Portfólio 2010

5.814 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.814
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portfólio 2010

  1. 1. E/SUBE/CRE (09.18.047) E. M. BELISÁRIO PENA 1º Segmento do Ensino Fundamental Educação Infantil ao 5º ano Direção: Leila Angélica Lima Melo
  2. 2. ÍNDICEJustificativaMapa ConceitualHora do ContoHistória em QuadrinhosContos AfricanosValorização da Cultura Negra e IndígenaCante e se encante com NoelMemórias de RaquelDatas Cívicas e ComemorativasTrabalhos realizados pelas turmas em 2010Mensagem Reflexiva
  3. 3. JUSTIFICATIVAO Portfólio é um conjunto de registros que retratam o percurso do trabalho realizadoe pode ser apresentado de diversas formas, como texto, áudio, imagens, vídeos, etc.Ele reflete a trajetória do saber que vai sendo construído durante o ano e apresenta-se como uma ótima ferramenta avaliativa processual e constante que, oportuniza aanálise e reflexão de conteúdos significativos, das dificuldades surgidas e dosacertos. Apresentaremos um portfólio demonstrativo que é uma versão sintetizadados outros dois existentes: o particular (do professor) e o de aprendizagem (doaluno ).O Portfólio demonstrativo apresenta o resultado dos trabalhos, os avanços e osproblemas existentes, mostrando o desenvolvimento e suas mudanças durante operíodo de realização.Através deste Portfólio, poderemos dialogar com cada regente de forma individualposto que, o mesmo propicia a articulação entre a habilidade de avaliar seu própriotrabalho e o seu desenvolvimento profissional reflexivamente.“Quando se acompanham verdadeiramente os caminhos trilhados pelos alunos, percebe-seque não há parâmetros comparativos para experiências tão ricas e singulares. Os trajetospercorridos por cada um obedecem a ritmos e interesses diversos. Aprendem-se coisasmuito diferentes, embora vivendo a mesma experiência, descobrem-se coisas inusitadas acada passo, cada pessoa a seu tempo, embora vivendo no mesmo tempo das demais” Hoffmann, 2001
  4. 4. MAPA CONCEITUAL 2010 PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DINAMIZAR RELAÇÕES FORMAR O CIDADÃO HISTÓRIA EM PARTÍCIPE, CANTE E SE QUADRINHOS ENCANTE COM AUTÔNOMO, JUSTO NOEL LER E E SOLIDÁRIO INTERPRETAR DESENVOLVER TIRAS RECURSOS QUE LEVEM O GRUPO PRODUZIR HQ À APRENDER SOBRE A CULTURA BRASILEIRA ERA UMA VEZ... ATRAVÉS DA MPB DESENVOLVER O PRAZER PELA LEITURA E ESCRITA ARTICULAR FORMAS, CORES, BRINCADEIRAS, JOGOS, TECNOLOGIA, LEITURA, ESCRITA, VALORIZAÇÃO DA CÁLCULOS, TRÂNSITOCULTURA INDÍGENA E EXPERIÊNCIAS, HÁBITOS E AFRICANA ATITUDES DE FORMA ANALISAR O TEMA INTERDISCIPLINAR NAS COMO FORMA DE PROMOVER O ATIVIDADES PREVENÇÃO DA CONHECIMENTO DA VIDACULTURA INDÍGENA E AFRICANA EM CRIAR CONDIÇÕES DETRIMENTO AOS DE OBSERVAÇÃO DO ESTERIÓTIPOS TRÂNSITO COMO FORMA DE POESIA NA ESCOLA REVERTER A VIOLÊNCIA MOBILIZAR O GRUPO PARA A IMPORTÂNCIA DA LEITURA POÉTICA E DE OUTROS GÊNEROS MEMÓRIAS DE LITERÁRIOS RACHELFORNECER ACESSO ÀLEITURA MARATONA DE OLIMPÍADAS DA HISTÓRIAS LÍNGUA PORTUGUESATRABALHAR AINTERAÇÃO VALORIZAR E SITUAR A LINGUAGEMALUNO/ALUNO E INCENTIVAR A LEITURA ORAL E ESCRITA,PROFESSOR/ALUNO EM SUA FUNÇÃO EM TODA COMUNIDADECOM A SALA DE SOCIAL NO MEIO.LEITURA
  5. 5. O Mapa Conceitual apresentado pontua os principais objetivos do Projeto Curricular2010 e dos Projetos de Trabalho do ano letivo. Observa-se que todos estãointerligados e vinculados ao Projeto Político Pedagógico da U.E, desta forma asimagens e fotos que serão apresentadas a seguir, mostrarão um trabalhotransdisciplinar que distingue um projeto dos outros apenas no momento deavaliação agrupados assim, em três períodos: Fevereiro e Março – Diagnose, Abrila Outubro – Desenvolvimento , Novembro e Dezembro – Final ou Consolidação.Porém, para melhor visualização e entendimento, destacaremos projeto por projetocom os respectivos objetivos e algumas observações.  Mural destacando o Mapa Conceitual dos projetos do ano letivo para visualização de todos.
  6. 6. A HORA DO CONTO Nos dias atuais a escola, principalmente do primeiro segmento, necessita articularinformações, conhecimentos e valores respeitando cada fase do desenvolvimentohumano, além de ter o trabalho interdisciplinar permeando todo o cotidiano daescola.  As Tranças de Bintou - Destacar as atitudes solidárias em detrimento ao preconceito. (Turma 1202)  Os Três Porquinhos - Aprender valores e normas de conduta indispensáveis à sociedade pacífica (EI 10 e 11)  A Cesta de Dona Maricota – Perceber a importância de uma alimentação saudável para nossa saúde e bem estar.( EI 20 e 21)  Classificados Poéticos - Relacionar os diferentes gêneros literários e/ou textuais com a própria realidade (Turma 1403)
  7. 7. O concurso “Poesia na Escola”, motivou toda a U.E desde o 1º ao 5º ano, e osmurais ficaram repletos de trabalhos interessantes. Com a ajuda dos Cadernos deApoio Pedagógico, as turmas 1201 e 1203 adaptaram a poesia “O prego” e a turma1502 escreveram poesias, poemas e fizeram pesquisas sobre a cidade do Rio deJaneiro.As turmas 1101 e 1102, após ouvirem a música “Ela é Carioca”, pesquisaram ospontos turísticos da cidade do Rio de Janeiro e a turma 1103, usou a poesia parafalar de alimentação saudável.
  8. 8. HISTÓRIA EM QUADRINHOSAs HQ´s, oferecem possibilidades de avanço no conhecimento da leitura e escrita eno desenvolvimento da oralidade de forma lúdica e enriquecedora para o ambientelinguístico dos educandos. Os grupamentos utilizaram as HQ´s para contextualizaras habilidades em sala de aula, mediando a expressão criativa e entrelaçando osconteúdos pertinentes, objetivando a compreensão e o desenvolvimento dosrecursos orais, visuais e escritos. Alimentação Saudável, Cultura Indígena, Trânsito,Água e Meio Ambiente foram alguns dos conteúdos trabalhados.  Alimentação Saudável – Mural do refeitório  A importância dos chás e sucos naturais – Turma 1502  Você é o que você come – Turma 1303  A importância dos chás e sucos naturais – Degustação
  9. 9. A turma 1103 preparou uma salada de frutas com as próprias mãozinhas. A regenteda turma explicou a importância das vitaminas em nosso corpo e a higiene namanipulação dos alimentos.
  10. 10. Além de uma boa alimentação, os exercícios físicos devem fazer parte da vida diáriade todas as pessoas, contribuindo para um bom funcionamento dos órgãos,principalmente do coração. Partindo desse princípio e aproveitando o início da Copado Mundo, as professoras de Educação Física realizaram com todos osgrupamentos um torneio de futebol. Em sala de aula, os alunos pesquisaram sobreos benefícios do esporte, trabalho em equipe e regras esportivas.
  11. 11. VALORIZAÇÃO DA CULTURA NEGRA E INDÍGENAOs costumes de um povo, comunidade ou grupo, as diferentes culturas e pessoassão bastante particulares e específicas e devem ser compreendidas e respeitadascomo são, pois somos todos distintos uns dos outros embora sejamos todos iguaiscomo seres humanos.  O Cabelo de Lelê (Turma 1202)  Chamada da Sala de Leitura  Mural sobre Abolição da Escravatura (Turma 1201)  Pesquisa sobre Abolição da Escravatura (Turma 1302)  Mural da Hora do Conto – Kabá Darebu (Conto Indígena)  Pesquisas sobre contos africanos e indígenas
  12. 12. CANTE E SE ENCANTE COM NOELA música é uma prática que faz parte da vida de todos os povos, se constrói a partirdo contexto cultural e se propaga socialmente, acompanhando as mudanças detempo histórico e promovendo contato com toda a variedade de sons.Toda a U.E vivenciou a vida e a obra de Noel Rosa, o que culminou em uma lindaapresentação no dia 12/11/2010.Para dinamizarmos o início do projeto, todas as regentes explicaram aos seusalunos sobre a trajetória de Noel Rosa e receberam a visita do aluno Paulo Augusto(Turma 1401) que se apresentou caracterizado. Na hora do recreio, quando osalunos saíam, podiam observar o mural com tudo que já tinham aprendido em salade aula. E partindo deste, vários outros murais foram confeccionados por todas asturmas.
  13. 13.  Murais explicativos sobre a vida de Noel Rosa, e trechos de suas músicas (Turmas: EI 11, 1302, 1201, 1203 e 1502)
  14. 14. Culminância1º momento:  Organização  Apresentação/IntroduçãoAlunos narradores a serem escolhidos pelos professores – alunos de 4º e 5º anosFundo musical: Minha Viola Bom dia/Tarde, hoje vamos apresentar à vocês o projeto trabalhado nestaescola sobre Noel Rosa, que se estivesse entre nós, completaria 100 anos deexistência. Para homenageá-lo e aprendermos mais um pouco sobre nossa culturaatravés da MPB, apresentaremos agora: Cante e se encante com Noel.2º momento: Em um simples chalé na Rua Teodoro Silva no bairro de Vila Isabel, nasceuNoel de Medeiros Rosa em meio a agitação da revolta da Chibata e a 1ª passagemdo cometa Halley.Nasceu de parto difícil, feito a fórceps, o que ocasionou uma fratura em seu maxilarinferior e paralisia parcial no lado direito do rosto.Fundo Musical: Riso de Criança Após conhecer o bandolim, o violão e a boêmia, inicia seus primeirosacordes principiando uma curta vida de composições cheias de paixão, ironia, bomhumor e poesiaFundo Musical: Feitiço da Vila1ª turma: Conversa de botequim - 1301 e 1302/1303  Apresentação das turmas Entrada do Noel Rosa do 3º ano declamando: “Em cada morro que passo Um novo amor eu conheço Cada paixão que eu esqueço É mais um samba que faço”A primeira namorada Clara, a primeira e única paixão Ceci e a esposa oficialLaurinda, foram pretextos para a composição de dezenas de canções.Dramatização de Noel Rosa sendo puxado de um lado por Ceci e do outro porLaurinda
  15. 15. Fundo musical: Dama do cabaré/Você vai se quiser2ª turma: Jura – EI 10, EI 20 e 1101/EI 11, EI 21, 1102 e 1103  Apresentação das turmas No auge da década de 30, com o sucesso da rádio nacional e as fiéis amizades de Ismael Silva e Aracy de Almeida, nosso poeta encontrou na situação política da época, uma maneira de “alfinetar” os ricos.Dramatização de Noel , Ismael e Aracy caminhando e fazendo samba na caixa defósforo.Fundo musical: assobio e batidas na caixa de fósforo3ª turma: Com que roupa? – 1401 e 1402/1403  Apresentação das turmasDramatização de Noel e Ismael conversando quando Noel começa a tossir edeclama:“Estimo que este mal traçado samba em estilo rude,Na intimidade vá te encontrar gozando saúde na mais completa felicidade(junto dos teus, confio em Deus)”Fundo musical: Mulato bamba Após muitas canções, noites em claro e rodas de bamba, o poeta da vila, dáadeus aos amigos, em maio de 1937, em forma de samba.Aluno declamando trecho de Palpite Infeliz“Quem é você que não sabe o que diz, meu Deus do céu que palpite infelizSalve Estácio, Salgueiro e Mangueira, Oswaldo Cruz e MatrizQue sempre souberam muito bem que a Vila não quer abafar ninguémSó quer mostrar que faz samba também”4ª turma: Fita Amarela – 1501 e 1502/1503  Apresentação das turmasE assim foi Noel Rosa. Nascendo pobre e feio, seria triste o seu fim, ( meu Deus doCéu, que palpite infeliz)...Até os astros se incumbiram de registrar sua passagemmeteórica por aqui: O tenso desembarque no rastro do cometa Halley em dezembrode 1910, em plena república velha, e a triste despedida em maio de 1937, àsvésperas do Estado Novo.Fundo musical: Nos tempos de Noel Rosa
  16. 16.  Painel desenhado pela professora Lenir e pintado à várias mãos  As turmas organizadas para assistirem as apresentações  A Diretora Leila explicando a Culminância e dando boas vindas aos responsáveis Nossos alunos locutores do turno da manhã: Lucas e Beatriz Apresentação das turmas 1401 e 1402 com a música “Com que roupa?”
  17. 17.  Apresentação das turmas 1401 e 1402
  18. 18.  Dramatização antes da apresentação da Educação Infantil e 1º ano Apresentação das turmas – Jura
  19. 19.  Apresentação das turmas 1301 e 1302 – Conversa de Botequim
  20. 20.  Dramatização e declamação dos alunos antes da apresentação das turmas 1501 e 1502 Apresentação das Turmas – Fita Amarela  Apresentação da turma 1201 – Rap do Noel e Magali (Criação das turmas de 2º ano)
  21. 21.  Organização de entrada para as apresentações da tarde e nossos locutores Vitória e Jefferson Apresentação da turma 1403 - Com que roupa?
  22. 22.  Aluno declamando e dramatização antes da apresentação da Educação Infantil e 1º ano Apresentação das turmas – Jura Coral da Educação Infantil e 1º ano
  23. 23.  Apresentação da turma 1503 – Fita Amarela e dramatizações dos alunnos Apresentação das turmas 1203 e 1202 – Rap do Noel e Magali
  24. 24. A alegria dos alunos e a sensação de dever cumprido !
  25. 25. MEMÓRIAS DE RACHEL – MARATONA DE HISTÓRIASEm comemoração ao centenário de Rachel de Queiróz, esta U. E trabalhou o temaatravés do plano de ação de sala de leitura, parte integrante do Projeto PolíticoPedagógico, a Maratona de Histórias. O trabalho foi desenvolvido a partir dacontação/dramatização de histórias onde, após visualizar o que foi retirado de umbaú com vários objetos, os alunos criaram uma história única.
  26. 26. DATAS CÍVICAS E COMEMORATIVAS  Desfile cívico
  27. 27.  Dia das Crianças
  28. 28.  Dia do Índio Natal
  29. 29. O foco de trabalho desta U.E, durante todo o ano letivo foi a leitura e a escrita, epara consolidar essa prática de forma com que todos os alunos pudessemdesenvolver no ensino aprendizagem procuramos aplicar várias estratégias eprocedimentos para torná-los leitores e pesquisadores capazes de entender aleitura realizada e transformá-la em conhecimento.
  30. 30. 1 -Trabalhos das turmas de Educação Infantil sobre identidade, família, alimentaçãosaudável, água e coordenação motora com cores.2 –Produções de textos das turmas de 1º ano
  31. 31. 3 – Trabalho da turma 1502 sobre alimentação saudável4 – Produção de rima sobre os índios da turma 1303 e desenvolvimento de texto apartir da imagem sobre família
  32. 32. 5 – Produções de textos sobre meio ambiente da turma 1301
  33. 33. 6 – Produções e desenhos do conto Kabá Darebu das turmas de 2º ano
  34. 34. 7 - Produção de texto do conto Kumbu da turma 1403
  35. 35. 8 – Produções de textos das turmas de 5º ano sobre o Rio de Janeiro9 – Produções de textos da turma 1302
  36. 36. 10 – Produções de textos sobre a história Cafute e Pena de Prata da turma 140311 – Texto sobre higiene e limpeza na escola da turma 1103, Poesia com o tema “Olugar onde vivo” da turma 1503 e pesquisa sobre animais selvagens da turma 1202.
  37. 37. 12 – Produções de textos a partir das HQ`S das turmas de 4º ano13 – Pesquisa sobre A origem do Universo da turma 1502
  38. 38. 14 – Pintura de desenho, recorte e colagem de roupas de Noel Rosa das turmas de2º ano.15 – Debate e desenho sobre o Natal em família da turma 1302Todas as fotos deste portfólio foram tiradas no ano de 2010 e todos os trabalhosforam feitos por alunos desta U.E, do ano letivo de 2010.
  39. 39. A apanhadora de desperdícios Heloisa Padilha Uso a palavra para compor novos cantos. Não gosto das palavras fatigadas de reclamar de aluno. Dou mais respeito às de auto-angústia tipo ainda-não-sei, ainda-não-consigo. Entendo bem o sotaque dos gauches. Dou respeito aos saberes desimportantes e aos alunos desimportantes. Prezo erros mais que acertos; perguntas mais que respostas. Prezo a velocidade das descobertas mais que a das receitas. Tenho em mim, de nascença, uma impaciência com grades. Eu fui aparelhada para gostar de tropeços. Tenho abundância de ser feliz por isso. Meu horizonte tem muitas camadas. Sou uma apanhadora dos desperdícios da escola:Amo os que caem no caminho, as hipóteses desprezadas, os avessos, como Quixote. Queria que o meu canto fosse de sereia. Não sou da problemática: eu sou da solucionática porque aluno não é problema. Só uso a palavra para compor novos cantos.
  40. 40. E/SUBE/CRE(09.18.047) E. M. BELISÁRIO PENADIREÇÃO: LEILA ANGELICA LIMA MELO MARGARETE OLIVEIRA DO NASCIMENTOCOORDENAÇÃO PEDAGÓGICA: GISELE BARBOSA LOPES

×