SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
António Fernandes nº3
Ricardo Tavares nº 12
Trabalho realizado
por:
Introdução
 Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de
Educação Física.
Foi nos proposto a realização de um trabalho sobre o
atletismo, posto isto, espero não só que o trabalho
concretizado seja apelativo e informativo, como também
que a matéria tratada seja bem explícita e tratada da
melhor forma possível.
Conceito do Atletismo
 O atletismo é considerado como um desporto base,
pois a sua prática reflete os movimentos essenciais do
ser humano, na medida em que ele caminha, corre,
salta e arremessa. Este apresenta-se dividido por três
modalidades: corrida, lançamentos e saltos. De modo
geral, o atletismo é praticado em estádios, com
exceção de algumas corridas de longa distância,
praticadas em vias públicas ou no campo, como a
maratona.
Breve História
 O atletismo é a forma organizada mais antiga
de desporto e é celebrado há mais de mil anos.
As primeiras reuniões organizadas da história
foram os Jogos Olímpicos, iniciados pelos
gregos no ano 776 a.C. Durante muitos anos, o
principal evento olímpico foi o pentatlo, que
compreendia lançamentos de disco, salto de
longitude e luta livre. Outras provas, como as
carreiras de homens com armaduras, fizeram
parte mais tarde do programa.
 Os jogos olímpicos realizavam-se de 4 em 4
anos, em honra de Zeus. Eram disputados
por homens nus e as mulheres não podiam
ver.
Estádio de Atletismo
 Um estádio é concebido de modo a que possam ocorrer
ao mesmo tempo provas de corrida (ou pista), bem
como de saltos e lançamentos (ou campo). As provas de
pista e campo são disputadas em pista de atletismo e
reúnem: corridas rasas, corridas com barreiras ou com
obstáculos. Já as provas de campo englobam saltos,
arremesso e lançamentos. A pista moderna é oval, mede
400 m de perímetro, e possui seis a dez faixas. A
superfície da pista é geralmente de plástico ou borracha,
o que a torna tanto resistente ao tempo como ao atrito.
Modalidades do Atletismo
 O Atletismo é uma modalidade individual, presente nos
Jogos Olímpicos desde a sua primeira edição,
composta por três vertentes:
 Corridas: Velocidade; Barreiras; Resistência; Marcha;
Estafetas
 Saltos: Salto em Altura; Salto em Comprimento; Salto
com Vara; Triplo Salto
 Lançamentos: Lançamento do Dardo; Disco; Martelo;
Peso
Corridas de Velocidade
 As Corridas de Velocidade são
corridas de extensão limitada, cujo
objectivo é correr uma certa
distância respondendo
prontamente a um sinal de partida.
Corrida de Estafetas
 As corridas de estafetas são as únicas provas
de Atletismo disputadas por equipas de 4
elementos. O propósito deste tipo de corridas
é passar um testemunho desde o primeiro ao
último atleta de forma correcta e segura,
executando a sua transmissão interiormente
duma zona estabelecida e perdendo o menor
tempo possível.
Corridas de Barreiras
 As corridas de barreiras são provas de
velocidade cujo objectivo é coordenar, com
máxima velocidade, a prova das barreiras.
Salto em comprimento
 O salto em comprimento baseia-se na
execução de uma corrida activa, seguida de
uma impulsão, atrás da linha de chamada,
procurando saltar o mais distante que
possível, realizando uma queda a pés junto
na caixa de saltos.
Salto em Altura
 O salto em altura baseia-se em atravessar
uma fasquia, apoiada nas extremidades em
dois postes verticais, após se ter feito uma
chamada somente com um pé. A
transposição da fasquia é feita de acordo com
a técnica que utilizarmos e a queda é feita
sobre um colchão.
Salto com Vara
 O salto com vara é do mesmo tipo que o salto
em altura, mas neste salto, o atleta tem o
apoio de uma vara. Em ambos os saltos, há
um colchão para amortecer a queda do atleta
após o salto.
Lançamento do peso
 Esta prova consiste na projecção de um
peso, colocado na parte superior dos dedos,
junto ao pescoço, para uma zona de queda, o
mais longe possível, executando-a com
apenas um braço.
Maratona
 A Maratona é uma corrida de longa distância.
A maratona é uma prova que envolve grande
resistência física, sendo o seu percurso
estabelecido em 42 quilómetros e 195 metros
(aceite tolerância por excesso de mais 42
metros).
Curiosidades
 Um decatleta, num só dia, gasta 6.500 calorias, o
equivalente a 15 pratos de macarrão.
 Um velocista gasta 18 centésimos de segundo
para sair depois que ouve o tiro da partida. Uma
pessoa destreinada leva 27 centésimos de
segundo para reagir.
 Nas Olimpíadas da Antiguidade, por volta do ano
720 a.C., os atletas corriam com longas túnicas.
Até que Orsippus, percebeu que ia perder uma
prova, despiu-se no meio do percurso e,
completamente nu, venceu com facilidade. A
partir daí, todos os atletas passaram a competir
sem roupas.
Conclusão
 Ao concretizar este trabalho, percebemos que o
Atletismo é uma modalidade na qual se atingem os
momentos mais altos e mediáticos do História do
desporto. É talvez a modalidade desportiva onde o
ideal olímpico corresponde perfeitamente aos
objectivos da própria modalidade: mais rápido, mais
alto, mais forte. De facto, o que se procura é chegar
em primeiro, ser mais veloz, chegar mais alto e mais
longe e ainda aguentar melhor as dificuldades das
provas, ser o mais forte.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ginástica acrobática e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática   e.f. - 12ºcGinástica acrobática   e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática e.f. - 12ºcluis reis
 
Atletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triploAtletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triploEscola Secundaria Moura
 
Futebol
FutebolFutebol
FutebolLuis
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioInês Ré
 
Educação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobáticaEducação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobáticagltrindade
 
Trabalho de ginástica e aparelhos - Aconsa
Trabalho de ginástica e aparelhos - AconsaTrabalho de ginástica e aparelhos - Aconsa
Trabalho de ginástica e aparelhos - AconsaAna Carolina
 
Ginástica Artística
Ginástica ArtísticaGinástica Artística
Ginástica Artísticawaldeck
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de SoloTony Abreu
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badmintondnebsm
 
Ginástica Acrobática
Ginástica AcrobáticaGinástica Acrobática
Ginástica AcrobáticaLuh Fernandes
 
Ginástica de aparelhos 6.º ano
Ginástica de aparelhos 6.º anoGinástica de aparelhos 6.º ano
Ginástica de aparelhos 6.º anoAna Gomes
 

Mais procurados (20)

Ginástica acrobática e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática   e.f. - 12ºcGinástica acrobática   e.f. - 12ºc
Ginástica acrobática e.f. - 12ºc
 
Atletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triploAtletismo saltos comprimento_altura_triplo
Atletismo saltos comprimento_altura_triplo
 
Ginastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFACGinastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFAC
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoio
 
Educação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobáticaEducação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobática
 
Trabalho de ginástica e aparelhos - Aconsa
Trabalho de ginástica e aparelhos - AconsaTrabalho de ginástica e aparelhos - Aconsa
Trabalho de ginástica e aparelhos - Aconsa
 
Atletismo (corrida)
Atletismo (corrida)Atletismo (corrida)
Atletismo (corrida)
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Atletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetasAtletismo corrida de estafetas
Atletismo corrida de estafetas
 
Ginástica Artística
Ginástica ArtísticaGinástica Artística
Ginástica Artística
 
Orientação
OrientaçãoOrientação
Orientação
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de Solo
 
Badminton
BadmintonBadminton
Badminton
 
Danças Sociais
Danças SociaisDanças Sociais
Danças Sociais
 
Ginástica Acrobática
Ginástica AcrobáticaGinástica Acrobática
Ginástica Acrobática
 
Ginástica de aparelhos 6.º ano
Ginástica de aparelhos 6.º anoGinástica de aparelhos 6.º ano
Ginástica de aparelhos 6.º ano
 
Natação
NataçãoNatação
Natação
 
Voleibol
Voleibol Voleibol
Voleibol
 
Desportos
DesportosDesportos
Desportos
 

Destaque (20)

Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo 2º eso
Atletismo 2º esoAtletismo 2º eso
Atletismo 2º eso
 
Atletismo3ciclo
Atletismo3cicloAtletismo3ciclo
Atletismo3ciclo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo Paralímpico
Atletismo ParalímpicoAtletismo Paralímpico
Atletismo Paralímpico
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Saiba Tudo sobre Capacidades físicas
Saiba Tudo sobre Capacidades físicasSaiba Tudo sobre Capacidades físicas
Saiba Tudo sobre Capacidades físicas
 
Jogos paralímpicos
Jogos paralímpicosJogos paralímpicos
Jogos paralímpicos
 
Esportes Paraolímpicos
 Esportes Paraolímpicos Esportes Paraolímpicos
Esportes Paraolímpicos
 
Atletismo paralimpico
Atletismo paralimpicoAtletismo paralimpico
Atletismo paralimpico
 
Aula 4-capacidades-fisicas
Aula 4-capacidades-fisicasAula 4-capacidades-fisicas
Aula 4-capacidades-fisicas
 
T3001 Larissa
T3001 LarissaT3001 Larissa
T3001 Larissa
 
atletismo
atletismoatletismo
atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Maratona aquática - Trabalho SESI
Maratona aquática - Trabalho SESIMaratona aquática - Trabalho SESI
Maratona aquática - Trabalho SESI
 
Olimpíadas de robótica (regras e modalidades)
Olimpíadas de robótica (regras e modalidades)Olimpíadas de robótica (regras e modalidades)
Olimpíadas de robótica (regras e modalidades)
 
A física nos esportes parte 2
A física nos esportes parte 2A física nos esportes parte 2
A física nos esportes parte 2
 
Be Your Own Boss - workshop presentation
Be Your Own Boss - workshop presentationBe Your Own Boss - workshop presentation
Be Your Own Boss - workshop presentation
 
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICABIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
BIOMECANICA APLICADA AO TREINAMENTO E A ED.FISICA
 

Semelhante a Atletismo

Semelhante a Atletismo (20)

Trabalho educação fisica
Trabalho educação fisicaTrabalho educação fisica
Trabalho educação fisica
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo na escola
Atletismo na escolaAtletismo na escola
Atletismo na escola
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
ATLETISMO.pptx
ATLETISMO.pptxATLETISMO.pptx
ATLETISMO.pptx
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Atletismo I (Salto com Vara)
Atletismo I (Salto com Vara)Atletismo I (Salto com Vara)
Atletismo I (Salto com Vara)
 
AULA DE ATLETISMO PARA 6ª ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
AULA DE ATLETISMO PARA 6ª ANO DO ENSINO FUNDAMENTALAULA DE ATLETISMO PARA 6ª ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
AULA DE ATLETISMO PARA 6ª ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
 
Atletismo
Atletismo Atletismo
Atletismo
 
Historico do Atletismo.pptx
Historico do Atletismo.pptxHistorico do Atletismo.pptx
Historico do Atletismo.pptx
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Iniciação do atletismo
Iniciação do atletismoIniciação do atletismo
Iniciação do atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Trabalho de educação física corrida de estadio
Trabalho de educação física corrida de estadioTrabalho de educação física corrida de estadio
Trabalho de educação física corrida de estadio
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homemO atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
O atletismo foi um dos primeiros desportos praticados pelo homem
 
Avaliação global de e. física 6º ano junho
Avaliação global de e. física 6º ano junhoAvaliação global de e. física 6º ano junho
Avaliação global de e. física 6º ano junho
 
Aula de atletismo
Aula de atletismoAula de atletismo
Aula de atletismo
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 

Último

Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxMartin M Flynn
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 

Último (20)

Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 

Atletismo

  • 1. António Fernandes nº3 Ricardo Tavares nº 12 Trabalho realizado por:
  • 2. Introdução  Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Educação Física. Foi nos proposto a realização de um trabalho sobre o atletismo, posto isto, espero não só que o trabalho concretizado seja apelativo e informativo, como também que a matéria tratada seja bem explícita e tratada da melhor forma possível.
  • 3. Conceito do Atletismo  O atletismo é considerado como um desporto base, pois a sua prática reflete os movimentos essenciais do ser humano, na medida em que ele caminha, corre, salta e arremessa. Este apresenta-se dividido por três modalidades: corrida, lançamentos e saltos. De modo geral, o atletismo é praticado em estádios, com exceção de algumas corridas de longa distância, praticadas em vias públicas ou no campo, como a maratona.
  • 4. Breve História  O atletismo é a forma organizada mais antiga de desporto e é celebrado há mais de mil anos. As primeiras reuniões organizadas da história foram os Jogos Olímpicos, iniciados pelos gregos no ano 776 a.C. Durante muitos anos, o principal evento olímpico foi o pentatlo, que compreendia lançamentos de disco, salto de longitude e luta livre. Outras provas, como as carreiras de homens com armaduras, fizeram parte mais tarde do programa.
  • 5.  Os jogos olímpicos realizavam-se de 4 em 4 anos, em honra de Zeus. Eram disputados por homens nus e as mulheres não podiam ver.
  • 6. Estádio de Atletismo  Um estádio é concebido de modo a que possam ocorrer ao mesmo tempo provas de corrida (ou pista), bem como de saltos e lançamentos (ou campo). As provas de pista e campo são disputadas em pista de atletismo e reúnem: corridas rasas, corridas com barreiras ou com obstáculos. Já as provas de campo englobam saltos, arremesso e lançamentos. A pista moderna é oval, mede 400 m de perímetro, e possui seis a dez faixas. A superfície da pista é geralmente de plástico ou borracha, o que a torna tanto resistente ao tempo como ao atrito.
  • 7. Modalidades do Atletismo  O Atletismo é uma modalidade individual, presente nos Jogos Olímpicos desde a sua primeira edição, composta por três vertentes:  Corridas: Velocidade; Barreiras; Resistência; Marcha; Estafetas  Saltos: Salto em Altura; Salto em Comprimento; Salto com Vara; Triplo Salto  Lançamentos: Lançamento do Dardo; Disco; Martelo; Peso
  • 8. Corridas de Velocidade  As Corridas de Velocidade são corridas de extensão limitada, cujo objectivo é correr uma certa distância respondendo prontamente a um sinal de partida.
  • 9. Corrida de Estafetas  As corridas de estafetas são as únicas provas de Atletismo disputadas por equipas de 4 elementos. O propósito deste tipo de corridas é passar um testemunho desde o primeiro ao último atleta de forma correcta e segura, executando a sua transmissão interiormente duma zona estabelecida e perdendo o menor tempo possível.
  • 10. Corridas de Barreiras  As corridas de barreiras são provas de velocidade cujo objectivo é coordenar, com máxima velocidade, a prova das barreiras.
  • 11. Salto em comprimento  O salto em comprimento baseia-se na execução de uma corrida activa, seguida de uma impulsão, atrás da linha de chamada, procurando saltar o mais distante que possível, realizando uma queda a pés junto na caixa de saltos.
  • 12. Salto em Altura  O salto em altura baseia-se em atravessar uma fasquia, apoiada nas extremidades em dois postes verticais, após se ter feito uma chamada somente com um pé. A transposição da fasquia é feita de acordo com a técnica que utilizarmos e a queda é feita sobre um colchão.
  • 13. Salto com Vara  O salto com vara é do mesmo tipo que o salto em altura, mas neste salto, o atleta tem o apoio de uma vara. Em ambos os saltos, há um colchão para amortecer a queda do atleta após o salto.
  • 14. Lançamento do peso  Esta prova consiste na projecção de um peso, colocado na parte superior dos dedos, junto ao pescoço, para uma zona de queda, o mais longe possível, executando-a com apenas um braço.
  • 15. Maratona  A Maratona é uma corrida de longa distância. A maratona é uma prova que envolve grande resistência física, sendo o seu percurso estabelecido em 42 quilómetros e 195 metros (aceite tolerância por excesso de mais 42 metros).
  • 16. Curiosidades  Um decatleta, num só dia, gasta 6.500 calorias, o equivalente a 15 pratos de macarrão.  Um velocista gasta 18 centésimos de segundo para sair depois que ouve o tiro da partida. Uma pessoa destreinada leva 27 centésimos de segundo para reagir.  Nas Olimpíadas da Antiguidade, por volta do ano 720 a.C., os atletas corriam com longas túnicas. Até que Orsippus, percebeu que ia perder uma prova, despiu-se no meio do percurso e, completamente nu, venceu com facilidade. A partir daí, todos os atletas passaram a competir sem roupas.
  • 17. Conclusão  Ao concretizar este trabalho, percebemos que o Atletismo é uma modalidade na qual se atingem os momentos mais altos e mediáticos do História do desporto. É talvez a modalidade desportiva onde o ideal olímpico corresponde perfeitamente aos objectivos da própria modalidade: mais rápido, mais alto, mais forte. De facto, o que se procura é chegar em primeiro, ser mais veloz, chegar mais alto e mais longe e ainda aguentar melhor as dificuldades das provas, ser o mais forte.