O slideshow foi denunciado.
TCC: Seções Introdução,Revisão da Literatura e      Objetivos Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz           rilva@ccm.ufpb.br
INTRODUÇÃO     • Argumentar: mostrar as implicações clínicas, científicas e   sociais que o estudo do tema            pode...
INTRODUÇÃO• Estudo diretamente relacionado ao  tema da monografia: aquele que abordou os mesmos fenômenos, na mesma realid...
INTRODUÇÃO• Alcance da revisão (quanto ao   número de anos rastreados)Decisão a ser tomada entre o autor e o   orientador ...
INTRODUÇÃO• Se a monografia não for extensa             (< 30 laudas)    Não cabe uma longa Introdução    Para uma Introdu...
INTRODUÇÃO     •Delimitar   Delimitação precisa: Oproblema de pesquisa deve   estar bem circunscrito        Definir: termo...
INTRODUÇÃOFixar os limites: Definições- Fornecer definições explícitas     de conceitos-chave dapesquisa: o mesmo termo ne...
INTRODUÇÃO  Indicar que lacunas ou    inconsistências noconhecimento anterior se     busca esclarecer     Demonstrar que o...
INTRODUÇÃO   Fornecer o ‘pano de   fundo’ para que se  entenda a proposta e como esta se relacionacom as questões atuais d...
INTRODUÇÃO   Componentes-chave  Apresentação do problema que     levou ao estudo proposto Inserção do problema no âmbito  ...
INTRODUÇÃOApresentação do problema iniciar com um parágrafo queexpresse a questão focalizada,       inserindo-a em uma   p...
INTRODUÇÃO Revisão da Literatura agrupar estudos para   efeito de análisereferir pesquisas uma auma torna cansativa a    l...
INTRODUÇÃODeficiências encontradas      apontar aspectosnegligenciados em estudos         anteriores   Indicar como o estu...
INTRODUÇÃO       EM RESUMO: Uma INTRODUÇÃO bem feita deve lembrar a ‘imagem deum funil’: começar pelo tema     (mais amplo...
INTRODUÇÃO        EM RESUMO:Uma INTRODUÇÃO bem feitadeve tecer a argumentação   com base na análise das     lacunas e dos ...
INTRODUÇÃO   Quando a argumentação é   bem sucedida, ao final da  INTRODUÇÃO, o leitor estaráconvencido da necesidade de  ...
INTRODUÇÃO   Formulação da pergunta• Etapa fundamental da pesquisa  • Fornece o elemento principal   para estabelecer o ob...
INTRODUÇÃO Construir oproblema de  pesquisa
Definir oProblema:   Qual a perguntaprincipal do  estudo?
Exemplos de perguntas clínicas e seus componentes Situação clínica                 Procedimento                    Desfech...
INTRODUÇÃOEmbora a Introdução seja aprimeira parte do trabalho, recomenda-se que seja a  última a ser redigida de       fo...
INTRODUÇÃO  Defeitos mais comuns na redação           da IntroduçãoNão apresentar adequadamente o problema a              ...
REVISÃO DA LITERATURA   Fase necessária ao processo de pesquisa Está implícita no próprio caráter cumulativo doconheciment...
REVISÃO DA LITERATURA Finalidades da Revisão  Evitar duplicação de esforços Buscar integração do que já foi  feito ou veri...
REVISÃO DA LITERATURA  A Revisão da Literatura deve demonstrar que aliteratura relevante parao estudo do problema foiexami...
REVISÃO DA LITERATURA Uma revisão crítica da literatura é umahabilidade adquirida. Continue a ler e a         reler.
OBJETIVOS     O que sepretende alcançar  com o estudo?
OBJETIVOSObjetivo Geral  Objetivos Específicos
OBJETIVOS      Objetivo Geral: diretamente relacionado    com o problema de        pesquisa   O problema é formulado sob a...
OBJETIVOSObjetivos Específicos:relacionam-se ao objetivo           geral;quesitos que precisam ser  atingidos para que o  ...
Objetivos Específicos• Cada objetivo específico é escrito    em uma alínea, iniciando com  letra minúscula e terminando co...
Objetivos   Iniciar com verbos:    verificar, avaliar,identificar, determinar, relacionar, comparar,demonstrar, descrever,...
Descrevendo objetivos gerais• Identificar fatores associados ao baixo risco  cardiometabólico em mulheres obesas  atendida...
Descrevendo objetivos gerais• Estimar a prevalência e avaliar fatores  associados a queixas de insônia em  auxiliares de e...
Descrevendo objetivos específicos   • Evitar excesso de objetivos   específicos: impacto negativo         sobre os avaliad...
Silva, Edna Maria de Sousa. A Prevalência de diabetes mellitus tipo 2 e de tolerância diminuída àglicose em homens de 30 a...
Descrevendo objetivos (artigos)  Os objetivos deste estudo foram,primariamente, avaliar ocomportamento das variáveishemodi...
Descrevendo objetivos (artigos)  Investigar as percepções que aspessoas idosas portadoras deHipertensão Arterial Sistêmica...
"O pesquisador que não     souber o que está       procurando não  compreenderá o que             encontrar"        (Claud...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB

207.557 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Muito bom! Recomendo também um curso que fiz pra acelerar meu TCC que deixei pra última hora e não tinha a ajuda do meu orientandor pra elaborar, só fazia dizer pra corrigir isso e aquilo e não ajudava em nada. Vou deixar o link pra quem ficou desesperado como eu e tá sem tempo. Segue o link http://www.digitalcurso.com/tcc-em-1-semana/tcc-sem-drama
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB

  1. 1. TCC: Seções Introdução,Revisão da Literatura e Objetivos Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz rilva@ccm.ufpb.br
  2. 2. INTRODUÇÃO • Argumentar: mostrar as implicações clínicas, científicas e sociais que o estudo do tema poderá trazer • Descrever: indicar o que já foiinvestigado, discutido e concluído sobre o tema - estudos direta e indietamente relacionados
  3. 3. INTRODUÇÃO• Estudo diretamente relacionado ao tema da monografia: aquele que abordou os mesmos fenômenos, na mesma realidade, com o mesmo enfoque• Estudo relacionado indiretamente ao tema da monografia: aquele que apresenta diferenças no próprio fenômeno, na realidade escolhida ou até no modo de enfocar o tema
  4. 4. INTRODUÇÃO• Alcance da revisão (quanto ao número de anos rastreados)Decisão a ser tomada entre o autor e o orientador da monografia: varia conforme o tema Em geral buscam-se publicações dos últimos cinco anosAtenção: Não se abre mão dos estudos recentes
  5. 5. INTRODUÇÃO• Se a monografia não for extensa (< 30 laudas) Não cabe uma longa Introdução Para uma Introdução curta, não comportam subdivisões• Se a monografia for mais extensa Introdução: Justificativa, conceitos, problema de pesquisa Revisão da literatura: com subdivisões
  6. 6. INTRODUÇÃO •Delimitar Delimitação precisa: Oproblema de pesquisa deve estar bem circunscrito Definir: termos Especificar: em relação ao assunto
  7. 7. INTRODUÇÃOFixar os limites: Definições- Fornecer definições explícitas de conceitos-chave dapesquisa: o mesmo termo nem sempre tem um significado único, entendido da mesma forma por todos - Não fornecer definições mecanicistas de dicionário
  8. 8. INTRODUÇÃO Indicar que lacunas ou inconsistências noconhecimento anterior se busca esclarecer Demonstrar que otrabalho a ser realizado é necessário
  9. 9. INTRODUÇÃO Fornecer o ‘pano de fundo’ para que se entenda a proposta e como esta se relacionacom as questões atuais da área temática a que se refere
  10. 10. INTRODUÇÃO Componentes-chave Apresentação do problema que levou ao estudo proposto Inserção do problema no âmbito da literatura acadêmica Discussão das deficiênciasencontradas na literatura que trata do problema Explicitação da relevância do estudo
  11. 11. INTRODUÇÃOApresentação do problema iniciar com um parágrafo queexpresse a questão focalizada, inserindo-a em uma problemática mais amplaespecificar o problema: formula a pergunta da pesquisa
  12. 12. INTRODUÇÃO Revisão da Literatura agrupar estudos para efeito de análisereferir pesquisas uma auma torna cansativa a leitura do texto
  13. 13. INTRODUÇÃODeficiências encontradas apontar aspectosnegligenciados em estudos anteriores Indicar como o estudoproposto pretende pretende superar essas deficiências
  14. 14. INTRODUÇÃO EM RESUMO: Uma INTRODUÇÃO bem feita deve lembrar a ‘imagem deum funil’: começar pelo tema (mais amplo) e ir ao problema de pesquisa (mais delimitado)
  15. 15. INTRODUÇÃO EM RESUMO:Uma INTRODUÇÃO bem feitadeve tecer a argumentação com base na análise das lacunas e dos pontos controvertidos na bibliografiapara demonstrar a necessidade de realizar a investigação
  16. 16. INTRODUÇÃO Quando a argumentação é bem sucedida, ao final da INTRODUÇÃO, o leitor estaráconvencido da necesidade de realizar a pesquisaOs OBJETIVOS serão vistos como uma consequência lógica da argumentação apresentada
  17. 17. INTRODUÇÃO Formulação da pergunta• Etapa fundamental da pesquisa • Fornece o elemento principal para estabelecer o objetivo da pesquisa • Determina a metodologia a ser escolhida
  18. 18. INTRODUÇÃO Construir oproblema de pesquisa
  19. 19. Definir oProblema: Qual a perguntaprincipal do estudo?
  20. 20. Exemplos de perguntas clínicas e seus componentes Situação clínica Procedimento Desfecho Em doentes com sinais ...a ultrassonografia ...é mais acurada para clínicos de TVP... comparada à detectar a TVP? pletismografia... ... o tratamento inicial ... reduz a mortalidade, Em doentes com TVP... com heparina de baixo eventos peso molecular tromboembólicos e comparada com hemorragias? (É mais heparina não- eficaz e segura?) fracionada... Em doentes saudáveis ... qual a probabilidade que TVP do aparecimento de desenvolvem ... embolia pulmonar? (Qual o risco?) ... a heparina de baixo ... reduz a freqüência de Em pacientes com alto peso comparada com TVP? (É mais eficaz e risco de TVP... a segura?) heparina não fracionada...TVP = trombose venosa profunda
  21. 21. INTRODUÇÃOEmbora a Introdução seja aprimeira parte do trabalho, recomenda-se que seja a última a ser redigida de forma definitiva
  22. 22. INTRODUÇÃO Defeitos mais comuns na redação da IntroduçãoNão apresentar adequadamente o problema a ser estudadoApresentar uma extensa lista de autores com osprincipais resultados ou conclusões de cada um Deixar de mencionar alguns resultados já conhecidos e cuja rerefência só é feita na DiscussãoNão citar a partir dos trabalhos originais, mas a partir da citação de outros autores
  23. 23. REVISÃO DA LITERATURA Fase necessária ao processo de pesquisa Está implícita no próprio caráter cumulativo doconhecimento científico
  24. 24. REVISÃO DA LITERATURA Finalidades da Revisão Evitar duplicação de esforços Buscar integração do que já foi feito ou verificado em outrosestudos para apoiar as hipóteses da pesquisa Acesso às recomendações de outras pesquisas
  25. 25. REVISÃO DA LITERATURA A Revisão da Literatura deve demonstrar que aliteratura relevante parao estudo do problema foiexaminada criticamente
  26. 26. REVISÃO DA LITERATURA Uma revisão crítica da literatura é umahabilidade adquirida. Continue a ler e a reler.
  27. 27. OBJETIVOS O que sepretende alcançar com o estudo?
  28. 28. OBJETIVOSObjetivo Geral Objetivos Específicos
  29. 29. OBJETIVOS Objetivo Geral: diretamente relacionado com o problema de pesquisa O problema é formulado sob a forma d epergunta; o objetivo éredigido como afirmação (verbo no infinitivo).
  30. 30. OBJETIVOSObjetivos Específicos:relacionam-se ao objetivo geral;quesitos que precisam ser atingidos para que o objetivo geral seja alcançado.
  31. 31. Objetivos Específicos• Cada objetivo específico é escrito em uma alínea, iniciando com letra minúscula e terminando com ponto e vírgula• Verbo no infinitivo: deve ser preciso e não dar margem a muitas interpretações
  32. 32. Objetivos Iniciar com verbos: verificar, avaliar,identificar, determinar, relacionar, comparar,demonstrar, descrever, estimar
  33. 33. Descrevendo objetivos gerais• Identificar fatores associados ao baixo risco cardiometabólico em mulheres obesas atendidas em ambulatórios especializados do Sistema Único de Saúde, Salvador, Bahia, Brasil• Descrever e analisar o perfil epidemiológico da tuberculose-doença entre os pacientes atendidos no Hospital Universitário Antônio Pedro - UFF
  34. 34. Descrevendo objetivos gerais• Estimar a prevalência e avaliar fatores associados a queixas de insônia em auxiliares de enfermagem de um hospital universitário• Investigar a prevalência de fatores de risco cardiovascular e a adesão ao tratamento em pacientes cadastrados no Sistema de Acompanhamento de Hipertensos e Diabéticos (HIPERDIA) em unidade de referência de Fortaleza, Ceará, 2002 - 2005.
  35. 35. Descrevendo objetivos específicos • Evitar excesso de objetivos específicos: impacto negativo sobre os avaliadores • Evitar verbos abertos a muitas interpretações (saber, compreender, conhecer, apreciar)• Precisam ser claros, factíveis, específicos • Três a cinco objetivos específicos
  36. 36. Silva, Edna Maria de Sousa. A Prevalência de diabetes mellitus tipo 2 e de tolerância diminuída àglicose em homens de 30 a 59 anos da Polícia Militar de Teresina, Piauí. Dissertação de Mestrado. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Rio de Janeiro, 2008.
  37. 37. Descrevendo objetivos (artigos) Os objetivos deste estudo foram,primariamente, avaliar ocomportamento das variáveishemodinâmicas dos pacienteshipertensos tratados durante aindução anestésica e,secundariamente, avaliar a influênciadas terapias anti-hipertensivas nestespacientes.
  38. 38. Descrevendo objetivos (artigos) Investigar as percepções que aspessoas idosas portadoras deHipertensão Arterial Sistêmica e deDiabetes Mellitus têm sobre estasdoenças, a partir de narrativasproduzidas por pacientes atendidosem grupos de aconselhamento daPoliclínica Municipal de Saúde dacidade de Carangola / MG .
  39. 39. "O pesquisador que não souber o que está procurando não compreenderá o que encontrar" (Claude Bernard)

×