SlideShare uma empresa Scribd logo
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ATENÇÃO AO
RECÉM-NASCIDO
ALEITAMENTO MATERNO
NA UNIDADE NEONATAL
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
O melhor alimento para o recém-nascido a termo ou
pré-termo é o leite materno e garantir sua oferta é
boa prática que deve ser perseguida por toda a equipe
da unidade neonatal.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Mostrar porque o leite materno é fundamental na
terapia nutricional do pré-termo e indicar como
garantir sua utilização na Unidade Neonatal.
Objetivos dessa apresentação
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Introdução
• A nutrição é fundamental para o desenvolvimento de todos os órgãos.
• O Pré-termo nasce antes de completar a sua formação e necessita de substrato para
concluir a formação de órgãos e sistemas.
• Nutrição enteral:
• deve ser iniciada, preferencialmente, no primeiro dia de vida.
• É importante para o desenvolvimento do trato gastrointestinal, microbioma,
prevenção de infecções, retinopatia da prematuridade e desenvolvimento do
pulmão.
• Impacto positivo vida futura – desenvolvimento, cognição e desenvolvimento de
doença metabólica
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Início da alimentação
• Na vida intrauterina o feto deglute o líquido amniótico que é fundamental para a
formação e crescimento do trato gastrointestinal (TGI).
• O alimento pelo TGI, preferencialmente o leite materno, deve ser iniciado o quanto antes
para garantir a conclusão do desenvolvimento.
• Não sendo possível utilizar o leite materno pelo TGI, não deixar em dieta zero: introduzir
outro alimento. Dieta zero deve ser evitada ao máximo.
• Caso o volume de leite materno não seja suficiente para colocar no TGI (oferta pela sonda
gástrica) – fazer colostroterapia.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
• Na fase inicial, quando o RN está instável e a mãe ainda não apresenta uma boa
produção de leite.
- Para menores de 1000 gramas => 0,05 ml em cada canto da boca de 2/2 horas
- Para os entre 1000-1500g => 0,1 ml em cada canto da boca de 2/2 horas.
- Objetivo: atapetar com a microbiota saudável e oferecer as demais propriedades
do LM.
Colostroterapia
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Vantagens do leite materno
Enterocolite necrosante (ECN):
• No leite materno há uma enzima que participa da cascata de inflamação e protege o
RN da ECN – a acetil-hidrolase PAF (fator agregador de plaquetas) e sua concentração
é cinco vezes maior no leite de mãe de pré-termo.
• A substituição do leite materno por fórmula aumenta a incidência de ECN.
Desenvolvimento pulmonar:
• O leite materno possui inositol – substância implicada na prevenção do
desenvolvimento da displasia broncopulmonar.
• Ômega 3 e 6 no leite materno ajudam a diminuir os efeitos da oxidação.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Vantagens do leite materno
Desenvolvimento:
• Nutrição em um período crítico e sensível da vida pode ter repercussões futuras no
metabolismo, performance e morbidade. As primeiras 4 semanas de vida são
fundamentais.
• Importância do tempo de jejum e do tipo de leite utilizado.
• Dieta precoce interfere no desenvolvimento no futuro. Insulto nutricional em período
de maior “vulnerabilidade” do cérebro.
• Leite materno - melhor desempenho. Dose dependente.
• Início precoce após o parto – tem impacto.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Vantagens do leite materno
Infecção:
• As intervenções nutricionais podem modificar as respostas do paciente.
• Evidências clínicas e experimentais do efeito imunomodulador do leite humano.
• Propriedades anti-inflamatórias do leite humano.
• A primeira estratégia nutricional para o RNMBP é garantir alimentação enteral com
leite humano.
• Passagem de anticorpos maternos para o recém-nascido.
• Mãe que entra em contato com o RN e sua ilha de assistência produz anticorpos
específicos contra os patógenos nosocomiais. Papel do Método Canguru.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Vantagens do leite materno
Microbioma:
• A ligação entre nutrição precoce, microbioma e desenvolvimento futuro.
• Alterações epigenéticas podem modular a adaptação individual ao ambiente e
influenciar a saúde e a doença pela modificação da respostar molecular imune.
• O tipo de parto, a colonização pós-natal, o canguru e a dieta neonatal conduzem a
assinaturas epigenéticas na mucosa intestinal que interferem na proteção contra
insultos e potencialmente podem predispor à doenças inflamatórias.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Vantagens do leite materno
Alívio da dor:
• O leite materno tem maior concentração de ß endorfina (potente alívio da dor). Esta
concentração é ainda maior no leite da mãe do RN pré-termo.
• A garantia da oferta do leite materno permite que procedimentos estressantes
sejam melhor suportados pelos recém-nascidos.
Retinopatia da Prematuridade (ROP):
• Recém-nascidos que recebem leite materno tem menor incidência de retinopatia
grave.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Como garantir o leite materno
Implantar o processo de trabalho do Método Canguru:
• O processo de cuidado deve começar na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal
(primeira etapa do Método Canguru), com acolhimento e suporte à mãe, pai e família
e com o apoio para o contato pele a pele. É fundamental que a equipe
multiprofissional tenha conhecimento científico sobre o impacto positivo do método
Canguru nos resultados neonatais.
• Não pode haver o “responsável pelo canguru”. A Unidade Neonatal deve implantar
essa lógica de assistência. É um processo de trabalho.
• Não é para acreditar, é para estudar e incorporar às práticas assistenciais. É um
cuidado básico.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Como garantir o leite materno
Banco de Leite:
• Importância da interação da equipe do BLH com a equipe da Unidade Neonatal –
identificação de novas internações, mães que tenham dificuldade, escolha de leite
de doadora da mesma idade gestacional na impossibilidade de leite materno ou
pouco volume.
• Juntos traçar planos terapêuticos para as diferentes questões.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Como garantir o leite materno
Oferecer suporte à mãe:
• Esse tópico é fundamental e é um pilar do Método Canguru. Por isso, a implantação
do método contribui com uma série de processos que promovem o aleitamento
materno (nas metanálises sobre o Método Canguru o maior efeito é sobre o
aleitamento materno).
• Oferecer ordenha à beira do leito ou no banco de leite – onde a mãe se sentir melhor.
Estudos demonstram que a melhor performanceé quando a mãe está ao lado do
filho.
• Acesso livre à Unidade Neonatal. Rede social de apoio.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
A equipe e os gestores devem ter conhecimento de que garantir
o aleitamento materno é uma boa prática de prevenção de dano
(na internação na Unidade Neonatal e ao longo da vida adulta).
Trabalhar os processos assistenciais com base na melhor
evidência científica.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Referências Bibliográficas
• Kumar RK, Singhal A, Vaidya U, Banerjee S, Anwar F, Rao S. Optimizing Nutrition in Preterm Low Birth Weight Infants-Consensus Summary. Front Nutr.
2017 May 26;4:20. doi: 10.3389/fnut.2017.00020. eCollection 2017. Review. PubMed PMID: 28603716; PubMed Central PMCID: PMC5445116.
• W Jr Hay, William. (2017). Optimizing nutrition of the preterm infant. Chinese Journal of Contemporary Pediatrics. 19. 1-21. 10.7499/j.issn.1008-
8830.2017.01.001.
• Snyder, Ruth et al. Early provision of oropharyngeal colostrum leads to sustained breast milk feedings in preterm infants. Pediatrics & Neonatology ,
Volume 58 , Issue 6 , 534 – 540
• Indrio F, Martini S, Francavilla R, Corvaglia L, Cristofori F, Mastrolia SA, Neu J, Rautava S, Russo Spena G, Raimondi F, Loverro G. Epigenetic Matters: The
Link between Early Nutrition, Microbiome, and Long-term Health Development. Front Pediatr. 2017 Aug 22;5:178. doi: 10.3389/fped.2017.00178.
eCollection 2017. Review. PubMed PMID: 28879172; PubMed Central PMCID: PMC5572264.
• CONDE-AGUDELO, A, BELIZÁN, J. M.; DIAZ-ROSSELLO, J. Kangaroo mother care to reduce morbidity and mortality in low birth weight infants. Cochrane
Database of Systematic Reviews 2016, Issue 8.
• Boundy EO, Dastjerdi R, Spiegelman D, Fawzi WW, Missmer SA, Lieberman E, Kajeepeta S, Wall S, Chan GJ. Kangaroo Mother Care and Neonatal
Outcomes: A Meta-analysis. Pediatrics. 2016 Jan;137(1). doi: 10.1542/peds.2015-2238. Epub 2015 Dec 23. Review. PubMed PMID: 26702029; PubMed
Central PMCID: PMC4702019.
• Ana L.M. Fonseca, Elaine P. Albernaz, Cristina C. Kaufmann, Ivana H. Neves, Vera L.M. de Figueiredo, Impact of breastfeeding on the intelligence
quotient of eight-year-old children, Jornal de Pediatria, Volume 89, Issue 4, 2013, Pages 346-353, ISSN 0021-7557,
https://doi.org/10.1016/j.jped.2012.12.010.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL
Referências Bibliográficas
• Husebye ES, Kleven IA, Kroken LK, Torsvik IK, Haaland OA, Markestad T. Targeted program for provision of mother's own milk to very low birth weight
infants. Pediatrics. 2014 Aug;134(2):e489-95. doi: 10.1542/peds.2013-2463. Epub 2014 Jul 21. PubMed PMID: 25049348.
• Zanardo V, Nicolussi S, Carlo G, Marzari F, Faggian D, Favaro F , and Plebani M. Beta Endorphin Concentrations in Human Milk. Journal of Pediatric
Gastroenterology and Nutrition 33:160–164 © August 2001.
• Neu J, Weiss MD. Necrotizing enterocolitis: pathophysiology and prevention. JPEN J Parenter Enteral Nutr. 1999 Sep-Oct;23(5 Suppl):S13-7. Review.
PubMed PMID: 10483886.
• BRASIL. Ministério da Saúde. Fiocruz. Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira. Procedimentos Técnicos
para Ordenha, Manipulação e Administração do Leite Humano Cru Exclusivo da Mãe para o próprio filho em Ambiente Neonatal. Centro de Referência
Nacional para Bancos de Leite Humano. Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH-BR).
ATENÇÃO AO
RECÉM-NASCIDO
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Material de 26 de março de 2018
Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Eixo: Atenção ao Recém-nascido
ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parto Normal
Parto NormalParto Normal
Parto Normal
Ministério da Saúde
 
DOR EM RECÉM-NASCIDOS: COMO AVALIAR, PREVENIR E TRATAR
DOR EM RECÉM-NASCIDOS: COMO AVALIAR, PREVENIR E TRATARDOR EM RECÉM-NASCIDOS: COMO AVALIAR, PREVENIR E TRATAR
Cuidados Individualizados ao Recém-nascido de Risco
Cuidados Individualizados ao Recém-nascido de RiscoCuidados Individualizados ao Recém-nascido de Risco
A Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-NatalA Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-Natal
UEA - Universidade do Estado do Amazonas
 
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à SaúdeA Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
chirlei ferreira
 
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a EnfermagemAULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
Beatriz Cordeiro
 
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do DesenvolvimentoCaderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
O Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações Maternas
O Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações MaternasO Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações Maternas
O Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações Maternas
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco HabitualCuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Jesiele Spindler
 
RECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da Saúde
RECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da SaúdeRECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da Saúde
RECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da Saúde
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo períodoCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Aula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguroAula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguro
Proqualis
 
Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...
Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...
Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária
A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção PrimáriaA Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária
A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Humanização na Assistência Obstétrica
Humanização na Assistência ObstétricaHumanização na Assistência Obstétrica
Humanização na Assistência Obstétrica
Professor Robson
 
O Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento Materno
O Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento MaternoO Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento Materno
O Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento Materno
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicasManual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
blogped1
 

Mais procurados (20)

Parto Normal
Parto NormalParto Normal
Parto Normal
 
DOR EM RECÉM-NASCIDOS: COMO AVALIAR, PREVENIR E TRATAR
DOR EM RECÉM-NASCIDOS: COMO AVALIAR, PREVENIR E TRATARDOR EM RECÉM-NASCIDOS: COMO AVALIAR, PREVENIR E TRATAR
DOR EM RECÉM-NASCIDOS: COMO AVALIAR, PREVENIR E TRATAR
 
Cuidados Individualizados ao Recém-nascido de Risco
Cuidados Individualizados ao Recém-nascido de RiscoCuidados Individualizados ao Recém-nascido de Risco
Cuidados Individualizados ao Recém-nascido de Risco
 
A Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-NatalA Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-Natal
 
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
 
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à SaúdeA Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
 
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
 
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a EnfermagemAULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
 
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do DesenvolvimentoCaderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
Caderneta de Saúde da Criança: Avaliação dos Marcos do Desenvolvimento
 
O Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações Maternas
O Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações MaternasO Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações Maternas
O Papel das Demoras na Provisão de Cuidados Adequados às Complicações Maternas
 
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco HabitualCuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
Cuidado ao Parto e Nascimento de Risco Habitual
 
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
 
RECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da Saúde
RECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da SaúdeRECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da Saúde
RECÉM-NASCIDO: Cuidados com o pré termo. Vol. 4. Ministério da Saúde
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo períodoCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
 
Aula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguroAula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguro
 
Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...
Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...
Organização postural do recém-nascido pré-termo na unidade neonatal: o uso do...
 
A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária
A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção PrimáriaA Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária
A Primeira Consulta do Recém-nascido na Atenção Primária
 
Humanização na Assistência Obstétrica
Humanização na Assistência ObstétricaHumanização na Assistência Obstétrica
Humanização na Assistência Obstétrica
 
O Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento Materno
O Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento MaternoO Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento Materno
O Papel dos Bancos de Leite Humano na Promoção e Proteção do Aleitamento Materno
 
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicasManual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
 

Semelhante a Aleitamento materno na unidade neonatal

ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptxALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
FranciscoFlorencio6
 
Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...
Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...
Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...
Biblioteca Virtual
 
Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)
regina oliveira de assis de brito
 
Aleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em PrematurosAleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em Prematuros
Biblioteca Virtual
 
ProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRio
ProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRioProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRio
ProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRio
Biblioteca Virtual
 
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Biblioteca Virtual
 
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento CanguruUso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
Biblioteca Virtual
 
Aleitamento Materno Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...
Aleitamento Materno   Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...Aleitamento Materno   Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...
Aleitamento Materno Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...
Biblioteca Virtual
 
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De  Fatores PredisponentesMastite Puerperal Estudo De  Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
Biblioteca Virtual
 
InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...
InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...
InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...
Biblioteca Virtual
 
Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...
Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...
Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...
Biblioteca Virtual
 
A importância do pediatra com treinamento específico
A importância do pediatra com treinamento específicoA importância do pediatra com treinamento específico
A importância do pediatra com treinamento específico
bancodeleite
 
1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame
1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame
1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame
bibliotecasaude
 
Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2
lejomoyas
 
Effect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of Very
Effect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of VeryEffect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of Very
Effect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of Very
Biblioteca Virtual
 
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
Biblioteca Virtual
 
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
Biblioteca Virtual
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
Alexandre Donha
 
Especialização em Aleitamento Materno 2019/20
Especialização em Aleitamento Materno 2019/20Especialização em Aleitamento Materno 2019/20
Especialização em Aleitamento Materno 2019/20
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
Biblioteca Virtual
 

Semelhante a Aleitamento materno na unidade neonatal (20)

ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptxALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
 
Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...
Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...
Impacto De Treinamento Baseado Na Iniciativa Hospital Amigo Da CriançA Sobre ...
 
Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)Aleitamento materno2 (2) (1)
Aleitamento materno2 (2) (1)
 
Aleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em PrematurosAleitamento Materno Em Prematuros
Aleitamento Materno Em Prematuros
 
ProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRio
ProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRioProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRio
ProteçãO, PromoçãO E Apoio Ao Aleitamento Materno Em Um Hospital UniversitáRio
 
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
Effects Of Non Nutritive Sucking And Oral Stimulation On Breastfeeding Rates ...
 
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento CanguruUso Do Copinho No Alojamento Canguru
Uso Do Copinho No Alojamento Canguru
 
Aleitamento Materno Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...
Aleitamento Materno   Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...Aleitamento Materno   Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...
Aleitamento Materno Uma ContribuiçãO CientíFica Para A PráTica Do Profissio...
 
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De  Fatores PredisponentesMastite Puerperal Estudo De  Fatores Predisponentes
Mastite Puerperal Estudo De Fatores Predisponentes
 
InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...
InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...
InfluêNcia Do Apoio à AmamentaçãO Sobre O Aleitamento Materno Exclusivo Dos B...
 
Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...
Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...
Incentivo Ao Aleitamento Materno A ImportâNcia Do Pediatra Com Treinamento Es...
 
A importância do pediatra com treinamento específico
A importância do pediatra com treinamento específicoA importância do pediatra com treinamento específico
A importância do pediatra com treinamento específico
 
1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame
1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame
1965-L - Aleitamento materno e orientação alimentar para o desmame
 
Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2Trabalho tpa 2
Trabalho tpa 2
 
Effect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of Very
Effect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of VeryEffect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of Very
Effect Of Intervention On The Rates Of Breastfeeding Of Very
 
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
 
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
AnáLise Da Efetividade De Um Programa De Incentivo Ao Aleitamento Materno Exc...
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Especialização em Aleitamento Materno 2019/20
Especialização em Aleitamento Materno 2019/20Especialização em Aleitamento Materno 2019/20
Especialização em Aleitamento Materno 2019/20
 
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
AmamentaçãO De Prematuros Com Menos De 1500 Gramas Funcionamento Motor Oral E...
 

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)

Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e InfertilidadeDisbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em PediatriaPrevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Ansiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no ClimatérioAnsiedade e Depressão no Climatério
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no BrasilDesospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto NormalO Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadasDiabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e ManejoAnafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e PuerpérioDiabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no BrasilRetomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na GestaçãoCuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?Fibrose Cística: como diagnosticar?
Osteogênese Imperfeita
Osteogênese ImperfeitaOsteogênese Imperfeita
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natalDiabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz) (20)

Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e InfertilidadeDisbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
 
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em PediatriaPrevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
 
Ansiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no ClimatérioAnsiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no Climatério
 
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
 
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
 
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no BrasilDesospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
 
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto NormalO Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadasDiabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Luto Perinatal
 
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e ManejoAnafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e PuerpérioDiabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
 
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no BrasilRetomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
 
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na GestaçãoCuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
 
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
 
Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?
 
Osteogênese Imperfeita
Osteogênese ImperfeitaOsteogênese Imperfeita
Osteogênese Imperfeita
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natalDiabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
 
Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução Alimentar
 

Aleitamento materno na unidade neonatal

  • 2. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL O melhor alimento para o recém-nascido a termo ou pré-termo é o leite materno e garantir sua oferta é boa prática que deve ser perseguida por toda a equipe da unidade neonatal.
  • 3. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Mostrar porque o leite materno é fundamental na terapia nutricional do pré-termo e indicar como garantir sua utilização na Unidade Neonatal. Objetivos dessa apresentação
  • 4. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Introdução • A nutrição é fundamental para o desenvolvimento de todos os órgãos. • O Pré-termo nasce antes de completar a sua formação e necessita de substrato para concluir a formação de órgãos e sistemas. • Nutrição enteral: • deve ser iniciada, preferencialmente, no primeiro dia de vida. • É importante para o desenvolvimento do trato gastrointestinal, microbioma, prevenção de infecções, retinopatia da prematuridade e desenvolvimento do pulmão. • Impacto positivo vida futura – desenvolvimento, cognição e desenvolvimento de doença metabólica
  • 5. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Início da alimentação • Na vida intrauterina o feto deglute o líquido amniótico que é fundamental para a formação e crescimento do trato gastrointestinal (TGI). • O alimento pelo TGI, preferencialmente o leite materno, deve ser iniciado o quanto antes para garantir a conclusão do desenvolvimento. • Não sendo possível utilizar o leite materno pelo TGI, não deixar em dieta zero: introduzir outro alimento. Dieta zero deve ser evitada ao máximo. • Caso o volume de leite materno não seja suficiente para colocar no TGI (oferta pela sonda gástrica) – fazer colostroterapia.
  • 6. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL • Na fase inicial, quando o RN está instável e a mãe ainda não apresenta uma boa produção de leite. - Para menores de 1000 gramas => 0,05 ml em cada canto da boca de 2/2 horas - Para os entre 1000-1500g => 0,1 ml em cada canto da boca de 2/2 horas. - Objetivo: atapetar com a microbiota saudável e oferecer as demais propriedades do LM. Colostroterapia
  • 7. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Vantagens do leite materno Enterocolite necrosante (ECN): • No leite materno há uma enzima que participa da cascata de inflamação e protege o RN da ECN – a acetil-hidrolase PAF (fator agregador de plaquetas) e sua concentração é cinco vezes maior no leite de mãe de pré-termo. • A substituição do leite materno por fórmula aumenta a incidência de ECN. Desenvolvimento pulmonar: • O leite materno possui inositol – substância implicada na prevenção do desenvolvimento da displasia broncopulmonar. • Ômega 3 e 6 no leite materno ajudam a diminuir os efeitos da oxidação.
  • 8. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Vantagens do leite materno Desenvolvimento: • Nutrição em um período crítico e sensível da vida pode ter repercussões futuras no metabolismo, performance e morbidade. As primeiras 4 semanas de vida são fundamentais. • Importância do tempo de jejum e do tipo de leite utilizado. • Dieta precoce interfere no desenvolvimento no futuro. Insulto nutricional em período de maior “vulnerabilidade” do cérebro. • Leite materno - melhor desempenho. Dose dependente. • Início precoce após o parto – tem impacto.
  • 9. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Vantagens do leite materno Infecção: • As intervenções nutricionais podem modificar as respostas do paciente. • Evidências clínicas e experimentais do efeito imunomodulador do leite humano. • Propriedades anti-inflamatórias do leite humano. • A primeira estratégia nutricional para o RNMBP é garantir alimentação enteral com leite humano. • Passagem de anticorpos maternos para o recém-nascido. • Mãe que entra em contato com o RN e sua ilha de assistência produz anticorpos específicos contra os patógenos nosocomiais. Papel do Método Canguru.
  • 10. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Vantagens do leite materno Microbioma: • A ligação entre nutrição precoce, microbioma e desenvolvimento futuro. • Alterações epigenéticas podem modular a adaptação individual ao ambiente e influenciar a saúde e a doença pela modificação da respostar molecular imune. • O tipo de parto, a colonização pós-natal, o canguru e a dieta neonatal conduzem a assinaturas epigenéticas na mucosa intestinal que interferem na proteção contra insultos e potencialmente podem predispor à doenças inflamatórias.
  • 11. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Vantagens do leite materno Alívio da dor: • O leite materno tem maior concentração de ß endorfina (potente alívio da dor). Esta concentração é ainda maior no leite da mãe do RN pré-termo. • A garantia da oferta do leite materno permite que procedimentos estressantes sejam melhor suportados pelos recém-nascidos. Retinopatia da Prematuridade (ROP): • Recém-nascidos que recebem leite materno tem menor incidência de retinopatia grave.
  • 12. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Como garantir o leite materno Implantar o processo de trabalho do Método Canguru: • O processo de cuidado deve começar na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (primeira etapa do Método Canguru), com acolhimento e suporte à mãe, pai e família e com o apoio para o contato pele a pele. É fundamental que a equipe multiprofissional tenha conhecimento científico sobre o impacto positivo do método Canguru nos resultados neonatais. • Não pode haver o “responsável pelo canguru”. A Unidade Neonatal deve implantar essa lógica de assistência. É um processo de trabalho. • Não é para acreditar, é para estudar e incorporar às práticas assistenciais. É um cuidado básico.
  • 13. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Como garantir o leite materno Banco de Leite: • Importância da interação da equipe do BLH com a equipe da Unidade Neonatal – identificação de novas internações, mães que tenham dificuldade, escolha de leite de doadora da mesma idade gestacional na impossibilidade de leite materno ou pouco volume. • Juntos traçar planos terapêuticos para as diferentes questões.
  • 14. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Como garantir o leite materno Oferecer suporte à mãe: • Esse tópico é fundamental e é um pilar do Método Canguru. Por isso, a implantação do método contribui com uma série de processos que promovem o aleitamento materno (nas metanálises sobre o Método Canguru o maior efeito é sobre o aleitamento materno). • Oferecer ordenha à beira do leito ou no banco de leite – onde a mãe se sentir melhor. Estudos demonstram que a melhor performanceé quando a mãe está ao lado do filho. • Acesso livre à Unidade Neonatal. Rede social de apoio.
  • 15. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL A equipe e os gestores devem ter conhecimento de que garantir o aleitamento materno é uma boa prática de prevenção de dano (na internação na Unidade Neonatal e ao longo da vida adulta). Trabalhar os processos assistenciais com base na melhor evidência científica.
  • 16. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Referências Bibliográficas • Kumar RK, Singhal A, Vaidya U, Banerjee S, Anwar F, Rao S. Optimizing Nutrition in Preterm Low Birth Weight Infants-Consensus Summary. Front Nutr. 2017 May 26;4:20. doi: 10.3389/fnut.2017.00020. eCollection 2017. Review. PubMed PMID: 28603716; PubMed Central PMCID: PMC5445116. • W Jr Hay, William. (2017). Optimizing nutrition of the preterm infant. Chinese Journal of Contemporary Pediatrics. 19. 1-21. 10.7499/j.issn.1008- 8830.2017.01.001. • Snyder, Ruth et al. Early provision of oropharyngeal colostrum leads to sustained breast milk feedings in preterm infants. Pediatrics & Neonatology , Volume 58 , Issue 6 , 534 – 540 • Indrio F, Martini S, Francavilla R, Corvaglia L, Cristofori F, Mastrolia SA, Neu J, Rautava S, Russo Spena G, Raimondi F, Loverro G. Epigenetic Matters: The Link between Early Nutrition, Microbiome, and Long-term Health Development. Front Pediatr. 2017 Aug 22;5:178. doi: 10.3389/fped.2017.00178. eCollection 2017. Review. PubMed PMID: 28879172; PubMed Central PMCID: PMC5572264. • CONDE-AGUDELO, A, BELIZÁN, J. M.; DIAZ-ROSSELLO, J. Kangaroo mother care to reduce morbidity and mortality in low birth weight infants. Cochrane Database of Systematic Reviews 2016, Issue 8. • Boundy EO, Dastjerdi R, Spiegelman D, Fawzi WW, Missmer SA, Lieberman E, Kajeepeta S, Wall S, Chan GJ. Kangaroo Mother Care and Neonatal Outcomes: A Meta-analysis. Pediatrics. 2016 Jan;137(1). doi: 10.1542/peds.2015-2238. Epub 2015 Dec 23. Review. PubMed PMID: 26702029; PubMed Central PMCID: PMC4702019. • Ana L.M. Fonseca, Elaine P. Albernaz, Cristina C. Kaufmann, Ivana H. Neves, Vera L.M. de Figueiredo, Impact of breastfeeding on the intelligence quotient of eight-year-old children, Jornal de Pediatria, Volume 89, Issue 4, 2013, Pages 346-353, ISSN 0021-7557, https://doi.org/10.1016/j.jped.2012.12.010.
  • 17. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL Referências Bibliográficas • Husebye ES, Kleven IA, Kroken LK, Torsvik IK, Haaland OA, Markestad T. Targeted program for provision of mother's own milk to very low birth weight infants. Pediatrics. 2014 Aug;134(2):e489-95. doi: 10.1542/peds.2013-2463. Epub 2014 Jul 21. PubMed PMID: 25049348. • Zanardo V, Nicolussi S, Carlo G, Marzari F, Faggian D, Favaro F , and Plebani M. Beta Endorphin Concentrations in Human Milk. Journal of Pediatric Gastroenterology and Nutrition 33:160–164 © August 2001. • Neu J, Weiss MD. Necrotizing enterocolitis: pathophysiology and prevention. JPEN J Parenter Enteral Nutr. 1999 Sep-Oct;23(5 Suppl):S13-7. Review. PubMed PMID: 10483886. • BRASIL. Ministério da Saúde. Fiocruz. Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira. Procedimentos Técnicos para Ordenha, Manipulação e Administração do Leite Humano Cru Exclusivo da Mãe para o próprio filho em Ambiente Neonatal. Centro de Referência Nacional para Bancos de Leite Humano. Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH-BR).
  • 18. ATENÇÃO AO RECÉM-NASCIDO portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Material de 26 de março de 2018 Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Eixo: Atenção ao Recém-nascido ALEITAMENTO MATERNO NA UNIDADE NEONATAL