SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Recursos visuais
Literatura
Teatro Surdo
Adaptações e
Traduções de uma
cultura surda
Literatura Surda
Literatura Surda

A expressão “literatura surda” é utilizada para histórias que têm
a língua de sinais, a identidade e a cultura surda na narrativa.

 Literatura surda é a produção de textos literários em sinais, que
traduz a experiência visual, que entende a surdez como
presença de algo e não como falta, que possibilita outras
representações de surdos e que considera as pessoas surdas
como um grupo linguístico e cultural diferente (KARNOPP, 2006).
Literatura Surda

Assunto novo e
explorado a pouco
tempo.
Bases teóricas: Estudos
Surdos, Karnopp (2010),
Quadros (2006),
Strobel(2008), entre
outros.
Surgida em algumas
partes dos EUA e Europa,
principalmente locais
onde haviam escolas de     Representações produzidas por
surdos.                    surdos, onde se produzem
                           significados partilhados em forma
Divulgação de conceitos    de discurso .Os significados são
e materiais empíricos      modificados dentro do círculo da
(livros, vídeos, etc).     cultura e o sujeito não cria
                           sozinho a cultura, já que sempre há
                           o coletivo produzindo significados.
Literatura Surda
A Literatura Surda traz histórias
de comunidades surdas.
Os sujeitos surdos transmitem
modelos e valores históricos
através de várias gerações de
surdos.

Existem piadas e anedotas,
conhecimentos de fábulas ou
conto de fadas passados
através da família, até
adaptações de vários gêneros
como romance, lendas e outras
manifestações culturais, que
constituem um conjunto de
valores e ricas heranças
culturais e linguísticas.
Literatura Surda

No caso de criação, encaixam-se
textos originais que surgem e são
produzidos a partir de um movimento
de histórias, de ideias que circulam na
comunidade surda.
Literatura Surda
Literatura Surda




“[...]percebe-se que surdos contadores de histórias buscam o caminho da auto
representação na luta pelo estabelecimento do que reconhecem como suas identidades,
através da legitimidade de sua língua, de suas formas de narrar as histórias, de suas formas
de existência, de suas formas de ler, traduzir, conceber e julgar os produtos culturais que
consomem e que produzem”. (Karnopp, 2010, p. 172)
Literatura Surda




 Na utilização da contação de
 histórias em sala de aula todos
 saem ganhando, seja o aluno, que
 será instigado a imaginar e criar,
 seja o professor, que terá uma
 aula muito mais agradável e
 produtiva.
Literatura Surda

                                                Jogo da
                                                subjetividade
                                                e da
                                                objetividade,
                                                as relações
                                                entre cultura
Estatuto da "oratura" (ou                       erudita e
                                                popular, etc.
"oralitura") em relação à
literatura escrita.




 A escrita desempenha uma outra
 função, tendo também um papel
 extremamente relevante.
Atividade de Experiência
          15 min


   O Sumiço de
    Laurinha

  O dia em que a menina se
perdeu de sua família, na praia
      de Copacabana
Agradecimento



 Cada Grupo deixará o seu plano exposto em painel que será
 postado no site “IHA Informa” juntamente a Experiência dos
 Profissionais filmados.




Agradecemos aos profissionais da E.M. França(5ª CRE): Instrutor Surdo Thiago/Verônica
e Professora de AEE Luciana.

Agradecemos aos pesquisadores do Laboratório de LIBRAS/IHA e Área de Estudo
Específico em Surdez da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Agradecemos a Pesquisa em Pós-Graduação em Educação da PUC Rio pelo
acompanhamento à pesquisadora Cristiane Taveira e às Colaboradoras Mônica
Astuto Lopes Martins, Laura Jane Messias Belém, Sônia Cristina Rocha .
Agradecimento
Referências Bibliográficas


KARNOPP, Lodenir. Literatura Surda. Curso de Licenciatura e
Bacharelado em Letras-Libras na Modalidade a Distância.
Universidade Federal de Santa Catarina, 2010.

MOURÃO, Cláudio H. N. Adaptação e Tradução em Literatura
Surda. IX Portal ANPED SUL. Caxias do Sul, 2012
www.portalanpedsul.com.br/.../08_31_14_3009-7345-1-P.


Outros materiais utilizados:
Imagens de capas de DVDs, Livros na Internet da LSB Vídeo e
Arara Azul.
Informe final: Conserve os
                                      equipamentos de mídia (projetor,
                                      telão, filmadora, DVD) destinados
                                      às Escolas-piloto de Educação
                                      Bilíngue e divulgue a sua
                                      produção e as suas experiências
                                      por meio do site IHA Informa.



Mantenha autorização de imagens
dos alunos arquivadas na secretaria
da escola.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.dilaina maria araujo maria
 
1 slide saudações e cumprimentos
1 slide saudações e cumprimentos1 slide saudações e cumprimentos
1 slide saudações e cumprimentosFlavia Costa
 
Libras em Contexto
Libras em ContextoLibras em Contexto
Libras em ContextoJorge Santos
 
Curso de libras – aula 1
Curso de libras – aula 1Curso de libras – aula 1
Curso de libras – aula 1David Santos
 
As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda Cláudia Pereira
 
LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo
LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo
LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo profamiriamnavarro
 
LIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicos
LIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicosLIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicos
LIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicosprofamiriamnavarro
 
LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções
LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções
LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções profamiriamnavarro
 
Cultura e identidade surda
Cultura e identidade surdaCultura e identidade surda
Cultura e identidade surdaValdemar Júnior
 
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplinaLIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplinaprofamiriamnavarro
 
4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...
4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...
4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 
Que língua é essa
Que língua é essaQue língua é essa
Que língua é essamarciaorion
 
Colóquio sobre os surdos
Colóquio sobre os surdosColóquio sobre os surdos
Colóquio sobre os surdosAlisson Alves
 

Mais procurados (20)

Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
 
1 slide saudações e cumprimentos
1 slide saudações e cumprimentos1 slide saudações e cumprimentos
1 slide saudações e cumprimentos
 
Libras em Contexto
Libras em ContextoLibras em Contexto
Libras em Contexto
 
Curso de libras – aula 1
Curso de libras – aula 1Curso de libras – aula 1
Curso de libras – aula 1
 
Aula de LIBRAS - Inicial
Aula de LIBRAS - InicialAula de LIBRAS - Inicial
Aula de LIBRAS - Inicial
 
Slide libras (1)
Slide libras (1)Slide libras (1)
Slide libras (1)
 
Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS - Aspectos Linguísticos
Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS - Aspectos LinguísticosLíngua Brasileira de Sinais - LIBRAS - Aspectos Linguísticos
Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS - Aspectos Linguísticos
 
As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda
 
Curso De Libras 1 Aula
Curso De Libras 1 AulaCurso De Libras 1 Aula
Curso De Libras 1 Aula
 
LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo
LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo
LIBRAS AULA 6: A interação do surdo com o mundo
 
LIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicos
LIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicosLIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicos
LIBRAS AULA 11: Aspectos Linguísticos da língua de sinais - Aspectos fonológicos
 
LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções
LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções
LIBRAS AULA 3: Primeiros estudos, Mitos, Concepções
 
Cultura e identidade surda
Cultura e identidade surdaCultura e identidade surda
Cultura e identidade surda
 
Projeto Libras
Projeto LibrasProjeto Libras
Projeto Libras
 
Libras online1
Libras online1Libras online1
Libras online1
 
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplinaLIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
 
Curso De Libras 2ª Aula
Curso De Libras 2ª AulaCurso De Libras 2ª Aula
Curso De Libras 2ª Aula
 
4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...
4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...
4.12.2013 Oficina Literatura Surda: "Adaptações e traduções de uma cultura su...
 
Que língua é essa
Que língua é essaQue língua é essa
Que língua é essa
 
Colóquio sobre os surdos
Colóquio sobre os surdosColóquio sobre os surdos
Colóquio sobre os surdos
 

Semelhante a Apresentação literatura surda

Projeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e AprendizProjeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e Aprendizthaededan
 
Projeto 3 bimestre 2º ano f
Projeto 3 bimestre 2º ano fProjeto 3 bimestre 2º ano f
Projeto 3 bimestre 2º ano fcaic-2
 
Modelo de projeto em Diversidade
Modelo de projeto em DiversidadeModelo de projeto em Diversidade
Modelo de projeto em DiversidadeNonata50
 
2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade 2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade Valeria Nunes
 
Apresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineideApresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineideFernando
 
Apresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineideApresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineideFernando
 
projeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdfprojeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdfFlaviaMiqueli
 
projeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdfprojeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdfFlaviaMiqueli
 
0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdf
0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdf0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdf
0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdfpaulo viana
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoAna Kelly Brustolin
 

Semelhante a Apresentação literatura surda (20)

Projeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e AprendizProjeto Sou Leitor e Aprendiz
Projeto Sou Leitor e Aprendiz
 
Literatura Surda
Literatura SurdaLiteratura Surda
Literatura Surda
 
Projeto 3 bimestre 2º ano f
Projeto 3 bimestre 2º ano fProjeto 3 bimestre 2º ano f
Projeto 3 bimestre 2º ano f
 
Modelo de projeto em Diversidade
Modelo de projeto em DiversidadeModelo de projeto em Diversidade
Modelo de projeto em Diversidade
 
Portfólio 2010
Portfólio 2010Portfólio 2010
Portfólio 2010
 
2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade 2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade
 
Sabino janainadacosta
Sabino janainadacostaSabino janainadacosta
Sabino janainadacosta
 
Oficinas ECOHVALE
Oficinas ECOHVALEOficinas ECOHVALE
Oficinas ECOHVALE
 
Oficinas ecohvale
Oficinas ecohvaleOficinas ecohvale
Oficinas ecohvale
 
Griots livro
Griots livroGriots livro
Griots livro
 
Apresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineideApresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineide
 
Apresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineideApresentação fernandosilvinhaemarineide
Apresentação fernandosilvinhaemarineide
 
Griots culturas africanas
Griots   culturas africanasGriots   culturas africanas
Griots culturas africanas
 
projeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdfprojeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdf
 
projeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdfprojeto consciencia negra Epi.pdf
projeto consciencia negra Epi.pdf
 
Roteiro de Leitura -Literaturas brasileira e portuguesa
Roteiro de Leitura -Literaturas brasileira e portuguesaRoteiro de Leitura -Literaturas brasileira e portuguesa
Roteiro de Leitura -Literaturas brasileira e portuguesa
 
0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdf
0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdf0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdf
0216P21013-MULT-LING-PORT-MT-EM-VU-MANUAL-001-416-PNLD22.pdf
 
Orozimbo leite
Orozimbo leiteOrozimbo leite
Orozimbo leite
 
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro LobatoProjeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
Projeto Descobrindo as diversas facetas de Monteiro Lobato
 
Projeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideoProjeto monteirolobatovideo
Projeto monteirolobatovideo
 

Mais de Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda

Mais de Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda (20)

Francielle Cantarelli - Pedagogia surda
Francielle Cantarelli - Pedagogia surdaFrancielle Cantarelli - Pedagogia surda
Francielle Cantarelli - Pedagogia surda
 
Sueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em Libras
Sueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em LibrasSueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em Libras
Sueli Fernandes - Educação bilíngue e cultura letrada em Libras
 
Janie Amaral - Slides da palestra
Janie Amaral - Slides da palestraJanie Amaral - Slides da palestra
Janie Amaral - Slides da palestra
 
PADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitos
PADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitosPADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitos
PADEBS PPGEB Síntese Texto 1 Taveira e Rosado 2013 conceitos
 
Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019
Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019
Conto de historias - Comunicação para o COINES 2019
 
Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019
Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019
Apresentação Senac - Dia do Surdo 26/09/2019
 
Aula de alfabetismo visual INES
Aula de alfabetismo visual INESAula de alfabetismo visual INES
Aula de alfabetismo visual INES
 
Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)
Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)
Apresentação COINES 2017 (Cristiane Taveira e Alexandre Rosado)
 
Slides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeo
Slides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeoSlides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeo
Slides do Módulo 3 sobre Roteiro e Edição de vídeo
 
O professor e as tecnologias
O professor e as tecnologiasO professor e as tecnologias
O professor e as tecnologias
 
Políticas públicas e novas tecnologias
Políticas públicas e novas tecnologiasPolíticas públicas e novas tecnologias
Políticas públicas e novas tecnologias
 
Mídia-educação
Mídia-educaçãoMídia-educação
Mídia-educação
 
Educação aberta
Educação abertaEducação aberta
Educação aberta
 
Cultura hacker: origem e ideário
Cultura hacker: origem e ideárioCultura hacker: origem e ideário
Cultura hacker: origem e ideário
 
Filme "Piratas do vale do silício"
Filme "Piratas do vale do silício"Filme "Piratas do vale do silício"
Filme "Piratas do vale do silício"
 
Futuros imaginários
Futuros imagináriosFuturos imaginários
Futuros imaginários
 
Introdução à disciplina
Introdução à disciplinaIntrodução à disciplina
Introdução à disciplina
 
A cibercultura e suas leis
A cibercultura e suas leisA cibercultura e suas leis
A cibercultura e suas leis
 
Letramentos? A oralidade, a escrita e o digital
Letramentos? A oralidade, a escrita e o digitalLetramentos? A oralidade, a escrita e o digital
Letramentos? A oralidade, a escrita e o digital
 
As tecnologias e suas fases
As tecnologias e suas fasesAs tecnologias e suas fases
As tecnologias e suas fases
 

Apresentação literatura surda

  • 1. Recursos visuais Literatura Teatro Surdo Adaptações e Traduções de uma cultura surda
  • 3. Literatura Surda A expressão “literatura surda” é utilizada para histórias que têm a língua de sinais, a identidade e a cultura surda na narrativa. Literatura surda é a produção de textos literários em sinais, que traduz a experiência visual, que entende a surdez como presença de algo e não como falta, que possibilita outras representações de surdos e que considera as pessoas surdas como um grupo linguístico e cultural diferente (KARNOPP, 2006).
  • 4. Literatura Surda Assunto novo e explorado a pouco tempo. Bases teóricas: Estudos Surdos, Karnopp (2010), Quadros (2006), Strobel(2008), entre outros. Surgida em algumas partes dos EUA e Europa, principalmente locais onde haviam escolas de Representações produzidas por surdos. surdos, onde se produzem significados partilhados em forma Divulgação de conceitos de discurso .Os significados são e materiais empíricos modificados dentro do círculo da (livros, vídeos, etc). cultura e o sujeito não cria sozinho a cultura, já que sempre há o coletivo produzindo significados.
  • 5. Literatura Surda A Literatura Surda traz histórias de comunidades surdas. Os sujeitos surdos transmitem modelos e valores históricos através de várias gerações de surdos. Existem piadas e anedotas, conhecimentos de fábulas ou conto de fadas passados através da família, até adaptações de vários gêneros como romance, lendas e outras manifestações culturais, que constituem um conjunto de valores e ricas heranças culturais e linguísticas.
  • 6. Literatura Surda No caso de criação, encaixam-se textos originais que surgem e são produzidos a partir de um movimento de histórias, de ideias que circulam na comunidade surda.
  • 8. Literatura Surda “[...]percebe-se que surdos contadores de histórias buscam o caminho da auto representação na luta pelo estabelecimento do que reconhecem como suas identidades, através da legitimidade de sua língua, de suas formas de narrar as histórias, de suas formas de existência, de suas formas de ler, traduzir, conceber e julgar os produtos culturais que consomem e que produzem”. (Karnopp, 2010, p. 172)
  • 9. Literatura Surda Na utilização da contação de histórias em sala de aula todos saem ganhando, seja o aluno, que será instigado a imaginar e criar, seja o professor, que terá uma aula muito mais agradável e produtiva.
  • 10. Literatura Surda Jogo da subjetividade e da objetividade, as relações entre cultura Estatuto da "oratura" (ou erudita e popular, etc. "oralitura") em relação à literatura escrita. A escrita desempenha uma outra função, tendo também um papel extremamente relevante.
  • 11. Atividade de Experiência 15 min O Sumiço de Laurinha O dia em que a menina se perdeu de sua família, na praia de Copacabana
  • 12. Agradecimento Cada Grupo deixará o seu plano exposto em painel que será postado no site “IHA Informa” juntamente a Experiência dos Profissionais filmados. Agradecemos aos profissionais da E.M. França(5ª CRE): Instrutor Surdo Thiago/Verônica e Professora de AEE Luciana. Agradecemos aos pesquisadores do Laboratório de LIBRAS/IHA e Área de Estudo Específico em Surdez da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Agradecemos a Pesquisa em Pós-Graduação em Educação da PUC Rio pelo acompanhamento à pesquisadora Cristiane Taveira e às Colaboradoras Mônica Astuto Lopes Martins, Laura Jane Messias Belém, Sônia Cristina Rocha . Agradecimento
  • 13. Referências Bibliográficas KARNOPP, Lodenir. Literatura Surda. Curso de Licenciatura e Bacharelado em Letras-Libras na Modalidade a Distância. Universidade Federal de Santa Catarina, 2010. MOURÃO, Cláudio H. N. Adaptação e Tradução em Literatura Surda. IX Portal ANPED SUL. Caxias do Sul, 2012 www.portalanpedsul.com.br/.../08_31_14_3009-7345-1-P. Outros materiais utilizados: Imagens de capas de DVDs, Livros na Internet da LSB Vídeo e Arara Azul.
  • 14. Informe final: Conserve os equipamentos de mídia (projetor, telão, filmadora, DVD) destinados às Escolas-piloto de Educação Bilíngue e divulgue a sua produção e as suas experiências por meio do site IHA Informa. Mantenha autorização de imagens dos alunos arquivadas na secretaria da escola.