O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Artigo científico
TÍTULO DO ARTIGO: SUBTÍTULO FACULTATIVO [ARIAL 12, BOLD, CENTRADO]
Nome do primeiro autor1
, Nome do seg...
Artigo científico
No corpo do artigo deve ser usada a letra Arial 11, com texto justificado e
espaçamento 1.5 entre linhas...
Artigo científico
avanço de 2 cm do lado esquerdo, letra Arial tamanho 10, sem aspas, do modo que a
seguir se apresenta:
O...
Artigo científico
Figura 1. Eça de Queiroz, escritor português (Fonte: http://www.feq.pt)
No caso das tabelas, a legenda a...
Artigo científico
ligados por marcadores de organização textual. A linguagem deve ser objetiva e a
informação deve ser rig...
Artigo científico
ligados por marcadores de organização textual. A linguagem deve ser objetiva e a
informação deve ser rig...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Modelo de artigo cientifico

1.206 visualizações

Publicada em

Este modelo auxilia a formatar um artigo científico de investigação documental ou de práticas. Com um artigo científico pretende-se divulgar e discutir temas, métodos, técnicas, processos e resultados numa determinada área do conhecimento científico. Pode focalizar-se na teoria, experimentação ou revisão de ideias científicas.
Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil - Baião

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Modelo de artigo cientifico

  1. 1. Artigo científico TÍTULO DO ARTIGO: SUBTÍTULO FACULTATIVO [ARIAL 12, BOLD, CENTRADO] Nome do primeiro autor1 , Nome do segundo autor2 , etc. [Arial 11, itálico, centrado, nomes separados por ,] Nome professor(es) orientador(es)3 [Arial 11, itálico, centrado, nomes separados por , – se for um artigo apresentado por um docente, esta parte será retirada] 1 email@primeiro_autor, 2 email@segundo_autor, …, 3 email@professor_orientador Resumo [Arial 11, bold, centrado] Este modelo auxilia a formatar um artigo científico de investigação documental ou de práticas. Com um artigo científico pretende-se divulgar e discutir temas, métodos, técnicas, processos e resultados numa determinada área do conhecimento científico. Pode focalizar-se na teoria, experimentação ou revisão de ideias científicas. Quanto ao resumo do artigo, deve usar-se a fonte Arial, tamanho 10, alinhamento justificado e não incluir abreviaturas, siglas, citações, referências bibliográficas nem notas de rodapé. O resumo deve ser uma apresentação breve do assunto do artigo e deve ser escrito em texto contínuo, ou seja, apenas num parágrafo, com avanço de 1 centímetro à esquerda e à direita. É apresentado em Português e Inglês ou Francês para facilitar a divulgação do trabalho em circuitos internacionais. Deve ter entre 100 e 180 palavras. Depois do resumo deverão ser indicadas algumas palavras-chave (entre 3 e 6 palavras-chave) que caracterizam o conteúdo do artigo. Palavras-chave: Arte Gótica, Idade Média, … [Arial 11, justificado, separadas por ,]. Abstract ou Résumè [Arial 11, bold, centrado] Para além do resumo em Português, o artigo deve conter um resumo em Inglês (abstract) ou em Francês (résumè), seguindo as regras definidas anteriormente. Depois do Abstract ou Résumè, deve preencher as Keywords (se tiver optado pelo inglês) ou Mot-clé (se tiver escolhido francês). Apague o que não utilize. Keywords: Gothic Art, Middle Age, ... [Arial 11, justificado, separadas por ,]. OU Mot-clé: Art Gothique, Moyen Âge, ... [Arial 11, justificado, separadas por ,]. 1. Introdução Excluindo o resumo e as referências bibliográficas, o texto total do artigo deve ter entre 1500 e 2500 palavras. Não deve conter anexos.
  2. 2. Artigo científico No corpo do artigo deve ser usada a letra Arial 11, com texto justificado e espaçamento 1.5 entre linhas. Os artigos científicos a enviar para publicação devem seguir o presente modelo. Este documento respeita o formato, podendo servir de base à edição final do artigo a enviar. Em termos de espaço, a Introdução deve preencher cerca de 20% do artigo. Lembra- se que a atenção do leitor deve ficar presa desde o início do trabalho. Por isso, o parágrafo inicial da Introdução é muito importante, pois apresenta o tema a tratar, assim como as características gerais que permitam a sua identificação, e a sua escrita deve merecer especial cuidado. O mesmo sucede com o Resumo onde se faz uma apresentação breve do assunto do artigo e a Conclusão que sintetiza os resultados a que se chegou. Pela ordem que se julgar mais conveniente, na Introdução deverão estar presentes as seguintes informações: • interesse do tema (porquê pesquisar e escrever sobre o assunto do artigo, qual a sua utilidade e razões da escolha – contextualização e justificação); • enquadramento teórico dos assuntos tratados (principais investigações feitas na área em que se insere o artigo, com as respetivas referências bibliográficas); • objetivos ou propósitos gerais do trabalho (para que o leitor fique com uma visão abrangente do tema do artigo); • questões ou problemas a tratar (as questões colocadas na Introdução devem ter correspondência na Conclusão); • estrutura geral do artigo (o modo como está dividido o artigo). Quando estamos a usar as ideias de algum autor, introduzimos referências ao longo do texto, as quais podem ser citações ou transcrições. O que distingue a citação da transcrição? Para Azevedo (2009), numa citação utilizam-se as ideias de outra pessoa, embora a forma de redigir se mantenha a do autor do artigo, como é o caso do exemplo que acabamos de apresentar. Quanto à transcrição, além das ideias, também são aproveitadas as palavras do autor que consultamos. As transcrições podem ser longas ou curtas. Se for uma transcrição curta (com menos de 40 palavras), esta insere-se no “texto, entre aspas, com indicação da página” (Azevedo, 2009, p. 136), como acabamos de efetuar. Quando a transcrição é longa fica situada num bloco separado do texto, com espaçamento simples (1 espaço),
  3. 3. Artigo científico avanço de 2 cm do lado esquerdo, letra Arial tamanho 10, sem aspas, do modo que a seguir se apresenta: Os quadros e figuras que não são do autor devem ser acompanhados pela indicação da fonte e da página onde originalmente aparecem. Imediatamente depois dos conteúdos do quadro e suas explicações integrantes ou logo depois do título da figura, escreve-se, em nota, se se trata de transcrição ou adaptação. (Azevedo, 2009, p. 138) É importante lembrar que o artigo tem que ser uma contribuição original e inédita. Os seus autores são responsáveis pelo respeito dos direitos de autor, quer no que respeita a citações e transcrições, como também gráficos, figuras ou outros elementos utilizados no texto. 2. Metodologia da investigação Esta parte do artigo deve conter a metodologia da investigação, ou seja, os métodos, procedimentos e técnicas usadas para se estudar o problema inicialmente mencionado na Introdução. Pela ordem que se entender, esta parte do trabalho deve incluir: • localização, no tempo (data) e espaço (local), da investigação; • questão de investigação (o problema que irá ser abordado); • objetivo(s) e/ou hipótese de estudo; • descrição do método seguido no artigo e razão da sua escolha: investigação documental, metodologia experimental, estudo de caso, investigação-ação, …; • procedimentos e instrumentos usados na recolha dos dados (como entrevistas, testes, grelhas de observação, diários de campo, questionários, …), com caracterização da amostra ou participantes no estudo (se for caso disso). 3. Desenvolvimento ou Dados e resultados O artigo não deverá ser paginado, nem devem ser utilizados cabeçalhos ou notas de rodapé. As abreviaturas, siglas e acrónimos devem ser definidos a primeira vez que se utilizem no texto. As figuras, tabelas e gráficos são inseridos após terem sido referenciados no texto e devem ser centrados, numerados e legendados (a legenda aparece na mesma página da figura, tabela ou gráfico). A numeração é independente entre si e a legenda deve usar a letra Arial, tamanho 11 e também ela centrada. No caso das figuras e gráficos, a legenda aparece por baixo dos mesmos e, caso não sejam originais, a fonte deve ser indicada (Figura 1).
  4. 4. Artigo científico Figura 1. Eça de Queiroz, escritor português (Fonte: http://www.feq.pt) No caso das tabelas, a legenda aparece por cima das mesmas (Tabela 1). Tabela 1. Tabela em branco Quando as fotografias ou esquemas sejam originais do autor do artigo, a seguir à legenda deve ser acrescentada a autoria utilizando-se o seguinte formato: © Nome Apelido, 2016 Se o artigo quiser apresentar um ensaio ou reflexão teórica sobre um determinado tema científico, e caso se tenha optado por uma metodologia de investigação documental, devem recolher-se informações de, no mínimo, cinco (5) fontes fidedignas, independentemente de serem obras/recursos materiais ou digitais. Para a escrita deve recorrer-se a citações ou interpretações de leituras e todas as fontes utilizadas devem ser devidamente referenciadas. Se o artigo pretender apresentar práticas de investigação, este é o espaço onde se apresentam e analisam os dados e resultados. Dá-se conta das respostas obtidas para as questões que se investigam. Descrevem-se e discutem-se os dados/resultados obtidos, os quais poderão ser ilustrados com figuras, tabelas ou gráficos considerados relevantes. Desta forma, o autor do artigo irá confirmar, ou não, a hipótese inicial, cruzando os dados obtidos com os estudos mencionados na Introdução, na parte referente à revisão de literatura efetuada. O título “Desenvolvimento” ou “Dados e resultados” poderá ser substituído por mais do que um título e subtítulos, desde que tal se considere necessário à abordagem dos vários assuntos. Toda a parte do desenvolvimento do trabalho deve ter vários parágrafos com caráter expositivo; deve haver uma hierarquização das ideias numa sucessão de parágrafos
  5. 5. Artigo científico ligados por marcadores de organização textual. A linguagem deve ser objetiva e a informação deve ser rigorosa e centrada no assunto. 4. Conclusão Nesta parte final do artigo dá-se uma visão global da investigação e dos seus aspetos mais relevantes, apresentando-se as principais conclusões. Assim, apresenta-se resposta às questões levantadas anteriormente, emite-se uma opinião pessoal sobre o tema (mas que esteja fundamentada cientificamente), explicita-se a sua relevância, indicam-se pontos fracos ou limitações do trabalho e deixam-se pistas/sugestões para a realização de outras investigações relacionadas com o assunto. A conclusão deve ser breve, concisa e redigida num tom convincente, defendendo e valorizando as contribuições dadas pelo trabalho à área de conhecimento em questão. Referências bibliográficas No corpo do texto, as referências bibliográficas, apresentadas por ordem alfabética, devem estar indicadas usando o sistema (Autor, data). Nas referências bibliográficas, a primeira linha não deve ter indentação. As restantes linhas devem ter um avanço de 1,25 cm. Para referenciar, seguir as normas APA (American Psychological Association). Só constarão nas referências bibliográficas as obras explicitadas no decurso do trabalho. Exemplos: [Arial 11, espaçamento entre linhas de 1.5, justificado, espaçamento depois dos parágrafos de 6 pontos] Apelido, N. (s.d.). Título do texto/livro/artigo. Recuperado em 2016, fevereiro 3, de http://endereço_completo_do_documento Apelido, N., & Apelido, N. (2013). Título do livro. Cidade: Editora. Apelido, N., & Apelido, N. (2015). Título do artigo. Nome da Revista, 27 (3), 56-65.
  6. 6. Artigo científico ligados por marcadores de organização textual. A linguagem deve ser objetiva e a informação deve ser rigorosa e centrada no assunto. 4. Conclusão Nesta parte final do artigo dá-se uma visão global da investigação e dos seus aspetos mais relevantes, apresentando-se as principais conclusões. Assim, apresenta-se resposta às questões levantadas anteriormente, emite-se uma opinião pessoal sobre o tema (mas que esteja fundamentada cientificamente), explicita-se a sua relevância, indicam-se pontos fracos ou limitações do trabalho e deixam-se pistas/sugestões para a realização de outras investigações relacionadas com o assunto. A conclusão deve ser breve, concisa e redigida num tom convincente, defendendo e valorizando as contribuições dadas pelo trabalho à área de conhecimento em questão. Referências bibliográficas No corpo do texto, as referências bibliográficas, apresentadas por ordem alfabética, devem estar indicadas usando o sistema (Autor, data). Nas referências bibliográficas, a primeira linha não deve ter indentação. As restantes linhas devem ter um avanço de 1,25 cm. Para referenciar, seguir as normas APA (American Psychological Association). Só constarão nas referências bibliográficas as obras explicitadas no decurso do trabalho. Exemplos: [Arial 11, espaçamento entre linhas de 1.5, justificado, espaçamento depois dos parágrafos de 6 pontos] Apelido, N. (s.d.). Título do texto/livro/artigo. Recuperado em 2016, fevereiro 3, de http://endereço_completo_do_documento Apelido, N., & Apelido, N. (2013). Título do livro. Cidade: Editora. Apelido, N., & Apelido, N. (2015). Título do artigo. Nome da Revista, 27 (3), 56-65.

×