SlideShare uma empresa Scribd logo
Eng. Eletricista Éverton N. Queiroz
4-Demanda de Energia de uma Instalação Elétrica
Demanda de Energia Elétrica
4.1Introdução
Demanda de Energia Elétrica
4.2 Definições Fundamentais
Demanda de Energia Elétrica
4.2 Definições Fundamentais
Demanda de Energia Elétrica
4.2 Definições Fundamentais
Demanda de Energia Elétrica
4.3 Cálculo do Fator de Demanda
Demanda de Energia Elétrica
4.3 Cálculo do Fator de Demanda
Demanda de Energia Elétrica
4.3 Cálculo do Fator de Demanda
4.3.2 Curva Diária de Demanda
4.3.2 Curva Diária de Demanda
4.3.3 Critérios para a Determinação
do Fator de Demanda
4.4 Cálculo da Demanda para Residências
Individuais
4.4 Cálculo da Demanda para Residências Individuais
Exemplo
4.4 Cálculo da Demanda para Residências Individuais
Observações
Uso Coletivo (Considerações
Preliminares)
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Demanda Total do Edifício
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Demanda dos Apartamentos
A demanda correspondente aos apartamentos é feita pelo produto do fator
para diversificação de carga em função do número de apartamentos,
TABELA 4.3, pelo valor da demanda do apartamento em função da área,
TABELA 4.2
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Tabela 4.2-Demanda de Ap. em Função da Área Útil-F2
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Tabela 4.3-Fatores de Diversidade em Função do
Número de Apartamentos do Edifício -F3-
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Fator de Diversidade
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Área Útil do Consumidor
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Demanda do Condomínio
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Tabela 4.4-Demanda de Motores Trifásicos (kVA) em Função da
Quantidade de Motores Existentes na Edificação –M-
4.5.4 Cálculo da Demanda de Edifícios de Uso Coletivo
Tabela 4.5-Demanda de Motores Monofásicos (kVA) em Função
da Quantidade de Motores Existentes na Edificação - M -
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
Continuação
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
Continuação
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 1-Edifício Tipo Flat
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
Continuação
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos
Continuação
4.5.5 Exemplos de Cálculo de Demanda
Exemplo 2 - Edifício Residencial de Apartamentos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio beco
Estruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio becoEstruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio beco
Estruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio becoJonatas Ramos
 
Projeto exemplo - instalação elétrica residencial e predial
Projeto exemplo - instalação elétrica residencial e predialProjeto exemplo - instalação elétrica residencial e predial
Projeto exemplo - instalação elétrica residencial e predialRICARDO TAMIETTI
 
Dimensionamento de condutores elétricos em bt
Dimensionamento de condutores elétricos em btDimensionamento de condutores elétricos em bt
Dimensionamento de condutores elétricos em btGerson Roberto da Silva
 
Tabela com conversão de códigos de diodos tipo zener
Tabela com conversão de códigos de diodos tipo zenerTabela com conversão de códigos de diodos tipo zener
Tabela com conversão de códigos de diodos tipo zenerGravatá Eletrônica
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iJeziel Rodrigues
 
6.05 _dimensionamento
6.05  _dimensionamento6.05  _dimensionamento
6.05 _dimensionamentoWilson Heck
 
Porque raiz 3 nos circuitos trifasicos
Porque raiz 3 nos circuitos trifasicosPorque raiz 3 nos circuitos trifasicos
Porque raiz 3 nos circuitos trifasicosAlex Davoglio
 
Instalações elétricas prática - SENAI
Instalações elétricas   prática - SENAIInstalações elétricas   prática - SENAI
Instalações elétricas prática - SENAILeonardo Chaves
 
Dicas instalações elétricas prediais - residenciais
Dicas   instalações elétricas prediais - residenciaisDicas   instalações elétricas prediais - residenciais
Dicas instalações elétricas prediais - residenciaisFermi Xalegre
 
Lição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
Lição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICASLição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
Lição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICASFiliphe Amorim
 
E cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamento
E cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamentoE cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamento
E cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamentoAndré Felipe
 
005 previsão de cargas
005 previsão de cargas005 previsão de cargas
005 previsão de cargaskrigues
 
Tensão de fase
Tensão de faseTensão de fase
Tensão de faseMA RI
 
eletricidade
eletricidadeeletricidade
eletricidadeCris Ctc
 
Instalações prediais 2015 carlos eduardov3
Instalações prediais 2015 carlos eduardov3Instalações prediais 2015 carlos eduardov3
Instalações prediais 2015 carlos eduardov3Carlos Melo
 

Mais procurados (20)

Estruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio beco
Estruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio becoEstruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio beco
Estruturas de sustentação dos alimentadores n1 n2-n3-n4 e meio beco
 
Projeto exemplo - instalação elétrica residencial e predial
Projeto exemplo - instalação elétrica residencial e predialProjeto exemplo - instalação elétrica residencial e predial
Projeto exemplo - instalação elétrica residencial e predial
 
Dimensionamento de Eletrodutos
Dimensionamento de EletrodutosDimensionamento de Eletrodutos
Dimensionamento de Eletrodutos
 
Dimensionamento de condutores elétricos em bt
Dimensionamento de condutores elétricos em btDimensionamento de condutores elétricos em bt
Dimensionamento de condutores elétricos em bt
 
Tabela com conversão de códigos de diodos tipo zener
Tabela com conversão de códigos de diodos tipo zenerTabela com conversão de códigos de diodos tipo zener
Tabela com conversão de códigos de diodos tipo zener
 
Apostila ele505 medidas eletricas
Apostila ele505   medidas eletricasApostila ele505   medidas eletricas
Apostila ele505 medidas eletricas
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
 
6.05 _dimensionamento
6.05  _dimensionamento6.05  _dimensionamento
6.05 _dimensionamento
 
Porque raiz 3 nos circuitos trifasicos
Porque raiz 3 nos circuitos trifasicosPorque raiz 3 nos circuitos trifasicos
Porque raiz 3 nos circuitos trifasicos
 
Instalações elétricas prática - SENAI
Instalações elétricas   prática - SENAIInstalações elétricas   prática - SENAI
Instalações elétricas prática - SENAI
 
Guia do eletricista
Guia do eletricistaGuia do eletricista
Guia do eletricista
 
Dicas instalações elétricas prediais - residenciais
Dicas   instalações elétricas prediais - residenciaisDicas   instalações elétricas prediais - residenciais
Dicas instalações elétricas prediais - residenciais
 
Lição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
Lição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICASLição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
Lição 01 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
 
Calculo potencia trifasica
Calculo potencia trifasicaCalculo potencia trifasica
Calculo potencia trifasica
 
E cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamento
E cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamentoE cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamento
E cap 6- fornecimento de energia- padrão e dimensionamento
 
005 previsão de cargas
005 previsão de cargas005 previsão de cargas
005 previsão de cargas
 
Tensão de fase
Tensão de faseTensão de fase
Tensão de fase
 
eletricidade
eletricidadeeletricidade
eletricidade
 
Instalações prediais 2015 carlos eduardov3
Instalações prediais 2015 carlos eduardov3Instalações prediais 2015 carlos eduardov3
Instalações prediais 2015 carlos eduardov3
 
Aterramento elétrico
Aterramento elétricoAterramento elétrico
Aterramento elétrico
 

Mais de André Felipe

E cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentes
E cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentesE cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentes
E cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentesAndré Felipe
 
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosE cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosAndré Felipe
 
E cap 7- dimensionamento de condutores elétricos
E cap 7- dimensionamento de condutores elétricosE cap 7- dimensionamento de condutores elétricos
E cap 7- dimensionamento de condutores elétricosAndré Felipe
 
E cap 5- divisão da instalação em circuitos
E cap 5- divisão da instalação em circuitosE cap 5- divisão da instalação em circuitos
E cap 5- divisão da instalação em circuitosAndré Felipe
 
E cap 3- previsão de cargas da instalação elétrica
E cap 3- previsão de cargas da instalação elétricaE cap 3- previsão de cargas da instalação elétrica
E cap 3- previsão de cargas da instalação elétricaAndré Felipe
 
E cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidade
E cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidadeE cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidade
E cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidadeAndré Felipe
 
E cap 2- projeto de instalações elétricas
E cap 2- projeto de instalações elétricasE cap 2- projeto de instalações elétricas
E cap 2- projeto de instalações elétricasAndré Felipe
 
O estado preocupante do saneamento no Rio de Janeiro
O estado preocupante do saneamento no Rio de JaneiroO estado preocupante do saneamento no Rio de Janeiro
O estado preocupante do saneamento no Rio de JaneiroAndré Felipe
 

Mais de André Felipe (8)

E cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentes
E cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentesE cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentes
E cap 9- dispositivos de proteção contra sobrecorrentes
 
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosE cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
 
E cap 7- dimensionamento de condutores elétricos
E cap 7- dimensionamento de condutores elétricosE cap 7- dimensionamento de condutores elétricos
E cap 7- dimensionamento de condutores elétricos
 
E cap 5- divisão da instalação em circuitos
E cap 5- divisão da instalação em circuitosE cap 5- divisão da instalação em circuitos
E cap 5- divisão da instalação em circuitos
 
E cap 3- previsão de cargas da instalação elétrica
E cap 3- previsão de cargas da instalação elétricaE cap 3- previsão de cargas da instalação elétrica
E cap 3- previsão de cargas da instalação elétrica
 
E cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidade
E cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidadeE cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidade
E cap 1- projeto-conceitos, atribuições e responsabilidade
 
E cap 2- projeto de instalações elétricas
E cap 2- projeto de instalações elétricasE cap 2- projeto de instalações elétricas
E cap 2- projeto de instalações elétricas
 
O estado preocupante do saneamento no Rio de Janeiro
O estado preocupante do saneamento no Rio de JaneiroO estado preocupante do saneamento no Rio de Janeiro
O estado preocupante do saneamento no Rio de Janeiro
 

Último

AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...Consultoria Acadêmica
 
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...JairGaldino4
 
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VFST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VFmarketing18485
 
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...Consultoria Acadêmica
 
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024Consultoria Acadêmica
 
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdfATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdfColaborar Educacional
 
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdfChecklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdfVandersonOliveira39
 

Último (7)

AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
AE01 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL RELACOES DE CONSUMO E SUSTENTABILI...
 
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
Aula 03 - Gestão da Manutenção - OS e Software de Gerenciamento de Manutenção...
 
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VFST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
ST 2024 Statum Apresentação Comercial - VF
 
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE01 -ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL -COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
 
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
AE02 - MAQUINAS TÉRMICAS UNICESUMAR 52/2024
 
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdfATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
ATIVIDADE 2 - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL - ok.pdf
 
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdfChecklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
Checklist de renovação de AVCB -Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.pdf
 

E cap 4- demanda de energia