝑛𝑡𝑒
Requiv
Associação de resistores em série
Exercício
Considerando-se o circuito elétrico da figura (a) abaixo. É correto afirmar que o gráfico da figura
(b) representa corretamente as variações no potencial elétrico em cada parte do circuito
equivalente.
Exercício
2- Estando a chave C aberta, qual é a corrente do circuito?
3- Estando a Chave C fechada, qual é a corrente do circuito?
R1= 4
R2=6
32V
C
Associação de resistores em paralelo
Os resistores são ligados de tal forma que sendo submetidos à mesma tensão a sua intensidade
varia conforme as características de cada um.
Nesse caso, as lâmpadas estão submetidas à mesma diferença de potencial.
Associação de resistores em paralelo
𝑖 = 𝑖1 + 𝑖2 + 𝑖3
𝑖1 =
𝑉𝑎𝑏
𝑅1
𝑖2 =
𝑉𝑎𝑏
𝑅2
𝑖3 =
𝑉𝑎𝑏
𝑅3Requiv
i = Vab /Requiv
𝑉𝑎𝑏
𝑅𝑒𝑞𝑢𝑖𝑣
=
𝑉𝑎𝑏
𝑅1
+
𝑉𝑎𝑏
𝑅2
+
𝑉𝑎𝑏
𝑅3
1
𝑅𝑒𝑞𝑢𝑖𝑣
=
1
𝑅1
+
1
𝑅2
+
1
𝑅3
Exercício
Considere a associação de resistores em paralelo da figura
a seguir:
Esquema representando uma associação de resistores em
paralelo
Determine:
a) A resistência equivalente no circuito;
R: Req = 4 Ω
b) A ddp em cada resistor;
R: 120V em cada um
c) A corrente elétrica em cada resistor;
R: 120/Rn
d) A corrente elétrica total.
R: Soma da letra c
Associação de 2 resistores em paralelo
Atalho para o cálculo da resistência equivalente em associações em paralelo:
Associação de n resistores iguais em paralelo
Associação de 2 resistores diferentes em paralelo
Duas regrinhas interessantes para lembrar,
que ajudam a verificar o resultado obtido.
Numa associação em série, a resistência
equivalente é maior do que a maior
resistência presente no circuito.
Numa associação em paralelo, a resistência
equivalente é menor do que a menor
resistência presente no circuito.
Vantagens da associação em paralelo
Exercício
(UECE 88.2) A figura representa um circuito elétrico com duas lâmpadas L1 e L2, iguais e ligadas
em paralelo. A resistência de cada lâmpada é de 10 ohms, a diferença de potencial entre os
pontos A e B vale 3 volts e o fusível F suporta uma corrente máxima de 0,8 ampères. Colocando-
se uma terceira lâmpada, igual às anteriores, em paralelo com as demais:
a) haverá alteração na d.d.p. entre A e B.
b) passará mais correntes nas lâmpadas L1 e L2.
c) a resistência equivalente das lâmpadas aumentará.
d) o fusível queimará.
Pedro!
(UECE 86.1) Na figura abaixo, o potencial do ponto B é igual ao potencial do ponto D. A
intensidade de corrente que entra no circuito através do ponto A é i = 3 A. A resistência R1 = 40
Ω, R2 = 10 Ω e R3 = 5 Ω. Nestas condições, a potência dissipada na resistência R4, vale:
a) 40 W b) 180 W c) 20 W d) 80 W
I. Como VA = VB, então: R1.R3 = R2.R4 → 40.5 = 10.R4 → R4 = 20 Ω.
II. U1 = U2 → 50.i1 = 25.i2 → i2 = 2.i1, logo i2 = 2 A e i1 = 1 A.
III. P4 = R4.i2
2 = 20.22 = 20.4 = 80 W.
Associação Mista
1-Calcule a resistência equivalente vista, no circuito abaixo, entre os pontos A e B.
7,5V
Exercício
(ITA-SP) Determine a intensidade da corrente que atravessa o resistor R2 da figura quando a
tensão entre os pontos A e B for igual a V e as resistências R1; R2 e R3 forem iguais a R
a) V/R b) V/3R c) 3V/R d) 2V/3R
e) nenhuma das anteriores
Exercício
(Mackenzie-SP) Entre os pontos A e B do trecho do circuito elétrico abaixo, a ddp é 80 V. A
potência dissipada pelo resistor de resistência 4 ohms é:
R: 36 W
Exercício
Circuitos elétricos especiais
1. Redesenhando o circuito
1. Requivalente?
2. R1=12Ω
3. R2= 6Ω
4. R3= 2Ω
A C B R: 6
Exercício
19V
Transformações delta-estrela (DY) ou
estrela-delta (YD)
As técnicas estudadas até agora permitem resolver a grande maioria dos casos de associação de
resistores. Existem algumas situações, porém, em que a determinação da resistência
equivalente não é possível com os recursos conhecidos. É o caso do circuito misto da figura
abaixo. Sugere-se que o leitor tente calcular a resistência equivalente entre os pontos A e B, a
fim de compreender a dificuldade da situação.
Nesse circuito, não é possível encontrar nenhum par de resistores associados em série nem em
paralelo. Tais casos podem ser resolvidos utilizando as transformações delta-estrela (DY) ou
estrela-delta (YD).
Transformação (DY)
São conhecidas as resistências do triângulo (delta)
formado pelos resistores R1, R2, R3, com vértices nos
nós A, B e C, indicados na figura “a”.
Na ligação equivalente em estrela, surge um quarto
ponto (D, central). Cada resistência na estrela é a
ligação desse ponto com o vértice respectivo no
triângulo.
Serão determinadas as resistências da estrela
equivalente, formada pelos resistores RA, RB, RC,
mostrados na figura “b”.
Transformações
Exercício
1. Calcule a resistência equivalente entre os pontos A e B do circuito da figura 2.36 (idêntico ao
da figura abaixo:
Exercício
Exercício
Ponte de Wheatstone
Referências
Básica
ANTONIO PERTENCE JR. Eletrônica analógica: amplificadores operacionais e filtros ativos - 6ª
edição
Complementar
MIKE TOOLEY. Circuitos Eletrônicos: Fundamentos e Aplicações. Elsevier, São Paulo 2006.
MARCELO WENDLING. Amplificadores Operacionais. Disponível em<
netsoft.inf.br/aulas/4_EAC_Eletronica_Basica/3__Amplificador_Operacional.pdf>

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1. manual previsao cargas 5410
1. manual previsao cargas 54101. manual previsao cargas 5410
1. manual previsao cargas 5410RobsonBernardino1
 
NR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdf
NR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdfNR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdf
NR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdfEduardoRobertodeCicc
 
Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e TelecomunicaçõesAulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e TelecomunicaçõesJocelma Rios
 
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosE cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosAndré Felipe
 
Relês de proteção
Relês de proteçãoRelês de proteção
Relês de proteçãoFabio Souza
 
005 previsão de cargas
005 previsão de cargas005 previsão de cargas
005 previsão de cargaskrigues
 
Aula 02 conhecendo o multímetro analógico(1)
Aula 02   conhecendo o multímetro analógico(1)Aula 02   conhecendo o multímetro analógico(1)
Aula 02 conhecendo o multímetro analógico(1)Roziane Rebouças
 
66919261 analise-de-circuito-i
66919261 analise-de-circuito-i66919261 analise-de-circuito-i
66919261 analise-de-circuito-iHernandes Pereira
 
Quadro de previsão de cargas
Quadro de previsão de cargasQuadro de previsão de cargas
Quadro de previsão de cargasPaisdaniel
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iJeziel Rodrigues
 
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraesComo fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraesSala da Elétrica
 
Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas victorlss
 

Mais procurados (20)

1. manual previsao cargas 5410
1. manual previsao cargas 54101. manual previsao cargas 5410
1. manual previsao cargas 5410
 
Dimensionamento de Eletrodutos
Dimensionamento de EletrodutosDimensionamento de Eletrodutos
Dimensionamento de Eletrodutos
 
NR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdf
NR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdfNR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdf
NR10_Medidas_Controle_de_Risco.pdf
 
Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e TelecomunicaçõesAulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
 
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosE cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Relês de proteção
Relês de proteçãoRelês de proteção
Relês de proteção
 
Tudo sobre relés
Tudo sobre relésTudo sobre relés
Tudo sobre relés
 
Tipos de Servidores
Tipos de ServidoresTipos de Servidores
Tipos de Servidores
 
005 previsão de cargas
005 previsão de cargas005 previsão de cargas
005 previsão de cargas
 
Aula 02 conhecendo o multímetro analógico(1)
Aula 02   conhecendo o multímetro analógico(1)Aula 02   conhecendo o multímetro analógico(1)
Aula 02 conhecendo o multímetro analógico(1)
 
66919261 analise-de-circuito-i
66919261 analise-de-circuito-i66919261 analise-de-circuito-i
66919261 analise-de-circuito-i
 
Quadro de previsão de cargas
Quadro de previsão de cargasQuadro de previsão de cargas
Quadro de previsão de cargas
 
Exercicio método lumens
Exercicio método lumensExercicio método lumens
Exercicio método lumens
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
 
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraesComo fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
 
Laudo resistencia aterramento suzano
Laudo resistencia  aterramento suzanoLaudo resistencia  aterramento suzano
Laudo resistencia aterramento suzano
 
Aula disjuntor
Aula disjuntorAula disjuntor
Aula disjuntor
 
Apostila ele505 medidas eletricas
Apostila ele505   medidas eletricasApostila ele505   medidas eletricas
Apostila ele505 medidas eletricas
 
Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas
 

Destaque

Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]
Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]
Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]Thabatta Araújo
 
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]atitudeeditorial
 
05 Dias para a Gestão de Automação
05 Dias para a Gestão de Automação05 Dias para a Gestão de Automação
05 Dias para a Gestão de Automaçãoeduardovieira
 
Fast track - Curso de Arduíno - Aldeia Coworking
Fast track - Curso de Arduíno - Aldeia CoworkingFast track - Curso de Arduíno - Aldeia Coworking
Fast track - Curso de Arduíno - Aldeia CoworkingAldeia Coworking
 
Aula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveis
Aula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveisAula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveis
Aula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveisSchields
 
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]atitudeeditorial
 
Metodología de la enseñanza
Metodología de la enseñanzaMetodología de la enseñanza
Metodología de la enseñanzaGerardo Perez
 
Apostila acionamentos eletricos 2016
Apostila acionamentos eletricos 2016Apostila acionamentos eletricos 2016
Apostila acionamentos eletricos 2016reginaseliai
 
Apostila comandos eletricos
Apostila comandos eletricosApostila comandos eletricos
Apostila comandos eletricosKatia Ribeiro
 
Mapas Conceptuales y Mapas Mentales
Mapas Conceptuales y Mapas MentalesMapas Conceptuales y Mapas Mentales
Mapas Conceptuales y Mapas Mentalesjuliantorres0691
 
Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa
Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa
Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa Ana Edna Gonzalez Mendiola
 
Sistema de alimentacao
Sistema de alimentacaoSistema de alimentacao
Sistema de alimentacaoVMarochi
 

Destaque (20)

Amplificadores operacionais
Amplificadores operacionaisAmplificadores operacionais
Amplificadores operacionais
 
Aula 1 - Eletroeletrônica
Aula 1 -   EletroeletrônicaAula 1 -   Eletroeletrônica
Aula 1 - Eletroeletrônica
 
Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]
Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]
Metodo das malhas delta estrela [modo de compatibilidade]
 
3 leis basicas-cir
3 leis basicas-cir3 leis basicas-cir
3 leis basicas-cir
 
Aop
AopAop
Aop
 
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 89]
 
05 Dias para a Gestão de Automação
05 Dias para a Gestão de Automação05 Dias para a Gestão de Automação
05 Dias para a Gestão de Automação
 
Fast track - Curso de Arduíno - Aldeia Coworking
Fast track - Curso de Arduíno - Aldeia CoworkingFast track - Curso de Arduíno - Aldeia Coworking
Fast track - Curso de Arduíno - Aldeia Coworking
 
Aula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveis
Aula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveisAula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveis
Aula 4 acionamentos_eletricos_h7_fusiveis
 
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]
Pesquisa Dispositivos Elétricos [Revista O Setor Elétrico - Edição 65]
 
Metodología de la enseñanza
Metodología de la enseñanzaMetodología de la enseñanza
Metodología de la enseñanza
 
Apostila acionamentos eletricos 2016
Apostila acionamentos eletricos 2016Apostila acionamentos eletricos 2016
Apostila acionamentos eletricos 2016
 
Apostila comandos eletricos
Apostila comandos eletricosApostila comandos eletricos
Apostila comandos eletricos
 
Curso dact
Curso dactCurso dact
Curso dact
 
Eletroeletrônica
EletroeletrônicaEletroeletrônica
Eletroeletrônica
 
Mapas Conceptuales y Mapas Mentales
Mapas Conceptuales y Mapas MentalesMapas Conceptuales y Mapas Mentales
Mapas Conceptuales y Mapas Mentales
 
2. Amplificadores Operacionais e Aplicações
2. Amplificadores Operacionais e Aplicações2. Amplificadores Operacionais e Aplicações
2. Amplificadores Operacionais e Aplicações
 
El Foro
El ForoEl Foro
El Foro
 
Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa
Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa
Elaborar mapas conceptuales para la lectura valorativa
 
Sistema de alimentacao
Sistema de alimentacaoSistema de alimentacao
Sistema de alimentacao
 

Semelhante a Aula 3 eletroeletrônica

exercicios de electricidade
exercicios de electricidadeexercicios de electricidade
exercicios de electricidadepinhata
 
Laboratório virtual eletrodinâmica
Laboratório virtual eletrodinâmicaLaboratório virtual eletrodinâmica
Laboratório virtual eletrodinâmicaVictor Said
 
Física 3º ano ensino médio associação de resistores
Física 3º ano ensino médio   associação de resistoresFísica 3º ano ensino médio   associação de resistores
Física 3º ano ensino médio associação de resistoresTiago Gomes da Silva
 
Fisica exercicios receptores eletricos.
Fisica exercicios receptores eletricos.Fisica exercicios receptores eletricos.
Fisica exercicios receptores eletricos.comentada
 
Lista de física 3ºano 2º 11
Lista de física 3ºano 2º 11Lista de física 3ºano 2º 11
Lista de física 3ºano 2º 11claudiabr07
 
Lista de exercícios 3o ano
Lista de exercícios 3o anoLista de exercícios 3o ano
Lista de exercícios 3o anoacaraufisica
 
Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2resolvidos
 
Questões Corrigidas, em Word: Medidores Elétricos - Conteúdo vinculado ao b...
Questões Corrigidas, em Word:  Medidores Elétricos  - Conteúdo vinculado ao b...Questões Corrigidas, em Word:  Medidores Elétricos  - Conteúdo vinculado ao b...
Questões Corrigidas, em Word: Medidores Elétricos - Conteúdo vinculado ao b...Rodrigo Penna
 
Associação de resistores 03
Associação de resistores 03Associação de resistores 03
Associação de resistores 03acaraufisica
 
Lista 7 geradores e receptores
Lista 7   geradores e receptoresLista 7   geradores e receptores
Lista 7 geradores e receptoresGustavo Mendonça
 
Associação em paralelo exercícios
Associação em paralelo   exercíciosAssociação em paralelo   exercícios
Associação em paralelo exercíciosFabiana Gonçalves
 
Ap fisica modulo 22 exercicios
Ap fisica modulo 22 exerciciosAp fisica modulo 22 exercicios
Ap fisica modulo 22 exercicioscomentada
 
Lab Circuitos EléTricos Jim
Lab Circuitos EléTricos JimLab Circuitos EléTricos Jim
Lab Circuitos EléTricos JimJim Naturesa
 
Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3rodrigoateneu
 

Semelhante a Aula 3 eletroeletrônica (20)

Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
 
Resistores
Resistores Resistores
Resistores
 
Lista 3 ano
Lista 3 anoLista 3 ano
Lista 3 ano
 
Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
 
Lei de ohm
Lei de ohmLei de ohm
Lei de ohm
 
exercicios de electricidade
exercicios de electricidadeexercicios de electricidade
exercicios de electricidade
 
Laboratório virtual eletrodinâmica
Laboratório virtual eletrodinâmicaLaboratório virtual eletrodinâmica
Laboratório virtual eletrodinâmica
 
Física 3º ano ensino médio associação de resistores
Física 3º ano ensino médio   associação de resistoresFísica 3º ano ensino médio   associação de resistores
Física 3º ano ensino médio associação de resistores
 
Fisica exercicios receptores eletricos.
Fisica exercicios receptores eletricos.Fisica exercicios receptores eletricos.
Fisica exercicios receptores eletricos.
 
Lista de física 3ºano 2º 11
Lista de física 3ºano 2º 11Lista de física 3ºano 2º 11
Lista de física 3ºano 2º 11
 
Lista de exercícios 3o ano
Lista de exercícios 3o anoLista de exercícios 3o ano
Lista de exercícios 3o ano
 
Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2Aposteletrotecnica2
Aposteletrotecnica2
 
Questões Corrigidas, em Word: Medidores Elétricos - Conteúdo vinculado ao b...
Questões Corrigidas, em Word:  Medidores Elétricos  - Conteúdo vinculado ao b...Questões Corrigidas, em Word:  Medidores Elétricos  - Conteúdo vinculado ao b...
Questões Corrigidas, em Word: Medidores Elétricos - Conteúdo vinculado ao b...
 
Eletrodinâmica exercícios
Eletrodinâmica exercíciosEletrodinâmica exercícios
Eletrodinâmica exercícios
 
Associação de resistores 03
Associação de resistores 03Associação de resistores 03
Associação de resistores 03
 
Lista 7 geradores e receptores
Lista 7   geradores e receptoresLista 7   geradores e receptores
Lista 7 geradores e receptores
 
Associação em paralelo exercícios
Associação em paralelo   exercíciosAssociação em paralelo   exercícios
Associação em paralelo exercícios
 
Ap fisica modulo 22 exercicios
Ap fisica modulo 22 exerciciosAp fisica modulo 22 exercicios
Ap fisica modulo 22 exercicios
 
Lab Circuitos EléTricos Jim
Lab Circuitos EléTricos JimLab Circuitos EléTricos Jim
Lab Circuitos EléTricos Jim
 
Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3Lista 20 eletrodinamica 3
Lista 20 eletrodinamica 3
 

Último

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 

Último (20)

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 

Aula 3 eletroeletrônica

  • 1. Eletroeletrônica Aplicada GIGLLIARA SEGANTINI DE MENEZES E N G E N H E I R A D E P R O D U Ç Ã O – U F E S T É C N I C A E M E L E T R O T É C N I C A – I F E S INSTITUTO FEDERAL ESPÍRITO SANTO Agosto de 2016
  • 2. Relatório 2 – 3 pessoas Tema: 1. Curto-circuito, Fusíveis e disjuntores  Tipos  Características  Funcionamento  Aplicações  Sortear quem vai apresentar  Valor: 5 pontos  A nota do grupo será a nota da pessoa que apresentou
  • 3. Associação de resistores A corrente elétrica que entra na residência se subdivide para alimentar vários aparelhos, que podem funcionar simultaneamente: lâmpadas, geladeiras, chuveiros, televisores, computador... Em um circuito é possível organizar conjuntos de resistores interligados, chamada associação de resistores. O comportamento desta associação varia conforme a ligação entre os resistores, sendo seus possíveis tipos: em série, em paralelo e mista.
  • 4. Associação de resistores em série Os resistores são ligados de tal forma que a corrente que percorre cada um deles é a mesma que percorre os restantes. R1 R2 R3 𝑉1 = 𝑅1. 𝐼 𝑉2 = 𝑅2. 𝐼 𝑉3 = 𝑅3. 𝐼 𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝑉1 + 𝑉2 + 𝑉3 𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝑅1. 𝐼 + 𝑅2. 𝐼 + 𝑅3. 𝐼 𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝐼 𝑅1 + 𝑅2 + 𝑅3 𝑉𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 = 𝐼. 𝑅𝑒𝑞𝑢𝑖𝑣𝑎𝑙𝑒𝑛𝑡𝑒 Requiv
  • 6.
  • 7. Exercício Considerando-se o circuito elétrico da figura (a) abaixo. É correto afirmar que o gráfico da figura (b) representa corretamente as variações no potencial elétrico em cada parte do circuito equivalente.
  • 8. Exercício 2- Estando a chave C aberta, qual é a corrente do circuito? 3- Estando a Chave C fechada, qual é a corrente do circuito? R1= 4 R2=6 32V C
  • 9. Associação de resistores em paralelo Os resistores são ligados de tal forma que sendo submetidos à mesma tensão a sua intensidade varia conforme as características de cada um. Nesse caso, as lâmpadas estão submetidas à mesma diferença de potencial.
  • 10. Associação de resistores em paralelo 𝑖 = 𝑖1 + 𝑖2 + 𝑖3 𝑖1 = 𝑉𝑎𝑏 𝑅1 𝑖2 = 𝑉𝑎𝑏 𝑅2 𝑖3 = 𝑉𝑎𝑏 𝑅3Requiv i = Vab /Requiv 𝑉𝑎𝑏 𝑅𝑒𝑞𝑢𝑖𝑣 = 𝑉𝑎𝑏 𝑅1 + 𝑉𝑎𝑏 𝑅2 + 𝑉𝑎𝑏 𝑅3 1 𝑅𝑒𝑞𝑢𝑖𝑣 = 1 𝑅1 + 1 𝑅2 + 1 𝑅3
  • 11. Exercício Considere a associação de resistores em paralelo da figura a seguir: Esquema representando uma associação de resistores em paralelo Determine: a) A resistência equivalente no circuito; R: Req = 4 Ω b) A ddp em cada resistor; R: 120V em cada um c) A corrente elétrica em cada resistor; R: 120/Rn d) A corrente elétrica total. R: Soma da letra c
  • 12.
  • 13. Associação de 2 resistores em paralelo Atalho para o cálculo da resistência equivalente em associações em paralelo: Associação de n resistores iguais em paralelo Associação de 2 resistores diferentes em paralelo Duas regrinhas interessantes para lembrar, que ajudam a verificar o resultado obtido. Numa associação em série, a resistência equivalente é maior do que a maior resistência presente no circuito. Numa associação em paralelo, a resistência equivalente é menor do que a menor resistência presente no circuito.
  • 15. Exercício (UECE 88.2) A figura representa um circuito elétrico com duas lâmpadas L1 e L2, iguais e ligadas em paralelo. A resistência de cada lâmpada é de 10 ohms, a diferença de potencial entre os pontos A e B vale 3 volts e o fusível F suporta uma corrente máxima de 0,8 ampères. Colocando- se uma terceira lâmpada, igual às anteriores, em paralelo com as demais: a) haverá alteração na d.d.p. entre A e B. b) passará mais correntes nas lâmpadas L1 e L2. c) a resistência equivalente das lâmpadas aumentará. d) o fusível queimará.
  • 16. Pedro! (UECE 86.1) Na figura abaixo, o potencial do ponto B é igual ao potencial do ponto D. A intensidade de corrente que entra no circuito através do ponto A é i = 3 A. A resistência R1 = 40 Ω, R2 = 10 Ω e R3 = 5 Ω. Nestas condições, a potência dissipada na resistência R4, vale: a) 40 W b) 180 W c) 20 W d) 80 W I. Como VA = VB, então: R1.R3 = R2.R4 → 40.5 = 10.R4 → R4 = 20 Ω. II. U1 = U2 → 50.i1 = 25.i2 → i2 = 2.i1, logo i2 = 2 A e i1 = 1 A. III. P4 = R4.i2 2 = 20.22 = 20.4 = 80 W.
  • 17. Associação Mista 1-Calcule a resistência equivalente vista, no circuito abaixo, entre os pontos A e B.
  • 18. 7,5V
  • 19. Exercício (ITA-SP) Determine a intensidade da corrente que atravessa o resistor R2 da figura quando a tensão entre os pontos A e B for igual a V e as resistências R1; R2 e R3 forem iguais a R a) V/R b) V/3R c) 3V/R d) 2V/3R e) nenhuma das anteriores
  • 20. Exercício (Mackenzie-SP) Entre os pontos A e B do trecho do circuito elétrico abaixo, a ddp é 80 V. A potência dissipada pelo resistor de resistência 4 ohms é: R: 36 W
  • 21.
  • 22.
  • 24. Circuitos elétricos especiais 1. Redesenhando o circuito 1. Requivalente? 2. R1=12Ω 3. R2= 6Ω 4. R3= 2Ω A C B R: 6
  • 26. Transformações delta-estrela (DY) ou estrela-delta (YD) As técnicas estudadas até agora permitem resolver a grande maioria dos casos de associação de resistores. Existem algumas situações, porém, em que a determinação da resistência equivalente não é possível com os recursos conhecidos. É o caso do circuito misto da figura abaixo. Sugere-se que o leitor tente calcular a resistência equivalente entre os pontos A e B, a fim de compreender a dificuldade da situação. Nesse circuito, não é possível encontrar nenhum par de resistores associados em série nem em paralelo. Tais casos podem ser resolvidos utilizando as transformações delta-estrela (DY) ou estrela-delta (YD).
  • 27. Transformação (DY) São conhecidas as resistências do triângulo (delta) formado pelos resistores R1, R2, R3, com vértices nos nós A, B e C, indicados na figura “a”. Na ligação equivalente em estrela, surge um quarto ponto (D, central). Cada resistência na estrela é a ligação desse ponto com o vértice respectivo no triângulo. Serão determinadas as resistências da estrela equivalente, formada pelos resistores RA, RB, RC, mostrados na figura “b”.
  • 29. Exercício 1. Calcule a resistência equivalente entre os pontos A e B do circuito da figura 2.36 (idêntico ao da figura abaixo:
  • 33.
  • 34. Referências Básica ANTONIO PERTENCE JR. Eletrônica analógica: amplificadores operacionais e filtros ativos - 6ª edição Complementar MIKE TOOLEY. Circuitos Eletrônicos: Fundamentos e Aplicações. Elsevier, São Paulo 2006. MARCELO WENDLING. Amplificadores Operacionais. Disponível em< netsoft.inf.br/aulas/4_EAC_Eletronica_Basica/3__Amplificador_Operacional.pdf>