SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS O PAPEL DA INTERAÇÃO PROFESSOR-ALUNO  NO DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA  NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Defesa de Dissertação de Mestrado  Mestranda: Giselle Trajano Ignacio Castro Orientadora: Prof a  Dr a  Solange Coelho Vereza
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Roteiro
Objetivo da Pesquisa ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Roteiro
Justificativa ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Roteiro
Questões de Pesquisa ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Roteiro
Fundamentação Teórica ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Fundamentação Teórica ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Fundamentação Teórica ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Roteiro
Metodologia Procedimentos metodol ó gicos   Base de coleta de dados •  Práticas interacionais entre alunos e professores do  Online Courses  via correio  eletrônico. •  Constituição do corpus: vinte e quatro e-mails, trocados entre tutores e alunos – doze trocas comunicativas, cada uma delas formada por uma mensagem eletrônica do professor e a respectiva resposta do aluno, no período compreendido entre fevereiro e setembro de 2008. Triangulação de dados: •  Análise das entrevistas semiestruturadas com professores do curso online. •  Análise de conteúdo da correspondência via e-mail entre alunos e tutores do Online Courses .
Metodologia Procedimentos metodol ó gicos   Análise do corpus •  A análise do conteúdo do corpus foi de caráter qualitativo, com base no referencial teórico e teve como foco a forma pela qual o conteúdo dos textos de correspondência via e-mail entre alunos e professores evidencia a construção da autonomia e o papel do professor como andaime nesse processo. Unidades de análise •  A operacionalização da análise requereu a formulação de unidades analíticas para tratar os dados do ponto de vista linguístico-discursivo. •  A análise das trocas comunicativas via e-mail entre aluno e professor fundamenta-se em pressupostos da pragmática, por ser esta uma área que focaliza o estudo do significado elaborado  por um falante  e interpretado por um ouvinte, tendo em vista um contexto específico, no qual ocorre a interação.
Metodologia Procedimentos metodol ó gicos   Unidades de análise Pressupostos da Pragmática na análise do corpus •  Teoria dos atos da fala: suporte na identificação das intenções comunicativas das mensagens de e-mail, contribuindo para a caracterização do tipo de influência que o professor, potencialmente, exerce no aluno. •  Teoria da polidez: auxílio na compreensão da natureza das interações entre professor e aluno, e os aspectos socioafetivos que influenciam as mesmas. •  Pares adjacentes: a articulação de pares adjacentes nas trocas comunicativas confirma o caráter dialógico das mensagens de e-mail, e a sua análise nos permite avaliar o grau de compreensão e de proximidade intersubjetiva entre os interlocutores nas interações professor-aluno.
Metodologia Procedimentos metodol ó gicos   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Metodologia Procedimentos metodol ó gicos   Entrevistas •  Realizamos uma entrevista semiestruturada com duas professoras participantes das trocas comunicativas que atuam como tutoras no  Online Courses. •  A entrevista abrangeu cinco perguntas sobre a troca de correspondência via correio eletrônico entre aprendizes e tutores: 1 - Qual foi a sua motivação inicial ao escrever para este aluno? 2 - Você adotou algum critério ou teve alguns cuidados ao escrever? 3 - O e-mail de resposta do aluno correspondeu às suas expectativas? Por que sim?  Ou por que não? 4 - Como foi o desempenho desse aluno em seguida a essa troca de mensagens? 5 - Você acredita que o fato de mantermos contato com os alunos através de e-mails é positivo?
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Roteiro
Análise dos Dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Corpus – Breve Análise de Conteúdo Troca comumicativa: quadro 1  –  identifica ç ão de atos comunicativos
Corpus – Breve Análise de Conteúdo Troca comumicativa: quadro 2  –  identifica ç ão de pares adjacentes
Análise dos Dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Roteiro
Considerações Finais ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Considerações Finais ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Considerações Finais ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Considerações Finais ,[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNTModelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Rosineia Oliveira dos Santos
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
RafaelBorges3
 
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos HumanosRelatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
AlessandraLoureiro
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
mauricio aquino
 
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemplo
Felipe Pereira
 
Modelo de relatório de visita
Modelo de relatório de visitaModelo de relatório de visita
Modelo de relatório de visita
Giovanna Ortiz
 
Exemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aulaExemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aula
Bárbara Caldeira
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Ficha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminárioFicha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminário
Roberto Rorras Moura
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
marildabacana
 
Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!
Silvio Medeiros
 
Modelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNTModelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNT
Micheli Wink
 
Carta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modeloCarta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modelo
Ezinalva Lima
 
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
jlpaesjr
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
Taiane Arruda
 
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário AcadêmicoComo Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
Rafael Gonçalves Lima
 
Aula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aulaAula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aula
Karlla Costa
 
Aula como elaborar um artigo científico
Aula   como elaborar um artigo científicoAula   como elaborar um artigo científico
Aula como elaborar um artigo científico
Ludmila Moura
 
Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio.
Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio. Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio.
Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio.
Fran Maciel
 
Modelo relatorio
Modelo relatorioModelo relatorio
Modelo relatorio
rsaloes
 

Mais procurados (20)

Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNTModelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
 
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos HumanosRelatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
Relatório Final de Estágio Supervisionado - Recursos Humanos
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemplo
 
Modelo de relatório de visita
Modelo de relatório de visitaModelo de relatório de visita
Modelo de relatório de visita
 
Exemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aulaExemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aula
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
 
Ficha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminárioFicha de avaliação de seminário
Ficha de avaliação de seminário
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 
Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!
 
Modelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNTModelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNT
 
Carta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modeloCarta de-intencao-modelo
Carta de-intencao-modelo
 
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário AcadêmicoComo Apresentar um Seminário Acadêmico
Como Apresentar um Seminário Acadêmico
 
Aula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aulaAula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aula
 
Aula como elaborar um artigo científico
Aula   como elaborar um artigo científicoAula   como elaborar um artigo científico
Aula como elaborar um artigo científico
 
Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio.
Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio. Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio.
Observação, Questionário e Entrevista. Autor: Profa Anna Buy - PUC Rio.
 
Modelo relatorio
Modelo relatorioModelo relatorio
Modelo relatorio
 

Destaque

Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestradoApresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
robsonf
 
Apresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestradoApresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestrado
EB 2,3 Rainha Santa Isabel - Carreira
 
Guia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma TeseGuia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma Tese
Márcia Castilho de Sales
 
Defesa Mestrado
Defesa MestradoDefesa Mestrado
Defesa Mestrado
Ulysses Varela
 
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Susana Lemos
 
Defesa de tese do mestrado
Defesa de tese do mestradoDefesa de tese do mestrado
Defesa de tese do mestrado
Marco Aurélio Tomaz Jr
 
Francisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertação
Francisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertaçãoFrancisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertação
Francisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertação
chicorasia
 
Dissertação mestrado UFPB
Dissertação mestrado UFPBDissertação mestrado UFPB
Dissertação mestrado UFPB
Helder De Oliveira
 
Design de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira Pinto
Design de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira PintoDesign de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira Pinto
Design de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira Pinto
Rodrigo Freese Gonzatto
 
Defesa de mestrado apresentação
Defesa de mestrado apresentaçãoDefesa de mestrado apresentação
Defesa de mestrado apresentação
Erivelto Teixeira
 
educacion virtual
 educacion virtual educacion virtual
educacion virtual
nelson3191
 
Desafíos actuales de la Docencia y las Tics
Desafíos actuales de la Docencia y las TicsDesafíos actuales de la Docencia y las Tics
Desafíos actuales de la Docencia y las Tics
Max Viveros Barahona
 
Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....
Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....
Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....
Academia de Tecnologías LIbres y Social Media
 
Cambio de roles frente a las tics
Cambio de roles frente a las ticsCambio de roles frente a las tics
Cambio de roles frente a las tics
makiojeda
 
Competencias del Docente Virtual
Competencias del Docente VirtualCompetencias del Docente Virtual
Competencias del Docente Virtual
Carlos Ruiz Bolivar
 
Sustenta power point tesis ultima
Sustenta power point tesis ultimaSustenta power point tesis ultima
Sustenta power point tesis ultima
nidiahernandez2011
 
Modificando conducta violenta en niños inter
Modificando conducta violenta en niños interModificando conducta violenta en niños inter
Modificando conducta violenta en niños inter
Norberto
 
Modelo de apresentação da tese
Modelo de apresentação da teseModelo de apresentação da tese
Modelo de apresentação da tese
Delza
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010
João Piedade
 
Educação a Distancia no Brasil
Educação a Distancia no Brasil Educação a Distancia no Brasil
Educação a Distancia no Brasil
Maria de los Dolores J Peña
 

Destaque (20)

Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestradoApresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
 
Apresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestradoApresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestrado
 
Guia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma TeseGuia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma Tese
 
Defesa Mestrado
Defesa MestradoDefesa Mestrado
Defesa Mestrado
 
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
 
Defesa de tese do mestrado
Defesa de tese do mestradoDefesa de tese do mestrado
Defesa de tese do mestrado
 
Francisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertação
Francisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertaçãoFrancisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertação
Francisco Rasia - PPGTE - projeto de dissertação
 
Dissertação mestrado UFPB
Dissertação mestrado UFPBDissertação mestrado UFPB
Dissertação mestrado UFPB
 
Design de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira Pinto
Design de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira PintoDesign de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira Pinto
Design de Interação e a Amanualidade em Álvaro Vieira Pinto
 
Defesa de mestrado apresentação
Defesa de mestrado apresentaçãoDefesa de mestrado apresentação
Defesa de mestrado apresentação
 
educacion virtual
 educacion virtual educacion virtual
educacion virtual
 
Desafíos actuales de la Docencia y las Tics
Desafíos actuales de la Docencia y las TicsDesafíos actuales de la Docencia y las Tics
Desafíos actuales de la Docencia y las Tics
 
Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....
Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....
Tutoría Virtual. Rol del docente en la Educación a Distancia en el siglo XXI....
 
Cambio de roles frente a las tics
Cambio de roles frente a las ticsCambio de roles frente a las tics
Cambio de roles frente a las tics
 
Competencias del Docente Virtual
Competencias del Docente VirtualCompetencias del Docente Virtual
Competencias del Docente Virtual
 
Sustenta power point tesis ultima
Sustenta power point tesis ultimaSustenta power point tesis ultima
Sustenta power point tesis ultima
 
Modificando conducta violenta en niños inter
Modificando conducta violenta en niños interModificando conducta violenta en niños inter
Modificando conducta violenta en niños inter
 
Modelo de apresentação da tese
Modelo de apresentação da teseModelo de apresentação da tese
Modelo de apresentação da tese
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010
 
Educação a Distancia no Brasil
Educação a Distancia no Brasil Educação a Distancia no Brasil
Educação a Distancia no Brasil
 

Semelhante a Apresentação da Dissertação de Mestrado

Trajetória pigead
Trajetória pigeadTrajetória pigead
Trajetória pigead
Renata Barbosa
 
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutorArtigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
Solvilarim
 
Relato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJ
Relato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJRelato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJ
Relato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJ
Tatyanne Valdez
 
~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS
~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS
~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS
ProfessorPrincipiante
 
Act3(2)
Act3(2)Act3(2)
Act3(2)
Maria Leal
 
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distânciaSistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distância
culturaafro
 
Resumo oprocessodeensinonumcontextod
Resumo oprocessodeensinonumcontextodResumo oprocessodeensinonumcontextod
Resumo oprocessodeensinonumcontextod
Amorim Albert
 
Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...
Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...
Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...
CIDTFF – Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores
 
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processoPrograma de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo
ProfessorPrincipiante
 
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...
ProfessorPrincipiante
 
Avaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidades
Avaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidadesAvaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidades
Avaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidades
Sidnei Santos
 
Modelo da Distância Transaccional
Modelo da Distância TransaccionalModelo da Distância Transaccional
Modelo da Distância Transaccional
sandrapedro
 
Brites bate t1 1200070 ead
Brites bate t1 1200070 eadBrites bate t1 1200070 ead
Brites bate t1 1200070 ead
Brites Caipira
 
Artigo metodologia no ensino da educação superior
Artigo metodologia no ensino da educação superiorArtigo metodologia no ensino da educação superior
Artigo metodologia no ensino da educação superior
R D
 
Equipe multidisciplinar
Equipe multidisciplinarEquipe multidisciplinar
Equipe multidisciplinar
Adriana Silva
 
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
Inge Suhr
 
Avaliação pedagógica Digital em Contextos de Elearning
Avaliação pedagógica Digital em Contextos de ElearningAvaliação pedagógica Digital em Contextos de Elearning
Avaliação pedagógica Digital em Contextos de Elearning
Elizabeth Batista
 
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
LilianeMotaFonsca
 
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
valmirsouto
 
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
valmirsouto
 

Semelhante a Apresentação da Dissertação de Mestrado (20)

Trajetória pigead
Trajetória pigeadTrajetória pigead
Trajetória pigead
 
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutorArtigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
Artigo solange vilarim de araujo o papel e desafios do tutor
 
Relato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJ
Relato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJRelato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJ
Relato de experiência do Curso de Formação de Tutores em EAD da UFRJ
 
~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS
~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS
~PROFESSORES INCIANTES: TEORIAS, PRÁTICAS, DILEMAS E DESAFIOS
 
Act3(2)
Act3(2)Act3(2)
Act3(2)
 
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distânciaSistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distância
 
Resumo oprocessodeensinonumcontextod
Resumo oprocessodeensinonumcontextodResumo oprocessodeensinonumcontextod
Resumo oprocessodeensinonumcontextod
 
Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...
Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...
Fóruns de discussão e aprendizagem colaborativa no Ensino Superior - Represen...
 
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processoPrograma de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo
 
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...
Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo...
 
Avaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidades
Avaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidadesAvaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidades
Avaliação da aprendizagem em rede: limites e possibilidades
 
Modelo da Distância Transaccional
Modelo da Distância TransaccionalModelo da Distância Transaccional
Modelo da Distância Transaccional
 
Brites bate t1 1200070 ead
Brites bate t1 1200070 eadBrites bate t1 1200070 ead
Brites bate t1 1200070 ead
 
Artigo metodologia no ensino da educação superior
Artigo metodologia no ensino da educação superiorArtigo metodologia no ensino da educação superior
Artigo metodologia no ensino da educação superior
 
Equipe multidisciplinar
Equipe multidisciplinarEquipe multidisciplinar
Equipe multidisciplinar
 
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
 
Avaliação pedagógica Digital em Contextos de Elearning
Avaliação pedagógica Digital em Contextos de ElearningAvaliação pedagógica Digital em Contextos de Elearning
Avaliação pedagógica Digital em Contextos de Elearning
 
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
ARTIGO_Metodologias Ativas uma Ação Colaborativa para a Formação de Multiplic...
 
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
 
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
Apresentação - Prof. José Lucas Pedreira Bueno, Dr.
 

Último

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 

Último (20)

cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 

Apresentação da Dissertação de Mestrado

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS O PAPEL DA INTERAÇÃO PROFESSOR-ALUNO NO DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Defesa de Dissertação de Mestrado Mestranda: Giselle Trajano Ignacio Castro Orientadora: Prof a Dr a Solange Coelho Vereza
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. Metodologia Procedimentos metodol ó gicos Base de coleta de dados • Práticas interacionais entre alunos e professores do Online Courses via correio eletrônico. • Constituição do corpus: vinte e quatro e-mails, trocados entre tutores e alunos – doze trocas comunicativas, cada uma delas formada por uma mensagem eletrônica do professor e a respectiva resposta do aluno, no período compreendido entre fevereiro e setembro de 2008. Triangulação de dados: • Análise das entrevistas semiestruturadas com professores do curso online. • Análise de conteúdo da correspondência via e-mail entre alunos e tutores do Online Courses .
  • 14. Metodologia Procedimentos metodol ó gicos Análise do corpus • A análise do conteúdo do corpus foi de caráter qualitativo, com base no referencial teórico e teve como foco a forma pela qual o conteúdo dos textos de correspondência via e-mail entre alunos e professores evidencia a construção da autonomia e o papel do professor como andaime nesse processo. Unidades de análise • A operacionalização da análise requereu a formulação de unidades analíticas para tratar os dados do ponto de vista linguístico-discursivo. • A análise das trocas comunicativas via e-mail entre aluno e professor fundamenta-se em pressupostos da pragmática, por ser esta uma área que focaliza o estudo do significado elaborado por um falante e interpretado por um ouvinte, tendo em vista um contexto específico, no qual ocorre a interação.
  • 15. Metodologia Procedimentos metodol ó gicos Unidades de análise Pressupostos da Pragmática na análise do corpus • Teoria dos atos da fala: suporte na identificação das intenções comunicativas das mensagens de e-mail, contribuindo para a caracterização do tipo de influência que o professor, potencialmente, exerce no aluno. • Teoria da polidez: auxílio na compreensão da natureza das interações entre professor e aluno, e os aspectos socioafetivos que influenciam as mesmas. • Pares adjacentes: a articulação de pares adjacentes nas trocas comunicativas confirma o caráter dialógico das mensagens de e-mail, e a sua análise nos permite avaliar o grau de compreensão e de proximidade intersubjetiva entre os interlocutores nas interações professor-aluno.
  • 16.
  • 17. Metodologia Procedimentos metodol ó gicos Entrevistas • Realizamos uma entrevista semiestruturada com duas professoras participantes das trocas comunicativas que atuam como tutoras no Online Courses. • A entrevista abrangeu cinco perguntas sobre a troca de correspondência via correio eletrônico entre aprendizes e tutores: 1 - Qual foi a sua motivação inicial ao escrever para este aluno? 2 - Você adotou algum critério ou teve alguns cuidados ao escrever? 3 - O e-mail de resposta do aluno correspondeu às suas expectativas? Por que sim? Ou por que não? 4 - Como foi o desempenho desse aluno em seguida a essa troca de mensagens? 5 - Você acredita que o fato de mantermos contato com os alunos através de e-mails é positivo?
  • 18.
  • 19.
  • 20. Corpus – Breve Análise de Conteúdo Troca comumicativa: quadro 1 – identifica ç ão de atos comunicativos
  • 21. Corpus – Breve Análise de Conteúdo Troca comumicativa: quadro 2 – identifica ç ão de pares adjacentes
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.