SlideShare uma empresa Scribd logo
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ATENÇÃO ÀS
MULHERES
O PRÉ-NATAL E A
PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
O excesso de cesarianas no Brasil é um problema de saúde
pública, e impacta negativamente os principais indicadores de
saúde materna e neonatal, incluindo a mortalidade materna.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Objetivos dessa apresentação:
• Destacar o papel do pré-natal para a promoção do parto normal e
apresentar ferramentas de apoio aos pré-natalistas para melhorar a
qualidade do cuidado às mulheres gestantes.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
• Em 2018 o Brasil alcançou a marca de 55,7% nascimentos por cesarianas.
• Na rede privada esse número tangencia 90%.
• Reduzir da taxa de cesarianas desnecessárias é uma meta perseguida pelo Brasil
dentro dos objetivos do milênio.
Betran, 2021.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Introdução
• O pré-natal é um momento estratégico para a promoção da saúde em seu sentido
mais amplo. É o momento no qual as mulheres comparecem com maior frequência aos
serviços de saúde, oportunizando ações voltadas para o seguimento clínico da gestação,
mas também favorecendo a adoção de práticas educacionais que podem repercutir em
transformações na própria saúde e na saúde de toda família.
• Para além das questões clínicas, a preparação das mulheres para vivenciarem uma
experiência positiva de parto e nascimento faz parte do acompanhamento pré-natal de
qualidade.
Vilellas, 2014.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Introdução
• O inquérito nacional Nascer no Brasil encontrou que, embora menos de 30% das
mulheres tenham iniciado o pré-natal desejando uma cesariana, a maioria delas
terminam o pré-natal com preferência para o parto cirúrgico, e, dentro do sistema
suplementar, já com a cirurgia agendada.
Vilellas, 2014.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Vilellas, 2014; Domingues, 2014.
Pré-Natal em Números
A cobertura pré-natal é quase universal no Brasil (98%).
75,8% das mulheres iniciam o pré-natal com até 16 semanas de gravidez.
73,1% fazem seis ou mais consultas.
A maior parte das consultas é realizada em unidades básicas de saúde (89,6%) e pelo
mesmo profissional (75,6%), sendo o médico o profissional que mais realiza consultas pré-
natais (75,6%).
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Vilellas, 2014; Domingues, 2014.
Embora o Brasil possua bons indicadores pré-natais quantitativamente, há muito o que
melhorar na qualidade desses atendimentos:
• A assistência pré-natal por enfermeiras é restrita;
• São poucas as mulheres que recebem alguma orientação nas consultas, privilegiando as
informações sobre riscos em detrimento de orientações sobre práticas benéficas
durante o trabalho de parto;
• Pouco mais da metade (58,7%) das gestantes foram orientadas quanto à maternidade
de referência para o parto, gerando peregrinação durante o trabalho de parto (16,2%).
Peregrinação gera tensão, medo, dor e aumento da morbimortalidade.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Pré-natal e o Parto Normal
O modo como o pré-natal é conduzido contribui para o reforço da cultura do medo do
parto normal. As principais percepções das mulheres sobre o parto, ao final do pré-natal:
• A cesariana é mais segura para os bebês;
• Os riscos da cirurgia são poucos valorizadas;
• Existem muitos medos: de não conseguir ter o parto, medo do parto violento, medo de
não conseguir atendimento no momento do trabalho de parto e medo da dor.
Domingues, 2014.
É necessário que os pré-natalistas revejam seus próprios medos em relação ao parto, para
que possam contribuir com a desmistificação dessa cultura do medo e possam efetivamente
aproveitar os momentos do pré-natal para fortalecer nas mulheres a confiança em sua
capacidade de gestar, parir e maternar seus filhos.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Medidas recomendadas para a promoção do parto normal durante o pré-natal
• Educação continuada para os pré-natalistas, com foco no estudo da fisiologia e da medicina
baseada em evidências;
• Investimento na qualidade dos encontros com as mulheres no pré-natal, gerando
oportunidades para escuta ativa e cuidado centrado nas suas necessidades;
• Deslocamento das enfermeiras para o atendimento ao pré-natal de risco habitual e médicos
para manejo do alto risco. A literatura mostra que as mulheres tem mais partos normais e
ficam mais satisfeitas com o parto quando o pré-natal é feito por profissional não médico;
• Não existe alta do pré-natal no termo gestacional: esse período de retornos semanais é muito
valioso para se trabalhar com ações educativas para o parto com as mulheres e suas parcerias;
• Treinamento de todas as pessoas que tem contato com as gestantes sobre as boas práticas no
parto normal, incluindo agentes comunitários de saúde, acompanhantes, técnicas(os) de
enfermagem.
Loewenberg, 2018.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Ferramentas para serem utilizadas no pré-natal visando à
promoção do parto normal
Para contornar as questões relacionadas à falta de tempo nas consultas pré-natal e falhas
na qualidade, muitas unidades fazem cursos de gestantes – espaços coletivos para
compartilhamento de informações a respeito de temas que interessam as mulheres no pré-
natal, parto e pós parto. Nem sempre a adesão das mulheres a esses grupos é a esperada e,
em geral, as metodologias não favorecem despertar o interesse das gestantes, o que
dificulta o aprendizado.
Rising, 2016.
Uma ferramenta que vem sendo utilizada com êxito em vários países e em algumas
experiências bem sucedidas no Brasil é o Pré-Natal Coletivo (Centerying Pregnancy).
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
A diferença do pré-natal coletivo para o grupo de gestantes é que a
consulta de pré-natal é realizada em grupo, com uso de
metodologias ativas de mediação, favorecendo a formação de rede
de apoio entre as mulheres e os temas emergem do grupo de
acordo com as necessidades daquele grupo naquele momento, o que
faz com que a aprendizagem tenha significado e seja mais efetiva.
Rising, 2016.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Pré-Natal Coletivo: como fazer?
• É necessário um espaço confortável que acolha as gestantes e suas parcerias. O número
ideal de participantes é de 6 a 10 gestantes, com idade gestacional próxima, para que
os assuntos que emergem no grupo façam sentido.
• Também é importante que o mesmo grupo siga junto até o final do pré-natal. Isso
facilita a criação de redes de apoio entre as participantes, suporte social e confiança
para expor questões que possam ser mais delicadas.
Rising, 2016.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Pré-Natal Coletivo: como fazer?
• Ao chegar, as gestantes entregam os cartões de pré-natal para o pré-natalista, que tem
os sinais vitais verificados e anotados.
• Em seguida, sentam em círculo e são apresentadas umas às outras (no caso do primeiro
encontro); são estimuladas a compartilhar questões físicas, emocionais, preocupações
em relação à gestação, parto, maternidade.
Rising, 2016.
O mediador deve ter conhecimento em metodologias ativas de grupos e estimular
interação, permitindo que o próprio grupo levante soluções para as questões trazidas e,
se necessário, complementa as orientações técnicas.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Pré-Natal Coletivo: como fazer?
• Ao mesmo tempo, um segundo profissional faz o exame físico das gestantes no
próprio local e anota os dados no cartão.
• Se houver alguma questão importante a ser tratada individualmente no seguimento de
alguma gestante, ela pode ser chamada ao final da consulta.
• Com o tempo, o grupo passa a formar uma rede de apoio para as gestantes, há
validação dos saberes populares e abre-se uma janela de comunicação efetiva com as
participantes, que se sentem contempladas e escutadas.
• O grupo pode ser um momento divertido. Mulheres que tiveram bebê podem voltar
ao grupo para troca de experiências.
Rising, 2016.
A duração recomendada são duas horas.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
Vantagens do Pré-natal Coletivo
• Otimiza o tempo da consulta com qualidade: as mulheres
passam a ter duas horas com os profissionais de saúde e
unem a consulta pré-natal à educação em saúde.
• Propicia a formação de redes e o autocuidado.
• Estudos trazem que, especialmente para populações de
maior vulnerabilidade, o pré-natal coletivo é capaz de
aumentar as taxas de parto normal, melhora os índices de
vacinação dos bebês, reduz percentual de nascimentos
prematuros e RN com baixo peso ao nascer.
• Melhora o engajamento das mulheres no pré-natal e o
autocuidado.
Rising, 2016; Eluwa, 2018; Ickovics, 2003.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
• O pré-natal é um momento estratégico para promover saúde em seu sentido mais amplo.
• O Brasil tem um pré-natal universal, público e quantitativamente adequado, mas temos
muito a melhorar em relação à qualidade dos atendimentos.
• É necessário reestruturar o modelo para que tenhamos enfermeiras e obstetrizes em
quantidade e qualidade para acompanhar as gestantes de risco habitual, bem como
qualificar os médicos e alocá-los para atendimento ao pré-natal de alto risco.
• Todas as pessoas que atendem gestantes precisam saber prover informações de
qualidade sobre o parto normal.
• O pré-natal coletivo é uma ferramenta barata e eficaz para a promoção do parto normal
durante o pré-natal.
• Promover encontros presenciais de qualidade durante o pré-natal é fundamental para
melhorar a assistência às mulheres.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL
• Betran AP, Ye J, Moller AB, Souza JP, Zhang J. Trends and projections of caesarean section rates: global and regional estimates. BMJ Glob
Health. 2021;6(6):e005671. doi:10.1136/bmjgh-2021-005671
• Domingues, Rosa Maria Soares Madeira et al. Processo de decisão pelo tipo de parto no Brasil: da preferência inicial das mulheres à via de
parto final. Cadernos de Saúde Pública [online]. 2014, v. 30, n. Suppl 1 [Acessado 10 Agosto 2020] , pp. S101-S116. Disponível em:
<https://doi.org/10.1590/0102-311X00105113>. ISSN 1678-4464. https://doi.org/10.1590/0102-311X00105113.
• Eluwa GI, Adebajo SB, Torpey K, et al. The effects of centering pregnancy on maternal and fetal outcomes in northern Nigeria; a prospective
cohort analysis. BMC Pregnancy Childbirth. 2018;18(1):158. Published 2018 May 11. doi:10.1186/s12884-018-1805-2
• Ickovics JR, Kershaw TS, Westdahl C, et al. Group prenatal care and preterm birth weight: results from a matched cohort study at public
clinics. Obstet Gynecol. 2003;102(5 Pt 1):1051-1057. doi:10.1016/s0029-7844(03)00765-8
• Loewenberg Weisband Y, Klebanoff M, Gallo MF, Shoben A, Norris AH. Birth Outcomes of Women Using a Midwife versus Women Using a
Physician for Prenatal Care. J Midwifery Womens Health. 2018;63(4):399-409. doi:10.1111/jmwh.12750
• RENFREW, M.J.; McFADDEN, A.; BASTOS, M.H. et al. Midwifery and quality care: findings from a new evidence-informed framework for
maternal and newborn care. The Lancet. 2014; 384:1129–45.
• RISING, Sheron Schindler; QUIMBY, Charlotte Houde. The centerying pregnancy model: the power of group health care. 1ª. Edição. Spring
Publisher Company, 2016.
• Viellas, Elaine Fernandes, Domingues, Rosa Maria Soares Madeira, Dias, Marcos Augusto Bastos, Gama, Silvana Granado Nogueira da, Theme
Filha, Mariza Miranda, Costa, Janaina Viana da, Bastos, Maria Helena, & Leal, Maria do Carmo. (2014). Assistência pré-natal no Brasil.
Cadernos de Saúde Pública, 30(Suppl. 1), S85-S100. https://doi.org/10.1590/0102-311X00126013
Referências
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal.
ATENÇÃO ÀS
MULHERES
Material de 03 de fevereiro de 2023
Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Eixo: Atenção às Mulheres
O PRÉ-NATAL E A
PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
Alinebrauna Brauna
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Jesiele Spindler
 
Prevenção da Mortalidade Materna no Período Puerperal
Prevenção da Mortalidade Materna no Período PuerperalPrevenção da Mortalidade Materna no Período Puerperal
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Amanda Thomé
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
marianagusmao39
 
A Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-NatalA Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-Natal
UEA - Universidade do Estado do Amazonas
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
TesisMaster
 
AMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃOAMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃO
blogped1
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo períodoCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Complicações na gestação
Complicações na gestaçãoComplicações na gestação
Complicações na gestação
Alinebrauna Brauna
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagem
jusantos_
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
blogped1
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
Juliana Maciel
 
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEFAleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
Heloísa Ximenes
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
chirlei ferreira
 
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à SaúdeA Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde

Mais procurados (20)

Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascido
 
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
 
Prevenção da Mortalidade Materna no Período Puerperal
Prevenção da Mortalidade Materna no Período PuerperalPrevenção da Mortalidade Materna no Período Puerperal
Prevenção da Mortalidade Materna no Período Puerperal
 
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
 
A Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-NatalA Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-Natal
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 
AMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃOAMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃO
 
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo períodoCuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
Cuidado à Mulher em Trabalho de Parto: boas práticas no segundo período
 
Complicações na gestação
Complicações na gestaçãoComplicações na gestação
Complicações na gestação
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagem
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
 
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEFAleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
 
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à SaúdeA Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
A Consulta Puerperal na Atenção Primária à Saúde
 

Semelhante a O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal

Pre natal de alto e baixo risco na atenção básica
Pre natal de alto e baixo risco na atenção básicaPre natal de alto e baixo risco na atenção básica
Pre natal de alto e baixo risco na atenção básica
EvertonMonteiro19
 
WABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e Apoiando
WABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e ApoiandoWABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e Apoiando
WABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e Apoiando
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Folder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - Educando
Folder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - EducandoFolder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - Educando
Folder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - Educando
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1
Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1
Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1
Tania Fonseca
 
Parto Seguro_0.pdf
Parto Seguro_0.pdfParto Seguro_0.pdf
Parto Seguro_0.pdf
bianca375788
 
Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...
Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...
Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Temas sobre o aleitamento materno
Temas sobre o aleitamento maternoTemas sobre o aleitamento materno
Temas sobre o aleitamento materno
Silvia Marina Anaruma
 
ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010
ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010
ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010
Tania Fonseca
 
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
Especialização em Aleitamento Materno / Passo 1 SP
 
Gravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimentoGravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimento
Letícia Spina Tapia
 
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Curso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento maternoCurso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento materno
Juninho Spina
 
Encontro pela humanização do parto
Encontro pela humanização do partoEncontro pela humanização do parto
Encontro pela humanização do parto
Patrícia Müller
 
Aleitamento materno e segurança alimentar
Aleitamento materno  e segurança alimentarAleitamento materno  e segurança alimentar
Aleitamento materno e segurança alimentar
Proama Projeto Amamentar
 
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a AmamentaçãoAleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013
Regionalpimentas
 
Poster+hospivale[1]
Poster+hospivale[1]Poster+hospivale[1]
Poster+hospivale[1]
Patrícia Müller
 
0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III
0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III
0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III
bibliotecasaude
 
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Semelhante a O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal (20)

Pre natal de alto e baixo risco na atenção básica
Pre natal de alto e baixo risco na atenção básicaPre natal de alto e baixo risco na atenção básica
Pre natal de alto e baixo risco na atenção básica
 
WABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e Apoiando
WABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e ApoiandoWABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e Apoiando
WABA SMAM 2022: Fortalecer a Amamentação, Educando e Apoiando
 
Folder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - Educando
Folder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - EducandoFolder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - Educando
Folder da WABA / SMAM 2022: Fortalecer a AM - Educando
 
Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1
Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1
Apresentacao Perinatal 2007 Final 2 1
 
Parto Seguro_0.pdf
Parto Seguro_0.pdfParto Seguro_0.pdf
Parto Seguro_0.pdf
 
Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...
Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...
Atenção Humanizada e Qualificada à Gestação, ao Parto, ao Nascimento e ao Rec...
 
Temas sobre o aleitamento materno
Temas sobre o aleitamento maternoTemas sobre o aleitamento materno
Temas sobre o aleitamento materno
 
ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010
ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010
ApresentaçãO Ser SaúDavel MarçO 2010
 
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
The Lancet: AMAMENTAÇÃO - Por que investir e o que será necessário para melho...
 
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
The Lancet: Por que investir e o que será necessário para melhorar as prática...
 
Gravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimentoGravidez parto e nascimento
Gravidez parto e nascimento
 
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
 
Curso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento maternoCurso sobre aleitamento materno
Curso sobre aleitamento materno
 
Encontro pela humanização do parto
Encontro pela humanização do partoEncontro pela humanização do parto
Encontro pela humanização do parto
 
Aleitamento materno e segurança alimentar
Aleitamento materno  e segurança alimentarAleitamento materno  e segurança alimentar
Aleitamento materno e segurança alimentar
 
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a AmamentaçãoAleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
Aleitamento Materno: Empoderar Mães e Pais, Favorecer a Amamentação
 
Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013
 
Poster+hospivale[1]
Poster+hospivale[1]Poster+hospivale[1]
Poster+hospivale[1]
 
0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III
0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III
0769-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. III
 
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
 

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)

Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e InfertilidadeDisbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em PediatriaPrevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Ansiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no ClimatérioAnsiedade e Depressão no Climatério
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no BrasilDesospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadasDiabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e ManejoAnafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e PuerpérioDiabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no BrasilRetomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na GestaçãoCuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?Fibrose Cística: como diagnosticar?
Osteogênese Imperfeita
Osteogênese ImperfeitaOsteogênese Imperfeita
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natalDiabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnósticoDiabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz) (20)

Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e InfertilidadeDisbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
Disbioses, Infecções Genitais e Infertilidade
 
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em PediatriaPrevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
 
Ansiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no ClimatérioAnsiedade e Depressão no Climatério
Ansiedade e Depressão no Climatério
 
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
 
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
 
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no BrasilDesospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadasDiabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Luto Perinatal
 
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e ManejoAnafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e PuerpérioDiabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
 
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no BrasilRetomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
 
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na GestaçãoCuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
 
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
 
Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?
 
Osteogênese Imperfeita
Osteogênese ImperfeitaOsteogênese Imperfeita
Osteogênese Imperfeita
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natalDiabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
 
Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução Alimentar
 
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnósticoDiabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
 

O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal

  • 2. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL O excesso de cesarianas no Brasil é um problema de saúde pública, e impacta negativamente os principais indicadores de saúde materna e neonatal, incluindo a mortalidade materna.
  • 3. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Objetivos dessa apresentação: • Destacar o papel do pré-natal para a promoção do parto normal e apresentar ferramentas de apoio aos pré-natalistas para melhorar a qualidade do cuidado às mulheres gestantes.
  • 4. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL • Em 2018 o Brasil alcançou a marca de 55,7% nascimentos por cesarianas. • Na rede privada esse número tangencia 90%. • Reduzir da taxa de cesarianas desnecessárias é uma meta perseguida pelo Brasil dentro dos objetivos do milênio. Betran, 2021.
  • 5. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Introdução • O pré-natal é um momento estratégico para a promoção da saúde em seu sentido mais amplo. É o momento no qual as mulheres comparecem com maior frequência aos serviços de saúde, oportunizando ações voltadas para o seguimento clínico da gestação, mas também favorecendo a adoção de práticas educacionais que podem repercutir em transformações na própria saúde e na saúde de toda família. • Para além das questões clínicas, a preparação das mulheres para vivenciarem uma experiência positiva de parto e nascimento faz parte do acompanhamento pré-natal de qualidade. Vilellas, 2014.
  • 6. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Introdução • O inquérito nacional Nascer no Brasil encontrou que, embora menos de 30% das mulheres tenham iniciado o pré-natal desejando uma cesariana, a maioria delas terminam o pré-natal com preferência para o parto cirúrgico, e, dentro do sistema suplementar, já com a cirurgia agendada. Vilellas, 2014.
  • 7. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Vilellas, 2014; Domingues, 2014. Pré-Natal em Números A cobertura pré-natal é quase universal no Brasil (98%). 75,8% das mulheres iniciam o pré-natal com até 16 semanas de gravidez. 73,1% fazem seis ou mais consultas. A maior parte das consultas é realizada em unidades básicas de saúde (89,6%) e pelo mesmo profissional (75,6%), sendo o médico o profissional que mais realiza consultas pré- natais (75,6%).
  • 8. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Vilellas, 2014; Domingues, 2014. Embora o Brasil possua bons indicadores pré-natais quantitativamente, há muito o que melhorar na qualidade desses atendimentos: • A assistência pré-natal por enfermeiras é restrita; • São poucas as mulheres que recebem alguma orientação nas consultas, privilegiando as informações sobre riscos em detrimento de orientações sobre práticas benéficas durante o trabalho de parto; • Pouco mais da metade (58,7%) das gestantes foram orientadas quanto à maternidade de referência para o parto, gerando peregrinação durante o trabalho de parto (16,2%). Peregrinação gera tensão, medo, dor e aumento da morbimortalidade.
  • 9. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Pré-natal e o Parto Normal O modo como o pré-natal é conduzido contribui para o reforço da cultura do medo do parto normal. As principais percepções das mulheres sobre o parto, ao final do pré-natal: • A cesariana é mais segura para os bebês; • Os riscos da cirurgia são poucos valorizadas; • Existem muitos medos: de não conseguir ter o parto, medo do parto violento, medo de não conseguir atendimento no momento do trabalho de parto e medo da dor. Domingues, 2014. É necessário que os pré-natalistas revejam seus próprios medos em relação ao parto, para que possam contribuir com a desmistificação dessa cultura do medo e possam efetivamente aproveitar os momentos do pré-natal para fortalecer nas mulheres a confiança em sua capacidade de gestar, parir e maternar seus filhos.
  • 10. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Medidas recomendadas para a promoção do parto normal durante o pré-natal • Educação continuada para os pré-natalistas, com foco no estudo da fisiologia e da medicina baseada em evidências; • Investimento na qualidade dos encontros com as mulheres no pré-natal, gerando oportunidades para escuta ativa e cuidado centrado nas suas necessidades; • Deslocamento das enfermeiras para o atendimento ao pré-natal de risco habitual e médicos para manejo do alto risco. A literatura mostra que as mulheres tem mais partos normais e ficam mais satisfeitas com o parto quando o pré-natal é feito por profissional não médico; • Não existe alta do pré-natal no termo gestacional: esse período de retornos semanais é muito valioso para se trabalhar com ações educativas para o parto com as mulheres e suas parcerias; • Treinamento de todas as pessoas que tem contato com as gestantes sobre as boas práticas no parto normal, incluindo agentes comunitários de saúde, acompanhantes, técnicas(os) de enfermagem. Loewenberg, 2018.
  • 11. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Ferramentas para serem utilizadas no pré-natal visando à promoção do parto normal Para contornar as questões relacionadas à falta de tempo nas consultas pré-natal e falhas na qualidade, muitas unidades fazem cursos de gestantes – espaços coletivos para compartilhamento de informações a respeito de temas que interessam as mulheres no pré- natal, parto e pós parto. Nem sempre a adesão das mulheres a esses grupos é a esperada e, em geral, as metodologias não favorecem despertar o interesse das gestantes, o que dificulta o aprendizado. Rising, 2016. Uma ferramenta que vem sendo utilizada com êxito em vários países e em algumas experiências bem sucedidas no Brasil é o Pré-Natal Coletivo (Centerying Pregnancy).
  • 12. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL A diferença do pré-natal coletivo para o grupo de gestantes é que a consulta de pré-natal é realizada em grupo, com uso de metodologias ativas de mediação, favorecendo a formação de rede de apoio entre as mulheres e os temas emergem do grupo de acordo com as necessidades daquele grupo naquele momento, o que faz com que a aprendizagem tenha significado e seja mais efetiva. Rising, 2016.
  • 13. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Pré-Natal Coletivo: como fazer? • É necessário um espaço confortável que acolha as gestantes e suas parcerias. O número ideal de participantes é de 6 a 10 gestantes, com idade gestacional próxima, para que os assuntos que emergem no grupo façam sentido. • Também é importante que o mesmo grupo siga junto até o final do pré-natal. Isso facilita a criação de redes de apoio entre as participantes, suporte social e confiança para expor questões que possam ser mais delicadas. Rising, 2016.
  • 14. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Pré-Natal Coletivo: como fazer? • Ao chegar, as gestantes entregam os cartões de pré-natal para o pré-natalista, que tem os sinais vitais verificados e anotados. • Em seguida, sentam em círculo e são apresentadas umas às outras (no caso do primeiro encontro); são estimuladas a compartilhar questões físicas, emocionais, preocupações em relação à gestação, parto, maternidade. Rising, 2016. O mediador deve ter conhecimento em metodologias ativas de grupos e estimular interação, permitindo que o próprio grupo levante soluções para as questões trazidas e, se necessário, complementa as orientações técnicas.
  • 15. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Pré-Natal Coletivo: como fazer? • Ao mesmo tempo, um segundo profissional faz o exame físico das gestantes no próprio local e anota os dados no cartão. • Se houver alguma questão importante a ser tratada individualmente no seguimento de alguma gestante, ela pode ser chamada ao final da consulta. • Com o tempo, o grupo passa a formar uma rede de apoio para as gestantes, há validação dos saberes populares e abre-se uma janela de comunicação efetiva com as participantes, que se sentem contempladas e escutadas. • O grupo pode ser um momento divertido. Mulheres que tiveram bebê podem voltar ao grupo para troca de experiências. Rising, 2016. A duração recomendada são duas horas.
  • 16. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL Vantagens do Pré-natal Coletivo • Otimiza o tempo da consulta com qualidade: as mulheres passam a ter duas horas com os profissionais de saúde e unem a consulta pré-natal à educação em saúde. • Propicia a formação de redes e o autocuidado. • Estudos trazem que, especialmente para populações de maior vulnerabilidade, o pré-natal coletivo é capaz de aumentar as taxas de parto normal, melhora os índices de vacinação dos bebês, reduz percentual de nascimentos prematuros e RN com baixo peso ao nascer. • Melhora o engajamento das mulheres no pré-natal e o autocuidado. Rising, 2016; Eluwa, 2018; Ickovics, 2003.
  • 17. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL • O pré-natal é um momento estratégico para promover saúde em seu sentido mais amplo. • O Brasil tem um pré-natal universal, público e quantitativamente adequado, mas temos muito a melhorar em relação à qualidade dos atendimentos. • É necessário reestruturar o modelo para que tenhamos enfermeiras e obstetrizes em quantidade e qualidade para acompanhar as gestantes de risco habitual, bem como qualificar os médicos e alocá-los para atendimento ao pré-natal de alto risco. • Todas as pessoas que atendem gestantes precisam saber prover informações de qualidade sobre o parto normal. • O pré-natal coletivo é uma ferramenta barata e eficaz para a promoção do parto normal durante o pré-natal. • Promover encontros presenciais de qualidade durante o pré-natal é fundamental para melhorar a assistência às mulheres.
  • 18. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL • Betran AP, Ye J, Moller AB, Souza JP, Zhang J. Trends and projections of caesarean section rates: global and regional estimates. BMJ Glob Health. 2021;6(6):e005671. doi:10.1136/bmjgh-2021-005671 • Domingues, Rosa Maria Soares Madeira et al. Processo de decisão pelo tipo de parto no Brasil: da preferência inicial das mulheres à via de parto final. Cadernos de Saúde Pública [online]. 2014, v. 30, n. Suppl 1 [Acessado 10 Agosto 2020] , pp. S101-S116. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/0102-311X00105113>. ISSN 1678-4464. https://doi.org/10.1590/0102-311X00105113. • Eluwa GI, Adebajo SB, Torpey K, et al. The effects of centering pregnancy on maternal and fetal outcomes in northern Nigeria; a prospective cohort analysis. BMC Pregnancy Childbirth. 2018;18(1):158. Published 2018 May 11. doi:10.1186/s12884-018-1805-2 • Ickovics JR, Kershaw TS, Westdahl C, et al. Group prenatal care and preterm birth weight: results from a matched cohort study at public clinics. Obstet Gynecol. 2003;102(5 Pt 1):1051-1057. doi:10.1016/s0029-7844(03)00765-8 • Loewenberg Weisband Y, Klebanoff M, Gallo MF, Shoben A, Norris AH. Birth Outcomes of Women Using a Midwife versus Women Using a Physician for Prenatal Care. J Midwifery Womens Health. 2018;63(4):399-409. doi:10.1111/jmwh.12750 • RENFREW, M.J.; McFADDEN, A.; BASTOS, M.H. et al. Midwifery and quality care: findings from a new evidence-informed framework for maternal and newborn care. The Lancet. 2014; 384:1129–45. • RISING, Sheron Schindler; QUIMBY, Charlotte Houde. The centerying pregnancy model: the power of group health care. 1ª. Edição. Spring Publisher Company, 2016. • Viellas, Elaine Fernandes, Domingues, Rosa Maria Soares Madeira, Dias, Marcos Augusto Bastos, Gama, Silvana Granado Nogueira da, Theme Filha, Mariza Miranda, Costa, Janaina Viana da, Bastos, Maria Helena, & Leal, Maria do Carmo. (2014). Assistência pré-natal no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 30(Suppl. 1), S85-S100. https://doi.org/10.1590/0102-311X00126013 Referências
  • 19. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal. ATENÇÃO ÀS MULHERES Material de 03 de fevereiro de 2023 Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Eixo: Atenção às Mulheres O PRÉ-NATAL E A PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL